CPI dos Black Blocs produz relatório covarde e não identifica os delinquentes que vandalizaram a Câmara de Vereadores de Porto Alegre

Eles se pelaram em pleno plenário ocupado para materializar a intenção de desmoralizar a instituição, mas os vereadores da CPI não quiseram identificá-los e responsabilizá-los pela invasão, depredação, espancamentos, orgias sexuais, sessões de drogas, furtos e cassação dos seus mandatos durante dez dias. 


Foi uma má surpresa o relatório apresentado nesta quinta-feira pelo vereador Márcio Bins Ely, PDT, relator da CPI dos Black Blocs, a organização criminosa que invadiu a Câmara de Porto Alegre no dia 10 de julho do ano passado. Márcio Bins Ely e seus colegas da CPI não tiveram coragem de identificar e responsabilizar nominalmente os delinquentes políticos que invadiram e nem seus colegas vereadores que cassaram seus mandatos durante dez dias. Todos ficaram impunes e nem sequer foram advertidos pela CPI, escapando das sanções penais, civeis e éticas que seriam inevitáveis.

. Com isto os vereadores da CPI tornaram-se cúmplices do terrorismo em Porto Alegre.

. Foram 300 pessoas, que com o apoio de vereadores como Fernanda Melchiona, PSOL, Maurício Sgarbosa, Sofia Cavedon e Koppitke, PT, e João Derly, PCdoB, espancaram vereadores, jornalistas e servidores, furtaram objetos, vandalizaram instalações e transformaram o ambiente num cenário de consumo de drogas e de orgias sexuais, produzindo prejuízo de R$ 2 milhões para os contribuintes.

. A CPI responsabilizou dezenove instituições pelo apoio logístico (apoio político público, carro, alimentação, material publicitário, equipamentos) aos 300 bandoleiros, mas não identificou sequer seus dirigentes, passando esta tarefa para o Ministério Público e a Polícia:

1) CPERS SINDICATO – CENTRO DE PROFESSORES DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
2) AGAPAM – ASSOCIAÇÃO GAÚCHA DE PROTEÇÃO AO AMGIENTE NATURAL
3) NÚCLEO AMIGOS DA TERRA BRASIL
4) ASSOCIAÇÃO DOS GEÓGRAFOS BRASILEIROS
5) ASSUFURGS - ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA UFRGS
6) SINTECT/RS – SINDICATO DOS TRABALHADORES DOS CORREIOS
7) SIMPE-RS – SINDICATO DOS SERVIDORES DO MINISTERIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL 30
8) SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE PORTO ALEGRE E REGIÃO
9) SIMPA – SINDICATO DOS MUNICIPÁRIOS DE PORTO ALEGRE
10) SINDSEPE/RS – SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO RIO GRANDE DO SUL 11)SINDISERF – SINDICATO DOS SERVIDORES FEDERAIS DO RIO GRANDE DO SUL 12)SINDPPD – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM PROCESSAMENTO DE DADOS DO RIO GRANDE DO SUL 13)IAB/RS – INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL, DEPARTAMENTO DO RIO GRANDE DO SUL 14)CAAR - CENTRO ACADÊMICO ANDRÉ DA ROCHA DA FACULDADE DE DIREITO DA URFGS 15)AGETRA/RS – ASSOCIAÇÃO GAÚCHA DOS ADVOGADOS TRABALHISTAS 16)FENASP – FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SINDICATOS DOS TRABALHADORES EM SAÚDE, PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL 17)SINDIPREV RS – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM SAÚDE, TRABALHO E PREVIDÊNCIA 18)DCE da UFRGS - DIRETÓRIO CENTRAL DE ESTUDANTES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
19)DCE da PUCRS - DIRETÓRIO CENTRAL DE ESTUDANTES DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

. Estas 19 organizações que promoveram a invasão e a ocupação da Câmara:

a) Federação Anarquista Gaúcha
b) Frente Nacional dos Torcedores
c) Frente Autônoma
d) Frente de Cultura Libertária da Azenha
e) Coletivo “vamos a luta”
f) Desobedeça GLBT de Porto Alegre
g) Unidos Para Lutar
h) CST PSOL
i) Movimento Autônomo Utopia e Luta
j) Coletivo Kzomba
k) Coletivo de Estudantes Negros Negração
l) Revista Sinal de Menos
m) Movimento Mudança da Juventude do PT
n) Coletivo Resistência Socialista
o) Militantes do PSTU
p) Professores da rede de ensino estadual
q) Servidores da Câmara Municipal de Porto Alegre e de gabinetes parlamentares

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do relatório.

Dilma e Gerdau insistem em que não sabiam de nada no caso da compra da refinaria Pasadena

A seguir vai a relação dos conselheiros da Petrobrás que aprovaram a compra da refinaria Pasadena, Texas, EUA. Somente Dilma e Jorge Gerdau falaram sobre o escândalo, mas ambos tiraram o corpo fora, dizendo que as duas cláusulas lesivas aos interesses brasileiros não constaram das discussões que resultaram na aprovação da compra, o que é mais do que inverídico, já que se sabe que operações milionárias de estatais poderosas como a Petrobrás não vão para a mesa sem exames e aprovações detalhadas por parte de empresas de auditoria e consultorias jurídicas:

Dilma Roussef
Claudio Haddad
Glauber Vieira
Antonio Palocci
Jacques Wagner
Fábio Barbosa
Jorge Gerdau
Artur Sendas


Ibope mostra cenário eleitoral congelado

A primeira pesquisa Ibope deste ano revela um quadro de estabilidade: Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, tem 43% das intenções de voto, o mesmo índice que foi registrado em novembro de 2013, data do levantamento anterior. O tucano Aécio Neves oscilou um ponto porcentual para cima, de 14% para 15%, e Eduardo Campos (PSB) se manteve com 7%.

. Em outro cenário analisado pelo Ibope, em que os nomes de cinco “nanicos” são incluídos na lista apresentada aos entrevistados, Dilma, Aécio e Campos aparecem, respectivamente, com 40%, 13% e 6%. Somados, os demais candidatos ficam com 4%. Ou seja, mesmo assim, a representante do PT tem mais eleitores que a soma dos adversários (40% a 23%) – condição necessária para vencer no primeiro turno.

