CDL registra más vendas, mas diz que sucesso da Copa em Porto Alegre é "mérito exclusivo" do prefeito Fortunati

Ele foi o grande maestro da cidade nesta Copa. Não tergiversou como Tarso, temeroso de problemas, e nem fez corpo mole, como Dilma, que segurou o dinheiro da Caixa até a última hora. Fortunati fez tudo o que pode fazer, não correu nunca da raia e foi reconhecido por onde andou. 



A CDL Porto Alegre considera o saldo dos 16 dias de Copa do Mundo na Capital, positivo, apesar  das baixas vendas. 

. O presidente Gustavo Schifino disse aos jornalistas que a administração municipal está de parabéns por conduzir com muita seriedade todo o processo da elaboração à execução do Mundial.:

- O Caminho do Gol foi a grande estrela da festa, mérito exclusivo da nossa Prefeitura. Apesar da baixa no consumo, similar ao que ocorreu na Copa de 2010, porém sem o incremento das vendas para os turistas, acreditamos que os benefícios para o varejo local serão sentidos a médio prazo.

BMW chama recall de 17 modelos

A BMW do Brasil Ltda. protocolou campanha de chamamento para verificação e substituição dos parafusos da unidade VANOS e, caso necessário, a substituição da referida unidade nos veículos BMW modelos 130i, 135i Coupé, 325i Sedan, 330i Sedan, 335i Sedan, 335i Cabrio, 523i, 535i, 535i Gran Turismo, X1 XDRIVE 28i, X3 XDRIVE 28i, X3 XDRIVE 35i, X5 XDRIVE 35i, X5 XDRIVE 30i, X6 XDRIVE 35i e Z4 SDRIVE 23i, fabricados de 6/10/2009 a 16/9/2011.


. De acordo com a empresa, a campanha de chamamento, com início em 7 de julho de 2014, abrange 2.060 veículos colocados no mercado de consumo, com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre os intervalos EH91193 a EH91492 para o modelo 130i; VM03191 a VM04123 para o modelo 135i Coupé; A638851 a A964376 para o modelo 325i Sedan; A369259 para o modelo 330i Sedan; A743108 a FX56539 para o modelo 335i Sedan; E240893 a E766901 para o modelo 335i Cabrio; C502612 para o modelo 523i; C262081 a C949663 para o modelo 535i; C189614 C 904513 para o modelo 535i Gran Turismo; VJ99693 a VR50894 para o modelo X1 XDRIVE 28i; L772929 a LJ54700 para o modelo X3 XDRIVE 28i; L495031 a LK68473 para o modelo X3  XDRIVE 35i; L448822 a LL56455 para o modelo X5 XDRIVE 35i; L258575 a L258650 para o modelo X5 XDRIVE 30i; L500150 a LN95882 para o modelo X6 XDRIVE 35i e E449408 a E737153 para o modelo Z4 SDRIVE 23i.

Balança comercial brasileira fica negativa em US$ 2,49 bi no 1º semestre

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou nesta terça-feira saldo negativo de 2,49 bilhões de dólares na balança comercial brasileira - diferença entre exportações e importações - do primeiro semestre. Mesmo assim, o resultado de janeiro a junho é menor do que o visto no mesmo período de 2013, quando a balança ficou negativa em cerca de 3 bilhões de dólares.

. Em junho, o saldo comercial ficou positivo em 2,37 bilhões de dólares, a melhor performance do ano, influenciada pelas exportações de produtos básicos, com destaque para o petróleo.

. No mês passado, as exportações somaram 20,47 bilhões de dólares, com média diária 3,6% superior a maio, mas queda de 3,2% sobre junho do ano passado. Segundo o ministério, em junho as exportações de produtos básicos cresceram 9,5% sobre um ano antes, com as vendas de petróleo bruto praticamente dobrando, a 1,4 bilhão de dólares. Do outro lado, as importações somaram 18,1 bilhões de dólares em junho, queda de 3,8% na média diária sobre junho de 2013 e de 5,1% frente a maio. O destaque ficou para as compras de bens de capital e de consumo, que caíram 17,7% e 10,5%, respectivamente.


