Fator Marina agrada o mercado. Bolsa sobe 2% nesta sexta. Petrobrás teve alta de 8%.

A Bolsa fechjou em alta de 2% diante da possibilidade de ex-ministra Marina silva assumir lugar, no PSB, de candidata a presidente.

. Os papéis da Petrobras experimentam alta de 8%.

. O mercado gostou da candidatura de Marina, já que ela asseguraria segundo turno e ajudaria a derrubar Dilma. 

. O ex-presidente do BNDES André Lara Resende, um dos pais do Plano Real, e professor do Insper Eduardo Gianetti, fazem parte do núcleo econômico de Marina. “Temos fortes convergências com o PSDB”, admite Gianetti. 

Marina dá aval para que PSB homologue seu nome

Ex-senadora dá aval para que o partido realize uma consulta interna sobre sua entrada na disputa pela Presidência

Acidente ou crime ? Beto, em nome do PSB, exige amplas e cabais explicações do governo.

Depois de ter conversado com o ministro da Defesa, Celso Amorim, e com o comandante da Aeronáutica, Janito Sato, o deputado Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara, tirou a seguinte declaração:

O avião era novo e moderno. Os pilotos, muito experientes. Tivemos a informação de que houve uma explosão na turbina. Isso não acontece do nada. Depois, ficou-se sabendo que havia aviões não tripulados da FAB, os drones, naquela região. Foi confirmado que havia, mas disseram que estavam longe. Agora, dizem que o áudio da caixa-preta não corresponde ao voo. Não me lembro de ter visto outro caso no mundo em que a caixa-preta não registra o que foi dito na cabine do avião nas últimas duas horas de um voo.

É muita coisa ocorrendo em torno de uma tragédia. Parece até despiste. A Aeronáutica, o brigadeiro Saito, deve ao Brasil, ao PSB e à família do Eduardo Campos uma explicação convincente. Nós exigimos isso.

EUA mandam investigadores
NTSB (National Transportation Safety Board), órgão norte-americano que investiga acidentes aéreos, enviou um investigador a Santos para acompanhar os trabalhos de apuração sobre o acidente que matou o candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) na última quarta-feira (13).
 O investigador, Tim Monville, chegou a Santos nesta sexta-feira (15), acompanhado de técnicos da FAA (Federal Aviation Administration), equivalente dos Estados Unidos à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Com ele também vieram funcionários da Cessna, fabricante do avião no qual Campos e outras seis pessoas viajavam.

Voges nega negociações com Weg e ABB, e diz que só a Voges Motores está à venda

A Voges, Caxias do Sul, mandou nota ao editor sobre as negociações em curso que faz a empresa para se livrar dos enormes problemas financeiros que a levaram a procurar recuperação judicial. Leia:

A informação de que as empresas Weg e ABB disputam o controle não procede. Salientamos também que a empresa a ser vendida é a Voges Motores. O Grupo manterá a Voges Fundição. O Grupo entrou em recuperação judicial para quitar suas dívidas que estão em torno de R$ 315 milhões. A Voges Motores conta atualmente com um quadro de 800 funcionários. A Voges Fundição possui 400 colaboradores, totalizando 1,2 mil funcionários.


Desde já agradecemos por sua atenção e nos colocamos a disposição para maiores esclarecimentos.

PSB marca reunião para quarta em Brasília. Marina ainda não decidiu se quer ser candidata.

A campanha na TV
CLIQUE AQUI para examinar um dos programas para TV que já estavam gravados quando Eduardo Campos morreu. O material vazou na Web.

O comando do PSB convocou uma reunião da Executiva Nacional do partido para a próxima quarta-feira, em Brasília, destinada a resolver o futuro da candidatura da sigla à Presidência da República. Informalmente, esse é também o prazo estipulado pelos dirigentes do PSB para a ex-senadora Marina Silva decidir se aceita encabeçar a chapa.

. Como a propaganda eleitoral no rádio e na televisão começa na próxima terça, os dirigentes do partido avaliam que os primeiros programas serão usados para prestar homenagem a Eduardo Campos.

