O PT de Rosemary - O Poder de Rosemary

Foto

* A reprodução acima é da capa da Veja desta semana.

Clipping Rogério Gentille, secretário de redação da Folha

SÃO PAULO - Não é da tradição do jornalismo brasileiro tratar da vida privada dos políticos. Diferentemente do que ocorre nos EUA e em outros países, opção sexual, amantes, bebedeiras e uso de drogas não são normalmente considerados como assuntos para reportagens.
O entendimento muda se o sujeito mistura sua vida particular com a profissional. Um prefeito, por exemplo, que nomeie a sobrinha para um cargo público pode acabar virando notícia. O mesmo ocorre com um secretário de Segurança que frequente a casa de um chefe de quadrilha.
Na sexta passada, a PF indiciou, por suspeita de corrupção e tráfico de influência, a assessora Rosemary Noronha. Ex-secretária do PT, foi nomeada no governo Lula para o cargo de chefe de gabinete do escritório da Presidência em SP e rodou o mundo a serviço do Planalto, viajando com o então presidente para 23 países.
Acumulou tanto poder que conseguiu, inclusive, emplacar diretores em agências reguladoras mesmo quando havia resistência no Congresso. Em situação incomum, o Senado aprovou um nome indicado por Rose que vetara quatro meses antes.
Há anos especula-se nos corredores do governo sobre a origem do seu poder, zum-zum-zum que cresceu agora com a ação da PF. Em editorial, o jornal "O Estado de S. Paulo" disse que sua influência "derivava diretamente de sua intimidade com Lula".
Diante da gravidade das acusações da PF, Lula deveria dar explicações sobre sua antiga assessora. Ela tem qualificações para o cargo que ocupava? Quais eram suas atribuições nas viagens e por que ganhou passaporte diplomático? E como conseguiu dobrar o Senado?
Dilma, que a deixou no cargo até sábado, também deveria prestar esclarecimentos. Se a função de Rose era tão importante, por qual razão a presidente simplesmente extinguiu o seu cargo após as revelações da PF?
Sem explicações convincentes, resta uma questão: Lula misturou sua vida privada com a pública?
É muito difícil se estabelecer um valor padrão no mercado internacional de.chifres, dado à alta volatilidade dessa commoditty. No caso do ex-marido da nossa Marquesa de São Bernardo, no entanto, valeu uma assessoria na Infraero e duas sinecuras no Banco do Brasil (Dataprev) e BB Seguros. Justificáveis nesse caso, como a maior autoridade do hemisfério ocidental em chifrelologia logística. Só falta agora o P@ulo Ok@moto aparecer e dizer que quem comia era ele.

OPINIÕES
 Okamoto defenderá Lula: “Fui eu quem comeu”
É muito difícil se estabelecer um valor padrão no mercado internacional de.chifres, dado à alta volatilidade dessa commoditty. No caso do ex-marido da nossa Marquesa de São Bernardo, no entanto, valeu uma assessoria na Infraero e duas sinecuras no Banco do Brasil (Dataprev) e BB Seguros. Justificáveis nesse caso, como a maior autoridade do hemisfério ocidental em chifrelologia logística. Só falta agora o P@ulo Okamoto aparecer e dizer que quem comia era ele.

Falta de transparência
Tem outra diferença em relação a outros países. Aqui os presidentes não têm que prestar contas de nada, pois o sistema possui transparência zero. Por isso tanta corrupção, pois o que a corrupção governamental mais teme e a transparência. Certa vez o finado Pres. Reagan teve que devolver um relógio que ganhara de presente porque o valor excedia o estipulado por lei. Quando Luis Inácio saiu do governo encheu vários caminhões com os carinhos que ele e a esposa receberam enquanto presidente.

ENTREVISTA - Frederico Antunes, deputado do PP do RS

Sobre os precatórios gaúchos, qual é a sua principal reivindicação?
Claro que é reclamar o pagamento de tudo, mas neste momento, queremos o envio do projeto que cria a Junta de Conciliação de Precatórios. 

