Dilma aguarda por mais listas de corruptos para anunciar seu novo ministério

O jornal "O Estado de S. Paulo" faz coro, hoje, aos comentários de colunistas e de políticos, segundo os quais a presidente Dilma Rousseff decidiu reavaliar os nomes que irão compor o ministério do segundo mandato, após tomar conhecimento da lista de 28 políticos citados pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa como beneficiários do esquema de corrupção na estatal, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo. Antes cotado para o primeiro escalão do governo, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), deve ser a primeira vítima da "lupa" de Dilma.

. Na sua coluna "Diário do Poder", o jornalista Claudio Humberto vai na mesma direção, e informa que o vazamento para o "Estadão" foi uma gentileza do MPF, visando ajudar Dilma e facilitar o expurgo antecipado de nomes "ruins".

. O editor está convencido de que as análises são precipitadas, incompletas e incorretas.

. Caso realmente Dilma estivesse aguardando pela lista e mesmo estivesse contando com o vazamento combinado, para só então tomar decisões, seria preciso aguardar pelas demais listas a caminho, a principal das quais é do doleiro Alberto Youssef.

. E ninguém garante que a própria Dilma não estará numa delas, porque na do jornal ela já andou queimando os dedos, conforme denúncia de que Antonio Palocci pediu e levou R$ 3 milhões do doleiro para sua campanha de 2010.

. Dilma aguardará pela lista completa, prometida pelo Procurador Geral da República para fevereiro ?

. Em público, a presidente tem dito que é preciso aguardar as provas, mas, na prática, avisou que não vai correr os mesmos riscos de seu primeiro ano de governo, em 2011, quando sete ministros foram abatidos na "faxina" ética, seis deles no rasto das denúncias de corrupção.
Na lista dos políticos acusados por Costa de receberem repasses do esquema na Petrobras, 8 são do PT, 8 do PMDB, 10 do PP, 1 do PSB e 1 do PSDB. O Planalto tem certeza de que os nomes divulgados pelo Estado compõem mesmo a lista sob análise de Janot, a ser reforçada com outras delações, como a do doleiro Alberto Youssef.

. O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci (PT), coordenador da campanha de Dilma na eleição de 2010, e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também foram mencionados no depoimento de Costa e negaram "com veemência" a denúncia. Renan tem apadrinhados no governo, como o atual ministro do Turismo, Vinícius Lages. De acordo com auxiliares de Dilma, porém, a inclusão do aliado na lista de Costa não afetará a escalação do ministério. Mesmo assim, há preocupação no Planalto com o impacto das delações na campanha de Renan para se reeleger presidente do Senado, em fevereiro de 2015.

. O governo vive tempos difíceis no relacionamento com a base aliada no Congresso e, para piorar o quadro, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), é favorito para comandar a Casa. Desafeto de Dilma, Cunha disputará a sucessão de Henrique Eduardo Alves à presidência da Câmara contra os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Júlio Delgado (PSB-MG).

. A expectativa dos adversários de Dilma é a de que a Operação Lava Jato alveje muitos aliados até fevereiro. Na quarta-feira, a presidente não escondeu os problemas para montar a equipe ao ser questionada pela colega da Argentina, Cristina Kirchner, se anunciaria logo os novos ministros. "Você não sabe como é difícil no Brasil", desabafou ela.

PRESENTE DE NATAL OU ANO NOVO
Livro Cabo de Guerra. CLIQUE na imagem pra ampliar.
R$ 75,00. Pagamento por doc ou pessoalmente.

Muitos leitores querem presentear o marido ou a esposa neste Natal e é para eles que é disponibilizada uma reserva técnica de 20 exemplares. Também vale para namorados, amigos, conhecidos. 
Entrega grátis por motoboy ou Sedex.

Tiragem de 2 mil exemplares esgotada.
Peça por polibio.braga@uol.com.br

Dupla de ativistas castram boneco de Jair Bolsonaro no Rio

Nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, um pequeno grupo que se intitula ativistas do movimento feminista Bastardxs,  protestaram na avenida Atlântica, em Copacabana, com seios nus e facas afiadas nas mãos, que usaram para castrar simbolicamente o deputado Jair Bolsonaro. As ativistas Sara Winter e Bia Springs amarraram um boneco, que simbolizava o deputado, em uma barra de exercícios da orla para castrá-lo. Elas disseram que não pretendem incitar a violência física contra o deputado, mas promover um "ato simbólico e conceitual".

. O ato foi de extrema violência e demonstrou o alto grau de impostura que cerca todo o episódio relacionado com o duelo entre Bolsonaro e Maria do Rosário.

. Nosso objetivo é destruir todo o machismo, racismo e homofobia em solo brasileiro". "Queremos mostrar ao Bolsonaro que nem mesmo mulher nua merece ser estuprada", disseram as ativistas.

