250 deputados e senadores impugnam decisão do STF sobre o impeachment de Dilma.

Senado aprova projeto de Osmar Terra que cria o Marco Legal da Primeira Infância no Brasil

Os senadores aprovaram hoje (4/2) por unanimidade, o PLC 14, que cria o marco legal da primeira infância no Brasil. O texto, vindo da Câmara, é de autoria do deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Primeira Infância e irá para a sanção da presidente Dilma Roussef.
      
Esta foi a primeira pauta na volta dos trabalhos do Senado, em 2016.
      
Pelo texto aprovado, o homem ganha o direito de não comparecer ao serviço, sem perdas no salário, para acompanhar a esposa ou companheira gestante nas consultas de pré-natal e pediátricas. Serão concedidos até dois dias para acompanhar consultas médicas durante a gravidez e um dia por ano para acompanhar filho de até seis anos ao médico.
           
A proposta determina um conjunto de ações para o início da vida, de zero a seis anos de idade, entre elas ampliar a qualidade do atendimento, inclusive, com a criação de novas funções públicas que cuidem do início da vida, de modo a valorizar o papel da mãe e do pai junto à criança, assim como criar espaços públicos para garantir que as crianças tenham locais adequados para se desenvolver.
          
Além disso, o projeto prevê..

CLIQUE AQUI para saber mais. 

STF elege Gilmar Mendes para a presidência do TSE

por 10 votos contra um, o Supremo Tribunal Federal confirmou nesta quarta-feira o ministro Gilmar Mendes como novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mendes é o atual vice da corte e vai substituir o ministro Dias Toffoli, cujo mandato de dois anos termina em maio, quando o novo presidente deve ser empossado. A votação no Supremo é simbólica e serve apenas para referendar a ascensão do vice-presidente ao cargo máximo. Assume a vice-presidência da corte o ministro Luiz Fux.


Com a substituição, Mendes, um desafeto dos petistas, comandará a corte na reta final da ação que pode resultar na cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, por crimes eleitorais. 

Rodrigo Constantino, inconformado com a cobertura do jornal sobre as prévias americanas, chama Zero Hora de "jornaleco".

Leia na íntegra o artigo de Rodrigo Constantino:

É assim que funciona: para simular um jornalismo isento, o “jornalista” com claro viés de esquerda pega tudo aquilo que alguns da própria direita já disseram de negativo ou pejorativo contra o alvo e usa para se referir a ele, enquanto do lado de lá, na própria esquerda, os adjetivos desaparecem, os rótulos somem, e sobra uma respeitosa menção aos realmente radicais. 

Não adianta usar aspas para se livrar da responsabilidade. O que esse jornalista fez foi lamentável. Ted Cruz é um advogado respeitado, com incrível currículo. Um senador texano admirado por sua boa gestão e um oposicionista combativo e firme do governo Obama, um dos piores das últimas décadas. Desqualificá-lo dessa forma é ridículo. Reduzi-lo a um “ultraconservador” e um “maluco religioso” é campanha difamatória da esquerda.

Enquanto Cruz é retratado dessa forma infantil, injusta e cruel, o verdadeiro radical, do Partido Democrata, é visto como um sujeito razoável. Bernie Sanders é socialista assumido, e quando os nossos jornais se referem a ele, colocam o socialista no máximo entre aspas, como se não fosse mesmo o caso. Além disso, é um populista que seduz a juventude com promessas absurdas, e um completo ignorante em economia (chegou a reclamar da diferença entre as taxas de juros de um indivíduo e de uma hipoteca, demonstrando não ter a menor noção do que seja colateral).

CLIQUE AQUI para saber mais sobre a irritação de Constantino.
CLIQUE AQUI para saber quem é o senador texano Ted Cruz. Ele possui formação acadêmica em Princeton e Harvard.

Santa Casa de Porto Alegre terá Casa de Passagem a partir de abril

A partir de abril deste ano a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre passa a contar com uma Casa de Passagem destinada a hospedar pacientes – e seus familiares – em tratamento na instituição, oriundos do interior do Rio Grande do Sul e de outros estados. É só para famílias pobres.