. No ano, as exportações somam 110,53 bilhões de dólares, enquanto as importações, 113,02 bilhões de dólares. A balança comercial brasileira tem sido afetada sobretudo pela conta petróleo. O mau desempenho da balança comercial brasileira afeta as contas externas do país. Entre janeiro e maio passados, último dado disponível, as transações correntes estavam negativas em 40,07 bilhões de dólares.

Produção industrial cai para seu pior nível em 33 meses

A atividade industrial brasileira registrou contração pelo terceiro mês seguido em junho, com as condições de negócios se deteriorando e a produção tendo a maior queda em 33 meses, de acordo com o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgado nesta terça-feira.

. O PMI da indústria brasileira do Markit caiu a 48,7 em junho ante 48,8 em maio, terceiro mês seguido abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração e o pior resultado desde julho do ano passado.

. A categoria de bens de investimento mais uma vez foi a que registrou o pior desempenho entre os três subsetores monitorados.

. O setor industrial brasileiro vem enfrentando perspectiva de contração da produção neste ano e de níveis muito baixos de confiança. A produção teve queda de 0,3 por cento em abril e pesquisa Focus do Banco Central mostra que a expectativa de economistas é de recuo de 0,14 por cento em 2014.

- Já o Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 3,9 por cento em junho sobre o final de maio, na sexta queda consecutiva.

CLIQUE AQUI para ler análise de Ricardo Bergamini sobre o assunto. 

CDB lidera lista dos melhores investimentos de junho

Entre parênteses, a lista das valorizações do primeiro semestre:


CDB Pré-Bancos 1º linha**         +2,65%      (+1,61%)
CDI                                             +2,27%      (+1,53%)
Poupança                                     +0,93%     (+1,32%)
Ibovespa                                      +0,75%    (+4,53%)
Ouro                                            +0,73%    (+3,86%)
Ifix                                               -1,46%     (+2,07%)
Dólar                                            -8,50%     (-0,63%)

Vá esta noite com os amigos. Os melhores de Porto Alegre segundo Veja.
www.biermarkt.com.br


TSE acolhe decisão do TSE e mantém bancada federal do RS e mais sete Estados

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu nesta terça, dia 1º, que não haverá mudanças na composição das bancadas de 13 Estados para as eleições de outubro, entre eles o Rio Grande do Sul. A decisão foi tomada horas após o Supremo Tribunal Federal (STF)  ter mantido o entendimento de que é inconstitucional resolução do TSE que reduziu o número de deputadosem oito Estados e aumentou em cinco.


Com a decisão, o Rio Grande do Sul segue com uma bancada de 31 deputadosfederais para o pleito deste ano, mesmo número de 2010.

Entrevista, Zilá Breitenbach - Governo atropela deputados com seus projetos apressados e errados. O caso do Passe Livre.

ENTREVISTA
Zilá Breitenbach, deputada PSDB do RS

O governo Tarso Genro bate seus próprios recordes ao protocolar um projeto para votação no mesmo dia.
É o Projeto de Lei 115, protocolado nesta manhã, prevendo regime de urgência e votação para hoje mesmo. Não sei quando chegará o dia em que o governo pedirá para votar projetos que nem enviou para a Assembléia.

Do que se trata ?
Mudanças na Lei do Passe Livre, cujo projeto também seguiu o rito da urgência.

O que ele muda ?
Erros da lei anterior, que apontamos na ocasião. O governo continua tratando de forma igual os desiguais.

Como ?
Por que o estudante da região metropolitana tem direito a passe livre integral e o do interior não tem este direito ?

Mas, pelo menos está saindo o dinheiro ?

O governo alega que pagou R$ 5,3 milhões para as prefeituras repassarem, mas o que as perefeituras dizem é que não podem pagar porque o governo não mandou a lista dos estudantes que se inscreveram no programa. Estes projetos de última hora demonstram de que modo desastroso e voluntarista este governo administra o Estrado. 

Aloysio Nunes Ferreira recebe apelo da ACI de NH sobre democracia popular: "Cuba e Venezuela tentaram isto para subjugar o povo".

