Este diretor da Organização de Direitos Humanos da ONU conta a verdade sobre a guerra Israel x Hamas

No video a seguir, fala Hillel C. Neuer, diretor executivo da UN Watch, Organização de Direitos Humanos com sede em Genebra, na Suiça - cuja missão é monitorar o desempenho da Organização das Nações Unidas pelo critério de sua própria Carta. É credenciada no Estatuto Consultivo Especial do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) e Associada ao Departamento de Informações Públicas da ONU (DPI).

. Representantes palestinos e seus aliados, inclusive bolivarianos, tentaram impedir a fala, que revelou verdades que a mídia brasileira sonega ao conhecimento dos leitores, ouvintes e telespectadores sobre o conflito Israel x Hamas. 

. Nesta quinta a noite, o Jornal Nacional colocou poucas cenas na TV, mas preferiu dar ênfase aos ataques feitos contra Israel por parte de outros representantes credenciados na ONU. 

CLIQUE AQUI para ver e ouvir. 

Vivo deve indenizar funcionária que se recusou a mentir para clientes


Uma funcionária da operadora de telefonia Vivo terá que receber uma indenização de R$ 50 mil por se recusar a mentir para clientes. A decisão é do Tribunal Regional do Trabalho, no Rio Grande do Sul. A empresa queria priorizar a contratação de planos pós-pagos. Por isso, mandava os atendentes informarem aos clientes que o sistema para planos pré-pagos estava indisponível.

. A trabalhadora não aceitou. Por isso, foi alvo de xingamentos e brincadeiras na companhia. Uma testemunha contou à Justiça que tentou comprar um plano pré-pago, mas foi informado de que o sistema não estava funcionando. Quando tentou novamente, esta funcionária vendeu o plano normalmente e foi hostilizada pelos colegas. A trabalhadora ficou afastada e foi demitida ao retonar.

. Além da reparação por danos morais, a Justiça mandou pagar salários equivalentes aos 12 meses de garantia de emprego a que teria direito por causa da doença ocupacional. A Vivo vai recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho.

Ibope mostra Dilma na frente em SP e Rio. Aécio lidera em Minas e Brasílias

São Paulo
Dilma Roussef, PT, 30%
Aécio Neves, PSDB, 25%

Rio
Dilma Roussef, 35%
Aécio, 15%

Minas
Aécio, 41%
Dilma, 31%

Brasília
Aécio, 26%
Dilma, 25%

O Ibope mostra a presidente Dilma Rousseff liderando as pesquisas de intenção de voto em São Paulo, com 30% ante 25% do candidato do PSDB Aécio Neves ,de acordo com o twitter da jornalista da Globo Cristiana Lôbo. A candidata petista também está à frente no Rio de Janeiro, com 35% versus 15% de Aécio.
Por outro lado, Aécio Neves está à frente em Minas Gerais, com 41% das intenções de voto, versus 31% de Rousseff e no Distrito Federal, com 26% das intenções de voto versus 25% da candidata petista. Confira o twitter da colunista da Globo acessando aqui.
Também foram divulgadas pesquisas regionais elaboradas pelo instituto. O governador de São Paulo Geraldo Alckmin, do PSDB, seria reeleito no primeiro turno se as eleições fossem hoje, revelou a pesquisa mais recente do Ibope. O candidato tucano aparece com 50% da intenções de voto na corrida eleitoral ao governo de São Paulo, seguido por Paulo Skaf (PMDB), presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com 11%, e pelo ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), com 5% de apoio popular.

Dilma atrapalha-se toda na CNI e diz que 13 menos 4 é igual a 7, confunde usina nucelar com tsunami e viaja na maionese

O jornalista Augusto Nunes disponibilizou, hoje, trecho da fala de Dilma na sabatina da CNI: a doutora em preço de gás diz que 13 menos 4 é igual a 7, viaja da Ucrânia para o Japão em menos de um minuto, confunde usina nuclear com furacão e submerge num tsunami.

. É o verdadeiro circo dos horrores. 

. Leia tudo:

Até o colunista acharia que o título do post é coisa da elite golpista, gente que acorda e dorme debochando da presidente da República, se não pudesse apresentar como prova o vídeo que registra um trecho das considerações finais de Dilma Rousseff na sabatina da CNI. A candidata à reeleição começa discorrendo sobre as variações do preço do gás no mercado internacional, estaciona de novo em reticências bêbadas e diz o seguinte:

. “Na Ucrânia pagam 13 dólares o… o milhão de BTU. Mas.. 4 pra 13 dá sete.. pagam… quanto é que paga? Depois do furacão.. (Uma alma caridosa na plateia corrige a maluquice aritmética: NOVE!). Aliás 4 pra 13 dá 9.. eu tô pensando no furacão Ka.. o furacão não.. em Fugujima  (sic)… Como é que chama.. no Japão.. O tsunami…”

CLIQUE AQUI para examinar o video completo.

Ana Amélia e Tarso duelam pelos jornais: Ana - Ele é desrespeitoso !; Tarso - Ela não está acostumada ao debate !

A colunista Rosane Oliveira, Zero Hora, ao legendar foto parecida, disse que os cumprimentos foram "cordiais". Nada mais falso.Qualquer interpretação de linguagem corporal diria isto. Aliás, a senadora revelou seu desconforto em alto e bom som na própria ocasião. Tarso corre o risco de ficar com a mão no ar e sem o sorriso debochado, caso insista em "inticar" com Ana, Vieira e Sartori. 

A não ser pelo Jornal do Comércio, os eleitores e leitores dos jornais gaúchos nem ficariam sabendo que a senadora Ana Amélia Lemos está evitando até cumprimentar pessoalmente o governador Tarso Genro, exigindo-lhe desculpas pelo modo “descortês” e “desqualificado” com que ele tem se comportado em relação a ela e aos adversários Vieira da Cunha e José Ivo Sartori.

. Ambos chegaram a se cumprimentar nos corredores do Salão São José, quando se dirigiam para uma sabatina com os prefeitos, mas a senadora queixou-se à organização do evento da  Famurs  e até aos seus assessores, por terem feito com que ela e o adversário dividissem o corredor
do auditório.

. Sem se importar com os jornalistas, disse Ana Amélia:

-  Tarso tem sido desrespeitoso comigo e com outros candidatos, chamando os oponentes de “Zé Ivo” ( Sartori),de “Vieirinha” ( Vieira da Cunha), ele coloca, na minha boca palavras que eu nunca disse. O candidato não pode esquecer que é governador e deve se portar respeitosamente.

. Ao saber da manifestação de Ana Amélia , Tarso respondeu por meio de uma nota.

“Tenho tratado com respeito e fidalguia todos os adversários políticos,
Inclusive aqueles que formulam críticas infundadas no nosso governo e à capacidade de progredir do povo gaúcho. O problema é que a senadora Ana Amélia não está acostumada as debate, criou-se politicamente num ambiente autoritário em que falava sem a obrigação de dar oportunidade de resposta a  quem  não concordava com as suas opiniões”.

. As irritantes provocações pessoais feitas pelo governador durante os debates, algumas delas de tom pessoalíssimos, elevaram o tom e o conteúdo dos discursos de Ana, Vieira e Sartori, mas o caso não promete ficar em queixas de corredores e notas de gabinete. 

Contas públicas registram o pior desempenho para junho e para o semestre

O setor público não financeiro registrou, em junho, déficit primário de R$ 2,1 bilhões em suas contas primárias, o que, segundo o jornal Valor de hoje, representas o pior resultado para o mês na série histórica do Banco Central (BC). Em maio, o déficit tinha sido de R$ 11,046 bilhões, a pior marca para esse mês do ano. Em junho do ano passado, foi registrado superávit, de R$ 5,429 bilhões. 

. Leia toda a reportagem: 

Os números referem-se ao desempenho fiscal de União, Estados, municípios e empresas sob controle dos respectivos governos, excluídos bancos estatais, Petrobras e Eletrobras. O resultado não surpreende, pois, ontem, o Tesouro tinha anunciado um déficit para o governo central de R$ 1,946 bilhão. No semestre, pelos dados do Tesouro, a economia foi equivalente a 0,69% do Produto Interno Bruto (PIB), menor resultado para o período desde 1998.

