PSDB desconfia de fraude. Por isto pede ao TSE auditoria especial sobre a votação e a apuração dos votos

O PSDB 36% de Aécio entrou nesta quinta no Tribunal Superior Eleitoral com um pedido de "auditoria especial" no resultado das eleições. A ação, assinada pelo deputado Carlos Sampaio (SP), pede que seja autorizada a criação de uma comissão formada por técnicos indicados pelos partidos políticos para a fiscalização dos sistemas de todo o processo eleitoral.

. Disse o deputado, que foi o coordenador nacional da campanha:

- Nas redes sociais os cidadãos brasileiros vêm expressando, de forma clara e objetiva, a descrença quanto à confiabilidade da apuração dos votos e a infalibilidade da urna eletrônica, baseando-se em denúncias das mais variadas ordens.

. O editor já recebeu dezenas de denúncias por escrito, videos, fotos.

. A auditoria pode levar à identificação de problemas simples e até de crimes eleitorais, recontagem de votos e a impugnação das eleições. 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa. 

Puggina pergunta ao TSE, em tom de fúria: "Que diabo de eleição foi essa ?

No artigo que publicou hoje no seu blog, Percival Puggina vai logo advertindo que resolveu escrever sobre fato novo, valendo-se de notícias velhas.

. Leia tudo:

 Não faz um ano, nem dois, nem três, que os meios de comunicação e as redes sociais vêm divulgando análises técnicas independentes, estudos elaborados em universidades, opiniões de juristas, alarmantes experiências feitas por hackers e insistentes alertas de que o sistema de votação utilizado no Brasil é vulnerável e de que a transmissão de dados via internet também não proporciona segurança. É insistentemente dito que essas deficiências fazem com que o sistema usado em nosso país seja refugado por muitos outros. Salta aos olhos mais desatentos que um sistema de votação que não permite recontagem tem um gravíssimo e imperdoável pecado original.

Mais recentemente, após recusas em submeter o sistema a auditorias independentes, chegam às redes sociais notícias de urnas não zeradas no início da votação e de disparidade entre os resultados médios das seções com identificação digital e as seções com identificação documental em situações análogas. E por aí vai. É possível que o clima de desconfiança se nutra, também, de informações falsas. Mas as informações falsas só transitam graças à desconfiança propiciada, de um lado, pela inconfiabilidade do sistema e, de outro, pelas eloquentes insinuações de Dilma e de Lula sobre o que seriam capazes de fazer para vencer.


Não se trata de uma desprezível e deselegante inconformidade com a derrota. Eu não me prestaria para esse papel. Trata-se de algo grave, a cobrar posicionamento dos cidadãos que se sentem civicamente responsáveis. Instala-se, no país uma pesada suspeita sobre a higidez e a invulnerabilidade do sistema, conduzindo à incertezas sobre a legitimidade dos mandatos saídos das urnas dos dias 5 e 26 de outubro.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Andiara Petterle é nova vice de Jornais e Mídias da RBS

Em comunicado nesta quinta-feira, o Grupo RBS anunciou que Andiara Petterle assumirá a vice-presidência de Jornais e Mídias Digitais da empresa a partir de março de 2015. Atualmente CEO da Predicta — do portfólio da e.Bricks, empresa de investimentos digitais da RBS —, a executiva ocupará o cargo atualmente exercido por Eduardo Smith. 

. Desde 2011, está no Grupo RBS, nos postos de CEO da Predicta (empresa de ponta que atua na área de tecnologia para publicidade e mídia programática) e líder das empresas de mídia digital do portfólio da e.Bricks. Também é responsável pelo desenvolvimento da estratégia e integra cinco conselhos de administração de empresas que formam esse portfólio.

Saiba o que acontece neste momento com a economia brasileira

Muita gente que não acreditou nas mentiras de Dilma durante a campanha eleitoral, deve ter se surpreendido com a alta das taxas básicas de juros.

. O estado da eocnomia é o tema central da entrevista do link a seguir, concedida por Ricardo Sondermann, presidente do Instituto Liberal do RS. Ele foi entrevistado pelo Canal 13, TV Azteca, México.

. No site do Canal 13, estas foram as questões que ingteressaram o jornalista Cesar Sarmiento, condutor da entrevista.

. O texto vai em espanhol, como em espanhol também ocorre toda a entrevista, que é longa:

¿Por qué el desempleo registra altos niveles en Brasil? Ricardo Sondermann analizará la situación de su país en La Entrevista con Sergio Sarmiento.
¿Qué sucede en Brasil que sus reformas no funcionaron? Además, se analiza la popularidad de Lula Da Silva en los foros económicos y conversan sobre la futura ganadora de las elecciones en Brasil.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir tudo.


