Tarso foge de novo da CPI da CEEE. Deputados do PT negam quorum para novas convocações.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa voltou a ficar sem quórum na reunião ordinária desta terça-feira. Na pauta do dia constava a análise do parecer do deputado Frederico Antunes ao RDI 51/2014, que questiona o critério de escolha do relator da CPI da Energia Elétrica.
Diante da ausência dos deputados aliados ao governo Tarso Genro, o deputado Frederico Antunes protestou: 

- Apresentei projeto com o objetivo de clarear essa situação no Regimento Interno, para evitar embates futuros e na esperança de resolver o impasse na CPI da Energia Elétrica.

. Quanto ao parecer ao RDI 51/2014, Antunes disse que o seu relatório decide pela improcedência do pedido do deputado Ciro Simoni, a exemplo do parecer anteriormente apresentado pelo deputado Giovani Feltes.

. O deputado estadual Giovani Feltes também manifestou-se sobre o assunto. Para ele, a iniciativa do deputado Frederico Antunes é meritória mas não resolverá problemas futuros em caso de voto de minerva. Feltes ainda considerou um excesso a ausência dos deputados, argumentando que o tema não atinge diretamente o governo. “Imaginem se estivéssemos fazendo uma CPI para apurar as fraudes na reforma de escolas, ou dos pardais que há três anos não foram instalados ou ainda investigando cargos de confiança do governo envolvidos em casos de corrupção”, questionou o deputado.

. O deputado estadual Lucas Redecker, que é presidente da CPI da Energia Elétrica e membro da CCJ, disse que o boicote coletivo dos deputados da base aliada ao governo Tarso Genro não é novo e vem ocorrendo desde o período quando o deputado Giovani Feltes apresentou o seu relatório. De acordo com Redecker ainda, a ausência de quórum não impede os trabalhos da CPI, que seguem normalmente. 

. Estavam presentes na reunião os deputados Lucas Redecker, Heitor Schuh, Frederico Antunes, Giovani Feltes, Edson Brun e João Ervino Fischer e Ernani Polo (suplente). 

Artigo, Carlos Brickmann - Pasadena é só um troquinho

A estranha operação da Refinaria de Pasadena, se tudo o que se fala estiver correto, deu prejuízo de pouco mais de um bilhão de dólares. Coisa pequena: o Fundo Soberano do Brasil é mais caprichado, custou muito mais caro.

Fundo Soberano é um fundo de investimentos controlado por Governos nacionais, para aplicar em países estrangeiros. Seu objetivo é aproveitar sobras de recursos e, com os rendimentos, garantir projetos futuros. A Noruega, por exemplo, criou um Fundo Soberano para aplicar a renda do petróleo, com o objetivo de fortalecer a Previdência Social (com o envelhecimento da população, há mais gente para receber e menos para pagar) e garantir a prosperidade do país quando não houver mais rendimentos das jazidas petrolíferas do Mar do Norte.

O Brasil criou nosso Fundo Soberano em 2008, quando começou a crise da bolha imobiliária americana. Objetivo declarado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega: financiar empresas brasileiras que investissem no Exterior. E como foi usado até agora? Um bom exemplo: o Fundo Soberano do Brasil comprou R$ 12 bilhões em ações da Petrobras. Pagou R$ 29,65 pelas ações ordinárias, com direito a voto, e R$ 26,30 pelas preferenciais, sem direito a voto. As ações despencaram - azares de mercado. Mas, no momento em que atingiram seu nível mais baixo, dois anos depois, o Fundo Soberano vendeu tudo. Comprou na alta, vendeu na baixa e perdeu R$ 4,5 bilhões. Do seu, do meu, do nosso dinheiro.

É prejuízo de uns dois bilhões de dólares. De deixar Pasadena com vergonha.

Quem fez

O Fundo Soberano é chefiado por Arno Augustin, secretário do Tesouro. Sempre que a pressão para tirar Guido Mantega aumenta, surgem informações de que seu substituto será Augustin. Imediatamente Mantega passa a ser ótimo.

Lasier Martins é traído em plena festa por dois delinquentes juvenis

Foi com atos traiçoeiros e cínicos como os da dupla que as putinhas aborteiras começaram suas carreiras de renegadas sociais. 