Embora sob pressão do dia em que foi escolhido candidato a vice na chapa de Aécio Neves, o senador Aloysio Nunes Ferreira encontrou tempo para responder e-mail da Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo, RS, que reclama posição clara dos parlamentares brasileiros a respeito do decreto que cria uma espécie de criminosa democracia popular no Brasil. Leia o texto que ele passou hoje:

Este decreto tem várias irregularidades e discrepâncias. Despreza a democracia participativa prevista da Carta Magna e cria Conselhos ligados ao governo para definição ou sugestão de políticas o que pela nossa constituição é competência do Congresso Nacional.Vincula estes órgãos a tutela do governo, ou seja, depois de aparelhar os sindicatos -que já não representam seus associados, conforme vimos recentemente nas greves dos ônibus e nas próprias declarações do Secretário-Geral da Presidência que é o gestor do sistema-,  quer controlar a sociedade civil, da mesma foram que quer controlar a mídia, conforme declarações reiteradas de membros do atual governo.
     
. Estas medidas foram adotadas na Venezuela, Cuba e sabemos o que resultou. Certamente não é este o que queremos para o Brasil.
     
. Venho trabalhando, muito, para que outubro próximo possamos retomar o respeito a Constituição e as instituições, o rumo do crescimento, do progresso econômico, da justiça social, enfim da ordem pública e da perspectiva de futuro para as próximas gerações.
     

Aloysio Nunes Ferreira
Senador por São Paulo

Mistura do biodieselno diessel aumentou para 6% nesta terça

Entrou em vigor nesta terça-feira o novo percentual da mistura do biodiesel no diesel fóssil, previsto na Medida Provisória 647/2014. 

. O índice passa de 5% para 6%, operando nesse patamar até novembro, quando sofrerá um novo aumento, desta vez passando para 7%. 

. O presidente da Frente Parlamentar do Biodiesel, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), foto ao lado,  disse esta tarde ao editor  que a medida representa um fôlego importante para o setor, que até então trabalhava com uma capacidade ociosa de até 60%. "O aumento da mistura evita maior fechamento das indústrias. Isso dá um fôlego para aquelas que estão funcionando", disse o deputado.

. O RS é o maior produtor brasileiro de biodiesel.

. O aumento da mistura trará ganhos econômicos, sociais e ambientais significativos para o Brasil. Leia o que explica o deputado gaúchno do PP>:

- Cada ponto percentual a mais na mistura do biodiesel corresponde a uma redução de importação de 600 milhões de litros de óleo diesel por ano. Ou equivale ao plantio de 7,2 milhões de árvores., O Programa Nacional de Biodiesel instituiu o percentual de 2% da mistura, em 2008, e em 2010 subiu para 5%, depois disso não houve mais mudanças. O aumento da mistura (de 5% para 6%) estava em discussão desde o ano passado, mas havia encontrado resistências por parte do Ministério da Fazenda por conta de temores relacionados ao possível impacto na inflação. Com uma mistura de 7%, o consumo de biodiesel no Brasil poderia subir dos cerca de 3 bilhões de litros atuais para 4,2 bilhões de litros ao ano.

Salário de menos e cheque especial de mais

O cheque especial é a modalidade de crédito que mais cresce nos últimos meses, de acordo com um grande banco, segundo revela hoje o repórter de Veja, Geraldo Samor. Leia tudo:

É verdade que o volume de crédito no cheque especial, um crédito caro e de curto prazo, é pequeno se comparado ao volume total de crédito no País, mas a rapidez do crescimento é um sinal claro de que o brasileiro médio está cada dia mais apertado. Um outro dado que corrobora esta tese: a inadimplência das pessoas físicas está subindo em todas as modalidades (auto, imóveis, consignado, cartão de crédito, empréstimo pessoal). As ações do Bradesco e do Itaú Unibanco chegaram a subir 20% este ano, mas os investidores começaram a realizar lucros em meados de maio.

. Mesmo assim, o setor financeiro ainda tem uma das melhores performances da Bolsa este ano. Até o fim de junho, os dois bancos sobem cerca de 13%, comparado a uma alta do Ibovespa de 3,2%.

Vá esta noite com seus amigos e conhecidos. Os melhores no gênero, segundo Vejinha.
www.biermarkt.com.br

Em Minas, Aécio, 43,8%; Dilma, 31,9%

A pesquisa é da MDA-EM Data, encomendada pelo jornal "Estado de Minas":

1o Turno

Aécio Neves, PSDB - 43,8%
Dilma Roussef, PT - 31,9%
Eduardo Campos, PSB - 4,3%
Pastor Everaldo, PSC - 1,8%


2o Turno

Aécio, 49,7%
Dilma, 35,5%

Vá esta noite com seus amigos e conhecidos. Os melhores no gênero, segundo Vejinha.
www.biermarkt.com.br

Governador do RS é réu em cinco processos na Justiça Estadual do RS. Saiba quais são eles.

