Tarso propõe e associação de oficiais aceitam reajuste para salário de R$ 24 mil para coronéis.... em 2018

- O governador Tarso Genro já está negociando aumentos para o final do mandato do seu substituto, 2018. Nunca se viu nada parecido com isto neste Estado. Lei de Responsabilidade Fiscal e bom senso na administração pública já não são faróis para gestor do Piratini, que governa como se fosse rei do Império Fundamentalista Guasca.

O governo ofereceu ao coronel da Brigada Militar a mesma remuneração do delegado de 4ª Classe em 2018. A diferença é que o primeiro não terá vencimento na forma de subsídio. No calendário oficial, a proposta é de salário de 24 mil reais aos delegados em final de carreira em 2018. Segundo noticiou ontem à noite o portal do Estado, a proposta de 15 mil reais ao coronel – excluídas vantagens pessoais - “foi bem recebida” pelo presidente da Associação dos Oficiais da Brigada Militar.

. Tanto o governo quanto a Asofbm, dizem que a oferta ainda será apreciada. O jornal Correio do Povo noticia hoje (17) que a proposta já foi aceita.

. A Ugeirm calcula que, com tempo de serviço, um coronel chegará a 24 mil reais em remuneração bruta total.

. “Se alguém tinha dúvida, não tem mais. O governo negociou em nível de teto e com isonomia para o topo da hierarquia remuneratória. Não abrimos mão da nossa reivindicação e a categoria está preparada para rechaçar propostas rebaixadas”, diz Isaac Ortiz, presidente da Ugeirm.

- Até o momento, propôs a ampliação do abismo salarial com a Polícia Civil dos atuais 311% para mais de 350% em 2018.
Fonte: http://www.ugeirm.com.br

Nota do editor do blog Polícia & Política
Juntado alhos com bugalhos,  podemos inferir que vai ficar assim: subsídio para Delegados e reajuste na mesma proporção para o Oficialato. Se isso é bom ou não? Não tenho opinião formada, pois não conheço o projeto. Quem sabe recebo um convite da AsOf para conhecê-lo, aguardemos... 

ENTREVISTA - Precisamos reagir às chantagens do governo da Argentina

Osmar Terra, deputado Federal do PMDB

A John Deere, Horizontina, RS, demitiu 340 operários em menos de um ano. Isto é problema só da John Deere?
Já te disse que não. A Agco e as demais fábricas de colheitadeiras, tratores e plantadeiras enfrentam o mesmo problema da John Deere e tudo por conta da chantagem que faz o governo da Argentina, que neste momento tranca o ingresso de mil das nossas máquinas.

O que fazer?
Eles querem vampirizar nossas fábricas. Elas investiram bilhões de reais no RS, projetando vendas para os mercados interno e externo. O governo federal age com descaso em relação ao assunto e só trata de proteger os interesses das montadoras de automóveis de São Paulo.

Como é isto?
O ministro Fernando Pimentel foi lá, negociou com Débora Giorgi, acertaram o lado das montadoras e deixaram todos os outros pendurados no pincel.

O que quer o senhor?
Nossas indústrias perdem mercado. E não é só por causa da Argentina, porque o Custo Brasil é insuportável:câmbio alto, juros altos, impostos altos. Queremos reação imediata, pelo menos neste caso da Argentina. Os argentinos chantageiam ao reter nossa produção na fronteira.


APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre -  1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br

Juiza Zaffari Lacerda julga e condena o PSOL. Luciana,Ruas, Robaina o PSOL mentiram contra Yeda.

A ex-deputada Luciana Genro e o vereador Pedro Ruas só escaparam da condenação no processo movido pelo empresário gaúcho Humberto Busnello, porque a juiza Zaffari Lacerda aceitou a tese de imunidade parlamentar apresentada pelos advogados dos dois réus. Apesar disto, a juiza da 2ª. Vara Cível condenou o presidente do PSOL, Roberto Robaina, e o PSOL, réus no mesmo processo.

. Luciana Genro e Pedro Ruas fugiram do julgamento, escondendo-se atrás da imunidade parlamentar. Durante as audiências, ficou evidente que a dupla mentiu em 2009 quando fez as denúncias, que acabaram resultando num pedido de impeachment e na CPI do PT.

. A ação de reparação por danos morais foi movida por Humberto Busnello, porque os tres réus e o PSOL acusaram o autor da ação por doações ilegais à campanha de Yeda. Durante o processo, ficou provado que todos mentiram.

. O governador Tarso Genro, desta vez não precisará comparecer a novo desagravo ao vereador Pedro Ruas e a um desagravo à sua filha, Luciana Genro, mas poderá fazer isto em relação a Roberto Robaiana, seu ex-genro, e ao PSOL.

- O mais importante é que a juíza afirma que o fato imputado ao Humberto Busnello não existiu — avaliou Ricardo Giuliani, advogado do empresário.

. Ou seja, Luciana Genro, Pedro Ruas, Roberto Robaina e o PSOL, mentiram deslavadamente no dia 17 de fevereiro de 2009, quando fizeram as acusações, prejudicando a tentativa de reeleição de Yeda Crusius e ajudando com isto a eleição do pai de Luciana e ex-sogro de Robaina, Tarso Genro.