O jornalista Lasier Martins, pré-candidato do PDT ao Senado no RS, está sob ataque dos adversários que atuam na esgotosfera, disponibilizando informações difamatórias atribuídas ao candidato ao Senado, mas também promovendo armadilhas como as da foto ao lado.

. Neste final de semana, ele postou a seguinte nota sobre a cafajestada que dois delinquentes juvenis aplicaram contra ele. Fingindo-se de seus eleitores, ambos levantaram cartazetes ofensivos sem o conhecimento e autorização do senador. 

"Registro aqui minha repulsa e indignação à ação de dois jovens que usaram de má fé em uma foto, que tiraram comigo durante a Exposol, em Soledade, neste último domingo. Ingenuamente, não percebi que os dois levantaram, em fração de segundos, cartazes maldosos denegrindo a empresa onde trabalhei. O caso chega às raias da delinquência. Essa é a minha posição sobre o fato. Me ajudem a compartilhar, por favor.
Lasier Martins"

. Na Web também rolam perfis falsos de Lasier Martins. CLIQUE AQUI para conhecer um deles, intitulado Lasier Martins em Choque. 

STF barra nova tentativa do PT de proteger seus bandidos petistas do Mensalão

O Partido do governador Tarso Genro, o PT, prossegue na sua insana luta para livrar a cara dos bandidos condenados do Mensalão, entre os quais seus ex-presidentes nacionais, Zé Dirceu e Zé Genoíno. Ele esbarra seguidamente no ordenamento jurídico brasileiro, para o qual o lugar de ladrão de dinheiro público é na cadeia. 

O ministro Marco Aurélio Mello (foto) rejeitou nesta terça-feira uma ação proposta ao Supremo Tribunal Federal pelo Partido dos Trabalhadores. A ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental) do PT pedia que a Corte fixasse uma jurisprudência garantindo a todo preso no regime semiaberto o direito de trabalhar fora da cadeia durante o dia –independentemente de já ter cumprido ou não 1/6 de sua pena.

. Para o ministro Marco Aurélio, que era o relator da ação, a petição inicial do PT teve de ser indeferida liminarmente por ser um instrumento impróprio, do ponto de vista processual, para o caso em análise. Nesses casos, o mérito do pedido nem chega a ser analisado.

. As consequências para o PT e os petistas presos por bandidagens que ele defende:

Primeiro, os mensaleiros presos no regime semiaberto continuarão sem o benefício de poder trabalhar fora durante o dia.
Segundo, o assunto mensalão não vai sumir do noticiário.

Shan Ban Chun, ex-Avipal, ex-Elegê e ex-Perdigão, quer indenização de R$ 460 milhões do banco BTG

O ex-dono da Avipal e depois da Elegê, o bilionário chinês, naturalizado brasileiro, Shan Ban Chun, acionista minoritário da BRF, está pedindo na Justiça uma indenização milionária ao BTG Pactual e aos gestores da Governança e Gestão Investimentos (GG), por prejuízos de cerca de R$ 460 milhões que teve em 2012 na bolsa de valores. O empresário alega que os gestores, com a supervisão do BTG, fizeram uma aposta arriscada em operações de derivativos alavancadas que não eram permitidas pelo regulamento do fundo Bird, da família Shan.

. Ao conferir a notícia no jornal O Estado de S. Paulo de hoje, o editor buscou confirmação em SP e Nova Iorque. Quando o editor conheceu pessoalmente Shan Ban Chun, ele já tinha vendido seus ativos e se dedicava, como se dedica até hoje, a ganhar dinheiro com a Bolsa. Ele investe pessoalmente, mantendo ativos profissionais ao seu lado. Leia o que mais escreve O Estadão de hoje:

. A causa corre desde março de 2013 na primeira instância da Justiça paulista. Todos os envolvidos já se manifestaram e o caso está em fase final de tréplicas para que, então, possa ser apreciado pelo juiz da 42ª Vara Cível do Fórum João Mendes, Marcello do Amaral Perino. O processo, de quase quatro mil páginas, está cheio de trocas de acusações, entre Shan, BTG e GG, três personagens conhecidos do mundo dos negócios.

. O BTG pertence ao banqueiro André Esteves. A GG, gestora do fundo do empresário chinês, foi fundada pelo ex-ministro Antonio Kandir e pelo executivo Rami Goldjfan, ex-Galeazzi e ex-presidente da empresa fundada por Shan Ban Chun - um veterinário chinês que chegou ao Brasil, fugido do comunismo, no fim da década de 1950. Em Porto Alegre, ele criou, do zero, a Eleva, que era dona dos leites Elegê e da Avipal, do ramo de frangos.

