Ex-juiz Rocha Matos denuncia: "Caso Celso Daniel é insepultável. A PF foi transformada em polícia política do PT e abafou o caso"

- Na longa entrevista a seguir, o ex-Juiz Rocha Matos denuncia que a Polícia Federal transformou-se em polícia política no governo Lula, o que a levou a boicotar as investigações sobre o assassinato do ex-Prefeito Celso Daniel. "Se as investigações fossem a fundo, Lula teria um problema maior do que o Mensalão", disse o ex-Juiz. Ele conta, também, que foi preso porque sabia demais sobre o caso, inclusive sobre as fitas gravadas e que comprometem o PT e figurões do Partido em São Paulo. O caso Celso Daniel foi reaberto de modo devastador neste domingo.

O governo Lula inaugurou uma Polícia Federal devotada a combater inimigos comerciais e políticos do PT – algo que ele, um delegado da PF por sete anos, não viu nem quando serviu sob a ditadura. A “Polícia Federal republicana”, frase do ex-Ministro da Justiça de Lula, Márcio Thomaz Bastos, é uma falácia: a PF de Lula era a PF dos interesses de Lula. O desabafo é do ex-juiz federal João Carlos da Rocha Mattos, 62 anos de idade. Rocha Mattos saiu da cadeia há menos de 20 dias. Cumpriu sete anos e cinco meses de prisão. Foi o único réu preso no caso do assassinato do ex-Prefeito de Santo André, Celso Daniel – tudo porque, diz ele, tinha posse de fitas comprometedoras, cujo conteúdo a PF de Lula “editou e apagou”. Rocha Mattos mandou destruir tais fitas, como juiz, por serem ilegais. Mesmo assim, ele sustenta que a PF, quando o prendeu na Operação Anaconda, em outubro de 2003, invadiu sua casa perguntando se havia cópias das fitas.

Acusado por supostamente vender sentenças judiciais, Rocha Mattos falou com exclusividade ao Brasil 247, por duas horas, em seu escritório no centro de São Paulo. Não mede palavras sobre o que sofreu: conclui que sua vida mudou depois que o caso Celso Daniel caiu em suas mãos. “Basta dizer que há ainda magistrados federais acusados de estupro, de homicídio, de corrupção, de lavagem de dinheiro. Nenhum deles foi preso ou perdeu a função, como eu perdi. Recebi muita pressão por causa das fitas do caso Celso Daniel. Recebi essas ameaças de pessoas que tinham sido seguranças do Lula em todas as suas campanhas, um deles um delegado federal que chegou a ser nomeado superintendente da PF em São Paulo depois que Lula ganhou sua primeira eleição para Presidente”. Ele se refere ao delegado Francisco Balthazar da Silva.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Renunciou o Presidente da Petrobrás. Nem o governo sabia da renúncia.

Nem mesmo o governo foi avisado previamente, mas o Presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, teria renunciado à presidência da estatal, segundo informou a agência Reuters e o canal televisivo Globo News na noite de sábado. Ele seria substituído por Maria das Graças Foster, atual diretora de Gás e Energia da empresa.

. José Gabrielli não vinha se acertando com Dilma, que preferia Foster no cargo.

. A Globo News informa que a troca seria em fevereiro, notícia que pegou de surpresa autoridades do governo e até mesmo os executivos da Petrobras. Na estatal, todos dizem não ter informações, e a assessoria de imprensa não confirmou a mudança

Couromoda terminou em SP. Vendas foram a R$ 900 milhões de pares de calçados.

A 39ª Couromoda, que reuniu fabricantes de calçados e acessórios no espaço montado no Anhembi, em São Paulo, encerrou com balanço positivo. A avaliação preliminar da feira, que apontou inicialmente a venda de quase 30% dos 900 milhões de pares produzidos no Brasil, mostrou um crescimento de 10% em relação a 2011. Segundo os organizadores do evento, que recebeu 85 mil visitantes - entre lojistas, importadores, industriais e demais profissionais da cadeia do couro/calçado, a feira teve um incremento de cerca de 5%.

Paralelamente à Couromoda, ocorreu entre os dias 15 e 18 a São Paulo Prêt-à- Porter. Realizada no Expo Center Norte, a amostra direcionada ao segmento de confecções registrou crescimento de 40% - comparado a 2011, e a participação de 500 expositores. Durante os dias de realização da Couromoda foram apresentados os lançamentos de outono-inverno e do alto verão. Ao todo, três mil marcas de calçados e acessórios foram apresentadas por 1,1 mil expositores.

* Clipping paranhanaonline

Eike Batista diz ao 'NYT' que se inspira nele mesmo para ter sucesso

Considerado o homem mais rico da América do Sul, com uma fortuna estimada pela revista Forbes em US$ 30 bilhões (R$ 52,8 bilhões), o empresário Eike Batista, 55, disse em entrevista ao jornal americano "New York Times" neste domingo que busca em sua própria história a inspiração para o sucesso e que quer ajudar uma "geração inteira de brasileiros" a ter mais orgulho.

