Cairolli é assaltado por dois homens armados. Seguranças reagem, matam um dos bandidos e põem o segundo em fuga. Insegurança ficou insuportável em Porto Alegre.

O vice-governador José Cairolli acaba de ser assaltado (20h15min) por dois homens armados na rua Couto de Magalhães, bairro Higienópolis, no momento em que saía de uma clínica onde se submetia a tratamento. Os guarda-costas de Cairolli reagiram, balearam e mataram um dos bandidos, mas o outro escapou. A Polícia foi chamada. A perícia já está no local, onde recolhe o cadáver estirado sobre o asfalto. O enfrentamento ocorreu na esquina com a rua São Francisco. Os moradores do mais elegante bairro de Porto Alegre saíram para as janelas e para as ruas, assustados. O vice-governador foi retirado rapidamente do local. Ele não se feriu. O nível de insegurança em Porto Alegre piorou muito depois da posse do novo governo ao qual pertence o próprio Cairolli, já que ocorreram cortes de horas extras para brigadianos e policiais civis, contingenciamentos de verbas reduziram o número de homens nas ruas e a cidade foi entregue aos criminosos. Não existe um só lugar seguro na cidade, nem mesmo para autoridades como o vice-governador, como se viu nesta noite.

Pesquisa Datafolha diz que Lula foi o melhor presidente de todos os tempos. Segundo lugar foi para FHC.

Pesquisa apurou que 56% dos entrevistados escolheram Lula no quesito 'o melhor presidente do Brasil em todos os tempos'; segundo lugar, longe, ficou para Fernando Henrique, com 13%, seguido por Getúlio Vargas, com 6%. Entre os que apontaram Lula como o melhor presidente que o Brasil já teve, 64% são jovens. Segundo a pesquisa, a aprovação de Lula é maior entre os mais pobres, com 61%. Na categoria por regiões, Nordeste e Norte apresentam índice elevado de aprovação a ele.

Foragido do Petrolão, Mário Goes entrega-se em Curitiba

Mario Goes, citado pelo ex-gerente de engenharia da Petrobras Pedro Barusco como um dos "operadores" do pagamento de propina no escândalo de corrupção na petroleira, se entregou à Polícia Federal na manhã deste domingo.
Ele se apresentou à Superintendência da PF em Curitiba às 11h40, acompanhado de um advogado. 
Goes teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na nona fase da Operação Lava Jato, intitulada My Way, que foi deflagrada na última quinta-feira (5). Desde então, era considerado foragido.
Em seu acordo de delação premiada na Lava Jato, o ex-gerente Pedro Barusco disse que Mario Goes era um dos "operadores" de empreiteiras que acertavam pagamentos e entregavam dinheiro de propinas recebidas pelo então dirigente da Petrobras.

Goes, segundo os depoimentos de Barusco, atuava em nome das empresas UTC, MPE, OAS, Mendes Júnior, Andrade Gutierrez, Schahin, Carioca e Bueno Engenharia. Ele entregava "umas mochilas com alguns valores" que oscilavam de R$ 300 mil a R$ 400 mil, normalmente em sua própria casa. CLIQUE AQUI para ler, também, "Delator detalha R$ 1,2 bi em propinas pra PT e executivos", reportagem deste domingo da Folha. 

Este site Tarso Genro precisa consultar antes de acusar a imprensa pela revelação dos crimes do PT

Ao defender os bandidos do PT que roubaram sem limites dinheiro público no Mensalão e no Petrolão, acusando a imprensa por tentativa de criminalização do seu Partido, o ex-governador Tarso Genro esquece dos crimes praticados por seus companheiros. O Ministério Público criou um site que reúne todas as informações relativas à Operação Lava-jato. O site é: http://www.lavajato.mpf.mp.br/index.html CLIQUE AQUI para ler, também, "As causas da corrupção", editorial do Estadão de sábado.

