Artigo, Augusto Nunes - Silêncio dos culpados

* Clipping Augusto Nunes, www.veja.com.br

Caso Rose: 53 dias de estrepitoso silêncio só serviram para confirmar que Lula não tem como sair do atoleiro em que se meteu

Se o tamanho da confusão é maior que o estoque de embustes, Lula emudece até ser socorrido pela crônica amnésia nacional — ou pelo aparecimento de outra encrenca que faça andar a fila de casos político-policiais que envolvem o ex-presidente. Foi assim, por exemplo, quando se descobriu a roubalheira do mensalão. Ou quando um avião da TAM explodiu na pista de Congonhas. Ou quando a imprensa revelou amostras da soberba gastança bancada com cartões corporativos.Como o truque funcionou nos episódios anteriores, o mágico de circo resolveu reapresentá-lo para engambelar a plateia perplexa com o Rosegate. Desta vez não deu certo. A mudez malandra sobre a pornochanchada fora da lei que estrelou ao lado da primeiríssima amiga Rosemary Noronha só serviu para atestar que Lula não tem como sair do atoleiro em que se meteu.

Imposto pela enxurrada de ladroagens, bandalheiras, perguntas sem resposta e abjeções de variado calibre abastecida por quadrilheiros acampados  no escritório da Presidência da República em São Paulo, o mais longo e estrepitoso silêncio de Lula é também o mais patético. Nesta segunda-feira, completou 52 dias. Amanhã serão 54. A coluna só vai encerrar a contagem quando o fugitivo da imprensa recuperar a voz ─ e tratar de usá-la para explicações mais convincentes do que as que deve ter balbuciado em casa.O país que pensa exige respeito. Patroa é uma coisa, pátria é outra. Fartos de tanta tapeação, milhões de brasileiros não aceitam ser tratados como se fossem um bando de marisas letícias.

Dilma assina lei que reduz tarifas de energia a partir de fevereiro

A presidenta Dilma Rousseff sancionou a lei que prorroga as concessões de geração de energia elétrica e reduz encargos setoriais de forma a oferecer tarifas menores ao consumidor. De acordo com a Lei 12.783, de 11 de janeiro de 2013, publicada nesta segunda-feira 14 no Diário Oficial da União, as concessões de geração de energia elétrica poderão ser prorrogadas uma única vez, pelo prazo de até 30 anos, de forma a assegurar a continuidade, a eficiência da prestação e a tarifa mais baixa.

Para terem o contrato de geração renovado, as concessionárias devem atender a requisitos estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em relação a tarifas e qualidade do serviço. A agência também disciplinará o repasse, para a tarifa final paga pelo consumidor, de investimentos necessários para manter a qualidade e continuidade da prestação do serviço pelas usinas hidrelétricas.A lei deixa claro que a prorrogação das concessões de energia elétrica "será feita a título oneroso, sendo o pagamento pelo uso do bem público revertido em favor da modicidade tarifária, conforme regulamento do poder concedente".
De forma a assegurar a continuidade, a eficiência da prestação do serviço e a segurança do sistema, a lei também autoriza a prorrogação, pelo prazo de até 20 anos, das concessões de geração de energia termelétrica. O pedido de prorrogação deve ser feito pela concessionária com antecedência de 24 meses do fim do contrato ou outorga.

Mercado financeiro aposta em PIB menor em 2013

O mercado financeiro voltou a reduzir a estimativa de crescimento da economia em 2013. A nova projeção passou para 3,2% ante os 3,26% previstos anteriormente. Os números estão no boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central.

. Embora o governo tenha divulgado que existe uma tendência de queda da inflação, investidores e analistas do mercado financeiro continuam pessimistas. De acordo com o boletim, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) poderá fechar 2013 em 5,53%.

. No levantamento anterior, o mesmo índice foi estimado em 5,49%


O MELHOR DO RS, SEGUNDO VEJA 
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012)

Governo gaúcho do PT quer cartões corporativos para “facilita” controle de gastos

O governo estadual do PT quer adotar a prática esperta dos cartões corporativos, ignorando o mar de lama que corre sob o uso deles no governo federal.

O deputado que o PMDB quer eleger presidente da Câmara é favorito, sim, mas também está enrolado em denúncias de falcatruas

O deputado Henrique Eduardo Alves, PMDB, programou viagem para esta terça-feira a Porto Alegre. Ele é o presuntivo novo presidente da Câmara. Ele virá a Porto Alegre nesta terça-feira para pegar o apoio dos deputados federais do Partido (Osmar Terra, Darcisio Perondi, Eliseu Padilha e Alceu Moreira) mas também conversar com os deputados estaduais e dirigentes partidários. Os convites para o almoço estão esgotados.