. Em 2007, o chinês vendeu a companhia para a Perdigão, por R$ 1,5 bilhão. Além de dinheiro, a família Shan recebeu ações da empresa controladora e se tornou o terceiro acionista mais relevante, com quase 8% de participação. Quando a Perdigão e a Sadia se uniram , em 2009, a posição acionária da família foi reduzida (em 2012, era 3,44%). As ações recebidas por Shan foram integralizadas no fundo Bird, que, em 2008, era gerido pela GG. Até 2010, o administrador do fundo era o Santander, mas o banco foi substituído pelo BTG.

. No mundo dos fundos de investimentos, o gestor é aquele que compra e vende ativos seguindo um regulamento. O administrador atua como um auditor, defendendo os interesses dos cotistas. 

CLIQUE AQUI para saber mais. 

Ministério Público investiga TIM por inflar base de clientes e gerar receitas fictícias para buscar maior valor de mercado

Relatório Reservado diz que no caso da TIM, o diabo mora nos detalhes. 


O que parecia ser uma mera ação trabalhista na Justiça de Goiás está se revelando a ponta do iceberg de um escândalo de consequências imprevisíveis para a TIM Brasil, segundo informa hoje a publicação "Relatório Reservado", recebida ainda há pouco pelo editor pelo formato de e-mail. Leia tudo:

 A Procuradoria-Geral da República determinou a abertura de um inquérito civil público (portaria nº 111/ 2014) para investigar graves denúncias contra a operadora, informa o Relatório Reservado. A empresa é acusada de ativar linhas-fantasmas em nome de seus clientes com o deliberado objetivo de inflar artificialmente a base de clientes, gerar receitas fictícias e, com isso, elevar seu valor de mercado. A suposta manobra permitiria o aumento dos bônus pagos aos executivos e dos dividendos distribuídos entre os acionistas, a começar por sua própria controladora, a Telecom Italia. As irregularidades teriam se intensificado durante os três anos em que Luca Luciani comandou a TIM Brasil – período no qual, coincidência ou não, o número de assinantes da companhia passou de 36 milhões para mais de 67 milhões. Procurada pelo RR, a TIM não quis comentar o assunto.

. O diabo mora nos detalhes. Esta bomba-relógio, capaz de ferir gravemente a reputação da TIM Brasil, surgiu de um episódio aparentemente corriqueiro, revelado pelo RR na edição de 10 de setembro do ano passado. O recém- instaurado inquérito da Procuradoria-Geral da República nasce de um processo trabalhista na Justiça de Goiás. Após ser dispensado por justa causa, sob a acusação de que fraudava a ativação de linhas telefônicas por conta própria, o ex-funcionário da TIM Eduardo Cavalcanti Lemes entrou com um processo contra a operadora. O juiz Luciano Crispim, da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região, considerou a demissão imotivada. 

. Com base em depoimento de empregados da TIM, entre eles a gerente Caroline Bueno Kamenach, superior hierárquica de Eduardo, o caso mudou completamente de figura e ganhou uma nova dimensão. A Justiça entendeu que a própria operadora orientava seus funcionários a habilitar até cinco linhas-fantasmas por CPF - logicamente sem que o assinante tivesse a mínima ideia sobre a fraude.

CLIQUE AQUI para saber mais detalhes. 

Diretor do BRDE indicado por Tarso faz uma viagem ao exterior a cada quatro meses. Destinos de preferência são Países governados por comunistas.

Quando o editor protocolou seu requerimento para saber tudo sobre as viagens internacionais promovidas por diretores do BRDE, já era conhecida a informação de que apenas dois dos seis diretores do RS, SC e Paraná usaram passagens e diárias.

. Ao responder ao pedido feito com base na Lei de Acesso às Informações, o banco revelou que desde que assumiram os atuais governadores, 2011, o diretor José Hermeto Hoffmann fez 9 viagens para o exterior, número que no caso do seu colega Carlos Henrique Horn foi de apenas 3.

. O BRDE é proibido por lei de manter contatos de negócios com qualquer banco ou agência de fomento do exterior.

