Atividade sindical extremista faz GM congelar S. José dos Campos e privilegiar S. Caetano, Joinville e Gravataí

A queda de braços entre o sindicato dos metalúrgicos local, controlado pelo PSTU e a montadora, situação que não é de hoje, faz a GM abandonar gradativamente os seus interesses na fábrica de automóveis e motores de São José dos Campos, SP, onde encerrou nesta sexta-feira a produção da Zafira.

. Os metalúrgicos resolveram colocar-se em estado de greve.

. A GM já avisou que depois do encerramento das linhas de produção de Corsa, Classic e Meriva, nada mais fabricará em São José dos Campos. A fábrica será desativada e todos os 7000 trabalhadores atuais correm risco, embora o complexo industrial como um todo não venha a ser desativado.

. Ganharão com isto as fábricas de São Caetano e Gravataí, contempladas com vultosos investimentos, mas a fábrica de motores sairá de São Paulo para Joinville, onde são feitos os atuais investimentos.

- Nesta sexta-feira, a GM anunciou que adiou sine die a construção da nova fábrica de transmissões em Joinville.

Saiba como será o edifício mais alto do RS, o Magestic, de Gravataí

O prédio mais alto do Rio Grande do Sul será erguido pelo Mgrupo dentro do complex. O M.Grupo responsável também pela construção do Shopping de Gravataí vai construir o Magestic, prédio comercial com 42 andares e 287 conjuntos comerciais.

. O prédio ainda terá heliponto, 8 elevadores de alta velocidade, edifico garagem, restaurante para funcionários e inúmeras lojas. O projeto do arquiteto Dino Damiani terá um design arrojado e será o primeiro empreendimento do Estado construído com arquitetura em balanço.

- O investimento é de R$ 140 milhões.

CEEE não retoma terreno milionário que lhe pertence

A CEEE não quer cumprir a decisão judicial que devolveu-lhe o caríssimo terreno de 15 mil m2 que o governo Olívio Dutra permutou por índices construtivos (ar) ao tempo do prefeito João Verle.

. Ambos são do PT.

. O terreno fica na Washington Luís

As 17h, no Twitcam, o editor conversará com vocês sobre os impasses e alternativas da economia do RS e os governos do PT

 As 17h, o editor estará no Twitcam para conversar com os leitores. Do lado direito da página, você encontrará área própria para colocar o que pensa e discutir on line. A conversa desta tarde será a respeito do passado, do presente e do futuro da economia do RS, a partir do exame que fez esta semana no Conselhão o presidente da Fiergs, Heitor Muller.

. Clique no seguinte endereço para participar: http://twitcam.com/ayqwf

Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). 

Manuela é o arroz e Maroni é o feijão. Pode? É a campanha de Porto Alegre que já começou.

O melhor da atual campanha eleitoral em Porto Alegre é o que rola na Internet. A estrela na Web é a deputada Manuela D’Ávila.

. Faz sensação na Web o vídeo da propaganda eleitoral do seu mais novo namorado, candidato in pectore da comunista.

. Vale a pena examinar a “postura”, o “belo” discurso e o “conteúdo” de Rodrigo Maroni. Não existe nada mais alienado no RS.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir. Não desplugue antes de chegar ao final.

O RS é o soldadinho do passo errado.

Durante os seis anos de mandato do sr. Paulo Tigre, a Fiergs transformou-se na Grande Muda do RS, incapaz de erguer a espinha diante do governo federal do PT, ao qual se subordinou de maneira incondicional.

. Seu sucessor, Heitor Muller, começa a mostrar que as coisas mudaram na Fiergs.

. Este discurso que ele pronunciou no aparelho que o governador Tarso Genro e o PT montaram para circunscrever opiniões e críticas, o Conselhão, demonstra que a massa crítica voltou a ser acionada na Fiergs.

. No link a seguir, o leitor poderá acompanhar a íntegra das oito laudas de análise feitas pelo presidente da 
Fiergs no Palácio Piratini, que não têm nada de laudatória.

. Sobre as ambiciosas pretensões do atual governo para a política industrial que quer percorrer, sempre colocando-se como novo centro da convergência global, eis o que disse Heitor Muller, em claro e bom português:

1) A indústria local só será competitiva se o governo aumentar os investimentos em infraestrutura, usando também dinheiro privado, porque já mostrou que sozinho não vai.

