Paulo Santana denuncia: "Os governos desmantelaram o SUS e agora mentem sobre o SUS"

Neste artigo, intitulado "Fim ao logro", o colunista Paulo Santana reproduz no jornal Zero Hora informações diferentes do Simers e do Cremers. O Simers denuncia que em 20 anos foram fechados 11 mil leitores pelo SUS, mais de tres mil só em Porto Alegre, enquanto que o Cremers avisa que o governo estadual mente aso anunciar que criará mil novos leitos na Capital e RMPA, uma medida eleitoreira que não cumprirá.

. A solução: votar contra esses mentirosos.

. Leia tudo:

O Sindicato Médico do RS (Simers) divulgou recentemente, numa emissora de rádio, um comunicado em que disse: “Em 20 anos, foram fechados 11 mil leitos pelo SUS, mais de 3 mil somente na Capital. A consequência é a superlotação das emergências. Os gestores da Saúde prometem novas vagas. Precisamos de mais investimentos e menos demagogia”. É grave o que o Simers denuncia: foram fechados 11 mil leitos, 3 mil deles somente na Capital Por isso o pandemônio nas emergências e nos hospitais gratuitos. Agora vejam o que denuncia outra entidade médica, o Cremers, também em comunicado que fez pela imprensa: “Estamos nos aproximando de outra eleição. E, como sempre, os políticos passam a destacar a Saúde em seus discursos. Mas o Cremers informa: a três meses da eleição, o governo do Estado anuncia a criação de mil leitos na Capital e na Região Metropolitana. A licitação, porém, sequer foi aberta. É a Saúde mais uma vez sendo usada para fins eleitorais”. Como se nota pelas manifestações das entidades médicas, a demagogia e o mau uso dos serviços de Saúde gratuitos são apanágio dos gestores públicos da Saúde. Em suma, o governo é o culpado. O governo mente, ilude, falsifica dados para ludibriar a opinião pública. É necessária a publicação da opinião das entidades médicas para desmascará-lo.

Mas para onde foi essa verba bilionária se extinguiram esses milhares de leitos e privaram milhões de pessoas dos serviços médicos do SUS? Ninguém sabe, ninguém viu. Isso é muito sério, talvez esse dinheiro bilionário tenha sido desviado para a construção de estádios para a realização da Copa do Mundo recentemente.

É uma vergonha, é um descalabro, é um desgoverno.

Os eleitores precisam ver quem os está enganando. E votar contra os que os enganam.


Este comentário espinafrando o governo Dilma por sua posição contra Israel já registrou 5.125 visitas

Este comentário postado quinta-feira no You Tube, registrou 5.125 visitas únicas as 17h31min deste sábado.

. O comentário anterior mais visualizado é o que trata da vitória dos democratas na guerra cibernética travada com as esquerdas mais atrasadas.

. CLIQUE AQUI ver e ouvir esta análise:
Dilma poderia ter evitado o vexame imposto por Israel ao Brasil

Candidatos ao governo gaúcho vão, hoje, ao corpo a corpo pelo interior do RS

Os candidatos ao governo do RS farão corpo a corpo neste sábado, com ênfase para cidades do interior. Ana Amélia irá a Sapucaia, Novo Hamburgo, Portão, Canoas e Esteio para inaugurar as Casas de Ana Amélia, enquanto Sartori privilegiará eventos comunitários em Caí e Caxias. O candidato Vieira da Cunha visitará Minas do leão e Parobé, além de Porto Alegre.

. Acompanhe a agenda do governador Tarso Genro:

Santa Cruz do Sul
10h - Caminhada com moradores pelo centro
Ponto de Encontro: Praça da Bandeira
11h - Plenária com militantes do PTB
Local: Rua 28 de Setembro, esquina com a Assis Brasil
12h - Visita o Grupo Gazeta de Santa Cruz

Local: Ramiro Barcelos, 1206

Troca de cartas entre Israel Klabin e o ministro Luiz Alberto

Ao contrário da RBS, também controlada por brasileiros de família judia, como Veja e Abril, a revista ressalta a adesão brasileira aos terroristas do Hamas contra Israel. 

Esta troca de cartas entre Israel Klabin e o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto, demonstra que muitos brasileiros de famílias judaicas não agem com omissão e botam a cara para bater na defesa da verdade, porque a guerra atual no Oriente Médio não move Israel contra a Palestina, mas move o Estado e a sociedade de Israel contra os terroristas do Hamas, cujo objetivo é afogar todos os judeus no mar, exterminando povo e Estado. É uma batalha que diz respeito aos democratas e à civilização. Leia:

Ao Excelentíssimo Senhor
Ministro das Relações Exteriores
Luiz Alberto Figueiredo Machado

Sempre tive, bem como a minha família, íntima relação com o Itamaraty através de dois chanceleres: Horácio Lafer e Celso Lafer, ambos judeus, que honraram não apenas o nome da família, mas o Brasil e sua política externa.

Não preciso lembrá-lo também da importância de Oswaldo Aranha, quando Embaixador junto a ONU, na criação do Estado de Israel, trazendo com isso o agradecimento de todos os judeus do mundo.