Bovespa sobe 2,5%; após alta de juros, bancos disparam mais de 7%

O Ibovespa fechou em alta de 2,52% nesta quinta-feira. A alta foi puxada, principalmente, pelos bancos Itaú Unibanco, Bradesco e Banco do Brasil. As ações preferenciais do Itaú (ITUB4), com prioridade na distribuição de dividendos, tiveram a maior alta da Bolsa, de 8,08%, a R$ 35,58. Os papéis ordinários do Bradesco (BBDC3) saltaram 7,74%, a R$ 34,79. O Banco do Brasil (BBAS3) teve ganhos de 7,03%, a R$ 27,25. As ações dos bancos foram influenciadas pela alta da taxa básica de juros(Selic). Na véspera, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, subiu a taxa de 11% para 11,25% ao ano. Os papéis do Bradesco também subiram devido à divulgação, mais cedo, do balanço do terceiro trimestre. 

. As ações da Petrobras também tiveram alta expressiva. As preferenciais (PETR4) subiram 2,14%. Os bancos e a petroleira têm grande peso sobre o Ibovespa. 

. Na véspera, a Bolsa havia caído de 2,45%.


Dólar - No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 2,45%, cotado a R$ 2,408 na venda. Foi o terceiro recuo seguido e a maior queda percentual diária em mais de um ano, desde 18 de setembro de 2013, quando a moeda norte-americana havia perdido 2,89%. É também o menor valor de fechamento desde o dia 14, quando a moeda encerrou o dia valendo R$ 2,401. 

JP Morgan prevê mais três tranches de 0,25% na taxa Selic até março

O banco JP Morgan enviou esta tarde uma nota aos seus clientes Premium, avisando que novos aumentos das taxas de juros podem ser esperados para os próximos meses, o que elevaria o total até o limite de 112% em março. O editor teve acesso a uma cópia.

. Leia:

Após a inesperada divulgação do aumento da Taxa Selic de 11% para 11,25% ontem, a equipe de análise do JP Morgan decidiu revisar sua projeção para a taxa de juros brasileira. Esperamos agora três aumentos consecutivos de 0,25% na Taxa Selic nas próximas reuniões do Copom, levando a mesma para 12% em março de 2015. A decisão do Copom de subir os juros na reunião desta semana se deu pelo nível mais alto do Dólar em relação ao Real e a conseqüência negativa disso na inflação, que segue ao redor do topo da meta estipulada pelo Banco Central (6,5%). Devido a esse cenário desafiador para a economia do país, no qual as agências de rating vêem um rebaixamento da nota brasileira (perda do Invesment Grade) como uma possibilidade real, estamos diminuindo a projeção do PIB de 2015 de 1,5% para 0,6%.


Seguimos com uma visão cautelosa na alocação de nossos portfólios, preferindo investimentos em ativos de baixo risco (indexados ao CDI) e atrelados ao dólar.

Aeroporto Salgado Filho irá para a iniciativa privada

Livre do patrulhamento do PT do RS, dominado pela seita comunista da DS, a presidente Dilma Roussef leiloará o Aeroporto Salgado Filho para investidores que se interessem em investir nele e administrá-lo.

Por ordem de Dilma e projeto de Beto Albuquerque, multas de trânsito aumentarão até 900% mais a partir deste sábado

A partir de sábado, motoristas que provocarem situações de risco no trânsito estarão sujeitos a pagar mais caro pelas infrações. Em alguns casos, muito mais caro: o aumento no valor das multas, determinado a partir da sanção presidencial de%  uma lei que altera 11 artigos do Código Brasileiro de Trânsito, pode chegar a 900%.

Os artigos se referem, principalmente, a ultrapassagens em estradas e a disputas de rachas. As mudanças, conforme o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), podem resultar em mais segurança para motoristas e pedestres, além de preservar a infraestrutura urbana.

. Quem for flagrado ultrapassando pelo acostamento, por exemplo, em vez de receber multa de R$ 127,69, como prevê a lei atual, vai passar a pagar R$ 957,70 – valor mais de sete vezes maior.

- O projeto que reajustou os valores de multas foi elaborado em 2007 pelo deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) e sancionado em maio pela presidente Dilma Rousseff. 

Salário do presidente e dos diretores da Procempa tiveram reajuste salarial de 82,95%. Sindicalistas do PSTU nem piam.