2) Os órgãos ambientais precisam de informatização, estrutura moderna de gestão e mais pessoal qualificado.

3) O novo Fundopem é bom, cria condições ótimas para atrair novas indústrias, mas, antes de se expandir, as empresas privadas gaúchas necessitam de apoio emergencial para “sobreviver”. As aspas são do próprio Heitor Muller.

. A Fiergs não deixou de se queixar do Custo Brasil, mas criou outro neologismo, o Custo Gaúcho, que torna ainda menos competitiva a indústria local, comparativamente a dos outros grandes Estados.

. Exemplo de Custo Gaúcho ? O piso regional, que aumentou 14,75% este ano, quando a indústria local nada cresceu. Mais ? O RS é o único Estado que exige licenciamento para o plantio em propridades de menos de mil hectares, simplesmente porque a Fepam, por resolução e não por lei, estabeleceu que a silvicultura é de alto potencial poluidor, coisa que o Código Florestal nem de longe admite, já que equipara a silvicultura à atividade agrícola.

. O presidente da Fiergs, inquieto, perplexo, perguntou ao final da exposição:

-Somos os soldadinhos do passo certo ou do passo errado ?

. É claro que somos os soldadinhos do passo errado.

CLIQUE AQUI para ler o competente e corajoso discurso do presidente da Fiergs.

Examine este caso concreto de aumento de impostos sem aprovação do Legislativo do RS

A Assembleia do RS conhece bem o problema das empresas atacadas pela substituição tributária.

. Aumentos de impostos são tomados no RS por burocratas da secretaria da Fazenda, estimulados pelo governador de plantão, sem que os deputados aprovem.

. Segue um caso exemplar:
- A partir de 1º de agosto, por penada da Receita Estadual, o setor de autopeças do RS terá as alíquotas dos produtos submetidos ao MVA (substituição tributária) majoradas de modo selvagem:
MVA para compras dentro do Estado: 40% para 59%
Compras de fora do Estado: 48,4% para 69,21%


. Na média, o aumento do MVA irá a 47%.

. O projeto enviado por Tarso Genro à Assembleia é ainda mais confiscatório.

. O consumidor e os trabalhadores é quem acaba pagando a conta.

Tarso Genro protocola projeto que torna letra morta o Simples Gaúcho. 600 mil empresas serão prejudicadas.

O editor tem abordado com insistência as notícias sobre o novo projeto enviado pelo governador Tarso Genro à Assembleia, propondo mais confiscos sobre a renda das empresas, através de ampliações no atual sistema de substituição tributária no RS.

. Há bastante tempo, desde o governo anterior de Yeda Crusius, o editor adverte que o sistema liquidou na prática com o chamado Simples Gaúcho. Em nota à imprensa, a Federação de CDLs disse a mesma coisa nesta sexta-feira de manhã:
- A metade das empresas varejistas não consegue utilizar o Supersimples, porque a substituição tributária anula essas vantagens.

. Muitas empresas pagam o dobro do que deveriam.

. O pior é que as micro e pequenas gaúchas perderam poder de competição com empresas de outros Estados, que não são tão penalizadas.

. As mudanças propostas por Tarso Genro prejudicará todas as 600 mil micro e pequenas empresas do RS.

. O Simples proporciona isenção de ICMS e redução do tributo, no caso de empresas que faturam mais de R$ 360 mil até R$ 3 milhões por ano.

. Em Santa Catarina, a solução foi a seguinte:
- A indústria passou a vender para o comércio com redução no preço, já considerando aquelas micro e pequenas do Simples. Trata-se de menor Margem de Valor Agregado. 

Ana Amélia falará na quarta na Federasul

A senadora Ana Amélia, PP do RS, falará na quarta-feira que vem no Tá na Mesa da Federasul.

Maior evento mundial de qualidade de gestão abrirá segunda em Porto Alegre

Abrirá segunda-feiora em Porto Alegre o 123º Congresso Internacional da Gestão do PGQP (Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade). Trata-se do maior evento mundial na área da qualidade de gestão.
. As reuniões sairão todas na Fiergs, com a presença de especialsitas internacionais.

- Acompanhe on line, desde já, as informações sobre o evento: WWW.portalqualdiade.com/pgqp, WWW.twitter.com/pgqp  e www.facebook.com/qualidaders

CNJ acompanha ações estranhas no caso da Operação Cosa Nostra. TJE ainda não autorizou investigações sobre Vanazzi e Zulke.