. Os dois diretores – Hoffmann e Horn – são gaúchos, indicados pelo governo petista de Tarso Genro. Ambos são homens ideologicamente identificados com os comunistas.

. Só eles viajaram, porque seus colegas de SC e do Paraná, inclusive o presidente, jamais usaram recursos do banco para ir ao exterior.

. José Hermeto Hoffmann, ex-secretário da Agricultura de Olívio, indicado pelo MST, viajou duas vezes para Cuba, uma vez para a China, mas também para os comunistas Angola e Moçambique. Ele visitou também Israel, Japão, Emirados Árabes Unidos e Uruguai.

. São três viagens internacionais por ano, quase todas de dez dias.

. Embora o BRDE seja proibido de promover operações internacionais, algumas das viagens foram feitas a pretexto de “construir alianças com empresas privadas e públicas”.

. Esta foi a justificativa da missão á China, 18 de novembro a 9 de dezembro do ano passado.

- O editor desconsiderou da relação a única viagem que fez outro diretor, Neuto de Conto, Santa Catarina, porque ela foi irrelevante diante da movimentação dos diretores indicados por Tarso. 

Saiba quanto gastou cada diretor petista do BRDE que viajou para o exterior

As viagens internacionais dos dois diretores do BRDE que viajaram ao exterior no atual governo – os únicos dos seis diretores que fizeram isto – não saem barato para os cofres do banco.

. Além das passagens, José Hermeto Hoffman e Carlos Horn receberam diárias de 500 euros para a Europa, US$ 600 para a Ásia e US$ 500 para a África. Estes valores cresceram no final do ano passado. As diárias cobriram despesas com alimentação e hospedagem. Sem limite para gastos, o BRDE também pagou passagens aéreas, taxas aeroportuárias, inscrições em eventos, treinamentos, locomoções nos locais de destino, comunicações e serviços de tradução. 

Governo não cumpre promessa de recuperar os 14 kms da buracovia que liga Tapes à BR-116

Continuam os protestos ao longo dos 14 kms da RS-717, que ligam a BR-116 ao município gaúcho de Tapes, a apenas 108 kms de Porto Alegre. O município fica à beira da lagoa dos Patos.

. "Isto aqui é uma buraqueira só", queixou-se quinta-feira da semana passada o deputado Lucas Redecker, PSDB, que visitou seus eleitores na região.

. "É a rodovia dos buracos", protestou o diretor da Brasoja, Antonio Sartori, que foi até a cidade para pronunciar conferência para os arrozeiros reunidos na Festa do Arroz (15, 16 e 17 de maio). O que ele disse ao editor:

- É uma buracovia.

. Não é um problema recente.

. O mau estado da estrada levou o governador Tarso Genro a prometer o asfaltamento, promessa que não foi cumprida.

. Alguns acidentes assombrosos já aconteceram na rodovia.

. O mais surpreendentes deles aconteceu em 2008: uma mulher morreu na madrugada do dia 9 de novembro,) ao ser atingida pelo caixão de seu marido, na rodovia RS-717, no município gaúcho de Tapes, ao sul de Porto Alegre. Marciana da Silva Barcelos, 67, estava dentro da caminhonete Hilux da Funerária Camparra, que transportava o corpo de Tapes para Arroio dos Ratos (62 km a oeste da capital). O acidente ocorreu por volta de 1h30 da madrugada em um trecho de estrada de terra. Segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Um Alfa Romeo bateu na traseira do carro funerário, projetando o caixão para frente. O Comando Rodoviário informou que Barcelos estava no banco do passageiro e foi atingida pelo caixão. Ela morreu na hora. O dono na funerária, Marcio Camparra, filho do motorista que guiava a caminhonete, disse para um site local, a Folha Online que Barcelos estava sentada na parte de trás do carro, ao lado da urna. O Alfa Romeo, segundo ele, bateu na traseira e ergueu o veículo, que capotou. Com o acidente, o caixão foi arremessado a cerca de 150 metros de distância do automóvel. De acordo com Camparra, também estavam no carro, além de seu pai, o filho do morto. Nenhum dos dois saiu ferido. O dono do Alfa Romeo, segundo informações do Comando Rodoviário, foi socorrido. 

32 torneiras de chope no Von Fass, tudo
de várias partes do mundo. 5 anos
o melhor, segundo Veja. 

