Barusco entrega documentos contra Renato Duque. Duque pode ser preso de novo. Novas prisões estão na lista do juiz Sérgio Moro.

A cada hora que passa a situação fica mais difícil para o ministro Teori Zavascki, STF,que na quarta-feira mandou libertar o ex-diretor da Petrobrás, Renato Duque,filhote petista de Zé Dirceu, que roubou bilhões para si e para o PT. Teori já tinha libertado, antes, Paulo Costa. As interferências do ministro atrapalham as investigaçõeds e ajudam os bandidos do Petrolão. Reportagem de hoje de Veja, revela que além de comprometer o ex-diretor da Petrobras indicado pelo PT, ex-gerente Pedro Barusco Filho confirmou a participação do operador Shinko Nakandakari, também ligado ao partido, e disse que gastou 'apenas' R$ 1,5 milhão do dinheiro desviado. Barusco presenciou muitos anos de corrupção. Tem muito mais gente envolvida.

. A reportagem é desta sexta, de Daniel Haidar, de Curitiba. Leia tudo:

O ex-gerente de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco Filho, entregou nesta sexta-feira documentos que comprometem o ex-diretor de Serviços da estatal Renato Duque, libertado por liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira. As provas foram oferecidas no acordo de delação premiada fechado com o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, em que ele admitiu ter participado do esquema de corrupção e passou a colaborar com as investigações em troca de uma punição mais branda da Justiça.

. Barusco é o mais recente delator da Operação Lava Jato a identificar beneficiários do petrolão. Depois de presos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef passaram a ajudar nas investigações, principalmente apontando políticos beneficiários do esquema. O empresário Augusto Mendonça Neto e o lobista Júlio Camargo, ambos do grupo Toyo Setal, se anteciparam a uma ação da polícia e também conseguiram acordos de delação premiada. Os executivos descreveram o funcionamento do cartel formado por algumas das maiores empreiteiras do país e entregaram documentos contra Duque e o lobista Fernando Soares, o Baiano, apontado como o operador do PMDB na Diretoria Internacional. Só Mendonça Neto e Camargo descreveram o pagamento de mais de 60 milhões de dólares em propina para Barusco e Duque.

CLIQUE AQUI para saber mais. 

Atos públicos marcarão manifestação deste sábado à tarde em Porto Alegre

Ao lado, agenda das manifestações deste sábado em todo o País.



Senadores como Aécio Neves, Aloysio Nunes Ferreira e Pedro Simon estão na Internet com chamadas para as manifestações de rua programadas para este sábado, todas elas voltadas para o combate à corrupção e à defesa da democracia.

. Em Porto Alegre, a principal manifestação ocorrerá defronte o shopping Praia de Belas, 16h. O evento inclui uma passeata pela avenida Ipiranga, onde se localizam as sedes da RBS e da Polícia Federal. Ato público diante da PF apoiará as ações policiais de combate à corrupção.

. Os atos públicos não são partidários, mas não vetam a participação de políticos e de partidos.

Vítimas da corrupção da Iesa no Petrolão deixa rastros no RS

O prefeito Davi Gilmar Abreu, PDT, em 2010 levou R$ 300 mil de Armando Garcia, da granja Carola, dono da terra desapropriada pela prefeitura para a Iesa. A própria Iesa doou R$ 40 mil para a campanha do trabalhista. 



O repórer Daniel Favero esteve esta semana em Charqueadas, RS,  e viu os impactos da dissolução da Iesa, empresa que teve diretores presos na operação Petrolão. Milhares foram demitidos, lojas ficaram com dívidas e a cidade decretou emergência

. Leia toda a reportagem, que é completa, consistente e estarrecedora, porque mostra como uma empreiteira corrupta conseguiu contrato de US$ 1 bilhão, sem ter condição alguma de tocar a produção. Pior: ainda levou R$ 46 milhões do Badesul, dinheiro que dificilmente voltará aos cofres do banco, tudo para satisfazer o capricho eleitoreiro do governador Tarso Genro, que queria implangtar seu fajuto Pólo Naval do Jacuí.  

