Novo Facebook pessoal do editor já admite adesões. Saiba como fazer isto

O mais novo Facebook pessoal do editor está disponível na Web e pode ser acessado por quem compartilha dos dois faróis que inspiram a rota de trabalho desta página:

- O estado democrático de direito
- A economia de mercado com isonomia social

. São apanágios insculpidos com total clareza na Constituição de 88 do Brasil.

. O acesso de inimigos do capitalismo e da democracia - comunistas, fascistas e os inocentes úteis que os apoiam -  não será tolerado no Face pessoal, embora todos eles possam continuar postando suas opiniões neste site, como qualquer leitor pode constatar.

. As adesões ao novo Face, que leva o apelido do editor quando criança, Pibo Braga, porque as versões anteriores foram atacadas e destruídas por hackers ou retiradas da Web pelo próprio Google, depois de denúncias infundadas de leitores petistas. Elas podem ser feitas através do link a seguir:

CLIQUE AQUI para aderir e interagir pessoalmente com o editor.

Tarso faz caminhada e comício na Redenção para dizer que salvou o Rio Grande

O governador Tarso Genro (PT) chegou — sem Olívio, que cumpria agenda na Serra — ao Monumento ao Expedicionário as 11h deste domingo e foi rodeado pelos militantes que se aglomeravam no local desde o início da manhã.

. Tarso começou a puxar a caminhada petista às 11h. Atrás dele, candidatos a deputado federal e estadual seguravam uma enorme faixa que abria o cortejo. O governador improvisou um palanque numa elevação de pedra e discursou por alguns minutos. Sem microfone, ele gritava frases curtas que depois eram repetidas em uníssono pela plateia para amplificar a mensagem:

— Pegamos um Estado quebrado. Instituímos um sistema de participação popular. Alavancamos o crescimento do Rio Grande. Mas não é só crescimento. O nosso Rio Grande está crescendo para todos.

Antes de deixar o parque de carro, alguns minutos depois, o governador ajudou um grafiteiro a pintar uma faixa usando uma lata de tinta spray.

NOTA DO EDITOR
PIB do RS nos últimos três governos, conforme dados do IBGE e FEE
RIGOTTO
- 2003: 1,6
- 2004: 3,3
- 2005: -2,8
- 2006: 4,7
Média, 3,1%

YEDA
- 2007: 6,5
- 2008: 2,7
- 2009: -0,8
- 2010: 7,8
Média, 4,05%

TARSO
- 2011 – 5,7
- 2012 - -1,80 (É MENOS 1,80)
- 2013 – 6,.37
- 2014 – 1,95 (projeção da Farsul)
Média, 3,05%

Déficit público do governo do RS no atual governo
2011 – 516 milhões
2012 – 732 milhões
2013 – 2 bilhões
2014 - R$ 4 bilhões

A mãe do PAC nem terminou o que começou e já se prepara para lançar o PAC 3

CLIQUE AQUI para ler, também, Josias de Souza: "Atrasos aproximam o PAC da quiromancia", Folha deste domingo. Clique em cima da imagem para ampliar e ler.

A repórter Dimmi Amora, Folha de hoje, domingo, revela que as vésperas de anunciar a terceira versão do Programa de Aceleração do Crescimento, o governo federal ainda tenta concluir uma de cada quatro obras mais relevantes do PAC 1, lançado em 2007. Leia a reportagem completa:

Levantamento feito pela Folha com base no balanço oficial dos primeiros quatros meses de execução do programa, mostra que dos 101 projetos destacados pelo Planalto como mais importantes, 27 não foram concluídos e 4 foram abandonados.O programa inicial, lançado pelo ex-presidente Lula, previa um total de 1.646 projetos, orçados em R$ 503,9 bilhões. Já o PAC 2, lançado por Dilma em 2011, incorporou empreendimentos não realizados no PAC 1 e estimou investir R$ 955 bilhões. Atrasos constantes e mudanças no planejamento inicial acabaram alterando orçamentos nesses sete anos.