. Acontece que Alves terá que se explicar em Porto Alegre sobre as denúncias de Veja desta semana, segundo as quais ele meteu a mão em dinheiro que não podia, ao “contratar” uma empresa de fachada para fazer de conta que aluga automóveis para seu uso, visando com isto mascarar dinheiro grosso que recebeu indevidamente. Ao praticar atos igualmente lesivos aos fundos da Câmara, João Paulo Cunha virou bandoleiro no STF. CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa, inclusive fotos dos laranjas usados para a maracutaia.

. Neste domingo, o jornal Folha de S. Paulo também atacou Alves, mas por outra razão pior ainda. É que o deputado foi acusado de ter direcionado recursos de emendas parlamentares a uma empresa de um assessor lotado em seu próprio gabinete. É o que informa reportagem de Leandro Colon, neste domingo, na Folha. Os recursos das emendas foram parar na empresa Bonacci Engenharia e Comércio, que pertence a Aluizio Dutra de Almeida e é também tesoureiro do PMDB em Natal (RN), a base eleitoral de Henrique Eduardo Alves. Segundo o esquema, o deputado direcionava emendas para prefeituras comandadas pelo PMDB no Rio Grande do Norte e os prefeitos, em seguida, contratavam a Bonacci. Os valores das emendas variavam entre R$ 100 mil e R$ 200 mil e beneficiavam cidades como São Gonçalo do Amarante, Brejinho e Campo Grande. Em 2002, Henrique Eduardo Alves foi cotado para ser vice de José Serra, mas perdeu a vaga quando um escândalo o derrubou.

O MELHOR DO RS, SEGUNDO VEJA 

Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012)

Pelotas abre Pop Center que imita o Camelódromo de Porto Alegre

Foi nesta segunda-feira o primeiro dia de funcionamento do Camelódromo de Pelotas, RS. A obra foi inspirada no Camelódromo implementado no governo do prefeito José Fogaça, Porto Alegre, que eliminou camelôs e ambulantes da zona central.

. Ambos usam o nome de Pop Center.

CLIQUE no endereço a seguir para conhecer o Pop Center de Porto Alegre: http://camelodromopoa.com.br/

PDT rói a corda e deixa mal o PT em Novo Hamburgo e Erechim. Saiba quem são os candidatos no RS.

Foram registrados nesta segunda-feira, último dia do prazo, os candidatos nos três municípios gaúchos que terão novas eleições, desta vez no dia 3 de março. As eleições anteriores foram anuladas porque os prefeitos eleitos foram cassados pela prática de crimes eleitorais.

Novo Hamburgo, 169.299 eleitores
Paulo Kopschina, PMDB
Tarcisio Zimmermann, PT

Erechim, 67.635 eleitores
Anacleto Zanella, PT
Luis Fernando Schmidt, DEM

Eugênio de Castro, 2.585 eleitores
Horst Daltro Steglich, PSDB
Sirlei Reginaldo, PP

- Nos dois municípios mais importantes, Novo Hamburgo e Erechim, o PDT, que é muito forte e era aliado do PT, passou-se para a oposição, o que reduz as chances de reeleição do PT. 

* A pesquisa é do editor e é desta segunda-feira a tarde.

Tucanos gaúchos apoiam porteira fechada para Aécio

É de porteira fechada o apoio do PSDB do RS à candidatura do senador Aécio Neves à presidência do Partido.

. E à candidatura ao Planalto.

Prefeito de Esteio, Grande Porto Alegre, sentará dia 14 no banco dos réus. Ele poderá ser cassado. Neste caso, eleições de outubro serão anuladas.

O prefeito de Esteio, Grande Porto Alegre,  Gilmar Rinaldi, PT, sentará dia 16 no banco dos réus, onde responderá as denúncias do Ministério Público Eleitoral, segundo as quais abusou de poderes econômico e políico, usou indevidamente a mídia paga e praticou atos ilegais como agente público, tudo para se reeleger. A mídia de Porto Alegre não acompanha o caso.

. Os promotores pedem a cassação do mandato do prefeito e a suspensão dos seus direitos políticos. Caso a ação seja acolhid pelo juiz do caso, as eleições de outubro serão canceladas e novo pleito terá que ocorrer.

