Dica de carnaval - Este show é para os brasileiros do Sul

O show a seguir é para os brasileiros do Sul que não curtem o carnaval e preferem curtir de outro modo o feriadão.


CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

Paim só abre espaço para candidatos "apoiados" por Tarso e pelo PT em Porto Alegre

Os três candidatos in pectore do senador Paulo Paim, PT, por pouco não desfilaram ao seu lado na noite deste domingo no Sambódromo de Porto Alegre.

. Na “Imperadores do Samba” estiveram lado a lado o prefeito José Fortunati, PDT, e o deputado Adão Villaverde, PT, mas a deputada Manuela D’Ávila, PCdoB, só não esteve junto porque alegou outros compromissos, o que era verdade.

. Além de Paim, o próprio governador Tarso Genro já avisou que qualquer dos três candidatos garantirá a sua própria vitória em outubro, porque os Partidos que o apóiam são os que lançaram Adão, Fortunati e Manuela. Tarso Genro já tem o compromisso de apoio à reeleição dos três Partidos, no caso PT, PDT e PCdoB. Em Porto Alegre, a oposição só conta com candidatos de pouca expressão eleitoral, mas Paulo Borges, DEM, e Marchezan Júnior, PSDB, poderão surpreender, caso não emplaque a candidatura única oposicionista de Ibsen Pinheiro, do PMDB.

Carlos Lupi, expurgado do governo Dilma como corrupto, agora é posto a correr pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes

- O esperto presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, acaba de ser novamente desmoralizado publicamente, porque o prefeito do Rio, Eduardo Paes, demitiu-o sem nem mesmo ter ocorrido a posse. Paes não resistiu ao clamor público. É este homem, Carlos Lupi, posto para fora do governo Dilma Roussef como notório corrupto, quem quer decidir que será o novo ministro do Trabalho.
O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), voltou atrás na nomeação do ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi, para o cargo de assessor especial em seu gabinete.
A escolha de Lupi foi publicada na última sexta-feira no Diário Oficial do município. Lupi saiu do ministério em dezembro do ano passado por suspeitas de irregularidades em contratos com Organizações Não Governamentais (ONGs).
Além disso, ele também acumulou dois cargos públicos irregularmente por cinco anos, prática proibida pela Constituição. O PDT é da base aliada de Paes.
Em nota divulgada neste domingo, Paes disse que conversou com Lupi e eles "entenderam por bem não ser adequado que ele assuma as funções de assessor no gabinete do prefeito. O ex-ministro Lupi continua como servidor do município, onde entrou em 1985." O ex-ministro receberia pela função R$ 8.511,78. 
* Clipping O Globo

Falta de capacidade e mau estado das linhas produz novos apagões neste feriadão do RS

- As chuvas de verão e os temporais de domingo a noite em várias regiões gaúchas, levou ao colapso o fornecimento de energia elétrica nas áreas das distribuidoras CEEE e AES Sul. 70 mil famílias ficaram sem luz. O problema prossegue nesta segunda-feira. Os temporais, mas sobretudo as altíssimas temperaturas no Estado, fazem com que o consumo chegue ao limite da capacidade de transmissão e distribuição, que é de 6,1 mil megawatts. O total de 6 mil megawatts poderá ser alcançado novamente nesta quarta-feira, com a volta dos gaúchos ao trabalho. O RS gera apenas 30% da energia que consome e importa o restante, mas suas linhas de transmissão só permitem a passagem de 6,1 mil megawatts. A CEEE fala em novos investimentos, mas a curto prazo não há solução fora dos apagões que já ocorrem.


Nesta segunda-feira a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informou que cerca de 9 mil clientes continuavam sem luz em Tapes, na região Sul, com previsão de normalização do abastecimento até o final da manhã. Na zona leste de Porto Alegre e em Viamão o serviço foi restabelecido por volta da meia-noite. Na área de cobertura da AES Sul eram pelo menos mais 6 mil clientes sem luz em Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires e Candelária. 


Revelações de cama de advogada espiã corrupta com o ministro Dias Toffoli para prejudicar o PSDB continuam sem investigação

A revista Veja informa na edição desta semana, que o ministério da Justiça quer saber por que as revelações da advogada que a máfia infiltrou no governo nunca foram incluídas nos inquéritos que investigam a corrupção no Distrito Federal.


. Há controvérsia sobre a disposição do ministro José Edurado Cardozo de desvendar tudo, mas o fato é que ele pediu à Polícia Federal cópia das gravações dos depoimentos da advogada Christiane Araújo de Oliveira, o que fez depois das revelações de Veja da semana passada. A Polícia Federal tinha a gravação em seu poder há mais de um ano, desde o final do governo Lula. A advogada foi infiltrada no governo por uma máfia que desviou mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicas. Nas gravações, ela contou detalhes escabrosos de relacionamentos pouco republicanos com o secretário Geral de Dilma, Gilberto Carvalho, e de cama, com o ministro do STF, Dias Toffoli, quando ele ainda era Advogado Geral da União. Com ambos, trocou videos, áudios e informações para prejudicar adversários.


. A revista revelou até agora alguns detalhes do tráfico de influência e das roubalheiras, mas não quis publicar dados sobre sexo e espionagem política. 


- Durante toda a semana, o governo fez de conta de que não era com ele, a não ser pela atitude de Cardoso, que na prática não quer dizer nada. O assunto foi também esfriado no Congresso e na Comissão de Ética do governo.O PSDB e a mídia não quiseram aprofundar as investigações. Os acusados, como sempre, negaram tudo através de nota, mas nem de longe ameaçaram processar a advogada que foi para a cama com um deles e traficou influência com o outro. A Polícia Federal e o MPF apenas arquivaram as gravações, sem levar nada adiante.

Dicas de leitura para o feriadão - Lula, Overton, Yoani e Mário Covas

Aproveite esta segunda-feira, caso você esteja em cidades como Porto Alegre, longe do mar e da serra, vá até a Livraria Cultura (Bourbon Country, Porto Alegre) e compre um destes livros ou todos eles, para aproveitar o feriadão. O editor leu tudo e recomenda vivamente.

O que sei de Lula, José Nêumanne Pinto, Topbooks, 522 páginas – O retrato de um oportunista aético, populista, demagogo e sem princípios. Escreve o autor: “Lula é, sim, filho do Brasil de pais canalhas”. R$ 69,00. CLIQUE AQUI para ler a entrevista do autor, editorialista do Estadão, sobre o livro.

A Janela de Overton, Glenn Beck, Novo Conceito, 384 páginas, R$ 34,90 – Uma conspiração contra os EUA vem sendo preparada há cem anos, e agora está prestes a ser colocada em prática, mas sobretudo o uso da engenharia social e da força do pensamento para manipular as pessoas. CLIQUE AQUI para saber mais sobre o livro.

De Cuba com Carinho, Yoani Sánchez, Editora Contxto, R$ 35,00 – A mais conhecida blogueira cubana, adversária do regime sanguinário cubano, conta histórias contemporâneas de Cuba.

Mário Covas – A ação conforme a pregação, 403 páginas, R$ 45,00  – São 20 depoimentos sobre a revolução ética realizada em São Paulo pelo PSDB, a partir de Covas. O livro começa com falas de Pedro Simon e Fernando Henrique, contando como nasceram PMDB e PSDB.