STJ confirma inclusão do prefeito Nestor Tissot, Gramado, como réu do Natal Luz

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou agravo do prefeito Nestor Tissot (PP) para ser excluído da ação civil pública da Operação Papai Noel, iniciada pelo Ministério Público para investigar irregularidades na realização do Natal Luz em 2011. Segundo a decisão da ministra Marga Tessler, a improbidade administrativa aplica-se a agentes políticos. A informação é de hoje, do blog do jornalista Mirón Neto. Leia mais:

. Ainda, segundo o STJ, a ação civil pública de improbidade (referente ao Natal Luz) "apresenta elementos suficientes nos autos que demonstram a necessidade de seu regular processamento e também o processamento da ação em relação ao agravante Nestor".


. O agravo foi interposto depois de uma decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que não admitiu o recurso especial de Nestor.

Vox Populi culpa FHC: "Ele deixou a corrupção rolar, ao contrário de Lula e Dilma,. que não admitem roubalheira! no governo"

Pesquisa realizada entre 5 e 8 de dezembro com 2,5 mil entrevistas em 178 municípios aponta que 31% dos brasileiros acreditam que, dos três últimos presidentes, Lula foi quem mais combateu a corrupção, contra 29% de Dilma Rousseff e 11% de Fernando Henrique.

. Ao comentar o levantamento, o presidente do instituto, Marcos Coimbra, questiona, tentando assumir a defesa de Lula e de Dilma, seus antigos ícones políticos e clientes:

-  Por que a mídia prefere não fazer pesquisas sobre o tema?

. Marcos Coimbra citou  Datafolha que "ficou famosa pela extravagante manchete gerada", de que "brasileiro responsabiliza Dilma por caso Petrobras.

. O resumo da ópera, segundo o Datafolha, é o seguinte:

- FHC deixou rolar e não combateu a corrupção, coisa que só Lula e Dilma fizeram.

. Em nenhum momento o dono da Vox Populi imagina que o combate à corrupção é muito maior porque nos governos do PT a corrupção virou endemia urbana. 

Lobby do Friboi não conseguiu convencer o Congresso a transferir fiscalização de frigoríficos para órbita federal

Ao lado, demonstração de como o dinheiro do Friboi ajudou a eleger a psidente, 12 senadores, 18 governadores e 166 deputados federais. Só o PT levou R$ 122,2 milhões para sua campanha eleitoral. No total, a empresa dooyu R$ 391,8 milhões. São cifras escandalosamente altas. CLIQUE em cima da imagem para ver melhor. A arte é da "Folha de S. Paulo". 


Ao contrário do que informou reportagem da "Folha de S. Paulo" em matéria dos repórteres Natuza Nery, Dimmi Amora e Ranier Bragon, o Congresso  não aprovou nesta quarta-feira (17) uma medida que mudava a fiscalização de todos os frigoríficos do país, resultado de uma emenda apresentada por um senador do PMDB e defendida por representantes do grupo JBS nos corredores do Congresso.

. A emenda acabaria com a fiscalização sanitária em Estados e municípios, tornando a questão de competência exclusiva do Ministério da Agricultura.

. Empresas menores, que vendem carne apenas dentro dos Estados em que estão instaladas, passariam a ser fiscalizadas pelo governo federal, e não mais por prefeituras e governos estaduais.

. Maior financiador da campanha eleitoral deste ano, o gigante do setor de carnes mobilizou aliados no Congresso para passar a mudança na legislação, que pode criar vantagens para seus negócios e dificuldades para concorrentes.

. A emenda foi inserida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) numa medida provisória do governo que tratava originalmente apenas de redução de impostos e teve vários outros assuntos incorporados ao seu texto por sugestão dos congressistas.

. A medida dividiu a bancada ruralista, mas não foi aprovada.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

A interminável promessa do metrô poderá ter mais quatro anos de promessas

Depois de passar os quatro anos do seu mandato anunciando apoio ao metrô de Porto Alegre, o governo Dilma Roussef poderá levar mais quatro para discutir se a linha prevista irá ou não até a Fiergs.

. E la nave va.

Quem comprar no shopping Total poderá levar cartão de débito como prêmio

O diretor do shopping Total, Eduardo Oltramari, disse ontem ao editor que foi bem recebida pelos clientes a decisão do empreendedor de trocar prêmios como carro e apartamentos por cartões de débito, tudo como prêmios de Natal. Os consumidores preferem usar o cartão para compras e até trocas.

. No dia 29, o Total resolveu sortear R$ 100 mil em cartões de débito.

Há mais gaúcho nas listas de políticos envolvidos no Petrolão

Na Câmara, no Senado e no Planalto, é tido como certo que a lista publicada ontem pelo jornal "O Estado de S. Paulo", não é conclusiva.

. Nela estão citados apenas 28 dos 35 nomes citados por Paulo Costa.

. Ainda faltam outras listas, inclusive do doleiro Youssef.

. Há mais gaúcho no ranking.