A população da cidade gaúcha de Charqueadas sofre na pele os efeitos da corrupção ocorrida na Petrobras. Recentemente, foi fechada a sede da Iesa Óleo e Gás, uma das empresas envolvidas no escândalo investigado pela Operação lava Jato da Polícia Federal. Há alguns anos, a instalação da fábrica de módulos era um prenúncio de tempos de bonança e pleno emprego. Mas o resultado foi a situação de calamidade pública decretada pela prefeitura, com a demissão de mil pessoas, dívidas de mais de R$ 350 mil no comércio local, que ainda deve amargar quedas de até 30% nas vendas, milhões em financiamentos não quitados, doações suspeitas para campanhas políticas... Mas, principalmente, um sentimento de desilusão e revolta entre aqueles que tiveram suas vidas afetadas por promessas não cumpridas.

Vítimas da corrupção: operação Lava-Jato deixa rastros no RSClique no link para iniciar o vídeo

A chegada da Iesa ao Pólo Naval do Jacuí parecia o prenúncio de novos tempos. Até seis mil empregos diretos e indiretos seriam criados a partir dos contratos firmados com a Petrobras, cujas somas poderiam chegar a US$ 900 milhões. Isso atraiu investimentos e alavancou a expansão do comércio local. A promessa é de que pelo menos 16 módulos de plataformas seriam construídos.


O que a gente não imaginava é que havia todo um esquema de cartas marcadas na Petrobras e que eles iam dar uma licitação de quase US$ 1 bilhão para uma empresa que não tinha condições de concluir o projeto. Há quatro anos ninguém poderia imaginar (...) Uma empresa que chega aqui com o contrato de 32 módulos para movimentar quase US$ 1 bilhão, que prefeito não ia querer? Nós tivemos uma disputa ferrenha com o município de Navegantes apara que esse empreendimento viesse para cá. Não veio fácil, tivemos que oferecer incentivos para disputar”, afirma o prefeito de Charqueadas, Davi Gilmar.

CLIQUE AQUI para ler tudo. O editor recomenda ler, copiar e passar adiante. Na Assembléia do RS, que deveria ter instalado uma CPI sobre o caso, reina total silêncio. 

Generais da ativa avisam que Exército não admitirá acusações da Comissão Nacional da Verdade

Na sua coluna de hoje na "Folha", a jornalista Mônica Bérgamo revela que generais da ativa têm se mobilizado para passar recados à Comissão Nacional da Verdade, que no dia 10 entrega relatório das investigações sobre a ditadura à presidente Dilma Rousseff: não estão contentes com as notícias publicadas, que preveem a responsabilização até de ex-presidentes militares pelos crimes de tortura, assassinatos e desaparecimentos.

. O editor já postou duas notas sobre isto.

. Leia mais:

NADA FEITO
Os integrantes da comissão, no entanto, não acreditam na possibilidade de uma crise militar. Acham que haverá algum barulho, mas nada que comprometa o resultado do trabalho nem a estabilidade do governo.

OUVIDO

Já o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que mantém interlocução com a área militar, manifestou a mais de um amigo preocupação com a tensão que surgirá depois da divulgação do relatório. Ele chegou a ser alertado disso por um militar de alta patente.

Via Uno vai leiloar marca em fevereiro

A Via Uno confirmou hoje que leiloará sua marca em fevereiro e até lá também pretende vender três fábricas desativadas que tem na Bahia. A empresa gaúcha está em recuperação judicial, uma espécie de concordata que costuma anteceder falência. 

Direita esmaga esquerda no DCE da Universidade Federal de Rio Grande

 A Chapa Reação venceu na Universidade Federal do Rio Grande e acabou com uma hegemonia da esquerda, pondo fim à instrumentalização política do movimento estudantil na FURG. Com maioria expressiva, a Reação obteve mais de 50% dos votos totais, com o dobro de votos em cima da chapa da situação, que ficou em segundo.

É uma vitória histórica para a direita no movimento estudantil.

CLIQUE AQUI para saber mais. 

Prefeito de Lages, aliado de Dilma, é preso sob suspeita de corrupção

O prefeito de Lages/SC, Elizeu Mattos (PMDB), foi preso hoje sob suspeita de corrupção e outros crimes. Ele é aliado e apoiador da presidente  Dilma Roussef, a quem apoiou na campanha, alegando que ela faz grandes obras em Lages e contrariando 65% dos catarinense que votaram em Aécio.