. A ação de investigação judicial eleitoral pode causar uma reviravolta no resultado das eleições em Esteio. Na semana passada, a coligação Esteio Merece Mais, formada por nove partidos – PSB, PDT, PPS, PP, PRB, PPL, PSL, DEM e PSDB –, apresentou denúncia contra Gilmar Rinaldi e Fladimir Costella, candidatos a prefeito e vice, respectivamente, pela coligação Frente por Esteio, composta por 11 partidos: PT, PMDB, PTB, PCdoB, PV, PSC, PHS, PR, PSD, PSDC e PRTB. A ação foi protocolada no final da tarde desta sexta-feira, dia 14, na Justiça Eleitoral de Esteio.

CLIQUE AQUI para saber tudo.

O MELHOR DO RS, SEGUNDO VEJA 

Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012)

Entrevista - Mercado de cafés especiais com selo de origem cresce 20% ao ano

Clóvis Althaus, diretor do Café do Mercado, Porto Alegre

Café não é tudo igual?
Como vinho ou como cerveja?

Como é?
Só vendemos café especial com selo de origem. Vamos buscar os grãos em vários Estados, mas sobretudo na Mogiana.

Por que Café do Mercado?
Porque começamos no Mercado Público, 1987. Aqui temos três lojas. Acabamos de abrir uma loja-modelo no shopping Praia de Belas, que servirá para quem quiser ser nosso franqueado.

O que vocês vendem?
Está tudo ali no Praia de Belas: café expresso servido na hora, café em grão e em pó, equipamentos da área.

Só nas lojas próprias?
Muitas lojas do tipo gourmet, restaurantes – muita gente é nossa cliente.

O brasileiro anda bebendo mais café?
O especial, com selo de origem, é um mercado que cresce 20% ao ano.

TCE faz bem em acabar com a farra de servidores pagos ilegalmente pela Assembléia para servir aos Partidos


O conselheiro do Tribunal de Contas do RS, o ex-dirigente do PT,  Estilac Xavier emitiu ordem para que a Assembleia Legislativa cesse o empréstimo de funcionários para atuar em partidos políticos e que faça retornar imediatamente quem estiver nesta condição. Além disso, ele quer a instauração de tomada de contas especial para verificar o controle de efetividade no parlamento.. A prática de usar a Assembléia para nomear CCs que depois alegam trabalhar nos Paartigos é ilegal, embora ocorra no RS há quatro dezenas de anos. Existem vários casos de ex-dirigentes partidários que chegaram a se aposentar com altos salários, sem nunca ter pisado nas repartições da Assembléia para as quais foram lotados. - A decisão de Xavier é altamente moralizadora, como é também sua ordem para que a Assembléia controle a efetividade do ponto dos servidores. Xavier poderia fazer o mesmo em relação ao Executivo. 

O MELHOR DO RS, SEGUNDO VEJA 

Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012)

Governo paralisa obras de megabarragens de R$ 300 milhões porque não tem o carimbo do PT

O leitor Jorge Luiz Uminski contou nesta segunda-feira ao editor que o desperdício público nas obras de construção das mega-barragens de Jaguari (86% concluída) e Taquarembó (67% concluída) RS, ambas da bacia do rio Santa Maria, beneficiando 32 mil hectares de terras altamente agricultáveis, decorrem do fato de que "não são obras do PT".  Foi dele a iniciativa de sugerir a reportagem de duas páginas publicadas pelo jornal Zero Hora desta segunda-feira. O jornal deu crédito ao leitor.

. O material publicado confirma o que pensa Joge Uminski, que no ano passado procurou todo mundo para saber o que estava acontecendo - sem respostas.

. As duas mega-barragens são projetos e obras do governo Yeda Crusius, que investiu nelas a quantia de R$ 143,5 milhões. O governo Tarso Genro paralisou tudo, embora esteja com muito dinheiro (leia nota abaixo). Seus representantes, sobretudo o secretário de Obras, Luís Busatto, alegam razões técnicas insubsistentes e motivações jurídicas inexistentes.

. Os cálculos do próprio governo estadual são de que seriam necessários mais R$ 147 milhões pare retomar as obras. Enquanto elas não saem, os canteiros de obras apresentam cenários deprimentes de desperdício de dinheiro público, porque tudo está abandonado e em decomposição acelerada.