Em um eventual segundo turno, Dilma também seria vitoriosa. Contra Aécio, sua vantagem seria de 27 pontos porcentuais (47% a 20%). Em uma disputa direta com Campos, a distância chegaria a 31 pontos (47% a 16%).

A mídia tradicional fez o jogo do governo e do PT, mas Tuma Júnior não veio ao RS para falar para eles

Tuma Júnior passou uma noite em Porto Alegre. Ele e seu livro “Assassinato de Reputações” foram ignorados pela mídia social – jornais, rádios e TVs – mas a sessão de autógrafos na Livraria Cultura e o que ele disse aos 300 leitores que o procuraram, ajudaram a engrossar uma massa crítica que toma conta de corações e mentes de jovens e velhos, mulheres e homens, que diariamente dão o bom combate à vanguarda do atraso.

. Clique na imagem a seguir para examinar o comentário do editor sobre a passagem de Tuma Júnior pelo RS. O editor acompanhou Tuma Júnior durante todo o tempo. O título do comentário é este:

A mídia tradicional fez o jogo do governo e do PT, mas Tuma Júnior não veio ao RS para falar para eles.

Escândalo da refinaria Pasadena vira crise política no Planalto Central

Graça Foster, a presidente da Petrobrás, embala a herança maldita deixada por Gabrielli, seu antecessor controvertido, e Dilma, a então presidente do Conselho de Administração. 

A situação da presidente Dilma Roussef torna-se a cada momento mais delicada, porque ganhou combustão resistente o escândalo da compra da refinaria Pasadena, Texas, EUA, por parte da Petrobrás. Há evidente crise política no Planalto Central.

Ninguém sabe até agora por que razão Dilma tirou a nota que tirou, jogando pesado contra a diretoria anterior da Petrobrás, inclusive seu presidente, Sérgio Gabrielli. Como se sabe, Dilma tirou Gabrielli do cargo quando assumiu a presidência - e se sabe por que razões. O persidenciável Aécio Neves sugeriu CPI para o caso. No Senado, o presidente Renan Caclheiros rebate para o senador Delcídio Amaral (PT-MT) responsabilidade por indicação de Nestor Cerveró para a diretoria da Petrobras, em 2003.

Leia no texto da reportagem abaixo o papel jogado por Cerveró. Antes, petista empurrara ao peemedebista a indicação.

"Delcídio certamente não indicou Cerveró para roubar a Petrobras", disparou Renan Calheiros; "Mas agora tem de perdir a saída dele"; ex-diretor da área Internacional da companhia, Cerveró escreveu o parecer para a compra da refinaria de Pasadena, por R$ 1,2 bilhão, considerado "falho" e "omisso" pela presidente Dilma Rousseff.

Para compreender melhor o que rola neste momento, leia reportagem levada ao ar, ontem a noite, pelo Jornal Nacional: 

A informação de que presidente Dilma Rousseff, quando era ministra chefe da Casa Civil, aprovou a compra de uma refinaria de petróleo no estado americano do Texas repercutiu nesta quarta-feira (19) no Congresso Nacional. O negócio é alvo de investigações.

A informação foi publicada na edição desta quarta do jornal O Estado de São Paulo. Em 2006, quando era ministra da Casa Civil e presidia o Conselho de Administração da Petrobras, a presidente Dilma Rousseff votou a favor da compra de 50% da refinaria de Pasadena, no estado americano do Texas.

Um negócio em que a Petrobras teve um grande prejuízo e que hoje está sendo investigado pelo Tribunal de Contas da União, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

Segundo o jornal, a decisão de apoiar a compra da refinaria está na ata do Conselho de Administração da Petrobras de fevereiro de 2006, com aprovação unânime. O ex-ministro Antonio Palocci e o atual governador da Bahia, Jacques Wagner, também participavam do conselho.

Em 2005, toda a refinaria havia sido comprada por uma empresa belga, a Astra Oil, por US$ 42,5 milhões. 

Em 2006, a Petrobras pagou US$ 360 milhões por metade da refinaria. Uma diferença de mais de US$ 317 milhões.

Em 2012, a Petrobras, por causa de cláusulas contratuais, foi obrigada, pela justiça americana, a comprar a outra metade da refinaria. E a estatal acabou gastando quase US$ 1,2 bilhão, ou mais de R$ 2,7 bilhões.
Em nota, a presidência informou que Dilma apoiou a compra da refinaria com base em um resumo executivo elaborado pelo diretor da área internacional da Petrobras que trazia "informações incompletas". De acordo com a nota, "posteriormente, soube-se que o resumo era técnica e juridicamente falho, pois omitia qualquer referência às cláusulas" que, "se fossem conhecidas, seguramente não seriam aprovadas pelo Conselho".

O diretor da área internacional da Petrobras na época do negócio, Nestor Cerveró, não quis comentar o assunto. Nem o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli. No ano passado, em depoimento ao Congresso, Gabrielli afirmou que a compra foi feita com preços alinhados à situação do mercado na época.

Segundo fontes do governo, Nestor Cerveró foi indicado pelo PMDB e PT e saiu da Petrobras depois que o Conselho descobriu a existência dessas cláusulas. Mas em seguida virou diretor financeiro de serviços da BR Distribuidora. A diretoria internacional da Petrobras hoje é dirigida pela própria presidente da estatal, Graça Foster.

A nota do Palácio do Planalto foi redigida com participação direta da presidente Dilma. É a primeira vez que ela se manifesta publicamente sobre o assunto. Já a Petrobras não quis comentar o caso porque ele está sob investigação do Tribunal de Contas da União. O TCU quer esclarecer primeiro as suspeitas de superfaturamento.

“Esse assunto é extremamente grave. Isso merece uma investigação profunda, porque isso levou a um erro, e esse erro custou uma quantia vultosa à nação brasileira”, afirma Marinus Marsico, procurador do Ministério Público.