Apenas 3,23% dos leitores acham que dá para confiar nas pesquisas eleitorais

Apenas 3,23% dos leitores deste blog confiam sem reservas nos resultados oferecidos pelas pesquisas eleitorais. Leia as respostas:

Você confia nas pesquisas de intenções de votos ?
Sim, certamente.
3,23% (15 votos)
Não, com certeza.
62,80% (292 votos)
Confio desconfiando.
33,12% (154 votos)
Outra resposta.
0,86% (4 votos)
Total: 465 votos

A nova enquete disponibilizada nesta página, logo acima, ao lado, é a seguinte:
O acidente com Eduardo Campos foi obra do acaso ou representou um atentado ?
Foi obra do acaso, claro
Foi um atentado

Outra opinião

Dica de livro: o dia em que Lula foi ao beija-mão de Bush

"18 Dias", o livro de Matias Spektor, que acaba de ser lançado pela Objetiva,tem 287 páginas. O editor começou a ler. Você pode comprar quantos volumes quiser na Livraria Cultura, Porto Alegre, que faz entrega em casa ou no escritório mediante pequena taxa adicional.Matias conta a história secreta de como Lula e Fernando Henrique trabalharam juntos para quebrar a resistência do governo Bush ao PT nas eleições de 2007. Lula chegou a viajar para os EUA antes mesmo da posse, sendo recebido por Bush, tudo para prometer que não atingiria os interesses americanos no Brasil. O autor, Matias Spektor, é professor da FGV e colunista da Folha. Ele possui doutorado em Relações Internacionais pela Universidade de Oxford.
O livro é de leitura muito fácil e agradável, além de extraordinariamente bem fundamentado.

18 dias
Matias Spektor
Objetiva
R$ 36,90

É sobre este livro que o editor fala neste comentário de final de semana, intitulado:
Minha dica de livro: o dia em que Lula foi ao beija-mão de Bush

Economia (PIB) de Caxias do Sul sofreu queda de 6,4% no primeiro semestre de 2014

A indústria, comércio e serviços de Caxias do Sul não conseguiram segurar a retração da economia no primeiro semestre de 2014, que registrou uma queda de 6,4% no período. Os números do desempenho da economia local foram divulgados pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). O editor resgatou a informação para esta nota. 

Caxias do Sul é o mais importante pólo metalmecânico e é centro do mais importante cinturão industrial do RS.

Em junho, a economia de Caxias do Sul registrou uma queda de 1,1% em comparação a maio e de 10,6% se comparada a junho de 2013. O comércio foi o segmento que apresentou maior desempenho negativo, com decréscimo de quase 10% em junho sobre maio e de mais de 20% sobre junho do ano passado. Já a indústria manteve-se estável em relação a maio, com ligeira queda de 0,3%, enquanto o segmento de serviços apresentou índice positivo, na mesma comparação, de 2,5%.

Conforme o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Mauro Corsetti, a economia de Caxias do Sul vem desacelerando em um processo contínuo, levando à situação atual, que caracteriza recessão, porque o indicador de 12 meses passou a ser negativo (- 2,6%). "A tendência é de a economia continuar apresentando índices negativos, uma vez que não houve mudança significativa na atual política econômica", observou.

O Índice de Desempenho Industrial (IDI/Caxias) mostrou que a indústria vem sinalizando há algum tempo a perda da capacidade produtiva e de competitividade. 

CLIQUE AQUI para examinar mais detalhes. 

FAB diz que gravação da caixa-preta de jato não era do voo de Campos

A Aeronáutica informou esta tarde que os dados da caixa-preta já foram analisados. Em nota, FAB ressaltou que não é possível precisar a data dos diálogos. Leia a nota:

Até o momento, não é possível determinar a data dos diálogos registrados na caixa-preta encontrada em Santos, em razão de o equipamento não arquivar esse tipo de informação.As razões pelas quais o áudio obtido não corresponde ao voo serão apuradas durante o processo de investigação”, advertiu o comunicado da FAB.

Paraná: Richa, 39%; Requião, 33%; Gleise, 11%

O atual governador Beto Richa (PSDB) e o ex-governador Roberto Requião (PMDB) dividem a liderança na disputa pelo governo do Paraná, diz pesquisa Datafolha concluída nesta quarta.

. Richa está numericamente à frente de Requião: tem 39% das intenções de voto, contra 33% do peemedebista. Em terceiro lugar está Gleisi Hoffmann (PT), com 11%.

. Com a liderança ameaçada, Richa elegeu Requião como seu principal alvo e afirma que tem várias "balas de prata" contra ele.