. Segundo o chefe do Departamento Econômico da autoridade monetária (Depec/BC), Túlio Maciel, o déficit primário de R$ 13 bilhões somando maio e junho tornam o alcance da meta de superávit de 1,9% do PIB “mais difícil”. 

. Medido em 12 meses, o superávit primário caiu de R$ 76,057 bilhões em maio para R$ 68,528 bilhões em junho de 2014, passando de 1,52% para 1,36% do Produto Interno Bruto (PIB) estimado pelo BC. É o menor resultado desde outubro de 2009, quando correspondeu a 0,97% do PIB.

. No acumulado do ano, o superávit primário é de R$ 29,380 bilhões, resultado menor que os R$ 52,158 bilhões vistos nos seis primeiros meses do ano passado. Foi a pior marca para um primeiro semestre desde o começo da série histórica. Para este ano, o governo se comprometeu em entregar um superávit primário de R$ 99 bilhões, ou 1,9% do PIB. São R$ 80,8 bilhões do governo central, ou 1,55% do PIB e outros 18,2 bilhões de Estados e municípios, o que equivale a 0,35% do PIB.
Leia mais em:

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem.

Clique abaixo para examinar o comentário do editor, intitulado É a economia, estúpido !

Setor metalmecânico gaúcho mal começou as degolas

Os anúncios de redução da jornada de trabalho para os próximos três meses na Randon e a demissão de 160 trabalhadores da Gerdau em Sorocaba, são apenas a ponta do iceberg que vem rapidamente à tona.

. É o que acha o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravatrai, Alcir Ascari, o Quebra Mola.

. Ele enfrentou três meses de jornadas reduzidas na GM.

. E tem informações de que novos anúncios virão em seguida nas indústrias metalmecânicas, automotivas e siderúrgicas.

. Em artigo que escreveu hoje em Zero Hora, o economista Alfreo Peringer avisa:


- É a economia, estúpido. 

A expressão foi cunhada pelo marqueteiro de Clinton, Carville, e fez escola nas campanhas eleitorais ao redor do mundo.

. O cenário corrosivo da economia brasileira neste momento, valendo o bordão de Carville, resultará no fracasso de Dilma.

. O editor vem prevenindo que a continuada queda da produção industrial e a desaceleração econômica acelerada, teria como resultado o desemprego. 

CLIQUE AQUI para ler o artigo de Peringer. 

Governo volta a negar tarifaço elétrico

O governo federal reafirmou hoje a declaração feita ontem pela presidente Dilma Roussef na CNI:

- Não haverá tarifaço elétrico.

. Há controvérsia.

FESTIVAL DA COZINHA HÚNGARA
Dia 2 de Agosto, Restaurante A Canga, S. Sebastião do Caí, RS
Sábado, almoço ou jantar.
Necessário reserva antecipada mediante compra de ingressos a R$ 53,00 por pessoa
Fones 51 3536 2004,   8164 30 93 
CLIQUE AQUI para saber tudo sobre A Canga

91,81% dos leitores acham que os black blocs são grupos neoterroristas

O Bloco dos Pelados, Porto Alegre, é uma das variantes dos black blocs. Eles invadiram e vandalizaram a Câmara de Vereadores.



91,81% dos leitores acham que os black blocs não passam de grupos de neoterroristas travestidos de ativistas políticos, mas 5,26% entendem que eles são apenas jovens que protestam contra as coisas erradas que acontecem no País.

. Leia os resultados:

Os black blocs são grupo neoterrorista ou apenas um grupo de ativistas que protestam contra o que está errado ?
São neoterroristas.
91,81% (314 votos)
São apenas jovens que protestam contra as coisas erradas.
5,26% (18 votos)
Outra opinião.
2,92% (10 votos)
Total: 342 votos

Nova enquete já está disponibilizada aí ao lado. Vá lá e responda:

Lula tem razão: ele é mais honesto do que todos os políticos da oposição ?
Não, porque ele é o político mais corrupto da história do Brasil
Sim, porque a oposição é um saco de "gatos"

Outra resposta

O socialista Eduardo Campos e o tucano Aécio Neves prometem revisar a dívida pública do RS

Em pronunciamento na Famurs, o candidato socialista Eduardo Campos prometeu esta manhã revisar a dívida pública do RS, manifestação que vai na mesma linha do que disse o senador Aécio Neves em entrevista de três páginas ao jornal Zero Hora.

O candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), 48 anos, promete tomar uma decisão a respeito do maior problema do Rio Grande do Sul: a dívida pública do Estado. O ex-governador de Pernambuco afirmou nesta quinta-feira  que, se for eleito, levará a matéria para votação. "É possível encontrar um caminho fiscal que resolva essa situação de esgotamento. Um Estado não pode ficar com o pires na mão. No nosso governo, essa decisão será tomada", garantiu aos prefeitos que participam do 34º Congresso dos Municípios do RS.

. Durante sua sabatina, Campos criticou a alta carga tributária e defendeu a desburocratização dos serviços federais. "É possível desburocratizar o país. Precisamos simplificar a vida e ter regras mais adaptadas. Tem 12 mil funcionários em Brasília trabalhando na análise do convênios. O excesso de regramentos não evita a corrupção. O que evita a corrupção é o controle social, o acesso à informação", argumentou ao defender a atualização da Lei das Licitações.

- Acompanhado pelo candidato a senador Beto Albuquerque, o ex-governador questionou a eficácia de medidas de desoneração fiscal para a recuperação do PIB e reconheceu o efeito dessa política na situação de crise financeira dos municípios. "Registramos o mais baixo crescimento em toda a história da República Brasileira. Hoje, o governo federal tem uma política econômica que faz os municípios pagarem um preço alto demais. A presidente Dilma Rousseff reduziu de 14% para 11% a participação dos municípios no Pacto Federativo. Esta é a maior crise fiscal que os municípios já viveram. Isso é inaceitável. É um descalabro", comentou. 

Vá esta noite com seus amigos.
O melhor no gênero, segundo Veja.
Carta de cervejas e chopes artesanais (mais de
100 rótulos de várias partes do mundo, cardápio, 
endereços:
www.biermarkt.com.br

Opinião do leitor - O êrro de Fortunatti

OPINIÃO DO LEITOR

Torço por Fortunatti, mas a verdade é que ele cometeu um êrro primário em politica(e administração): "Nunca abrir várias frentes de trabalho ao mesmo tempo".
A possibilidade de não dar certo ou atrasar o cronograma é imensa.
É lastimável o que ocorre (não acontece nada ali!) sobretudo na perimetral (entroncamentos da Anita, Plinio e Cristóvão).

Astor Wartchow, Porto Alegre. 

Vá esta noite com seus amigos.
O melhor no gênero, segundo Veja.
Carta de cervejas e chopes artesanais (mais de
100 rótulos de várias partes do mundo, cardápio, 
endereços:
www.biermarkt.com.br

Agência E-21 adiciona quatro grandes clientes de SP ao seu portfólio de atendimento

A agência gaúcha E-21 já está buscando em SP e fora do RS a maior parte do seu faturamento, depois que passou a investir fortemente no Sudeste, embora prossiga com sua sede em Porto Alegre.

. Já fazem parte do portfólio de clientes paulistas a Votorantim, Basf Agro, Dow Chemical e M.Dias Branco (Basilar e Isabela).

. As grandes agências do RS há bastante tempo ampliaram seus negócios para outros Estados, como são os casos das duas gigantes, Competence e Escala.

Dica de livro - A incrível viagem de Shackleton

Dica de Livro

Esta dica de livro é do diretor da agência de publicidade E-21, Luciano Vignolli:

Endurance
O extraordinário The Endurance: Shackleton's Legendary Antarctic Expedition(Knopf, 1998) retrada a saga desse irlandês que viveu, no século passado, uma das mais espetaculares aventuras na história da exploração polar.
O livro tem tradução portuguesa e é vendido a R$ 39,90.

A Livraria Cultura, Porto Alegre, aceita encomenda e faz a entrega em casa ou no escritório, mediante pagamento de taxa adicional. 

. A dica é para leitura de final de semana. 

Prefeito Fortunati atrasa até obras do OP. A cidade está esburacada. O secretário da Fazenda resolveu bater em retirada.

