Delator do Petrolão diz que senador Lindbergh pediu dinheiro sujo para sua campanha do Rio.

Mais gente pode caber nesta galeria de fotos, inclusive do RS.



Delator do Petrolão foi encarregado de arrecadar dinheiro para campanha do petista Lindbergh Farias, diz jornal. Dinheiro sujo pode ter ajudado candidatos a governador do PT em outros Estados. No RS, gente de Lindenbergh fez serviços na área de marketing.  Candidato derrotado ao governo do Rio nega acusação

Reportagem publicada na edição deste sábado no jornal Folha de S. Paulo afirma que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa foi encarregado de pedir a empreiteiras doações para a candidatura derrotada do senador Lindbergh Farias (PT) ao governo do Rio. 

.A assessoria de Lindbergh confirmou que Costa participou de três reuniões da campanha do candidato ao governo do Rio. O objetivo seria tratar da elaboração do programa de governo na área de óleo e gás. 

. Durante depoimento à Justiça, Costa deu explicações sobre uma planilha apreendida pela Polícia Federal em que aparecia uma lista de empreiteiras que, por meio dele, ajudariam nas eleições. O ex-diretor diz que a planilha se referia, especificamente, a empresas que poderiam fazer doações para a campanha de um candidato ao governo do Rio de Janeiro nas eleições deste ano.

- Teve um candidato ao governo do Rio de Janeiro que me procurou, eu já tinha saído da Petrobras. Foi no início de 2014 e o objetivo era que eu preparasse pra ele um programa de governo na área de energia e infraestrutura de um modo geral. Participei de umas três reuniões com esse candidato e foi listada uma série de empresas que poderiam contribuir com a campanha que ele estava concorrendo. Ele me contratou para fazer o programa de energia e infraestrutura de modo geral. Listou uma série de empresas. Algumas que eu tinha contato e outras, não. Hope RH não conheço. Mendes Júnior conheço, UTC conheço, Constran nunca tive contato, Engevix conheço, IESA conheço e Toyo Setal conheço. Foi solicitado que houvesse a possibilidade de essas empresas participarem da campanha (...) Era uma candidatura para o Rio de Janeiro.

Aécio x Dilma, terça, frente a frente na Band TV

A Band mantém a tradição e realiza o primeiro debate do segundo turno entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) no próximo dia 14 (terça-feira).

Ao receber apoio de Marina, Aécio declara sob as bênçãos de Nossa Senhora Aparecida "A partir de agora somos um só corpo, um só projeto"

Uma hora depois do anúncio, já tinha propaganda da dupla na Web.


Terceira candidata mais votada no primeiro turno das eleições presidenciais, Marina Silva (PSB) anunciou neste domingo apoio formal a Aécio Neves (PSDB). O tucano disputa o segundo turno com Dilma Rousseff (PT):

- Votarei em Aécio e o apoiarei, votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos.

. O apoio foi dado um dia após o tucano se comprometer a cumprir, mesmo que de forma vaga, quase todas as exigências feitas pela ex-senadora.
  
. O único dos principais pontos que ficou de fora do documento lido por Aécio foi a redução da maioridade penal, que Marina é contra.

"Quero, de início, deixar claro que entendo esse documento como uma carta compromisso com os brasileiros, com a nação. Rejeito qualquer interpretação de que seja dirigida a mim, em busca de apoio", disse a ex-senadora.


Minutos após a declaração de apoio, Aécio agradeceu o gesto no santuário de Nossa Senhora Aparecida (a 180 km de São Paulo):

- Hoje, com a bênção de Nossa Senhora Aparecida, é um dia glorioso para a nossa campanha. Recebo com muita honra e responsabilidade o apoio de Marina Silva. A partir de agora somos um só corpo, um só projeto.

Morales avança para a reeleição com a imprensa sob controle

“Na Bolívia há liberdade de expressão. O que não há é liberdade depois de se expressar.” A frase irônica é do senador de oposição Roger Pinto Molina, refugiado em Brasília há mais de um ano. O presidente Evo Morales, que já vislumbra uma vitória nas eleições deste domingo, construiu seu poder nestes oito anos de governo com base na riqueza produzida pelo gás, minério e agropecuária do país, mas também com quase a aniquilação da oposição: alguns chamam de forma irônica os que ficaram na disputa como “opositores domesticados”. Segundo a ONU, a Bolívia tem mais de 700 refugiados políticos no exterior.

