Diante do caixão de Eduardo, povo grita: "Fora Dilma, agora é Marina !"

Velomício teve direito até a fogos de artíficio. Faltou
solenidade e sobrou oportunismo político no enterro de Eduardo Campos. O espetáculo midiático foi tão despudorado que a Globonews, que transmitiu tudo on line desde as 8h da manhã, sem interrupções, dividiu a telinha ao final do evento e apresentou imagens de um corriqueiro assalto no bairro de Ipanema, Rio.



As cerimônias fúnebres para homenagear o ex-governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos (PSB) e seus assessores, falecidos em um acidente aéreo na última quarta-feira, em Santos, litoral paulista, acabaram por virar um velomício, um ato político em torno das candidaturas de Marina Silva, que ocupava a vaga de vice na chapa de Campos, e de Paulo Câmara, candidato socialista ao Governo do Estado.

. O velomício teve direito a maracatus, show de fogos de artíficio, discursos eleitorais, peregrinação de candidatos, faixas, cartazes, palavras de ordem e muita cantoria, além de bem orquestradas cerimônias fúnebres, sempre sob o tom de "Eduardo, guerreiro do povo brasileiro !", o mesmo brado de guerra que empunhou Zé Genoíno ao ser preso.

. Lula aproveitou tem o espetáculo midiático, chorou copiosamente quando quis e até nenê carregou no colo. Ao seu lado, Dilma, amuada, impenetrável, mal conseguiu conter o desconforto. 

. Dilma e Lula foram vaiados ao chegarem e ao saírem do velório.

. "Ela (Dilma) não tinha nada que vir aqui. É falso. Ela não gostava mais de Eduardo, queria manter distância de Eduardo. Eu não viria aqui para fazer uma falsidade dessas", disse o ex-governador e senador por Pernambuco Jarbas Vasconcelos (PMDB), um dos maiores críticos da presidente Dilma.

 . Do  lado de fora do cemitério, na cerimônia do sepultamento, militantes gritavam: "Fora Dilma, agora é Marina"; no carro do corpo de bombeiros, além dos familiares de Campos, estavam os candidatos Marina e Paulo Câmara

Povo acompanha cortejo rumo ao cemitério de Santo Amaro

Ao foto é do site do Jornal do Commércio, Recife.


A Globonews acompanha ao vivo, neste momento, a passagem do caixão com os restos mortais de Eduardo Campos, que deixou o Palácio do Campo das Princesas após o dia de velório e segue em cortejo para o Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife, onde haverá o sepultamento dentro de instantes. 

. Na Sky, o canal da Globonews é o 40.

. O trajeto de dois quilômetros é acompanhado por familiares do ex-governador, autoridades e uma multidão de anônimos.

. Os filhos de Eduardo Campos e a viúva, Renata, ajudaram a carregar o caixão com o corpo do ex-governador, para levá-lo até o carro do Corpo de Bombeiros.

Novo Facebook pessoal do editor admite novas adesões. Saiba como fazer isto

O mais novo Facebook pessoal do editor está disponível na Web e pode ser acessado por quem compartilha dos dois faróis que inspiram a rota de trabalho desta página:

- O estado democrático de direito
- A economia de mercado com isonomia social

. São apanágios insculpidos com total clareza na Constituição de 88 do Brasil.

. O acesso de inimigos do capitalismo e da democracia - comunistas, fascistas e os inocentes úteis que os apoiam -  não será tolerado no Face pessoal, embora todos eles possam continuar postando suas opiniões neste site, como qualquer leitor pode constatar.

. As adesões ao novo Face, que leva o apelido do editor quando criança, Pibo Braga, porque as versões anteriores foram atacadas e destruídas por hackers ou retiradas da Web pelo próprio Google, depois de denúncias infundadas de leitores petistas. Elas podem ser feitas através do link a seguir:

 CLIQUE AQUI para aderir e interagir pessoalmente com o editor.

Jarbas Vasconcelos critica presença de Dilma no velório: "Ela não tinha que vir aqui. É falso".

Dilma e Aécio encontram-se no velório. O ponto alto do evento foi este estranho beijo que trocaram. 

O senador Jarbas Vasconcelos, PMDB, forte aliado de Eduardo Campos, disse esta manhã que a presidente Dilma Roussef não deveria ter comparecido à cerimônia: 

- Ela não tinha nada que vir aqui. É falso. Ela não gostava mais de Eduardo, queria manter distância de Eduardo.

. Quando se elegeu pela primeira vez ao governo de Pernambuco, Eduardo Campos impôs uma dura derrota a Jarbas Vasconcelos e só muitos anos depois ambos se reconciliaram, quando Jarbas se deu conta de que Campos era a maior força política de Pernambuco.

Clique no vídeo para ver e ouvir comentário do editor: Marina será candidata, mas quando ajoelhar, terá que rezar.