Ao lado, o petista Mário Teza, novo presidente da Procempa.


O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados no Estado do Rio Grande do Sul (Sindppd-RS), presidido por Vera Guasso, nem sequer chiou quando o salário do atual presidente da Procempa, Mario Teza, foi reajustado em mais de 80%, menos de quatro meses depois de ter tomado posse. 

. Em assembleia-geral extraordinária, realizada no dia 23 de setembro de 2014, o Conselho de Administração, com a presença de Tavares, subiu o salário do presidente e dos diretores para R$ 18.295,55. 

. O aumento foi de mais de R$ 8 mil. 

Acovardado diante da investida petista, prefeito Fortunati entrega Procempa ao comando do PT

O PT fez menos de 10% dos votos em Porto Alegre. Apesar da derrota acachapante para Fortunati, acabou levando a Procempa. 



Nesta quinta-feira a tarde o editor recebeu confirmação de que José Antonio Dias Tavares, chefe de gabinete da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) e filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) há 25 anos, desde 21 de março de 1989.

. Depois que enfretou pesadíssima oposição petista na Cãmara, inclusive via CPI, e também sofrer investigações da Polícia Federal, o prefeito José Fortunati, PDT, parece ter se rendido e loteou a Procempa para o PT.

. Além de Dias Tavares, também é do PT o atual presidente da companhia, o técnico em informática Mario Luiz Teza, filiado ao Partido há três décadas.

. A presença de Tavares e a intervenção dele em todos os assuntos da Procempa estão inquietando os funcionários. Ele participa ativamente até das reuniões do Conselho de Administração. Para muitos, passou a ser considerado uma espécie de diretor. À boca pequena, servidores e colaboradores chamam-no “rainha”.

TCU já tinha advertido o governo sobre chance de corrupção no Pronaf

O Tribunal de Contas da União (TCU) alerta há seis anos o governo federal sobre fragilidades no controle da concessão dos financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Em 2008, uma auditoria apontou que o "programa está permeado por pontos de fragilidade que permitem a ocorrência de fraudes". Um das principais vulnerabilidades é a verificação dos dados fornecidos para emissão do documento que habilita o produtor a ter acesso ao empréstimo, concedido com taxa de juros mais baixas.

. O MDA, até há pouco comandado pelo deputado gaúcho Pepe Vargas, demonstra resistência em modificar o modelo de emissão da DAP. Nos bastidores, justifica que o público alvo do Pronaf tem dificuldade para reunir a documentação. Se fosse exigida comprovação, o alcance do programa seria restrito. Conforme o TCU, o processo de inscrição dever ser aprimorado ao cruzar informações com outros cadastros do governo.

. Atualmente, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) investigam a suspeita de desvios do Pronaf no Rio Grande do Sul. O esquema teria prejudicado 6,3 mil produtores em Santa Cruz do Sul e Sinimbu, e desviado cerca de R$ 79 milhões. Parte do o dinheiro teria irrigado campanhas políticas. As vulnerabilidades do Pronaf também foram alertadas ao governo federal pela Controladoria-Geral da União (CGU). Uma auditoria publicada em 2012 destacou as fragilidades do sistema de inscrição no programa, feita por meio da DAP, com dados apresentados sem exigência de documentação comprobatória.A auditoria ressalta que as inscrições podem ser feitas de forma descentralizada por entidades credenciadas ao MDA. O modelo é adotado em virtude da capilaridade nacional do Pronaf e da falta de estrutura própria para o ministério realizar a fiscalização.

Empresas de TI dizem que unificação do cálculo do PISZ e Cofins representa aumento selvagem de impostos

A Assespro protestou esta tarde contra a proposta de unificação do cálculo do PIS/ Cofins, alegando que ela prejudica o setor de serviços, em especial  o de Tecnologia da Informação (TI). O prejuízo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), ocorreria porque as empresas de serviços gastam a maior parte de seus recursos com mão de obra, o que não gera crédito. 

. Em nota enviada ao editor, a Confederação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro Nacional) posiciona-se contrária à unificação, conforme diz Robinson Klein, presidente da Regional Sul: 

- Vamos nos mobilizar contra este tipo de medida. As empresas não têm mais margens para cobrir novos custos, que só têm aumentado nos últimos anos com a falta de recursos humanos e a inflação dos custos de serviços. Paralelamente, o mercado está recessivo e nada receptivo a aumentos”.  