- A juíza mandou Robaina e o PSOl a indenizarem o autor com a quantia de R$ 30 mil.

CLIQUE AQUI para ler o interrogatório de Luciana Genro. Trata-se de uma peça primária e surreal de aventureirismo político.
CLIQUE AQUI para ler o interrogatório de Paulo Feijó, aliado de Luciana Genro na campanha contra Yeda, no qual ele deixa claro que sua sócia mentiu para o povo do Rio Grande do Sul.
CLIQUE ao lado, acima, à direita, para ver e ouvir o comentário do editor sobre o assunto, no Twitcam.

CLIQUE na foto para examinar melhor. A cena é da coletiva de fevereiro de 2009, quando Luciana, Ruas e Robaina, na sede do PSOL, mentiram deslavadamente para a opinião pública gaúcha, o que ocasionou devastadora crise política, cujo desdobramento foi um processo de impeachment, uma ação temerária ajuizada pelo MPF e a CPI do PT, todos vencidos por Yeda. A cena registra o Dia da Vergonha do PSOL.

Aperta o cerco de Fortunatti ao PP

“Foi boa a reunião”, disse ao editor um dos deputados do PP que estiveram com o prefeito José Fortunati nesta terça, na Assembléia. Só não compareceram os deputados Frederico Antunes e Ernani Polo, que viajaram para o Acre. O editor falou com Antunes, que estava na tarde desta terça no aeroporto de Brasília, escala de Rio Branco para Porto Alegre.

. À reunião esteve presente até mesmo o deputado Mano Changes, que já abriu o voto para Manuela D’Ávila, do PCdoB.

- José Fortunati não mede esforços para buscar o apoio do PP. O cerco faz efeito, mas a senadora Ana Amélia poderá impor a sua vontade ao Partido e bancar a aliança com o PCdoB. 

Oi anuncia investimentos de R$ 24 bilhões para triênio 2012/2015

A tele Oi apresentou nesta terça-feira seu plano estratégico e sua política de dividendos para o período 2012-2015 durante o Oi Investor Day, evento voltado para o mercado financeiro, realizado no Rio de Janeiro. Os investimentos totais previstos pela companhia somam R$ 24 bilhões nos próximos quatro anos.

. As informações sobre o evento foram passadas ao editor nesta terça a tarde.

. “A maior parte dos recursos será destinada a projetos de expansão e qualidade da infraestrutura de banda larga”, informou o presidente da Oi, o gaúcho Francisco Valim (foto), que conduziu o evento. No segmento de telefonia móvel, os investimentos estão concentrados na melhoria da plataforma do sistema de comunicação e na implantação e expansão da rede móvel, ampliando a cobertura nacional, além de investimentos em banda larga móvel (3G).

. “Somente este ano, nossos investimentos chegarão a R$ 6 bilhões, dos quais R$ 3,6 bilhões serão voltados para expansão da infraestrutura, o que inclui reforço da capacidade e velocidade, aumento da cobertura, reforço de rede de transporte e introdução de novos serviços”, afirmou Valim. Segundo ele, um dos destaques do ano será a Oi TV.

Christina Kirchner segue Chavez e reestatiza YPF

A principal notícia desta terça-feira na América Latina foi a informação de que a presidente Christina Kirchner enviou ao Congresso Argentino, contando com o apoio do teniente-coronel Chávez Frías, presidente da Venezuela, um “proyecto de ley” (Ley de Soberanía Hidrocarburífera) em que declara de interesse público nacional e estabelece a expropriação de 51% das ações da empresa Yacimientos Petrolíferos Fiscales, S.A. – YPF (YPF–REPSOL), de propriedade de empresa espanhola REPSOL que a adquiriu em 1999 em cujo processo de privatização a própria presidente fora ‘favorável’.

- O site WWW.polibiobraga.com.br  acompanhou as notícias durante todo o dia e recomenda consultas permanentes aos sites dos jornais Clarin (WWW.clarin.ar ) e El Pais (www.elpais.com ) de Buenos Aires e Madrid. A reação da Espanha e da União Européia foi de promessas de retaliação.

Terra denuncia chantagem argentina ao impor barreiras aos produtos do RS

A reestatização da YPF é a ponta do grande iceberg por que passa a economia da Argentina, que apresenta graus variados de decomposição.

. O RS tem percebido melhor os impasses dos hermanos, porque é vizinho e porque sua economia é concorrente e não complementar.

. “No caso dos carros, o ministro Fernando Pimentel buscou acerto rápido, porque as multis têm fábricas dos dois lados e ajustaram seus negócios”, disse ao editor o deputado Osmar Terra, que é da região das Missões, onde a John Deere fabrica colheitadeiras e plantadeiras. O RS produz 70% das colheitadeiras, plantadeiras e tratores agrícolas do Brasil. John Deere e Agco lideram o mercado. As duas empresas exportam muito para a Argentina, que neste momento cria barreiras não-alfandegárias para o ingresso das máquinas. Mil unidades estão paralisadas na fronteira. Eis o que pensa Osmar Terra:
- Eles forçam a barra para reduzir a produção no RS e enfiar fábricas na Argentina. Fazem isto com as nossas máquinas, nossos calçados e nossa carne. É tudo chantagem. 

