Tuma Júnior denuncia ao blog de Exame: "Para os governos do PT não existem adversários, mas inimigos"

A foto está no livro de Tuma Júnior. Ele aparece com Tarso e Lula, seus chefes durante o governo Lula, quando foi secretário nacional de Justiça. No livro, Tuma Júnior conta como seu pai recrutou Lula e o transformou no alcaguete Barba, o dedo duro da ditadura militar. Ele também conta episódios inéditos sobre o uso que Tarso fez da Polícia Federal para fabricar dossiês contra adversários políticos. 



O Blog EXAME Brasil no Mundo conversou com o ex-Secretário Nacional de Justiça Romeu Tuma Junior. A seguir, vai o material, devidamente editado por esta página. A entrevista completa está no link a seguir. Leia tudo:

Sua experiência como Delegado de Polícia, como Secretário Nacional de Justiça, e também como representante da Interpol no Brasil, lhe deram “munição” e inteligência para discutir profundamente a visão e atuação do serviços de inteligência no país e no mundo. Romeu Tuma Junior também participou da comissão para o desenvolvimento do Plano Nacional de Inteligência, que ainda vive em alguma “gaveta profunda” no Palácio do Planalto.

Brasil no Mundo: Em seu livro, “Assassinato de Reputações – um crime de Estado”, o senhor apresenta diversas questões sobre a área de inteligência e suas aplicações no Brasil. Como o senhor analisa o atual ambiente das atividades de inteligência e da própria ABIN?
Romeu Tuma Junior: (...) Não se pode esquecer de que pertence à ABIN a realização da Inteligência de Estado. Mas, para isso, a mesma precisa ter prerrogativas, tal como a possibilidade de fazer interceptações telefônicas em casos de interesses nacionais. Defendi isto no Grupo de Trabalho (GT) que reavaliou o SISBIN (Sistema Brasileiro de Inteligência) e que criou a PNI, mas fui voto vencido pela pressão e oposição da Polícia Federal (PF), que por sinal, sonha assumir essa atribuição de fazer a Inteligência de Estado (modelo sem precedentes no Mundo), o que é uma ameaça, pois ela é a polícia Judiciária da União, e dai sairia uma mistura que poderia gerar um festival de abusos. Na nossa proposta, o controle seria feito pelo STJ. É preciso fortalecer a atividade, controlando-a. Nenhum Estado vive sem um Serviço de Inteligência, que deve pautar-se pelo interesse público. Temos visto distorções em serviços de Inteligência, principalmente na policial, que passa a servir a interesses de alguns, para produção de dossiês, análises maldosas e criminosas de contextos contra desafetos etc. Isto só produz o descrédito da atividade.

(...)

Brasil no Mundo: O governo federal mantém na gaveta há alguns anos o Plano Nacional de Inteligência. Por quê o Brasil parece ter tanto medo de um serviço de inteligência?
Romeu Tuma Junior: O Brasil nesse governo, não faz inteligência externa ou espionagem defensiva. Para eles, os inimigos do País estão aqui dentro e não lá fora. São os Brasileiros e não os governos estrangeiros. Eles confundem adversários políticos com inimigos do Estado. É uma visão propositadamente caolha e inconcebível, enquanto por exemplo a Amazônia está sendo delapidada por estrangeiros estrategistas travestidos de religiosos, pesquisadores, educadores, etc., estamos violando sigilo bancário de caseiros, denunciantes e alvos políticos.

Não somos um país sério nesse seguimento. É isso que se diz na comunidade internacional de inteligência. Ninguém teme o Brasil.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Tarso humilha e desautoriza Busatto, que agora é apenas rainha da Inglaterra

O governador Tarso Genro humilhou e desautorizou publicamente seu secretário de Obras, o deputado Luiz Carlos Busatto, ao anunciar nesta segunda-feira que resolveu intervir na pasta e nomear pessoalmente o secretário Adjunto e os dois diretores que perderam os cargos no final da semana passada. Além disto, Tarso concedeu a
Busatto protocolares 15 minutos, tempo suficiente apenas para cumprimentos de praxe, o que na linguagem dos sinais das raposas felpudas da política, significa contrariedade e desapreço. 