. Se concretizada, a unificação da base de cálculo afetará aproximadamente 2,6 milhões de empresas do país, o que representa 36% das prestadoras de serviços em atividade. Segundo levantamento produzido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) a pedido da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon) a carga tributária do setor de serviços pode aumentar em R$ 35,2 bilhões.

A mudança

O sistema de apuração do PIS e da Cofins não-cumulativo define uma lista de custos e despesas que pode gerar créditos tributários a serem deduzidos da carga dos tributos das empresas. A maior parte dos prestadores de serviços opta pelo regime mais antigo, o cumulativo, que não considera dedução de créditos tributários e tem PIS e Cofins menores (de 3,65%, quando somadas). Se forem obrigadas a migrar para o regime não-cumulativo, as empresas de serviços terão elevação de tributos. 

Senado aprova convite para ouvir Graça Foster sobre gás da Bolívia

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou nesta quinta-feira, um convite para ouvir a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, sobre um pagamento extra no valor de US$ 434 milhões feito pela estatal brasileira à Bolívia pelo envio de um excedente de gás natural do país vizinho ao Brasil.

. Autor do requerimento de convite, o presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB), quer que Graça participe, até o final do ano, da audiência pública conjunta da comissão que preside e da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) para tratar do assunto.

. Por se tratar de convite, de acordo com o regimento interno da Casa, Graça Foster não é obrigada a comparecer.

O Paraná tem, mas o RS não possui um serviço estatal de tecnologia e informações ambientais

O RS não possui empresa própria do governo estadual que trate da tecnologia e informações ambientais.

. O Paraná tem.

. Está aí um serviço que não é contemplado nas propostas de governo do novo governador José Ivo Sartori.

CLIQUE AQUI para examinar o caso do Paraná.

Gestora de fundos quer investir em empresas de TI do Brasil. Saiba quem tem mais chance.

Gestora mandou dizer esta tarde ao editor que busca empresas inovadoras do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, com faturamento entre R$ 5 milhões e R$ 200 milhões no ano, que possuam soluções voltadas para gestão corporativa, green IT ou saúde.

A Invest Tech, focada na gestão de fundos de Venture Capital e Private Equity para o mercado de TIC, iniciou a operação do seu segundo Fundo de Investimento em Participações (FIP), o Capital Tech II. Com capital comprometido de R$ 209 milhões – cerca de 14% a mais do que o valor previsto inicialmente –, obtidos a partir de investidores internacionais, como CAF e Grupo Telefónica, além dos nacionais mais tradicionais e técnicos do setor, como FUNCEF, FINEP e BNDES, o fundo é estruturado e gerido pela Invest Tech de acordo com a instrução CVM 391, e tem como foco empresas inovadoras do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), com faturamento entre R$ 5 milhões e R$ 200 milhões no ano.

. O Capital Tech II prevê investimentos em sistemas de TI que rompam paradigmas, incluindo gestão de mobilidade, infraestrutura, tomadas de decisão, processos de TI, cloud e sistemas embarcados. Há também interesse por soluções da área da Saúde, para monitoramento de pacientes, prontuários, processos e custos, além de modelos de eficiência em Tecnologia Verde, referentes à reciclagem, Smart Grid, otimização da cadeia de recursos naturais, entre outros. “De uma forma geral, buscamos empresas onde a tecnologia da informação possa ser utilizada como alavancadora de performance e catalisadora de diferenciais operacionais”,
Capital Tech I

. A Invest Tech realiza, desde 2008, a gestão do Capital Tech I, fundo de participações de R$ 31,4 milhões voltado para empresas médias com atuação nos segmentos de saúde, tecnologia limpa e tecnologia da informação, com investimentos do BNDESpar, FINEP, FUNCEF, BID e pessoas físicas. Já em dezembro de 2010 havia investido em 6 empresas, que atualmente já se encontram em fase de desinvestimento.

Contatos: http://www.investtech.com.br/pt/index.php

Quem é - Fundada em 2004, a InvestTech é uma Boutique de Investimentos focada na gestão de fundos de Venture Capital e Private Equity para o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC). Seus gestores possuem mais de 20 anos de experiência em assessoria para M&A (fusões e aquisições), contabilizando mais de 30 transações envolvendo grandes instituições nacionais e internacionais, como Sonda Procwork e Telsinc, CPM Braxis e Gávea, IT Mídia e Dynamo, TBA e Tata, Pimentel e Braxis, entre outras. Em 2013 a Invest Tech consolidou o lançamento do seu segundo Fundo de Investimentos em Participações, o Capital Tech II, com orçamento de R$ 209 milhões, obtidos a partir de investidores internacionais, como CAF e Grupo Telefónica, além dos nacionais mais tradicionais e técnicos do setor, como FUNCEF, FINEP e BNDES.