Dica de sinfônica - Dioa 22, São Pedro, OESP

Dica de sinfônica

Dia 22, Teatro São pedro, Porto Alegre, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. 

Campanhas pela TV e rádio começarão na terça-feira

O horário eleitoral na TV e nas rádios foi mantido e começará na segunda-feira. Até as eleições, só aos domingos os eleitores não contarão com os programas.  Ao todo, serão quatro horas e 20 minutos de propaganda dos Partidos, divididos entre raio e TV.

Dilma e Lula tomaram vaias no velório de Campos. Missa campal já terminou.

Ao lado, as ofensas que o PT fez a Campos no dia 7 de janeiro. É reprodução da página do site do Partido. 



CLIQUE AQUI para ler "Ruptura da ruptura". Nele, Demétrigo Magnolli diz que Eduardo Campos, ainda hesitante, escolhia um lugar para pregar o reterato de Lula na galeria do passado. No dia 19 de março, falando a empresários de SP, Lula declarou: "Meu receio é que um aventureiro faça o que fez aquele outro candidato, eleito e deposto". Lula referia-se a Collor e a Campos. Neste momento, Lula chora no velório de Campos. Ele, Dilma, Aécio, Marina e Serra estão lado a lado. 

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram vaiados na manhã deste domingo  ao chegarem ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, para o velório de Eduardo Campos, que se tornou adversário dos dois no ano passado, quando decidiu disputar a Presidência.

. A informação é de repórteres da Folha de S. Paulo, segundo UOL. 

. Eles chegaram pouco antes das 10h. Lula chorou na chegada, abraçou um dos filhos de Eduardo Campos, conversou longamente com Renata, viúva de Campos, e ficou atrás do prefeito do Recife, Geraldo Julio.

. Já Dilma ficou deslocada em meio à família do ex-governador de Pernambuco.

. Após as vaias, alguém puxou aplausos e o público acompanhou. Pessoas na plateia gritaram o nome de Campos.

Dilma, Aécio, Marina, Lula, Serra na missa campal por Eduardo Campos

Já começou a missa campal que integra as cerimônias fúnebres no Recife. Na área preparada diante do Palácio das Princesas reúnem-se 20 mil pessoas, inclusive líderes políticos.

. Lula e Dilma chegaram de manhã, como também Aécio, José Serra e Alckmin, todos do PSDB.

. Lula foi efusivo com a viúva, Renata, e chegou a tomar seu nenê no colo.

. A Globonews transmite tudo e há pouco flagrou Dilma e Lula, cumpungidos, cantando as músicas sacras da missa católica, repetindo o que Dilma fez há poucos dias no Templo do Salomão, Igreja Universal, criada pelo brasileiro Edir Macedo, dono também de um amplo complexo de comunicação (Record) e de um partido (PRB).

. O sepultamento no Cemitério Santo Amaro está programado para as 17h.

Artigo, O Estadão - Seis meses desastrosos

CLIQUE AQUI para ler, também, "A mágica do mercado interno virou fumaça", Rolf Kunz.
CLIQUE AQUI para ler "A falência bolivariana", Kátia Abreu, Folha de S. Paulo.



Neste editorial, intitulado "Seis meses desastrosos", o jornal "O Estado de S. Paulo diz que o Brasil continuou perdendo espaço na economia mundial, no primeiro semestre, com desempenho muito pior que o da maior parte dos países, tanto emergentes quanto desenvolvidos. 

. Vale a pena ler tudo:

A recuperação global vem sendo mais lenta do que se previa há alguns meses, mas o quadro brasileiro é especial. O País tem exibido uma rara combinação de baixíssimo crescimento com inflação elevada, contas públicas em deterioração e comércio externo empacado. Na sexta-feira a estagnação foi confirmada por mais uma fonte oficial. Em junho, a atividade econômica foi 1,48% inferior à de maio e 2,68% menor que a de um ano antes, segundo o índice produzido mensalmente pelo Banco Central (IBC-Br). Esses números são da série livre de efeitos sazonais. O crescimento ficou em 0,08% na primeira metade do ano. Em 12 meses, chegou a 1,41%, mas com forte perda de ritmo na fase final.

. O balanço completo do período janeiro-junho será divulgado no fim do mês pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas o índice do BC é considerado uma boa antecipação do Produto Interno Bruto (PIB) e, além disso, harmoniza-se muito bem com os dados parciais de produção, consumo e investimento conhecidos até agora e também com os números da balança comercial. Será enorme surpresa se o PIB vier muito melhor que o IBC-Br.

. As projeções mais otimistas para o ano todo continuam sendo as do setor público.

CLIQUE AQUI para ler tudo.