No Congresso Nacional, o senador Aécio Neves, do PSDB, foi à tribuna criticar a atuação da então ministra da Casa Civil Dilma Rousseff no Conselho de Administração da Empresa. O senador defendeu que a comissão de fiscalização e controle do senado investigue o caso.

“Essa resposta dada pela Presidência da República não é suficiente. Não permite que os brasileiros possam conhecer quais foram efetivamente as motivações, as profundas motivações que levaram a uma negociata como essa, com dolo extremamente grave à sociedade brasileira e a sua mais importante empresa”, afirmou o senador Aécio Neves, do PSDB-MG, presidente do partido.

O líder governista no Senado, Eduardo Braga, do PMDB, disse que o próprio governo defende a apuração do caso.

“O governo da presidenta Dilma, em primeiro lugar, tem compromisso em combater qualquer tipo de malfeito. É óbvio que pode ter havido falhas. Falhas, se houver dolo, precisam ser apuradas com absoluta transparência. O governo apoia a apuração dessas transparências”, destacou o senador Eduardo Braga, PMDB/AM, líder do governo no Senado.

Pesquisa do Ibope será apresentada pela Globonews as 18h

A tão esperada, controvertida e polêmica pesquisa sobre intenções de votos para presidente, embora desconhecida, será apresentada pelo Ibope as 18h, ao vivo, na Globonews.


Em nova jornada de protestos estudantis, Capriles denuncia que está em marcha um "autogolpe"

Capriles, de boné, cercado por seguranças que o protegem.
CLIQUE AQUI, também, para saber quem são os três mais importantes líderes da oposição na Venzuela, conforme ABC.

Esta notícia do Diário de Caracas é desta tarde. Ela informa que o governador do Estado de Miranda, o ex-candidato oposicionista à presidência Henrique Capriles, acompanhou os protestos estudantis de hoje na Capital da Venezuela. Ao falar, ele avisou que um "autogolpe está em marcha". Ele disse que o presidente Maduro jogou combustível nas ruas. Leia a nota e clique no link para saber mais:

Capriles desde Bello Monte: Está en desarrollo un autogolpe
Publicado el Jueves, 20/March/2014
El gobernador del estado Miranda, Henrique Capriles, acompañó a los estudiantes de diferentes universidades en una actividad de protesta que se desarrolló hoy en Caracas. Desde allí aseguró que los hechos de violencia desarrollados durante los últimos días en el país son parte de un "autogolpe en desarrollo".

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Tarcísio sai da presidência da Corsan nesta sexta-feira

O presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Tarcísio Zimmermann, transmite o cargo para Arnaldo Dutra nesta sexta-feira, 9h, em Porto Alegre. Tarcisio será candidato a deputado Federal pelo PT.

Petrobrás poderá cancelar contratos de R$ 720 milhões com a Iesa. Seria o fim do Pólo Naval do Jacuí.

A Petrobrás poderá cancelar os contratos de R$ 720 milhões que firmou com a Iesa, que passa por turbulências aparentemente invencíveis em Charqueadas, RS.

. Se isto ocorrer, o Pólo Naval do Jacuí morrerá de morte matada, já que a Iesa é a sua estrela mais reluzente.

. O fim dos contratos foi noticiado hoje pelo jornal Valor, que ouviu a Petrobrás.


"Herança Maldita - Os 16 anos do PT em Porto Alegre", agora em versão e-book, R$ 15,00

Desde esta quinta-feira está à venda a versão e-book do livro do editor, “Herança Maldita – os 16 anos do PT em Porto Alegre”, 345 páginas.

. A compra pode ser feita agora mesmo através do site www.albuka.com.br O pagamento é por cartão.

. Em e-book, o preço do livro é de R$ 15,00.

. O site de vendas comercializa há mais tempo a versão digital de “Cabo de Guerra”, que conta o enfrentamento que ocorreu entre o governo Yeda Crusius e o Eixo do Mal.

. Neste “Herança Maldita”, o editor trabalhou durante quatro anos, desde o primeiro dia do mandato do prefeito José Fogaça, visitando  todas as Secretarias e também todos os principais órgãos da administração direta e indireta, não apenas para ver com os próprios olhos a devastação causada pelos dezesseis anos da dinastia vermelha do PT, mas também para recolher informaçôes, sobretudo relatórios, porque em todas as 
Secretarias a ordem não escrita do último Governo do PT foi:

1) deletem os arquivos dos computadores; 
2) não entreguem relatórios; 
3) não passem os cargos para os novos secretários; 
4) tirem do cargo todos os CCs (Cargos em Comissão).

. Isto tudo consta com provas e abundância de fotografias colhidas na época, logo nos primeiros dias do governo José Fogaça, que foi quem acabou com a hegemonia de 16 anos do PT.

FAÇA SUA COMPRA

Em 30 minutos, a LBR dará coletiva para se explciar fraudes nos leites das marcas Parmalat e Líder

O presidente da LBR, Nelson Bastos, concederá entrevista coletiva dentro de 30 minutos em São Paulo. Ele falará sobre a descoberta de novas fraudes nos leites das marcas Líder e Parmalat, conforme denúncias investigadas, apuradas e reveladas pela Polícia e MPE do RS.

. Hoje, o MPE sugeriu que as duas marcas sejam expurgadas do mercado do RS. 

Entrevista, Fábio Irigoite, shopping Lindóia - Teremos um varejo melhor no segundo trimestre

Fábio Irigoite, diretor do Lindóia Shopping, Porto Alegre

Estamos concluindo o primeiro trimestre, o ano tem sido pautado por greves prolongadas em setores essenciais como o do transporte coletivo e o tempo não se firma, mas além disto a economia brasileira dá sinais de debilidade, embora a do RS esteja forte.
Isto tudo fecha com a nossa percepção de que o mercado vai desaquecido em Porto Alegre. Na Capital, é visível que a indústria da construção civil puxou o freio de mão, o que significa que consumidores que apostavam em imóveis novos e até carros novos, tendem a colocar seus recursos menores onde podem, no caso, no varejo. Isto significa melhora à vista para nós, com boas perspectivas para o segundo trimestre.