Acuada pelo Congresso, Dilma terá de enfrentar a síndrome do “pato manco”

“Lame duck” é a expressão usada nos Estados Unidos para definir um presidente que está no cargo por direito, mas que não consegue governar por falta de força política. O “pato manco”, na tradução para o português, fica refém do Congresso, ilhado pela oposição ou pela fragmentação dos aliados. A reeleição apertada coloca Dilma Rousseff (PT) às voltas com esse fantasma.

. Dois dias após a vitória sobre Aécio Neves (PSDB), a Câmara dos Deputados derrubou o decreto presidencial que obrigava que decisões governamentais de interesse social tivessem de ser submetidas a conselhos populares. A proposta era uma bandeira petista. No mesmo dia, Dilma recuou na sugestão de fazer a reforma política por plebiscito e admitiu a utilização do referendo, caminho defendido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

. Não é a oposição, no entanto, quem mais incomoda Dilma. Os nove partidos que integraram a coligação de Aécio mais os cinco da chapa de Marina Silva (PSB) controlam hoje 151 das 513 cadeiras da Câmara. O problema está no descontentamento do principal aliado de Dilma, o PMDB.

. Ao todo, 283 dos 513 atuais deputados se reelegeram. No Senado, 59 dos atuais 81 senadores permanecem no cargo a partir de fevereiro.

América Latina é a região mais desigual do mundo

A América Latina é a região mais desigual do mundo depois que o número de bilionários aumentou em 38% no último ano, segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira.

Na América Latina, "os mais ricos tem quase 50% da renda da região enquanto os mais pobres têm apenas 5%", informou em relatório a ONG Oxfam. O aumento de bilionários na região entre 2013 e 2014 foi muito superior a qualquer outra região do mundo.

Dólar chega a cair 2,7%, perto de R$ 2,40, e Bovespa avança 1,8%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava em alta nesta quinta-feira, e o dólar comercial caía, após o Banco Central elevar a Selic em 0,25 ponto percentual, a 11,25%.

. A avaliação do BC é de que a alta expressiva da inflação em setembro e o avanço de cerca de 10% da moeda norte-americana de setembro para cá aumentaram ainda mais os riscos aos preços.

. Por volta das 12h25, a Bolsa subia 1,77%, a 51.954,65 pontos, e o dólar recuava 2,7%, a R$ 2,402 na venda.

PIB dos EUA cresce 3,5% no 3º tri impulsionada pelo comércio

O déficit comercial menor e um salto nos gastos com defesa sustentaram o crescimento econômico dos Estados Unidos no terceiro trimestre, mas outros detalhes do relatório divulgado nesta quinta-feira indicaram certa perda de ímpeto na atividade.

. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa anual de 3,5%, informou o Departamento do Comércio nesta quinta-feira, superando a expectativa de economistas de 3%.

. O déficit comercial menor refletiu uma queda nas importações, que caíram no ritmo mais rápido desde o quarto trimestre de 2012. Isso foi atribuído principalmente à queda nas importações de petróleo. O comércio contribuiu com 1,32 ponto percentual ao crescimento.

Oi disponibiliza aplicativo que inclui o 9º dígito nos celulares

No próximo dia 2 de novembro, o nono dígito será agregado aos telefones móveis dos estados do Amapá (DDD 96), Amazonas (DDDs 92 e 97), Maranhão (DDDs 98 e 99), Pará (DDDs 91, 93 e 94) e Roraima (DDD 95). A medida segue uma resolução da Anatel que determina o aumento da capacidade de numeração  para o Serviço Móvel Pessoal em todo o Brasil.

. Para simplificar a atualização da agenda do celular, a Oi vai colocar à disposição dos usuários dos sistemas iOS e Android, o aplicativo gratuito Oi 9º Dígito que insere automaticamente o dígito 9 na frente dos números e pode ser utilizado por clientes de qualquer operadora.

. Baixe gratuitamente o aplicativo Oi 9° Dígito para iPhone e Android e atualize os contatos na sua agenda.

ANAC autoriza uso de celular e tablet durante todo o voo

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) liberou, nesta quinta-feira, o uso de equipamentos eletrônicos como celulares, tablets, câmeras fotográficas e outros, a bordo durante todas as fases do voo.

. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje e a companhias aéreas já podem solicitar à Anac autorização para que os passageiros utilizem os aparelhos, que precisam estar no modo "avião".

