Famoso por imitar Dilma, humorista Gustavo Mendes é expulso a ponta-pés de show em Búzios

O  portal G1, Rede Glogo, informou esta noite que o humorista Gustavo Mendes foi obrigado a parar um show que fazia em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, a mando do chefe de gabinete da Prefeitura da cidade, Robson Mota, no domingo. Segundo Alex Monteiro, empresário do humorista, Mendes não só teve que interromper o show como foi agredido a chutes em uma praça pública. O comediante, que já trabalhou no Casseta e Planeta,
fazia o espetáculo Mais que Dilmais, em que imita a presidenta da República Dilma Rousseff, e o conteúdo das piadas teria irritado os presentes.


 — A população estava adorando, exceto algumas pessoas que foram convidadas e que estavam em uma área VIP. Em um dado momento mandaram tirar o Gustavo do palco. Isso porque a mãe do prefeito não estava gostando. Ela achou que o show estava pesado demais — explicou o empresário.

. Antes de divulgar o comunicado, o próprio Gustavo havia explicado a situação em seu perfil no Facebook. Segundo o comediante, ele brincou ao saber que um padre chamado Ricardo, a quem garante não conhecer, havia proibido o consumo de bebidas alcoólicas em festas religiosas na cidade. Gustavo diz que lembrou então que Jesus havia transformado água em vinho e, em tom de brincadeira, exclamou: “Proibir bebida, ah, vá tomar no .

CLIQUE AQUI para ler tudo. 


Joaquim Barbosa quer enfiar advogado do mensaleiro Zé Genoíno na cadeia da Papuda

O material a seguir é de André Richter, da Agência Brasil.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, pediu hoje (16) à Procuradoria da República no Distrito Federal a abertura de uma ação penal contra advogado do ex-deputado José Genoino, Luiz Fernando Pacheco. Barbosa pede que Pacheco seja investigado pelos crimes de desacato, calúnia, difamação e injúria. A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com o advogado e aguarda sua posição sobre o caso.
Na semana passada, Barbosa mandou seguranças da corte retirarem Pacheco do plenário. Barbosa deu a ordem após Pacheco subir à tribuna para pedir que o presidente libere para julgamento o recurso no qual Genoino diz que tem complicações de saúde e precisa voltar a cumprir prisão domiciliar. Na ocasião, os ministros do STF estavam julgando um processo sobre a mudança no tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados.
Ao subir à tribuna e interromper o julgamento para cobrar de Barbosa a liberação do recurso, Pacheco foi questionado pelo presidente: "Vossa Excelência vai pautar [a corte]?". O advogado respondeu: “Eu não venho pautar. Venho rogar a vossa excelência que coloque em pauta, porque há parecer do procurador-geral da República [Rodrigo Janot] favorável à prisão domiciliar deste réu, deste sentenciado. Vossa excelência, ministro Joaquim Barbosa, deve honrar esta Casa e trazer aos seus pares o exame da matéria”, respondeu Pacheco.
Após dizer duas vezes: “eu agradeço a vossa excelência”, na tentativa de cortar a palavra de Pacheco, Barbosa determinou a retirada do advogado do plenário. “Eu vou pedir à segurança para tirar este homem”, disse Barbosa.
Ao ser abordado pelos seguranças, o advogado protestou: “isso é abuso de autoridade!”, gritou. Joaquim Barbosa ainda retrucou: “Quem está abusando de autoridade é vossa excelência. A República não pertence a vossa excelência, nem à sua grei (grupo). Saiba disso.”

No dia 4 deste mês, o procurador Rodrigo Janot enviou ao Supremo parecer favorável ao regime de prisão domiciliar para Genoino. Segundo Janot, o ex-deputado deve voltar a cumprir pena em casa enquanto estiver com a saúde debilitada. Ele foi condenado a quatro anos e oito meses de prisão em regime semiaberto na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Até o "intelectual"Davi Stival, o petista que quase perdeu o pescoço, assinou o manifesto pró Mensaleiros

A ilustração ao lado é da reportagem de Veja. 