É uma boa perspectiva, que dá para somar com aquecimento de vendas por ocasião da Copa
Não tenho convicção plena de que a Copa aquecerá as vendas do varejo no RS. Por enquanto, isto é uma incógnita.


Mercado dá sinais de contentamento com notícia de queda de Dilma na pesquisa do Ibope

Nos Estados Unidos e no Brasil, as bolsas viraram e passaram a subir, após números melhores da economia americana, cenário que no Brasil foi engordado pelas expectativas em relação à pesquisa Ibope sobre a corrida presidencial, que deve sair hoje, já que o mercado ficou contente com a notícia intramuros de que caíram fortemente os números sobre intenções de votos para Dilma.

. O mercado quer ver Dilma fora do Planalto. 

. A Bolsa abriu a tarde em alta de 1,5% e o dólar foi a R$ 2,32.

- Segundo operadores, a sinalização do Fed de que elevará mais cedo que o esperado as taxas de juros dos EUA não tira, por enquanto, a atratividade do Brasil, que tem taxas de juros a 11% ao ano. 

Cade abriu, hoje, processo para apurar cartel nas licitações de trens do Trensurb

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou nesta quinta-feira processo administrativo para apurar indícios de cartel em licitações de trens e metrôs nas vendas feitas pela Alston e CAF para o Trensurb, Rio Grande do Sul. O Cade poderá pedir ajuda à Polícia Federal. 

. O Trensurb é controlado por sindicalistas indicados pelo PT. 

. Também serão investigadas vendas cartelizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

. O Cade considera licitações feitas entre 1998 e 2013, totalizando 18 empresas e 109 funcionários.

Prisão de ex-diretor da Petrobrás complica mais ainda a situação de Dilma no caso Pasadena

Foi preso, na manhã desta quinta-feira, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras; ele vinha sendo investigado no âmbito da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Segundo a PF, ele vinha tentando destruir provas.

. Paulo Roberto Costa, indicado pelo PP para o cargo, também está envolvido na compra da refinaria de Pasadena, no Texas.

. Na residência de Costa, que recebeu carro de presente de um doleiro, foram encontrados R$ 700 mil e mais US$ 200 mil em espécie.

Professores municipais de Porto Alegre receberão esclarecimentos sobre as reformas de base defendidas por Jango

Cumprindo o disposto na lei 11.503, que decretou 2014 como o ano das Reformas de Base em Poerto Alegre, os professores da rede municipal estarão reunidos neste sábado, no Auditório Dante Barone, da Assembleia Legislativa, para o curso de Formação Pedagógica que orientará sobre as ações educacionais, culturais e de conscientização sugeridas na lei. 

. De autoria do suplente de vereador Christopher Goulart (PDT), durante o período em que assumiu a titularidade do mandato, a lei busca contextualizar o significado das reformas pretendidas por Jango em 1964, quando foi deposto pelo golpe militar. 


- O prefeito José Fortunati deverá participar da abertura do evento.



Hospital Conceição atende número igual ao da Santa Casa e custa cinco vezes mais aos cofres públicos

Sobre o Grupo Hospitalar Conceição, mamute operado pelo governo federal em Porto Alegre, cujos servidores estão hoje em greve, vale a pena registrar o que disse para a revista Veja o industrial Jorge Gerdau (PGQP e Movimento Brasil Competitivo), 27 de abril 2005, páginas amarelas:

- A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, adepta da qualidade total, atende 4.000 pessoas por dia e tem um custo para o estado de 95 milhões de reais. Outro hospital público em Porto Alegre que oferece um atendimento de pior qualidade, que pertence ao governo federal e atende 4.400 pessoas por dia, custa 495 milhões de reais aos cofres públicos.

Fetter Júnior lançará dia 26 o seu livro de memórias "Da Vida e da Política"

O ex-deputado e ex-pefeito de Pelotas, Adolfo Fetter Jr. precisou de quase 400 páginas para contar a história de sua vida., "Da Vida e Da Política – O que vivi, o que fiz e o que penso".  O prefácio da obra é da senadora Ana Amélia Lemos,

O QUÊ: lançamento e sessão de autógrafos do livro Da Vida e Da Política – O que vivi, o que fiz e o que penso, de Adolfo Fetter Jr. (Editora AGE, 395  páginas, preço nas livrarias: R$ 60,00; no lançamento, preço promocional de  R$ 50,00).
QUANDO: quarta-feira, 26 de março, a partir das 18 horas.

ONDE: Memorial do Legislativo – RS (Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul) – Rua Duque de Caxias, 1029. 

Petrobrás some com atas de reuniões de 2006, o ano da decisão sobre Pasadena

Pode até ser mero acaso, mas a Petrobrás só oferece as atas das reuniões de diretoria e conselho de administração de 2007 para cá..

. Foi o que constatou esta tarde o editor, pesquisando os sites da estatal.

. A  reunião que decidiu a compra da refinaria Pasadena ocorreu em 2006.

- O que deu o grande passo para levar a Petrobrás à lona está escrito, -ipsis litteris- na a Ata 1.268, de 3 de fevereiro de 2006 da estatal quase falida. No item cinco do documento mostra a posição UNÂNIME do Conselho da Petrobrás, à época chefiado por Dilma Rousseff, consta que a refinaria de Pasadena era tida como obsoleta. Mesmo assim, a Petrobrás acabou desembolsando US$ 1,2 bilhão na compra - o polêmico negócio acabou revelado no ano seguinte pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado. 

CLIQUE AQUI para examinar.

Entrevista, Edson Brum, PMDB - Operação Kilowatt poderá virar CPI no RS

Edson Brum, deputado PMDB do RS

Ninguém compareceu à reunião da Comissão de Serviços Públicos para falar sobre as fraudes em obras de reformas nas escolas estaduais, objeto da Operação Kilowatt, excessão do secretário da Educação, José Carlos Azevedo.
Foi uma manobra do governo. Se prosseguir nessa linha,uma CPI torna-se necessária.

Quem viria?
Além do secretário da Educação, também o secretário de Obras, o chefe de Polícia e as diretoras das escolas que reclamaram dos maus serviços.