. Porém, ainda que com alta rejeição (27%), Requião vem ganhando votos de eleitores insatisfeitos com o governo Richa, que passa por crise financeira e chegou a parar obras.

. A rejeição do tucano já se iguala à de Requião, considerada a margem de erro: 23%.

Artigo, Glauco Peres da Silva - De vice à protagonista da eleição: a relevância de Marina Silva

CLIQUE AQUI para ler, também, análise de hoje, "Marina Silva e sua hora", da revista Piauí.


Ainda muitos surpresos e tristes pelo trágico acidente envolvendo o candidato a presidência, Eduardo Campos, o PSB e seus aliados precisam correr para decidir qual posicionamento nesta disputa eleitoral. Todas as atenções se voltam para estes atores que assumem protagonismo indiscutível. As estratégias dos demais candidatos dependerão de suas ações nos próximos dias. Evidentemente, é muito temerário afirmar o que acontecerá, mas é possível pensarmos as decisões que se colocam e os aspectos envolvidos em cada uma delas. As previsões são impossíveis, mas é possível apontar qual o cenário de tomada de decisão para os principais atores envolvidos. Vamos a ele.

. A primeira decisão cabe a Marina Silva. Ela precisa decidir se aceita ser cabeça na chapa do PSB. Essa decisão não é imediata, nem simples. É preciso lembrar que ela se filiou ao PSB em um acordo com Eduardo Campos, e não com seu partido, no sentido amplo, em razão da inviabilidade de seu próprio partido, o Rede, em participar desta campanha. Foi uma decisão pragmática de uma pessoa em que a questão ideológica parece ser bastante preponderante em suas decisões de carreira. É uma oportunidade ímpar que o destino colocou diante dela e somente ela sabe o quanto pode custar bancar-se sair candidata por um partido que não é aquele com que se identifica ideologicamente. Muitas outras decisões pragmáticas precisarão ser tomadas, imagino que ela saída disso e é preciso saber se ela está disposta a toma-las.

. Concomitantemente, o PSB precisa decidir quem será o seu candidato ou mesmo se desistirá de disputar esta eleição. O exposto no parágrafo acima é relevante na compreensão da importância da decisão que cabe ao PSB. Marina não é um nome do partido e sofre resistência, como ficou sugerido quando da sua filiação no final do ano passado


 *Glauco Peres da Silva: Economista, pesquisador e palestrante, formado pela USP, tem doutorado em Administração Pública e Governo pela FGV-SP, com estágio doutoral no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Foi coordenador de graduação dos cursos de Economia e Relações Internacionais da FECAP por sete anos. Atualmente, é professor de Ciência Política da Universidade de São Paulo

CLIQUE AQUI para ler toda a análise. 

Revista VOTO tirará a limpo verdade entre pesquisas Ibope e Datafolha sobre corrida eleitoral do RS

A revista VOTO, Porto Alegre, já tem os números da pesquisa de intenções de votos que mandou o Instituto Methodus fazer no RS. Os números serão divulgados na segunda-feira pelo site da revista de Karim Miskulim e também pela Band. 

Sartori viajará com Cairolli, amanhã, para as cerimônias fúnebres de Eduardo Campos

Coligado com o PSB no RS, o ex-prefeito José Ivo Sartori viajará neste sábado ao meio dia para Recife. Acompanhado do seu candidato a vice, José Cairolli, ele participará de todas as cerimônias fúnebres, inclusive o sepultamento do ex-governador Eduardo Campos.

. Sartori enfrenta desde já algumas dificuldades dentro da sua coligação, tudo em função da morte de Campos e da inevitável indicação de Marina Silva para o lugar dele. É que deputados e até mesmo outros líderes partidários já verbalizaram restrições a Marina, a começar pelo presidente do Partido, deputado Edson Brum, que avisou que não votará em candidato que se opõe ao agro. O deputado Alceu Moreira foi até mais longe, acenando para o candidato Aécio Neves.

. Adeptos das candidaturas de Marina, Aécio e Dilma já são visíveis no PMDB do RS.

. Não é por outra razão que outros líderes, como Pedro Simon, reafirmaram apoio à coligação. Simon pensa que Marina poderia apresentar algo como uma Carta ao Povo Brasileira, reafirmando o cumprimento dos compromissos de Campos.

. Caberá a Sartori harmonizar tudo. 