. Os governos Dilma Rousseff e Tarso Genro agem com lentidão em relação ao assunto.

Chineses anunciam fábrica de caminhões no RS. Fábrica sairá em Tapes.

Camaquã, localizada na zona Sul do RS, sediará a primeira fábrica chinesa de caminhões da Shiyan Yunlihong Industrial and Trade Company – braço do grupo multinacional Dongfeng Motos Corporation. O anúncio foi feito nesta terça no Palácio Piratini.

. O anúncio iria ocorrer no final de abril, mas resultou antecipado.

. Nesta segunda-feira, a delegação chinesa visitou Tapes, onde há um projeto para a criação de um porto, com calado (profundidade mínima para os barcos flutuarem) suficiente para receber navios de grande porte.

. O grupo Dongfeng trabalha com  120 mil funcionários e fatura R$ 38 bilhões por ano, fabricando também automóveis.

Dilma dixed (agora é lei): universidades são obrigadas a chamar doutoras de doutoras e advogadas de advogadas

É o que manda a lei 12.605, assinada no dia 3 de abril pela presidente Dilma Rousseff, que ainda não baixou lei, mas obriga todo mundo a chamá-la de “presidenta”. Tecnoburocrada experimentada e burocrata chapa-branca intransigente, a presidenta encontrou tempo na sua carregada agenda para legislar sobre quinquilharias domésticas, como é o caso desta lei aprovada pelo Congresso Nacional e que ela acaba de sancionar.

. Não se sabe quem mais perdeu tempo, se o Congresso que legisla sobre qualquer coisa que não tenha importância ou se a presidente que sanciona qualquer coisa sem importância.

CLIQUE acima para ver melhor.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre -  1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br

Saiba por que os governos federal e estadual cozinham Fortunati no caso do metrô de Porto Alegre

O governo federal cozinha em fogo brando o projeto do metrô de Porto Alegre.

. É um jogo sujo de faz de conta, no qual só quem perde é a população.

. A presidente Dilma Rousseff e o governador Tarso Genro não querem dar trunfo algum para o prefeito José Fortunati em pleno ano eleitoral.

. Na semana que vem o ministério do Planejamento terá nova reunião com o secretário do Planejamento do RS, o ex-vereador João Mota, e o secretário de Desenvolvimento Urbano de Porto Alegre, Urbano Schmidt.

. É tudo encenação dos governos federal e estadual, que sempre jogam de mão quando se trata de favorecer as políticas do PT.

. No dia 14 de outubro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff esteve em Porto Alegre e anunciou o metrô, avisando que aportaria R$ 1 bilhão a fundo perdido para as obras, caso a prefeitura e o governo estadual garantissem outros R$ 750 milhões, o que aconteceu uma semana depois.

. Até hoje não aportou um só centavo de dinheiro federal, que a cada reunião apresenta novos complicadores. Fossem reuniões com parceiros privados e dada a prática de alguns governos do PT, seria possível imaginar que o Planalto estivesse criando dificuldades para vender facilidades.

- O governo federal insiste com a idéia maluca de só desembolsar o dinheiro depois que o metrô entrar em operação, o que inviabiliza o empreendimento. Apesar disto, diante do novo nó, o prefeito José Fortunati imagina montar alguma equação de antecipação desse dinheiro. 

Canoas Shopping ganha oito novas lojas de uma só vez

Desembarcam durante o mês de maio no Canoas Shopping Center, Canoas, RS,  oito novas lojas: Hangar Al Capone Pub, Pitéu, Sex Shop, Squadra Materiais, Calçados Bibi, clínica de Radiologia Odontológica, Performance Informática, Malise e Talkhan.

. O shopping completou um ano do final das obras de ampliação, que exigiram investimentos de R$ 80 milhões e acrescentaram 100 novas lojas ao atual mix. O empreendimento está sob a direção da Mais Valor, de Santo André.

WWW.canoasshopping.com.br

Fiergs, Federasul e Fecomércio podem emitir Certificado de Origem Online

Estas três federações empresariais gaúchas podem emitir Certificado de Origem Online:
Fiergs, Federasul e Fecomércio.

. São informações recolhidas por esta página.

. O sistema permite emissões pelo site ou o recebimento e remessa de documentos em Word ou Excel.

. Eis o que disse nesta terça-feira ao editor o vice-Presidente de Comércio Exterior, Arno Gleisner:
- Trabalhando nas instalações do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros do RS, os credenciados da Fecomércio beneficiam-se da sinergia com outros serviços ao comércio exterior, prestados pelo sindicato. A parceria se repete em todos os pontos de emissão. A empresa, por meio do seu despachante, pode obter o certificado de origem de quatro diferentes formas, diretamente no site WWW.sisocd.com.br: 
1) processamento do certificado em papel, no sistema do despachante. 
2) recebimento digital do certificado, em planilhas. 
3) arquivos digitais do sistema do despachante diretamente importados pelo sistema usado pela Fecomércio. O sistema já está ajustado às futuras exigências do ministério do Desenvolvimento para emissão de certificados de origem com assinatura digital. 