Abriu a Couromoda no Anhembi

Começou nesta segunda-feira a Couromoda, Anhembi, SP. O evento, o maior do gênero no País, irá até quinta-feira.

Títulos protestados cresceram 4,6% em 2012

Cresceu 4,6% o número de títulos protestados em todo o Brasil no ano de 2012. A comparação é com 2011. O aumento correu todo ele por conta do avanço dos protestos feitos contra empresas, que foi de 8,3%, porque os protestos contra pessoas físicas caiu 1,6%.

. Sudeste e Sul lideram a lista dos maiores calotes.

. O Nordeste é a região onde localizam-se os melhores pagadores.

- Os dados são todos da Boa Vista Serviços, que tem como uma das suas sócias a CDL de Porto Alegre.

O Piratini continua delirando sobre dinheiro que não tem

Aparentemente sem se dar conta ou se dando muito bem conta de que teve que pegar dinheiro do caixa único até para pagar o 13º salário, o governador Tarso Genro voltou das suas duas semanas de férias cariocas com a retórica afiada:
- O governo tem dinheiro como nunca e só não gasta mais porque os secretários não sabem como gastar.

- Nunca, antes, na história deste Estado, o governo mandou tantos projetos para a Assembléia. Foi um projeto por dia útil ao longo de dois anos. 

 
- Nesta quinta, um seminário de gestão tratará de gestão no governo. 

O carioca Wu torna mais forte os três mosqueteiros de Tarso

O governador Tarso Genro, nesta segunda, empossou seu novo secretário Geral de governo, Vinicius Wu.

. Vinicius Wu, ex-dirigente da UNE, não tem nada a ver com o RS. Ele é carioca e desembarcou no Estado somente agora, com Tarso.

. Os três mosqueteiros que  que mandam no Piratini e que como no romance de Dumas são quatro,  ficou mais forte. Ele tem esta configuração: secretários Carlos Pestana (Casa Civil), João Motta(Planejamento), João Victor Domingues (Assessoria Superior do Governador) e Vinicius Wu, que era chefe de gabinete.

Lei não prevê férias para governador, mas Tarso insiste em gozá-las na plenitude

Tarso Genro voltou a falar neste final de semana sobre o Mensalão. Foi numa entrevista para o jornal O Globo. Ele ainda insiste em evitar o nome verdadeiro do julgamento do STF, referindo-se a uma esotérica Ação 470, mas reconheceu que o PT abastardou-se.

. O governador ficou duas semanas hospedado no Leme, Rio, onde curtiu novas férias, embora governador não tenha direito a elas. Apesar disto, levou três seguranças, recebeu diárias e teve todo o passeio pago pelos cofres públicos.

. Tarso não se descuidou da forma física, como revelou Lauro Jardim, de Veja, que o flagrou numa academia do Leme, cercado de seguranças.

CLIQUE AQUI para ler a entrevista onde Tarso se entrega. Ele só não falou no dinheiro que o PT do RS recebeu do Mensalão, usado até para pagar despesas de sua própria campanha eleitoral.

PT desconfia das traições do PDT em Novo Hamburgo e Erechim

O PT não acha que a mudança de posições do PDT em Novo Hamburgo e Erechim foram obras do acaso. 
Nos dois municípios, o PDT foi aliado do PDT até o dia 31 de dezembro. 

Tarcisio insiste com fraude eleitoral em Novo Hamburgo

O caso mais estranho das novas eleições no RS é o de Novo Hamburgo, RS, porque o ex-prefeito Tarcisio Zimmermann, causador da anulação das eleições de outubro, porque não poderia ter concorrido, novamente apresentou-se como candidato.. Ele será impedido de novo, mas desta vez a impugnação acontecerá logo depois do registro da chapa, o que ocorreu nesta segunda-feira. O advogado Décio Itiberê, especialista em Direito Eleitoral, disse ao editor que a candidatura do PT é uma fraude, porque ele está legalmente impedido de disputar a eleição.

. O vice  é o deputado Luís Lauermann, também do PT. Ele liderará a chapa no caso de impugnação de Tarcisio Zimmermann.

- O PT foi abandonado pelo PDT, que daria o nome para a vice. O PDT não aceitou a recandidatura de Zimmermann, porque considera que ela configura fraude eleitoral. Muitos setores do PT também pensam assim.