Morreu o escritor gaúcho Antonio Carlos Resende

Morreu aos 85 anos o escritor, advogado, jornalista e narrador gaúcho Antônio Carlos Resende, natural de Cachoeira do Sul. Ele estava internado na CTI do Instituto de Cardiologia desde a quinta-feira e morreu de infarto por volta do meio-dia deste sábado

Folha não explica que índice de Alckmin é infinitamente melhor do que o de Dilma e Haddad

É uma desonestidade intelectual enfiar Dilma, Alckmin e Haddad no mesmo saco de pesquisas feitas pelo Instituto Datafolha, segundo reportagem de hoje da Folha de S. Paulo, que encomendou a pesquisa. A própria amostra deixa bem claro que dos três, o único a manter índices bom/ótimo superiores aos índices ruim/péssimo é Alckmin, sem contar o fato de que Dilma e Haddad pertencem ao único Partido que é apresentado diariamente à população brasileira como uma organização criminosa, liderada por delinquentes políicos da pior espécie, alguns dos quais estão na cadeia cumprindo pena (Mensalão) ou em vias de serem trancafiados na Papuda (Petrolão), o que não é o caso de Alckmin, que não tem nada a ver com a história, até pelo contrário, porque o PSDB é o prncipal Partido de oposição ao PT. Os gráficos ao lado demonstram a impropriedade das comparações e a maldade da Folha ao tenta enfiar todos no mesmo saco. A reportagem parece mais interessada em reduzir o impacto das más notícias sobre Dilma, que segundo a pesquisa é considerada falsa e mentirosa pela imensa maioria do povo brasileiro. Este é o resultado que realmente interessa, porque é ele quem dá a temperatura do sentimento do povo brasileiro sobre a necessidade de por um fim ao desgoverno de Dilma Roussef.

PCdoB topa diálogo proposto por Sartori

O PCdoB avisou que aguarda o chamado do Piratini para o diálogo, conforme proposta que Sartori fez no seu discurso de abertura do ano legislativo. Sartori aguarda o retorno do seu chefe da Casa Civil, que há dez dias está em Brasília e cuja data de retorno ninguém conhece com certeza.

Brigada resolve boicotar jornalistas do RS

A Brigada Militar começou a retaliar os jornalistas que cobrem o setor. É tudo por conta de notícias negativas sobre as ações dos brigadianos em confrontos que resultaram em mortes.

Aécio pergunta duas vezes sobre Vaccari Neto, mas Dilma cala sob aplausos do PT

Em 19 de outubro passado, no debate da Record, Aécio Neves cobrou uma posição de Dilma Rousseff sobre as denúncias contra João Vaccari Neto, o tesoureiro do PT. Dilma calou. Aécio insistiu. Dilma manteve o silêncio. Somente no final de janeiro, Vaccari deixou Itaipu. Mas continua tesoureiro do PT, mesmo acusado de receber mais de U$ 200 milhões em propinas decorrentes da roubalheira na Petrobras. Hoje o PT comemorou 35 anos, aplaudindo o tesoureiro. Com salva de palmas. Com a solidariedade dos companheiros. Dilma permaneceu calada. CLIQUE AQUI para ver e ouvir. CLIQUE AQUI para ler, também, "O Petrolão chegou de vez ao PT" 

Leia, aqui, o inteiro teor do parecer do jurista Ives Gandra Martins pelo impeachment de Dilma

Se o leitor quiser conhecer o inteiro teor do parecer do jurista Ives Gandra Martins que justifica o pedido de impeachment da presidente Dilma Roussef, deve clicar no link a seguir. No parecer, escreve o juristas de São Paulo: “Concluo, pois, considerando que o assalto aos recursos da Petrobrás, perpetrado durante oito anos, de bilhões de reais, sem que a Presidente do Conselho e depois Presidente da República o detectasse, constitui omissão, negligência e imperícia, conformando a figurada improbidade administrativa, a ensejar a abertura de um processo de impeachment‖.m São Paulo, 26 de Janeiro de 2015.” CLIQUE AQUI para ler tudo.



Flávio Tavares diz que sartori está perdido no mato, molhado da chuva

Num P.S. (post scriptum ou escrito posterior ao texto) o jornalista Flávio Tavares dispara a seguinte crítica ao governador José Sartori, que à boca pequena é a mais comum até mesmo entre seus aliados:
"E o governador Sartori ? Desde que pisou os tapetes do Palácio, parece perdido no mato, molhado da chuva". O governador ainda não nomeou sequer todos os membros do seu governo, seus dois secretários principais estão fora há dez dias e o governo até agora não detalhou o que vai fazer com o governo. CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo.