É, portanto, com estranheza que acabei de ler a séria ofensa feita ao Estado de Israel e a todos nós judeus, pelo Itamaraty, quando “chamou o Embaixador para consulta”.

Tanto meus pais quanto eu, fazemos parte das gerações que atravessaram o holocausto e herdaram a missão de prestar serviços à humanidade e aos países que agasalharam os judeus na fuga milenar das perseguições oriundas de preconceitos, de ódios raciais e religiosos.

A nota do Itamaraty demonstra claramente um retrocesso da política fracassada de levar o Brasil para um envolvimento errado e desnecessário, antagônico ao princípio de não intervenção, o que tem sido um dos pilares da política externa brasileira através dos tempos.

CLIQUE AQUI para ler toda a carta. 
CLIQUE AQUI para ler o covarde editorial de hoje do jornal Zero Hora, líder da mídia da RBS, condenando os ataques de Israel. A RBS, tal como os Klabin, são de brasileiros de famílias judias. 

Patrimônio de Manuela D'Ávila, PCdoB, cresceu 1.200%

Alguém acredita que Manuela tenha patrimônio de apenas R$ 94 mil ? Só sua coleção de bolsas Louis Vuitton custa mais do que isto.

MAIS importante do que as bolsas caras é a posição política e ideológica da líder comunista, que apoia ditadores sanguinários como o da Coréia do Norte. CLIQUE AQUI para ler notícia sobre isto, postada por Rosane Oliveira, RBS. 

A jornalista Rosane Oliveira, Zero Hora, editora de Política da RBS, não se atreveu a defender e justificar publicamente a evolução patrimonial da deputada Manuela D’Ávila, mas fez isto através do seu Twitter e em mensagens a leitores que cobraram sua posição.

. Também o jornalista Luis Nassif mostrou-se indignado contra o que chamou de “denuncismo ridículo”, o mesmo que condena políicos menos amigos.

. O que se sabe é que Manuela foi a deputada federal gaúcha que mais enriqueceu durante o mandato, embora os valores sejam ridiculamente baixos na base e no topo.

. Entenda melhor o caso, lendo esta nota da revista Época:

Da Coluna de Felipe Patury
Patrimônio de Manuela D'Ávila, do PCdoB, cresce 1200%

A deputada federal Manuela D´Ávila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, enriqueceu – e muito. De 2010 para este ano, seu patrimônio aumentou 1200%. Saltou de R$ 14 mil para R$ 184 mil. Destaque para a sua conta poupança no Banco do Brasil, que saiu dos R$ 9 mil e chegou aos R$ 94 mil em quatro anos.

CLIQUE AQUI para ler a notícia de Patury.

FHC, em longa entrevista a Istoé: "O PT perdeu a credibilidade"

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é a capa da revista Istoé que já está nas bancas. Ele ataca fortemente o PT. Para ele, "há uma fadiga em relação ao governo", "existe um mal-estar no país", "o PT perdeu a credibilidade" e a presidente Dilma Rousseff (PT) "não fala com o Brasil". FHC estará no centro da campanha eleitoral do candidato tucano Aécio Neves.

Segundo a reportagem de Istoé, "aos 83 anos, mais de uma década depois de deixar o Planalto e sem qualquer pretensão política, o ex-presidente se comportou, durante as duas horas de entrevista, como uma figura pública capaz de fazer análises objetivas do momento do País".

. É uma longa e consistente entrevista. Vale a pena ler com atenção.

ISTOÉ – O que mudou no cenário político de 2010 para cá?
Fernando Henrique Cardoso – O Brasil de 2010 tinha tomado medidas contra a crise de 2008 que funcionaram. Era um Brasil que tinha alguma esperança. Basicamente, o governo tentou estimular o crescimento com mais consumo graças à maior oferta de crédito. Então, houve uma expansão grande do crédito, que animou o consumo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

QGs de Dilma e Aécio afivelam nova etapa da campanha eleitoral, a da TV

O início da semana será marcado por reuniões dos QGs das campanhas de Dilma e Aécio Neves, em Brasília e em São Paulo, respectivamente.

. O deputado Adilson Troca, PSDB do RS, disse ontem ao editor que viajará na segunda-feira para SP, onde participará de reunião de instruções sobre a campanha de Aécio, que virá a Porto Alegre no dia 2, participando da gigantesca mobilização que a senadora Ana Amélia promoverá no Gigantinho. 

. Os QGs afivelam reta final para programas de TV, que começarão dia 19.

Governo estadual dispensa RoboCopa, mas garante ombreiras para a Brigada

O governo estadual não comprará mais os exoesqueletos - uniformes do RoboCopa - que ele e o governo federal prometeram para a Brigada Militar.

. Mas garantiu que as ombreiras serão adquiridas.

. Serão 300 itens.

. Os brigadianos não precisarão mais se preocupar com seus ombros quando forem atacados nas manifestações por rojões, bombas, pedradas, paus e molotovs.