Mas as RPVs são pagas dentro do prazo?
Até mesmo as RPVs (Requisições de Pequenos Valores), que obrigam o administrador a pagar rapidamente os precatórios, sob pena de prisão imediata, também só são concedidas depois que o crédito é reconhecido em decisão lenta na Justiça. 

A própria RPV parece uma penalização.
É este o caso. O direito é líquido e certo, mas lamentavelmente se transformou em motivo de uma espera que parece infindável’, concluiu o progressista.

Qual o objetivo da Junta?
Negociar diretamente com o governo algum tipo de deságio que permita que o credor receba de imediato, não só os casos de RPVs.

Novo comando da Assembleia do RS ficará com o PP

Está tudo afivelado para que o deputado Pedro Westphalen, PP, assuma a presidência da Assembléia do RS a partir do final de janeiro.

A partir do dia 1º de janeiro, saem estes deputados da Assembleia do RS:

Alceu Barbosa (PDT), Alexandre Lindenmeyer (PT), Luciano Azevedo (PPS), Luis Fernando Schmidt (PT), Marco Alba (PMDB) e Paulo Azeredo (PDT).

. Serão chamados dois suplentes do PT, dois suplentes da coligação PDT/PTN, um suplente da coligação PRB/PSL/PSC/PPS/PHS/PSDB/PtdoB e um suplente do PMDB.

Assumirão os seguintes suplentes:
PDT – Décio Franzen, Feliz, e Vinicius Ribeiro, Caxias
PSDB – Elizabete Felice, Uruguaiana
PT – Marcos Daneluz, caxias, e Zilmar Rocha, Viamão.
PMDB – Nelson Harter, Pelotas

Socialistas não assinam convocação do diretor do Daer que atacou seu líder

Os três deputados estaduais do PSB não quiseram assinar o requerimento da oposição que resultou na convocação do diretor Geral do Daer, que saiu atirando contra Beto Albuquerque.

Ex-diretor do Daer foi convocado a dar explicações na Assembleia

Será na Assembleia Legislativa, quinta-feira da semana que vem, o depoimento do ex-diretor Geral do Daer, Francisco Thormann. A deputada Maria Helena Sartori, presidente da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle, disse ao editor que recebeu requerimento com 20 assinaturas.

. O governo não quer saber do depoimento do ex-diretor, que saiu atirando do governo, com denúncias sobre seu ex-chefe, o deputado Beto Albuquerque. O que ele terá que dizer:
Viagens pagas por empresas privadas - Ambos – Thormann e Beto – fizeram viagens pagas por empresas e entidades privadas para a Suiça e para os EUA. 

Consultoria privada – Thormann exerceu o cargo público no Daer, ao mesmo tempo em que possuía procuração com plenos poderes para oferecer consultoria privada ao próprio Daer.  

-  A oposição tem documentos que comprovam a acusação de Beto Albuquerque, segundo as quais a empresa Globalmate, da qual o ex-diretor possui procuração, é laranja dele mesmo. Dependendo do que disser Francisco Thormann na Assembléia, a oposição poderá pedir a convocação de CPI para o Daer.

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

Site Polícia&Política revela fracassos na área da segurança do governo do RS

- O editor do site é brigadiano. Embora ele não coloque isto no texto, o fato é que a lista de fracassos que aponta têm tudo a ver com o aparelhamento partidário que o PT tenta fazer na Brigada. Eis os pontos:
O último mês não tem sido nenhum pouco favorável com as questões que envolvem a Brigada Militar, senão vejamos:
- Criminalidade em franca ascensão, inclusive dando de rebenque nos índices de São Paulo, os quais, mesmo sem serem apavorantes, vem dando o que falar na grande mídia;

- Conflitos tem aflorado na mídia, no que tange a lei de promoção dos oficiais, onde se observa  franco favorecimento àqueles ligados ao partido do governo;

- Excesso de cedências de oficias nunca visto para órgãos estranhos à BM, gerando repercussão negativa junto a mídia local;

- Questionamentos expressivos acerca da repercussão financeira representada pelas diárias pagas aos componentes da Força Tarefa das casas prisionais, o que de fato é um grande descalabro, pois o provisório se tornou permanente e a lei que rege o pagamento de diárias está sendo flagrantemente desrespeitada;

- Os praças, parece que estão querendo chegar a Major, e pasmem. Sem concurso para ingresso na carreira de nível superior, inclusive com o beneplácito de alguns conhecidos políticos que não entendem patavina das carreiras dos servidores militares, tudo sem uma ação visível e concreta do Comando com repúdio concreto a essa barbaridade.