A etapa decisiva à concretização desse antigo projeto da Santa Casa foi concluída na manhã de hoje, 3 de fevereiro de 2016, quando a Associação das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã oficializaram a doação à Irmandade da Santa Casa de um imóvel situado na rua Vigário José Inácio, esquina com a rua Jerônimo Coelho, no Centro Histórico de Porto Alegre. Com quatro andares e dotado de sessenta quartos, quarenta deles com banheiros privativos, o imóvel, depois de receber pequenas melhorias e adaptações, será transformado na Casa de Passagem Madre Ana da Santa Casa. 

Madre Ana

Segundo a Irmã Vera Lúcia Konzen, que assinou a doação do imóvel como representante da Associação das Irmãs Franciscanas, esse gesto integra a longa série de serviços que as Irmãs Franciscanas prestaram à Santa Casa e a seus pacientes durante os cem anos (1893 a 1995) em que, atuando de forma voluntária, realizaram, entre outras, as tarefas da enfermagem, nutrição, higienização, produção de remédios e apoio aos médicos. O Diretor Geral informa que a Casa de Passagem terá um comitê gestor que, entre outros, contará com a participação do Provedor Alfredo Guilherme Englert, do arcebispo metropolitano Dom Jaime Spengler, do Dr. Fernando Lucchese e de uma representante das Irmãs Franciscanas.

A lei municipal exige, mas a CEEE ignora cabos subterrâneos em Porto Alegre

Gramado, cidadezinha de apenas 35 mil habitantes, já enterrou na zona central todos os seus inúmeros cabos. 

Os serviços da CEEE entraram em colapso na sexta-feira a noite e até esta quarta-feira não foram plenamente restabelecidos, forçando com isto apagões também no fornecimento de água e tratamento de esgoto, tudo por não cumprir a lei municipal 10.337.

A lei é de 2007 e foi sancionada pelo então prefeito José Fogaça.

Antes dele, nenhum dos "opersos" quatro prefeitos do PT pensaram em algo semelhante.

A lei 10.337 determina o uso de redes de infraestrutura exclusivamente subterrâneas para a transmissão de energia elétrica, de telefonia, de comunicação de dados via fibra óptica, de televisão a cabo e de outros cabeamentos.

A lei nunca saiu do papel.

CLIQUE AQUI para conhecê-la. 

O editor dispensou os serviços de TV por satélite da americana Sky

O editor dispensou hoje os serviços da Sky. Eles foram interrompidos abruptamente na segunda-feira e não foi em função do temporal de sexta-feira em Porto Alegre.

E não foi caso único.

Os insuportáveis serviços de atendimento pelo telefone só ofereceram resposta na quarta tentativa e as respostas da operadora americana de TV aberta foram as seguintes:

1) Em 48 horas, um técnico telefonaria para agendar atendimento.
2) Os dias sem serviço, serão cobrados inapelavelmente, mas para a fatura seguinte poderiam ser glosados, mediante reclamação com comprovação da falha.

O editor passou e-mail para Gisele Bundchen, reclamando que ela faz propaganda enganosa da Sky em suas intervenções pela TV por satélite.

CLIQUE AQUI para saber onde se esconde a Sky em Porto Alegre.

Três anos depois da denúncia da PGR, STF coloca na pauta exame de inquérito contra Renan Calheiros

 O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar se abre ação penal, três anos após a Procuradoria-Geral da República ter oferecido denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A informação é da Folha de S. Paulo.

Se a acusação for acolhida pelo plenário do Supremo, Renan passa a ser réu, respondendo pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. 

Relator do caso, o ministro Luiz Edson Fachin liberou para a pauta de julgamento o inquérito que apura se Renan usou dinheiro de empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. O escândalo, ocorrido em 2007, foi um dos fatores que levaram Renan a renunciar à presidência do Senado na época. 

Frente Parlamentar Agropecuária pensa em tocar impeachment no ministro do STF, Luiz Barroso

O colunista Augusto Nunes, Veja, acha que o ministro fez uma vigarice. 

A Frente Parlamentar Agropecuária (240 deputados e senadores) apresenta nesta quarta-feira, às 16h30, no Salão Verde, moção de repúdio ao posicionamento do Luís Roberto Barroso, do STF, no julgamento dos ritos do impeachment. 