Segundo o documento do governo, todas as obras do PAC 1 consideradas relevantes deveriam estar prontas ou em operação em 2014. Nessa lista, estão grandes projetos, como a usina hidrelétrica de Belo Monte, a transposição do Rio São Francisco e a refinaria Abreu e Lima (em Pernambuco), todos ainda em andamento. Das 70 obras concluídas, mais da metade estourou o prazo. Entre os casos extremos está a reforma do aeroporto de Vitória (ES), que só deve ser concluída dez anos depois. Alguns projetos da lista do PAC 1 que o governo considera como concluídos, como duplicações de sete rodovias federais, ainda estão em andamento. Como a administração dessas estradas foi transferida à iniciativa privada em 2008, o Ministério do Planejamento considera essas obras prontas. As duplicações deveriam ter sido terminadas em 2013, mas as empresas que administram essas estradas dizem que as obras seguem até 2018. No grupo de 61 intervenções atrasadas, a expectativa média é que os projetos fossem concluídos 30 meses após o prazo previsto em 2007. Aeroportos e portos atrasarão, em média, quatro anos.

. Os projetos mais relevantes do PAC 1 custariam aos cofres públicos R$ 156 bilhões, de acordo com as estimativas iniciais. Atualmente, esse valor já está em R$ 272 bilhões.

. Além dos atrasos, em alguns casos os custos subiram porque o projeto inicial foi completamente revisto. A reforma do aeroporto de Brasília, por exemplo, previa pequenas intervenções e um novo anexo. Privatizado em 2012, a empresa vencedora acabou refazendo o projeto, elevando a estimativa de custo em quase 20 vezes. A polêmica refinaria Abreu e Lima (PE), investigada pela Polícia Federal por suspeita de superfaturamento, só deve ficar pronta em 2015 e custará à Petrobras R$ 26,8 bilhões. A previsão inicial era de R$ 5,6 bilhões.

. Técnicos ouvidos pela Folha afirmam que as projeções iniciais do PAC refletiam uma falta de experiência do governo para executar grandes obras, já que as décadas de 80 e 90 foram marcadas por seguidas crises econômicas. As áreas técnicas do governo estudam o PAC 3 desde o início do ano, mas não houve ainda anúncio oficial sobre o formato do programa.

. Empresários de várias áreas do setor de infraestrutura estão apresentando demandas sobre as intervenções mais prioritárias e as propostas estão em análise pelo governo.


Ibope: Marconi tem 35%, Iris, 26%, Vanderlan, 8%, e Gomide, 6%

Pesquisa Ibope encomendada pela TV Anhanguera aponta o atual governador e candidato à reeleição, Marconi Perillo (PSDB), com 35% das intenções de votos do eleitorado goiano.


. Na segunda posição aparece o ex-governador Iris Rezende (PMDB), com 26%, seguido pelo ex-prefeito de Senador Canedo e empresário Vanderlan Cardoso (PSB), com 8%, e pelo ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), com 6%. A professora Marta Jane (PCB), tem 2%, a frente do advogado Alexandre Magalhães (PSDC) e do professor Weslei Garcia (PSOL), ambos com 1%.

Senado quer acabar com a Lei de Licitações. Votação será nesta terça-feira.

Está na pauta do Senado para terça-feira a votação do projeto PLS 559. Pelo nome, altera a Lei de Licitações para uso de dinheiro público. Pelo texto, simplesmente revoga a lei 8.666, colocando no seu lugar um novo sistema de contratações de serviços e empreitadas.

Exame diz em reportagem de capa que o Brasil parou

Esta é a capa da revista que já está nas bancas. 


O ano de 2014 será de crescimento quase nulo - e 2015 não promete ser diferente, constata a revista Exame desta quinzena, que já está nas bancas.

. A revista repete a análise feita por analista do Banco Santander, demitida pelo banco depois que o governo Dilma e o PT ameaçaram represálias.

. Pergunta a revista:
-  O que fazer agora para que o Brasil retome o brilho perdido ?

. O boletim Focus desta semana, publicado pelo Banco Central, projetou para este ano um PIB de 0,9% apenas. 