Por isto a reunião foi suspensa?
Ficaria sem sentido. Queremos todos ao mesmo tempo, porque o chefe de Polícia conduz a Operação Kilowatt, diz que houve crime, tendo investigado em cima de denúncias feitas pelo secretário Azevedo, mas o secretário de Obras nega tudo de pés juntos.

O governo alega que hoje foi dia de mudanças de dez secretários, inclusive o de Obras e o novo chefe de Polícia.
Vamos convocar o novo chefe da Polícia Civil, delegado Guilherme Wondracek, que na época da denúncia das fraudes era titular do Deic (Departamento de Investigações Criminais) e afirmou publicamente que “existiu crime” na reforma das escolas.

Vocês não vão pedir o inquérito da Operação Kilowatt?
Primeiro vamos ouvir os secretários, o chefe de Polícia e os diretores de escolas. 


Campos rebate Lula: "A esperança vai vencer o medo"

O governador pernambucano Eduardo Campos, decidiu responder de forma sutil à comparação feita pelo ex-presidente Lula entre ele e o também ex-presidente Collor:

- A esperança vai vencer o medo.

. Ele usou o bordão de Lula em 2002

Diário Popular fala sobre jornal gaúcho que sofreu censura prévia, foi invadido por forças policiais e seu diretor resultou preso e ameaçado

A repórter Luciara Schneid, Diário Popular, Pelotas, o mais importante jornal da Metade Sul do RS, revela hoje que a invasão do jornal e a prisão pela da Brigada Militar do editor do jornal Pampeano, Aníbal Ribas, devem virar caso de Justiça. O caso foi relatado durante todo o final de semana pelo editor. Na Assembléia, o deputado Pedro Pereira fez a defesa do jornal e do seu editor na terça-feira, convocando para depor o comandante da Brigada e o chefe da Polícia Civil. A Brigada mandou corregedores a Jaguarão, sábado, onde ouviu os envolvidos. A mídia diária gaúcha ignora o caso, que também não emocionou até agora entidades como ARI, Sindicato dos Jornalistas, OAB, CNBB e ANJ. Leia tudo:

Depois de publicar notícia sobre a apreensão da Carteira Nacional de Habilitação do prefeito de Jaguarão, José Cláudio Martins (PT), que se negou a fazer o teste do etilômetro em blitz realizada pela BM, Ribas viu-se constrangido por policiais militares, em frente à redação, no dia 13 deste mês, a assinar seis termos circunstanciados porque a corporação teria sido ofendida em sua imagem com o conteúdo do texto.
De acordo com a assessoria de imprensa do Comando Geral da Brigada Militar, em Porto Alegre, a investigação dos fatos está a cargo do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Sul (CRPO Sul), a que a Brigada Militar de Jaguarão está subordinada. O responsável pelo comando regional, tenente-coronel Eliseu Vedana, disse nesta quarta-feira (19) à reportagem do Diário Popular que foi aberto procedimento para apurar o ocorrido e que a Corregedoria da BM está investigando os fatos e tem prazo de 25 a 30 dias para apresentar uma conclusão. “Somente após esta apuração poderemos emitir um parecer sobre o assunto.”
Ribas conta que se sentiu ameaçado e intimidado, quando nove policiais militares no total, um deles à paisana, invadiram a redação e lhe deram voz de prisão por causa de fatos publicados no seu jornal e que envolviam a abordagem feita ao prefeito de Jaguarão, José Cláudio Martins, durante a operação Balada Segura, no Carnaval.

. O exagero, segundo o editor, começa pela estrutura empregada, pois os policiais chegaram em uma caminhonete, duas motos e um veículo de passeio, para que Ribas assinasse seis termos circunstanciados (TCs) por crime de calúnia, injúria e difamação. Ele se disse constrangido, na frente de sua equipe, por não se tratar de um criminoso perigoso e não possuir antecedentes criminais. Depois ele foi escoltado até o hospital para fazer exame de corpo de delito e a seguir liberado.

. O advogado de Ribas, Leonardo Gomes, disse que está preparando e deve encaminhar à Justiça, no máximo até a semana que vem, uma ação indenizatória contra o Estado e um mandado de segurança contra a Brigada Militar, para proteger os direitos do seu cliente e evitar que novas abordagens deste tipo ocorram por parte da instituição, na tentativa de proibi-lo de escrever.

. Ribas conta que antes mesmo de publicar a matéria recebeu um e-mail da Brigada Militar dizendo para que não a publicasse. Ele disse ainda que possui vídeo que documentaram toda a abordagem, inclusive a invasão, negada pela Brigada Militar, e que provariam o abuso de autoridade.

CLIQUE AQUI para ler mais. 

Grupo Hospitalar Conceição está em greve desde o início da manhã

Estão em greve desde o início desta quinta-feira os servidores do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), o maior de Porto Alegre. Os funcionários da estatal federal realizam piquetes em frente a hospitais do grupo. A previsão é de que a paralisação seja encerrada às 19h.

Pesquisa de hoje do Ibope já é tratada com desconfiança

Sobre a pesquisa do Ibope (leia abaixo) da corrida presidencial, que apontaria queda das intenções de votos em Dilma, o blog Tijolaço recomenda cautela. Leia abaixo:

De olhos bem abertos: Ibope tem pesquisa a partir de hoje

19 de março de 2014 | 09:31 Autor: Fernando Brito
 Sem que nenhuma empresa tenha contratado (pausa para respirar e acreditar em mula sem cabeça) o Ibope tem uma pesquisa de intenção de voto legalmente habilitada para divulgação a partir de hoje. Foi contratada pelo próprio Ibope, com “recursos próprios”, por R$ 180 mil. No questionário apresentado à Justiça Eleitoral não há novidades, apenas seguem apresentando a candidatura Marina Silva como opção à de Eduardo Campos, não se sabe por que razões. O foco da pesquisa, como pode ser visto no questionário registrado no TSE, segue sendo a vontade de mudança do eleitor, com opções de “com Dilma” ou “sem Dilma”. Os cenários são: um espontânea, duas com oito candidatos (incluem-se José Maria Eymael, Levi Fidélix, Randolphe Rodrigues,Mauro Iasi, Pastor Everaldo e a trinca Dilma/Aécio/Eduardo e, alternativamente, Marina Silva.

