Propina da corrupção na Petrobrás era acertada até em casas de prostituição

Uma das testemunhas da nova fase da Operação Lava Jato, que era funcionária da empresa Arxo Industrial, afirmou ao Ministério Público Federal que o fornecimento exclusivo de tanques para a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, foi obtido pela empresa mediante o pagamento de propinas.
Ela disse ainda que um avião da Arxo foi usado para buscar empregados da BR Distribuidora no Rio de Janeiro "para passear" e que eles eram levados para "boates e prostíbulos", onde eram discutidos negócios da empresa e o pagamento de propinas. As inormações são do site UOL desta sexta a noite. Leia toda a reportagem a seguir - 
A Arxo foi um dos principais alvos desta nona fase da Lava Jato, que se concentrou no pagamento de propinas à BR Distribuidora e identificou novos operadores que atuam junto à Petrobras. Três de seus diretores foram presos temporariamente na quinta (5): João Gualberto Pereira Neto, Gilson João Pereira e Sérgio Ambrósio Marçaneiro.
A testemunha disse ao Ministério Público que constatou um saque de R$ 7 milhões do caixa da empresa para "pagamentos suspeitos" e que o operador Mário Frederico Mendonça Goes recebia 5% a 10% dos contratos da Arxo com a BR Distribuidora, para pagar propinas. A testemunha afirmou ainda que Goes tinha informações privilegiadas da Petrobras e as repassava à empresa Arxo.
Segundo o Ministério Público Federal, Goes "atuou como operador financeiro em nome de várias empresas e/ou consórcios de empresas contratadas pela Petrobras" e tratava do pagamento de propinas. A Justiça Federal expediu um mandado de prisão preventiva contra ele.
De acordo com o Ministério Público, a testemunha apontou um dos sócios da Arxo, Gilson João Pereira, como o responsável por organizar os encontros em casas de prostituição com os funcionários da BR.

A testemunha relatou à Procuradoria ter sido ameaçada de morte e, por isso, aFolha não publicou seu nome.

Dólar fecha na máxima em mais de 10 anos e chega a R$ 2,7782

O dólar subiu mais de 1% ante o real e fechou na máxima em mais de dez anos nesta sexta-feira, após números fortes sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos reforçarem as apostas de que os juros começarão a subir em meados do ano na maior economia do mundo.

A moeda norte-americana avançou 1,34%, a R$ 2,7782 na venda, após atingir R$ 2,7852 na máxima da sessão. A cotação de fechamento é a maior desde 9 de dezembro de 2004 (R$ 2,781). Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 900 milhões.

Onde estão Feltes e Biolchi, os dois secretários mais importantes de Sartori ?

Os secretários da Casa Civil  e da Fazenda do governo Sartori, Márcio Biolchi e Giovani Feltes (fotos ao lado) poderão reassumir seus cargos na segunda-feira, 10 dias depois de terem viajado para Brasília, onde foram assumir suas cadeiras de deputados Federais. É a informação do governo, que no entanto não tem certeza sobre o regresso de ambos. O editor possui informações de que Feltes e Biolchi só voltarão na quinta-feira, portanto 15 dias depois da viagem. A maioria dos secretários que assumiram seus mandatos sábado e domingo, voltou na terça-feira para o governo, o que demonstrou seu interesse pelos cargos e pelo governo do qual fazem parte. Ambos possuem suplentes do próprio Partido. A presença da dupla em reuniões inúteis realizadas até agora foi perfunctória, embora a escolha das novas lideranças, quarta-feira, não seja propriamente uma disputa sem interesse para os grupos que se digladiam dentro do PMDB. O chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi, tirou 10 dias de férias logo que assumiu, viajando a passeio para a Disney. No total, em 40 dias de governo ele estará fora 20 dias. O caso é inédito em qualquer governo que passou até hoje pelo Piratini, mas é mais surpreendente no momento em que o governador monta sua equipe e tenta resolver os graves constrangimentos das finanças públicas. 