Réu condenado em primeira instância por improbidade, Tarso Genro segue em campanha

Condenado por improbidade administrativa pela 1a. Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, protocolou recurso e a ação 001/1.05.0256300-5 que já tramita no Tribunal de Justiça do RS. A Justiça cassou os direitos políticos do réu, multou-o em R$ 10 mil e proibiu-o de contratar com qualquer ente público, mas nada será aplicado até que o caso passe por trânsito em julgado. 

. O governador foi condenado por improbidade administrativa relacionada a atos praticados durante o período em que foi prefeito de Porto Alegre — de 1993 a 1996 e de 2001 a 2002. O caso envolve a sistemática contratação temporária — sem concurso público — pela prefeitura de médicos e enfermeiros, além de outros postos ligados à área da saúde entre 1993 e 2002. Também foram condenados pela juíza Vera Regina Cornelius da Rocha Moraes, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central de Porto Alegre, os ex-prefeitos Raul Pont e João Verle e o atual deputado federal Henrique Fontana (PT-RS), que foi secretário da Saúde da capital gaúcha entre 1997 e 1998.

. De acordo com a denúncia do Ministério Público, a prefeitura apontava necessidades emergenciais quando a demanda seria permanente, o que descaracterizava a motivação citada para as contratações emergenciais. Outro aspecto citado pelo MP foi o fato de concursos para o preenchimento de vagas estarem em andamento. Ao preterir estes candidatos em prol da contratação temporária, segundo a promotoria, houve ofensa aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade administrativa e do ingresso em cargo público mediante concurso público.

. Em sua sentença, a juíza afirmou que o fato de a prefeitura ter promovido diversas contratações temporárias entre 1993 e 2002 comprova que não havia necessidade emergencial, e sim permanente. Ela citou expediente do Tribunal de Contas do Estado em que a prefeitura de Porto Alegre teria se comprometido a organizar concurso público após a municipalização da saúde, em 1996, mas informou que a administração municipal manteve as contratações temporárias. Em alguns casos, havia concurso público em andamento ou finalizado — como ocorreu com cirurgiões-dentistas e assistentes sociais —, o que tornava desnecessária a contratação temporária de profissionais, para Vera Regina Moraes.

. Como consta da sentença, alguns candidatos aprovados aguardaram até dois anos para assumir as vagas, enquanto “alguns contratos sob a forma temporária foram privilegiados”. Como as necessidades eram permanentes, segundo a juíza, não se sustenta a alegação de que as contratações eram emergenciais, sem necessidade de concurso. Outra irregularidade apontada por ela diz respeito ao tempo de duração dos contratos. A Lei municipal 7.770/96 limitava os contratos a 120 dias, renováveis pelo mesmo período, o que os limitava a oito meses, mas houve servidores que permaneceram no cargo por mais de um ano, de acordo com Vera Moraes. Ela afirmou que o dolo está presente porque, enquanto administradores públicos, os réus violaram os princípios que regem a atuação deles.

CLIQUE AQUI para ler a sentença.

Jairo Jorge segue no cargo

O fato de responder neste momento a duas ações de improbidade administrastiva - uniformes e publicidade - não impede que o prefeito Jairo Jorge exerça suas atividades como prefeito de Canoas.
. O prefeito é do PT.

. As ações movidas pelo Ministério Público de Canoas foram divulgadas apenas pelo editor. Jairo Jorge não fez comentários sobre elas.

. Embora seja o município mais importante do RS governado pelo PT, a editoria de Política do jornal Zero Hora não acompanha a movimentação dos processos e nada fala sobre eles, preferindo destacar diariamente a movimentação estranhíssima de um único processo existente contra a ex-governadora, instaurado há poucas semanas contra Yeda Crusius em Santa Maria. O juiz do caso, substituto do titular por alguns dias, aceitou denúncia feita pelo MPF, mas já está de posse da defesa prévia protocolada pelo advogado Fábio Medina Osório. 

CLIQUE AQUI para examinar o caso dos uniformes escolares.
CLIQUE AQUI para ler notícia sobre publicidade ilegal.

7 graus as 8h em Porto Alegre, com tempo bom e céu claro

O instituto Tempo Agora, usando dados colhidos no aeroporto Salgado Filho as 8h deste sábado, indicou temperatura de 7o graus em Porto Alegre.

. A manhã é de sol sem nuvens.

. A temperatura permanecerá baixa.

. No RS, o tempo é parecido.

. Os termômetros poderão cair muito em algumas regiões.

. Até quinta-feira não choverá em Porto Alegre e no Estado, a não ser esporadicamente, mas a partir de domingo. 

CLIQUE AQUI para examinar video com previsões para o Estado.

Prefeito de Guaíba, PTB, reafirma apoio ao candidato Tarso Genro

O prefeito de Guaíba, RS, Henrique Tavares, PTB, reafirmou ontem a noite ao editor que apoia firmemente a candidatura de Tarso Genro a novo mandato no governo do RS. “Tenho ótima relação com ele e seu governo sempre esteve ao lado de Guaíba”, avisou o prefeito.

. Quem apoia José Ivo Sartori não é Henrique Tavares, mas seu vice,Rogério Souza, que é do PMDB.