. Segundo reportagem do jornal O Globo deste domingo, a hegemonia do líder do Movimento ao Socialismo (MAS) se estendeu também aos meios de comunicação. Às vésperas das eleições, é mais fácil ver uma reportagem policial sensacionalista na TV do que um analista político abordando a corrida presidencial. — Nas principais redes, Bolivisión e Unitel, já não há programas políticos — observa Raúl Peñaranda, autor do livro “Control remoto”, que analisa a estratégia do governo Morales para a imprensa.

Neste caso, não foi o confronto como fez o chavismo, na Venezuela, ou Rafael Correa, no Equador, ou mesmo o kirchnerismo, na Argentina. — O controle dos meios na Bolívia é muito mais sutil. Hoje, 80% dos meios estão em mãos privadas. Mas em poucos anos a direção editorial foi retirada dos grupos independentes — denuncia Peñaranda. — Por uma questão de censura ou autocensura, são poucos os que se atrevem a falar contra o governo.

. O próprio Morales reconheceu semanas atrás o desaparecimento gradual da imprensa independente. — Em declaração ao jornal “El Deber”, o presidente disse que quando chegou ao governo “80% ou 90% dos meios eram opositores”, independentes, diríamos nós. E agora restam “10% ou 20% de meios opositores” como ele diz — recordou Peñaranda.

Editorial O Globo - Economia parou por causa dos equívocos do governo Dilma

Editorial O Globo - Economia parou por causa dos equívocos do governo
12 de outubro de 2014

Que o mundo passou por uma crise financeira muito grave, e ainda sofre as consequência dela, é um fato sobre o qual ninguém pode discordar. Mas a crise não é mais justificativa para o fraco desempenho da economia brasileira nos últimos anos.

Os equívocos internos de política econômica certamente foram os que mais contribuíram para o país estar estagnado, com retração nos investimentos e séria ameaça na inflação.
O governo apostou no estímulo ao consumo, acreditando que o ciclo se autoalimentaria, sustentando um forte ritmo de crescimento. E nessa aposta pisou no acelerador dos gastos correntes, confiando na expansão das receitas tributárias. Aposta perdida.

Quando o modelo, o tal “novo marco macroeconômico”, começou a dar sinais de exaustão, já em meados de 2012, o governo não reviu a estratégia. Ao contrário, pisou mais fundo no acelerador dos gastos. Para compensar essa política fiscal expansionista, o Banco Central foi obrigado a elevar consideravelmente as taxas básicas de juros.
Não por acaso esse ambiente gerou enorme desalento no meio empresarial. Por sucessivas vezes o governo prometeu corrigir os rumos da política econômica e não o fez. A meta de superávit primário nas finanças consolidadas do setor público se tornou fictícia.

CLIQUE aqui para ler todo o texto.

Marina Silva: "Votarei em Aécio e o apoiarei"

Marina Silva, finalmente, anunciou seu apoio a Aécio Neves no segundo turno das eleições. O pronunciamento foi feito neste domingo, dia 12, durante uma coletiva de São Paulo.

. Após ser derrotada no primeiro turno, a candidato do PSB decidiu se posicionar a favor do candidato do PSDB. "Para mim é muito importante esse momento. Após conversar com muitas pesssoas, refletir sobre a atual situação do país, venho manifestar a minha posição", declarou no início do discurso.

. Marina fez questão de ressaltar que não considera que o documento lido por Aécio em Pernambuco nesse sábado, dia 11, tenha sido em troca de seu apoio, mas para o bem da nação. "Votarei em Aécio e o apoiarei, votando nesses compromissos,  dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos".

- Na votação do último domingo, Marina Silva obteve 22.176.619 votos (21,32%) e ficou em terceiro lugar, mesma colocação da eleição de 2010.

Aos 25 anos, Aécio trabalhava em banco, enquanto que aos 25 anos, Dilma assaltava banco

Dilma aos 25 anos, segundo a revista Época.Depois disto, todos os cargos públicos que ocupou foi por indicação do marido, o então deputado Carlos Araújo, ou por decisão de Lula, que a transformou no seu poste preferido. Ela nunca teve luz própria, nem mesmo no terror, já que obedecia as ordens de Carlos Lamarca.