Foi o que passou ao editor, ainda há pouco, o deputado gaúcho Darcísio Perondi.

O ministro poderá ser submetido a impeachment no Congresso, porque durante o julgamento do caso, a atitude dele foi considerada temerária.

"Algo como um crime de responsabilidade", afirmou nota que o editor acaba de receber da Frente.

A nota dos deputados denunciará Barroso no seguinte ponto decisivo:

- Omissão intencional de termos do Regimento Interno da Câmara, visando induzir a voto falso por parte dos colegas. 

CLIQUE AQUI para ler a nota da Frente Parlamentar Agropecuária.

"O Brasil é maior do que o mosquito", dirá Dilma esta noite na TV

A presidente fará às 20h20 desta noite pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão para pedir a ajuda da população no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika, que pode causar microcefalia em bebês.

O tom do discurso:

- O Brasil é maior do que o mosquito.

As redes sociais já registram campanha aberta para panelaço durante a fala de Dilma na TV.

O objetivo do discurso é "despertar as pessoas que a única vacina" contra o mosquito é a conscientização de que todos os criadouros do inseto devem ser eliminados.  O Ministério da Saúde confirmou 404 casos de microcefalia e/ou outras alterações do sistema nervoso central, dos quais 17 estão relacionados ao vírus Zika

Pessoal da transição do governo Sartori queixa-se de perseguições na CEEE

O pessoal que fez o Plano de Infraestrutura do governo Sartori durante a transição, resolveu denunciar perseguições por parte do novo presidente da CEEE, Paulo de Tarso.

E protocolou denúncia formal no bispado.

A acusação é de que foram ignorados e depois ameaçados de demissão pela nova adminsitração.

O assessor especial do governador Sartori, Beto Fantinel, já recebeu a denúncia e sabe de tudo.

BB e Banrisul ignoram pacote da bondade anunciado por Dilma no Conselhão

O novo pacote de dinheiro farto que foi anunciado semana passada pelo governo federal ainda não chegou nas pontas dos bancos.

Os gerentes das agências do BB e do Banrisul continuam exigindo recebíveis ou garantias reais para liberar dinheiro para micros e pequenos empresários gaúchos.

E dizem não saber nada sobre o que anunciou Dilma na reunião do Conselhão.

Greve prejudica 83% dos vôos da manhã no Salgado Filho

A greve foi total entre 6h e 8h da manhã em Porto Alegre, já que nenhum vôo saiu ou chegou no Salgado Filho.

Depois disto, aeronautas e aeroviários liberaram a pista, mas a jornada da manhã já estava prejudicada.

A administração do aeroporto informou que 83% dos vôos foram prejudicados.

A greve prosseguirá amanhã.

Silvana Covatti assume a presidência da Assembléia do RS

A deputada Silvana Covatti, PP, assumiu hoje a presidência da Assembléia do RS. Ela é a primeira mulher a assumir o cargo. A deputada é de família de políticos. Seu marido, Vilson, foi deputado federal, cargo que agora é ocupada pelo filho, Covatti Filho.

O vice da Assembléia passa a ser Adilson Troca, PSDB.

A nova Mesa foi eleita por 50 votos contra um, no caso um deputado ultraesquerdista e de atuação inexpressiva neste seu primeiro mandato, Pedro Ruas.

O governador Ivo Sartori prestigiou a posse de Silvana.

Queda dos preços do petróleo continua impactando para baixo as Bolsas da Ásia e da Europa

Londres, via WhatsApp

Aqui em Londres, 13h17min, sol e temperatura amena de 8 graus. Neste dia, os mercados operam sem muita novidade, ainda no vermelho em função das quedas das cotações do petróleo. O barril é cotado a US$ 33,44.
A Bolsa de Xangai fechou em queda de 0,38%. Hong Kong, menos 2,34; Tóquio, menos 3,15%.
Londres opera agora com baixa de 0,58%. Frankfurt, -0,82% e Paris, -0,56%.

Artigo, Ives Gandra Martins - Sinistro currículo

Quando elaborei meu parecer sobre a improbidade administrativa no governo Dilma, em 26 de janeiro, entendi haver fundamentos para o impeachment por culpa grave. A lei dos crimes contra a responsabilidade administrativa admite a culpa como crime (omissão), assim como há decisões do STJ (Superior Tribunal de Justiça) nessa linha.