. O governador não quis tomar partido entre a Polícia que acusa e o secretário que se defende, mas ao humilhar Busatto, implicitamente Tarso Genro assumiu uma posição. 

. O deputado Busatto vem sendo fritado desde quinta-feira, quando a Polícia tentou prender o secretário Adjunto, Germano Dalla Valentina, alto dirigente do PTB e homem que resolvia tudo em nome do secretário, que é também presidente do PTB. Germano só não foi preso porque o juiz do caso não concordou com o pedido da Polícia. O próprio secretário não é investigado porque possui foro privilegiado. 

. O PTB continua sem defender seu presidente. 

. A principal preocupação é com a diretoria de Obras. Tarso disse que o nome terá de ser submetido à sua análise e que busca "um técnico de altíssimo nível", ou "um político com capacidade de gestão".

— Quero colocar uma pessoa da inteira confiança do governador, em primeiro lugar, e do conjunto de partidos do governo, para que esse pente-fino que começou com a operação prossiga e seja cada vez mais profundo — explicou.


- Além do diretor de Obras, Odir Baccarin, que não era vinculado a partido, foram afastados dois petebistas: Germano Dalla Valentina, secretário-adjunto, e Eli Pegoraro, diretor-geral. Busato apresentou ao governador o nome do auditor do Tribunal de Contas do Estado João Carlos Almeida para ser o seu adjunto. Tarso afirmou que vai analisar a sugestão.

14 armazéns do Cais Mauá já estão em obras e serão entregues até a Copa.

Irão para R$ 750 milhões os investimentos diretos nos projetos que sairão no projeto Cais Mauá, Porto Alegre, localizado na zona portuária, numa extensão de 3,8 kms, ligando a área que vai da usina do Gasômetro até a Rodoviária.

 . O CEO da empresa empreendedora, André Albuquerque, contou tudo o que será feito na região mais central da cidade, falando inclusive sobre as expectativas de valorização imobiliária.

 . André Albuquerque falou para o programa semanal de IP TV, “Cenários”, apresentado nesta entrevista pelo jornalista Polibio Braga e pelo analista financeiro Leandro Stormer.

CLIQUE na imagem a seguir para ver tudo. O programa tem uma hora de dureção e é dividido em cinco blocos.

 

O que ainda faz no governo o secretário de Obras ?



As pressões e a imprensa aliviaram muito a pressão sobre os acusados pela Operação Kilowatt, desfechada na quinta-feira da semana passada pela Polícia Civil do RS, a pedido do Palácio Piratini. Nesta segunda-feira, o governador Tarso Genro confirmou que mandou fazer as investigações, defendeu o trabalho da polícia e avisou:

- Vem mais.

. É uma ameaça a aliados e adversários com seu novíssimo Departamento de Combate à Corrupção. O governador aprendeu tudo o que aplica quando promoveu dezenas de operações da Polícia Política do seu chefe, o alcaguete Lula da Silva, o Barba, jogando pesado contra adversários reais e imaginários - e até contra aliados. 

. Quer repetir a dose no RS. 

. O governador Tarso Genro não parece ter limites e também ninguém lhe cobra isto.

. É curioso que o governo esteja em combate com o governo, porque atacam-se mutuamente a Polícia Civil e o secretário de Obras, que já perdeu a cúpula da sua secretaria e que só não foi presa porque o juiz do caso não concordou com o pedido da Polícia.

. E fazem isto publicamente.

. A oposição cala e consente, a um ponto tal que a editoria de Política da RBS pergunta se não existe mais oposição no RS.

. É claro que não existe, embora existam poucos oposicionistas, que enfrentam oposição dentro dos seus próprios Partidos. 

. Exatamente por isto o governo joga com times de situação e oposição dentro do mesmo campo.

. O governador avisou que Luiz Carlos Busatto continua prestigiado e no cargo. É o tipo de declaração desnecessária quando o secretário não está a perigo.