Grandes Partidos repartem comando da Assembléia do RS para os próximos quatro anos

Os quatro grandes decidiram ontem com quem ficará a presidência da Assembléia do RS em cada um dos próximos quatro anos:

Edson Brum, PMDB
Silvana Covatti, PP
Edgar Pretto, PT
Marlon Santos, PDT

Fortunati quer alvarás 400% mais caros em Porto Alegre

A medida meramente arrecadatória, também prevê validade de apenas um ano para os alvarás, ao contrário dos três atuais, o que elevará a burocracia e a arrecadação. 

Já está na Câmara de Porto Alegre o projeto do prefeito José Fortunati que aumenta em 400% o valor dos alvarás. A prefeitura quer elevar sua arrecadação atual de R$ 9 milhões para R$ 45 milhões.

. O projeto irá a voto na segunda-feira.

Verão começa amanhã no Brasil

O verão começa amanhã, domingo.

Movimento de carros na freeway será forte no final de semana, mas sem congestionamentos

Pelo menos 70 mil veículos devem pegar a freeway em direção ao Litoral no final de semana que antecede o Natal. Até às 23h desta sexta-feira, mais de 27 mil já tinham passado pela via em direção às praias gaúchas e catarinenses, conforme a Concepa.

. O sábado amanheceu com céu azul, sol forte e animador em Porto Alegre. As 8h37min, o movimento era bastante tranquilo na estrada. 


Embora intenso, o número é pouco superior ao de um final de semana comum (no último, cerca de 45 mil pegaram a estrada).

CLIQUE AQUI para acompanhar o movimento na freeway, km1, saída de Porto Alegre. 

Istoé mostra que o natal para esses senhores será bem diferente

Como a proximidade das festas de fim de ano e o longo período de cárcere têm levado alguns executivos de empreiteiras a entrar em depressão. Quatro deles já admitem a delação premiada em troca da liberdade.

A reportagem é da revsita Istoé deste sábado, assinada por Mário Simas Filho. A ilustração ao lado é da revista.Leia tudo. Vale a pena.

Há menos de um ano Eduardo Leite, vice-presidente da Camargo Corrêa, realizou o antigo desejo de comprar um apartamento na Vila Nova Conceição, um dos endereços mais sofisticados de São Paulo. Desde então, ele e a mulher vinham planejando inaugurar a nova residência na noite de Natal, quando o imóvel, avaliado em R$ 5,5 milhões, seria oficialmente apresentado a toda família. Ao longo de 2014 o apartamento veio sendo cuidadosamente decorado e a ideia era que a família se reunisse para celebrar o Natal e ao mesmo tempo promover uma espécie de comemoração ao sucesso obtido pelo jovem trainee que entrou na construtora em 1994 e se tornou o executivo titular de um dos mais cobiçados cargos numa das maiores empreiteiras do País. Na terça-feira 16, Leite soube oficialmente que as festas de fim de ano não serão como planejadas. Acusado de ser um dos corruptores no escândalo da Petrobras, ele passará as noites de Natal e de Réveillon sobre o colchonete instalado na fria cela de seis metros quadrados que divide com outros três presos pela Operação Lava Jato, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

. O trio mais importante é o seguinte:
]
RICARDO PESSOA (esquerda) - Diretor da UTC, tinha planos de passar o Réveillon em Nova York. Na carceragem da PF, segundo amigos, está “perto de explodir”
EDUARDO LEITE (centro) - Vice-presidente da Camargo Corrêa, queria aproveitar a noite de Natal para receber a família no novo apartamento. Com a permanência na cadeia tem dito aos outros presos que fará delação premiada
JOSÉ ADELMÁRIO PINHEIRO FILHO (direita) Presidente da OAS, planejava passar o Natal na Europa.

. Há mais.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 


Quem é Fábio Branco, o deputado estadua que assumiu a Sedai

Fábio Branco, PMDB, ex-prefeito de Rio Grande, assumirá a Sedai. É raro sair um deputado estadual para o cargo, mas no governo Yeda também um deputado do PMDB esteve ali, no caso Márcio Biolchi, que agora será chefe da Casa Civil de Sartori.

. Ele é de uma família de políticos. O pai e o primo já foram prefeitos da cidade.

. Fábio Branco elegeu-se com grande votação, depois de ter ajudado a consolidar o Pólo Naval de Rio Grande.

Apenas um estadual do PMDB vai para o novo secretariado estadual

Contrariando todas as expectativas, o governador José Ivo Sartori convidou apenas um deputado estadual para o secretariado.

. Com sua ida para o secretariado, Maria Helena Sartori, a segunda suplente, não enfrentará o dilema de assumir ou cumprir o papel de primeira dama. Irá para a Assembléia apenas o primeiro suplente, Juvir Costella, Esteio, PMDB, que entre outras funções foi chefe de gabinete do ex-secretário e atual prefeito de Gravataí, Marco Alba.






Postal já atua como líder do governo Sartori na Assembléia

O deputado Alexandre Postal já atua como líder do governo Sartori na Assembléia. Ele será confirmado no cargo a partir do dia 1o.