Iboty Ioschpe pensa em novos shopping centers depois do empreendimento de Rio Grande

A investida de Iboty Ioschpe no Parque Shopping Rio Grande, R$ 200 milhões, não será caso único na área.

. Em Rio Grande, Iboty tem como sócio os donos do Laboratório Aché, São Paulo.

. O novo shopping, que será entregue em 2014, foi apresentado nesta quarta-feira à noite ao mercado de Porto Alegre.

M.Grupo dará a Gravataí o seu segundo MCDonald’s

Gravataí receberá seu segundo McDonald’s com o shopping center que o m.grupo constrói.

São Leopoldo ganhará nova fábrica de semicondutores

A Tecnosinos poderá anunciar até o final do ano a atração de uma nova fábrica de semicondutores para o RS.

. Um investimento inicial de R$ 200 milhões.

. O editor já tinha antecipado a informação neste espaço.

. Não é nada parecido com o que a novíssima mineira Six, de Eike Batista, ou Ceitec, estatal federal de Porto Alegre, já estão fazendo, até porque os dois empreendimentos envolverão e envolvem recursos da ordem de R$ 1 bilhão.

- Na Tecnosinos já funciona a fábrica de semicondutores da HT Micron, joint fechada entre a coreana HT e a gaúcha Altus.

Saiba como Fortunati faz sua reforma administrativa. Ênfase é desate da burocracia na Smov e Planejamento.

O projeto de reforma administrativa da prefeitura de Porto Alegre contemplará estas mudanças, cuja ênfase, como será possível examinar, é toda em cima do desate dos nós burocráticos ligados ao cenário urbano:
- É criada a secretaria de Urbanismo, herdando as funções da secretaria do Planejamento, que será extinta, e também as áreas de licenciamento e fiscalização de edificações, fracionadas da SMOV.
- É criada a Secretaria de Segurança Urbana
- A SMOV  só tocará questões viárias, conservação e manutenção de vias públicas.
- O governo criará o  Gabinete de Licenciamento e Regularização Fundiária, para agilizar os processos de urbanização de áreas não regularizadas, e do Escritório do Metrô.
- Os 16 Centros Administrativos Regionais ganharão novas funções.


. As duas novas secretarias poderão ser entregues ao vereador Idenir Cecchin, PMDB, (Urbanismo) e ao advogado Adão Paiani, DEM,  (Segurança)

.  O prefeito destacou que o rearranjo criará 331 cargos, mas extinguirá 336. O impacto nos cofres públicos deve chegar a R$ 8,5 milhões, um aumento de 0,41% na folha de pagamento do município, informou Fortunati, que frisou que a medida é necessária para qualificar a gestão.

Médicos indicam que saúde de Luiz Fernando Veríssimo melhorou

 Boletim Médico 11
 29.11.2012
14h40min

 O tratamento para o quadro infeccioso do escritor Luis Fernando Verissimo foi finalizado. Segue com monitorização contínua e em hemodiálise. Ontem à tarde, apresentou angina e foi submetido a cinecoronariografia (cateterismo cardíaco). Os resultados não indicaram tratamento adicional nas artérias coronárias. Seu quadro clínico continua apresentando evolução favorável, porém ainda necessita permanecer no Centro de Tratamento Intensivo.

Dr. Alberto Augusto Rosa
Dr. Sandro Cadaval
Dr. Eubrando Silvestre Oliveira

A farsa da taxa de desemprego no Brasil: 5,3% ou 22,1%

Análise do ex-deputado e ex-secretário da Fazenda, Cesar Maia, Rio.      