Ao reagir à acusação de que aos 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Federal por interferência do tio, o senador Aécio Neves passou esta lição a Dilma Roussef no final da noite deste sábado:

- A candidata Dilma Rousseff deveria respeitar mais a inteligência dos brasileiros e o nível da campanha eleitoral. Sem conseguir explicar por que nomeou e manteve Paulo Roberto Costa e outros diretores suspeitos na Petrobras, tenta atacar os adversários com denúncias infundadas, de 30 anos atrás.

- Aos 25 anos, Aécio trabalhava em banco, enquanto que aos 25 anos, Dilma assaltava banco. 

. O candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, subiu hoje o tom na resposta aos ataques sofridos nos últimos dias pela presidente Dilma Rousseff (PT), sua adversária na corrida ao Palácio do Planalto.

. “O que nós estamos vendo é uma candidata desesperada, à beira de um ataque de nervos”, disparou o tucano em entrevista a jornalistas durante passagem pelo santuário de Aparecida, no interior paulista.

. Questionado sobre as declarações da petista condenando sua nomeação por um tio ao cargo de diretor de loterias da Caixa Econômica Federal, em 1985, Aécio também foi duro no contra-ataque:


- Minha adversária construiu toda a vida pública por indicações.

- Dilma foi secretária municipal da Fazenda de Porto Alegre, presidente da FEE, secretária de Minas e Energia nos governos Collares e Dilma, sempre por indicação do marido, o então deputado Carlos Araújo. Ao cargo de ministra e de presidente, também saiu na condição de poste, desta vez indicada por Lula. 

Protestos nas midias sociais dizem que novo perfume da Natura cheira a "cannabis"

A Natura enfrenta uma onda de reclamações sobre seu novo perfume masculino, o #urbano. Em redes sociais, como o Twitter, e o ReclameAqui acumulam críticas do mesmo teor: ele cheira a maconha

. Muitas pessoas dizem que tiveram de dar explicações em casa e no trabalho sobre o odor que exalaram. A Natura diz que não existe similaridade química entre a matéria-prima do #urbano com notas que remetam a cheiros como fumo, fumaça e afins e que troca produtos, em caso de queixa.

Dica de Leitura, Leo Iolovitch - Entenda como falam os picaretas

Quem são eles ? Onde estão ? 

São muitos e estão em toda parte. Podem ser advogados escondidos atrás de chavões em latim, médicos encobertos por fórmulas pseudo-científicas e, principalmente, políticos, líderes, sociólogos, etc.

Eles são os picaretas.

É fácil identificá-los pelo vocabulário e é pelas palavras que vamos  identificar os picaretas:
Antes do travessão, o que eles dizem. Depois dele, o real significado.

Vamos lá:

Agilizar / Não consegue fazer nada andar mais rápido.
Maximizar/ Não aumenta nada, só o tamanho do nosso saco.
Otimizar/ Quando a mãe de quem diz isso, lhe deu a luz, pessimizou o mundo.
A nível de/ Até o português está errado, é ao nível .
Resgatar/ Quando seqüestrarem um picareta destes, ninguém vai querer resgatá-lo.
Inserido no contexto/ Essa já era braba no tempo do Pasquim...
Visão de curto, médio e longo prazo/ Experimente retirar esta expressão de um discurso e ele não mudará   nada.
É preciso criar mecanismos/ É utilizado quando as pessoas não sabem o que fazer.
Enquanto (no sentido de ser alguma coisa, tipo: enquanto cidadão, etc)/Essa é de doer. Começou com os picaretas mais refinados, mas já chegou aos mais comuns.
Categoria/Picareta não tem profissão. Picareta pertence a uma categoria.
Fazer uma colocação/ Eles não opinam, nem se manifestam. Só fazem uma colocação ou colocam uma questão. Ora, vão colocar o...deixa pra lá.
Seminário/Não é escola de formação de padres. Picareta adora seminário e workshop. Abra o olho quando ouvir estas palavaras.
Reunião - Eles adoram reuniões. Em geral a conclusão delas é a marcação de uma nova reunião...
Sociedade Civil/ Gente séria jamais usa esta expressão.É o próprio ranço do oportunista histórico  que não atualizou seu discurso.
Leitura/ Ler , que é bom, eles nunca leram. Mas adoram fazer uma leitura dos fatos.
Alocar recursos/  Sempre que ouvirem esta expressão, tenham certeza de uma coisa, tem alguém querendo tomar uma grana de  outro.
Interface/No tempo de Chicago era Scarface. Os picaretas não têm interlocutores, só interface. Essa é típica.
Qualquer coisa ao redor de/ Sempre que um picareta não sabe um dado ou uma cifra qualquer, ele não se acanha e chuta. O chute costuma ser precedido desta expressão, que convenhamos, é uma verdadeira pérola.
Transparente - Picareta adora transparente.
Cidadania/ Eis o remédio para todos os males. Quando não sabe qual a solução de um problema, tasca a cidadania. O que não quer dizer nada.
Atores sociais/ Essa é fatal. Quando encontrar não tenha dúvida. Há picareta por perto.
Ótica pluralista/ Vamos convir que eles tem uma certa criatividade...
Vetor ou vertente/ Essa é outra. Dá impressão de coisa séria e é puro papo furado.
Macro ou mega/ Uma característica dessa gente é a megalomania. Sempre nos seus discursos têm uma dessas expressões.
Processo ou dinâmica/ Reparem bem se há   seriedade ou consistência em  explanações onde aparecem essas palavras.
Como um todo/ Gente séria não usa essa expressão.Confira.
Balizar ou Parâmetros/ É melhor balizar os  nossos sentimentos dentro dos parâmetros da boa educação, para não mandar os picaretas ao inferno...
Fenômeno social/ Não é assombração, nem espiritismo. É picaretagem mesmo

CLIQUE AQUI para ler mais.


Operação Lava-Jato repete mesmo método de cartel usado pelas empreiteiras no caso da Operação Solidária, RS.

A revelação dos métodos usados pelas grandes empreiteiras brasileiras para adonar-se dos grandes contratos da Petrobrás não surpreende os gaúchos bem informados.

. É que também no RS um inquérito da Polícia Federal, no caso a Operação Solidária, revelou que ass empreiteiras costumam organizar-se em cartéis, decidindo qual dos membros ganhará determinada obra, qual o preço que cada um cobrará e quais os administradores públicos e políticos recberão propinas para facilitar tudo.

. No RS ninguém acompanha o desenrolar dos processos originários da Operação Solidária.

. O delator Paulo Roberto Costa disse na quarta-feira em Curitiba que o método não é usado apenas na Petrobrás, coisa que a Operação Solidária já tinha demonstrado no RS.

Eis aqui o mapa da corrupção que uniu Petrobrás, empreiteiras e PT

Clique na imagem ao lado para ampliar. É ilustração da matéria de O Globo. É impressionante o mapa da corrupção e a forma como o PT organizou o propinoduto para pagar campanhas eleitorais e enriquecer os líderes do Partido. 

. A PF e o Ministério Público estão abrindo centenas de novas investigações. 

. No caso de Aécio ser eleito, será inevitável levar a cabo a faxina política, que atingirá não apenas ex-governantes, mas também dirigentes partidários e congressistas, além de empreiteiros decididamente envolvidos em práticas criminosas na conquista de contas públicas.

. Corruptos e corruptores estão alarmados com o que pode acontecer.

. A enorme pressão popular decorrente da manifestação das urnas poderá obrigar o novo governo a garantir a assepsia política. 

Tarso promete usar dinheiro antecipado do pré-sal para pagar piso dos professores. Alguém acreditra nisso ? Os professores acreditam.

O governador Tarso Genro já tem uma solução mágica para pagar o piso salarial nacional do magistério sem mexer no plano de carreira dos professores: vai pedir que Dilma antecipe a parte gaúcha do dinheiro que um dia poderá receber dos royalties do pré-sal.

. Trata-se de um embuste.

. Como o Ilusionista, o governador quer sacar recursos finitos que nem estão disponíveis para pagar contas infinitas. 

. Os professores que o ouviram, acreditaram tanto quanto acreditaram no que disse Tarso em 2010, quando prometeu-lhes pagar o piso, "duela a quem duela".