Presidente da Abimaq virá segunda ao RS para discutir crise sem precedentes da indústria de bens de capital

O novo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – ABIMAQ, Carlos Pastoriza virá a Porto Alegre na próxima segunda-feira para reunir-se com os empresários gaúchos do setor de bens de capital e dirigentes de entidades locais da cadeia produtiva metalmecânica e eletroeletrônica. O encontro, seguido de jantar ​será realizado às 19h30min, na sede da Fiergs, quando o dirigente apresentará as ações programadas pela entidade visando a obtenção, junto às autoridades, de medidas para solucionar o problema da acelerada desindustrialização que atinge os fabricantes brasileiros de máquinas e equipamentos.
         
, Segundo Pastoriza, o setor enfrenta um dos momentos mais difíceis de toda a sua história. Uma prioridade básica da ABIMAQ, revela, será a continuidade do combate ao Custo Brasil, especialmente no tocante ao tripé composto por juros, câmbio e impostos. O Projeto ABIMAQ 2022, neste sentido, inclui ações como a desoneração total dos investimentos, inovação, desenvolvimento tecnológico, mercado externo, defesa do mercado interno e melhores condições de financiamento.

Ana Amélia retoma campanha para inaugurar Casas de Ana Amélia em quatro municípios do RS

A senadora Ana Amélia reabrirá sua campanha eleitoral neste sábado, inaugurando Casas de Ana Amélia em Bagé, Santa Cruz, Venâncio Aires e Bom Retiro do Sul.

. Em todos os municípios fará campanha de rua.

Oposição uniu-se ao PPS para ouvir Mercadante sobre indenização ao presidente do PSB, Roberto Amaral

Ele é muito esperto.

O editor garimpou a nota a seguir, porque com ela dá para entender melhor a insolente e arrogante nota expedida ontem pelo presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, que colocou freios na intenção de áreas enormes do Partido em favor de Marina. Amaral foi ministro de Lula e até hoje defende apoio a Dilma. Ele assumiu a presidência com a morte de Campos. Mercadante até hoje não foi ouvido A matéria é da Agência Estado:

A oposição avisou no dia 22 de junho  que quer ouvir o ministro Aloizio Mercadante (PT-SP) sobre a indenização de R$ 280 mil paga em março ao vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, referente à demissão dele da Alcântara Cyclone Space (ACS), uma sociedade dos governos do Brasil e da Ucrânia para gerir o principal programa espacial brasileiro.

. O PPS, que é aliado do PSB na campanha presidencial,  anunciou que vai apresentar requerimento de convocação de Mercadante e Amaral para audiência conjunta nas comissões de Ciência e Tecnologia e de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara. Amaral recebeu esse dinheiro porque conseguiu ser oficialmente "demitido" do cargo.

No mesmo dia da demissão, Amaral foi nomeado para integrar os conselhos da Itaipu Binacional e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), cujos salários somam cerca de R$ 25 mil. "O pagamento dessa indenização é, no mínimo, uma atitude indecente", disse o deputado Rubens Bueno (PR), líder do PPS na Câmara.

Festa do Cinema Italiano começará dia 25 no shopping TOTAL

Irá de 25 a 31 de agosto a Festa do Cinema Italiano, pela primeira vez no shopping TOTAL, Porto Alegre. Dia 18, 18h, coletiva de imprensa no “Nós Coworking”, seguido de coquetel e exibição de uma Família Perfeitas.

PIB recua pelo segundo trimestre. Indicadores são de claras recessão econômica no Brasil.

No segundo trimestre, a queda foi de 1,2% sobre os três primeiros meses do ano, quando a indicador tinha apontando retração de 0,02%.

A economia brasileira recuou 1,48% em junho na comparação com maio, de acordo com informações divulgadas pelo Banco Central nesta sexta-feira . No segundo trimestre, a queda acumulada foi de 1,2% em relação ao primeiro trimestre do ano. Em maio, o resultado da economia tinha sido negativo em 0,8%; em abril, o dado foi revisado, de alta de 0,12% para leve queda de 0,01%, segundo a Reuters. Com isso, junho marca o quinto mês seguido de indicadores negativos na comparação com o mês anterior.

. Na comparação entre junho deste ano e junho do ano passado, o recuo da economia foi ainda maior, de 2,68%. No acumulado do ano até agora, a economia está quase estável, com leve alta de 0,08%.