Conheça a agenda dos candidatos ao governo do RS

A morte de Eduardo Campos só suprimiu a campanha de José Ivo Sartori, PMDB-PSB, porque ele viajou para o Recife. Os demais candidatos estão na rua desde o início da manhã. O editor falou com as campanhas dos principais candidatos e registra a agenda de cada um para hoje:

Ana Amélia, PP – No sábado, a senadora inaugurou Casas de Ana Amélia em Santa Cruz do Sul, Venâncio, Bom Retiro do Sul. Hoje ela almoçará com as lideranças gaúchas do Partido Solidariedade.Na segunda, 18, a candidata Ana Amélia estará em Florianópolis,palestrando na 3a edição do Congresso Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários.
Tarso Genro, PT – O governador, candidato do PT, cumpre extenso roteiro de campanha, que começa por Erval Seco. Depois ele irá a Palmeira das Missões e Carazinho.
José Ivo Sartori, PMDB – O candidato do PMDB viajou para o Recife, onde participa das cerimônias fúnebres do ex-governador Eduardo Campos. Campos era o candidato de Sartori e do PMDB do RS. Ele voltará amanhã a Porto Alegre.
Vieira da Cunha, PDT – O deputado começou o dia no município de Soledade. Ao chegar a Porto Alegre, Vieira da Cunha irá ao aniversário de  106 anos do seu mais velho cabo eleitoral, Sr. Felisberto. Ao meio dia, almoço com o padre Claudionir Ceron , pároco da Restinga. O candidato dedicará a tarde às gravações para a TV.

Elio Gaspari diz que só Dilma perde com Marina turbinada pela morte de Campos

O jornalista Elio Gaspari escreve neste domingo que os números de uma nova pesquisa do Datafolha estarão nas ruas nos próximos dias e acha que os danos para Dilma serão irreversíveis.Ele também acha que Aécio não perde nada com a nova configuração.

Leia tudo:

. Partindo-se dos 8%, somando-se o efeito da comoção provocada pelo acidente do jatinho PR-AFA, ela poderá surpreender. Para que Dilma saia incólume, qualquer ponto percentual que vá para Marina precisará sair do acervo de Aécio Neves, e essa hipótese é absurda. Dilma certamente perde quando fortalece-se a possibilidade de um segundo turno. Se Aécio Neves perde algo com a nova situação, é uma dúvida.

CLIQUE AQUI para ler mais.
CLIQUE AQUI para ler, também, opinião da Folha de S. Paulo de hoje, porque o jornal revela que o PT prefere Aécio no segundo turno.

Cerimônias fúnebres de Campos iniciaram de manhã sob os gritos de "Justiça, justiça"

Na foto, bandeiras do Brasil e de Pernambuco cobrem o caixão de Campos. Além da mulher, Renata, e dos filhos, também Marina Silva reza de mãos postas sobre os despojos mortais do ex-governador. As cerimônias fúnebres iniciaram sob chuva, grande religiosidade e pesadíssimo conteúdo midiático. 



A Globonews transmite desde o início da manhã as cerimônias fúnebres do ex-governador Eduardo Campos, que acontece sob chuva no Recife. O mau tempo não interrompeu a romaria de admiradores que foram se despedir no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, preparado para administrar até 150 mil pessoas que poderão se aglomerar diante o dia na esplanada da áreas.

. A presidente Dilma, Aécio, Lula e outros líderes políticos chegaram mais tarde, para o enterro.

. A mulher de Campos, Renata, serena, e os filhos, inclusive o nenê de colo, não saem do lado do caixão. É também grande a movimentação de políticos. Algo totalmente inusitado no Sul, representantes de blocos carnavalescos "O Bonde", "Bloco das Ilusões", "Tribo Indígena Tapirapé" e "Flor da Lira de Olinda" marcaram presença no velório. Foto de Eduardo está sobre o caixão, mas debaixo dela encontram-se dezenas de rosários e mensagens religiosas. A família do líder socialista é extremamente religiosa e reza sem parar desde quinta-feira. 

. A movimentação é intensa desde a madrugada. Organizadas em fila, as pessoas passam bem próximo aos caixões de Campos e de dois dos assessores mortos no acidente aéreo da última quarta-feira, o jornalista Carlos Percol e o fotógrafo Alexandre Severo.

. Eram duas horas da madrugada deste domingo quando o cortejo fúnebre do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos chegou ao Palácio.

. Os restos mortais de Campos e seus assessores chegaram à sede do governo sob os gritos de "justiça, justiça" do público que aguardava em frente ao palácio.

. Nos último metros do trajeto, os filhos de Campos que estavam em cima do caminhão puxavam o grito "Eduardo guerreiro do povo brasileiro". Eram acompanhados com aplausos e gritos eufóricos de centenas de pessoas.

- Os familiares velarão Campos e seus assessores até o fim da tarde de domingo. Para as 10h, está prevista uma missa campal e, por volta das 17h, deve acontecer o enterro.