O adiamento da rodada única de Assembleias Regionais e Temáticas do Orçamento Participativo (OP) – prevista para agosto e reagendada para outubro, expõe novamente o caráter aventureiro, oportunista e demagógico do chamado OP, criado pelo então prefeito Olívio Dutra, PT, em Porto Alegre. Existem obras aprovadas em 1990 e que até hoje não foram executadas.  O pedido foi realizado pela prefeitura, que pretende reavaliar os recursos que serão disponibilizados ao processo. Para o conselheiro Felisberto Luisi, a mudança é uma demonstração da desorganização financeira da prefeitura, que resultará em um atraso no processo.

. O pedido da prefeitura foi aprovado por 30 dos 33 conselheiros do COP.

. A prefeitura não tem conseguido concluir as obras demandadas nos últimos anos e deve reduzir o valor estipulado para o próximo processo.

. Além das obras do OP, a prefeitura de Porto Alegre mantém a cidade esburacada, com uma dezena de canteiros sem ninguém trabalhando há mais de um ano. 

. José Fortunati está sem dinheiro. Seu secretário da Fazenda pediu demissão diante do descalabro financeiro comandado pelo prefeito. Ele repetiu o que fez outro secretário da Fazenda, Dilma Roussef, que em 1988 abandonou o governo do então prefeito Collares por razões iguais, o que não a impediu de nomeá-lo, mais tarde, desta vez na presidência, para polpudo cargo de conselheiro da Itaipu Binacional - onde não tem poder de gestão, portanto sem possibilidade de introduzir desordens administrativas e financeiras. 

. Para o orçamento de 2015, a estimativa é de que R$ 400 milhões sejam destinados para o OP – ainda sem previsão sobre o quanto deste montante será distribuído entre demandas antigas e novas. 

Saiba quais são os impactos do calote argentino sobre a economia do Brasil

Eis o que mandou dizer há pouco ao editor o professor da Mackenzie, Pedro Raffy Fartanian, analisando os desdobramentos do calote argentino em relação ao Brasil:

A falta de um acordo sobre a dívida da Argentina impactará a economia brasileira principalmente pelo canal do comércio. O processo de depreciação da moeda argentina e o baixo crescimento econômico do país já resultaram em queda das exportações brasileiras e o cenário deverá se agravar. De janeiro a junho de 2013, o Brasil exportou para a Argentina mais de US$ 9 bilhões, com destaque para as exportações de automóveis, que representaram cerca de 20% do valor exportado. Em 2014, entretanto, as exportações brasileiras para a Argentina foram de apenas US$ 7,4 bilhões. A indústria automobilística brasileira vem sentindo os efeitos da queda nas demandas internas e externas. Outros efeitos potenciais referem-se ao aumento da desconfiança de investidores na região com consequente exigência de prêmios de risco maiores, o que pressionaria a taxa de juros nos países da América Latina.

Jingle da campanha de Sartori irá hoje para a Web

Hoje vai para a Web o primeiro jingle da campanha de José Sartori, PMDB.

Candidatos a vice debaterão esta tarde na Rádio Guaíba

Os candidatos a vice-governador do RS terão debate esta tarde na Rádio Guaíba. A emissora tem se notabilizado por instigantes debates entre os candidatos que disputam a majoritária.

Presidenciáveis debatem neste momento no Congresso da Famurs

Aécio Neves e Dilma não vieeram para a sabatina de hoje, 9h,  no Congresso da Famurs, Porto Alegre. Estão confirmados Eduardo Campos, pastor Everaldo e Luciana Genro.

Acmpanha pelo www.twitter.com/famurs

Eliane Cantanhêde diz que a realidade teima em contrariar otimismo profético de Dilma

No artigo de hoje, intitulado "Profecias e realidade", a jornalista Eliane Cantanhêde (foto ao lado) diz que ou a presidente Dilma Rousseff deu azar, ou houve uma conspiração, porque enquanto ela dizia que a economia vai muito bem, obrigada, e fazia um apelo na CNI para que empresários não se deixem levar por "profecias pessimistas", novas notícias mibnaram esse discurso viravam manchetes nos jornais online. 

. Leia tudo: 

Logo ontem, quando Dilma, Aécio Neves e Eduardo Campos faziam contorcionismos para impressionar bem o empresariado, veio a informação de que a recuperação econômica dos EUA está sendo mais forte do que previsto. A potência cresceu a uma taxa anual de 4% no segundo trimestre, o que pode levar o crescimento a 2% no ano. A expectativa para o Brasil é em torno de mísero 1%.

No discurso de Dilma, o Brasil amarga esse pibinho por causa das potências, das influências externas, da crise de 2008 e, afinal, gente, porque todo mundo está crescendo pouquinho mesmo. A novidade dos EUA mostra que não é bem assim. E isso, claro, embaralha os pretextos da presidente candidata para os resultados pífios da economia. É preciso arranjar outros pretextos rapidinho.

E foi justamente durante o discurso de Dilma na CNI que o Tesouro Nacional –veja bem, que é do governo, chefiado pela presidente– deu uma outra má notícia, pior ainda para ela e para o empresariado: o saldo entre receitas e despesas do governo federal no primeiro semestre foi o pior dos últimos 14 anos. Ou seja, com crescimento tão raquítico, a arrecadação cai; com o ano eleitoral, a gastança pública sobe.

Daí que o governo promete, promete, mas não tem como cumprir o compromisso de poupar R$ 80,8 bilhões em 2014, simplesmente porque, na metade do ano, só conseguiu atingir 21% dessa meta. E não porque seja bonzinho, porque sacrifique índices para favorecer os pobres da nação, mas porque não está gerindo adequadamente a economia, nem os gastos.


O empresário sabe distinguir "profecia pessimista" de constatação. 

CLIQUE AQUI para ler, também, 
"Mau humor na economia", editorial do Estadão. 

Nos anos de chumbo, Clóvis Stenzel foi o homem de Maurício Sirotsky na RBS

Não é verdade que a Comissão Estadual da Verdade investigará o papel que jogou na RBS o ex-deputado Clóvis Stenzel, um dos deputados radicais, aliado de primeira hora dos generais que deram o golpe de 64. O grupo de Stenzel no Congresso usava o nome "Guarda Costa", pela fidelidade ao presidente Costa e Silva.

. O ex-deputado foi contratado por ordem do próprio fundador da RBS, Maurício Sirotsky (foto ao lado) e exerceu suas funções durante os piores anos de chumbo. Inúmeros jornalistas da casa foram demitidos na ocasião e outros foram vetados. Maurício manteve relações iniciais tensas com os militares, mas em seguida acomodou-se e muitas vezes demitiu jornalistas sob a alegação de que era preciso "aplacar os homens".

. Numa reportagem ao jornal O Globo, Clóvis Stenzel contou sobre sua atividade parlamentar (antes, ele tinha sido professor da UnB).

- Eu não era o único, mas era o líder. Tenho a relação de todos os guarda Costa, coisa que ninguém tem - garante o ex-deputado arenista.

. Grupo defendia regime fielmente.

. Clovis Stenzel, que na época fora acusado de insuflar os militares a endurecer, conservava em casa a carta-compromisso assinada pelo grupo no ano anterior. Entre os pontos centrais, seus objetivos eram "defender fielmente o governo revolucionário" de Costa e Silva, "lutar contra revogação dos dispositivos fundamentais da administração revolucionária" e denunciar na tribuna "todas as táticas empregadas pelos agitadores". Líder do movimento, ele faz questão de enumerar outros integrantes:

- Parente Frota, Demar Pizzi, Aderbal Jurema, Albino Zen, Ari Alcântara, Dario de Almeida, Josias Ferreira Gomes, Janari Nunes e Clóvis Stenzel.

. Esses eram os guarda-costas do governo - recorda-se.

. Ari Alcântara, como Stenzel, era gaúcho.

. O ex-deputado morreu aos 90 anos em Gramado.

. O jornal Zero Hora levou quase um mês para registrar a morte na sua coluna Obituário, mas não informou que o ex-deputado foi homem dos seus quadros durante a ditadura militar. 