. O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) é considerado por analistas como uma "prévia mensal" do resultado oficial do PIB (Produto Interno Bruto), que é divulgado a cada três meses pelo IBGE.

Roberto Freire, Beto, Rands e Antonio Campos na lista dos vices de Marina

Além do deputado gaúcho Beto Albuquerque, que é candidato ao Senado, em coligação com o PMDB, o PSB também pensa no ex-deputado Maurício Rands, Pernambuco, homem de confiança de Eduardo Campos, e no deputado Roberto Freire, que também é pernambucano, preside o PPS e já foi candidato a presidente da República. No PSB também se cogita o nome do irmão de Eduardo, Antonio, que é militante do PSB e ontem tirou nota de apoio a Marina. 

. Roberto Freire é o único dos três que tem expressão nacional reconhecida.

. O PPS é membro da coligação.

. O deputado do PPS, ex-dirigente do antigo Partidão, o PCB, na sua época mais forte, é visto como um democrata pró-mercado, capaz de tranquilizar os setores que desconfiam de Marina, até mesmo contendo-a nos arroubos infanto-juvenis esquerdopatas verdolengos que volta e meia ela explicita.

PSB lança nota agressiva sobre escolha de Marina

Em nota oficial assinada por Roberto Amaral, presidente do partido,  o PSB afirma que está de luto e que as decisões a respeito do futuro da campanha presidencial serão tomadas "ao exclusivo critério" do partido: 

"O Partido Socialista Brasileiro (PSB) está de luto pela trágica morte de seu Presidente Nacional, Eduardo Henrique Accioly Campos, ocorrida em 13 de agosto de 2014. Recolhe-se, neste momento, irmanado com os sentimentos dos seus militantes e da sociedade brasileira, cuidando tão somente das homenagens devidas ao líder que partiu.A direção do PSB tomará, quando julgar oportuno, e ao seu exclusivo critério, as decisõespertinentes à condução do processo político-eleitoral.
São Paulo, 14 de agosto de 2014".

. O ex-ministro de Lula e entusiasta de acordo com o PT nem mesmo cita a família de Campos em sua nota, além de jogar o PPS, PHS, PSL e PRP, bem como a própria Rede, para um papel de coadjuvantes da decisão. Boa coisa daí não virá. 

Copelmi investirá R$ 300 milhões em nova mina de carvão. Complexo ficará entre Eldorado e Charqueadas.

A empresa Copelmi Mineração pretende aplicar em torno de R$ 300 milhões em uma nova mina de carvão que, apesar de ter o nome de Guaíba, ficará situada entre os municípios de Eldorado do Sul e Charqueadas, conforme cona hoje o Jornal do Comércio, Porto Alegre. Na implantação, o complexo gerará 500 empregos diretos e mais 800 durante a operação. A estrutura terá capacidade para alcançar uma extração de cerca de 8 milhões de toneladas do mineral ao ano.

. Leia mais do que informa o jornal gaúcho de hoje:

. A Copelmi planeja empregar a produção da mina para realizar a gaseificação do carvão.

. Recentemente, a empresa fez um convênio com o grupo coreano Posco e o governo do Estado. Esse trabalho determinará a viabilidade ou não de implantação de usinas voltadas à produção de gás de síntese para uso industrial, comercial e residencial a partir do carvão.

. Faria estima que, se tudo transcorrer dentro do previsto, a mina e as unidades de gaseificação deverão entrar em operação em 2019. O investimento no complexo de gaseificação é estimado em cerca de US$ 1,7 bilhão, para uma capacidade de aproximadamente 2 milhões de metros cúbicos ao dia

. A Copelmi é a maior mineradora privada de carvão no País.

. A empresa também é parceira minoritária (30%) da Eneva (ex-MPX) na Mina de Seival, que fica em Candiota. O objetivo desse complexo é fornecer combustível para futuras termelétricas que serão instaladas na região. A mina possui reservas comprovadas de 152 milhões de toneladas de carvão mineral.

Henrique Fontana, o fiscal implacável das doações de campanha, pediu doação para empresa suspeita do cartel dos trens. Ele nega.

As coisas estão complicadas para Fontana.