. Lages é a terra natal do governador Raimundo Colombo, um liberal do PSD que dizia apoiar Dilma.

IPTU de Porto Alegre sobe 6,56%. Pagamento a vista dá desconto (bom) de 12%.

O IPTU subirá  6,56%, e a prefeitura de Porto Alegre solveu conceder bom desconto, 12%, para pagamento à vista


. Em 2015, não haverá desconto para o mês de fevereiro

CEEE segurou o aumento para não prejudicar campanha de Tarso, mas com a derrota o aumento saiu e será de 22,39% a partir deste sábado

A conta de luz dos gaúchos era para ter aumentado pouco antes da eleição, mas por ordem do governador Tarso Genro, visando não prejudicar sua eleição, a ordem não saiu.

. Mas agora, passada a eleição e com Tarso perdedor para Sartori, ela vai ficar mais cara a partir deste sábado. 

. A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) autorizou, nesta sexta-feira, o reajuste médio da tarifa da CEEE de 23,51%. Para consumidores de baixa tensão – que inclui comércio, rural e iluminação pública – a luz ficará, em média, 22,39% mais cara. Para a indústria, o aumento será maior: 25,60%. A conta de luz das residências terá um aumento de 22,41%.

Plenário decidirá na quarta o processo de cassação do deputado André Vargas, ex-PT

O deputado Ênio Bacci, PDT do RS, disse esta tarde ao editor que votará pela cassação do deputado André Vargas, ex-PT, quarta-feira, 11h, no plenário da Câmara.

. "É um símbolo do que terá que acontecer com os implicados no Petrolão, porque ele foi o primeiro", disse o deputado.

. Esta semana, logo que acabou a sessão de acareação entre Nestor Cerveró e Paulo Costa, Enio Bacci perguntou a este o que sabia sobre o número de deputados envolvidos no Petrolão. A resposta foi curta e sussurrante, no pé do ouvido:

- 35.

Vá hoje, Porto Alegre
O melhor do gênero pelo quinto ano, segundo Veja.
100 rótulos de cervejas e chopes artesanais de várias partes do mundo.
Carta, cardápio, serviços, endereços:
www.biermarkt.com.br

PDT reunirá diretório para dizer se apóia Sartori

O PDT reunirá seu diretório para decidir se apoiará ou não o governo José Ivo Sartori. Sartori quer o apoio dos oito deputados estaduais eleitos pelo Partido, o que ampliaria muito sua base de apoio na Assembléia.

. O Partido está dividido, mas a maioria parece estar de acordo com o apoio.

. Se isto ocorrer, o PDT emplacará o deputado Vieira da Cunha na secretaria da Educação, terá direito a duas outras secretarias e também aos cargos em comissão e funções gratificadas nas quais esteve durante o governo Tarso Genro. 

Vá hoje, Porto Alegre
O melhor do gênero pelo quinto ano, segundo Veja.
100 rótulos de cervejas e chopes artesanais de várias partes do mundo.
Carta, cardápio, serviços, endereços:
www.biermarkt.com.br

Novas delações mostram que todo mundo corrompia todo mundo dentro e fora da Petrobrás. O PT era o eixo da bandalheira. Lula e Dilma sabiam tudo.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem "Clube de empreiteiras dividia contratos".
CLIQUE AQUI para examinar revelações de "Tigrão" e "Eucaliptos", codinomes dos que arrecadavam dinheiro sujo.


O lobista Júlio Camargo, ligado ao grupo Toyo Setal, faturou 73 milhões de reais da construtora Camargo Corrêa entre 2010 e 2012 para garantir a assinatura de contratos com a Petrobras. Os pagamentos foram rastreados pela força-tarefa que investiga o esquema de corrupção na Petrobras, desvendado pela Operação Lava Jato, por meio da quebra do sigilo fiscal da construtora. Os dados corroboram informações já prestadas pelo lobista em acordo de delação premiada.