Depois, uma opção entre os três últimos, sempre alternando Eduardo e Marina, e as possibilidades de segundo turno entre eles.

É bom sempre ficar atento com estas pesquisas “vindo do nada”, sem que uma instituição ou veículo tenha contratado.


Infomoney insinua que Ibope segurou pesquisa porque prejudicava Dilma. Bolsa melhorou só com os rumores sobre as mudanças.

O portal Infomoney estrranha o Ibope, que se contradiz ao passar informações controvertidas sobre  pesquisa eleitoral que não sairia ontem e não foi  divulgada. Consultado pelo InfoMoney, o Instituto de pesquisas disse, duas vezes, que o levantamento estava pronto e que seria divulgado nesta quarta-feira pela TV Globo e pelo Estadão. Leia tudo:

A pesquisa com os dados sobre a corrida presidencial, cuja publicação foi confirmada para esta quarta-feira pelo Ibope, não foi divulgada pela TV Globo nem pelo Estadão, que encomendaram o levantamento. O Ibope registrou a pesquisa no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00031/2014 na última sexta-feira (14). A divulgação da pesquisa estava prevista para esta quarta-feira (19), conforme pode ser verificado no documento registrado no site do TSE. Procurada pelo InfoMoney, a assessoria de imprensa do Ibope informou, no início da tarde, que o levantamento seria divulgado pelas empresas que encomendaram a pesquisa no início da noite no site do Estadão, na Globonews e na TV Globo. Após o colunista Lauro Jardim, da revista Veja, publicar que o levantamento só seria divulgado na noite de quinta-feira porque não estava pronto, o InfoMoney voltou no final da tarde a entrar em contato com a assessoria do Ibope, que confirmou que não apenas o estudo já havia sido concluído como também que já tinha sido repassado para a Globo e para o Estadão. Pela segunda vez, o Ibope também confirmou que a pesquisa seria tornada pública na quarta-feira.O InfoMoney procurou as assessorias de imprensa da Globo e do Estadão para entender qual era a informação verdadeira, mas ninguém foi encontrado.

Rumores de que a pesquisa eleitoral poderia mostrar a redução da vantagem da presidente Dilma Rousseff (PT) sobre os pré-candidatos da oposição mexeram com a Bovespa nesta quarta-feira. As maiores estatais federais estiveram entre as principais altas do Ibovespa no dia: ordinárias da Eletrobras (6,14%), ordinárias do Banco do Brasil (4,59%) e ordinárias da Petrobras (3,47%). As empresas já tinham registrado um desempenho positivo no pregão de terça-feira. O mercado reagiu positivamente porque os investidores entendem que o governo Dilma é muito intervencionista e prejudica a rentabilidade das empresas estatais.

Folha de S. Paulo diz que Executivos refutam explocações levianas de Dilma no caso Pasadena

ELIANE CANTANHEDE - Leia, também, artigo da jornalista da Folha, hoje, demosntrando que Dilma enrola-se cada vez mais no negócio malcheiroso da refinaria do Texas. CLIQUE AQUI para ler.

Jornal de São Paulo revela que o conselho da estatal tinha acesso a todos os dados sobre a compra de refinaria americana. Por enquanto, falou apenas Dilma, a presidente do Conselho de Administração na época. Apesar das cobranças do editor, o industrial gaúcho Jorge Gerdau, membro do mesmo Conselho, não falou nada. Dilma, Gerdau e os demais conselheiros, junto com o presidente da Petrobrás na épóca, Sérgio Gabrielli, responderão pelo mau negócio. Lei a nota da Folha de hoje:

A presidente Dilma Rousseff e todos os demais membros do Conselho de Administração da Petrobras tinham à sua disposição o processo completo da proposta de compra da refinaria em Pasadena (EUA), segundo dois executivos da estatal ouvidos pela Folha. Na documentação integral constavam, segundo os relatos, cláusulas do contrato que a petista diz que, se fossem conhecidas à época, "seguramente não seriam aprovadas pelo conselho" da estatal. Reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" trouxe ontem a informação de que Dilma, na época presidente do Conselho de Administração da Petrobras, votou a favor da compra de 50% da refinaria em 2006, pelo valor total de US$ 360 milhões. Em resposta ao jornal, ela justificou que só apoiou a medida porque recebeu "informações incompletas" de um parecer "técnica e juridicamente falho". O episódio gerou mal-estar na Petrobras, tensão no Executivo e corrida no Congresso para a aprovação de uma CPI em pleno ano eleitoral para investigar o caso. A compra da refinaria é investigada pelo Tribunal de Contas da União, Ministério Público do Rio e pela Polícia Federal. A principal polêmica é o preço do negócio: o valor que a Petrobras pagou em 2006 à Astra Oil para a compra de 50% da refinaria é oito vezes maior do que a empresa belga havia pago, no ano anterior, pela unidade inteira. Além disso, a Petrobras ainda teve de gastar mais US$ 820,5 milhões no negócio, pois foi obrigada a comprar os outros 50% da refinaria. Isso porque a estatal e a Astra Oil se desentenderam e havia uma cláusula no contrato, chamada de "Put Option", estabelecendo que, em caso de litígio entre sócios, um deveria comprar a parte do outro. 

USI Biorefinarias produz etanol a partir do arroz gaúcho

A USI Biorefinarias, empresa gaúcha especializada tecnologias para biocombustíveis, começou a pesquisar um processo de fabricação de etanol em pequena escala após ser procurada pela Vale Soluções em Energia (VSE), companhia de pesquisa formada a partir da associação entre a Vale, o BNDES e a Sygma. A ideia , inicialmente, foi desenvolver uma tecnologia simplificada para que a produção do biocombustível pudesse abastecer geradores de energia. Assim, em parceria com universidades e institutos de pesquisa, a USI concluiu em 2010 o desenvolvimento de uma usina capaz de fabricar até 20 mil litros por dia de etanol a partir da fermentação de cereais.