1. Em qualquer lugar do mundo o emprego precário não é considerado emprego, mas se soma à taxa de desemprego. Menos no Brasil. Pelo menos o IBGE poderia divulgar duas taxas: a de desemprego por sua metodologia (pessoas que procuram emprego) e a de desemprego total, agregando o emprego precário, como se faz na Europa.

2. O IBGE divulgou a taxa de desemprego no Brasil em outubro (agregando as Regiões Metropolitanas que pesquisa). A População Economicamente Ativa alcançou 24 milhões e 679 mil pessoas. Os Desocupados somaram 1 milhão e 314 mil pessoas, ou uma Taxa de Desemprego de 5,3%. Um número quase de desemprego friccional ou quase de pleno emprego. Ilusão de quem só acredita nos números divulgados pelo governo.

3. Mas a própria tabela apresentada pelo IBGE dá as informações sobre o Emprego Precário. As "marginalmente ligadas a PEA" e as “desalentadas” somaram 663 mil pessoas. As “subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas” alcançaram 454 mil pessoas em outubro. E as que tiveram “renda por hora menor que o salário mínimo por hora” foram 3 milhões e 201 mil pessoas. Emprego Precário é a soma dessas, ou 4 milhões e 318 mil pessoas.

4. A proporção de Emprego Precário sobre a População Economicamente Ativa (PEA)  são 17,8%. E, dessa forma, a Taxa de Desemprego Total são 5,3% + 17,8%, ou 22,1%. Isso mesmo: mais de um quinto da PEA. Um número espanhol, um número grego.

5. O IBGE oferece mais dados que permitem analisar essa situação. Em outubro de 2011, a PEA foi de 24 milhões e 66 mil pessoas. Em outubro de 2012 foram 24 milhões e 679 mil pessoas. Um crescimento da PEA de 2,54%.

6. Destacando apenas as pessoas com renda por hora menor que salário mínimo por hora, eram 2 milhões e 937 mil pessoas e, agora, 3 milhões e 201 mil pessoas. Um crescimento de 9%. Vale dizer, mesmo esquecendo o estoque anterior de emprego precário e apenas focalizando o último ano, se vê que a taxa de desemprego divulgada só se manteve em função do emprego precário encontrado pelos desesperados que são, efetivamente, desempregados.7. Vamos racionar com números absolutos. A PEA cresceu, em um ano, 613 mil pessoas. Mas aqueles que ganham menos que o salário mínimo aumentaram 264 mil pessoas, ou 43% do aumento da PEA.

CLIQUE AQUI para examinar a página do IBGE

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

O publicitário gaúcho Petrônio Corrêa (MPM) conta sua trajetória no livro "No Centro do Poder". Ele concederá autógrafos esta noite, na Cultura.

Foi agendado para esta quinta-feira, 18h30min, o lançamento do livro “No Centro do Poder”, que conta a trajetória de Petrônio Corrêa, o fundador da MPM, agência publicitária fundada em Porto Alegre e que durante duas décadas foi a maior empresa do gênero no Brasil, pelo menos até ser vendida para a Lintas em 1991. “Foi uma oferta agressiva”, disse Petrônio Corrêa ao editor, nesta quinta de manhã, num café da manhã a seis (Petrônio, a família e o assessor de imprensa, mais o editor) realizado no Novotel. Petrônio é o P da MPM. Seus sócios, Luiz Macedo e Antonio Mahfuz, formam os dois emes. Mahfuz já morreu. Depois que saiu da MPM, onde continuou por dez anos como integrante ativo do Conselho da MPM/Lintas, o publicitário, nascido em São Sepé, prosseguiu na atividade, ajudando e presidindo o Conar e o Cenp. Ainda hoje, dirige o Instituto de Acompanhamento de Publicidade, apesar dos 90 anos e três sessões semanais de hemodiálise. Os melhores capítulos do livro  escrito pela jornalista Regina Augusto – politicamente – são as revelações sobre as intimidades da MPM com o regime militar (a MPM teve relações politicamente íntimas com todos os governos, inclusive do PT). O editor começou a ler a primeira edição nesta quinta e recomenda vivamente.