Saiba quem concorrerá nas eleições de 3 de março no RS


Foram registrados nesta segunda-feira, último dia do prazo, os candidatos nos três municípios gaúchos que terão novas eleições, desta vez no dia 3 de março. As eleições anteriores foram anuladas porque os prefeitos eleitos foram cassados pela prática de crimes eleitorais. A campanha eleitoral em cada cidade poderá começar nesta terça-feira, mas não irá para rádio e TV. 

Novo Hamburgo, 169.299 eleitores
Paulo Kopschina, PMDB
Tarcisio Zimmermann, PT

Erechim, 67.635 eleitores
Anacleto Zanella, PT
Luis Fernando Schmidt, DEM

Eugênio de Castro, 2.585 eleitores
Horst Daltro Steglich, PSDB
Sirlei Reginaldo, PP

- Nos dois municípios mais importantes, Novo Hamburgo e Erechim, o PDT, que é muito forte e era aliado do PT, passou-se para a oposição, o que reduz as chances de reeleição do PT.
* A pesquisa é do editor e é desta segunda-feira a tarde.

Tarso se entrega em entrevista ao jornal O Globo: "'Usamos os métodos de partidos que criticávamos'

- Embora faça autocrítica, mas não mea culpa (o PT do RS recebeu dinheiro sujo do Mensalão para pagar contas de campanhas eleitorais, inclusive de Tarso), o governador Tarso Genro reconhece os malfeitos cometidos pelo PT. Na entrevista ele evita usar o verdadeiro nome da vergonha enfrentada pelo Partido, insistindo em classificar o julgamento do Mensalão como o julgamento da Ação Penal 470, comos e isto alterasse o reconhecimento do que fez a organização criminosa passada a limpo pelo STF e com a qual o PT do RS e o próprio Tarso foram coniventes. O governador concedeu a entrevista durante suas novas "férias", que desta vez ocorreram no Rio,no Leme, onde esteve hospedado. 

* Clipping O Globo, Marcelo Remígio

RIO — Um dos principais líderes petistas, Tarso Genro diz que, do julgamento do mensalão, deve ficar a lição de que o PT não pode continuar a compor maiorias e formar alianças a qualquer preço

Quais os reflexos que o mensalão ainda provocará no PT? Como se preparar para 2014?
Integro uma corrente de opinião no PT que é minoritária, tem em torno de 40% dos delegados, a Mensagem ao Partido. Ela entende que o partido precisa passar por uma profunda renovação, e essa renovação passa pelos métodos da direção; pelas relações do partido com os governos; por novos métodos de participação da base, por meio de métodos tecnológicos; e por uma avaliação muito mais profunda do que foi feito até agora sobre o que ocorreu nesta Ação Penal 470. Uma coisa é você avaliar, como eu avaliei, que teve de se inventar uma tese de domínio funcional dos fatos para condenar lideranças do partido. Outra coisa é você compreender que, tendo ocorrido ilícitos penais ou não, os métodos de composição de maiorias e de formação de alianças que nós utilizamos foram os mesmos métodos tradicionais que os partidos que nós criticávamos adotavam. É uma total necessidade você aprender a superar esses métodos. Esta é a grande questão que temos que trabalhar: qual é o sistema de alianças que nos dá uma capacidade de governar dentro da ordem democrática sem utilizar esses métodos tradicionais que herdamos da República Velha.

O senhor defende a cassação dos mandatos dos mensaleiros?
A Constituição tem que ser interpretada a partir da independência dos poderes. A decisão tem que ser da Câmara Federal de cassar ou não. Eu substituí o (José) Genoino na presidência do PT, e o que circulava dentro do partido, e foi constatado depois, é que ele assinou empréstimos, agora pagos, e que o fez de boa-fé, sem saber que, por trás daqueles empréstimos, poderia ter uma articulação de intercâmbio de favores em benefício do partido e de outras pessoas. Eu não sei se, nessa situação, eu renunciaria. O fato é que toda essa situação significa que o PT tem de instituir regras muito rígidas em relação aos seus dirigentes, seus quadros e seus vínculos com as empresas privadas. É totalmente incompatível dirigente partidário continuar se apresentando como tal e sendo ao mesmo tempo consultor de grandes negócios. Porque, quando essa pessoa fala dentro do partido, quem está falando? É o dirigente ou o consultor? Essa regra não deve valer só para o PT, não estou me fixando em nenhum caso específico. Essas relações são sempre muito perigosas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Embuste do Tesouro tornou falso 35% do total da economia demonstrada nas contas públicas do governo Dilma


* Clipping Folha, Sheila D'Amorim e Mariana Schreiber

A criatividade do Tesouro Nacional para fechar suas contas, com o uso de sucessivas manobras contábeis e brechas legais, criou no Brasil uma contabilidade paralela à oficial que coloca em risco a credibilidade fiscal da gestão Dilma Rousseff.