Simon vem aí com novo livro: “Sovbre as asas da ética”

Já está sendo costurado o mais novo livro do Senador Pedro Simon. Vai se chamar “Sobre as asas da ética”.
Conheça o verdadeiro quadro eleitoral de Viamão, RS.

Delta Construções veio com o governo Olívio para o RS. Saiba o que ela faz em Porto Alegre e Pelotas

Ao fincar seus tentáculos no RS durante o governo Olívio Dutra, do PT, em , a Delta Construções conseguiu a oportunidade que esperava para espalhá-los nos grandes municípios como Porto Alegre e Pelotas.

. Em Porto Alegre, a Delta abiscoitou o contrato de capina do Dmlu.

. Em Pelotas o braço de limpeza pública da empreiteira só conseguiu deixar um rastro de trapalhadas. É que ao perceber que na licitação a Delta tinha apresentado preços até abaixo dos estabelecidos pela prefeitura, o prefeito Fetter Júnior, PP, anulou tudo. Ele foi obrigado a engolir uma decisão judicial que deu ganho de causa ao vencedor, mas no dia seguinte ao da assinatura do contrato foi surpreendido com um pedido de reajuste no valor do contrato, imediatamente negado. Sem condições de manter os preços, a empreiteira apresentou péssimos serviços e acabou expulsa de Pelotas.

Câmara dos Deputados faz beija-mão inédito a FHC

Os mais importantes ministros do governo FHC, entre os quais o deputado Eliseu Padilha, que foi ministro dos Transportes, estiveram na homenagem que a Câmara dos Deputados prestou ao ex-presidente.

. FHC foi recebido pelos Dragões da Independência nesta terça ao meio dia.

. No Salão Negro, ele assistiu na companhia de centenas de convidados, o documentário que a Câmara mandou produzir sobre sua trajetória política.

A crise do Supremo, os holofotes e a catarse da mídia

Em seus nove anos no Supremo Tribunal Federal, o ministro Antonio Cezar Peluso, que deixa a Presidência da Corte na próxima quinta-feira (19/9), enfrentou muitos momentos de tensão. Mas nenhum como o que o STF foi acusado de facilitar Habeas Corpus para o banqueiro Daniel Dantas. O então presidente da corte, Gilmar Mendes, ficou com todo o crédito pelo enfrentamento com o governo. Só agora Peluso revela a sua participação no episódio. Coube a ele mostrar ao presidente Lula e aos ministros palacianos que a situação policial fugira de controle — e que era preciso cortar cabeças. O então chefe do serviço de inteligência, Paulo Lacerda, foi demitido no mesmo dia.

Nesta terceira parte da entrevista dada à revista Consultor Jurídico, Peluso narra o episódio e faz um histórico da evolução das ferramentas que aperfeiçoaram o funcionamento do STF. Por ocasião do episódio em torno de Daniel Dantas, quando mais de cem juízes federais assinaram abaixo-assinado em defesa do colega Fausto De Sanctis, Peluso chegou a defender que todos os rebelados respondessem perante a Corregedoria pela insubordinação.

Na entrevista, ele analisa também a queda de braço entre a imprensa e o tribunal no caso do Mensalão, lamenta o advento do populismo judicial e os parcos resultados do estilo justiceiro de fazer Justiça. O ministro defende a exibição de crucifixos nas salas de julgamentos para lembrar a todos de um julgamento injusto e reafirma suas críticas à transmissão de julgamentos ao vivo pela TV Justiça.

A entrevista (todo o texto, inclusive a introdução acima)  é do jornalista Carlos Costa e a publicação é do site Consultor Jurídico
CLIQUE AQUI para ler a terceira parte da entrevista.

CLIQUE na foto acima, acima, para ver melhor. A ilustração é do site consultor Jurídico.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre -  1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br

Opinião - Era só que faltava: a aliança entre o PP, conservador e ruralista, e o PCdoB da linha da Coréia do Norte

Mas era só o que faltava: o PP do coronel Pedro Américo Leal apoiar a patricinha do PC do B, partido inspirado na Albânia e hoje no regime de Pyongyang; os empresários progressistas financiando a campanha da comunista à prefeitura de Porto Alegre! Além o mais, Manuela D'Ávila não tem perfil para disputar eleições majoritárias e, suas bases entre os eleitores jovens já deixam a desejar, pois estão se desiludindo da política em geral.