Novas denúncias de malfeitorias envolvem o Hospital Centenário, administrado pelo governo petista do prefeito Vannazi

- A RBS TV prometeu mostrar videos comprometedores e entrevistas devastadoras contra a administração municipal de São Leopoldo, hoje, 19h20min

Novos escândalos no Hospital Centenário, o hospital público municipal de São Leopoldo, RS, tornarão inevitável a abertura dos autos do inquérito policial e do processo judicial resultante da Operação Cosa Nostra, aberta no início do ano para investigar malfeitorias na administração petista do prefeito Ary Vannazi.

. A 4ª. Câmara Criminal foi instada há meio ano para autorizar investigações contra o prefeito Vannazi e sua cunhada, a deputada Ana Affonso, mas até agora nada disse. O mesmo ocorre no STJ em relação ao deputado Ronaldo Zulke. São todos do PT.

. O caso que já está com o Ministério Público é de venda de consultas médicas.

. O Hospital Centenário é um dos cinco locais devassados pela Polícia Civil. 

Ministro de Dilma diz que passagens aéreas subiram de preço por culpa dos próprios consumidores. "Viajem menos", pareceu dizer o ministro.

* Clipping Correio Braziliense

 Não adianta reclamar. Foi esse o recado enviado ontem aos consumidores pelo ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, e pelo presidente da Gol, Paulo Sérgio Kakinoff. Segundo eles, quem deixou para comprar passagens aéreas das viagens de fim de ano terá de arcar com preços elevadíssimos. Por ser um período muito concorrido, em que a procura supera a oferta de assentos nos aviões, as empresas se sentem confortáveis para cobrar o que quiserem.

. Como mostrou ontem o Correio, os bilhetes de ida e volta de Brasília para Fortaleza e Recife custam mais de R$ 5 mil, mais que para Londres, Paris e Nova York.

. Logo depois de deixar o encontro com Bittencourt, ao qual explicou os motivos que levaram a Gol a tirar a Webjet do mercado, aumentando a concentração no setor aéreo, Kakinoff foi taxativo e assegurou que o sistema de tarifas em vigor não apresenta problemas e os preços não são abusivos. “Esse modelo é o mesmo estabelecido no mundo inteiro e nós oferecemos ao consumidor a possibilidade de encontrar passagens em patamares extremamente acessíveis, desde que compradas com muita antecedência. À medida que a procura cresce e a data se aproxima, obviamente as tarifas são reajustadas”, afirmou.

Brizola Neto em Porto Alegre: "Precisamos fortalecer o PT, ops... , o PDT"

- O ministro do Trabalho aproveita a semana para contatos políticos importantes em Porto Alegre. Nesta quinta-feira, ele foi até a casa do ex-deputado Carlos Araújo, ex-marido de Dilma, com quem costura seu retorno ao PDT e posterior tomada de controle do Partido. Na casa de Araújo, esteve também o ex-governador de Alagoas, Ronaldo Lessa.

O ministro do Trabalho, Brizola Neto, passou a quarta-feira em Porto Alegre. À noite, foi a um jantar do PDT no CTG Estância da Azenha. Foi um evento só com aliados, porque o ministro disputa espaço com a direção local, estadual  e nacional do Partido.

. O ministro fez um discurso longo e encerrou com uma conclamação que deixou todo mundo contrangido:

- Precisamos fortalecer o PT, digo, o PDT.

. Brizola Neto foi escolhido por Dilma Roussef dentro da sua quota pessoal, já que o PDT não o indicou e não o apóia no ministério. No RS, ele tem o apoio da irmã, a deputada Juliana Brizola, e do ex-deputado Carlos Araújo, ex-marido da presidente Dilma Roussef, do PT. 

O PT de Rosemary - Artigo, Ricardo Noblat: Saiu o Mensalão. Entra o Rosegate.

