Governo Dilma Roussef acaba com Bolsa Empresário do BNDES e fica com dívidas de R$ 214 bilhões

Entre as 100 mais estão Norte Energia, Petrobrás, Raízen Energia, Fiat e Vale. As cinco pessoas que mais ganharam dinheiro foram Eraí Maggi Scheffer, Nelson Vigolo, Eliseu Scheffer, José Oswaldo Mendonça e José Scheffer. CLIQUE AQUI para verificar a lista dos maiores beneficiários. No RS, um dos grupos beneficiados é Randon, de Caxias. 

O jornalista Dimmi Amora faz revelações surpreendentes na edição de hoje da Folha de S. Paulo, ao informar que o governo resolveu acabar com o PSI, o Programa de Sustentação de Investimentos, que ao morrer deixou uma conta para pagar de R$ 214 bilhões.

São empréstimos subsidiados do BNDES, a chamada "bolsa empresário".

A maior parte do valor, R$ 184 bilhões, será contabilizada como dívida pública da União, portanto dos contribuintes que bancaram a "bolsa empresário". O restante do valor, R$ 230 bilhões, será bancado pelo Tesouro até 2041.

O PSI não ofereceu à economia um estímulo à altura dos desembolsos realizados desde 2009, quando o PSI foi criado para ajudar a tirar o País da crise global. Os benefícios foram pontuais em alguns setores e maiores para grandes empresas.

O jornal usou a Lei de Acesso à Informação e obteve as planilhas de quase um milhão de empréstimos do PSI, que liberou R$ 362,3 bilhões no total, entre 2009 e 2014. cobrando juros abaixo da inflação.

1% dos 315 mil beneficiados recebeu 56% dos empréstimos subsidiados, R$ 203 bilhões. Do grupo só fizeram parte grandes empresas e até empresários.

Um universo ainda mais restrito, 31 maiores empresas, ficou com R$ 54 bilhões. Para eles, os juros foram ainda mais baixos e os prazos maiores.

A campeã do crédito farto e barato foi a Petrobrás, R$ 4 bilhões. Os outros maiorais foram grupos como o Grupo Maggi, e a ex-prefeita de Campos de Júlio, Mato Grosso, Claides Massuti.

Hoje, 23h, FHC na Globonews

Hoje, domingo, 23h, tem Fernando Henrique Cardoso na Globonews.

Artigo, Clóvis Rossi, Folha - O verdadeiro golpe

Dilma tem que parar de botar a mão no ombro do pérfido canalha latinoamericano. 


Já que gosta tanto de falar em golpe para se referir ao processo de impeachment que corre contra ela, a presidente Dilma Rousseff bem que poderia prestar um mínimo de atenção ao verdadeiro golpe em marcha.

Trata-se da iniciativa do governo venezuelano de tentar derrubar a supermaioria (112 deputados em 167) eleita pela oposição no dia 6 de dezembro –e que tomam posse na próxima terça-feira, 5.

O governo, como vem relatando o excelente correspondente da Folha em Caracas, Samy Adghirni, conseguiu da Justiça a cassação de três dos deputados da oposição, em um "golpe judicial", segundo a Mesa da Unidade Democrática, o conglomerado oposicionista.

O governo brasileiro não tem o direito de ignorar que a Justiça venezuelana é mero apêndice do Executivo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

RS é o Estado no qual a população menos cresce no Brasil

Nascem cada vez menos crianças no RS.


A presidente do Badesul, Suzana Kakuta, expõe para quem quiser ver, os gráficos que montou num Power Point para demonstrar de que modo a população do RS cresce cada vez menos.

O editor possui cópia do trabalho.

Entre 2000 e 2010, o RS registrou o menor crescimento populacional do Brasil,

No período, a taxa geométrica de expansão da população foi de apenas 0,49% ao ano, porque passou de 10,2 milhões para 10,7 milhões de habitantes. De 2010 para 2013, a taxa caiu para 0,46% ao ano e a população atual é de 10,8 milhões de habitantes.

No período 2000-2010, a população do RS cresceu 5%.