O PT divulgou nesta segunda-feira um manifesto assinado pelo que o Partido chama de "300 intelectuais" brasileiros, que saíram em defesa dos bandoleiros do Mensalão e contra Joaquim Barbosa. CLIQUE AQUI para ler a lista. 

. Entre os "intelectuais está até mesmo o ex-presidente do PT do RS, Davi Stival, o homem que prometeu cortar o pescoço se ficasse provado que ele e seus companheiros usaram dinheiro sujo do Valerioduto para financiar a campanha de Tarso Genro ao governo. 

. Tudo ficou provado e ele não cortou a cabeça. 

 . Numa reportagem que lhe custou processos, que venceu, a revista Veja contou a história da condenação de Stival e outros dois dirigentes do PT no Rio Grande do Sul. Eles foram os primeiros concdenados do Mensalão. Leia a reportagem:

Com o objetivo de se livrar do processo e deixar de correr o risco de parar no xilindró, fizeram um acordo com a Justiça: aceitaram doar cestas básicas a uma instituição de caridade em Porto Alegre. A quantidade de cestas básicas é que chama atenção: uma por mês, durante cinco meses. E nada mais. No total, cada réu terá de desembolsar 1.750 reais, divididos em cinco suaves parcelas de 350 reais. Os três dirigentes são réus confessos. Eles admitiram que pegaram 1 milhão de reais no valerioduto e disseram ter usado o dinheiro para pagar despesas de campanha do PT gaúcho. O petista Marcos Fernando Trindade atuava como "mula" do esquema, carregando dinheiro em malas entre Belo Horizonte e Porto Alegre. Quando desembarcava na capital gaúcha, o dinheiro era distribuído pelo ex-presidente do partido, David Stival, e pelo ex-tesoureiro, Marcelino Pedrinho Pies. Agora, cada um vai pagar um salário mínimo a uma instituição de caridade durante cinco meses.

. O dinheiro que o valerioduto canalizou ao PT gaúcho serviu para pagar despesas da campanha de Tarso Genro ao governo do estado, na qual perdeu a disputa para o atual governador, Germano Rigotto, do PMDB. Do total de 1 milhão do valerioduto embolsado pelo PT gaúcho, a maior parte chegou ao estado em malas. Mas 150.000 reais desembarcaram na arca petista por meio de dois cheques de 75.000 reais, ambos nominais a duas gráficas, a Impressul e a Comunicação Impressa. Em sua defesa, os acusados tentaram isentar Tarso Genro. Disseram que a quantia foi utilizada para saldar papagaios eleitorais, mas que nenhum centavo foi usado na campanha de Genro. As investigações, no entanto, mostraram que essa versão não tinha respaldo nos fatos. Descobriu-se que as duas gráficas brindadas com os cheques de Valério foram fornecedoras da campanha eleitoral de Genro ao governo.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem.

Famurs diz que estagnação da economia reduziu repasses do FPM em R$ 208 milhões

O presidente da Famurs, Valdir Andres, está frustrado com a arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) este ano. A estimativa do Setor de Receitas da Famurs mostra que os municípios do Rio Grande do Sul já deixaram de receber R$ 208 milhões do governo federal no primeiro semestre deste ano. 

. O cenário agrava a situação financeira das prefeituras gaúchas em 2014. “A queda de recursos compromete os investimentos em saúde, educação e outras áreas carentes”, afirma Andres.

. O montante de R$ 208 milhões corresponde à diferença entre a receita estimada pelo governo federal e o valor transferido às prefeituras gaúchas entre janeiro e junho deste ano. Conforme dados do governo federal, existia uma previsão de crescimento de 8% do FPM em relação a 2013, que consolidaria um repasse de R$ 2,241 bilhões para 2014. No ano passado, os municípios receberam R$ 2,075 bilhões de FPM. Entretanto, essa estimativa não se confirmou e a arrecadação das prefeituras gaúchas deve fechar o semestre em R$ 2,032 bilhões: queda de 2% em relação ao ano passado.