Homenagem a Vaccari Neto racha PT na comemoração dos 35 anos do Partido em Belo Horizonte

É esperado ato público de desagravo ao tesoureiro nacional do Partido, Vaccari Neto, na comemoração pelos 35 anos do PT, em Belo Horizonte, esta noite. A presidente Dilma Rousseff e Lula participarão do ato festivo, a partir das 19h15. Uma importante fração do PT, a Mensagem ao Partido, da qual fazem parte Tarso Genro e José Eduardo Cardozo, tiraram posição contra a homenagem e querem que Vaccari seja afastado depois de exame do caso por parte de advogados contratados para a tarefa. 

Governo Dilma impõe nova e surpreendente alta de preços das contas de luz. Alta pode chegar a 83%.

Conforme informou o editor (leia nota abaixo) de 9 a 20 de fevereiro será aberta uma consulta pública para definir o valor no aumento das bandeiras tarifárias, cobradas nas contas de energia elétrica desde primeiro de janeiro, em quase todo o país. A previsão é que os novos valores cheguem aos consumidores a partir de primeiro de março. Conforme adiantou o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, o valor proposto para a bandeira vermelha aumenta dos atuais R$ 3 para R$ 5,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos, representando um reajuste superior a 83%. Para a bandeira amarela, a cobrança adicional deverá subir de R$ 1,50 para R$ 2,50 por 100 kWh.

Com a mudança, uma conta de R$ 65,20, que hoje sobe para R$ 70,09 na bandeira vermelha, chegará a R$ 74,15 com o novo aumento.  Já com bandeira amarela, essa mesma conta hoje chega a R$ 67,65  e com a alteração passa a custar R$ 69,27.

Governador Sartori participará de nova abertura de colheita no RS, desta vez a da safra de arroz em Tapes

O governador José Ivo Sartori participa neste sábado, às 10h, no Sindicato Rural de Tapes, da 25ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz no Estado

Juiza cassa os direitos políticos do presidente estadual do PT

O atual presidente do PT do RS, Ary Vannazi, teve seus direitos políticos cassados por cinco anos e foi condenado a devolver R$ 8 milhões aos cofres da prefeitura de São Leopoldo, por ter autorizado 127 despesas e contratações irregulares, despesas e contratações ilegais, além de ter deixado restos a pagar sem dinheiro no caixa, tudo isto ao final do seu mandato, 2008. A juíza Adriane de Mattosd Figueiredo disse que Vannazi violou a Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele impugnou o valor no mesmo dia, mas a juiza rejeitou a apelação. O líder estadual do PT foi prefeito durante oito anos, tendo deixado herança maldita: R$ 300 milhões em dívidas com o instituto de previdência e R$ 369 milhões em dívidas vencidas.A ação civil pública foi interposta pelo Ministério Público. Vannazi, que responde a outros processos derivados da Operação Cosa Nostra, ainda tem recurso. 

Juiza critica inércia de Fortunati, mas nega liminar para impedir aumento das passagens de ônibus em Porto Alegre

A Juíza de Direito Rosana Broglio Garbin, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, negou pedido liminar que pretendia proibir o aumento das tarifas do transporte público até a realização de licitação para a concessão dos serviços. A decisão é desta sexta-feira. O Deputado Estadual Pedro Ruas foi quem ingressou com ação popular, com pedido liminar, contra o município de Porto Alegre, a Empresa Pública de Transporte e Circulação, o Conselho Municipal de Transporte Urbano, a Associação dos Transportadores de Passageiros e o Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre. Na decisão, a Juíza Rosana Broglio Garbin critica a falta de ação da Prefeitura com relação à licitação para o transporte público em Porto Alegre.
A inércia da Administração Pública Municipal somente vem em benefício das empresas que, sem qualquer legitimidade, por não terem participado de processo seletivo, vêm explorando o serviço de transporte público coletivo no Município de Porto Alegre, prestando um serviço a cada dia mais deficitário, de péssima qualidade, em total prejuízo à população, em especial aos usuários do transporte coletivo urbano, em manifesta violação às Leis Federais nº 8987/95 e 12.587/2012, afirmou a magistrada.
No entanto, a juíza explica que, sem maiores elementos, não há como ser deferida a liminar.