Eis os cinco Estados que mais avançaram no período:
Amapá, 40,7%
Roraima, 39%
Acre, 31,6%
Distrito Federal, 25,8%
Amazonas, 23,8%

E os que menos cresceram
RS, 5%
Bajhia, 7,3%
Paraná, 9,3%
Paraíba, 9,5%
Mionas, 9,7%

No Sul, o que mais cresceu foi Santa Catarina, 16,8%.

Natal Luz superlotou Gramado ontem a noite

O 35o Natal Luz, Gramado, RS, prosseguirá até o dia 17 de janeiro. Os espetáculos e a programação do evento, o maior do gênero no País, podem ser conferidos AQUI. 

Neste feriadão de fim de ano, a cidade está com lotação completa.

A presença mais notada é de turistas da região do Nordeste.

Na foto ao lado, a igreja católica localizada na zona mais central da cidade, local que atrai milhares de turistas.

A foto é de ontem a noite, foi obtida por iPhone e enviada ao editor por WhatsApp, serviço do leitor Richard Vincenzi.

Artigo, Fernando Gabeira - Maratona no escuro

O ano que começa hoje não é dos mais promissores. É um desses em que você diz “feliz ano-novo”, mas reconhece que é apenas uma maneira de dizer: as chances são escassas.

O ano velho terminou com uma vitória do governo no Supremo. Alguns consideram a salvação de Dilma. Se estivesse na UTI e fosse salvo por gente usando frases em latim, desconfiaria. Na penumbra do quarto pode soar como uma extrema-unção. Mais complexo, o impeachment dará tempo a ela para respirar. Resta saber o que fará com essa dose extra de oxigênio.

A troca de ministros na economia nos confunde. Caiu Joaquim Levy, subiu Nelson Barbosa. O discurso é de continuidade e o mercado parece não confiar nele. Já as forças que defendem Dilma parecem confiar no que diz o novo ministro e lamentam seu discurso. Com a manobra Dilma descontentou, simultaneamente, quem a apoia e quem a rejeita.

Indiferente às opiniões, a realidade marcha no ritmo implacável da lama de Mariana.

Crescem a inflação e o desemprego, Estados e municípios começam a dar sinais de quebradeira. Aqui, no Rio de Janeiro, a crise eclodiu na saúde, atingindo os mais pobres num momento de vulnerabilidade, buscando socorro médico nas emergências.


Este é o ano da Olimpíada. O colapso do sistema de saúde o inaugura.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Freeway espera retorno de 100 mil carros neste domingo

A Concepa, administradora privada da freeway Porto Alegre-Osório, espera o retorno de 100 mil carros a Porto Alegre, neste domingo.

Aécio critica veto de Dilma ao aumento de 11,6% no valor do Bolsa Família

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, criticou o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste do benefício do Bolsa Família pela inflação, 11,7%. O valor foi congelado. Segundo ele, a decisão da presidente prejudica a população que mais precisa do governo e não pode ser considerada um ato de responsabilidade fiscal. A correção do Bolsa Família pelo índice oficial de inflação (IPCA) constava da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), mas foi vetada na última quinta-feira por Dilma

Aécio disse que o governo poderia ter aumentado o benefício se quisesse. “Um reajuste de 11,6% do Bolsa Família teria impacto de cerca R$ 3 bilhões. Mesmo na atual situação de grave crise, esse não é um valor que iria gerar maiores problemas, sobretudo se se avaliasse seu impacto social”, disse.

CLIQUE AQUI para ler o inteiro teor da nota do PSDB.

Patos gigantes da Fiesp contra CPMF vão para os Estados

A Fiesp, leia-se Paulo Skaf, resolveu mandar para os Estados os patos gigantes iguais ao que instalou na Avenida Paulista para protestar contra a volta da CPMF.

O governo iniciará o ano para pressionar forte pela volta do imposto, prometendo repartir parte do butim com governadores e prefeitos.

Não se sabe se a Fiergs aceitará o presente.

É que a Fiergs é a mais fiel escudeira do governo Dilma Roussef no País.

Opinião do editor - Segurança pública: chegou a hora de suprir a omissão do governo Sartori

CLIQUE AQUI para examinar video de Fernando Chiarelli sobre segurança pública.