Padilha poderá ser ministro no governo do PT

O vice Michel Temer quer emplacar o deputado Eliseu Padilha no ministério de Dilma Roussef.

Doleiro pagava até contas da Petrobrás

Foi no âmbito deste caso a seguir que surgiram os nomes de Lula e Dilma no depoimento de Youssef aos procuradores e policiais federais em Curitiba, há duas semanas. Ao lado, capa de Veja desta semana.

Mais um escândalo envolve a Petrobrás, porque nesta quarta-feira foi publicada a informação de que o dono da agência de marketing Muranno Brasil, Ricardo Vilani, confirmou ter recebido R$ 3,5 milhões do doleiro Alberto Youssef, tudo relacionado com uma dívida que a estatal tinha com ele.

. O que disse Villani aos repórteres Fábio Fabrini, Andreza Matais e Ricardo Brandt, todos do Estadãqo:

- Um dia, toca meu celular, um número que eu não conhecia, e ouvi: “Olha, estou aqui. Quero resolver o negócio da Petrobrás. É o Primo”.

. Primo era um dos codinomes de Youssef.


. A história é tão escabrosa quanto as outras histórias envolvendo a estatal, porque a suspeita é de que Ricardo Villani recebeu dinheiro  para que calasse em relação aos esquemas de corrupção que conhecia. Ele alega que fazia serviços de relações públicas para a Petrobrás promover-se no exterior, mas tudo sem contrato. 

O PSDB parou, mas nem por isto seus eleitores vão parar.

O PSDB, o que quer dizer também o candidato Aécio Neves, deu por legitimado o processo eleitoral e não quer alimentar qualquer discussão sobre fraude, impugnação, impeachment, auditoria e recontagem de votos.

. "É bola para a frente", avisam os líderes do Partido.

. Tudo o que milhares de eleitores inconformados reclamam nas redes sociais (a imprensa tradicional não repercute o clamor de ninguém), os tucanos até compreendem, sabem que se trata de uma fração identificada com as jornadas de junho, mas acham que é preciso dar um passo adiante, já que não perceberam fraudes, embora entendam claramente que práticas criminosas de campanha eleitoral foram usadas de modo indiscriminado.

. O silêncio do PSDB sobre os protestos dos seus aliados de domingo já causa desconforto e questionamentos duros.

. O editor procurou durante toda a quarta-feira contatos com líderes nacionais do PSDB, mas não conseguiu uma única resposta. Nenhum deles também fala para a mídia tradicional, sequer para dizer o que o Partido pensa sobre os temas em discussão nas redes sociais.

. Se alguém agir, não será o PSDB e nem será Aécio.

CLIQUE na imagem a seguir para ver e ouvir o comentário do editor, intitulado O PSDB parou, mas nem por isto seus eleitores vão parar.


Programe-se: dia 6, prédio 50 da PUCRS, ato público sobre a queda do muro de Berlim

O Instituto de Estudos Empresariais do RS,  IE, está organizando, em parceria com a Fundação Friedrich Naumann e com os Estudantes pela Liberdade, ato público alusivo aos 25 anos da queda do muro de Berlim.

. O evento será dia 6, 18h30min, no auditório do prédio 50 da PUCRS, e contará com palestras de Stefan Traumann (Cônsul Alemão no RS), Joachim Günther (membro do parlamento alemão entre 1990 e 2013), Günther Maihold (Professor da UNAM) e do escritor gaúcho Percival Puggina.

  O editor visitou Berlim antes e depois da queda do Muro.

CLIQUE AQUI para conhecer a história.

Abrirá amanhã a Feira do Livro de Porto Alegre

Abrirá amanhã, sexta-feira, a nova edição da Feira do Livro de Porto Alegre. É a maior do Brasil em ambiente livre.

Felipe Vieira abrirá neste domingo o programa Poder, TV Record RS

O competente jornalista Felipe Vieira, Rádio Guaíba, abrirá neste domingo, 9h30min, o programa semanal Poder.

. Será na TV Record do RS.

. O primeiro entrevistado será o governador eleito José Ivo Sartori.

Assembléia cala sobre escândalos que envolvem os deputados Bohn Gass e Sossela

A Assembléia do RS prossegue surda, muda e cega diante dos escândalos que envolvem corrupção no Pronaf e improbidade do seu próprio presidente, deputado Gilmar Sossela.

. Os dois casos estão sob investigação do MPF e da PF, que ao contrário do que fizeram durante o governo Yeda Crusius, parecem preferir manter tudo sob sigilo estrito.