O governador Tarso Genro é réu em pelo menos cinco processos que correm na Justiça Estadual do RS, num deles já foi condenado em primeira instância (leia notas abaixo) e nos demais ainda se defende no primeiro grau.

. Conheça as ações que tramitam em juízo no Foro de Porto Alegre e no TJRS:

Número Themis
Número CNJ
Data da Propositura
Parte
Classe/Natureza
Última movimentação:
001/1.05.0256300-5
2563001-30.2005.8.21.0001 
19/12/2002
Tarso Fernando Herz Genro
Réu
Ação Coletiva/ Ação Civil Pública
26/06/2014
Remessa ao Tribunal de Justiça
001/1.12.0273750-2
0361845-78.2012.8.21.0001 
12/11/2012
Tarso Fernando Herz Genro
Réu
Processo Cautelar/ Cautelar Inominada
20/06/2014
Aguarda Julgamento do Processo Apenso
001/1.12.0294366-8
0385979-72.2012.8.21.0001 
29/11/2012
Tarso Fernando Herz Genro
Réu
Procedimento Especial de Jurisdição Contenciosa/ Ação Popular
20/06/2014
Expedido Mandado
001/1.12.0088171-1
0115618-14.2012.8.21.0001 
20/04/2012
Tarso Fernando Herz Genro
Réu
Procedimento Especial de Jurisdição Contenciosa/ Ação Popular
22/05/2014
Ordenada Expedição de Mandado
001/1.12.0279293-7
0368179-31.2012.8.21.0001 
16/11/2012
Tarso Fernando Herz Genro
Réu
Processo Cautelar/ Exibição de Documentos ou Coisas
25/04/2014.

CLIQUE AQUI para examinar a página da Justiça Estadual.

Vá esta noite com seus amigos e conhecidos. Os melhores no gênero, segundo Vejinha.
www.biermarkt.com.br

Saiba por que apesar de réu condenado, Tarso Genro ainda não perdeu direitos políticos.

O governador Tarso Genro não está inscrito na Lei da Ficha Suja porque a sentença do juiz da 1a. Vara da Fazenda Pública (leia nota abaixo) ainda não foi confirmada por órgão colegiado (segundo grau).

. Ele pode recorrer sem que os efeitos da sentença ocorram na prática.

Réu condenado na 1a. Vara da Fazenda Pública, Tarso Genro acaba de recorrer ao Tribunal de Justiça

Condenado por improbidade administrativa pela 1a. Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, protocolou recurso e a ação 001/1.05.0256300-5 foi remetida quarta-feira para o Tribunal de Justiça do RS.

. A Justiça cassou os direitos políticos do réu, multou-o em R$ 10 mil e proibiu-o de contratar com qualquer ente público. 

. O governador foi condenado por improbidade administrativa relacionada a atos praticados durante o período em que foi prefeito de Porto Alegre — de 1993 a 1996 e de 2001 a 2002. O caso envolve a sistemática contratação temporária — sem concurso público — pela prefeitura de médicos e enfermeiros, além de outros postos ligados à área da saúde entre 1993 e 2002. Também foram condenados pela juíza Vera Regina Cornelius da Rocha Moraes, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central de Porto Alegre, os ex-prefeitos Raul Pont e João Verle e o atual deputado federal Henrique Fontana (PT-RS), que foi secretário da Saúde da capital gaúcha entre 1997 e 1998.

. De acordo com a denúncia do Ministério Público, a prefeitura apontava necessidades emergenciais quando a demanda seria permanente, o que descaracterizava a motivação citada para as contratações emergenciais. Outro aspecto citado pelo MP foi o fato de concursos para o preenchimento de vagas estarem em andamento. Ao preterir estes candidatos em prol da contratação temporária, segundo a promotoria, houve ofensa aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade administrativa e do ingresso em cargo público mediante concurso público.