. O secretário de Obras é presidente estadual do PTB e é deputado Federal.

. Ao assumir a responsabilidade por tudo que fizeram seus auxiliares mais próximos, botou a sua cabeça e a cabeça da polícia no cadafalso.

. Resta saber se alguma delas rolará.

Westphalen promulgou lei que acaba com Imposto da Fronteira no RS

A Assembleia Legislativa, através do presidente Pedro Westphalen promulgou nesta segunda-feira, a Lei 14.436 que impede a reedição por decreto do Imposto de Fronteira. A proposta, idealizada pelo líder da bancada do PP, deputado Frederico Antunes e assumida pela Mesa Diretora da Casa, incluiu na Lei do ICMS o fim da cobrança do Diferencial de Alíquota (Difa) de 5% sobre a compra de produtos de outros Estados para os micro e pequenos integrantes do Simples Nacional. 98% das empresas varejistas do RS são beneficiadas. São dados do deputado do PP.

 . "A cobrança do ICMS de Fronteira já havia sido suspensa em 10 de setembro quando nós por unanimidade aprovamos um Decreto nesse sentido. Hoje com a promulgação da Lei 14.436, aprovada em dezembro passado também por unanimidade, não há como o governo reeditar qualquer tipo de decreto neste sentido. É a vitória dos Micro e Pequenos Empresários do RS", afirmou Frederico Antunes. 

Nos próximos três anos, Litoral Norte do RS receberá investimentos de R$ 800 milhões em imóveis novos

Nos próximos três anos, apenas no Litoral Norte do RS, R$ 800 milhões serão investidos em imóveis novos, sobretudo edifícios e condomínios horizontais. Capão Novo, onde estão sendo entregues 16 préios novos de moradia este ano, será o centro nervoso dos investimentos.

. São dados do Sinduscon RS.

"Ingênuo", "enganado", despeitado, Mino Carta choraminga por não ter editado o livro de Tuma Júnior


Muita gente estranhou os agradecimentos feitos aos jornalistas Mino Carta e Paulo Henrique Amorim pelo delegado Romeu Tuma Júnior no seu livro “Assassinato de Reputações”. Os jornalistas e políticos governistas fizeram pouco das primeiras notícias, refutando tudo e atribuindo o caso a boatarias típicas na web.

. Não eram boatarias.

. Os agradecimentos estão mesmo no livro.

. O jornalista Mino Carta demorou um pouco, mas gravou um depoimento que jogou no caso, porque ele se sentiu incomodado diante das cobranças feitas pelos seus patrocinadores do governo federal do PT.

. A fala do jornalista vai na íntegra no vídeo do link a seguir.

. O editor ouviu tudo atentamente, já que estava interessado em saber que tipo de “desmentido” daria Mino Carta, porque é assim que o vídeo é apresentado pelos jornalistas e políticos governistas.

. Ele não desmente nada, mas tenta justificar a ajuda concedida a Tuma Júnior, alegando que foi ingênuo ao acreditar que o único objetivo do delegado com o livro seria atacar o banqueiro Daniel Dantas.

. Um homem como Mino Carta pode ser tudo, menos ingênuo.

. O fato é que ele foi “enganado”, porque Tuma Júnior preferiu deixa-lo de lado e buscar o apoio mais consequente e profissional do jornalista Claudio Tognolli, com quem acabou editando o livro.

. A fala do “ingênuo” e “enganado” Mino Carta, você pode examinar no link a seguir.

. Percebam como o experiente jornalista parece estar envergonhado pelo papel de bôbo e por ser obrigado a falar para se justificar.

CLIQUE AQUI para examinar o video com a fala de Mino Carta.


12 pessoas assassinadas apenas nesta madrugada em SP. Jornalistas governistas começam a pedir a cabeça de Alckmin.

Jornalistas alinhados com o PT começam a pedir a cabeça de Alckmin. 


Algumas publicações passaram a reclamar que o governo federal intervenha também em São Paulo, como é o caso do site www.brasil247.com.br, que já pediu o afastamento da governadora Roseana Sarney e agora pede a cabeça de Alckmin.