. Esta nova informação é desta tarde, da revista Veja (www.veja.com.br). Leia mais:

Aos investigadores, Júlio Camargo afirmou que pagava propina a executivos da estatal para obter os contratos para as empresas às quais prestava seus serviços. Parte do dinheiro recebido pelo lobista foi utilizada, segundo ele, para subornar o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e o ex-gerente de Serviços da estatal Pedro Barusco.
Júlio Camargo atuava como intermediador para diferentes empresas interessadas em fechar contratos da Petrobras. Mas tinha com a Camargo Corrêa um relacionamento diferenciado. O principal contato do lobista na empreiteira era o vice-presidente comercial Eduardo Hermelino Leite, preso desde 14 de novembro, quando foi deflagrada a sétima etapa da Operação Lava Jato.
A situação dos três executivos da construtora presos se complicou depois que o lobista fechou, em outubro, um acordo de delação premiada. Ele aceitou devolver 40 milhões de reais aos cofres públicos pelos crimes que cometeu. Nos depoimentos, o lobista contou que chegou a pagar 6 milhões de reais de propina para a Diretoria de Serviços por um contrato da Refinaria Henrique Lage (Revap). Ele também afirma ter subornado Duque e Barusco, em nome da Camargo Corrêa, por uma obra do gasoduto Urucu-Manaus.

Ao detalhar o relacionamento que mantinha com Leite, o lobista contou que assumiu um gasto de 400.000 dólares em compras de móveis em Miami para o vice-presidente da Camargo Corrêa, sob a promessa de ser reembolsado. Leite não devolveu o dinheiro, segundo o delator. Mas esse não foi o único agrado do lobista ao executivo. Júlio Camargo também gastou 1 milhão de reais com a empresa de design de interiores da mulher do vice-presidente da Camargo Corrêa

Produção industrial caiu em sete e melhorou em sete Estados. No RS,produção despencou 2,2%.

A produção industrial aumentou em sete dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre setembro e outubro. Os dados constam da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional), divulgada nesta sexta-feira.

Houve aumentos na produção das indústrias de São Paulo (1,1%); Santa Catarina (0,8%), Pará (0,6%) e Espírito Santo (0,6%) na mesma comparação. 

. Por outro lado, houve recuos expressivos nas atividades industriais de Ceará (-4,9%), Pernambuco (-4,6%), Minas Gerais (-3,3%), Rio Grande do Sul (-2,2%) e região Nordeste (-2,0%) de setembro para outubro . 

Opinião do editor - Com o governo encurralado, é hora de ganhar também as ruas

CLIQUE AQUI para ler, também, "Lavanderia oficial", Renato
Andrade, Folha de S. Paulo.
CLIQUE AQUI para examinar análise "Governistas falam em roteiro para atingir Dilma e Lula.

A aprovação de mudanças na Lei de Diretrizes Orçamentárias, obtida no final da madrugada desta quinta-feira, não sustou ou debilitou a escalada de críticas e confronto políticos entre a oposição parlamentar e extra-parlamentar e as forças obscuras que apoiam o governo do PT

. Apesar da vitória parlamentar, evitando a imputação de crime de improbidade sobre Dilma, como era de direito, o governo segue acuado porque perde legitimidade a cada nova denúncia sobre corrupção dentro e fora de casa, ou seja, no PT.

. Nas jornadas desta semana no Congresso, só a oposição falou. Deputados e senadores governistas calaram no plenário e nas tribunas, vendendo-se por miseráveis emendas parlamentares que valeram R$ 748 mil por cada um.

. A oposição faz coro no que descobrem a PF, o MPF e a mídia, tomando corpo na revelação de denúncias provenientes da Operação Lava Jato, conseguindo com isto manter o oficialismo sob fogo cerrado.

. Os sinais de oposição verdadeira e consequente são evidentes.

. Mesmo que suas principais lideranças ainda considerem insuficientes as condições políticas e jurídicas para abrir processo de impedimento, as operações de desgaste movidas pela oposição expõem as entranhas criminosas do governo, do PT e dos seus aliados.

. A ideia é se jogar de corpo e alma no enfrentamento, visando ganhar também as ruas, o que forçaria o governismo a ceder, como aconteceu em junho do ano passado.

. Tampouco não devem restar dúvidas sobre a necessidade de desconstruir o PT e o ex-presidente Lula, expurgando-os da vida política e partidária brasileira, já que se tornaram entes anti-democráticos, ilegais e criminosos, a serviço do mal.