Concluí o documento, todavia, dizendo que o julgamento na Câmara e no Senado, se aberto o processo, seria exclusivamente político.

(...)

Não cuidarei, neste artigo, dos argumentos jurídicos –violação ao artigo 3º, inciso 3, da Lei do Impeachment (nº 1.079/50) e ao artigo 11 da lei dos crimes contra a probidade da administração (nº 8.429/92)– nem das "pedaladas" violentadoras da Lei de Responsabilidade Fiscal, ou seja, culpa nas primeiras e dolo na segunda. Servem apenas para embasar o julgamento político.

Para este artigo é de se lembrar que a presidente foi alertada por técnicos do Tesouro Nacional de que as "pedaladas" maculariam o diploma legislativo, podendo tirar do Brasil o grau de investimento das agências de "rating", o que, efetivamente, aconteceu. Outros elementos econômicos e políticos foram, também, deletérios e corrosivos.

O governo congelou preços, prejudicando a Petrobras e as produtoras de energia elétrica e etanol, o que terminou por gerar, em 2015, inflação reprimida pela técnica de controle de preços, que desde o Código de Hamurabi, há 3.800 anos, não é bem sucedida. Diocleciano, em 301, no Império Romano, e os planos Cruzado, Bresser e Primavera também fracassaram nisso.

A presidente mentiu, quando da campanha, ao afirmar que as finanças públicas estavam bem, em momento em que já se encontravam corroídas por péssima administração e por empréstimos ilegais junto a bancos oficiais.

CLIQUE AQUI para ler mais. 

Atigo, Gustavo Patu, Folha - Lambuzados de óleo

O país viveu para ver Fernando Collor, outrora belzebu do neoliberalismo e da corrupção, receber de Lula da Silva, seu antagonista nas eleições presidenciais de 1989, generosas fatias do comando de uma subsidiária da Petrobras em troca do apoio do PTB, a sigla trabalhista de Getúlio Vargas nos tempos da gênese da estatal.

Também se pode testemunhar, sob o governo da desenvolvimentista, intervencionista e estatista Dilma Rousseff, a gigante petroleira, depauperada, promovendo um plano de "desinvestimentos" –ou, em outras palavras, de privatização de parte de seu patrimônio.

Duas versões disputam, na arena política, a narrativa dos desmandos da administração petista. Do lado dos adversários, afirma-se que o partido instituiu uma inédita corrupção sistêmica, organizada a partir da cúpula, voltada a um projeto de poder hegemônico; de sua parte, o PT culpa os vícios do presidencialismo nacional, nos quais teria se lambuzado, para usar o termo do ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (ele próprio, agora, sob o fogo do noticiário).

Entre uma tese e outra, há circunstâncias a considerar.

CLIQUE AQUI para ler mais. 

7 mil brasileiros já aderiram à lista que quer impedir por via judicial a entrega da Medalha do Mérito Farroupilha para Evo Morales

Na virada de terça para quarta-feira, o espaço Citizen Go registrou a adesão de 7.033 brasileiros à lista dos que subscrevem com o advogado gaúcho Pedro Lagomarcino a ação popular que visa impedir que a Assembléia do RS entregue a Medalha do Mérito Farroupilha para o tiranete bolivariano Evo Morales.

A proposta de homenagem partiu do deputado Edegar Preto, PT.

A entrega da Medalha ataca a legislação atual.

CLIQUE AQUI para fazer sua adesão.

A meta é atingir 10 mil assinaturas.

Economia de Caxias do Sul recuou devastadores 18,7% no ano passado

Maior município do interior e mais importante polo da indústria metal-mecânica, portanto maior polo da industria dinâmica do Estado, a economia de Caxias do Sul sofreu uma queda de 18,7% no ano passado.

São dados liberados hoje pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

Já tinha ocorrido fechamento negativo em 2015 em relação ao ano anterior: uma queda de 7,3%. 

Indústria e comércio registraram as maiores retrações: 23% e 29%, respectivamente. 