. A reportagem não está disponibilizada na Web, mas pode ser comprada nas bancas. 

Aécio desafia novamente Dilma: "Vem pra rua, Dilma !"

Aécio aproveitou o comício de Ana Amélia para fustigar Dilma novamente.



O candidato do PSDB à Presidência fez campanha em Porto Alegre neste sábado ao lado da senadora Ana Amélia Lemos (PP), que disputa o governo gaúcho contra o PT

 A repórter Marcela Matos, de Veja, escreveu neste domingo que o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, faz campanha em Porto Alegre (RS) ao lado da senadora Ana Amélia Lemos (PP), que disputa o governo gaúcho. Leia:

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, voltou a cobrar neste sábado que a presidente-candidata Dilma Rousseff deixe o gabinete oficial e saia às ruas para conhecer as demandas da população. “Eu não sei o resultado da eleição, mas, independentemente disso, eu vou fazer uma campanha nas ruas, olhando para as pessoas. Já a presidente está sitiada”, disse o senador tucano. “Dilma não consegue fazer nenhum evento que não seja previamente programado, sob os olhos de todo tipo de seguranças, inclusive misturando o público e o privado”, continuou.

Neste sábado, Aécio participou do primeiro ato de campanha no Rio Grande do Sul, em um evento em Porto Alegre que reuniu cerca de 6.000 militantes tucanos. Além de Porto Alegre, Aécio esteve nesta semana em Brasília, Belo Horizonte e Curitiba. Ao lado do governador de São Paulo, ele fará uma caminhada neste domingo em São José dos Campos, no interior do Estado.

Cinco centrais sindicais, menos Força, farão ato público de apoio a Dilma

CSB, CTB, CUT, Nova Central e UGT, portanto cinco das seis centrais sindicais de trabalhadores do Brasil, farão ato público esta semana para apoiar publicamente a candidatura da presidente Dilma Roussef, PT. 

. A Força Sindical está com Aécio Neves.

O Ibope demonstra que o PT vai perdendo as eleições em todos os Estados

Depois de garimpar os resultados das pesquisas do Ibope nos Estados em que o instituto promoveu entrevistas, o blog Coturno Noturno constatou que na mais nova rodada de pesquisas fica claro que o PT não lidera a corrida eleitoral em nenhum lugar do país.

. A última vez na qual o governo perdeu as eleições de 1972 para o Senado em 16 dos 22 Estados da época,  em todos os Estados,  no finalzinho da ditadura militar, quando seus generais já estavam totalmente desgastados. CLIQUE AQUI para entender como a oposição parlamentar e a sociedade civil, e não os terroristas integrados por gente como Dilma Roussef, derrotaram a ditadura. 

 Leia tudo:

Confirma os levantamentos anteriores. Perde no Rio Grande do Sul com Tarso Genro para Ana Amélia, no Paraná com Gleisi Hoffmann para Beto Richa, em São Paulo com Alexandre Padilha para Geraldo Alckmin (se elege no primeiro turno), no Rio de Janeiro com Lindbergh Farias para Garotinho, no DF com Agnelo Queiroz para, pasmem!!!, José Roberto Arruda e já empata tecnicamente em Minas Gerais, onde o seu candidato Fernando Pimentel começou campanha muito antes do candidato tucano Pimenta da Veiga. O quadro é desesperador, pois com o início da campanha na TV a rejeição ao PT deve acertar em cheio a candidatura Dilma. 

CLIQUE AQUI para ver e ouvir "Varre varre, vassourinha, quero ver varrer. Foi o jingle
da campanha de Jânio Quadros. Quem é o Jânio destas eleições ?
O jingle foi postado hoje, domingo, no blog Conexão Política, de Franklin  Martins, homem de Dilma e do PT.

Examine os versos:
Varre, varre, varre vassourinha
Varre, varre a bandalheira
Que o povo já está cansado
De sofrer desta maneira
Jânio Quadros é a esperança
Desse povo abandonado

Jânio Quadros é a certeza
De um Brasil moralizado
Alerta, meu irmão
Vassoura, conterrâneo
Vamos vencer com Jânio