Curioso. Líderes do PT dizem não ser "adequado" ligar Lula a Rosemary Nóvoa de Noronha, indiciada na semana passada pela Polícia Federal por crime de corrupção ativa, e ameaçada de ser presa a qualquer momento.

Ora, pois. Por que não seria adequado?
Foi Lula que escolheu a moça para ser sua secretária depois de ela ter secretariado durante 12 anos o ex-ministro José Dirceu. Rosemary era reconhecidamente uma moça prendada.

Foi Lula que mais tarde nomeou a moça para a chefia do gabinete da presidência da República, em São Paulo. Ali quem desejava vê-lo tinha de passar antes pelo crivo de Rosemary, a dona da maçaneta da porta presidencial.

Foi Lula, apesar de dispor de gente habilitada para isso em Brasília, quem incumbiu Rosemary de acompanhá-lo em viagens a 24 países entre 2008 e 2009 - em média uma por mês.

Foi Lula que forçou o Senado a desrespeitar o seu próprio regimento interno para que Paulo Vieira, indicado por Rosemary, ganhasse uma das diretorias da Agência Nacional de Águas (ANA).

Foi Lula, mais uma vez acionado por Rosemary, que também empregou Rubens, irmão de Paulo, como diretor da Agência Nacional de Avião Civil.

Paulo está preso desde a semana passada, apontado pela Polícia Federal como chefe de uma quadrilha que fraudava pareceres técnicos de agências reguladoras e de órgãos federais.

Rubens também está preso por fazer parte da quadrilha, assim como outro irmão dele, o empresário Marcelo Rodrigues.

Foi Lula que interferiu junto a Dilma para que Rosemary permanecesse como chefe do gabinete da presidência, em São Paulo.

A Polícia Federal gravou 122 telefonemas trocados entre Lula e Rosemary de março do ano passado a outubro deste ano. Uma média de cinco ligações por dia. Fora e-mails passados por Rosemary com referências a Lula.

Sabe como Rosemary chamava Lula? De presidente? Não. José Dirceu chamava Lula de presidente. Antonio Palocci chamava Lula de presidente. Gilberto Carvalho, idem. Rosemary chamava Lula de "Luiz Inácio". E ainda chama.

Quem reclamava da sua falta de cerimônia no tratamento conferido ao presidente da República, ouvia dela muitas vezes: "Tenho intimidade com ele. Trato como quero. E daí?".
Não exagerava.

VÁ no site www.noblat.com.br para ler tudo. 

O PT de Rosemary - Agora PF diz que não grampeou Rosemary e o PT. Você acredita nisto?

- Assim que começaram a encorpar as informações de que a Polícia Federal possui 122 gravações de grampos entre Rosemary e Lula, a superintendência do órgão em SP apressou-se a dizer que não houve interceptação alguma dos telefones da mulher. Isto é totalmente inverossímel, porque se isto fosse verdade, a Polícia Federal não teria cumprido o seu papel e nem os protocolos mais simples de investigações policiais. Aparentemente, as declarações da PF visam proteger Lula ou apenas lançar cortinas de fumaça. Os grampos existem, sim, e vão dar muita dor de cabeça em Lula e no PT.

A superintendência de São Paulo da Polícia Federal informou ontem que a Operação Porto Seguro, que investiga a venda de pareceres públicos a empresários, não fez grampos em telefones que pertencem ou pertenceram a Rosemary Noronha, a ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo.
Sua voz, porém, aparece em algumas gravações feitas em aparelhos de outras pessoas investigadas e grampeadas pela PF. São ligações atendidas por Rose, como é conhecida, ao longo da apuração.
A extensão da participação de Rose no esquema será apurada a partir da análise do material apreendido em sua casa e em seu escritório: papéis e computadores.

Na segunda-feira passada, Rose perdeu o cargo que ocupava desde o governo Lula. Ainda ontem, o Banco do Brasil (BB) decidiu exonerar o ex-marido de Rose, José Claudio de Noronha, do conselho de administração da Brasilprev, empresa de previdência privada que tem o BB como sócio. José Cláudio, que não é investigado pela PF, participa do conselho da Brasilprev desde agosto de 2009.