Para o vice-presidente de Indústria da CIC, Carlos Zignani, a economia sofre os reflexos da instabilidade política e se ressente da falta de confiança nos rumos do País. Zignani acredita que a economia local viverá um primeiro semestre ainda negativo, e espera alguma retomada somente a partir do segundo semestre de 2016. 

Empregos - O ano de 2015 se encerrou com um total de 165.560 postos de trabalho em Caxias do Sul, com a perda de 14.171 vagas, 7,9% a menos em 2015 em relação a 2014. A indústria foi o setor com pior desempenho, com queda de 13% no volume de empregos. 

CLIQUE AQUI para examinar todo o estudo.

Pacote de crédito é menor do que diz a propaganda, diz editorial do jornal Valor

Ainda não são conhecidos todos os detalhes legais do pacote de estímulo ao crédito, de R$ 83 bilhões, anunciado na última quinta-feira pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Mas, talvez porque a propaganda do próprio governo tenha alimentado expectativas negativas superlativas, o conjunto da obra parece menos ruim do que o esperado.

Os primeiros números vazados pelo governo indicavam um pacote de R$ 50 bilhões. Nas horas e dias seguintes, a cifra foi subindo, primeiro para R$ 60 bilhões, depois para R$ 70 bilhões, para então chegar ao tamanho final anunciado.

À primeira vista, o volume de recursos, equivalente a cerca de 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB), parecia ser grande o suficiente para atrapalhar os esforços da política monetária contra a inflação. O pacote é um passo em falso da política econômica. Mas deve-se reconhecer que apenas uma parcela menor dos recursos será, de fato, dinheiro novo na economia.

Nas contas do governo estão, por exemplo, R$ 17 bilhões que ele estima que serão emprestados pelos bancos com o uso de parcela de 10% dos saldos do FGTS como garantia no crédito consignado. Essa é apenas uma expectativa, baseada na premissa de que um em cada dez trabalhadores elegíveis vão usar a faculdade.

O governo também incluiu nas suas contas US$ 22 bilhões em recursos do FI-FGTS, um fundo de investimento em infraestrutura com recursos do FGTS. Esse dinheiro já existe e, teoricamente, está disponível. Não é usado por falta de demanda por parte das empresas do setor, que foram afetadas pela recessão e pelo escândalo da Lava-Jato.


A soma dessas duas linhas de crédito - consignado e FI-FGTS - representa perto da metade do pacote anunciado pelo governo.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Luiz Claudio, filho de Lula, e lobista, aprofundam contradições no caso das propinas das MPs

Esta reportagem assinada pelos repórteres Letícia Casado, Murillo Camarotto e André Guilherme Vieira, jornal Valor Econômico, demonstra que os depoimentos prestados por Luís Cláudio Lula da Silva e pelo lobista Mauro Marcondes sobre os contratos de consultoria firmados entre os dois apresentam uma série de contradições. Documentos da Operação Zelotes obtidos pelo Valor revelam diferenças tanto em relação ao objeto dos contratos quanto à forma pela qual eles começaram a fazer negócios.

Leia a reportagem, que é exclusiva do jornal:

Também chama a atenção a baixa qualidade de um dos trabalhos prestados pelo filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Datado de dezembro de 2014 e orçado em R$ 600 mil, o relatório “Análise do esporte como fator de motivação e integração nas empresas” apresenta erros básicos de português, como na repetição, em 25 páginas seguidas, da grafia da palavra “fases” com a letra “z”: “fazes”.

A Marcondes & Mautoni, consultoria especializada em “diplomacia corporativa”, realizou nove pagamentos à LFT Marketing Esportivo, empresa de Luís Cláudio Lula da Silva. Entre junho de 2014 e março de 2015, o filho do ex-presidente recebeu pouco mais de R$ 2,55 milhões. No depoimento à Polícia Federal, ele mencionou quatro contratos que, segundo atestam os documentos apreendidos na investigação, somam R$ 2,4 milhões.

Quando foi preso, em 26 de outubro de 2015, Mauro Marcondes disse à PF que conhece Luís Cláudio e que contratou a LFT para um projeto de construção de um centro de exposições no interior de São Paulo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Receita do ICMS despencou 4,7% reais no mês de janeiro, alcançando R$ 2,5 bilhões

A baixa arrecadação do ICMS no mês de janeiro surpreendeu o governo estadual e caso se repita durante o ano – o que é mais do que provável no cenário atual de recessão –,  poderá resultar numa queda de algo como R$ 1 bilhão, quando comparada com a previsão feita no orçamento deste ano. Os números sobre o que poderá ocorrer foram alcançados ao editor pelo economista Darcy F.C. dos Santos, a pedido do editor.