Ao menos doze pessoas foram mortas na madugada desta segunda-feira na cidade de Campinas, no interior do Estado de São Paulo. Após os crimes, três ônibus foram queimados, cinco apedrejados e pelo menos um carro também foi danificado na manhã de hoje. Uma cabine de um terminal urbano no bairro de Ouro Verde, na periferia da cidade, também foi incendiada. 

. Ainda de acordo com a polícia, os crimes aconteceram em um período de cinco horas e têm características de execução. Nos locais dos crimes foram encontradas cápsulas de pistola 9 mm e de revólver calibre 380. 


. Das doze vítimas, três chegaram a ser socorridas com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreram a caminho do hospital. Os corpos estão no Instituto Médico Legal (IML). Até o momento, ninguém foi preso

80% das obras investigadas pela Operação Kilowatt ocorreram com dispensa de licitação

Gestor incapaz mas chefe de polícia exemplar, o governador Tarso Genro quer resolver pela repressão os malfeitos nas obras públicas em andamento no seu governo. O que ocorre é que em vez de respeitar a Lei de Licitações, 8666, o governo usa e abusa dos chamados contratos emergenciais.

. Há evidente falta de gestão, até porque o CEO dá mais atenção às formas do que aos conteúdos. 

. E num volume como jamais se viu na história deste Estado.

. 80% das obras investigadas pelo novíssimo Degecor (Departamento Gestão do Conhecimento para Prevenção à Corrupção), são contratadas sem licitação.


. E ?

Boletim Focus, BC, projeta PIB raquítico de 1,99% em 2014

Boletim Focus, editado pelo Banco Central a partir de projeções das instituições financeiras, projetam crescimento de 1,99% do PIB. Os economistas mantiveram a perspectiva de que a Selic será elevada em 0,25% nesta semana e fechará 2014 em 10,5%.

PT já conseguiu R$ 88 mil de dinheiro limpo para pagar multa do prisioneiro Zé Genoíno

PT só aceita dinheiro limpo para pagar a multa de um dos líderes do Mensalão, a oganização criminosa que o Partido montou para corromper eleitores e parlamentares. 



Mesmo sem o apoio da seção gaúcha do PT e do governador Tarso Genro, seus maiores aliados no RS, o Partido dos Trabalhadores já conseguiu emplacar bom volume de dinheiro (R$ 80 mil)  no site "Parceiros da família Genoino", que arrecada contribuições financeiras para ajudar no pagamento da multa de R$ 667 mil a qual o ex-deputado foi condenado pelo STF.

. O valor foi alcançado em dois dias.

. Dinheiro sujo dos bancos e empresas que abasteceram as contas do Mensalão não está sendo aceito. 

PT volta a atacar o PSB. André Vargas diz que adversário é apenas Aécio.

Nesta segunda-feira o PT voltou a atacar o PSB, porque o vice-presidente da Câmara Federal, deputado André Vargas (PT-PR) afirmou que o principal adversário da presidente Dilma Rousseff, que tentará a reeleição, será o senador Aécio Neves (PSDB-MG), desprezando a candidatura de Eduardo Campos. Veja o que ele disse, provocando os socialsitas:

 - Nosso adversário é o Aécio. O Eduardo Campos é uma aventura, porque o PSB é um partido que não existe nacionalmente"; para Vargas, Campos terá "sérias dificuldades" de entrar no Sul e no Sudeste. Até no Nordeste a vida dele não está fácil. Ele não conseguiu montar palanques na Bahia e no Ceará. Só sobrou Pernambuco.

Governo revisa em 5,56% aposentadorias superiores a um mínimo

Os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram reajustados em 5,56%, mudança válida retroativamente desde 1º de janeiro de 2014. A portaria informa que, a partir desta data, o salário de benefício e o salário de contribuição não poderão ser inferiores a R$ 724,00, valor do novo salário mínimo, nem superiores a R$ 4.390,24, novo teto dos pagamentos do INSS. No ano passado, esse limite era de R$ 4.159,00.