. Bancos e consultorias passaram a expurgar receitas e depurar gastos para calcular um superavit "puro" e poder estimar o impacto na economia e fazer suas projeções. Nesses cálculos, a economia do setor público para pagar juros da dívida foi no mínimo 35% menor que a oficial em 2012 (veja quadro). O descrédito em relação aos números do Tesouro já assusta integrantes da equipe do ministro Guido Mantega (Fazenda).
A crise teve seu auge nas últimas semanas, quando se tornou pública a triangulação com bancos públicos e o Fundo Soberano para fechar os números de 2012.

. O dado do ano, que só será divulgado no fim deste mês, foi apelidado de "superavit elfo", numa referência ao conto de Natal publicado em um dos blogs do jornal britânico "Financial Times".

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Dilma começou a apanhar dos aliados. O que pensa disto a oposição ?

* Clipping www.brasil247.com.br

Apanhar de nomes como Merval Pereira, Miriam Leitão, Augusto Nunes, Alexandre Schwartsman e Marco Antônio Villa já era esperado. A novidade é que o governo Dilma começa a ser criticado por antigos aliados, como os economistas Delfim Netto e Carlos Lessa, assim como pelos jornalistas Luís Nassif e Paulo Henrique Amorim; disparou o sinal amarelo?

247 - Será que acabou a lua de mel de alguns aliados com a presidente Dilma Rousseff? É uma pergunta que cabe ser feita, diante de algumas críticas que começam a ser ouvidas aqui e acolá. E que não partem mais dos adversários tradicionais, como Merval Pereira, Miriam Leitão, Augusto Nunes, Alexandre Schwartsman, Marco Antonio Villa e outros tantos adversários do projeto de poder petista.

Nesta segunda, o ex-presidente do BNDES, Carlos Lessa, chuta a porta ao dar nota cinco ou seis à presidente Dilma. Lessa coloca uma questão interessante, no momento em que a presidente tenta convencer empresários a voltar a investir. "Vejo a Petrobras vendendo refinarias no exterior, dizendo que está perdendo dinheiro com gasolina, com gás de cozinha. Isso faz os empresários brasileiros duvidarem de que a Petrobras tocará para a frente o seu programa. Aí, se a Petrobras não vai, serei eu, dono da lanchonete da esquina, que vou apostar no crescimento brasileiro?", indaga. Se a maior empresa brasileira pisa no freio, por que companhias menores deveriam acelerar? Cortes feitos na Petrobras, por sinal, já afetam toda a cadeia de fornecedores reunida na Associação Brasileira de Montagens Industriais, a Abemi. Assim como Lessa, outro grande aliado de Dilma, o professor Delfim Netto, vocalizou sua primeira crítica à presidente. "Este governo é curioso. Faz tudo certo, mas de modo equivocado", afirmou. Ele defendeu a queda dos juros, mas criticou o uso de recursos do Fundo Soberano para fechar as metas fiscais de 2012. “Assim, o governo dá a impressão de querer ressuscitar a conta-movimento do Banco do Brasil”.

CLIQUE AQUI para ler tudo.
CHARGE ao lado é de Marco Jacobsen, Folha de Londrina, Paraná. 

Protesto contra Lula reúne 20 pessoas na Avenida Paulista

No segundo domingo de 2013, um protesto convocado pelas redes sociais contra a corrupção e o ex-presidente Lula conseguiu reunir apenas 20 pessoas na Avenida Paulista, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp).

. O lema dos manifestantes era "Mexeu com o Brasil, mexeu comigo", numa resposta ao movimento "Mexeu com Lula, mexeu comigo", que se fortaleceu nas redes sociais após as denúncias de Marcos Valério contra o ex-presidente.Numa das faixas, Lula era chamado de ladrão. Um dos presentes, o professor Antonio da Silva Ortega, disse que estava presente por temer que o Brasil se transformasse "numa Cuba ou Venezuela". Pelas redes sociais, 1,8 mil pessoas haviam confirmado presença, mas apenas vinte compareceram, no domingo chuvoso em São Paulo.

* Clipping www.brasil247.com.br