Não estão comprovados nos autos os termos da concessão/ permissão do serviço para esse grupo de 14 empresas, modo a ser analisado. Tão pouco pode o juízo desconsiderar que o transporte público é serviço essencial, a ser prestado à população. Ainda que possa e DEVA ser regularizado, deverá prosseguir, mantido até a sua regularização em forma e termos legais. Ademais, a despeito do caráter preventivo de que possa se revestir o presente remédio popular, sem a decisão política governamental, a ingerência do judiciário, já nessa fase, se apresentaria como indevida, quanto mais sem elementos nos autos que permitam análise de custos e valores, ressaltou a magistrada.

Empiricus recomenda pós-fixados diante da inflação alta

A inflação oficial (IPCA), que a presidente chegou a afirmar durante campanha que “está em 0%”, atingiu a maior alta para janeiro em 12 anos, acumulando 7,14% em doze meses, bastante acima do teto da meta de inflação. É o que analisa a consultoria Empiricus, em boletim desta tarde enviado ao editor. E segue contando. Janeiro ainda não captura eventos importantes, como a escalada mais recente do dólar, o impacto mais sério do aumento de combustíveis na bomba e o iminente aumento adicional nas tarifas de energia. E houve quem nos acusasse de terrorismo ao afirmar, há um ano, que a inflação real já havia estourado o teto da meta, considerando o represamento de preços pré-eleição.

Agora, parte do mercado começa a revisar as suas contas de forma mais enfática, sugerindo inflação em torno de 8%, com juros acima de 14% e retração da ordem de 1,5% da economia brasileira em 2015 com racionamento de água e energia. Recomendamos títulos pós-fixados. 

Redução de 5% no consumo de água e energia produzirá perdas de R$ 100 bilhões para a economia do Brasil

O país pode perder cerca de R$ 100 bilhões no valor da produção caso seja necessário reduzir o consumo de água e energia em 5%, segundo avaliação realizada pela consultoria GO Associados. Isso acarretaria a redução de 1,3 milhão de empregos, com uma redução de salários que totalizaria R$ 14 bilhões. A arrecadação de impostos sofreria uma queda de R$ 8 bilhões, culminando em uma retração da economia de 1,1%. As premissas fazem parte de um cenário base elaborado pela consultoria, que contaria ainda com uma redução de 10% nos investimentos da Petrobras, como consequência da Operação Lava Jato.
O país vive uma situação nada confortável em termos de abastecimento de água e energia, que possivelmente afetará a economia em 2015. Associado à crise, as denúncias de corrupção na Petrobras afundam ainda mais a economia do país, pois afeta o setor estratégico de óleo e gás. Antonio Bolognesi, consultor da GO Associados, afirma que a situação dos reservatórios do país é grave e existe a tendência de continuar muito ruim. "Em janeiro tivemos 60% da Energia Natural Afluente e nos primeiros dias de fevereiro, 37%", disse, durante Conference Call para avaliar o Impacto do Racionamento de Água, Energia e a Operação Lava Jato no PIB.
Segundo ele, em janeiro de 2001, ano do racionamento de energia, o nível dos reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste estava em 31% contra os 16% atuais. "O nível dos reservatórios hoje está cerca da metade do que estava em 2001, apesar de que hoje temos praticamente o dobro do número de térmicas", comentou. Para o consultor, o que é mais alarmante é que as providências não estão sendo tomadas. "Já deveríamos estar racionando para a população perceber a gravidade da situação. O pior é que ainda estamos tendo recordes de demanda", apontou.
Nesta semana o Custo Marginal de Operação alcançou R$ 1.916,92/MWh, sendo que acima de R$ 1.415/MWh já seria recomendado corte de até 5%. "Já estamos tecnicamente em condições de ter um corte", declarou. De acordo com Bolognesi, é preciso tomar medidas urgentes para conter o consumo de energia. "Precisamos de mais energia, mas não temos o que fazer no curto prazo, além de pedir que a população economize. A eficiência energética tem que ser incentivada positivamente", anlisou.
Além do cenário base, a GO Associados elaborou mais dois cenários: um cenário de estresse moderado, em que haveria redução de 10% no consumo de água e energia e de 20% nos investimentos da Petrobras, e um cenário de forte estresse, em que haveria 15% de redução no consumo de água e energia e de 30% nos investimentos da Petrobras. Neste cenário mais extremo, o país perderia R$ 300 bilhões no valor da produção, veria uma redução de R$ 24 bilhões na arrecadação de impostos e haveria uma retração da economia de cerca de 5%.