O PP em aliança com o PCdoB seria uma união ideologicamente adúltera, uma vergonha para os dois partidos. O PP, conservador, ruralista, não pode conubiar-se com o PCdoB, seu antípoda ideológico e admirador do regime da Coréia do Norte, traindo seu ideário e dissolvendo sua identidade, fazendo uma aliança entre Deus e o Diabo, só para servir aos interesses eleitorais da senadora Ana Amélia, baseados em pretensão temerária de se eleger governadora em 2014; ora,a reeleição de Tarso Genro é muitíssimo mais provável, sinergizada que será pela volta de Lula a presidência da República.
E, se, por um lance de muita sorte, Manuela chegasse à Prefeitura da capital em 2012, quem garante não iria pretender a candidatura ao governo do Estado em 2014?

Ismael de Oliveira Façanha, Porto Alegre, RS.

Assis, irmão de Ronaldinho, pega 5 anos por "lavagem de dinheiro" em 2003 e 2004

-  A nota a seguir é do Uol (www.uol.com .br) desta terça-feira. A notícia sobre a condenação de Assis Moreira, irmão de Ronaldinho, fornece combustível para a CPI do Instituto Ronaldinho Gaúcho, que passa por processo de instalação na Câmara de Porto Alegre.

O irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, Roberto de Assis Moreira, foi condenado à prisão em regime semiaberto pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, nesta terça-feira. A razão para sentença de cinco anos e cinco meses se deve à acusação de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos, ocorridas em 2003 e 2004. Assis ainda pode recorrer da decisão, publicada na última quinta-feira.
De acordo com a denúncia, Assis contribuiu para que fossem sonegadas informações ao Banco Central sobre transferência e câmbio de 884 mil dólares. Além de depósito de 125 mil em banco na Suíça sem prestar esclarecimentos à Receita Federal, e ocultar e dissimular movimentações de propriedade no valor de R$ 776.480,28, convertendo-o em ativos lícitos.

A alegação de Assis sobre o dinheiro investido e impostos sonegados é que eles tinham origem em sua carreira como jogador de futebol, encerrada em 2001, na França. Assis teve passagens por Corinthians, Grêmio, Fluminense, Vasco e uma série de times fora do país quando atleta profissional.

Atualmente, Assis gere a carreira de Ronaldinho Gaúcho e tem muitos investimentos em Porto Alegre. No entanto, a situação da família deles não é a melhor na capital gaúcha. O clube de futebol que tinham, Porto Alegre, foi fechado por tempo indeterminado. Da mesma forma, após um assassinato, a casa noturna Planet Hall também acabou interditada.
Além do ódio da torcida do Grêmio, fruto da negociação frustrada no início de 2011 e da maneira que Ronaldinho deixou o clube em 2001, sem praticamente gerar lucro algum. Assis foi intermediário das tratativas com o Grêmio ano passado, e principal vilão eleito pela direção gremista.

Segundo a sentença, publicada no site oficial do TRF, Assis precisará cumprir 5 anos e 5 meses de prisão em regime semiaberto. Além de pagar 40 salários mínimos da época de um dos casos, maio de 2004, e mais 15 salários mínimos de outra acusação, dezembro de 2003. No entanto, a prisão não será imediata, pois ele tem o direito de recorrer em liberdade.

Polícia prende um dos bandidos que ameaçaram matar o ex-secretário do prefeito Ary Vannazi. Clima é de violência e insegurança em São Leopoldo.

A Polícia Civil prendeu nesta terça um dos autores das ameaças de morte que passaram a ser feitas contra  o ex-secretário de Desenvolvimento Marco Antônio Pinheiro, desde que ele começou a denunciar malfeitorias ocorridas na prefeitura de São Leopoldo, comandada pelo prefeito Ary Vanazzi, do PT. Ameças também de morte foram feitas contra outros adversários de Vanazzi. Um deles, o diretor Clínico do Hospital Centenário, foi esfaqueado quando saía de casa e só não foi morto porque foi socorrido por vizinhos. 

. O homem, cuja identidade é mantida em sigilo, chegou a brandir um revólver diante da esposa de Marco Antonio Pinheiro,  fazendo ameaças de morte. O ex-secretário está sob proteção. 

. O clima político e social em São Leopoldo é de violência e insegurança. Uma CPI não anda na Câmara porque o prefeito Vanazzi controla 11 dos 13 vereadores e impede que seus aliados assinem o requerimento elaborado pelo vereador Daniel Daudt, do PMDB, que quer requisitar cópia do inquérito da Operação Cosa Nostra, desfechada pela Polícia Civil para vasculhar a administração municipal. 

-  A Polícia acredita que o caso tem relação direta às denúncias de corrupção feitas pelo ex-secretário contra a Prefeitura e a Câmara de Vereadores do município, que estão sendo investigadas pelo TCE, Ministério Público e Polícia Fazendária.

A nova sede milionária da Federação Gaúcha de Futebol, a construtora carioca e a falta de ação do Ministério Público

Há várias semanas estou vasculhando os sites de federações estaduais de futebol em busca de números, contas, contratos, negócios. Pela ordem: gaúcha, catarinense, paranaense. Na de SC encontrei um "link" entitulado "Financeiro". Pensei comigo, puxa, é a única que informa sobre o assunto. Ao acessar o link, a decepção: fala de taxas e outras cobranças. Nada de contas.