. Com arroz o processo é semelhante ao de produção do saquê, bebida japonesa resultante da fermentação do grão. Acontece que no caso do etanol há a destilação desse caldo fermentado do arroz - a destilação do "saquê".

- O  Rio Grande do Sul precisa importar 100% dos cerca de 1 bilhão de litros de etanol combustível que consome anualmente. Por outro lado, o produtor de arroz sofre com falta de liquidez.


Saída de Rosseto da Petrobrás Biodiesel representa recuo do governo nas áreas do etanol e do biodiesel

A ida de Miguel Rosseto da Petrobrás Biocombustíveis para o ministério do Desenvolvimento Agrário é interpretada como um recuo definitivo do governo em relação aos planos grandiosos de Lula em relação ao etanol e ao biodiesel.

. A política de preços desvairada nos casos da gasolina e do álcool destrói usinas de álcool e debilita as indústrias de biodiesel.  

Tuma Júnior conta reação de Tarso frente a Dias Toffoli, no caso Battisti: "Covarde, covarde filho da puta !"

CLIQUE AQUI, também, para ler entrevista completa de Tuma Júnior
para a revista VOTO deste mês, já em circulação.

Título da entrevista: "Não tenho sangue de barata";

Tarso Genro, ao saber que Dias Toffoli (à esquerda) julgou-se impedido e não votou a seu favor no julgamento do recurso contra o refúgio concedido pelo então ministro da Justiça:
- Covarde, covarde filho da puta !

O então ministro da Justiça, Tarso Genro, depois de ver repelida pelo mais novo ministro do STF, Dias Toffoli, a investida dos seus enviados especiais, José Eduardo Cardozo, na época deputado, mais Luiz Paulo Barroso e Sigmaringa Seixas, que queriam seu voto para coonestar o refúgio concedido ao assassino italiano Cezare Battisti:
- Covarde, covarde filho da puta ! Um covarde !

. Esta reação intempestiva de Tarso Genro diante de um ministro que até há pouco era seu companheirinho de governo e de PT, deixou perplexo seu auxiliar, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior. É o que ele conta na página 327 do seu livro "Assassinato de Reputação".

. O ex-secretário narra em 20 páginas como é que Lula e Tarso decidiram afrontar a lei, o governo italiano e até o STF, concedendo abrigo a um patife assassino, condenado à prisão perpétua em Roma.

. Por trás de todas as tramóias feitas pelo então ministro da Justiça, hoje governador do RS, e por Lula, esteve sempre o desejo pessoal de Lula, que queria porque queria atender um pedido pessoal do seu antigo advogado, pessoal e do PT, Luiz Eduardo Greenghald.

. Tuma Júnior não conta o caso como quem apenas ouviu falar. Leia o que ele explica (página 313):
- Quem conhece a questão sou eu, porque eu vivi todos esses caso.

. Ele deixa bem claro que o ministro Tarso Genro manobrou para que o Comitê Nacional para os Refugiados, Conare, 7 membros, rejeitasse o pedido de refúgio, para que num recurso posterior ele mesmo pudesse emplacar o apoio a Cezare Battisti, atendendo Lula. Tarso combinou tudo com Greenghald na véspera da reunião. O julgamento ocorreu no dia 28 de novembro de 2009. Em tudo, ajudou-o Vinicius Wu, seu assessor especial, e que agora o ajuda no Piratini.

. O caso foi tão escandaloso que a secretária-geral do Conare, Nara Conceição da Silva, há 20 anos na posição, demitiu-se.

. Depois da decisão do Conare e da revogação dela por Tarso Genro, o STF foi chamado a falar sobre o imbróglio e fulminou a decisão do ministro da Justiça.

. Curiosamente, quem defendeu Battisti no STF não foi Greenghald, um advogado medíocre, mas o atual ministro Joaquim Barroso, subestatelecido para o caso.

. O Supremo anulou o refúgio.

. No último dia do seu governo, Lula abrigou-o, concedendo-lhe residência permanente.

. Resta, ainda, o processo no qual Battisti é acusado de ter ingressado com passaporte falso no Brasil.

Tarso, Lula e Mercadante usaram dados falsos do banco Julius Bauer para forjar dossiês contra Tasso Jereissati

Mercadante, o pai dos aloprados, entregou o pen drive com dados falsos para o dossiê de calúnias desfechado pelo governo Lula contra Jereissati. Tarso e Lula participaram da tramóia.

O modus operandi era o mesmo já usado por procuradores federais ligados ao PT, e denunciado tempos atrás pelo Conjur, escreve o delegado Romeu Tuma Júnior no seu livro Assassinato de reputações, página 168, ao contar esta ordem criminosa que recebeu da nomenklatura petista em janeiro de 2009:
- Fulmine o Jereissati.

. Quem falou foi o senador Aloísio Mercadante, na época líder do governo Lula no Senado, e hoje ministro da Educação de Dilma Roussef. Mercadante foi o mesmo homem sob cujas ordens os “aloprados” tentaram comprar um dossiê para desmoralizar o tucano José Serra, e também foi o mesmo homem que chamou o senador Paulo Paim, em 2008, para boicotar a aprovação do empréstimo do governo Yeda Crusius junto ao Banco Mundial, sendo repelido pelo gaúcho, conforme o editor conta em seu livro Cabo de Guerra.

. Eis o que conta Tuma Júnior:
- Lá (na liderança do governo no Senado) entregaram-me um pen drive com as “seríisimas" denúncias contra um adversário do governo que já tinham sido entregues ao ministro Tarso Genro e ainda não haviam sido apuradas. (...) A exigência era de que eu plantasse uma investigação em cima do Jereissati.

. Acontece que Tuma Júnior era amigo do senador do PSDB, desde que ele foi governador do Ceará, a um ponto tal que chegou a ser convidado para ser secretário de Segurança do seu sucessor, Ciro Gomes.

. No livro, o delegado conta que não quis tocar o caso adiante por constrangimento moral e condutra profissional, as decidiu abrir o pen drive para ver o que estacva ali:
- O principal é que tinha sido montado em um escritório particular, documentos com cópias de contas feitas no exterior, inclusive de Tasso Jereissati.