Custo extra de energia subirá 83%. Decisão sai hoje. Horário de verão irá até março. Governo pensa em racionamento.

O consumidor mal começou a sentir no bolso o impacto das chamadas bandeiras tarifárias e já terá de pagar mais mensalmente pelo custo extra da energia.
Sistema que desde janeiro permite que o governo repasse todos os meses para a conta de luz flutuações no custo da eletricidade, a bandeira tarifária deve sofrer um reajuste de até 83% com a mudança do regime.
A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) vai analisar nesta sexta (6) proposta de reajustar o valor máximo cobrado hoje de R$ 3 a cada kilowatt-hora (kWh) para R$ 5,50.
Nesta quinta-feira (5), o ministro Eduardo Braga (Minas e Energia) havia afirmado a jornalistas que o reajuste seria inferior a 50%.
A bandeira vermelha, mais cara, vai passar a indicar não apenas que as usinas térmicas estão sendo usadas em larga escala mas também que as empresas estão tendo de comprar muita energia extra para atender a demanda ou que o risco hidrológico aumentou (diferença entre energia contratada e a entregue pelas geradoras).
No caso da bandeira amarela, que sinaliza situação intermediária desses gastos, o valor que será proposto será de R$ 2,50. Isso representará aumento de 66,7% em relação à cobrança extra de R$ 1,50 a cada kilowatt-hora (kWh) prevista atualmente quando a bandeira está nessa cor.
A Aneel ainda irá submeter as alterações a audiência pública. Após esse período, que deve ser curto, os novos valores começam a valer. Ao que tudo indica, já para o mês de março.
LUZ NATURAL - 
Ao "Jornal Nacional" desta quinta Braga disse que, para economizar energia, o governo estuda a possibilidade de prorrogar por um mês o horário de verão, que tem previsão de término no dia 22. A decisão será tomada em reunião de governo no dia 12.
O horário de verão ajuda a economizar energia ao permitir um melhor aproveitamento da luz natural.

O coordenador do grupo de estudos do setor elétrico da UFRJ, Nivalde de Castro, diz que a ampliação seria bem-vinda. Apesar de o pico atual do consumo ter se deslocado para o período das 12h às 15h, e não ser mais entre as 17h e as 21h, ele acredita que a medida possa ser positiva.

Extremamente deprimido, advogados pedem imediata internação para evitar suicídio de Cerveró

Ex-diretor da área internacional da Petrobras foi atendido pelo Samu há dois dias, com quadro de ansiedade e alta de pressão arterial; ao juiz Sérgio Moro, os advogados pediram que Cerveró inicie tratamento contra depressão. Segundo laudo de uma psicóloga particular, ele apresenta sintomas depressivos severos, pode tentar suicídio e necessita tratamento psicológico. Na PF, o entendimento foi o de que exames preliminares devem ser feitos. O ex-diretor da Petrobrás tem falado pouco aos delegados e procuradores federais, mas já aceitou iniciar conversações destinadas a fazer delação premiada. 

Dólar sobe e passa de R$ 2,77; Bovespa cai 1,19%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava em queda de 1,19%, a 48.649,93 pontos, por volta das 12h32 desta sexta-feira, puxado pelas ações da Petrobras.

No mesmo momento, o dólar comercial subia 1,11%, a R$ 2,772 na venda, dando continuidade ao avanço das últimas sessões. Investidores estavam pessimistas com a notícia sobre a sucessão da presidência da Petrobras (PETR4)e sobre o futuro da Grécia na zona do euro.

Inflação em janeiro foi a maior em 12 anos

O Brasil fechou o primeiro mês de 2015 com inflação de 1,24% pelo IPCA, a maior desde fevereiro de 2003 (início do primeiro governo Lula), quando ela foi de 1,57%.

Em 12 meses (desde fevereiro de 2014), o aumento dos preços chegou a 7,14% e estourou o limite da meta definida pelo governo.  