. Dia 14 o Blog do Zini publica detalhes da "nova sede da FGF". Fiquei intrigado. O custo da obra: R$ 7 milhões. Construtora: uma carioca. Não tem construtoras no RS?

. E o mais espantoso: "com a redução de impostos da Prefeitura Municipal" o CUSTO PODE CAIR? Não entendi: é uma entidade privada, construindo uma obra privada, incluindo um "memorial político" para fazer apologia a um comunista, financiada com impostos municipais?

. Com o dinheiro de todos os contribuintes? E pode isso? Volto a perguntar: por que os mesmos jornalistas, cronistas, políticos, profissionais e representantes da lei "jogam pedras" no Ricardo Teixeira e, silenciam, sobre os negócios dos presidentes das federações estaduais de futebol? A Prefeitura pode repassar impostos a uma entidade privada para que ela faça apologia a um notório pregador de uma ideologia política?  

. Cadê o ministério público, a polícia, o tribunal de contas? Por que a imprensa é seletiva em relação aos presidentes das federações

Irineu Staub, Porto Alegre, RS.

PSDB de Porto Alegre resiste e mantém disputa interna entre Marchezan Júnior e Wambert

O jornal Correio do Povo errou feio nesta terça ao divulgar que o PSDB de Porto Alegre teria decidido que o deputado Nelson Marchezan Jr. será o candidato do partido à prefeitura da Capital e que o outro aspirante ao cargo, o advogado Wambert Gomes Di Lorenzo, teria desistido da disputa e iria concorrer a vereador.. O editor conversou com várias pessoas presentes à reunião da Executiva, na segunda, e o que ouviu nada tem a ver com isto.

. Wambert continua pré- candidatíssimo à Prefeitura e irá disputar com Marchezan a indicação na convenção tucana, marcada para junho.

. Segundo detalhou o secretário geral da Juventude Municipal da sigla, Ramiro Rosário, ficou acertado ainda que ambos irão conversar com os pré-candidatos a vereador, separadamente, em datas a serem definidas.

. Quem se sair melhor, assegurará o apoio dos convencionais, influenciados diretamente pelos postulantes à vereança.

. Rosário acredita que a notícia foi plantada por simpatizantes de Marchezan para desestabilizar o processo eleitoral do Partido e favorecer o parlamentar, que preside a executiva estadual.

-  O Correio acertou apenas que, de fato, o presidente municipal do PSDB, vereador Mário Manfro, pedirá licença do cargo. Em seu lugar, assumirá o 1º vice-presidente, João Jorge Silva.

Reestatização da YPF joga Europa contra a Argentina. Repsol acusa: "Expropriação tenta ocultar a realidade social e econômica do País".

- A expropriação das ações da espanhola Repsol no controle da empresa petrolífera argentina YPF, que com isto foi reestatizada, produziu reação imediata na Europa e nos Estados Unidos. A declaraçãomais procedente sobre o caso é do presidente da Repsol, Antonio Brufau, que vai a seguir. O governo espanhol reagiu indignado e ameaçou com retaliações. Uma missão da União Européia à Argentina foi cancelada. O governo populista de Christina Kirchner volta a adotar o velho modelo portenho de buscar inimigos externos para unir o povo, como fizeram antes os militares no caso das Malvinas. Leia o que disse o presidente da Repsol (a Repsol está no Brasil e é sócia da Refap, em Canoas:

A través de levantar la bandera de la expropiación y buscar un responsable en YPF se oculta la realidad”, dijo el presidente de Repsol, Antonio Brufau. Y aseguró que su grupo pedirá "una compensación a través del arbitraje internacional", que estima será de 10.500 millones de dólares.

Acompanhe melhor o caso (clique em cima dos endereços e leia tudo agora mesmo):
Argentina - www.clarin.ar
Espanha - www.elpais.com

Vem aí novo Pacotarso. Projeto mais polêmico será o que prevê aumento da alíquota da Previdência.

O governador Tarso Genro, PT do RS, voltará a insistir com o projeto de aumento da alíquota de contribuição previdenciária, que passaria de 11% para 13,5% para todo o funcionalismo. O projeto anterior com o mesmo teor foi aprovado, mas acabou fulminado por decisão judicial.

. O aumento da alíquota visa apenas fazer caixa, porque o governo recusa-se a apresentar um projeto completo e redondo de reforma da previdência no RS.

. O governo enviará o projeto junto com um pacote de 21 outras propostas, apresentadas nesta segunda-feira para a base aliada, inclusive as que reajustam vencimentos na Brigada e Polícia Civil.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre -  1º lugar de Veja em 2010 e 2011
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br

Vander Guerrero é o novo CEO da Human Mobile+Comunika, líder brasileira do mercado corporativo de SMS

Human Mobile e Comunika, que recentementeuniram esforços em uma composição acionáriatêm um novo CEO, Vander Guerrero. A nova empresa nasceu líder no mercado corporativo de SMS do Brasil.

. Com mais de 3.000 clientes em todo o Brasil, o novo grupo nasce líder absoluto no mercado brasileiro, tanto em relação à quantidade de clientes assim como em relação ao volume de mensagens entregues. Por meio de conexões com todas as operadoras de telefonia celular o grupo oferece soluções de comunicação móvel para todos os segmentos de mercado.