. Segundo o Ministério da Previdência Social, os 9,5 milhões de benefícios acima do piso previdenciário representarão impacto líquido de R$ 8,7 bilhões nas contas da Pasta. O reajuste do salário mínimo atinge 20,8 milhões de benefícios previdenciários e assistenciais e representa impacto líquido de R$ 9,2 bilhões nos benefícios do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), pagos pelo INSS em 2014.A portaria publicada hoje também estabelece novas alíquotas de contribuição do INSS dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos. As alíquotas são de 8% para aqueles que ganham até R$ 1.317,07; de 9% para quem ganha entre R$ 1.317,08 e R$ 2.195,12 e de 11% para os que ganham entre R$ 2.195,13 e R$ 4.390,24. 

Estoque de imóveis para venda em Porto Alegre caiu para nível crítico. Queda foi de 20% em 2013.

Este será um ano de mercado imobiliário muito aquecido em Porto Alegre, porque começou a demarrar o chamado Escritório Municipal criado pelo prefeito José Fortunati para agilizar as autorizações municipais na área, que estavam emperradas de modo diabólico.

. No ano passado, as travas e as mudanças ocorridas na prefeitura derrubaram os lançamentos, que foram 26% menores do que os do ano anterior, o que nem de longe acompanhou a venda física de imóveis, que cresceu 5%.

. Com isto os estoques também despencaram.

. O presidente do Sinduscon, Ricardo Sessegolo, passou estes números sobre os estoques, a pedido do editor:

2012 – 5.300 imóveis.
2013 – 4.430

. Trata-se de um nível crítico. Ele encolheu quase 20% num ano. 

. Isto e também o longo período de preços deprimidos, ajuda a entender a valorização dos imóveis em Porto Aelgre, que segundo o índice Fipe-Zap foi de 12% no ano passado.

. O nível histórico de estoque de imóveis em Porto Alegre, segundo o Sinduscon, é de 7.300 imóveis.

Site:www.sinduscon-rs.com.br

E-mail: presidência@sinduscon-rs.com.br

Advogados protocolam pedido de impeachment contra Roseana Sarney

Charges como a do lado, envolvendo o pai de Roseana, circulam em todas as redes sociais.



Um pedido de impeachment da governadora do Maranhão Roseana Sarney será protocolado, nesta terça, pelo Coletivo de Advogados em Direitos Humanos, na Assembleia Legislativa do Estado. De acordo com Eloísa Machado, advogada do coletivo, a governadora praticou crime de responsabilidade ao não impedir a violência no complexo penitenciário de Pedrinhas.

- O Coletivo de Advogados em Direitos Humanos (Cadhu) é uma articulação composta por advogados e profissionais que procuram promover os direitos humanos em ações estratégicas de grande impacto. Toda a sua atuação é feita de forma pro bono. Criado em 2013, congrega advogados experientes na defesa de direitos humanos e conta, hoje, com mais de 20 colaboradores

Índice Nacional da Construção Civil subiu 8,05% no ano passado. Entenda como é o cenário em Porto Alegre.

ENTREVISTA
Ricardo Sessegolo, presidente do Sinduscon, RS

Qual foi o crescimento do Índice Nacional da Construção Civil em 2013 ?
8.05%.Lembro que o IGPM foi de 8,05%.

O que mais pesou nessa variação ?
A mão-de-obra, certamente.

Quantos trabalhadores abrigam as indústrias gaúchas da construção civil ?
No RS, são 157 mil, 43 mil dos quais em Porto Alegre e 79 mil na região metropolitana. O problema nem são os salários, mas a falta de qualificação.

Este é um problema histórico desse ramo industrial. Como resolver ?
Nós mesmos estamos resolvendo, trazendo as escolas Senai para dentro dos canteiros de obras, com excelentes resultados.

Não faltam trabalhadores ?
Há regime de pleno emprego, mas temos conseguido recrutar pessoal.

Todo mundo anda falando em bolha imobiliária na linha do horizonte. Há o risco ?