Frio forte e Dia dos Namorados aquecem as vendas do varejo em Porto Alegre

O frio que chegou forte ao RS já impactou as vendas do varejo no Estado. Em Porto Alegre, segundo a CDL, o resultado do final de semana passado registrou acréscimo real de 3,72% nas vendas, tudo calculado sobre igual período do ano passado.

. Com o frio e mais o Dia dos Namorados, eis o que espera o vice da CDL, Alcides Debus, baseado em pesquisa que encomendou:

. A CDL e o Sindilojas acham que o Dia dos Namorados produzirá um incremento de R$ 70 milhões nas vendas de Porto Alegre, segu8ndo pesquisa feita pelo Instituto Methodus. O instituto entrevistou 400 pessoas. Ele apurou, também, que o ticket médio deve ficar em R$ 152,00. 

- As baixas temperaturas sempre agregam bons negócios. O consumidor se anima para comprar. Não apenas para se proteger do frio, mas já pensando no presente do Dia dos Namorados. Como aponta pesquisa encomendada pela CDL Porto Alegre para a data romântica, os artigos de vestuário continuam na preferência de quem presenteia e de quem é presenteado. A venda de aparelhos de TV também cresceu com a chegada do inverno.

Livro sobre a revolução de 1923 no RS será lançado dia 2 de junho

O livro "1923, Rio Grande do Sul - Diário da Revolução", da historiadora Carmen Aita, que será lançado no Memorial do Ministério Público do RS, na Praça da Matriz, no dia 2 de junho, 18h30min. 

Os problemas de Griza na China são problemas comuns para quem viaja ao exterior a trabalho.

O editor fala no seu comentário de hoje sobre a má experi^wencia da modelo gaúcha,  Amanda Griza, 19 anos, presa na China há duas semanas. Ela foi solta na manhã deste domingo e chegou a Florianópolis nesta segunda-feira. Griza mora em Balneário Camboriu com a família. Ela nasceu em Osório.

. Ao chegar a Florianópolis, disse Giza:

- Nuna mais piso num País comunista.

. Ela foi maltratada.

. O editor explica que problemas como os de Griza acontecem não apenas na China, mas também na Europa e nos EUA, onde as brasileiras são consideradas "riscos desnecessários".

. Amanda foi presa no dia 8 com outros 60 modelos durante um falso teste profissional. A operação da polícia daquele país tinha como objetivo coibir a atuação de modelos que não têm visto de trabalho. Elena diz que recebeu informações de que a filha estava em um centro de detenção de estrangeiros com outras 11 garotas, mas não recebeu muitos detalhes das condições dela. 

CLIQUE AQUI para examinar o comentário do editor, sob o título: Os problemas de Giza na China são problemas comuns para quem viaja ao exterior a trabalho.

Trabalhadores do Pólo Naval de Rio Grande entram em greve

Os 7.500 trabalhadores do Pólo Naval de Rio Grande estão em greve. Eles querem aumento salarial de 90,5% e R$ 300,00 de tíquete-alimentação. Na sexta-feira, os trabalhadores tinham rejeitado aumento de 9%.

. Os vereadores de Rio grande resolveram mediar o conflito, alegando que cada dia de paralisação gera prejuízo de R%$ 3 milhões.

. Como o sindicato local colocou-se em rede com o sindicato do Rio, negociações ocorrem fora do RS, inclusive as que foram programadas para esta manhã. 

PSDB denuncia no TSE, hoje, o uso da prefeitura de Guarulhos, PT de SP, para difamar Aécio Neves

CLIQUE AQUI para ouvir o jornalista Juremir Machado, Rádio Guaíba, que no programa "Bom Dia", parece ter "comprado" as denúncias feitas por petistas da prefeitura de Guarulhos. 

O PSDB apresentará nesta quinta-feira ao Ministério Público de São Paulo um pedido de investigação contra funcionários da prefeitura de Guarulhos (SP), administrada por Sebastião Almeida (PT), porque servidores municipais ligados do Partido utilizaram computadores da instituição para criar páginas na internet com ofensas ao presidente da legenda e pré-candidato à presidência da República, senador Aécio Neves (MG). A Justiça identificou os IPs dos computadores usados. 