Em janeiro, a arrecadação gaúcha do ICMS foi de R$ 2,5 bilhões, uma queda real de 5,6%, quando os números são ajustados pelo IGP-DI.

O crescimento nominal foi de 4,7%. 

Freeway liberará faixa adicional para ida ao litoral do RS

A Concepa, empresa concessionária da freeway Porto Alegre-Osório, anunciará hoje o uso do acostamento da rodovia como faixa adicional na ida para o litoral, em Gravataí, entre os quilômetros 75 e 60 da rodovia.

Lula quer Nelson Jobim como seu porta-voz

Se aceitar o encargo, Jobim vai sujar sua biografia. 


Diante das revelações cada dia mais devastadoras da mídia sobre o ex-presidente Lula, aliados defendem a escolha de um nome como o do ex-ministro da Justiça Nelson Jobim para assumir sua defesa publicamente.  A avaliação é a de que Lula tem feito política de comunicação com entrevistas na internet, que seria necessária mas não suficiente para o momento que ele atravessa, segundo a colunista Mônica Bergamo.

O grupo que defende a "nomeação" de Jobim, que já orienta o trabalho dos advogados que defendem réus da Lava Jato, substituindo Márcio Thomaz Bastos, que morreu, cita, por exemplo, que o "Jornal Nacional" fez reportagem de três minutos (tempo considerado longo na TV) sobre o sítio frequentado por Lula sem que ninguém aparecesse na tela para defendê-lo de forma enfática.

Alba anuncia ajuda de máquinas e homens da Granpal

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, que é presidente da Granpal, a organização que reúne os prefeitos da Grande Porto Alegre, avisou ao prefeito em exercício da Capital, Sebastião Mello, que os municípios colocarão operadores, caminhões e máquinas para o auxílio das equipes que já estão trabalhando na limpeza das ruas e calçadas entulhadas por árvores, galhos e objetos lançados pelo verdadeiro furacão que ocorreu sexta-feira a noite.

O encontro de Alba foi com Sebastião Mello, porque o prefeito José Fortunati deu-se férias e foi para Nova Iorque.

O problema para o qual a Granpal colaborará a partir desta manhã, é o mais importante do momento, já que serviços de água e luz já foram restabelecidos para mais de 90% da população.

Osmar Terra acusa governo Fortunati por maiores ameaças do Zika Vírus em Porto Alegre

O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) criticou ontem a postura da secretaria da Saúde de Porto Alegre no combate do mosquito Aedes Aegypti, vetor do Zika Virus, que causa a microcefalia. 

O texto foi postado em seu twitter:
         
- A secretaria de Saúde de Porto Alegre trabalha sem sintonia com Estado no combate ao mosquito que passa Zika vírus. Isso dificulta enfrentamento! A vigilância em Saúde de Porto Alegre não colabora com a Vigilância Estadual e isso aumenta o risco do Zika Vírus na capital.

O deputado reverbera aquilo que o próprio governo estadual diz intramuros.

É uma acusação dura e alarmante.

Artigo, Percival Puggina - Impeachment, democracia e estado de direito

Se o que se quer, na política, é promover o bem comum, as divergências terão como foco principal o conceito de bem comum, seu conteúdo e o modo de produzi-lo em cada momento histórico. No entanto, se o objetivo é apenas alcançar o poder, ou mantê-lo, então a honestidade intelectual se torna um transtorno e o senso moral deve ser apartado, assim como se retira o incômodo ferrão em picada de marimbondo. Sob tais padrões, a estratégia, a propaganda e a arte do convencimento são concebidas e mobilizadas apenas pelo desejo de convencer e vencer, aferindo-se a qualidade dos meios pela eficácia em relação aos fins desejados e não por sua relação com a verdade e o bem.
     