Hospitais, clínicas e laboratórios poderão suspender atendimento ao IPE a partir de amanhã

Os hospitais, clínicas e laboratórios gaúchos que prestam serviços ao IPE, Instituto de Previdência do Estado, resolveram convocar assembleia geral para amanhã, no âmbito da Fehosul, a entidade que os representa.

. Eles poderão parar de atender os servidores públicos estadais.

. É que o IPE não reajusta valores pagos há três anos.

. A defasagem estrangula as empresas de saúde do RS.

Santander demite seu vice de assuntos corporativos no Brasil

A charge ao lado é de Spoonholz.


O Banco Santander anunciou a saída do vice-presidente do banco no Brasil, Marco Antonio Martins de Araújo Filho, responsável pela área de assuntos corporativos.

. Foi outra rendição do banco aos protestos do governo Dilma e do PT, que não concordam com as análises econômicas feitas por subordinados do diretor demitido.

. Nesta quinta-feira, no jornal Valor, o ministro Admar Gonzaga, TSE, informou que os bancos podem produzir análises econômicas, mas não podem adjetivar. 

Conta publicitária da Votorantim passa para a agência gaúcha E-21

A agência E-21 passou a administrar a conta publicitária da Votorantim, SP. A informação foi obtida pelo editor junto ao diretor da empresa gaúcha, Luciano Vignolli. 

RS e mais 20 Estados decidem acabar com a guerra fiscal

Um grupo de 21 Estados, inclusive o RS, decidiu elaborar uma proposta para acabar com a guerra fiscal. Por meio do Convênio ICMS nº 70, firmado perante o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), comprometem-se em retirar os benefícios fiscais concedidos sem aprovação do órgão, assim como conceder uma anistia fiscal a todos os contribuintes que foram autuados por terem utilizado esses incentivos.

Argentina entra em default. O calote afetará relações comerciais com o Brasil. Crise terá desdobramentos políticos.

A Argentina não chegou a acordo com os chamados fundos abutres, os que possuem títulos de valor integral da dívida externa, e entrou tecnicamente em default ontem a noite.

. É o segundo calote em 13 anos.A S&P, agência de classificação de riscos, rebaixou rating da Argentina de CCC- para "calote seletivo", o que quer dizer que não recomenda investimentos e negócios com o País. O caso deve afetar o mercado da dívida soberana

. As consequências serão devastadoras para os argentinos, poderão desbordar para problemas no mercado financeiro mundial e afetarão as exportações brasileiras, inclusive do RS, que mantém forte comércio com importadores vizinhos.

. A crise terá desdobramentos políticos, afetará e poderá derrubar o governo. 

. Mas consultoria prevê um possível acerto envolvendo bancos privados argentinos. Se isso ocorrer, calote pode ser breve

. Para autoridades brasileiras, default argentino é "acidente de percurso"

Lucro da Vale quadruplica no trimestre e alcança R$ 3,19 bilhões

Ao contrário da Gerdau (leia abaixo), o lucro da mineradora Vale do Rio Doce chegou a R$ 3,2 bilhões, embora a receita tenha ficado praticamente estável, em R$ 22 bilhões, e Ebitda encolhe 10%, para R$ 9,1 bilhões.

Gerdau lucra menos no segundo trimestre e anuncia corte de R$ 500 milhões no investimento previsto para este ano

A Gerdau anunciou nesta terça a transferência a partir de setembro da produção de laminador de Sorocaba (SP) para outras unidades. Foram demitidos os 160 trabalhadores empregados.

A agência Reuters informou ontem anoite que o grupo Gerdau teve queda anual de 2% no lucro líquido do segundo trimestre, diante da fraqueza nas operações siderúrgicas e de minério de ferro no Brasil, consequência da desaceleração da economia. O Boletim Focus do BC, esta semana, projetou PIB de 0,9% para este ano, número intolerável. A empresa também anunciou corte de 500 milhões de reais no investimento previsto para este ano devido às incertezas com a economia do país.

. A maior produtora de aços longos das Américas teve lucro líquido de R$ 393 milhões de abril a junho, praticamente em linha com expectativa média de analistas, de 387 milhões de reais.

. André Johannpeter, o presidente, afirmou que o cenário da economia nacional segue com "forte volatilidade" e que a Gerdau encerrou o segundo trimestre usando cerca de 70% da capacidade instalada no Brasil, ante nível considerado normal pelo setor de 80 a 85 por cento.

. "Infelizmente, o cenário do segundo semestre está cada vez mais desafiador no Brasil e com prêmios no mercado doméstico acima de 20 por cento; algum desconto de preço pode ser inevitável", disse o analista Leonardo Correa, do BTG Pactual, em relatório a clientes.

. As ações da Gerdau fecharam em queda de 2,55% nesta quarta-feira, enquanto o Ibovespa cedeu 0,42 por cento.

INVESTIMENTO 17% MENOR

. A Gerdau reduziu em 17 por cento a expectativa de investimentos de 2014, de 2,9 bilhões de reais para 2,4 bilhões. A maior parte do corte deve-se às incertezas com o mercado brasileiro, afirmou Gerdau.

Prefeito Schneider ciceroneia Yeda em ato para 100 tucanos na CDL de Uruguaiana

 O primeiro ato político de maior vulto na atual campanha eleitoral em Uruguaiana ocorreu esta noite e foi marcada pelo jantar reunido pelo CDL para ouvir a ex-governadora Yeda Crusius, candidata a deputado Federal pelo PSDB.

. Ela foi acompanhada pelo prefeito tucano Luiz Alberto Schneider.

. Na CDL, esperavam por Yeda pelo menos 100 convidados, todos do PSDB.


. A ex-governadora cumpre desde ontem um roteiro pela Fronteira Oeste, iniciado por Rosário do Sul. 

Ibope, SP: Alckmin, 50%; Skaf, PMDB, 11%; Padilha, PT, 8%

Resolução já no primeiro turno
Geraldo Alckmin, PSDB – 50%
Paulo Skaf, PMDB – 11%
Alexandre Padilha, PT – 8%
Os demais candidatos apuraram 1% ou menos de votos.

Rejeição
Em relação ao índice de rejeição, o candidato petista aparece com o maior percentual, com 19%. O governador tem 18% e Skaf, 13%.
Aprovação
A pesquisa também avaliou o atual governo estadual. De acordo com o Ibope, 40% dos entrevistados consideram a administração "ótima" ou "boa". Já para 38%, o governo é regular. 

Hamm participa da apresentação do projeto da usina térmica de R$ 1,8 bilhão da Tractebel

O deputado federal Afonso Hamm (PP-RS), que preside a Frente Parlamentar do Carvão Mineral no Congresso Nacional, participou na terça-feira da apresentação do projeto UTE Pampa Sul, com potência de 680 MW, que será instalado em Candiota. O evento foi realizado no Obino Hotel, em Bagé.

. Leia nota sobre o empreendimento, logo abaixo, nesta página. 

. O projeto, que terá investimento entre R$ 1,5 a R$ 1,8 bilhão, foi apresentado pelos representantes da Tractbel Energia, José Luís Laydner e Hugo Stamm. Apresentaram alguns benefícios importantes com o projeto, que terá um tempo estimado de construção de 48 meses. A estimativa é que nesse período sejam gerados média de dois mil diretos e oito mil indiretos. Já, na fase de operação (25 anos), de 300 empregos diretos e 1.350 indiretos. Eles apontaram que a usina termelétrica trabalhará com nova tecnologia de queima e controle ambiental. Na oportunidade, Afonso Hamm destacou sobre o potencial de Candiota, no que se refere ao carvão mineral e ainda apontou que o novo investimento irá incrementar a economia regional, aumentar a oferta de energia, oportunizar a geração de mais empregos, incremento na geração de tributos. Ainda salientou como primordial que esses novos investimentos também resultará na oferta de mais cursos profissionalizantes.

- A região será palco no mês de agosto de audiências públicas de apresentação e discussão do relatório de impacto ambiental (RIMA) da Usina Termelétrica Pampa Sul. O evento será no dia 11, às 18h30min, no ginásio municipal Dario Lassance; no dia 12, em Hulha Negra, às 18h30min, no ginásio de Hulha Negra e dia 13 de agosto, no museu Dom Diogo de Souza, em Bagé, às 18h30min. O evento é promovido junto com o IBAMA.