Na sua coluna de hoje, publicada em vários jornais brasileiros, o jornalista Claudio Humberto informa que o fiscal implacável das doações de campanha até para correligionários, o deputado Henrique Fontana (RS), ex-líder do PT na Câmara, está enrolado na revelação de documentos apreendidos por investigadores que o relaciona entre sete deputados que pediram doações a empresas suspeitas de ligação ao cartel dos trens. O documento foi entregue pelo Conselho de Defesa Econômica (Cade) a autoridades federais.

. Leia mais:

. Fontana chegou a dizer que não pediu nem recebeu doações dessas empresas, mas admite empenho pela “expansão do modo ferroviário”.

. Além de Fontana, fazem parte da lista de deputados apontados como pedintes Carlos Zaratini e Jilmar Tatto, ambos do PT de São Paulo

Renault vem aí com pick up do modelo Duster

A Renault vai lançar em breve uma pick up  do modelo Duster.

Weg e ABB podem assumir o controle da Voges, Caxias do Sul

ABB e Weg disputam o controle da Voges, Caxias do Sul. A empresa gaúcha busca uma forma de escapar da falência, manter as operações e os empregos.

. Os controladores querem apenas R$ 1,00 pela empresa, mas o comprador terá que assumir as dívidas.

. No dia 28 de junho, a Voges protocolou pedido de recuperação judicial, alegando dívidas impagáveis de R$ 358 milhões.

. O Grupo Voges ainda fabrica motores elétricos e inversores. Nas duas unidades localizadas em Caxias do Sul, trabalham 1,6 mil funcionários.

Oi testa 5G em Porto Alegre

A Oi já testa a tecnologia 5G em Porto Alegre.

Lula, no Recife, há dois meses: "Eles (os adversários) não sabem do que somos capazes"

Nesta quinta-feira, Lula chorou no telefone ao falar com a mãe de Eduardo Campos, disse que o ex-governador era uma espécie de filho político adotivo e anunciou que ira ao Recife para prantear os mortos. 
CLIQUE AQUI, também, para resgatar notícias sobre a espionagem que o governo Dilma exercia sobre Eduardo Campos. Seus agentes chegaram a ser presos pelo governo estadual do PSB. 

A apenas dois meses, no dia 14 de junho, Lula e Dilma foram ao Recife para ato de campanha com 2.500 partidários, durante o qual o ex-presidente disparou pesada artilharia contra adversários, incitando a luta de classes e fazendo pesadas ameaças.

. Está tudo no vídeo do link abaixo. Vá direto aos 30 minutos, porque o vídeo tem 1h18min de duração.

. No primeiro momento, Lula apenas mobiliza seu povo:

- Temos que garantir a eleição da Dilma.

. Logo em seguida, ameaçador, feroz, faz ameaça nem um pouco velada:

- Eles não sabem o que nós seremos capazes de fazer para que você seja a nossa presidenta por mais quatro anos

. E isto tudo na terra do grande adversário de Dilma, Eduardo Campos, residente no Recife. 

. No mesmo dia, uma sexta-feira, o jornalista Josias de Souza registrou no seu blog:

Nos Estados Unidos, há uma lei não escrita segundo a qual a melhor maneira que um presidente americano tem de unir a nação em seu apoio é mandar bombardear um inimigo hipotético sem a formalidade de uma declaração de guerra. Mal comparando, foi mais ou menos isso o que Lula fez na capital pernambucana.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir o vídeo. 
CLIQUE AQUI para ler o artigo de Josias de Souza.

Marina será candidata, mas quando ajoelhar, terá que rezar.

Ao lado, charge de Frank.


O impacto da inevitável candidatura de Marina Silva mexeu com todo o tabuleiro eleitoral brasileiro, a tal ponto que franjas importantes do PT já acham que Dilma não terá condições de enfrenta-la e também a Aécio Neves.

. Neste caso, só Lula teria êxito.

. O futuro a Deus pertence.

. Antes de mais nada, os socialistas terão que enterrar os despojos mortais de Campos, sábado, e depois correr para ungir Marina como sua sucessora.

. O caminho da verde não será fácil, porque ela também terá que vencer resistências externas, o que a obrigará a editar algo parecido com a Carta do Povo Brasileiro.

. Uma declaração pública de que honrará os compromissos de Campos, talvez resolva tudo.

. É sobre isto que o editor fala neste comentário, intitulado Marina será candidata, mas quando ajoelhar, terá que rezar.