Digo isso porque a defesa do governo na questão do impeachment tem-se valido de todos os meios possíveis de enganação. Não estou recusando aos governistas o direito de escudar o governo. O que estou afirmando é que quase todos os seus argumentos, a partir do mais constantemente repetido, são concebidos para iludir. Repetem, insistentemente, que: 1) o impeachment fere a democracia; 2) impeachment é golpe. 

Ora, não é possível que experientes jornalistas e doutos congressistas dardejem fogo dos olhos em frêmitos de indignação afirmando que impeachment fere a democracia. A democracia, a soberania popular, senhores, é ferida quando quem governa só tem apoio de 10% da população!

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Janot ajuiza ação contra uso dos depósitos judiciais pelo governo do RS

O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, ajuizou cinco Ações Diretas de Inconstitucionalidade contra os governos estaduais que promovem saques dos depósitos judiciais.

Um dos casos é do RS.

A tendência do STF é acatar as ADIs.

A ADI 5456, esta que ataca o governo do RS,  tem os mesmos argumentos da ADI 5080, impetrada pela Ordem gaúcha em 2013.

Greve já começou no aeroporto Salgado Filho

Desde as 6h e até as 8h, aeronautas e aeroviários em greve impediram a decolagem de qualquer vôo no aeroporto Salgado Filho, Porto Alegre.

O movimento não tem data para acabar.

A Justiça do Trabalho impôs a manutenção de pelo menos 80% dos vôos. 

Estão com as atividades prejudicadas os aeroportos de Congonhas e Guarulhos (São Paulo); Santos Dumont e Galeão (RJ); Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Brasília (DF), Salvador (BA), Recife (PE) Fortaleza (CE) e Campinas (SP).

Ministros defendem fim do desequilíbrio fiscal que foi criado pelo próprio governo Dilma

A campanha contra a CPMF já está nas ruas, sobretudo através de propaganda de rua patrocinadas pela Fiesp. Em SC, a Fiesc também promove protestos públicos. 


Logo depois que a presidente Dilma Roussef anunciou no Congresso que quer recriar a CPMF, num discurso pronunciado sob vaias e aplausos, o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, afirmou nesta terça-feira que o governo deve conseguir aprovar a proposta de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O tributo foi um dos temas da mensagem com as prioridades do Executivo na abertura dos trabalhos legislativos deste ano.

Jaques Wagner afirmou que, apesar do discurso da oposição, a base do governo é maior. “A gente sabe que tem oposição, mas nossa base é maior”, acrescentou. E avisou:

- Vão aprovar. Minha posição é essa.

Para o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, diante do cenário de desequilíbrio fiscal, criado pelo próprio governo, é preciso encontrar soluções, “ainda que sejam onerosas”, mas que representem o menor custo social possível. "A CPMF é um remédio amargo, mas impõe esse custo menor. Temos de ter esperança que ao fim, de modo responsável, encontraremos a solução adequada, que, às vezes, é dolorosa. Costumo dizer que se o Brasil pôr em risco o financiamento de atividades em áreas essenciais das políticas públicas, a sociedade pagará um custo muito maior”, destacou Monteiro.

Novos temporais são previstos para estas quarta e quinta-feiras no RS

A manhã desta quarta-feira abriu com nuvens e temperatura amena, com leves brisas, tempo parecido com o que ocorre neste momento em todo o Estado. 

Há risco de chuva forte com chance de altos volumes em pontos da Metade Norte, onde se localiza a Capital. Temporais não podem ser afastados, mas se vierem a ocorrer serão isolados. Já na Metade Sul e no Oeste, a nebulosidade aumenta bastante, mas a chuva será escassa. Devido à instabilidade, a temperatura não sobe muito e tem pequena variação.  Novo cenário de risco meteorológico se estabelece nesta quarta e quinta, após os temporais da sexta-feira e a chuva volumosa que se registrou no último fim de semana. Os acumulados em algumas áreas vão se aproximar ou mesmo exceder a marca de 100 mm com possibilidade de algumas cidades terem apenas nestes dois dias a média de chuva do mês inteiro.

As mínimas oscilarão entre os 17°C em São José dos Ausentes e Vacaria e os 28°C em Santa Cruz do Sul. Em Porto Alegre, os termômetros variarão entre 20°C e 27°C. No Litoral Norte, as temperaturas se alternam entre 20°C e 27°C.