O pessoal raciocina com base nos fundamentos do que ocorreu nos EUA. Aqui não há nada nem parecido. Não tem nada disto. A valorização ocorrida no Brasil tem por base um período longo de preços deprimidos, mas eles estão ajustados. É bom não esperar valorizações muito altas a partir de agora. 

Folha diz em editorial que governo Dilma cria esqueletos no armário

O jornal Folha de S. Paulo diz na sua edição de hoje que o governo cria esqueletos no armário. Mais hora ou menos hora eles terão que sair dali, mas será um serviço caro e a sociedade brasileira será obrigada a arcar com o custo. Leia tudo:

A última tentativa do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de mostrar austeridade nas contas públicas só evidenciou que os problemas são maiores que o esperado.
No dia 3 de janeiro, Mantega antecipou a divulgação dos resultados de 2013 para tentar acalmar os "nervosinhos" com o (mau) estado das finanças do governo. Soube-se então que o superavit primário (o saldo entre receitas e despesas antes do pagamento dos juros da dívida pública) foi de R$ 75 bilhões, R$ 2 bilhões acima da meta.

. Em segundo lugar, e principalmente, pelo que se descobriu depois: que outro percentual, ainda incerto, derivou de adiamentos para 2014 de despesas que deveriam ter sido pagas em 2013, os chamados restos a pagar (...) Reportagem do jornal "Valor Econômico", baseada em dados da ONG Contas Abertas, mostrou que os restos a pagar processados teriam chegado a R$ 51 bilhões no ano passado, frente a R$ 26,2 bilhões ao final de 2012. A Fazenda apresentou outro número, R$ 33,5 bilhões, o que ainda representaria uma alta de 27% no ano. (...) Assim surgem os esqueletos no armário, que um dia sairão para assombrar os gestores encarregados de arrumar a bagunça.


.O governo mina cada vez mais a credibilidade da política econômica. Não parece perceber que já não engana ninguém. A consequência dessa gestão temerária das contas públicas está à vista de todos –inflação e juros em alta.

Argentina Corporación America assume posição de Eike na SIX Semicondutores

O argentino Eduardo Eurnekian, da Corporación America, entrará no lugar de Eike Batista e assumirá uma participação relevante na SIX Semicondutores, Minas.

“Encontramos uma solução que garante a continuidade do projeto, que é de grande importância para o Brasil e para Minas Gerais”, disse o ministro Fernando Pimentel, que é pré-candidato ao governo de Minas.

. A empresa argentina terá participação de 33% na SIX Semicondutores, a mesa fatia que pertencia ao Grupo EBX, e irá honrar os investimentos previstos de R$ 245 milhões.

Carmem Flores não disputará o Senado pelo PP

O PP não confirma a indicação de Carmem Flores para candidata do Partido ao Senado. Ana Amélia reserva as vagas de vice e de senador para futuros coligados. 

Sem idéias novas, mas de novo visual, Tarso volta das férias e confirma Busatto nas Obras

CLIQUE AQUI para ler extensa entrevista do governador Tarso Genro ao site Sul21, que ele ajudou a criar quando ainda não estava no Piratini. Ele justifica as ações contra Busatto e anuncia: vem mais coisa. As idéias bolorentas e as ameaças de Tarso devem ser examinadas a partir do que ele já tinha feito na Polícia Federal, onde bateu todos os recordes de investidas contra seus adversáris e aliados do PTB, PDT, PMDB, PP e PSDB. Nunca, antes, um governador ousou usar tanto a sua polícia para desmoralizar adversários e enquadrar aliados.

Depois de ter mandado investigar as ações da própria cúpula da secretaria de Obras (o secretário só não foi investigado porque tem foro privilegiado), o Piratini anuncia que o governador Tarso Genro confirmará no cargo o secretário Luiz Carlos Busatto, PTB.

. Será curioso saber como é que o governador inocentará seu secretário e não seus principais auxiliares, inclusive o secretário Adjunto, Germano Della Vicentina, quando o próprio Busatto assumiu valentemente a defesa de todos eles e assinou embaixo o que todos fizeram.