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (6) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que calcula o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Novo presidente da Petrobrás foi acusado de favorecimento ilícito à socialite Val Marchiori

A jornalista Letícia Fernandes, O Globo de hoje, revela que o escolhido para comandar a Petrobras, Aldemir Bendine, atual presidente do Banco do Brasil, foi alvo de pelo menos três polêmicas no fim do ano passado. Leia toda a reportagem -  Indicado pela presidente Dilma Rousseff para assumir o lugar de Graça Foster, ele chegou a entregar o cargo no Banco do Brasil. O anúncio de sua saída, porém, foi adiado para depois da escolha do novo ministro da Fazenda. Joaquim Levy substituiu Guido Mantega, mas o executivo continuou na presidência do banco.

Bendine foi acusado de favorecimento à socialite Val Marchiori por meio de empréstimos concedidos pelo BB. De acordo com reportagem da “Folha de S. Paulo”, o banco emprestou R$ 2,7 milhões para Marchiori a partir de uma linha subsidiada pelo BNDES, o que contrariaria normas internas dos dois bancos, já que a empresária teria crédito restrito por não apresentar capacidade financeira, além de não ter pago empréstimo anterior ao BB. Bendine negou as irregularidades. Para rebater a denúncia, o banco afirmou que a análise do empréstimo foi dada por três comitês, que envolveram no mínimo 17 técnicos de carreira antes do aval do BNDES.

Além das denúncias relacionadas à socialite — que ficou conhecida após participar do programa Mulheres Ricas, da TV Bandeirantes —, o ex-motorista de Bendine, Sebastião Ferreira, relatou ao Ministério Público Federal ter feito diversos pagamentos em dinheiro vivo a mando do chefe. O depoimento de Ferreirinha, como era conhecido, gerou a abertura de uma investigação contra Bendine, em junho de 2014, por lavagem de dinheiro. Em uma das ocasiões, Ferreirinha contou que o presidente do Banco do Brasil saiu de um prédio nos Jardins, área nobre de São Paulo, com uma sacola cheia de notas de R$ 100. O dinheiro teria sido entregue, segundo o motorista, ao empresário Marcos Fernandes Garms, amigo de Bendine.

Em agosto do ano passado, o novo presidente da Petrobras pagou multa de R$ 122 mil à Receita Federal após ser autuado por não comprovar a procedência de aproximadamente R$ 280 mil informados na sua declaração de Imposto de Renda. Segundo a Receita, os bens do executivo aumentaram mais do que seria possível com sua renda. Ele entrou no radar do Fisco depois da denúncia da compra de um apartamento no interior de São Paulo, por R$ 150 mil, pagamento feito em espécie.


Bendine assumiu a presidência do Banco do Brasil em abril de 2009, no final do segundo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, convidado pelo próprio ex-presidente. Antes de assumir o cargo, o funcionário de carreira, sempre ligado ao PT, era vice-presidente de Cartões e Novos Negócios de Varejo da instituição.

Bendine para a Petrobrás revela que ninguém mais quis saber da Petrobrás

CLIQUE AQUI para ler a bela reportagem do UOL sobre a escolha de Bendine por parte do Conselho de Administraçãso. Trê dos dez conselheiros votaram contra. - Aldemir Bendine na presidência da Petrobras significa que o governo não conseguiu arranjar nenhum nome de peso do setor privado respeitado pelo mercado. É a análise do jornalista Reinaldo Jardim na sua coluna Radar, www.veja.com.br, hoje. Leia tudo - O governo falhou nesta missão, portanto.
E significa também que estará à frente da Petrobras alguém que o governo comanda. Por exemplo, se Dilma Rousseff quiser usar a Petrobras como braço de sua política econômica, Bendine não será um obstáculo.
Se Dilma quiser segurar o preço da gasolina para controlar a inflação artificialmente, Bendine poderá até ser contra intimamente, mas não levantará um dedo contra uma decisão deste tipo vinda do Planalto.

Bendine tem algumas passagens inusitadas em sua biografia. Em 2010, por exemplo, comprou um apartamento em São Paulo com dinheiro vivo. Pagou os 150 000 reais por um apartamento de 160 metros quadrados com dinheiro que guardava em casa, embora fosse presidente do Banco do Brasil.

Inflação do IPCA foi a 1,24% em janeiro. Número é o pior desde 2003.