O assassinato do soldado Maysson Fagundes da Silva em Tramandaí, apenas potencializa o cenário de insegurança pública que existe no RS desde a posse do governador Ivo Sartori. A área é a pior avaliada pela população, com mais de 80% de rejeição, segundo pesquisa Methodus publicada pelo jornal Correio do Povo, Alguns tipos de crimes, como roubos de carros, registraram piora de 30% até setembro, conforme dados da própria secretaria da Segurança.
Ninguém está seguro - nem mesmo a polícia.
A deterioração da área da segurança pública nem de longe resume-se ao sumiço do policiamento ostensivo nas ruas gaúchas, mas é isto que mais aguça a percepção sobre a total ausência da autoridade pública no combate ao crime, o que coloca a população sob a mira dos bandidos, cada dia mais ousados.
Este problema imediato de insegurança pública pode e deve ser resolvido, mesmo sem aumento do efetivo, já que depende exclusivamente de gestão dos recursos humanos e materiais, o que não parece mais existir no RS. Há apenas ações reativas, mesmo assim insuficientes.
Como o governo estadual não parece disposto a enfrentar o problema, o que se espera é que Ministério Público Estadual, Poder Judiciário e Assembléia, e a própria sociedade gaúcha, tratem de começar a enfrentar para valer a defesa da vida e dos cidadãos gaúchos, começando por obrigar o governo a cumprir o que manda a Constituição Federal. Isto inclui a liderança por mudanças na gestão local da área, como também na legislação (regulamentação imediata das atividades de desmanches de veículos, para começar), mesmo a federal, já que para isto existem deputados federais e senadores que representam o RS.
É notável que entidades representativas da sociedade civil, como OAB, Ajuris, MJDH, pareçam tão conformadas e ausentes.
A pasmaceira diante da inatividade de Sartori não é aceitável nessa área.
Chegou a hora da ação dos outros Poderes e da sociedade gaúcha.

Brigadianos protestam em enterro de colega assassinado em Tramandaí

Pelo menos 200 pessoas, sobretudo brigadianos, foram ao enterro do policial militar Maysson Fagundes Anhanha da Silva, de 27 anos, assassinado na virada do ano na praia de Tramandaí, no Litoral Norte. Houve comoção e protesto no enterro.  Ele foi sepultado na manhã de sábado em Porto Alegre. Cerca de 200 pessoas fizeram o cortejo final no Cemitério Jardim da Paz, realizado ao som de sirenes de viaturas da BM.

Ele atuava no  11º batalhão.

A suspeita é de que o policial tenha sido reconhecido por criminosos de Alvorada. Um dos suspeitos, preso no final de semana, havia sido detido em novembro pela guarnição de Silva pelos crimes de roubo de veículo, porte ilegal de arma e tentativa de homicídio, por ter atirado contra os PMs. 

O comandante de Policiamento da Capital, tenente-coronel Mário Ikeda, acompanhou o sepultamento e destacou o trabalho diário da Brigada, com o aumento do número de prisões. 

- Diariamente prendemos os criminosos e em um curto espaço de tempo eles estão soltos. Isso, infelizmente, gera uma sensação de insegurança.

Canasvieiras e Ponta das Canas superlotaram de turistas argentinos

Os gaúchos que disputam espaços nas praias de Canas Vieiras e Ponta das Canas, Florianópolis, perceberam a volta e massa dos turistas da Argentina.

Nas duas praias só se fala portunhol neste verão.

Domingo será de sol nas praias do RS e de Santa Catarina

Domingo, 8h22 min
Porto Alegre, 22 graus
Gramado, 18 graus

No litoral norte gaúcho, onde se concentra 80% dos veranistas do Estado, em Torres, a temperaturas máxima deste domingo será de 27°C , com sol e nuvens. O mesmo ocorre na Capital, onde a máxima poderá chegar a 31°C. Em Florianópolis, há possibilidade de chuva, com temperaturas variando entre 22°C e 28°C.

O sol vai predominar no RS neste domingo, mesmo com a presença de nuvens no decorrer do dia.

Neste momento, 8h20min, o sol é franco e apenas poucas nuvens pintam o céu em Porto Alegre. Sopra brisa fraca e fresca.