O PT de Rosemary - No governo do PT, ex-chefe de gabinete de Lula e de Dilma usava até diploma falso para nomear marido para sinecuras no governo federal

- No link (CLIQUE AQUI) você pode examinar os fac similes dos e-mails que revelam a falsidade. Rosemary é apontada claramente ou obliquamen te por boa parte da mídia e dos políticos como velha amante de Lula, que não sabe mais onde se esconder. E-mails são vazados a conta gotas pela Polícia Federal, que tem grampos corrosivos de conversas entre Lula e Rosemary. Ele nem veio a Porto Alegre para a reunião do Conselhão, dia 27, onde seria o convidado de honra de Tarso Genro. Em Brasília, petistas felpudos pedem compreensão para a oposição, a mesma que nunca demonstraram com os adversásrios. A matéria a seguir é de www.veja.com.br

As trocas de favores entre a ex-chefe de gabinete da Presidência da República, Rosemary Nóvoa de Noronha, a Rose, e o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Rodrigues Vieira, foram muito além das indicações de cargos. Ela costumava usar os serviços de seus afilhados políticos para resolver problemas pessoais, como o divórcio e a pensão do atual marido e o diploma de curso superior para o ex-marido, José Cláudio Noronha, de quem ela ainda herda o sobrenome.

Segundo trechos obtidos por VEJA da investigação que deflagrou a Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, Rose e Vieira trocaram dezenas de e-mails em 2009 sobre o tema identificado como "diploma para o JCN" – sigla que ela usava para se referir ao ex nas mensagens. A ex-chefe de gabinete queria indicar o pai de suas duas filhas a uma vaga na Aliança do Brasil Seguros – a seguradora do Banco do Brasil, posteriormente rebatizada como BB Seguros. Noronha, que trabalha como assessor especial na Superintendência da Infraero em São Paulo, não cursou faculdade e, por proibição regimental, não poderia assumir cargo na empresa. Ciente do obstáculo, Rose não se intimidou. Procurou Vieira para conseguir um certificado falso que permitisse ao marido abocanhar a vaga de suplente no conselho de administração da Aliança, o que já lhe garantiria uma polpuda remuneração.

- "Graças a Deus saiu o que eu esperava. Preciso do diploma urgente. Para adiantar, tenho que colocar no currículo a formação. Qual é o nome?”, questionou a ex-chefe de gabinete do governo petista em e-mail enviado a Paulo em 4 de maio de 2009. Segundo o inquérito, o que Rose tanto esperava era a vaga para seu ex-marido. Ela, aparentemente, demonstrava total desconhecimento do título que Claudio receberia – afinal o que lhe interessava era apenas o papel que lhe permitiria dar prosseguimento à negociação para sacramentar a indicação. No passo seguinte, coube ao ex-diretor da ANA não apenas forjar o diploma como também obter o reconhecimento oficial do Ministério da Educação (MEC).

BIER MARKT
Bier Markt Vom Fass - na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Bier Markt  - também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). O melhor lugar para seu Happy Hour!

Morreu Joelmir Beting

* Clipping www.uol.com.br

Jornalista, comentarista de economia e política do Grupo Bandeirantes, Joelmir Beting morreu na madrugada desta quinta-feira (29) à 0h55, em São Paulo. Ele sofreu um acidente vascular encefálico hemorrágico no domingo, considerado "irreversível". A notícia foi confirmada pelo filho Mauro Beting no Twitter, que escreveu: "Um minuto de barulho por Joelmir Beting." A assessoria do hospital Albert Einstein, onde ele estava internado, também confirmou a morte. O corpo está sendo velado desde às 8h no Cemitério do Morumbi, local próximo ao hospital Albert Einstein, na zona sul da capital paulista. Às 14h, a sala do cemitério será fechada para um ato religioso apenas com a presença dos familiares, e às 16h  o corpo será levado ao crematório do Cemitério Horto da Paz.