. Em sua sentença, a juíza afirmou que o fato de a prefeitura ter promovido diversas contratações temporárias entre 1993 e 2002 comprova que não havia necessidade emergencial, e sim permanente. Ela citou expediente do Tribunal de Contas do Estado em que a prefeitura de Porto Alegre teria se comprometido a organizar concurso público após a municipalização da saúde, em 1996, mas informou que a administração municipal manteve as contratações temporárias. Em alguns casos, havia concurso público em andamento ou finalizado — como ocorreu com cirurgiões-dentistas e assistentes sociais —, o que tornava desnecessária a contratação temporária de profissionais, para Vera Regina Moraes.

. Como consta da sentença, alguns candidatos aprovados aguardaram até dois anos para assumir as vagas, enquanto “alguns contratos sob a forma temporária foram privilegiados”. Como as necessidades eram permanentes, segundo a juíza, não se sustenta a alegação de que as contratações eram emergenciais, sem necessidade de concurso. Outra irregularidade apontada por ela diz respeito ao tempo de duração dos contratos. A Lei municipal 7.770/96 limitava os contratos a 120 dias, renováveis pelo mesmo período, o que os limitava a oito meses, mas houve servidores que permaneceram no cargo por mais de um ano, de acordo com Vera Moraes. Ela afirmou que o dolo está presente porque, enquanto administradores públicos, os réus violaram os princípios que regem a atuação deles.

Clique aqui para ler a decisão.

Chuvas que não param destruiram pontes, ruas e produziram 11,5 mil desabrigados. Até plantio do trigo não pode ser feito.

Ponte destruída no Sul do Estado. Postagem no
Face do editor.



As inundações decorrentes das chuvas fortes no Rio Grande do Sul deixaram 11,5 mil desabrigados no estado até este domingo.  No levantamento anterior divulgado pela Defesa Civil, os dados eram de 10.749 pessoas afetadas.

. Continua chovendo nesta segunda, repetindo o que acontece há uma semana em todo o Estado.

. As chuvas deixaram desabrigados, destruiram estradas e pontes, mas também impedem que tenha início o plantio da safra de trigo, que já vai passando da hora.

. Foram 62 município atingidos pelas enchentes, estando 2.615 pessoas abrigadas em ginásios de esportes, centros comunitários, escolas e salões de baile. Outras 8.886 estão alojadas em casas de amigos e parentes.
As cidades que devem decretar situação de emergência são: Alpestre, Cristal do Sul, Chiapetta, Vicente Dutra, Barão do Cotegipe, Erval Grande, Caiçara, Cerro Grande, Crissiumal, Derrubadas, Getúlio Vargas e Tiradentes do Sul. O município mais atingido é o de Iraí, com 1,3 mil pessoas fora de suas casas. A cidade, que fica na divisa com Santa Catarina, decretou calamidade pública.

. Neste domingo, os rios do noroeste do estado começaram a baixar o nível da água, o que permitiu a muitas famílias se prepararem para retornar às suas casas, assim como no oeste de Santa Catarina.
No oeste do Rio Grande do Sul, porém, o risco de inundações ainda é alto, devido a possíveis cheias do rio Uruguai. Pelo menos dez rodovias do estado tiveram o tráfego interrompido por causa de deslizamentos e inundações.


. Chuvas fortes e ventanias também foram registradas no fim de semana nas regiões sudoeste, centro e leste do Rio Grande do Sul, devido a um ciclone extratropical que se formou no Oceano Atlântico.

Saiba quem são os candidatos a governador, vice e senador no RS

As chapas majoritárias (governador, vice e senador) já estão completadas em Porto Alegre. A seguir, seguindo a ordem e tendo por último a coligação partidária, vai a relação atualizada de hoje:

Ana Amélia  Lemos  (PP)
Cassiá Carpes  (SDD)
Simone Leite  (PP)
PP, PSDB, SDD e PRB

Tarso Genro  (PT)
Abgail Pereira ( PC do B)
Olivio  Dutra  (PT)
PT, PTB, PCdoB, Pros, PTC, PPL e PR

José Ivo Satori  (PMDB)
José Paulo Cairoli (PSD)
Beto Albuquerque (PSB)
PMDB, PSB, PSD, PPS, PTdoB, PHS, PSL e PSDC