E-mail: cintia.anton@human.com

Entenda a técnica usada pela KGB para mudar a "percepção da realidade"

A entrevista a seguir é de 1983. Quem fala é Yuri Bezmenov, ex-espião da antiga KGB, a agência russa encarregada de fazer espionagem no exterior.

. Yuri conta com detalhes que apenas 15% dos recursos da KGB eram efetivamente utilizados para a espionagem, porque o principal esforço da agência sempre foi “mudar a percepção da realidade” (mentir e falsear os fatos). É o que se chama de lavagem cerebral lenta e persistente.

. O vídeo foi resgatado pelo leitor Marcelo Vieira, porque tem muito a ver com o que acontece no RS e no Brasil.

CLIQUE AQUI pra ver e ouvir (legendas em português).

Governo quer operação abafa na CPI. Zí Dirceu surge como o homem que colocou a Delta no PAC.

- O Jornal Nacional desta segunda-feira a noite passou a informação de que o ex-ministro José Dirceu, PT, chefe do Mensalão, foi quem introduziu a Delta Construções no governo Lula, levando-a a conquistar quase a metade de todos os contratos do PAC. O ex-ministro reagiu na hora e informou ao JN que seu contrato visava "colocar a Delta no mercado externo". Sobre o assunto, leia também a nota a seguir, nesta página.
Diante do alerta do Palácio do Planalto sobre os riscos de desgaste do governo, tomou corpo no Congresso, com ajuda da base aliada, uma 'operação abafa' na Comissão Parlamentar de Inquérito do Cachoeira, a ser instalada nos próximos dias. Uma das estratégias é poupar políticos de diversos partidos citados na Operação Monte Carlo da Polícia Federal, que levou à prisão o contraventor Carlinhos Cachoeira.

Ficariam fora do radar deputados flagrados em escutas com integrantes do esquema, os governadores petista Agnelo Queiroz (DF) e o tucano Marconi Perillo (GO), além do ex-ministro José Dirceu. A única exceção seria o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), que teve 298 conversas telefônicas com Cachoeira grampeadas pela PF nos últimos três anos. O senador está sendo investigado também pelo Conselho de Ética e pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A 'operação abafa' é resultado da pressão da presidente Dilma Rousseff para que setores do PT defensores da CPI do Cachoeira tenham calma e não usem a comissão como palco de vingança, o que poderia causar danos políticos ao governo.

Dilma conversou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a CPI na sexta-feira, em São Paulo, conforme revelou o Estado.

Nota do editor - Estava tudo pronto para a instalação da CPI ainda nesta terça-feira, tendo Vital do Rego, PMDB, na presidência, e Cãndido Vacarezza, PT, na relatoria. 

Dono da maior empreiteira do PAC, sócio de Cachoeira, avisa: "Com R$ 30 milhões, compro qualquer político"

CLIQUE AQUI pra ouvir a conversa grampeada do dono da Delta Construções, que detém 43% das obras do PAC, do governo Dilma Rousseff, do PT. O material foi divulgado pelo Jornal Nacional desta segunda-feira a noite. Trata-se de uma conversa imunda, ao estilo do Mensalão. No grampo, divulgado pelo blog Quid Novi, editado por Miro Pedrosa, Fernando Cavendisch diz que com dinheiro compra qualquer político:

Fernando Cavendish - Com 30 milhões, compro qualquer político. Eu não me interesso pela raia miúda.

O dono da Delta Construções é sócio oculto de Carlinhos Cachoeira. Ele chegou a Lula através do governador Sérgio Cabral, mas firmou alianças corruptas, antes, com os governadores Marconi Perillo, PSDB de Goiás, e Agnelo Queiroz, PT do Distrifo Federal. Leia a reportagem de Mino Pedrosa.

O presidente do grupo Delta, o maior fornecedor do Governo Federal e detentor de quase todas as obras do PAC, Fernando Cavendish, é flagrado como sócio oculto de Carlos Cachoeira, através do presidente executivo do grupo Carlos Pacheco. Há algum tempo Carlinhos era o responsável pelas operações da Delta no Centro-Oeste. E na tentativa de flagrar o contraventor do jogo, a Operação Monte Carlo acabou desmontando um esquema muito maior, envolvendo políticos de todos os escalões dos Governos Federal e Estaduais.

