A partir de fevereiro, a um toque de celular as mulheres terão defesa em Porto Alegre

Batizado de PLP 2.0, o aplicativo desenvolvido pelas ONGs Themis e Geledês, começará a ser testado mês que vem no RS e defenderá mulheres ameaçadas pelos ex-maridos. Entre 2012 e 2015, 17.985 mulheres foram agredidas em Porto Alegre. No Estado, no mesmo período, foram 164.236 mulheres. De todos os casos, 274 mulheres resultaram assassinadas.

O teste começará pelo bairro Restinga.

De posse do celular, bastará um toque para enviar alarma para o juiz do caso, polícia e amigos.

A OAB do RS promove campanha para doar aparelhos celulares para as mulheres que não os possuam.

Um comentário:

Anônimo disse...

O app eh soh pra ex-maridos, ou tb servira pra bandidagem em geral?