Vieira da Cunha (PDT)
Flávio Gomes (PSC)
Lasier Martins (PDT)
PDT, DEM, PSC, PEN e PV

Roberto Robaina (P-Sol)
Gabrielle Tolotti ( P-Sol)
Julio Flores ( PSTU)
P-Sol e PSTU

Humberto Carvalho (PCB)
Nubem  Medeiros (PCB)
PCB

Edison  Bilhalva (PRTB)
Hermes Aloisio Silva de Souza ( PRTB)

João Carlos Rodrigues (PMN)

Editorial, O Estadão - Desastre nas contas públicas

No caminho do despenhadeiro econômico com a projeção de um PIB de 1,4% e inflação de até 8% para este ano, a situação desastrosa das contas públicas passou a somar-se ao cenário de más notícias, porque se agravou em maio com um déficit primário de R$ 11,05 bilhões, o pior resultado para o mês e o segundo pior de toda a série oficial, superado somente pelo rombo de R$ 20 bilhões em dezembro de 2008, no começo da crise global. É disto que trata o editorial de hoje do jornal O Estado de S. Paulo. Leia tudo:

 Só um otimismo extraordinário permite apostar, neste momento, no resultado prometido para o ano, um superávit primário de R$ 99 bilhões para todo o setor público - União, Estados, municípios e companhias estatais. O resultado de cinco meses ficou em R$ 31,48 bilhões, 32,62% menor que o de igual período de 2013. Será preciso multiplicar o acumulado de janeiro a maio por pouco mais que três para alcançar a meta fixada para 2014. O superávit primário é destinado ao pagamento de juros da dívida pública, mais precisamente, de uma parte dos juros, porque uma fatia dos compromissos é sempre rolada.

. O resultado obtido em 12 meses, um saldo primário de R$ 76,06 bilhões, ficou em 1,52% do Produto Interno Bruto (PIB) estimado para o período, muito longe, portanto, da meta de 1,9% programada para o ano. Em geral, os números do primeiro semestre são os mais favoráveis e garantem alguma gordura para ser consumida nos meses seguintes, quando os governos tendem a aumentar as despesas tanto de custeio quanto de investimento. Neste ano, o conjunto do setor público foi incapaz de juntar essa reserva e com isso ficará mais difícil produzir o resultado final.

. Ainda assim, o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Túlio Maciel, tentou, ao apresentar os dados fiscais, mostrar algum otimismo quanto ao alcance da meta. 

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Saiba por que Fortunati critica os jornalistas em vez de criticar seu verdadeiro algoz, Dilma Roussef.

O verdadeiro algoz do prefeito José Fortunati nesta Copa não são os jornalistas que mostram a cidade esburacada, embora reconhecendo o mérito dele ao concluir e entregar duas obras vitais para o sucesso da mobilidade urbana durante os dias de jogos, no caso os viadutos da Pinheiro Borda e do Eixo da Rodoviária.

. Ele poderia ter apontado quem o traiu miseravelmente, no caso a presidente Dilma Roussef, que lhe prometeu o financiamento de R$ 483 milhões da Caixa Federal, capaz de suportar as 14 obras inicialmente programadas, mas só liberou o dinheiro quando o próprio prefeito já tinha esgualepado as finanças municipais, em déficit há dois anos, depois de dez anos de superávit.

. Clique na imagem a seguir para entender melhor. O comentário em vídeo e áudio é intitulado Saiba por que Fortunati critica os jornalistas em vez de criticar seu verdadeiro algoz, Dilma Roussef.

José Serra finalmente decide ser candidato. Ele disputará o Senado por SP.

Após reunião na madrugada desta terça-feira no Palácio dos Bandeirantes, PSDB anuncia ex-governador José Serra ao Senado, com o deputado tucano José Aníbal e o presidente do PRB, Marcus Pereira, na suplência; acordo prevê que 14 dos 15 partidos aliados apoiem composição da chapa, solucionando o último impasse que impedia o registro de candidatura da chapa do governador Geraldo Alckmin.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
Local único em Porto Alegre: a cantina fica nos antigos
túneis da Brahma, repaginados, no shopping TOTAL.
www.famigliafacin.com.br

10 maiores varejos do mundo estão todos nos EUA, Alemanha, Inglaterra e França

Estes são os 10 maiores comércios de varejo do mundo, segundo revela a revista Exame. O Brasil apresenta um dos colocados no ranking ampliado, Lojas Americanas, em 162 lugar. Os 10mais são todos dos EUA, Inglaterra, Alemanha e França.