. De acordo com a assessora técnica da Área de Receitas Municipais da Famurs, Cinara Ritter, o déficit é decorrente do fraco desempenho da economia e da baixa arrecadação federal. Ao contrário do que se previa, a Copa do Mundo não está sendo capaz de salvar a economia nacional da estagnação:

- É mais um ano de estagnação. A arrecadação do Imposto de Renda e do IPI não cresceu e afetou o FPM, que é a principal fonte de receita dos municípios”, lamenta Cinara. “Além de estancar os investimentos, a queda ameaça o fechamento das contas dos prefeitos no final do ano.

. Até o final do ano está previsto um repasse de R$ 5,8 bilhões de FPM às prefeituras gaúchas. Contudo, apenas 44% desse valor terá sido transferido até o final de junho. Desde abril, o Fundo acumula três sucessivas quedas em comparação à 2013. Redução de 15,7% em abril, de 21,8% em maio e de 21,3% em junho.

Reajuste no IPI
A esperança dos prefeitos para o 2º semestre é a confirmação do reajuste nas alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Prevista para acontecer em 1º de julho de 2014, a elevação das taxas ainda aguarda ratificação pelo governo federal. Conforme as novas alíquotas, o IPI sobe de 3% para 7% para carros populares, de 9% para 11% para carros flex, de 11% para 13% para automóveis a gasolina e de 3% para 4% para utilitários, mantendo a isenção total para a compra de caminhões. 
O que é o FPM

O Fundo de Participação dos Municípios é uma importante fonte de receita dos municípios brasileiros. Composto por parte da arrecadação do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto de Renda (IR), o Fundo é recolhido pelo governo federal e distribuído aos municípios de acordo com o número da população. A receita do FPM chega a representar mais de 80% de todos os recursos de alguns municípios gaúchos como São Pedro das Missões (84,3%) e Lajeado do Bugre (83,5%), segundo estudo da Famurs.

Eduardo Campos, PSB, ataca governo Dilma: "Esse governo já roubou o que tinha que roubar"

Ao oficializar a candidatura do seu afilhado político ao governo de Pernambuco, o pré-candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, justificou seu rompimento com o PT, depois de fazer parte da base aliada federal por mais de uma década, desferindo um duro ataque ao governo de Dilma Rousseff.

. “Não vou jogar as coisas boas fora. Não vamos jamais cuspir no prato que comemos”, disse durante a convenção que confirmou o nome do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara como candidato ao governo do Estado.


. Depois, partiu para o ataque: “Não fico mais em um governo comandado por um bocado de raposa que já roubou o que tinha que roubar”.

CLIQUE AQUI para ler tudo. A reportabem é do jornal "O Estado de S. Paulo". 

Entrevista ao jornal Valor, Armínio Fraga - O arrocho já está sendo feito pela inflação

Nesta entrevista publicada hoje por Claudia Safatle no jornal Valor, o ex-presidente do BC, Armínio Fraga, avisa que o arrocho já está sendo feito pela inflação. Leia tudo:

Armínio Fraga, ex-presidente do Banco CENTRAL e sócio da Gávea Investimentos, alerta que “a semente do desemprego já está aí, pois infelizmente a economia não está crescendo”. Para reduzir a inflação e evitar o desemprego será preciso, através de compromissos e ações críveis na área econômica, afetar as expectativas. “Faltam hoje transparência nas contas públicas e compromissos com a responsabilidade fiscal e com inflação na meta”, disse ele em entrevista ao Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. Armínio, que está assessorando o candidato do PSDB, Aécio Neves (PSDB), à presidência da República, não é adepto do “tratamento de choque”, seja para derrubar a inflação ou para recolocar a política fiscal no rumo de um superávit primário maior e melhor. O ritmo de queda da inflação em direção à meta de 4,5% terá que ser avaliado “à medida que fique claro o tamanho do atraso que existe em alguns preços”. Na política fiscal, a primeira providência deve ser dar transparência aos dados. Acredita que hoje, se bem medido, o superávit primário é próximo a zero. “Temos que cair na real: as coisas não estão dando certo. O país não está crescendo e, se não crescer, as frustrações vão aumentar”, diz. Pois é o crescimento, mais do que as transferências de renda aos mais pobres, que vem reduzindo as desigualdades no país. A seguir, os principais trechos da entrevista:

Valor: Como o sr. vê a performance da economia até o fim do ano?
Armínio Fraga: A economia está fraca, assustada e muito defensiva, com pouco investimento e pouca ousadia. A incerteza tem uma dimensão macroeconômica ligada ao baixo crescimento, à inflação alta e ao déficit em conta corrente; e uma dimensão mais micro, que afeta cada setor de uma maneira diferente. Mas, no geral, assusta, com raízes importantes no setor elétrico, de petróleo, que não são os únicos, mas são os principais. Esse quadro precisa ser abordado de maneira clara e isso não está acontecendo.

Valor: A ausência de investimentos decorre principalmente da queda da confiança do setor privado?
Armínio: Em última instância parte da conta acaba batendo sempre no governo. Há o lado mais macro e um outro que diz respeito às regras do jogo e à capacidade de execução do governo. Não é só um certo receio em relação à qualidade da regulação.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Vá esta noite com seus amigos.
5 anos o melhor, segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Conheça o tempo de TV de cada candidato a presidente

Eis o tempo de TV de cada um dos três principais candidatos, conforme a soma de cada Partido integrante das coligações:

Dilma, 12min12s
- PT, PSD, PP, PR, PTB, Pros,PCdoB, PDT, PMDB
Aécio Neves, 4min16s
- PSDB, DEM, SDD, PTC, PTN, PTdoB, PMN
Eduardo Campos, 2min13s

- PSB, PPS, PRP, PHS

Este advogado barbudo, defensor de Zé Dirceu, assinou contrato milionário com Itaipu, estatal sob comando do PT

Kakay é o babudo, na galeria de fotos dos advogados estrelados que defendem os mensaleiros. Kakay é o defensor de Zé Dirceu. 


Advogado de meia República em apuros, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, fechou um contrato com Itaipu. O objeto: duas ações trabalhistas coletivas que, por enquanto, correm no TST e podem gerar prejuízos de cerca de 100 milhões de reais à estatal.

. Kakay recebeu 200 000 reais após a assinatura, mas só atuará na defesa e receberá o restante se o processo chegar ao STF. Nesse caso, serão mais 25 000 reais mensais. Conseguindo um acordo judicial, Kakay embolsará 2,6 milhões de reais e, se Itaipu vencer, 7,8 milhões de reais.


Por Lauro Jardim, www.veja.com.br

Uma loja gaúcha é assaltada a cada 70 minutos, 24 horas por dia, 7 dias por semana, o ano inteiro

A cada 70 minutos, 24 horas por dia, 7 dias por semana, uma loja gaúcha é assaltada. O número está em poder da Associação Gaúcha do Varejo, que reclama mais segurança pública no Estado. 

Focus reduz para 1,24% a projeção de crescimento do PIB para este ano no Brasil.

Economistas de instituições financeiras reduziram a projeção de crescimento da economia brasileira neste ano de 1,44% para 1,24%, segundo pesquisa Focus do Banco Central, divulgada nesta segunda-feira. O pessimismo está aumentando rapidamente: há um mês era esperada expansão de 1,62%. Para 2015, a projeção para alta do Produto Interno Bruto (PIB) também diminuiu de 1,80% para 1,73%.


