Embuste do Tesouro tornou falso 35% do total da economia demonstrada nas contas públicas do governo Dilma


* Clipping Folha, Sheila D'Amorim e Mariana Schreiber

A criatividade do Tesouro Nacional para fechar suas contas, com o uso de sucessivas manobras contábeis e brechas legais, criou no Brasil uma contabilidade paralela à oficial que coloca em risco a credibilidade fiscal da gestão Dilma Rousseff.

. Bancos e consultorias passaram a expurgar receitas e depurar gastos para calcular um superavit "puro" e poder estimar o impacto na economia e fazer suas projeções. Nesses cálculos, a economia do setor público para pagar juros da dívida foi no mínimo 35% menor que a oficial em 2012 (veja quadro). O descrédito em relação aos números do Tesouro já assusta integrantes da equipe do ministro Guido Mantega (Fazenda).
A crise teve seu auge nas últimas semanas, quando se tornou pública a triangulação com bancos públicos e o Fundo Soberano para fechar os números de 2012.

. O dado do ano, que só será divulgado no fim deste mês, foi apelidado de "superavit elfo", numa referência ao conto de Natal publicado em um dos blogs do jornal britânico "Financial Times".

CLIQUE AQUI para ler tudo.

7 comentários:

Unknown disse...

Novamente a Flha e seus pelegos, ne? E falando em Folha, jornaleiro, escreva algumas palavrinhas a respeito daquela reuniao"de emergencia", convocada pela Pres Dilma com antecendencia e calendario pre estabelecido. Aquela reuniaozinha que a Catanhede, em notinha ao pe da pagina, teve que dizer: "erramos". Imprensa e uma atividade interessante, ne. Escreve merda o dia todo, nao pede desculpas, arrasa a vida dos outros (Escola de Base, por exemplo...) e ainda tem a petulancia de querer pautar a atividade gerencial do pais. Eu acredito, jornaleiro, que a Folha deveria, NOVAMENTE, inventar uma historinha de ET. O que vc acha?

Luiz disse...

Apesar da torcida desesperada da direita perigosa para que Chaves morra, ele está se recuperando lentamente

Anônimo disse...

Um pouco de humildade nao faz mal a ninguem. Todos os países honestos que estao mal revelam seus números. Qual o problema em dizer que o PIB real do Brasil foi -3%? A crise internacional está aí e náo é possível para um pais com graves deficiencias como o Brasil nao ser atingido. O fato de a Presidente Dilma e Lula terem feito chacota com os problemas externos - vide USA e Europa - dizendo que tinha a soluçao para suas crises, nos preocupa muito, pois indica que nossos presidentes nao sabiam que a politica economica adotada pelo Brasil tinha suas limitaçoes.

Anônimo disse...

É o efeito Orloff de volta. Imitamos los hermanos em tudo de ruim.

Anônimo disse...

e números mentirosos ou "estranhos" nao se restringem apenas a economia em se tratando de governo do PeTê...

esses números fantásticos que eles apresentam como resultado de ações governamentais, como o tal de 1 milhão de casas entregues, só se propagam porque ninguém se presta a contesta-los ou provar se são verdadeiros ou nao...

quer fantasia maior do que o numero que diz que o desgoverno do PeTê tirou 32 milhões de pessoas da pobreza?

se isso for depurado, como diz ai no post, descontando todo mundo que vai ficar pendurado pra sempre nos programas assistencialistas e contabilizar apenas os que conseguiram mesmo sair da pobreza e hoje são estáveis, não sobra nem metade desse numero maluco ai!

Luiz Vargas disse...

Esperavam o que de quem tinha embustes no currículo, do tipo mestrado e doutorado?
Este embuste no fechamento das contas públicas é só mais um entre tantos. Já esqueceram daquele outro embuste em que um dossiê virou planilha de banco de dados?

Anônimo disse...

Uai!!! Dilma estava aconselhando os europeu a copiar o Brasil!!!! Ainda bem que não o fizeram, afinal estamos numa 'fria' desde 2003.