Ex-presidente da Câmara, Giovani Colorio, é inocentado em ação ruidosa tomada pelo juiz de Gramado

Vereador teve sua reputação jogada na lama em função de ação cível pública repelida agora pelo Tribunal de Justiça do RS. 

A 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul inocentou o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Gramado, Giovani Colorio, PP, acusado injustamente pelo Ministério Público Estadual pela inexistente prática de improbidade administrativa em uma esdrúxula ação em que foi  denunciado por acumular o cargo com o de assessor político na Assembleia Legislatva. 

. A informação é do blog do jornalista Miron Neto.

. Na época a denúncia do MPE obteve ruidosa cobertura de imprensa, o vereador teve sua reputação assassinada injustamente e registrou graves prejuízos financeiros e políticos em consequência. Ele poderá, agora, denunciar no Conselho Nacional do MP os promotores que o denunciaram, além de interpor pedido de indenização pelos danos morais e materiais sofridos.

. O vereador Giovani Colorio havia sido condenado em Primeiro Grau a devolver os salários recebidos pela Assembleia Legislativa e as diárias relativas a viagens a Porto Alegre, no período entre 9 de abril de 2010 e 30 de outubro de 2011.

. Na sentença do Primeiro Grau, agora julgada absurda pelo TJE, o juiz Gérson Martins determinou a cassação dos direitos políticos por 10 anos, o que também foi revertido agora, através da decisão do Tribunal de Justiça.

Vá esta noite. O melhor de Porto Alegre.
Confira cardápio, carta de cervejas e chopes artesanais, endereços, serviços:
www.biermarkt.com.br

Conheça o exemplo de Uruguaiana para tratar 100% do esgoto.

ENTREVISTA: Luiz Alberto Schneider, prefeito de Uruguaiana, RS.

A prefeitura mandou a Corsan embora e entregou seus serviços de saneamento para a Odebrecht Ambiental há três anos. Valeu a pena ?

Durante todas as dezenas de anos dos serviços da Corsan, a cobertura de tratamento de esgotos da nossa cidade, 130 mil habitantes, chegou apenas a 8%. Em três anos de investimentos da nova concessionária, já atingimos 60% e chegaremos a 100% dentro de dois anos e meio.

A Corsan teria investido o que investe a Odebrecht ?

Serão R$ 200 milhões a curto prazo. A Corsan jamais teria este dinheiro, até porque os outros municípios exigiriam o mesmo.

E as tarifas ?

Claro que a população paga mais, porque conta com um serviço de que não dispunha. O que adianta pagar taxa de água e esgoto irrisória, se não é fornecido o serviço ? Mas isto tem impacto, sim.

Muita gente se queixa de obras por tudo que é canto, danificando asfalto, calçadas, bueiros.
São 15 e até mais canteiros de obras de uma só vez. Ninguém estava acostumado com isto. A prefeitura também se queixa. Talvez devêssemos ter acertado um cronograma menos apertado, de mais de 5 anos, para compatibilizar os impactos financeiros e de mobilidade urbana com a necessidade de universalizar o saneamento para todos, meta que município algum do RS atingiu até hoje. Os ganhos ambientais e de saúde pública que decorrerão, serão coisa de primeiro mundo.

Vá esta noite. O melhor de Porto Alegre.
Confira cardápio, carta de cervejas e chopes artesanais, endereços, serviços:
www.biermarkt.com.br

Rotta Ely lança seu case de práticas sustentáveis na construção civil.

ENTREVISTA: Tiago Rotta Ely, diretor da Rotta Ely, Porto Alegre.

O senhor tem apresentado o case de práticas sustentável no caso do Sy, seu mais novo empreendimento. Do que se trata ?

É o Sy – Condomínio Praça. Para iniciar a construção, realizamos um estudo socioambiental para causar o mínimo impacto possível na região.

O que melhorou ?

Taxa de ocupação, permeabilidade fluvial do terreno, menor remoção de vegetação e escavações, maior insolação, mais luz, melhor ventilação e melhoria da infraestrutura pluvial da região.

Como reagiram os órgãos públicos ?

O Estudo de Viabilidade Urbanística obteve aprovação com distinção. Nós fizemos tudo com diálogo com a comunidade do local, que aprovaram e opinaram nas diferentes fases do projeto.

Isto sai caro ?


E mais demorado. Demoramos um ano adicional. Acontece que as empresas de construção civil precisam adotar ações que minimizaRem os impactos que uma obra causa junto à natureza. 

Não viaje para a Argentina.

É a pior ideia viajar neste momento para a Argentina, porque a declaração de default (calote) levará o País novamente ao caos econômico, social e político. 

No blue (black no Brasil) argentino, dólar já é vendido a um por 13 pesos

Leitores gaúchos que foram ao encerramento da monumental Feira Agropecuária de Palermo, Argentina, no domingo, passaram ao editor os atuais valores do peso argentino frente ao dólar:

- Terça-feira:

Cotação oficial – 8 por 1
Paralelo e nas lojas – 13 por 1

. Os argentinos chamam o mercado paralelo de blue e não de black, nome usado pelos brasileiros.


. O dólar disparou na Argentina às vésperas do calote iminente. 

Começará as 14h o debate dos candidatos a governador. A promoção é da Famurs. Acompanhe, aqui.

Começará daqui a pouco, as 14h, o debate entre os candidatos a governador do RS no âmbito do 34º Congresso dos Municípios. O evento abriu esta manhã com a presença de 900 representantes de todo o Estado.

.Acompanhe tudo pelo Twitter:
www.twitter.com/famurs

Roubalheira com precatórios no Estado podem chegar a R$ 100 milhões

A repórter Marina Schmidt, Jornal do Comércio de hoje, levanta a ponta do iceberg que envolve o pagamento de precatórios do RS, ao revelar que a Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre identificou fraudes de mais de R$ 35 milhões envolvendo precatórios no Rio Grande do Sul. A prática, que, segundo o promotor Ricardo Herbstrith, é antiga, podendo elevar a quantia desviada a R$ 100 milhões, foi denunciada para o Ministério Público em abril de 2013, e a investigação se desenrola desde então. 

. Existem outras denúncias muito mais graves em apuração.

. Leia tudo:

. Em março deste ano, foram realizadas buscas e apreensões e, na sexta-feira, a denúncia foi formalmente apresentada pelo órgão contra 12 pessoas – uma delas era funcionária do Setor de Precatórios do Tribunal de Justiça, mas já está exonerada do cargo. Os envolvidos são acusados de formação de quadrilha, estelionato, corrupção passiva, corrupção ativa, uso de documento falso, violação de sigilo funcional e falsidade ideológica. 

. As investigações identificaram a ação de dois núcleos no desvio de precatórios no Estado.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Vá esta noite. O melhor de Porto Alegre.
Confira cardápio, carta de cervejas e chopes artesanais, endereços, serviços:
www.biermarkt.com.br


Corajoso rompimento com a Corsan e privatização da área de saneamento já elevou de 8% para 60% o tratamento de esgoto em Uruguaiana

Quase todos os municípios gaúchos continuam reféns da inoperante Corsan. Uruguaiana rompeu com a estatal há três anos. Ao lado, o prefeito Schneider.

Vai a plena carga o grosso investimento de R$ 200 milhões que a Odebrecht Ambiental realiza há três anos no município gaúcho de Uruguaiana, tudo para elevar de 8% para 100% o tratamento de esgotos das residências dos 130 mil habitantes.

. O prazo acertado é de 5 anos.

. Neste momento, 60% dos esgotos já são tratados, índice que pouquíssimos municípios possuem no RS.

. Água e esgoto eram concessão da estatal estadual Corsan, mas a prefeitura rompeu o contrato, privatizou o serviço e entregou tudo para a Odebrecht Ambiental.

. Foi uma decisão corajosa da prefeitura, que enfrentou fortíssima oposição do governo estadual, do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas e do próprio TCE.

. O prefeito Luiz Augusto Schneider, com quem o editor conversou esta manhã, explicou o que aconteceria caso água e esgoto ainda estivessem sob controle da Corsan:

- Ela jamais teria os R$ 200 milhões que a Odebrecht Ambiental investe aqui a curtíssimo prazo. Durante toda a sua história de dezenas de anos, a Corsan só conseguiu tratar 8% do esgoto da cidade. Agora já temos 60% e iremos a 100% dentro de dois anos. 