. A inação governista desde o final de outubro, quando ganhou a eleição e perdeu a legitimidade, favorece as ações parlamentares e extra-parlamentares.


. A oposição sente-se mais forte em seus ataques, dedica-se a explorar as contradições e vulnerabilidades da esquerda, toma gosto por fazer política recorrendo à disputa aberta do Estado e da sociedade.

Usina térmica da AES de Uruguaiana pode voltar a operar na semana que vem

Desde ontem o editor está atrás de confirmação para notícia reservada que recebeu a respeito da reativação da usina térmica a gás de Uruguaiana, da AES.

. A usina está parada, porque depende de gás injetado no gasoduto Brasil-Argentina, que começa em Baía Blanca e chega até a usina, que fica na fronteira entre os dois Países.

. Embora não oficial, a informação que o editor tem é de que navios propaneiros navegando no Atlântico, já se dirigem paras Baía Blanca, onde descarregarão gás para abastecer a AES. Isto acontecerá no dia 10 ou dias seguintes, permitindo a ativação de todas as turbinas, o que resultará na geração de 480 MW

Eduardo Cunha já está em Porto Alegre. No final da tarde, receberá no escritório de Eliseu Padilha.

Candidato a presidente da Câmara, o deputado carioca Eduardo Cunha já está em Porto Alegre para contatos com o PMDB, que o apóia.

. Dilma tenta detonar a candidatura há algum tempo.

. No final desta tarde, Eduardo Cunha conversará com líderes políticos e jornalistas no escritório do deputado Eliseu Padilha. O editor estará lá.

Artigo, Luiz Flavio Gomes - Friboi e flexibilização da meta fiscal: o dinheiro manda e “governa”

O dinheiro manda, desmanda e “governa”. E o povo? Continua, por ora, na caverna. A presidenta Dilma, ao prometer liberar R$ 444 milhões para os parlamentares, conseguiu a aprovação da flexibilização da meta fiscal. Velha política brasileira (praticada deploravelmente por todos os governantes) do “toma lá dá cá”. A Friboi, por sua vez, que foi a maior “financiadora” das campanhas eleitorais de 2014 (“doou” quase 400 milhões para praticamente todos os partidos políticos; perto de R$ 70 milhões somente para a reeleição de Dilma), não “aceitou” a indicação de Kátia Abreu para o ministério da Agricultura.

. Se quem manda na vida política é o dinheiro (os donos dos meios de produção, de comunicação e das finanças), o grupo JBS (Friboi), para a preservação dos seus “negócios”, sente-se no direito de interferir diretamente nos atos do governo, como é o caso da nomeação do novo ministro da Agricultura.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Preste atenção ao seu programa de milhagens. TAP e Gol unem Victoria e Smiles.

TAP e Gol  concordaram em associar seus programas de fidelização Smiles e Victoria. A partir de agora, passageiros que adquirirem bilhetes-prêmio poderão usar suas milhagens em qualquer das duas companhias. O editor recomenda atenção aos seus programas, porque eles oferecem vantagens reais. Muitos leitores não prestam a atenção que devem a pontuações de cartões de crédito, por exemplo, deixando de obter vantagens importantes.

Saiba quais são os nomes mais em evidência do PP para o secretariado de Sartori

Caso emplaque três secretarias, como pretende, os nomes mais fortes do PP do RS são os do deputado Ernane Polo, Pedro Westphalen, Simone Leite e Isabel Matte. 

Se Teori não soltar, vice da Camargo Corrêa fará delação premiada

O juiz Sérgio Moro declarou-se espantado, ontem, com o conteúdo da planilha encontrada na casa do delator Alberto Youssef. Nela estão listadas 750 obras de várias organizações do governo federal. Sobre isto, vale a pena ler este artigo da Carta Capital, revista de Mino Carta alinhadíssima com o PT. CLIQUE AQUI. 



Preso na sétima fase da Operação Lava Jato, sob a acusação de participar de propinoduto para obter contratos na Petrobras, o vice-presidente da Camargo Corrêa, Eduardo Leite, decidiu negociar delação premiada. A informação, conhecida de advogados ligados ao caso, é de que o executivo teria assinado o acordo ainda nesta quarta-feira 
O advogado Carlos Costa, “laranja” de Youssef, acusou também João Auler, membro do conselho de administração da Camargo Corrêa.
Nos últimos dez anos, a empreiteira Camargo Corrêa recebeu dos governos do PT cerca de R$ 2 bilhões em transferências diretas.