Carlinhos Cachoeira começou sua parceria com a Delta no Governo de Goiás, através de Marconi Perillo (PSDB). O governador estava entregando para Carlinhos concessões em todo o Estado até vir à tona a Operação Monte Carlo. No Distrito Federal o esquema não era diferente. Pelas mãos de Agnelo Queiroz a Delta desbravou Brasília e entorno “cuidando” do lixo e fazendo manobras em todas as áreas, como por exemplo na Saúde, com o laboratório de genéricos; e na Segurança; com as máquinas de caça níqueis.
Mas a Delta tem mesmo um grande aliado é no Rio de Janeiro: o governador Sérgio Cabral. Há indícios que Cabral teria colocado nas mãos de Cavendish grande parte das obras sem licitações, além de ter feito a ponte com o presidente Lula tornando a Delta a maior fornecedora do Governo Federal.
Cavendish em reunião de diretoria da empresa fala abertamente como age para conseguir negócios nos governos comprando políticos e recrutando agentes ( leia-se arapongas) para se municiar de informações para facilitar a corrupção a preços mais baixos.
(...)
Recentemente acompanhamos projeto em votação na Câmara dos Deputados com um forte lobby em quase todos os partidos, principalmente os da base aliada do Governo, para aprovar a liberação dos caça-níqueis e bingos. À frente do lobby o vice-presidente da República Michel Temer, que fala até hoje com o presidente da Abrabin ( Associação Brasileira do s Bingos) Olavo Sales da Silveira. O vice-presidente tinha até pouco tempo o jornalista Gustavo Krigger, seu assessor direto, fazendo a interface entre a Câmara dos Deputados e Abrabin, através da agência de publicidade FSB. Hoje a FSB atende não só a Abrabin como também a Delta e a Michel Temer como vice-presidente.

O Quidnovi revela agora a conversa gravada numa reunião da Delta,  quando Fernando Cavendish fala com os sócios entre eles Carlos Pacheco, também sócio de Cachoeira,  “discutia o que pensa da política e dos políticos brasileiros de maneira geral: “Se eu botar 30 milhões de reais na mão de políticos, sou convidado para coisas para ‘c…’. Pode ter certeza disso!”. E disse ainda que com alguns milhões, seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo: “Estou sendo muito sincero com vocês: 6 milhões aqui, eu ia ser convidado (para fazer obras). Senador fulano de tal, se (me) convidar, eu boto o dinheiro na tua mão!”

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem.

Tarso adere às PPPs. Presídio novo de Canoas projetado por Yeda poderá sair.

Depois de um ano e quatro meses no cargo e sempre repelindo a ideia de adotar Parcerias Público Privadas, PPPs, no Estado, durante seu mandato, finalmente o governador Tarso Genro rendeu-se à realidade da falta de dinheiro para tocar grandes obras inadiáveis nas áreas de infraestrutura material, e assinou decreto criando o Conselho Gestor das PPPS. O decreto saiu no Diário Oficial desta segunda-feira.

. O governo fez vazar a informação de que quer PPP para a RS-010 e para a rodoviária de Porto Alegre, mas sabe-se que por trás do movimento inesperado está o desejo de restabelecer a aliança acertada durante o governo Yeda Crusius, que alinhavou a construção de um mega-presídio em Canoas. O projeto foi apoiado por todos os prefeitos do PT da Grande Porto Alegre, inclusive o de Canoas.

- Caso não tivesse boicotado o projeto do novo presídio de Canoas, o governo já estaria na iminência de desafogar parte dos presos que superlotam o presídio central. 

Marchezan Júnior reafirma autoridade e sai como candidato a prefeito pelo PSDB

Numa reviravolta surpreendente, o PSDB de Porto Alegre resolveu enterrar de vez a idéia de prévias para a escolha do candidato e definiu que disputará as eleições de outubro com o deputado Nelson Marchezan Júnior. Wamber De Lorenzi, que também postulava a posição, resolveu ir a vereador.

. Marchezan Júnior reafirmou sua autoridade sobre os tucanos gaúchos, apenas alguns meses depois que se elegeu presidente do Partido no Estado.

. A definição dos tucanos clareia o ambiente da aliança com o DEM, que já estava costurada, mas dependia da escolha de Marchezan Júnior, o único que fecharia a coligação. A partir de agora, Marchezan Júnior e o deputado Paulo Borges decidirão que será o cabeça de chapa e buscarão novos coligados. Na última pesquisa de intenções de votos do Instituto Methodus, o mais confiável, os candidatos do PSDB e do DEM registraram 4% e 3,3% dos votos respectivamente, somando 7,3%.

- Com a definição da aliança PSDB-DEM, amplia-se as possibilidades do movimento iniciado pelo ex-deputado Ibsen Pinheiro, que articula uma chapa única PMDB-PP-PPS-PSDB-DEM.

PSD de Kassab fecha apoio ao PCdoB de Manuela D'Ávila em Porto Alegre

O PSD do prefeito Gilberto Kassab, presidido no RS pelo ex-jogador Danrlei, atual deputado Federal da legenda no Estado, decidiu nesta segunda-feira que apoiará a candidatura da comunista Manuela D'Ávila à prefeitura de Porto Alegre. A coligação também ocorrerá na chapa proporcional (vereadores).

. Caso o PP resolva alinhar-se ao PCdoB, a posição de vice-prefeito caberá ao Partido da senadora Ana Amélia, mas se isto não acontecer, disputarão o cargo um dos três vereadores do PSD, Nelcir Tessaro, ou um representante do PSB.

- Os três vereadores do PSD não integram a base de apoio do prefeito José Fortunati, mas costumam votar com ele. 



APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre -  1º lugar de Veja em 2010 e 2011
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br