O ano mal começou e o Brasil já fechou o primeiro mês de 2015 com inflação de 1,24%, aponta a pesquisa divulgada nesta sexta-feira, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que calcula o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). De acordo com o professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), Pedro Raffy Vartanian, em comunicado destas tarde ao editor, “o IPCA veio elevado, conforme já era esperado em decorrência principalmente dos reajustes da energia elétrica, além da alta dos alimentos que normalmente acontece nesse período do ano, mas que foi agravada tanta pela falta de chuvas quanto pela ocorrência de temporais em algumas regiões especificas”.

Leia, aqui, íntegra da denúncia do delator que entregou US$ 200 milhões de dinheiro sujo para o PT

CLIQUE AQUI para examinar a íntegra do depoimento do ex-gerente da Petrobrás, Pedro Barusco, adjunto do ex-diretor da área de Serviços da empresa, Renato Duque, ambos homens de confiança do PT. Barusco aceitou devolver US$ 100 milhões de dinheiro sujo e denunciou o PT por ter recebido US$ 200 milhões no decorrer do governo Lula, inclusive para financiar campanhas de Lula e de Dilma. O depoimento detalha valores, locais de entrega, nomes, números de contas. 

Presidente do Banco do Brasil é o novo presidente da Petrobrás

O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, foi escolhido pela presidente Dilma Rousseff para substituir Graça Foster na presidência da Petrobras. Bendine, Ele terá liberdade para formar equipe.
Bendine esteve à frente do BB desde 8 de abril de 2009, em substituição ao então chefe do banco Antonio Francisco de Lima Neto. Ele foi escolhido para o cargo na gestão do ex-presidente Lula para reduzir os juros banco e o aumentar do volume de crédito.
Na ocasião o mercado não gostou da mudança, e as ações do BB caíram 8,15% num dia em que a Bovespa subiu 0,82%. Investidores viram a troca como uma interferência do governo, que estaria insatisfeito com a demora do BB em reduzir suas taxas para estimular a economia e amenizar a crise de então.
Nesta sexta-feira (6), a indicação de Bendine também não agradou; as ações da Petrobras desabaram mais de 6% após a indicação de Bendine, que é funcionário de carreira do BB.
FINANÇAS
Ivan Monteiro, atual vice-presidente de Finanças do Banco do Brasil, será onovo diretor financeiro da Petrobras, apurou a Folha. O cargo é chave para enfrentar a atual crise pela qual a petroleira passa.
Na quarta (4), Graça Foster e outros cinco conselheiros pediram demissão do cargo. O Conselho de Administração da companhia está reunida na manhã desta sexta-feira (6) para escolher os novos nomes da diretoria.
O conselho é composto por dez pessoas e é presidido por Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda. Ele está no conselho por indicação do acionista controlador, ou seja, o Tesouro Nacional –portanto, o governo. Os demais membros são conselheiros.
Graça Foster também participa. Confira os membros e quem elegeu cada um para ocupar o cargo:
• Guido Mantega, eleito pelo acionista controlador
• Maria das Graças Silva Foster, eleita pelo acionista controlador
• Luciano Galvão Coutinho, presidente do BNDES, eleito pelo acionista controlador
• Francisco Roberto de Albuquerque, eleito pelo acionista controlador
• Márcio Pereira Zimmermann, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, eleito pelo acionista controlador
• Sérgio Franklin Quintella, eleito pelo acionista controlador

• Miriam Aparecida Belchior, ex-ministra do Planejamento, eleita pelo acionista controlador