. Na semana passada, o IBC-Br, considerado um antecipador do PIB, avançou 0,12% em abril ante março, segundo o próprio BC. Na comparação com abril de 2013, o indicador recuou 0,67% e acumula em doze meses alta de 2,19%.

FHC ataca Lula: "Ele não precisava ter vestido a carapuça de que é corrupto"

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) reagiu nesta segunda-feira à declaração de seu sucessor, o ex-presidente Lula (PT), que o acusou de ter comprado votos para aprovar a emenda constitucional que instituiu a reeleição em 1996. 

. Sem nenhuma menção ao maior escândalo de corrupção da história do país, que marcou seu governo e terminou com seus aliados presos, Lula disse que FHC "estabeleceu a promiscuidade entre o Poder Executivo e o Congresso Nacional, quando começou a comprar voto para ser aprovada a reeleição, em 1996"

. Em nota, FHC rebateu: "Lamento que o ex-presidente Lula tenha levado a campanha eleitoral para níveis tão baixos", afirmou o tucano. "A acusação de compra de votos na emenda da reeleição não se sustenta: ninguém teve a coragem de levar essa falsidade à Justiça."

Eis a nota de FHC
Lamento que o ex-presidente Lula tenha levado a campanha eleitoral para níveis tão baixos. Na convenção do PSDB não acusei ninguém; disse que queria ver os corruptos longe de nós. Não era preciso vestir a carapuça. A acusação de compra de votos na emenda da reeleição não se sustenta: ninguém teve a coragem de levar essa falsidade à Justiça.
Não é verdade que a oposição pretendesse derrubar o presidente Lula em 2005. Na ocasião, pedimos justiça para quem havia usado recursos públicos e privados na compra de apoios no Congresso, o que foi feito pelo Supremo Tribunal Federal.
Apelo às lideranças responsáveis, do governo e da oposição, para que a campanha eleitoral se concentre na discussão dos problemas do povo e nos rumos do Brasil.

Pesquisa Sensus acendeu o sinal amarelo no Planalto

OtávioCosta escreve no Brasil Econômico de hoje que acendeu sinal amarelo no Planalto, porque a receita de Dilma, que deu certo em outros tempos, perdeu a eficácia. Prova disso são os baixos índices de aprovação do seu governo. Ele se refere à pesquisa Sensus do final de semana. Leia tudo:

Nova pesquisa de opinião saiu do forno no fim de semana e confirmou a tendência dos resultados recentes apontados pelo Ibope e pelo Datafolha. Segundo levantamento do Instituto Sensus feito para a revista IstoÉ, as intenções de voto na presidente Dilma Rousseff caíram de 34% em abril para 32,2% em junho. Em trajetória oposta, o tucano Aécio Neves subiu de 19,9% para 21,5%, enquanto o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos perdeu terreno, de 8,3% para 7,5%. Em quarto lugar, aparece o surpreendente pastor Everaldo Pereira, do PSC, com 2,3%. A margem a favor de Dilma também ficou mais estreita na hipótese de segundo turno. Ela derrotaria Aécio, mas por apenas 5,1 pontos percentuais. Teria 37,8% dos votos contra 32,7% do neto de Tancredo, que oficializou a candidatura em convenção no sábado.

O momento, de fato, não é nada bom para Dilma. Sirva de exemplo o episódio das vaias e xingamento no jogo de abertura da Copa do Mundo, no Itaquerão. 

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Vá esta noite. 5 anos seguidos
o primeiro, segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Caleb assume como interventor do PROS para apoiar Tarso

Caleb Oliveira, ex-presidente estadual do PSB, será o novo interventor do PROS no RS, assumindo a presidência até que sejam convocadas eleições. O presidente anterior, vereador Bernardino Vendrúsculo, que se opôs a firmar apoio a Tarso, foi afastado depois que denunciou a indicação de malfeitores para postos da direção estadual.

. Com Caleb, o PROs finalmente apoiará o PT no RS. 