Maior fundição de ferro do RS consegue recuperação judicial (concordata) em Caxias do Sul

Fundada em 1960, a Tomé S/A Indústria de Autopeças é a maior fundição de ferro do Rio Grande do Sul e uma das maiores fabricantes de tambores de freios no mundo, exportando regularmente para vários países e fornecendo o produto para diversas empresas no Brasil. A empresa conta atualmente com 250 funcionários e teve seu pedido de recuperação judicial deferido dia 04 de julho junto à 1ª Vara Cível de Caxias do Sul. O advogado responsável pelo pedido, João Pedro Scalzilli - sócio do escritório João Carlos e Fernando Scalzilli Advogados & Associados - destaca a importância da empresa na comunidade e sua necessidade de preservação. “O objetivo único é preservar a empresa como uma entidade produtiva que cria empregos, gera impostos e que retorna para o próprio mercado”, afirma Scalzilli.
       
. No pedido de recuperação judicial, a empresa caxiense elencou o aumento exagerado do custo energético como um dos fatores principais, já que a compra é feita no chamado mercado livre. Outro motivo apresentado foi o investimento em uma unidade de peças de aço, que não se mostrou tão rentável como a Tomé projetava.
       
. Com o deferimento do pedido, a empresa poderá ter um prazo entre 5 e 15 anos para o pagamento de suas dívidas, dependendo da decisão da assembleia de credores. Pela decisão da 1ª Vara Cível de Caxias do Sul, a empresa não poderá sofrer ações de execução ou protestos no prazo de 180 dias. As comercializadoras e distribuidoras de energia também não poderão cortar o fornecimento para a Tomé S/A.
       
- A Lei 11.101/05, que regula a recuperação judicial, proporciona a melhora de prazos para negociação, pagamentos e abatimento de valores da dívida, além de retomar a atuação no mercado. João Pedro Scalzilli destaca que a recuperação judicial “é a solução que as empresas podem encontrar para a crise”, ressaltando a importância desta decisão antes que seja tarde demais. Poucos escritórios no Brasil são especializados em Recuperação Judicial e Caxias do Sul conta com a exclusividade e expertise da equipe da Scalzilli. No caso da Tomé S/A, uma equipe de oito pessoas está diretamente envolvida no processo multidisciplinar que envolve gestão de crise e reestruturação.

Vá esta noite. O melhor de Porto Alegre.
Confira cardápio, carta de cervejas e chopes artesanais, endereços, serviços:
www.biermarkt.com.br

Santander e Telefónica lançam plataforma de e-learning

O jornalista Marcos Graciani, da revista Amanhã, foi ao Rio e apurou que a PUCRS e Unisinos, universidades da região sul, serão as primeiras do Brasil a disponibilizar cursos online utilizando a MiríadaX. Leia a reportagem completa:

Às vésperas da abertura do 3º Encontro Internacional de Reitores Universia no Rio de Janeiro, o banco Santander e o grupo Telefónica lançaram mundialmente a plataforma de e-learning gratuita MiríadaX. O projeto é uma iniciativa da Telefónica Learning Services (TLS), primeira empresa de e-learning da Espanha e uma das primeiras do mundo, e do banco espanhol, através da Universia, a maior rede de universidades de língua espanhola e portuguesa.

. A MiríadaX é a segunda plataforma conhecida como Mooc (Massive Open Online Courses) do mundo. O projeto pioneiro pertence à universidade norte-americana Stanford.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Fortunati promulgará na semana que vem a nova Lei das Antenas

Emboras aprovado pela Câmara de Vereadores em 16 de julho, o projeto que regula a instalação de torres e antenas de celular em Porto Alegre somente será encaminhado para sanção do prefeito José Fortunati na próxima semana. 

. A informação é do presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Professor Garcia. Conforme o vereador, o projeto ainda não foi repassado à prefeitura por ainda estar em fase de redação.

Sai Foz do Brasil e entra Odebrecht Ambiental

A Odebrechet resolveu mudar o nome da sua empresa de águas e saneamentos para Odebrecht Ambiental. Foi para o arquivo a Foz do Brasil, que usava variantes locais com nomes próprios, como Foz Uruguaiana, Uruguaiana, RS. 

Calote argentino poderá ser decretado antes da meia noite de hoje

A presidente argentina, ontem, em Caracas, aconselhando-se com o presidente Maduro. 

O quadro de incertezas na Argentina voltou a provocar volatilidade no mercado financeiro local e foi um dos principais assuntos da  reunião dos presidentes do Mercosul, ontem, em Caracas, na Venezuela, onde a Argentina assumiu a presidência temporária de seis meses do bloco. O problema ocorre em um momento recessivo da economia argentina. Para uns essa incerteza pioraria a saúde da economia argentina. O calote afetará gravemente o cenário político local e poderá significar a queda do governo. As relações comerciais com o Brasil será afetadas gravemente. No RS, os exportadores que trabalham com a Argentina serão muito prejudicados.  

Nesta quarta-feira, 30 de julho, à meia-noite, vence o prazo de carência de 30 dias para que o governo argentino da presidente Cristina Kirchner pague os juros dos títulos públicos que venceram no dia 30 de junho e assim evitar cair no segundo calote em treze anos. 

. Esta terça, 29 de julho foi marcada por frenéticos encontros em Nova York, entre representantes da Argentina e o mediador do juiz de Nova York que colocou o país entre a cruz e a espada. Ou como disse o ministro da Economia, Axel Kicillof, entre "o default e o default" (calote ou calote).

. Foi um dia marcado ainda por rumores em Buenos Ares de que poderá haver um acordo de último momento entre o governo e os chamados fundos 'abutres' - especuladores - que representam cerca de 1% da dívida argentina de 2001, que entrou em moratória e que foi reestruturada em 2005 e em 2010. O problema é que, argumenta-se no govenro e entre economistas argentinos, se a Argentina pagar a estes fundos o que eles pedem os demais também vão pedir os mesmos direitos. E aí a bolada saltaria para pelo menos US$ 100 bilhões, segundo os mais otimistas, ou US$ 500 bilhões, segundo os mais pessimistas, incluindo o governo. 

Ana Amélia falará sobre seus planos de governo, 12h, no "Tá na Mesa" da Federasul

A senadora Ana Amélia falará ao meio dia na Federasul, no "Tá na Mesa". A entidade abriu espaço para ouvir os quatro principais candidatos: Vieira da Cunha, Ana Amélia, Sartori e Tarso Genro. Um por semana. 

Saiba por que Dilma não virá ao debate de amanhã na Famurs

A presidente Dilma Roussef não virá ao Congresso da Famurs, que começou esta manhã no Plaza, embora tenha confirmado a presença na sabatina de amanhã, quando foi convidada pessoalmente pelo presidente da Famurs, Seger Menegaz.

. A presidente participará de sabatina, sim, mas na CNI, hoje.

. Amanhã, ela irá a SP para participar do primeiro grande ato da campanha ao lado de sindicalistas, no encontro da CUT, aparelho sindical do PT. 

Conheça as agendas de Campos e Aécio no Estado. O ato mais importante será o de Aécio, sábado, com Ana Amélia.

Aécio e Ana Amélia querem fazer o maior ato público do Brasil. 

Neste final de semana pelo menos cinco candidatos a presidente virão ao RS. O roteiro começou esta manhã com a panfletagem feita por Zé Maria, PSTU, que esteve em canoas as 5h30min, em portas de fábricas.

. Amanhã virão Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Campos (PSB), Luciana Genro (PSOL) e Aécio Neves (PSDB). Eles aceitaram o convite da Famurs e falarão para prefeitos reunidos em Porto Alegre. No centro do debate, as políticas de fortalecimento da federação.

. Campos e Aécio permanecerão mais tempo no Estado.

. O socialista, durante dois dias, se dividirá entre Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande, acompanhado dos candidatos ao Piratini, José Ivo Sartori, e ao Senado, Beto Albuquerque.