Tribunal Militar absolve por unanimidade sargento acusado de espionar para Yeda

Nesta quarta-feira, no Tribunal de Justiça Militar do RS, ocorreu o julgamento da apelação criminal interposta pelo Ministério Público, inconformado com a absolvição do sargento Cesar Rodrigues (imagem ao lado, da Rede Globo), acusado durante a campanha de 2010 de ter sido arrecadador de propina da jogatina e espionar adversários do PSDB para bancar a campanha eleitoral da então candidata Yeda Crusius.  O sargento foi acusado também de usar senhas para acessar arquivos secretos do governo estadual. Na época, a própria RBS admitiu que 10 repórteres seus possuíam este tipo de senha. A acusação foi toda ela bancada pelo então promotor de Canoas, Amilcar Macedo, que chegou a invadir o Palácio Piratini para vasculhar a Casa Militar, onde estava lotado o sargento, tendo sido impedido pela própria Yeda. Rodrigues chegou a ser preso a pedido do promotor, que alegava possuir um video com cenas de supostos crimes. Tudo ocorreu às vésperas das eleições para governador, prejudicando Yeda, que já estava sob fogo cruzado da Operação Rodin, e ajudando a eleger Tarso. O Eixo do Mal moveu campanha absurda e criminosa contra Yeda. Tudo foi reverberado ad nauseam pelos jornais, rádios e TVs da RBS, criando pânico e sórdida crise política contra o governo, tudo para facilitar a eleição de Tarso. Amilcar Macedo acabou nomeado pelo governador Tarso Genro para juiz do Tribunal Militar. A absolvição foi mantida, por decisão unânime do colegiado, sendo que Amilcar Macedo, atual juiz-militar, responsável pelas investigações naquela época, de-se por impedido e permaneceu em silêncio durante todo julgamento.  Restou provado que o tal vídeo anunciado pelo promotor, suposta prova cabal da extorsão, nunca existiu e jamais foi juntado aos autos. CLIQUE AQUI para examinar reportagem do Jornal Nacional da época. Era tudo mentira. 

Só 1/3 dos CCs nomeados para o governo são filiados ao PMDB e aos Partidos da base aliada de Sartori.

O editor publica a seguir, em link, a lista completa dos novos ocupantes de Cargos em Comissão, CCs, nomeados pelo novo governo do PMDB do RS. No total, até 30 de janeiro, foram 380 escolhidos. A lista inclui as secretarias e os cargos que cada um passou a ocupar. A lista foi organizada por gente de Partido da base aliada, inconformada com a presença de CCs que não são filiados a qualquer Partido da base aliada.

CLIQUE AQUI para ver a lista completa de FGs e  CCs nomeados. Funções Gratificadas ou FGs, são privativas de servidores estáveis do quadro, enquanto que CCs ou Cargos em Comissão podem ser ocupadas também por gente que não pertencem ao quadro estável.

Cargos: 380
Do total de cargos lançados no Diário Oficial, foi conferido nome na listagem oficial de filiados do TER. Foram encontrados 110 filiados, distribuídos da seguinte maneira:

Brasil tem crescimento de 416% em acessos móveis 4G

Segundo a Anatel, o país encerrou 2014 com 6,76 milhões de acessos móveis LTE (4G), um crescimento de 416,55% em relação a dezembro de 2013, que tinha 1,31 milhão de linhas ativas 4G. A telefonia móvel fechou o ano com 280,731 milhões de linhas ativas, um crescimento de 3,55% em relação ao ano anterior.

O Ministério de Comunicações aponta que do total de acessos móveis no fim de dezembro, 212,93 milhões (75,85%) eram pré-pagos e 67,80 milhões (24,15%) pós-pagos.

Na região Sul já são 41 milhões de acessos moveis 4G, 16 milhões apenas no Rio Grande do Sul.

Procon chama postos e ignora distribuidoras e Petrobrás

Não dá para entender porque o Procon estadual chama os donos de postos de combustíveis para puxar-lhes as orelhas, mas não faz o mesmo com as distribuidoras, inclusive a BR Petrobrás, e a própria Petrobrás, que mantém o monopólio da área e faz o que bem entende.

PT, PCdoB e PSOL querem bancada da oposição na Assembléia.

A proposta de criação da figura de líder da oposição na Assembléia do RS visa apenas engordar PT, PSOL e PCdoB com mais algumas polpudas CCs. A bancada do PSOL, que só conta com um deputado, conta até com coordenadora de bancada, a ex-presidenciável Luciana Genro, que vai faturar R$ 16.500,00 por mês.

O que ainda fazem em Brasília os secretários da Fazenda e da Casa Civil de Sartori ?