Vá esta noite com seus amigos.
5 anos o melhor, segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Especulações correm solta no caso da pesquisa encomendada e não publicada pelo Correio do Povo

Embora registrada no TRE, a pesquisa encomendada pelo jornal Correio do Povo ao Instituto Methodus não foi publicada até agora, passada uma semana da sua finalização.


. As especulações sobre a demora abalam a disputa eleitoral no RS. 

Chapão PRB-PP-PSDB-SDD pode ser anunciado a qualquer momento

É iminente o anúncio da adesão do PRB à coligação PP-PSDB-SDD liderada pela senadora Ana Amélia. O único problema ainda existente é a questão das coligações nas proporcionais, cuja costura final adquiriria o seguinte formato:

Deputados Federais – PP, PSDB, SDD e PRB
Deputados Estaduais – PP, sozinho; PSDB-SDD- PRB noutro bloco.

Artigo, José Nazar - Fim de partida: final melancólico de governo!

Jacques Lacan, o mais famoso psicanalista francês, afirma sabiamente que a melancolia – ou seja, a não aceitação da perda do objeto mais precioso – pode ser traduzida como uma covardia moral. Quer dizer que a máscara que protegia o indivíduo, ao cair, deixa-o sem recursos diante dos outros. O sujeito, então, escolhe esconder-se na tristeza, na vergonha, protegendo-se do enfrentamento da realidade mostrada como sua verdade. A imagem arranhada funciona como um fantasma, um algoz severo que insiste no questionamento do que antes era apresentado.

. A presidente Dilma Rousseff deveria ter falado na cerimônia de abertura da Copa do Mundo no Brasil.

Trata-se de uma questão moral e ética! Era seu dever tomar a palavra e falar em nome da nação que recebe as delegações, o público, a imprensa do mundo inteiro e de nosso País. É inadmissível que uma chefe da nação, que usou o dinheiro público para construir doze estádios quando a própria Fifa havia dito que só necessitava de oito, não fale no Evento de Abertura da Copa do Mundo! Isso, sem citartodas as obras caríssimas, inacabadas, inauguradas às pressas para o Evento… O que levou a chefe da nação a perder a oportunidade de aproveitar o ensejo para, em seu discurso, dizer dos “benefícios” que a Copa teria trazido para seu País. Logo ela, que nunca perde uma única oportunidade para enaltecer os feitos seus e de seu Partido! Como interpretar essa situação, tão esdrúxula quanto paradoxal, ainda mais num ano eleitoral?

. Há uma dívida pairando no ar, pois toda a nação e os povos estrangeiros que vêm acompanhando pela imprensa os acontecimentos sociais e políticos da Copa no nosso País, esperavam uma palavra da Chefe Suprema da Nação, na presença de seu povo representado, no Estádio de Abertura da Copa, pelos torcedores e suas famílias. Como entender que o pronunciamento, tão esperado e devido, tenha sido feito em Rede Nacional de Rádio e Televisão, protegido dos questionamentos, do olhar, e da reação do povo, em nome do qual a nossa governante enverga seu cargo?

. O povo, que paga seus impostos e sustenta as decisões e os gastos realizados por seus representantes, tem o direito de se manifestar diante de sua maior representante e, esta, tem obrigação moral de enfrentar as críticas que suas ações provoquem. Se isso não ocorre, mesmo assim, isto tem uma interpretação: covardia moral!


- José Nazar é médico, psiquiatra e psicanalista

Banco holandês De Landen faz festa em Porto Alegre para jogo de quarta no Beira Rio

O banco De Lage Landen, de origem holandesa, com sede em Porto Alegre, vai reunir seus funcionários na quart-feiras  para torcer pela Holanda em um evento especial. Os 300 colaboradores estarão festejarão no bar The Soccer Point, localizado na Casa Vetro.

. Após o jogo, haverá uma apresentação de uma escola de samba, que dará uma cara mais brasileira ao evento.