. Como mostraram Júlio Camargo e Augusto Mendonça, da Toyo Setal, delação premiada de empreiteiros pode representar o “fim do mundo.

O conteúdo da sentença de Teori Zavascki 
para libertar Renato Duque. A tese do ministro põe em risco as investigações do Petrolão.
CLIQUE AQUI para ler artigo sobre o caso.

STF começa a decidir por indenizações a presos de presídios superlotados

Inúmeros leitores perguntaram ontem ao editor se as vítimas dos bandidos e doentes que padecem em corredores das emergências também podem ajuizar o mesmo gênero de ações. O editor, que também é advogado, está certo de que isto é possível e desejável, o que só não acontece por covardia ou desconhecimento dos prejudicados.

. Leia a notícia principal:

Ministro do STF vota a favor de indenização a presos

O Supremo Tribunal Federal começou a discutir hoje, 3, a responsabilidade do Estado por indenizar preso por danos morais em razão de superlotação nos presídios. O julgamento foi interrompido por pedido de vista do ministro Luís Roberto Barroso, mas já teve dois votos a favor dos detentos, em razão do Estado não garantir condições mínimas para cumprimento de pena nas prisões. O ministro relator, Teori Zavascki, disse não haver dúvida de que o Estado é responsável pela guarda e segurança dos presos, enquanto permanecerem detidos. A discussão foi levada à Corte por um recurso da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul contra decisão de tribunal regional que negou a um preso direito ao pagamento de indenização, apesar de reconhecer que as condições eram degradantes. "É dever do Estado mantê-lo (preso) em condições carcerárias de acordo com mínimos padrões de humanidade estabelecidos em lei, bem como, se for o caso, ressarcir os danos causados que daí decorrerem", disse Zavascki, no seu voto. A discussão sobre pagamento de danos morais a presos em situações desumanas foi afetada como repercussão geral e, por isso, servirá de parâmetro para todos os casos semelhantes na Justiça. O ministro Gilmar Mendes seguiu o entendimento de Zavascki. Apesar do pedido de vista de Barroso, os ministros aproveitaram a discussão para fazer críticas à situação carcerária do País. O presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, defendeu que o tribunal estimule os juízes a utilizarem medidas alternativas de punição previstas na legislação penal. "Eu iria propor que não só se reconhecesse a repercussão geral, mas que houvesse comunicação dessa decisão às autoridades responsáveis", disse Gilmar Mendes.

Artigo, Ricardo Hingel - Renegociação da dívida: solução ?

Neste pequeno artigo publicado na página "Opinião" do jornal Zero Hora, o economista Ricardo Hingel diz que após muito discutir-se, a dívida estadual será renegociada com o governo federal.  Ele pergunta: solução?

. Leia a resposta:

Adianto a resposta com uma notícia para o governador eleito: a renegociação em nada repercutirá em seu fluxo de caixa, pois as prestações e o comprometimento da receita não serão reduzidos. Mais, com a renegociação, os encargos continuarão elevados, mantendo sua condição de impagável. Saliente-se que o ex-governador Antônio Britto herdou uma dívida resultante de continuados anos de déficits e que foi negociada em 1998, em conjunto com outros Estados e municípios, com um prazo de 30 anos e limitando seu pagamento em 13% da receita líquida. O que excedesse os 13% geraria um resíduo a ser pago após o 30º ano. O custo foi um índice de preços, retratando a inflação, mais 6% anuais, taxa de juros real usada no combate à inflação.Com a renegociação, a dívida continuará impagável, pois foi reduzida apenas em parte a parcela de juros de 6% para 4% ao ano, mais o índice de preços, e limitou-se à variação da taxa Selic.Resta uma taxa de juros nominal para 2015 próxima de 11%, cara para a capacidade de pagamento do Estado, pois a economia e a arrecadação não crescem nessa proporção. Lembramos que em 1998 o Plano Real estava se consolidando e a expectativa era de que a inflação se reduzisse ao longo dos anos a níveis inferiores aos atuais, o que permitiria também a diminuição dos juros reais, porém, continuados erros de gestão econômica do governo federal fizeram com que a inflação persistisse e os juros permanecessem altos.