. Aécio Neves, além do debate de quinta-feira na Famurs, participará da caminhada organizada pelo PP no sábado, do Anfiteatro Pôr do Sol até o Gigantinho, inspirada no Caminho do Gol. Ao lado das candidatas Ana Amélia Lemos e Simone Leite, do PP, Aécio participará de um comício que está sendo tratado como o maior ato da campanha no Brasil até o momento. O presidente do PP, Celso Bernardi, espera reunir pelo menos 10 mil pessoas no ginásio.

Canoas quer operar primeiro trecho do Aeromóvel em 2016

O município de Canoas, na região Metropolitana, terceiro mais populoso do RS, poderá ser o primeiro do País a implantar o serviço de aeromóvel como alternativa para o transporte coletivo já em 2016. A licitação para a obra, através de Regime Diferenciado de Contratações (RDC), deve ser aberta até o fim de setembro. As obras da primeira etapa devem levar cerca de 18 meses.

. O trecho 1 consiste em seis quilômetros de trajeto. No total, o investimento para os 15 quilômetros de extensão do aeromóvel e das 25 estações deve girar em torno de R$ 800 milhões.

. Hoje, a demanda da cidade gira em torno de 13,5 mil passageiros no período e trecho a ser atendido pelo aeromóvel

Sindicato Médico insiste: "RS perdeu 11 mil leitos hospitalares em 20 anos"

O fato de os números anteriores a 2003 não serem considerados pelo ministério é parte de uma "maquiagem pré-eleitoral".

Os jornais Zero Hora e Correio do Povo de hoje tentaram tirar a limpo a discrepância entre os números de leitos existentes no Estado, porque Sindicato Médico, Simers, e governos federal e estadual trabalham com informações totalmente diferentes.

. "O RS perdeu 11 mil leitos nos últimos 20 anos", anuncia o Simers em propaganda nas rádios.

. "O número de leitos cresceu nos últimos três anos", diz o governo estadual.

. Também os dois jornais divergem:

Zero hora, em título: " Quantidade de leitos do SUS se estabilizou desde 2005 no Rio Grande do Sul".

Correio do Povo, também em título: "RS é campeão em leitos hospitalares".

. A questão central que governos federal e estadual, ZH e CP não atacam, é o vetor da propaganda do Simers, que não é contestada e quando isto ocorre, a defesa é feita de maneira apenas esperta, já que o governo estadual monta equações com períodos e números já refugados pelo próprio ministério da Saúde. 

. ZH ouviu todos os lados, mas CP só registrou a versão do governo estadual. 

. O presidente do Simers, Paulo Argollo Mendes, avisa ao distinto público o que está por trás do discurso oficial do governo do Esado:

- O fato de os números anteriores a 2003 não serem considerados pelo ministério é parte de uma "maquiagem pré-eleitoral".

. Leia a reportagem de Zero Hora, que é mais completa e mais perto da verdade:

 Uma campanha recém-lançada pelo Sindicato Médico do Estado (Simers) suscitou debate sobre a gestão da saúde. Nos últimos 20 anos, segundo a entidade, o SUS teria perdido 11 mil vagas no Rio Grande do Sul. O número total de leitos é baseado em dados do Ministério da Saúde e inclui os complementares – de UTI, de isolamento e cuidados intermediários. O problema é que, segundo a assessoria de imprensa do ministério, os dados anteriores a 2004 computam leitos que sequer existiam ou que eram contabilizados duas vezes. Embora sem grande discrepância, os dados referentes ao período de 2005 a 2014 fornecidos a ZH pelo ministério, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) e pelo Simers também divergem. A SES destaca que o número de leitos do SUS cresceu nos últimos três anos, mas a secretária Sandra Fagundes admite que, entre 1993 e 2003, havia leitos só no papel no Estado. Presidente do Simers, Paulo de Argollo Mendes diz que o fato de os números anteriores a 2003 não serem considerados pelo ministério é parte de uma "maquiagem pré-eleitoral".

O ministério divulgou isso durante 20 anos e, neste período, eram informações corretas. Nunca ninguém disse que não eram. Agora, vem essa maquiagem. O ministério tenta se desdizer. Como vamos acreditar se mesmo diz que a versão anterior era equivocada? — questiona.

. Argollo observa que, para um atendimento satisfatório, seria necessário "dobrar o número de leitos". O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremers), Fernando Weber Matos, diz haver déficit de 10 a 12 mil leitos no Rio Grande do Sul:

— Por isso, estamos com hospitais superlotados e pacientes nos corredores esperando tratamento.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem de Zero Hora, inclusive tabelas explicativas.

Ponto alto do Congresso da Famurs será sabatina com Aécio, Campos e pastor Everaldo

Abrirá daqui a pouco o 34o Congresso dos Municípios do RS, iniciativa da Famurs. As atividades ocorrerão nestas quinta e sexta-feiras no Salão São José, Plaza.

Eis a rogramação resumida do evento:

30 de julho, hoje
9h30 – Abertura oficial
10h30 – Apresentação da Pauta Municipalista
- Paulo Ziulkoski – Presidente da CNM
- Seger Luiz Menegaz – Presidente da Famurs

14h – Sabatina com os candidatos ao Governo do Estado (35 minutos para cada um; sendo 5 minutos de apresentação; 5 perguntas com 5 minutos para cada resposta; e 5 minutos de considerações finais)
Seguindo a ordem abaixo...
- José Ivo Sartori
- Tarso Genro
- Ana Amélia Lemos
- Vieira da Cunha

31 de julho
9h – Sabatina com os candidatos à Presidência da República (45 minutos para cada um; sendo 5 minutos de apresentação; 3 perguntas com 10 minutos para cada resposta; e 10 minutos de considerações finais)
- Eduardo Campos
- Pastor Everaldo
- Luciana Genro
- Aécio Neves

Artigo sobre Santander x PT, Alexandre Schwartzman, Folha - ¡Que venga el toro!

O candidato do PSDB ao à Presidência, Aécio Neves, ironizou a resposta do Planalto a um informe publicado pelo banco Santander a seus clientes:"Se forem demitir todos que fizeram avaliação negativa do governo, vão ter que demitir muita gente. Ninguém contestou a avaliação, se contentaram em pedir a punição? O  presidente mundial da instituição espanhola, Emilio Botín, justificou a demissão dizendo que "a pessoa fez coisa errada"

No artigo a seguir do ex-economista chefe do Banco Santander, intitulado "¡Que venga el toro!", Alexandre Schwartzman defende o direito e a obrigação do banco - de qualquer banco - de prevenir seus investidores, acionistas e correntistas sobre o estado da economia brasileira, porque é assim que são obtidos melhores negócios e eliminam-se perdas. O artigo foi publicado pela Folha, hoje. Leia tudo:

Antes de tudo, um alerta: para quem não sabe, fui economista-chefe do Santander entre 2008 e 2011, demitido após discussão pública com o então presidente da Petrobras. Digo isso porque quero hoje tratar do imbróglio que envolveu o banco na semana passada, quando foi publicada análise relacionando o desempenho da presidente nas pesquisas eleitorais ao comportamento da Bolsa, do dólar e de outros ativos.
A análise nada trouxe de controverso. Aqui mesmo na Folha, no dia 19, lia-se na página B3: "Bolsa chega ao maior nível em 16 meses", notando que "as ações de empresas estatais dispararam na BM&FBovespa e impulsionaram o principal índice da Bolsa brasileira nesta sexta-feira (18), após pesquisa Datafolha ter apresentado empate técnico entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB)". Acrescentou ainda que, "desde que começaram a ser divulgadas pesquisas apontando perda de espaço da presidente (...), o mercado de ações nacional, que caí.

CLIQUE AQUI para ler mais.
CLIQUE AQUI para ler, também, artigo de Fernando Rodrigues, que aponta reação quase medieval do governo e do PT, exigindo desculpas e demissões por causa de um estudo técnico divulgado internamente. pelo Banco Santander.

Tractebel retoma projeto Pampa, R$ 1,8 bi, Candiota, RS

A Tractebel,pertencente ao mesmo grupo belga que vendeu Pasadena para a Petrobrás,num rumoroso caso que será examinado novamente hoje, quarta, na CPI instalada no Congresso, desistiu provisoriamente da sua ideia de construir uma usina a gás e resolveu retomar em regime de urgência seu projeto Pampa Sul, Candiota, RS.