. O coordenador jurídico nacional da pré-campanha do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), planeja duas representações – por improbidade administrativa e crime contra a honra. "É inaceitável o PT utilizar estrutura do Estado para difamar", disse. 
.
. Nedsta terça-feira o PSDB  uma representação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o PT por propaganda eleitoral antecipada negativa. A informação de que parte dos ataques virtuais a Aécio partiu de equipamentos localizados dentro da prefeitura de Guarulhos consta em documentos da Justiça paulista. Os vínculos dos administradores dos perfis anti-Aécio no Facebook com a prefeitura petista foram publicados pelo jornal Folha de S.Paulo. Em sua página oficial, Aécio se disse vítima de uma "covarde campanha de agressões, calúnias e mentiras nas redes sociais". Aécio chamou de "jogo baixo" o suposto envolvimento do PT no caso. Afirmou, ainda, que a atitude demonstra "desespero" e "falta de responsabilidade" dos adversários.

"Anuário da Justiça do Brasil 2014" será lançado dia 4 de junho em Brasília

Será dia 4 de junho, Brasília, no STJ, o lançamento do "Anuário da Justiça do Brasil 2014", obra do Consultor Jurídico. O convite é da Fundação Armando Álvares Penteado. 

Jornais de Porto Alegre perdem circulação este ano. Examine a lista dos 10 maiores diários do RS.

A circulação dos jornais diários do RS despencou no primeiro quadrimestre deste ano, considerando-se os números de janeiro e os do final do período, abril, o que reflete o mau desempenho do PIB deste ano.

. Da lista dos 10 maiores jornais, cinco conseguiram emplacar pequeno crescimento, no caso NH (Novo Hamburgo), Diário de Santa Maria e Diário Popular (Pelotas), Diário de Canoas e Jornal do Povo (Cachoeira do Sul). Os jornalões de Porto Alegre estão todos perdendo leitores. 

Acompanhe os números e a variação percentual em relação ao mesmo período do ano passado:

Zero Hora – 181.772/ 175.234, -3,59
Diário Gaúcho – 150.214/ 140.014, -6,79
Correio do Povo – 134.998/ 128.495, -4,81
NH – 39.437/ 39.863, +1,08
Pioneiro (Caxias, RBS) – 28.2123/ 27.830, -1,39
Diário de Santa Maria (RBS) – 20.152/ 20.398, + 1,22
VS (jornal do grupo NH, São Leopoldo) – 14.624/ 14.440, -1,25
Diário Popular (Pelotas) – 12.733/ 12.925, + 1,40
Diário de Canoas (grupo NH) – 6.745/ 7.;054, + 4,58
Jornal do Povo (Cachoeira do Sul) – 5.168/ 5.;281, + 2,18


. Os jornais O Sul e Jornal do Comércio, ambos de Porto Alegre, não são auditados pelo IVC, mas o mercado estima que a circulação do primeiro seja de 50 mil exemplares e a do segundo alcance 30 mil. 

Mesmo sob suspeita na venda de trens, espanhola CAF leva contrato de serviços de R$ 75 milhões do Trensurb

Sem muito alarde, a empresa estatal federal que cuida do trem metropolitano no RS, a Trensurb, decidiu nesta segunda-feira que caberá ao grupo CAF o contrato de R$ 75 milhões destinado a cobrir por cinco anos os custos dos serviços de manutenção da frota atual.

. A própria CAF é quem constrói os novos equipamentos que começam a chegar neste sábado a Porto Alegre.

. CAF e Alstom são acusados de formar um cartel, vendendo os novos trens para o Trensurb, negócio que está sendo investigado pelo Cade.

. A suspeita de cartel na aquisição de 15 trens pela Trensurb para operação em Porto Alegre, ao custo de R$ 243,75 milhões, é investigada em um processo administrativo pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A licitação foi vencida pelo consórcio das empresas Alstom e CAF — citadas na suspeita de cartel do metrô em São Paulo em gestões do PSDB —, que também ganhou a concorrência para fornecer mais 10 unidades, por R$ 171,96 milhões, para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), em Belo Horizonte. Além do Rio Grande do Sul, a investigação do Cade apura suposta prática de cartel em licitações de trens e metrôs realizadas entre 1998 e 2013 em São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ao todo, 18 empresas e 109 funcionários teriam participado dos esquemas. Os contratos, somados, totalizam R$ 9,4 bilhões. A apuração encontrou "fortes indícios" de acerto de preço para eliminar a competição na compra dos veículos pelo governo federal em Porto Alegre e Belo Horizonte. 