Portanto, o custo e o tamanho da dívida resultam exatamente da condução da política econômica federal. Se a partir de 1998 o Brasil tivesse ajustado sua economia com crescimento e baixa inflação, teríamos encargos inferiores aos verificados, uma dívida menor e uma arrecadação maior.


Ciente da inadequação das taxas de juros praticadas no Brasil, o governo federal financiou, através do BNDES, com bilionários subsídios, os mais diversos investimentos. Mesmo tratamento não tiveram os Estados, que arcaram com as consequências dos maus resultados econômicos provocados pelo governo federal, conforme aqui sintetizado.

Governo Dilma segura dinheiro dos precatórios de pequeno valor no RS

A OAB do RS denunciou nesta sexta-feira de manhã a existência de atrasos recorrentes nos pagamentos das RPVs (Requisições - ou precatórios - de Pequeno Valor) no âmbito da Justiça Federal, TRF4.

. O governo Dilma não está repassando o dinheiro.

. Os atrasos já completam quatro meses.

Comissão Nacional da Verdade entregará relatório final no dia 10

O Observatório da Imprensa entrevistou o coordenador da Comissão Nacional da Verdade, o advogado Pedro Dallari. A CNV entregará o relatório final, divido em 3 volumes, à presidente Dilma Rousseff no próximo dia 10, quando se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

. O relatório cutucurá os militares com vara curta.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir a entrevista completa.

Claro é multada em R$ 2 milhões por insistir em contato com consumidor

A operadora Claro foi multa em R$ 2 milhões por violar norma que protege o consumidor do marketing direto ativo.

. A decisão administrativa do Ministério Público de Minas Gerais considerou que a empresa realizou diversos contatos via SMS (mensagem) e ligações telefônicas para um morador de Poços de Caldas, mesmo após o consumidor cadastrar o seu número na "Lista Antimarketing", gerenciada pelo Procon.

. Segundo o Ministério Público, os contatos da operadora com o consumidor ocorreram de forma recorrente, inclusive entre 21h e 8h, horários em que a prática é vedada por lei estadual.

Viés político atual do Banrisul será abolido por Sartori

O novo governo não permitirá que políticos inexperientes continuem ditando a moda no Banrisul, o que determinou o mau desempenho do banco nos quatro anos do governo do PT.

. A idéia é encorpar o Banrisul com viés eminentemente técnico.

. Sartori quer que o b anco dê lucro e com isto proporcione gordos dividendos para seus acionistas, o principal deles é o governo estadual.

Cesa poderá ser esquartejada e vendida aos pedaços

Embora não diga com detalhes o que quer fazer, o que só acontecerá depois do seminário que a equipe e os técnicos da transição farão dia 10, o governador José Ivo Sartori já deixou claro que fará cortes nas conversas que vem mantendo com interlocutores - empresários e políticos.

. Elefantes brancos como a Cesa poderão ser esquartejados e vendidos aos pedaços, já que ninguém se atreveria a assumir a estatal com suas dívidas impagáveis e empregados imexíveis.

A família Genro quer ver Fernando como candidato do PSOL para a sucessão de Fortunati

Apesar da insistência dos Genro, que querem porque querem ver Fernando Genro Robaina candidto a prefeito de Porto Alegre, o nome nastural do PSOL é agora o do deputado Pedro Ruras.


. O avô (Tarso), o pai (Roberto Robaiana) e a mãe (Luciana)  de Fernando foram derrotados pela enésima vez em outubro. 

Oi faz treinamento de evacuação de prédio no centro de Porto Alegre

A Oi realiza nesta sexta-feira (05/12), às 11h45min, treinamento de evacuação no prédio localizado na Rua Borges de Medeiros, 512, no Centro de Porto Alegre, com a brigada de incêndio da empresa.

. A simulação tem como objetivo informar aos funcionários os procedimentos básicos de evacuação do prédio em uma possível situação de emergência.

. O treinamento terá duração de aproximadamente 30 minutos e contará com apoio do Corpo de Bombeiros, da Brigada Militar e da EPTC.