. Se fizer isto, Tarso desautorizará o trabalho da Polícia, acionada por ele mesmo.

. O diretor do Departamento de Investigações Criminais, Guilherme Wondracek, em entrevista à Rádio Gaúcha, depois de conhecer as explicações do secretário, rebateu o que ele disse e voltou a acusar com firmeza (a Polícia só não prendeu os adjuntos de Busatto porque o juiz do caso não aceitou o pedido):

– O crime já existiu. Uma vez que já se atestou que a obra foi feita, o crime já foi cometido. São documentos oficiais da secretaria e também da Cage dizendo que até 90% da obra tinha sido executada. E paga.

. Ninguém do PTB e do governo saiu em defesa do secretário de Obras.

- Tarso pode não ter voltado das férias com idéias novas, mas voltou de visual novo, segundo revelou no Instagran sua mulher, Sandra Genro. 

Saiba como os argentinos enganaram o ministro Pimentel no caso das exportações de calçados

Em novembro, Dilma recebe convite para a Couromoda, mas ela não compareceu ao evento de abertura, hoje, SP. E nem irá o ministro Pimentel. Se fossem, o que diriam sobre o fiasco argentino ? Aliás, também o governador Tarso Genro não viajou para SP. 


Terminou a esperança dos calçadistas de que a nova equipe econômica da Casa Rosada iria destravar as importações de calçados brasileiros, fomentada pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, após visita à Buenos Aires, ainda em dezembro do ano passado. O ministro e o assessor para assuntos internacionais de Dilma, Marco Aurélio, foram enganados e enganaram os calçadista.s

. Na semana passada, a Abicalçados passou estes dados sobre os últimos dois meses:

- Liberados: 50 mil pares
- Retidos – 590 mil pares
- Prejuízo até agora: US$ 11,6 milhões

. A Argentina usa um mecanismo chamado Declarações Juramentadas Antecipadas de Importação, DJAIs, para violar os acordos do Mercosul e com o Brasil (leia seguir o que são as DJAis).

. Os embarques das coleções de outono-inverno, que tradicionalmente iniciam na segunda quinzena de janeiro, estão ameaçados. “O prejuízo vai se acumulando”, acrescenta o dirigente, que não vislumbra uma resolução do impasse em curto prazo.

. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) apontam que ao longo de 2013 os argentinos compraram 8,9 milhões de pares que equivalem a US$ 118,8 milhões, quedas de 13% em pares e 12,6% em dólares no comparativo com 2012 (10,2 milhões e US$ 136 milhões). 

DJAIs
Em vigor desde 2012, a DJAI foi o mecanismo encontrado pelo governo argentino para equilibrar a balança comercial do País. A burocracia funciona através da política informal do “uno por uno”, onde cada dólar importado deve ser exportado ou investido na Argentina. Depois de uma trégua que durou até julho de 2013, o governo argentino voltou a adotar a medida. A Abicalçados chama a atenção para o fato de que a Argentina, o segundo principal destino do calçado brasileiro, possui um mercado com potencial para o consumo de 20 milhões de pares verde-amarelos. 


Indústria gaúcha de móveis avisa que IPI mais alto causará alta de preços, desaceleração econômica e desemprego

Com a elevação para 4% no IPI incidente sobre a fabricação de móveis, este importante ramo da indústria gaúcha passou a apostar em desaceleração das vendas e também no repasse dos preços para os produtos vendidos pelo varejo, o que implicará em pressão sobre a inflação.

. O IBGE considera que o segmento de móveis tem um peso de 2,31% na composição dos números que resultam na medição da inflação. Isso significa que uma alta de apenas 0,5% no tributo, terá impacto de 0,1% na alta geral dos preços ao consumidor em janeiro.

. A indústria moveleira e também o próprio varejo defendem o imediato recuo ao sistema de alíquota zero, mas o governo já avisou que o IPI subirá mais ainda nos segundo semestre, podendo chegar a 5%.


. Em Bento Gonçalves, principal polo produtor do RS, a CDL local adverte para desemprego no setor.