Heinze pede audiência pública para discutir escândalo do Pronaf no RS. Bohn Gass e Pepe Vargas serão chamados a se explicar.

Nesta quarta-feira, os deputados Celso Maldaner (PMDB-SC) e Luis Carlos Heinze (PP-RS) protocolaram na Comissão de Agricultura da Câmara um requerimento, que pede a realização de uma audiência pública, em Brasília, para tratar do Escândalo Pronaf, que envolve diretamente o deputado Bohn Gass, PT, e indiretamente o ex-ministro do MDA, Pepe Vargas

. A idéia dos parlamentares é convidar para a audiência representantes do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Ministério do Desenvolvimento Agrário, mais o deputado Elvino Bohn Gass (PT-RS) e o vereador de Santa Cruz do Sul, Wilson Rabuske (PT), apontados no inquérito como envolvidos no esquema.

 . 6 mil pequenos agricultores gaúchos, sobretudo do Vale do Rio Pardo, foram lesados em empréstimos frios. A fraude é investigada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal. O esquema teria prejudicado 6,3 mil produtores em Santa Cruz do Sul e Sinimbu, e desviado cerca de R$ 79 milhões. O inquérito aponta que a operação era realizada pela Associação Santa-cruzense dos Agricultores Camponeses (Aspac), ligada ao Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA). Eram usadas procurações assinadas pelos produtores para obter os empréstimos do Pronaf junto ao Banco do Brasil. Segundo as apurações, o dinheiro seguiria para as contas da Aspac, que repassava parte para campanhas políticas. Citado na investigação que apura supostos desvios no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o deputado federal reeleito Elvino Bohn Gass (PT-RS) subiu à tribuna da Câmara na tarde desta quarta-feira para se defender. O petista afirmou, diante dos colegas de parlamento, estar “profundamente indignado” e ser “vítima de uma grande injustiça”. Criticou o vazamento “seletivo” das informações do inquérito, que era sigiloso, às vésperas do primeiro turno das eleições.

O Grande Catão da Rodin, agora ele mesmo sob investigação da PF e do MPF, reclama de vazamentos

O deputado Bohn Gass, PT do RS, que agora reclama de vazamentos seletivos das investigações da Operação Colono, foi o Catão da CPI do Detran, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, durante o governo de Yeda Crusius (PSDB). No seu blog de hoje, escreve o jornalista Vitor Vieira:

. Ele era o grande inquisidor, em uma alegada operação de desvio de apenas 44 milhões de reais. Agora se trata de quase o dobro disso, e ele está envolvido bem no meio do rolo, e não está gostando. O que é isso deputado? Quer dizer que investigação boa é só contra os adversários? E o PT não fez nenhum vazamento na CPI do Detran, não é mesmo? "Quero de forma contundente repelir esse tipo de suposição, pois ela não é verdadeira. Nunca recebi recursos ilegais para financiar campanhas eleitorais e minhas contas sempre foram aprovadas pela Justiça Eleitoral", disse Bohn Gass. Isso é o que as investigações dirão. O deputado já teve acesso ao conteúdo da investigação. Afirmou que as interceptações telefônicas citadas não trazem linguagens em “códigos, senhas e falas cifradas”. Em uma das conversas, o petista trata da renegociação da dívida dos agricultores, segundo ele, um debate público entre Congresso, movimentos sociais do campo e governo. Ocorre que essa anistia era para encobrir as roubalheiras no Pronaf. O petista Bohn Gass é conhecido como "Surasco".

A MECÂNICA DA CORRUPÇÃO
Opinião do leitor
Vejamos: a idéia parecia interessante. 
Voce pega as procurações dos colonos. 
Faz emprestimos. Pega uma parte ou o todo (para voce e sua associação de interesses).
E depois vai a Brasília e obtém a anistia dos debitos dos pequenos agricultores. 
Em outras palavras: na suposição de que o dinheiro realmente tenha chegado ao solo/plantio, é autorizada a anistia com pompa e louvor.
Entretanto, o dinheiro está no bolso dos "expertos" e com contribuinte pagando a conta. 

Pior: o  governo fará propaganda dizendo que anistiou os pequenos produtores.
Roberto Carvalho, Santa Cruz do Sul. 

Índice que reajusta aluguel sobe 0,28% em outubro e vai a 2,96% em 12 meses

O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), índice usado para reajustar contratos de energia elétrica e aluguel, subiu 0,28% em outubro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira (30).A alta em 12 meses é de 2,96% --ou seja, quem tem contratos corrigidos pelo IGP-M em outubro vai passar a pagar 2,96% a mais pelo serviço prestado.