Segue relato que fez a pedido do editor o ex-secretário de Desenvolvimento de São Leopoldo, RS, candidato a vereador pelo PMDB, sobre o andamento do processo protocolado junto ao Conselho Nacional de Justiça e que levanta restrições ao serviço do juiz do caso da Operação Cosa Nostra, que investiga malfeitorias na administração do prefeito petista Ary Vanazzi:

1)- Em 02/05/2012- Protocolamos junto ao CNJ em Brasília o pedido de Averiguação, Apuração e Responsabilização dos envolvidos, nos fatos no mínimo estranhos, ocorridos durante o processo das denúncias da operação Cosa Nostra.
2)- Em 10/05/2012- Via telefone nos foi informado pela Ouvidoria do CNJ, que o processo estaria em análise com um Conselheiro nomeado para o caso.
3)- Em 17/05/2012, enviamos e-mail ao CNJ, pedindo informações sobre o andamento do processo, não tendo tido respostas.
4)- Em 21/06/2012, em não tendo até esta data recebido qualquer informação, recorremos à CORRREGEDORIA DO CNJ, requerendo informações, uma vez que nos causava estranhamento a demora, dada principalmente a relevância dos fatos. A própria Corregedora que nos recebeu no CNJ, estranhou os fatos e redigiu um documento (Redução a Termo), endereçado a Ouvidoria do CNJ.
5)- Em 12/07/2012, recebemos via e-mail a informação da CRREGEDORA DO CNJ, a informação de que o pedido foi autuado e recebera um número e que estaria sendo analisado e encaminhado às Corregedorias competentes.

O que houve não sabemos, nem tampouco foi nos dito pela Corregedora que nos recebeu pessoalmente, mas ela própria foi tomada de surpresa, em função do rito e da demora. Nos garantiu que os fatos seriam apurados sem sombra de dúvidas.

- Surpreendentemente, o juiz do caso levantou segredo de justiça pouco antes da execução dos mandatos de busca e apreensão realizados pela Polícia Civil de São Leopoldo. A ação inviabilizou a operação. Este é apenas um dos acontecimentos estranhos que cercam a Operação Cosa Nostra. Até este momento, nem mesmo a 4ª Câmara Criminal tomou qualquer decisão sobre o pedido do delegado do caso para investigar o prefeito Ary Vanazzi e o deputado Ronaldo Zulke, ambos do PT. 


Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). 

Justiça Eleitoral nega liminar, mas ação de impugnação prossegue contra Luciana Genro

* Clipping www.terra.com.br 

O que era para ser um protesto em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) se tornou o primeiro ato de campanha de Luciana Genro (Psol) em Porto Alegre, nesta sexta-feira. Em meio à caminhada contra a impugnação de sua candidatura a vereadora, chegou o telefonema do advogado da ex-deputada federal, informando que a liminar que a impedia de pedir votos para si havia sido derrubada.

. O Ministério Público protocolou ontem um pedido de impugnação da candidatura alegando que Luciana é filha do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), o que a tornaria inelegível. Embora a liminar tenha sido derrubada, o pedido do MP segue tramitando.

Demóstenes é cassado, mas até no Conselho de Ética 12 Deputados respondem a 11 ações penais. O gaúcho Fernando Marroni é um deles.

Enquanto o senador Demóstenes Torres é "coroado" no noticiário como o rei da pilantragem no Congresso, outros políticos escapam de fininho,  não recebendo nenhuma atenção da mídia. Veja-se o caso do Conselho de Ética da Câmara Federal onde doze deputados respondem a 11 ações penais e 24 inquéritos no Supremo Tribunal Federal.

. Um dos réus é o deputado gaúcho Fernando Marroni (PT), candidato a prefeito de Pelotas, que responde a processo por crime contra a lei das Licitações. Quando foi prefeito de Pelotas, de 2000 a 2004, Marroni fez um contrato sem licitação com uma empresa, dando a esta o direito de explorar a pedreira municipal. A empresa beneficiadada pertencia a um integrante e candidato a vereador do Partido dos Trabalhadores do município vizinho de Capão do Leão. O material extraído da pedreira era vendido para a própria Prefeitura de Pelotas.