. Em Candiota já operam as usinas Presidente Médici, da estatal federal CGTEE.

. A região concentra as maiores reservas de carvão a céu aberto do Brasil.

. A Pampa Sul será uma usina térmica a carvão de 350 MW, mas será dimensionada para produzir 600 MW.

. Os investimentos previstos pela Tractebel para o negócio somam R$ 1,8 bilhão.

. Se a empresa conseguir leiloar a energia da Pampa Sul, dia 30 de setembro, o empreendimento irá adiante.  

LBR começou a examinar 16 propostas para venda dos ativos que pôs à venda

Foi adiada para segunda-feira a assembleia de credores da LBR – Lácteos Brasil, que inclui a antiga Bom Gosto, RS, com o objetivo de examinar as propostas de compra de 14 unidades produtivas isoladas do grupo brasileiro.

. O plano de recuperação judicial prevê levantar dinheiro para quitar a dívida de R$ 1 bilhão.

. Foram apresentadas 16 propostas. Participam empresas como a venezuelana Unaquita, a francesa Lactalis e as brasileiras Vigor e Cooperativa Central dos Produtores Urais de Minas.

. A melhor proposta conhecida é da Unaquita (R$ 535 milhões).

. Também para levantar dinheiro, a LBR acaba de arrendar por dez anos três dos seus negócios, no caso Líder, Poços de Caldas e Boas Nata. O valor do negócio é de R$ 94 milhões. 

Crise na economia atinge a Randon. Grupo força folgas para não demitir antes das eleições.

A flexibilização da jornada de trabalho da Randon, aprovada pelos trabalhadores em votação realizada segunda-feira, já iniciará nesta sexta-feira, dia 1º. Pela medida, os funcionários não trabalharão em quatro dias por mês em agosto, setembro e outubro, totalizando até 12 folgas. Metade desses dias não-trabalhados será descontada dos salários e a outra paga pela empresa.

. A notícia é do site www.zerohora.com.br desta noite, mas o editor já tinha passado informações sobre a crise que atinge o setor metal-mecânico de Caxias do Sul, com ênfase para Randon e Marcopolo. Leia a notícia do site do jornal da RBS:

. A votação englobou todas as empresas do grupo, com exceção da Fras-le e da Randon Veículos, o que abrangeu cerca de oito mil trabalhadores — um pouco mais do previsto inicialmente, que era sete mil., A estratégia da gigante caxiense busca adequar a produção ao momento de instabilidade econômica que afetou diretamente a área de transporte de cargas e a aquisição de caminhões — e, por consequência, o fornecimento de reboques e semirreboques, além da cadeia de autopeças dedicada ao setor.

— Esse período de baixa na Randon, que está ocorrendo em todo o mercado do setor, vem desde o segundo trimestre. Já adotamos feriadões prolongados, férias coletivas e agora lançamos mão dessa estratégia prevista em convenção com o objetivo de manter os postos de trabalho — explicou a diretoria da Randon. 

Santander atendeu a pressão de Dilma, Lula, CUT e PT, demitindo um dos seus trabalhadores.

O governo Dilma Roussef e o PT finalmente conseguiram o que queriam, que era a demissão do trabalhador do Banco Santander que baseado em análises econômicas constatou o que todo mundo já sabe e recomendou cuidado com o dinheiro de cada correntista no caso da reeleição da presidente, porque ela se mostra incapaz de mudar a rota desastrosa atual:

. "A pessoa foi demitida porque fez uma coisa errada", justificou o presidente mundial do banco espanhol; no Rio de Janeiro para encontro educacional promovido pela instituição. Emílio Botín se referiu ao relatório a clientes de alta renda com a recomendação de ter cuidado com o crescimento da presidente Dilma Rousseff nas pesquisas, porque isso significaria piora na situação econômica.

.  Iinadmissível", classificou a presidente. O banqueiro foi criticado pessoalmente pelo ex-presidente Lula, que o chamou de 'querido'.  "Para ele (Lula), só tenho elogios", disse Botín, confirmando a demissão do analista identificado como responsável pelo texto.

. O governo Dilma Roussef e o PT, aplacados, podem agora passar novamente o chapéu diante do banqueiro, que na eleição anterior entregou R$ 1 milhão para a campanha presidencial petista.

Artigo, Claudio Lottenberg, Folha - Antissionismo é antissemitismo

Por trás da histeria contra Israel e a favor dos terroristas do Hamas está a defesa do nazi-fascismo do holocausto.



Após o Holocausto, o antigo antissemitismo foi substituído pelo antissionismo. A máscara é nova, mas a alma horrenda é velha conhecida O debate sobre o Oriente Médio parece atualmente querer regredir ao pré-1947, quando a ONU decidiu dividir a Palestina em dois países, um árabe e um judeu. Aqui e ali, volta-se a negar o direito à autodeterminação nacional do povo judeu em sua terra ancestral.

. A tentativa de demonização do sionismo é apenas isto: a negação do direito de um povo à autodeterminação. Nenhum outro movimento nacional sofreu ou sofre essa campanha contrária avassaladora.

. É moda dizer que o sionismo e Israel são entidades coloniais. Nem como piada serve. Os falsificadores da história precisariam explicar por que a URSS votou na ONU em 1947 a favor de um "empreendimento colonial". Votação em que o maior colonizador da época, o Reino Unido, absteve-se. Aliás, a URSS foi o primeiro país a reconhecer Israel.


. Nós mesmos somos cidadãos de um país cuja independência foi apoiada pelo Império Britânico. E daí? E daí nada. É comum que nações em busca da autodeterminação explorem as contradições intercolonialistas e interimperialistas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Análise - Tarso é o que investe mais e melhor a sua riqueza

Tarso é o investidor mais agressivo, corre mais riscos e por isto ganha muito mais. 



Antes de partir para uma avaliação do patrimônio declarado ao TSE pelos principais candidatos ao governo do estado, é preciso prestar alguns avisos: as informações limitam bastante o entendimento, pois em muitos casos os investimentos não são detalhados. Além disso, os lançamentos em imóveis geralmente apresentam valores defasados, já que as declarações se referem ao preço pago pelo imóvel e não necessariamente ao seu valor de mercado.

. Mesmo assim é possível ter uma ideia do perfil do patrimônio dos candidatos, bastante conservador. 

. O que chama a atenção é a concentração desse patrimônio em imóveis, que no caso do candidato Sartori chega a 85% do patrimônio. O maior problema em concentrar um percentual tão alto do patrimônio em imóveis é a falta de liquidez desse tipo de ativo. 

. Para os investimentos financeiros, é visível uma grande concentração em renda fixa, especialmente CDB, onde a candidata Ana Amélia tem alocado 19% do seu patrimônio e o candidato Sartori 14%.

. Alguns aspectos chamam a atenção, a candidata Ana Amélia tinha um valor expressivo (mais de R$ 100 mil) na sua conta corrente, algo não usual, pois não gera rendimentos, salvo a necessidade de fazer frente a alguma despesa ou aquisição numa data próxima. O candidato Tarso possui quase R$ 1 milhão em fundos de investimentos, o maior percentual em fundos de renda fixa mais refinados, que concentram empréstimos em títulos um pouco mais arriscados dentro desse universo e com isso conta com  rentabilidades superiores ao CDI. Com esses investimentos Tarso apresenta um patrimônio melhor alocado que os seus concorrentes. Inclusive o candidato possui quase R$ 200.000,00 num hedge fund do UBS, de longe a aplicação mais agressiva entres as carteiras avaliadas. Também chama a atenção a falta de alocação em ações dos candidatos, apesar do candidato Tarso ter alocado por volta de R$ 30 mil num fundo de ações, um percentual pequeno em relação a todo o seu patrimônio.


. Enfim, nessa pequena amostra de três principais candidatos podemos visualizar alguns erros comuns que o brasileiro comete na hora de investir: conservadorismo excessivo, concentração demasiada em imóveis ou ativos ilíquidos, falta de diversificação em renda variável, dinheiro alocado em conta corrente ou poupança.

- Leandro Rushel, consultor de investimentos.
Análise solicitada hoje pelo editor, feita com base nas declarações de bens dos candidatos junto ao TSE e notícias de jornais.