Marfrig fechará frigorífico do Alegrete

O grupo Marfrig poderá anunciar ainda hoje o fechamento do seu frigorífico no Alegrete, RS.680 trabalhadores serão demitidos.  As indústrias de age e São Gabriel continuarão em operação.  

Sextante comprou metade da gaúcha LP&M

A maior editora gaúcha, a L&PM, confirmou a nota entregue ontem ao mercado, no qual anuncia que passou a integrar o grupo carioca Sextante.

. A Sextante comprou 50% da empresa do RS. 

Datafolha também não simula segundo turno no RS

Mais uma vez um instituto de pesquisas de intenções de votos não faz simulação de segundo turno nas eleições do RS.

. O Ibope fez isto.

. Agora também o Datafolha não faz.

. Em ambos os casos, o contratante da pesquissa foi a RBS.

Depois do "empate" do Ibope, Ana Amélia mantém larga vantagem que Datafolha vinha registrando

No Rio Grande do Sul, o Instituto Datafolha encontrou números extraordinariamente diferentes daqueles que o Ibope apresentou há apenas uma semana sobre as eleições do RS:

- Ana Amélia, 39%
- Tarso Genro, 30%
- José Ivo Sartori, 7%
- Vieira da Cunha, 3%

Na sua coluna de hoje de Zero Hora, a jornalista Rosane Oliveira analisa a discrepância entre os números do Ibope e do Datafolha com um título que induz o leitor ao erro:

Depois do empate, Ana Amélia amplia vantagem.

. Ora, Rosane Oliveira fala de pesquisas de dois institutos diferentes - Ibope e Datafolha -, portanto mistura laranja com banana, fazendo crer ao leitor que estava falando da mesma coisa. A jornalista chega a reconhecer que a diferença de números obtidos por Tarso nas duas pesquisas não se sustentam nem mesmo dentro das margens de erro. Outra diferença gritante relaciona-se com o nível de rejeição: no Ibope, 16%; 27% no Datafolha.

. A coordenação da campanha de Ana Amélia iria bem se formalizasse pedido da cópia integral da pesquisa do Ibope. É que novos "erros" poderão ocorrer, influenciando o eleitor, desmotivando concorrentes, motivando o beneficiado e reduzindo até mesmo as possibilidades de captação.

Fonte do gráfico: Site da Folha de São Paulo.

DataFolha: SP, Alckmin, 55%; Rio, Garotinho, 26%; Minas, Pimentel, 29%

Pesquisa Datafolha finalizada na quarta-feira mostra que o tucano Geraldo Alckmin seria reeleito no primeiro turno com 55% dos votos, numa situação quase idêntica à da pesquisa anterior. Desde julho, ele oscilou um ponto para cima.

A vantagem de Alckmin em intenções de voto é bastante folgada. Ele tem mais que o dobro da soma de todos os seus adversários juntos.

O candidato do PT, Alexandre Padilha, tem apenas 5%.

São Paulo
Alckmin, PSDB, 55%; Skaf, PMDB, 16%; Padilha, PT, 5%.

Rio
Rio: Garotinho, PR, 26%; Crivella, PRB, 18%; Pezão, PMDB, 16%; Lindenbergh, PT, 12%.

Minas
Pimentel, PT, 29%; Veiga, PT, 16%

Eliane Cantanhêde diz que Marina poderá ser eleita "empurrada pela comoção da morte de Campos"

Neste artigo, "O fator Marina", a jornalista Eliane Cantanhêde, Folha de hoje, lembra que Clériston Andrade era o favorito ao governo da Bahia, em 1982, quando morreu num acidente de helicóptero às vésperas da eleição. Seu sucessor, João Durval Carneiro, ganhou espetacularmente depois de uma campanha relâmpago empurrada pela comoção e por Antonio Carlos Magalhães, o ACM.

. Leia tudo:

O Brasil não é exatamente a Bahia, 2014 não é 1982, e o líder mais próximo ao que já foi ACM é Luiz Inácio Lula da Silva, que está com Dilma. Mas com Marina Silva não se brinca.

. Evangélica, carismática, com uma biografia de romance, Marina acumulou um rico capital de votos em 2010 e teve 27% de intenções de voto no Datafolha de abril, quando nem era candidata. A quanto ela poderá ir nas próximas pesquisas?

CLIQUE AQUI para saber mais.