. A Ação Penal 523 do STF tem como autor o Ministério Público Federal e o relator é o ministro Marco Aurélio. Ainda não há data prevista para o julgamento, mas caso seja condenado o deputado Fernando Marroni poderá ficar inelegível.

- O caso de Fernando Marroni:
Fernando Marroni (PT-RS)
AP 523 – Crimes da Lei de Licitações
Data de autuação: 29/06/2009

CLIQUE AQUI para acompanhar a tramitação da ação no STF

Mendes Filho anuncia carência para pagamento de dívidas de custeio dos arrozeiros

Nesta sexta-feira ao meio dia o ministro da Agricultura, Mendes Filho, reunido na Farsul, Porto Alere, anunciou que até 30 de outubro nenhum arrozeiro será compelido a pagar o que não pode das dívidas de custeio que tomou na banca.
. Até lá, a idéia é reconversar.
. E repactuar em condições mais vantajosas. 

Entenda a falsa esperteza que move Luciana Genro a afrontar a Lei Eleitoral

Até as pedras da Rua da Praia sabiam que a ex-deputada Luciana Genro não poderia ser candidata a vereadora em Porto Alegre. Trata-se de uma vedação constitucional. La Genro, que acaba de obter graduação em Direito, sabe muito bem disto. Ela é filha do governador. O legislador andou bem quando estabeleceu a proibição, porque a história tem registros vergonhosos de benefícios obtidos por candidatos cujos pais são parentes consangüíneos. E não se alegue que Tarso Genro e Luciana Genro são adversários políticos, porque basta ver como ambos aliaram-se durante os últimos quatro anos para desestabilizar o governo de Yeda Crusius, Tarso através do uso da Polícia Federal e Luciana através do uso do PSOL.

. O que fez a ex-deputada do PSOL para mudar a lei? 

. Ela preferiu mais uma vez afrontar a lei e o bom senso.

. O promotor Mauro Rockenbach entendeu bem o objetivo do PSOL e de Luciana ao afrontarem a lei de modo tão desatinado. Leia o raciocínio correto dele:
- Ela é inelegível, mas além disto não poderá fazer campanha como candidata. Isto impedirá o sucesso da estratégia do PSOL de manter seus votos para o PSOL, quando tiver que abandonar a disputa de qualquer modo. 

. Este é o tipo de esperteza que levou Lula a apertar a mão de Maluf, e conduziu a própria Luciana Genro a mentir deslavadamente no caso dos vídeos com resolução igual a filme de cinema, quando se referiu a vídeos que incriminariam membros importantes do governo tucano do RS. 

Licença de José Fortunati não obedece pauta da campanha da aliança PDT-PMDB

Caso o prefeito José Fortunati saia do cargo para dedicar-se integralmente à campanha, isto será fato inédito no RS.

. Até hoje, nem um único governador e nem um único prefeito de Porto Alegre fez isto.

. Esta pauta não é da campanha PDT-PMDB.

. É difícil compreender a quem interessa que o prefeito entregue o governo a um ilustre desconhecido, no caso o procurador João Figueira.

- Com a enorme quantidade de projetos e obras em andamento acelerado por causa da Copa 2014, parece risco demais deixar a prefeitura virtualmente acéfala.A administração de uma capital como Porto Alegre exige liderança política permanente e administração diuturna eficiente e eficaz.  

Pesquisa do Correio do Povo mostrará quem está na frente em Porto Alegre

Sairá neste sábado a primeira pesquisa de intenções de votos em Porto Alegre, depois de iniciada a campanha deste ano.

. A publicação será do Correio do Povo.

Digitel, Altus e SAP inauguram expansões na segunda-feira. Investimento do trio foi de R$ 62 milhões.

Agenda de inaugurações de expansões de três importantes empresas de TI localizadas na Grande Porto Alegre, todas previstas para segunda-feira:
Alvorada, 9h30min - Digitel (Distrito Industrial de Alvorada, na Estrada-ERS 118, nº 11555).
Sapucaia do Sul -  Altus, em Sapucaia do Sul (Bairro Primo Vacchi, na rodovia BR-116, nº 2740).
São Leopoldo,  11h30- Tecnosinos,  empresa SAP (Avenida SAP, 188)

. Os investimentos totais das três empresas somam R$ 62 milhões.

. Ao corte de fitas na SAP estará presente o embaixador da Alemanha, Wilfried Grolig.

Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).