- O De Lage Landen, fundado em 1969, é uma corporação de origem holandesa presente em 36 países. Atua através de parcerias com grandes fabricantes globais de equipamentos, desenvolvendo soluções de financiamento para os mercados de agricultura, construção, transporte e indústria, saúde, equipamentos para escritórios e tecnologias limpas. 

84% dos leitores acham que Dilma mereceu as vaias que levou na Copa

A enquete que o editor disponibilizou no final de semana apontou que 623 letors, 84% dos que responderam, acham que a vaia recebida por Dilma Roussef foi merecida.

. Nova enquete já está nesta página, aí ao lado. Ela pergunta:

. “Quem vai ganhar a Copa ?”


. Vá lá e respnda. 

Dois jornalistas, Estadão e Folha, registram em livro os palavrões, insultos e imoralidades de Lula

No seu blog do portal www.veja.com.br, o jornalista Augusto Nunes, conhecido dos gaúchos desde a época em que dirigiu a redação do jornal Zero Hora, reconta quatro momentos de Lula quando presidente. Eles provam que um grosseirão sem cura agora se fantasia de doutor honoris causa em boas maneiras.

. Leia tudo:

Aconselhado pelo medo de vaia a manter distância do estádio bilionário que concebeu em parceria com a Odebrecht, Lula acompanhou pela TV a goleada sonora imposta a Dilma Rousseff, durante o jogo contra a Croácia, por milhares de brasileiros que cantaram o Hino Nacional a capela e festejaram a vitória da Seleção. O padrinho só entrou em combate quando a afilhada já batera em retirada.


. “Eu vi uma parte da manifestação contra a presidenta Dilma e eu fiquei pensando que não é nem dinheiro nem escola nem títulos de doutor que dão educação", disse Lula, sem olhar para seu próprio retrovisor.

CLIQUE AQUI para saber tudo sobre as grosserias, palavrões e imoralidades praticadas por Lula, conforme registro no livro "Viagens com o presidente". 

Ao meio dia deste sábado e à noite, conheça a mais
nova cantina italiana de Porto Alegre,
nos túneis repaginados da antiga Brahma, shopping
TOTAL. www.famigliafacin.com.br

CPI quer saber onde foram parar os R$ 1,3 bilhão da CEEE

A CPI da CEEE ouvirá esta tarde o presidente da estatal, Gerson Carrion. Os deputados querem saber se o governo estadual meteu a mão nos R$ 1,3 bilhão que está autorizado a levar para sua conta.


. Até o momento nenhuma conta foi aberta para acolher o dinheiro, conforme determinação de lei própria da Assembléia, o que não impede a transferência do valor para o caixa único. 

Henrique Meirelles diz que Brasil pode promover nova virada na economia

Neste artigo publicado na "Folha de S. Paulo" deste domingo, o ex-prsidente do Banco Central, Henrique Meirelles, cotado para vice na chapa de Aécio Neves, parece falar sobre a Copa, mas na verdade faz uma análise corrosiva sobre os desmandos voluntaristas da atual política econômica do governo Dilma.

. Ao concluir sua análise, ele avisa:

- Quando encaramos os desafios atuais da economia brasileira, é preciso determinação, coragem, confiança e serenidade. Botar a bola no chão, enfrentar os problemas com coragem, tomar as medidas necessárias e mostrar de novo que o Brasil pode não só dar a virada no futebol, como temos feito tantas vezes, mas também voltar a crescer como antes.

. Henrique Meirelles é uma personalidade preparadíssima e interessantíssima. O editor entrevistou-o em Salvador, Bahia, logo que assumiu o posto no governo Lula, do qual foi o verdadeiro czar e fiador da área econômica. Dilma substituiu-a para não prosseguir tutelada, mas seu voluntarismo quebra o Brasil. 


CLIQUE AQUI para ler tudo. Vale a pena. 