Saiba como o comércio eletrônico também encorpou as vendas do Black Friday no RS

Os números do comércio no Rio Grande do Sul mostram que houve um avanço na credibilidade da promoção que ficou conhecida pelo nome de Black Friday, mas há ainda avanços a serem feitos. Se por um lado, as vendas cresceram, o número de reclamações dos consumidores é ainda considerado elevado. Segundo o departamento de pesquisa da FCDL-RS as vendas atingiram o patamar de R$ 89 milhões, correspondendo a um crescimento de 55,8% na comparação com o que foi registrado em 2013.

. De acordo com a ebit, as vendas online das lojas participantes da promoção Black Friday, alcançaram o montante de R$ 1,16 bilhão no Brasil, o que perfaz um crescimento de 51% diante do mesmo evento do ano passado. Esse elevado percentual de crescimento das vendas, entretanto, foi inferior ao que a própria ebit projetava (alta de 56%).


. O elevado crescimento das vendas do Black Friday evidencia a continuidade da expansão do comércio eletrônico.

Ida de Fogaça para Brasília reforçará oposição na Câmara dos Deputados

A ida do ex-prefeito e ex-senador José Fogaça para a Câmara, agora confirmada com a indicação de dois deputados federais para o secretariado de Sartori (Feltes e Biolchi), reforçará com quadro extremamente qualificado e experiente a bancada da oposição.

Luiz Milman está sob tratamento no Hospital Moinhos de Vento

O jornalista Luiz Milman está internado há quatro dias no Hospital Moinhos de Vento. Os médicos tratam de uma pneumonia que atacou o jornalista, que também é escritor e professor da Ufrgs.

Luiz Fancisco Corrêa Barbosa não quis integrar o pool de advogados que defende os empreiteiros do Petrolão

Poucos dias antes de morrer, ainda trabalhando, o ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, convidou o advogado gaúcho Luiz Francisco Corrêa Barbosa para integrar o pool de profissionais contratado para defender o cartel das empreiteiras no caso Petrolão.

. O ex-ministro era o coordenador do grupo.

. Luiz Francisco agradeceu a lembrança, mas não quis a causa.

. No julgamento do Mensalão, Márcio Thomaz Bastos e o advogado gaúcho defenderam réus diferentes. Luiz Francisco esteve quase até o final do julgamento com Roberto Jefferson, quando o presidente do PTB não quis insistir na tese de que Lula sabia de tudo. 

Ministro da Justiça nega dinheiro da propina na campanha de Dilma

CLIQUE AQUI para ler reportagem de hoje da Folha, levantando suspeitas sobre empresa que prestou serviços para campanha de Dilma. 


O ministro da Justiça acusou o golpe desfechado pelo juiz federal Sérgio Moro, que nesta quartas-feira liberou a íntegra dos depoimentos dos dois principais executivos da Toyo Setal, na qual ambos revelam com valores e números de contas o dinheiro de propina que pagaram para a campanha de Dilma Roussef em 2010, tudo por ordem do ex-diretor da Petrobrás, Renato Duque, e orientação do tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto.

. Esta é a manchete de hoje do jornal “O Sul”, Porto Alegre:

-  José Eduardo Cardozo negou que a campanha tenha utilizado propina da Petrobrás.

. Os dois executivos da Toyo Setal fizeram delação premiada.

. As provas que apresentaram, são irrefutáveis.

- O ministro da Justiça desenvolve tese parecida com a do ministro do STF, Teori Zavascki, que já soltou os ex-diretores Paulo Costa e Renato Duque. A tese é de respeito aos direitos humanos, os mesmos que são desrespeitados todos os dias no Presídio Central de Porto Alegre, sobre os quais ambos nada fazem. Leia a declaração do ministro, serviçal de Dilma:
“De onde se tira que teve dinheiro para a campanha da presidente Dilma? É uma tese sem amparo nenhum nas delações. Não teve dinheiro para campanha da Dilma. De onde se tira a ideia de que a doação chegou próxima do Planalto?”, questiona o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo;  “Não estão satisfeitos com o resultado eleitoral e querem fazer disso um revanchismo. Querem ganhar no tapetão o que perderam nas urnas, por razões de frustração eleitoral”