Depois que assumiram seus cargos de deputados federais em Brasília, o que se imaginava era que os secretários da Fazenda e da Casa Civil, Giovani Feltes e Márcio Biolchi, reassumissem imediatamente as posições. Foi o que fizeram os secretários Fábio Branco e Ernane Polo. Os dois secretários mais importantes de Sartori estão em Brasília há uma semana. Em meio à terrível crise das finanças públicas e da demora na nomeação dos substitutos nas direções de postos de mando do governo estadual, os dois secretários deixam-se fotografar no plenário da Câmara, participando de votações sem a menor importância, enquanto o Estado pega fogo. Feltes e Biolchi não foram sequer ouvir a mensagem de terça-feira do governador, que lotou o plenário da Assembléia, quando contou tim-tim por tim-tim a herança maldita que recebeu de Tarso e o que pretende fazer no Estado.

Líderes do governo Tarso, PT, que Sartori mantém no governo, querem saber se ficam ou se vão embora

Os diretores das duas dezenas de estatais, fundações, agências e autarquias que permanecem nos cargos a pedido de Sartori, todos do PT, estão incomodados com a demora do novo governo na indicação dos seus substitutos. Eles querem ir embora ou pelo menos saber o que fazem nos seus cargos. O caso acabou vindo a público ontem, porque a direção da Corag protocolou ofício no Palácio Piratini para saber o que fará o governo do PMDB. A Corag poderá ser extinta por Sartori. A estatal, no ano passado, faturou mais com clientes privados do que com o governo, disputando mercado  com as empresas que atuam no Estado. Não há caráter substitutivo ou supletivo na atividade da gráfica estatal.

Diego Casagrande diz que o governo Dilma acabou

O jornalista gaúcho Diego Casagrande, mesmo em viagem, resolveu fazer uma breve pausa das férias para dividir com seus leitores e ouvintes o que está pensando agora, e que é preocupante ao extremo em relação aos escândalos mais recentes do Petrolão. O material encontra-se no Facebook do jornalista. Leia tudo a seguir - Após ler mais e mais sobre o lixo que assola nosso país, não creio que exista saída com o atual governo. E verdadeiramente não há mais volta. O governo acabou. Não há mais legitimidade. Não há vergonha. Não há respeito. E não é por razões econômicas apenas, por ter destroçado a economia, por trazer de volta a inflação e a crise, mas por razões de ordem moral. O brasileiro honesto que paga impostos não pode mais ser escravo de tiranos travestidos de democratas. Não é possível sermos saqueados enquanto aplaudimos feito focas amestradas. Tem de haver consequências para delinquências políticas de tamanha gravidade como a Petrobras. Não se trata de gostar ou não da presidente e de seu partido, de concordar ou não ideologicamente com este ou aquele, de querer, desejar, de torcer para que dê certo ou não. Nada disso. É mais sério e mais profundo. A democracia, as instituições e a República estão se esvaindo nas mãos daqueles que fizeram do país um prostíbulo com o nosso suado dinheiro. CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Eis aqui as provas que Tarso Genro quer ver sobre as roubalheiras de Vaccari e do PT

Ao defender oblíqua ou diretamente o tesoureiro João Vaccari Neto e o PT no caso da denúncia de que ambos meteram a mão em US$ 200 milhões em propinas do Petrolão, o ex-governador Tarso Genro (leia nota abaixo) pede provas que foram ontem mesmo apresentadas pela Justiça Federal, Ministério Público Federal e Polícia Federal do Paraná. Vaccari Neto foi levado à força para depoimento na Polícia Federal, ontem, depois de cenas deprimentes de policiais pulando o muro da sua casa, porque ele se negava a sair.

CLIQUE AQUI para examinar a pormenorizada planilha de distribuição  de dinheiro sujo da Petrobrás para o PT entre 2003 e 2013.

A dinheirama jorrou apenas por uma das vias, a do gerente Pedro Barusco, somente pela diretoria do seu companheiro de Partido, o ex-diretor Renato Duque. Barusco está preso, fez delação premiada, devolveu R$ 100 milhões roubados por ele mesmo da Petrobrás e tem que provar tudo o que diz, sem o que não terá direito à liberdade ou pena atenuada. A revelação do depoimento do gerente foi feita pela Justiça Federal para justificar a Operação My Way, desfechada ontem, e que escandalizou o País com novas revelações sobre os roubos do PT, desta vez na BR Distribuidora.