. Tudo de origem criminosa e imprestável para procedimentos legais, mas precioso para forjar dossiês falsos contra o senador do PSDB.

. O banco que produziu o dossiê:

- Julius Baer Bank &Trust, que tem sede em Nassau e pertence a um grupo alemão.


Padilha avisa que PMDB está unido para eleger Sartori

O deputado Eliseu Padilha disse ontem ao editor que reconhece a vitória de José Ivo Sartori na pré-convenção de sábado e trabalhará duro para que ele se eleja governador do RS.

. O deputado considera que o PMDB foi inteligente ao definir apenas o candidato ao Piratini, deixando os casos do Senado e do Planalto para a convenção de junho, teses que ele defendia há muito tempo. 

Aécio mira PMDB no RS

A ex-governadora Yeda Crusius voltou ontem a tardinha de Brasília, onde foi se encontrar com o senador Aécio Neves. Aécio contou como fez a costura final que reuniu PSDB, DEM e Solidariedade, no RS, que não só o apoiarão, como decidiram coligar nas eleições para Câmara e Assembléia. Yeda é candidata a deputada federal pelo PSDB. 

. Aécio está convencido de que poderá contar com o apoio do PMDB do RS em outubro. 

Sonho do Polo Naval do Jacuí afunda em meio a calotes, greves e protestos

O  polo da indústria naval em Charqueadas, criado no Rio Grande do Sul pelo governador Tarso Gen ro, visando atender uma demanda bilionária da Petrobras, está em crise logo no início de suas atividades. Ele foi pensado para a fabricação de módulos para plataformas de petróleo, com contratos estimados em US$ 720 milhões. O governo estadual tenta e não consegue evitar que o polo continue fazendo água. 

. Nas últimas semanas,  a principal e praticamente única empresa em instalação, a Iesa Óleo e Gás, atrasou pagamentos a funcionários e fornecedores e chegou a paralisar os trabalhos por problemas nos serviços de refeitório e transporte.

. Anteontem, metalúrgicos da empresa entraram em greve. Afirmam que o recolhimento do FGTS nunca foi feito e que os atrasos nos salários são constantes. As dificuldades de caixa e a possibilidade de atraso na entrega dos módulos deixam o empreendimento sob incerteza. Preocupados, prefeitos da região se mobilizam.

. O complexo gera hoje cerca de mil empregos diretos e tinha perspectiva de gerar outras milhares de vagas.

. A Petrobras afirma que vem se esforçando para manter as construções dos módulos no Rio Grande do Sul, mas diz que, para isso, "é fundamental que o prazo do contrato seja atendido". A previsão é que parte dos módulos seja entregue já em junho.

. Procurada pelo jornal Folha de S. Paulo, ontem, a Iesa Óleo e Gás afirmou que não pode comentar a situação por causa de cláusulas de "confidencialidade" com a Petrobras.


PIB da Serasa Experian foi de apenas 2,3% em janeiro

O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal) abriu o ano de 2014 em alta, crescendo 0,4% em janeiro/14 frente ao último mês do ano passado. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior (janeiro/13), o ritmo de expansão da atividade econômica foi de 2,3%, o maior dos últimos quatro meses neste critério de comparação.

Entrevista, Romeu Tuma Júnior - Não escrevi nada que não possa provar

Romeu Tuma Júnior, autor do livro “Assassinato de Reputações”

Muitos leitores que não leram seu livro, reclamam da falta de provas no caso de revelações escabrosas que ele contém, como a que apesenta Lula como “Barba”, o alcaguete da ditadura militar recrutado por seu pai, Romeu Tuma.
O livro não é um inquérito, mas um livro. De qualquer forma, ele está fartamente documentado, inclusive com nomes, fatos, datas e horários. Eu sou policial há 35 anos, filho de policial, ex-secretário Nacional da Segurança e ex-deputado, o que quer dizer que não seria irresponsável ao ponto de descrever fatos gravíssimos sem poder provar.

Lula, Tarso Genro, Gilberto Carvalho e um sem número de dignitários dos governos do PT, aparecem muito mal na foto. Nenhum deles interpelou-o judicialmente?
Até agora, não. Acho que nem farão isso. Eles sabem que tenho prova de tudo e até mais do que tratei no livro. Não se esqueça que pertenci ao mais alto escalão da área de segurança pública do governo Lula, com acesso direto aos gabinetes do ministro da Justiça durante três anos.

Os governos do PT são mesmo uma fábrica de dossiês?
Você tem dúvida? O Brasil corre grave risco de desestabilização política, rumando a passos largos para um regime autoritário de corte bolivariano. Só falta dominar por completo o Poder Judiciário, mas isto nem parece longe de acontecer. Dilma poderá nomear dois novos ministros do STF, onde já tem maioria. Em outubro, estará em jogo o futuro da democracia e a liberdade do nosso povo.

CLIQUE AQUI para ler nota do editor sobre o capítulo do livro que revela como Lula foi recrutado para operar como alcaguete da ditadura militar.

Sessão de autógrafos de Tuma Júnior termina de madrugada no Dado Bier, Porto Alegre

Foi nesta madrugada, no Dado Bier, Bourbon Country,  Porto Alegre, que o delegado Romeu Tuma Júnior acabou de autografar os últimos exemplares do seu livro “Assassinato de Reputações”, porque ele começou o lançamento da obra na Livraria Cultura, Bourbon Country, 7h30min, e teve que se retirar com os últimos leitores pouco antes da meia noite, horário de fechamento da loja. Foram 300 exemplares vendidos em pouco mais de 3 horas. Tuma Júnior falou com todos os leitores e tirou fotos com cada um deles. A Cultura informou ao editor que já comercializou 600 “Assassinatos de Reputação”. No Brasil,o total fechou a casa dos 100mil.

. Tuma Júnior chegou a Porto Alegre no final da tarde de ontem, vindo de Curitiba, onde também lançou o livro. Ele irá dia 24 a Salvador.

. Jornais, rádios e TVs do RS evitaram falar sobre o evento e sobre o livro, como também não enviaram um único repórter para acompanhar a sessão de autógrafos e a fala de 20 minutos do delegado.