Maioria da população é contra o casamento gay e a legalização da maconha

O Ibope ouviu opinião da população sobre em relação a quase todos os 10 temas propostos pelo jornal Zero Hora para os deputados federais gaúchos (leia nota a seguir). A enorme maioria tem posição bem diferente dos deputados, porque é contra o casamento gay, por exemplo. Veja a seguir os resultados:
Legalização do aborto:
79% contra
16% a favor
4% não sabe/não respondeu
Casamento entre pessoas do mesmo sexo:
53% contra
40% a favor
7% não sabe/não respondeu
Pena de morte:
49% contra
46% a favor
5% não sabe/não respondeu
Legalização da maconha:
79% contra
17% a favor
4% não sabe/não respondeu
Bolsa Família:
75% a favor
22% contra
4% não sabe/não respondeu
Diminuição da maioridade penal para 16 anos:
83% a favor
15% contra
3% não sabe/não respondeu


Deputados federais gaúchos apóiam casamento gay e rejeitam legalização da maconha

O jornal Zero Hora deste domingo ouviu 26 dos 31 deputados federais gaúchos que se dispuseram a responder o que pensam sobre 10 temas polêmicos propostos. Eis o resultado sobre cinco principais deles, segundo escolha do editor, sendo que o primeiro número é a favor e o segundo contra, em percentagem (a diferença representa falta de posição): casamento gay, 61,29%/9,68%; legalização da maconha, 9,68%/61,29%; aborto, 12,9%/61,29%; maioridade penal, 45,16%/38,71%; homofobia, 61,29%; 9,68%. Os outros cinco pontos: pena de morte: 9,68%/70,97%; imposto sobre grandes fortunas, 64,52%/ 12,9%; fim da doação eleitoral de empresas, 61,29%/16,13%; regulamentação da mídia, 19,15%/61,29%; orçamento impositivo, 74,19%/9,68%. Luiz Carlos Busato, Henrique Fontana, Luiz Carlos Gomes, Maria do Rosário e Sérgio Morais não quiseram participar da enquete. Só os deputados do PT votaram pela legalização da maconha. O casamento gay teve a desaprovação de apenas quatro deputados: Stédile, PSB; Heinz e Goergen,  PP; Nogueira, PRB

Empresário do Petrolão já tinha corrompido Silvinho, PT, Mensalão, com uma Land Rover

Nas fotos ao lado com a galeria dos mensaleiros do PT, Silvinho é o quarto da esquerda para a direita - O empresário Cesar Oliveira, dono da GDK Engenharia e alvo da Operação My Way, deflagrada pela Polícia Federal na quinta feira,  para combater suposto esquema de propinas na Petrobras, protagonizou um outro capítulo emblemático da política brasileira. Foi ele quem presenteou Silvio José Pereira, o "Silvinho do PT", com um Land Rover, avaliado em R$ 74 mil, na época (2005).
Silvinho exercia, então, o posto de secretário-geral do PT, agremiação que atravessava sua pior crise com o estouro do escândalo do Mensalão. Ele teria recebido o carrão em troca de facilitação para o empresário na Petrobras.
A GDK tem negócios com a petrolífera desde o governo Lula. A empresa e seu dono foram citados em novembro de 2014 na delação premiada do ex-gerente da Diretoria de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco. Segundo o delator, o dono da GDK, Cesar Roberto Santos Oliveira, "agia como operador no pagamento de propinas" no âmbito da Diretoria de Serviços da estatal.
A delação de Barusco deflagrou a Operação My Way, desdobramento da Lava Jato que mira empresas relacionadas com a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Barusco declarou que Cesar Oliveira "efetuou o repasse" de US$ 200 mil nas contas 'K' e 'T', no Banco Lombard Odier, na Suíça.
Segundo o delator, "foram ajustados pagamentos de propinas sobre cinco contratos (da estatal petrolífera) com algumas exceções, todos da área de Gás e Energia, no valor aproximado total de R$ 700 milhões de reais". O ex-gerente afirma que os US$ 200 mil supostamente repassados por Cesar Oliveira foram destinados à "Casa", como Barusco denomina a parceria que ele manteve com o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, de quem era braço direito