PRTB lança nominata completa para o Piratini e para o Senado

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), RS,  realizou sua convenção na tarde de sábado no plenário da Câmara de Vereadores, onde foi oficializada a candidatura de Edison Estivalete Bilhalva ao Governo do RS. Seu vice será Hermes Aloísio Silva de Souza. Já a candidata ao Senado é Fátima Kniphof, de Cruz Alta.

. A nominata do PRTB ainda apresenta oito candidatos à Assembleia Legislativa do RS e 12 à Câmara Federal.

Saiba quem mais vai sair do governo Tarso para a disputa de outubro

Dia 23, desembarcarão do governo Tarso Genro estes secretários, todos candidatos em outubro ou assessores de campanha. Outros secretários, como Mainardi, Agricultura, saíram ants. Na lista a seguir, entre parênteses, os sucessores:

Casa Civil, Carlos Pestan (Flávio Helmann)
Conselhão, Marcelo Danéris (Zelmute Martem)
Comunicação, João Ferrer(Marcelo Nepomuceno)
Assessoria do governador, Tadeu Rigo.

Análise - O FMI já revisou de 4% para apenas 1,8% a previsão de crescimento do PIB do Brasil

Na análise a seguir, Ricardo Bergamini diz que a economia brasileira está perdendo fôlego e deve crescer, em 2014, menos que no ano passado. Pela quarta vez consecutiva. Ele baseia sua análise no fato de que o Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país: o fundo agora acredita que a alta, este ano, deve ficar em 1,8% – em 2013, foi de 2,3%. Os dados estão no relatório "World Economic Outlook", divulgado nesta terça-feira (8). Leia mais:

. Com os cortes, a expectativa de crescimento do Brasil para 2014 é menos da metade do que o fundo previa em abril do ano passado. Em relatório divulgado naquele mês, a previsão era de alta de 4% no PIB. Em janeiro deste ano, já havia recuado para 2,3%.

. O FMI também cortou, de 2,8% para 2,7%, a expectativa de alta para o PIB do país em 2015.

. Oferta baixa, inflação em alta.

. De acordo com o fundo, a economia brasileira sofre com restrições de oferta doméstica, especialmente de infraestrutura, e com um contínuo baixo crescimento do investimento privado, que se reflete na perda de competitividade e na baixa confiança dos empresários.

. A inflação deste ano, segundo o FMI, deve ficar em 6,2%, perto do teto da meta do governo. Pelo sistema de metas de inflação em vigor no Brasil, o indicador pode variar entre 2,5% e 6,5%. Já o desemprego deve ter uma pequena alta, passando dos 5,4% de 2013 para 5,6% este ano e para 5,8% em 2015.

Artigo - A política (do PT) em xeque

A charge ao lado foi disponibilizada no blog de José Pedriali, Londrina (veja link ao final da nota).



No editorial que publicou neste domingo, intitulado "A pólíica (do PT) em xeque", o jornal "O Estado de S. Paulo" constata que o legado mais prejudicial que o PT deixa ao País, nestes 12 anos de poder federal, não é na economia, cujo cenário é grave, para não dizer gravíssimo. A sua herança realmente maldita é na política, ao perpetuar e intensificar a lógica do populismo.

. Leia mais:

Na voracidade por se instalar no poder, utilizou o seu capital político - em essência, o carisma de um homem - para excluir qualquer racionalidade do debate público, vendendo e prometendo o impossível. Impregnou de tal forma o sistema de populismo que, por exemplo, todos os partidos não tiveram outro jeito senão apoiar uma lei que se sabe impossível de ser cumprida: o Plano Nacional da Educação, com a vinculação de 10% do PIB para a educação. Era evidente que quem ousasse se posicionar de forma contrária à lei estaria morto nas próximas eleições.


O papel aceita tudo, e vai-se deformando a percepção popular, como se o problema brasileiro fosse uma questão de voluntarismo político.

CLIQUE AQUI para ler tudo.