. É que eles fazem de conta que acreditam. Quem faz de conta que acredita é a atual direção do Cpers, que é do mesmo grupo de Tarso no PT. A chapa que venceu a atual presidente, Rejane, nas últimas eleições, é do mesmo grupo de Juçara Dutra Vieira no movimento sindical. Juçara, que ocupou cargos em todo o mandato do Tarso, primeiro na Casa Civil e hoje é a Secretária da Justiça e Direitos Humanos.  A Juçara foi presidente do Cpers (1999-2002 e 2002-2005) e da CNTE. Na realidade, ao fazer de conta que acredita, a atual direção do Cpers está fazendo política, ou melhor, campanha para a reeleição do Tarso.

Marina anunciará seu apoio a Aécio neste domingo

Após iniciativas firmadas por Aécio Neves em Pernambuco, com direito a apoio formal da família de Eduardo Campos e carta de compromissos com bandeiras do PSB, Marina Silva deve ceder e anunciar posição pró-tucano no 2° turno das eleições, contra a reeleição de Dilma Rousseff.

. O apoio público foi masrcado para hoje, domingo. 

Gaúcho Heinze coordena maior bancada do Congresso, a dos ruralistas

Maior bancada suprapartidária do Congresso Nacional, os ruralistas aumentarão em 33% na próxima legislatura, segundo estimativa da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O grupo, que conta hoje com 205 deputados e senadores, deve chegar a 273 e já definiu sua prioridade: aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215/2000, que transfere para o Legislativo a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.

. A reportagem a seguir  é de Cristiano Zaia e Raphael Di Cunto, publicada pelo jornal Valor. Leia:

. Na Câmara dos Deputados, onde a FPA conta com o apoio de 191 parlamentares, a bancada vai atingir maioria absoluta: 257 representantes do agronegócio, contra 256 deputados não-ruralistas. Embora apenas 30 sejam realmente atuantes, o grupo costuma se unir em pautas de interesse dos produtores rurais, como o Código Florestal, em 2011, na maior derrota do início do governo Dilma Rousseff. No Senado Federal, o percentual é menor, mas o grupo aumentará de 14 senadores para 16.
O balanço foi feito pela FPA com base no número de parlamentares reeleitos e nos de primeiro mandato que têm perfil ligado ao setor e já declararam presença na bancada. Segundo o presidente da frente, deputado Luís Carlos Heinze(PP-RS), 139 ruralistas foram reeleitos e 118 novatos já assinaram adesão ao grupo.


. O tema é sensível para os ruralistas e também na eleição presidencial. Entre as condições que Marina Silva (PSB) estuda impor a Aécio Neves (PSDB) para apoiá-lo no segundo turno está o comprometimento contra a PEC 215. O tucano ainda não respondeu, mas o tema já move a bancada, mesmo entre seus apoiadores. "Não acredito que ele [Aécio] vai aceitar esse compromisso, mas se assumir não vamos respeitar a decisão dele nessa questão", afirmaColatto.

Prefeitura de Porto Alegre usa parte do empréstimo de US$ 83,3 milhões para obras do Pisa

A prefeitura de Porto Alegre abriu licitação internacional para a realização de obras no âmbito do Pisa - Programa Integrado Socioambiental - relacionadas com os interceptores e coletores pluviais da avenida Icaraí, Zona Sul, tudo na Bacia do arroio Cavalhada.

. Para isto, usará parte do empréstimo de US$ 83,3 milhões de dólares que tomou junto ao Bird.

Renata Campos agradece força de Pernambuco e reforça apoio a Aécio Neves

O segundo compromisso de campanha na disputa do segundo turno do candidato do PSDB nas eleições presidencias, o senador mineiro Aécio Neves, em Pernambuco, neste sábado, foi marcado por um pedido da viúva do ex-governador do estado, Eduardo Campos. Em um encontro com lideranças políticas e aliados da coligação que tenta levar Aécio ao Palácio do Planalto, realizado no Clube Internacional do Recife, um dos filhos de Campos, João, leu uma carta de apoio, escrita por Renata, na qual a ex-primeira-dama lembrou os sonhos que Eduardo havia traçado para o Brasil.

. Além de agradecer todo o apoio recebido pelos pernambucanos durante a campanha presidencial, desde o fatídico acidente aéreo que vitimou Eduardo Campos, Renata reforçou o incentivo e pediu a união de forças para eleger Aécio Neves presidente da república, no próximo dia 26, após o candidato ter derrotado Marina Silva na disputa do pleito que o garantiu no segundo turno.