. Em setembro, a alta mensal tinha sido de 0,2%. A variação acumulada em 2014, até outubro, é de 2,05%.

. O IGP-M é calculado com base em três indicadores (Índice de Preços ao Produtor Amplo, Índice de Preços ao Consumidor e Índice Nacional de Custo da Construção).

Dilma reeleita, Maduro manda seu vice das milícias populares ao Brasil para acordo com o MST

O jornalista Claudio Tognoli, o ghost writter do livro "Assassinato de Reputações", de Tuma Júnior, informa em seu blog blog que decidiu entrar no site do Ministério do Poder Popular para as Comunas da Venezuela, que é um dos aparelhos daquele país que organizam as milícias chavistas que andaram matando estudantes e oposicionistas. E descobriu que Elías Jaua, que é um vice-presidente setorial do Desenvolvimento do Socialismo Territorial da Venezuela e titular do Ministério das Comunas. 

. O governo bolivariano informa que, nesta terça, foi firmada uma série de acordos, em Guararema, entre o governo venezuelano e o MST nas áreas de treinamento e desenvolvimento da produtividade comunal.

CLIQUE AQUI para examinar informações de Tognoli e análise do jornalista Reinaldo Azevedo sobre o assunto, inclusive videos. 

Lula humilha Dilma ao nomear novo ministro da Fazenda

Lula impõe humilhação pública a Dilma quando deixa vazar informações de que será ele o patrono do novo ministro da Fazenda. No Bradesco, até mesmo bancários de menor escalão já sabem que seu presidente, João Carlos Trabucco, será o novo ministro da Fazenda, lamentando-se pela escolha, porque ele faz gestão de primeira linha.

. Lula quer mostrar quem é que manda.

. Além de Trabuco, o ex-presidente apresentou dois outros nomes, inclusive o de Henrique Meirelles.

. Dilma, que demitiu Mantega, embora mantendo-o no cargo, avisou que escolherá o novo ministério sem pressa, mas antes do final do ano. 

Governo da União promove derrama no RS. Arrecadação federal é o dobro da arrecadação gaúcha.

Mais uma vez o governo da União arrecada mais do que o dobro do que apura de receita o governo do Estado. Foram R$ 90,7 bilhões apurados em setembro em todos os Estados, R$ 4,5 bilhões no RS. O governo gaúcho mal conseguiu arrecadar R$ 2 bilhões.

. O retorno da União ao RS não corresponde a 50% do que leva daqui.

. A diferença vai para programas de compensações sociais e subsídios de todo o gênero para Norte e Nordeste, inclusive Bolsa Família e Bolsa Empresário.

. Por menos do que isto o general Bento Gonçalves liderou a Revolução Farroupilha.

Projeto da dívida dos Estados irá a voto dia 5 no Senado

Irá a voto no dia 5 de novembro a proposta do governo que repactua números do serviço da dívida de municípios e Estados com a União. O projeto está no Senado.

Sartori, Tarso, Aécio, Dilma, todos viajam para descansar do estresse da campanha

Assim como Sartori, o vencedor, também o governador Tarso Genro resolveu descansar, mas teve o cuidado de avisar, antes, que não sairá do Estado, o que o poupa de passar o cargo ao vice-governador Beto Grill, que não votou nele e nem em Dilma.

. Na área federal, Dilma foi para a Bahia com a filha e neto, enquanto Aécio foi para o exterior com a mulher e filhos.

Tarso faz reunião de avaliação em Canela. Encontro concluiu que o eleitorado não entendeu seu "grande" governo.

Reunido durante sete horas em Canela e depois de exposições de cada secretário sobre o que fizeram e o que deixam para seus sucessores, o governador Tarso Genro saiu convencido de que o eleitorado gaúcho não compreendeu seu "grande" governo, que chega ao final do mandato com dívidas oceânicas e com a economia à beira da recessão. 

. Em clima de baixo astral, Tarso avisou que deixará um legado histórico para o povo gaúcho, entre eles os do aumento da renda familiar, que não depende dele, o sistema de participação popular, criado por Collares, e a implantação de práticas públicas inéditas, que não listou.

. É o que analisa hoje a editora de política do jornal Correio do Povo, Taline Oppitz.

. A jornalista prefere atribuir a derrota de Tarso ao antipetismo e a falhas de comunicação.

. Taline e o PT de Tarso não parecem ter aprendido nada e nem esquecido nada.