1.Walmart
País de origem: Estados Unidos.
2.Tesco
País de origem: Reino Unido
3.Costco
País de origem: Estados Unidos
4.Carrefour
País de origem: França
5.The Kroger
País de origem: Estados Unidos
6.Schwarz UnternehmensTreuhand
País de origem: Alemanha
7.Metro AG
País de origem: Alemanha
8.Home Depot
País de origem: Estados Unidos
9.Aldi Einkauf GmbH & Co
País de origem: Alemanha
10.Target
País de origem: Estados Unidos

Prefeito Eduardo Leite resolve reformar seu secretariado em Pelotas

O prefeito Eduardo Leite, Pelotas, terceiro município mais populoso do RS (328 mil habitantes) anunciou nesta segunda-feira, 30 de junho de 2014, reforma em setores do seu governo. São cinco alterações no primeiro escalão. O prefeito anunciou que fará mais mudanças e enviará projeto para a Câmara com o objetivo de alterar o organograma do primeiro escalão do governo.

Confira as mudanças

SQA - Neiff Satte Alam será substituído pelo engenheiro civil e agrícola Luiz Fernando Van Der Laan, filiado ao PSDB.
Secult - O superintendente Giorgio Ronna (PPS), secretário interino desde a saída de Beatriz Araújo, foi efetivado no cargo. Para a superintendência ocupada por Ronna irá a professor Clotilde Vitória(PPS), ex-pró-reitora da UCPel e integrante da Secult.
Coordenadoria de Transparência - O superintendente administrativo da Secretaria de Educação e Desportos (Smed), ex-procurador do Município e ex-titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Carlos Mário dos Santos (PP), assume a titularidade da pasta, vaga desde a saída de Hilda de Souza.
Smed - Carlos Mário será substituído pela advogada Greicy Peglow da Silva (PSDB). Edmar Kroning deixa a superintendência de gestão escolar para Marco Cunha (PSDB).
Prevpel - O prefeito está submetendo ao Conselho Deliberativo do Prevpel lista tríplice encabeçada pelo nome do servidor municipal aposentado Wilson Tissot, ex-diretor financeiro da Secretaria de Finanças, para ocupar o cargo de Diretor-Presidente no lugar de Roberto Pinto.
Sanep - O superintendente industrial Agostinho Martins Neto (presidente do PTB) deixa o cargo e passa a ocupar uma das Assessorias Especiais vinculadas ao gabinete do prefeito. O substituto da vaga aberta no SANEP deverá ser anunciado nos próximos dias.

Saúde - A superintendente de atenção básica Ana Lúcia Costa passa a ocupar a superintendência administrativa da Secretaria de Saúde. Em seu lugar, assume a servidora Eliedes de Freitas Ribeiro.  O atual superintendente administrativo Gilnei Brauner deixa a SMS e passa a reforçar os quadros da Coordenadoria de Estratégia e Gestão (CEG).

Padilha reúne coordenadorias do PMDB para montar comitês Sartori-Temer

Hoje ao meio dia, numa galeteria de Porto Alegre, o deputado Eliseu Padilha reunirá os representantes das 33 coordenadoras do PMDB no RS para tratar da formação de comitês Sartori-Temer.

. Leia-se Sartori-Dilma. Serão os comitês Diltori.

. O candidato do PMDB foi convidado, não irá, mas não endossa e nem desendossa o que fará Padilha.

Luiz Carlos Bohn assume neste momento a presidência da Fecomércio do RS

Num café da manhã que começou ainda há pouco (8h30min) assumiu o novo presidente da Fecomércio do RS, Luiz Carlos Bohn. Ele sucede Zildo de Marchi.

Câmara terá sessão solene pelos 10 anos da morte de Brizola nesta quarta-feira

Terá sessão solene na Câmara dos Deputados a solenidade de comemoração dos dez anos da morte do ex-governador Leonel Brizola. Naquele exato momento, se o governador tiver razão no que afirmou na convenção de sábado do PT, Brizola deverá estar se revirando no túmulo, contrariado com a coligação PDT-DEM no RS.