CLIQUE AQUI para saber mais sobre a venda dos 15 trens. 

PMDB oficializou nome do prefeito de Tapejara para presidir a Famurs

O PMDB gaúcho oficializou na tarde desta segunda-feira, a indicação do prefeito de Tapejara Seger Menegaz para presidir a Federação da Associação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) no próximo ano. O nome foi anunciado na presença do presidente do Diretório Estadual, deputado Edson Brum, do secretário-geral, João Alberto Machado, e do presidente da Associação de Prefeitos e Vices do PMDB, Juliano da Silva.

. Sidnei Eckert (Arroio do Meio), César Paier (Barra do Guarita), Zílio Roggia (Caiçara) e João Mário Cristofari (Jaguari) – que também postulavam o cargo –, fecharam consenso em torno do nome de Menagaz na última sexta-feira, 23.

. Seger Menegaz é o atual vice na Famurs.

. A eleição da Famurs será na próxima quinta-feira, dia 29. Os partidos têm até amanhã, terça-feira, 27, para indicar os nomes para compor direção e conselho.

Perfil

Seger Luiz Menegaz, 50 anos, é prefeito reeleito de Tapejara. Formado em Administração de Empresas, é empresário e atual vice-presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Aberto abaixo assinado "Pelo Direito de Manifestação e de Ir e Vir"

O editor aderiu ao abaixo-assinado: «Pelo Direito de Manifestação, Pelo Direito de Ir e Vir» no endereço que vai no link a seguir.

CLIQUE AQUI para aderir.

Receita começou a patinar no RS com economia crescendo menos em 2014

Foi de R$ 15 bilhões a arrecadação gaúcha no primeiro quadrimestre, o que significa alta nominal de 11,1% em relação a igual período do ano passado. Deste total, R$ 8,3 bilhões foram de ICMS, alta nominal de 10,3%.

. A trajetória de alta do primeiro trimestre não se confirmou em abril, conforme o editor já demonstrou neste espaço. A receita subiu apenas 6,1% nominal, o que significa que não houve crescimento real.

. A partir de agora, o governo terá que se contentar com crescimentos menores na arrecadação, porque o PIB cresce a ritmo bem inferior ao do ano passado, já que a economia desacelera a olhos vistos no RS e no País. Mesmo assim, o governo mantém a projeção original de arrecadar R$ 26 bilhões em ICMS neste ano.

. Pelo lado das despesas, o problema maior foi criado pelo próprio governo Tarso, e está no item Folha de Pessoal. Ela consumirá quase toda a receita de ICMS do ano, ou seja, R$ 21 bilhões.


. As despesas com a máquina pública e com os serviços das dívidas, cada vez maiores no atual governo, não permite investimentos substantivos. No quadrimestre, os empenhos relativos a investimentos somaram pífios R$ 450 milhões. O governo confia em empréstimos para suportar investimentos previstos de R$ 1,6 bilhão para o ano. 

Nome de Bogo cresce na chapa PSDB=PP-SDD para o Senado

O nome do ex-vice-governador Vicente Bogo cresceu dentro da coligação PP-SDD-PSDB para compor a chapa majoritária ao Senado.


PCdoB poderá trocar apoio a Tarso pelo apoio a Manuela em Porto Alegre

Conforme o editor contou ontem a tarde, o PTB ainda não bateu o martelo da indicação do vice de Tarso Genro, mas decidiu que apoiaria o PT na sua intenção de substituir Emilia Fernandes, PCdoB, na lista para o Senado, entronizando no lugar dela o ex-governador Olívio Dutra.

. PCdoB e PT manobram para que Emília seja a candidata a vice-governador.

. O PCdo B poderá transigir, porque arrancou do PT o compromisso de apoiar a candidatura da comunista Manuela D'Ávila a prefeito de Porto Alegre em 2016.

. Embora petistas e comunistas informem intramuros que são certas as mudanças, os trabalhistas nem de longe admitem que a vaga não seja sua, embora vacilem na indicação do nome de Kelly Morais, ex-prefeita de Santa Cruz do Sul.

. O problema todo é que Tarso e o PT querem anunciar a chapa completa no dia 6, com a presença de Lula, que foi convidado pessoalmente por Tarso, ontem, em São Paulo.