. Falando ao correspondente do jornal americano no Brasil a partir da sede da EBX, holding que mantém diversas subsidiárias nos mais diferentes segmentos de atuação, o bilionário reiterou que seu "cavalo de corrida é o Brasil" e que o país tem agora o mesmo nível de riqueza que os EUA detinham na virada do século.

. Segundo matéria do "Estadão", sobre sua ascensão não só como empresário mas como celebridade, Batista diz que grande parte da população nunca ouvira falar em seu nome há cerca de 12 anos. "Os brasileiros acham que eu surgi do nada no ano 2000".

Fórum Social começa volta esta semana para Porto Alegre patrocinado por R$ 3,6 mi em verbas públicas

O Fórum Social volta nesta semana ao Rio Grande do Sul, onde foi criado há 11 anos como contraponto ao Fórum Econômico Mundial de Davos, que reúne líderes empresariais e políticos na Suíça. Além de Porto Alegre, irão sediar o evento os municípios vizinhos de Canoas, Novo Hamburgo e São Leopoldo.

. O encontro, que começa nesta terça e vai até domingo, é bancado em sua maior parte com dinheiro público – R$ 3,6 milhões em verbas públicas.

. Acampado há um mês na principal praça de Porto Alegre, um grupo de manifestantes, inspirado no movimento Ocupe Wall Street, já anunciou oposição ao Fórum Social 2012 e a seu modelo “estatal” e “institucionalizado”. O Ocupa POA (Porto Alegre) critica a aproximação do evento com partidos políticos e o patrocínio de empresas que estão envolvidas em projetos polêmicos, como o da usina hidrelétrica de Belo Monte (PA).

Artigo - A família denuncia que Marcelo Cavalcante foi vítima de emboscada premeditada em Brasília

* Marcos Cavalcante, irmão de Marcelo Cavalcante, ex-representante do governo do RS em Brasília, encontrado morto sobre aságuas do Lago Paranoá, Brasília, no dia 17 de fevereiro de 2009. A morte foi interpretada como execução pela ex-deputada Luciana Genro, PSOL, PT e seus aliados do RS, levando ao pedido de impeachment aceito pelo Presidente da Assembleia, o Deputado petista Ivar Pavan, e à CPI do PT (CPI da Corrupção). Este artigo é exclusivo e é deste domingo. A família de Marcos, como Luciana Genro, o PSOL, o PT e seus aliados, também acha que houve crime, mas cometido por agentes do Eixo do Mal - inimigos e adversários do governo tucano do RS.

É muito estranha a forma como o promotor se convenceu de que o Marcelo Cavalcante comedteu suicídio. Na matéria feita no blog Diários de Brasília, do jornal Zero Hora, pelo jornalista Fabiano Costa,  chamou a atenção a falta de convicção do próprio promotor a respeito da morte do Marcelo. Nem o promotor tem 100% de convicção de que foi suicídio. Chamo a atenção para esta declaração dele:
- Esgotamos todas as linhas de investigação de homicídio. Ao final das averiguações, concluímos que a morte ocorreu, MUITO PROVAVELMENTE, por suicídio.


. Reparem bem:  muito provavelmente? Onde se encontra o elemento chave de qualquer finalização de investigação, a convicção? Cadê o esgotamento de todas as linhas de apuração dos eventos?  Muito provavelmente por que, senhor promotor, ainda não tem certeza.  Ora, o Ministério Público imagina que Marcelo, sem querer, tropeçou na ponte e caiu lago adentro. E isto que a ponte tem uma proteção de mais ou menos um metro. E caiu justamente na hora em que acenou para o seu colega Newton (Careca) que passava na ponte naquela hora e até se cumprimentaram. Estranho ninguém ter visto nada, num domingo a tarde, dia ensolarado, frequentado pelos brasilienses que buscam lazer? Mas aí vai de encontro ao “perfil suicida” que o promotor atestou ? Perfil suicida, só nos contraditórios e mentirosos depoimentos da sra. Magda Koenigkamn, que viveu com ele pouco mais de um ano, o ano fatgal ? Numa das muigtas mentiras contadas em seus depoimentos, Magda  disse que meu irmão iria “pular da ponte”, reproduzindo o que tgeria ouvido de Lilian, a primeira mulher de Marcelo e mãe de Marcelinha, declaração que foi repelida na Polícia pela própria Lilian.

. Outro subsídio para descartar a tese de assassinato,  foi um estudo a partir da análise do comportamento da vítima. De acordo com o promotor Marcelo Leite,  meu irmão teria  “PERFIL SUICIDA”. A não ser pelos depoimentos de Magda, que durfante os 41 anos de vida de Marcelo só conviveu com ele um ano, ninguém mais disse isto, até pelo contrário. E foram ouvidos o pai, a mãe, os irmãos, a filha, as duas ex-mulheres e uma dezena de amigos e colegas. Marcelo Leite diz que, antes de pedir o arquivamento, procurou eliminar todas as suspeitas de assassinato. PARA LEITE, O EX-ASSESSOR SE SUICIDOU OU FOI VÍTIMA DE UM ACIDENTE.

. Que falta de convicção: Vvtima de um acidente. Isto mesmo... Será que alguém acreditaria que uma pessoa poderia sofrer um acidente na ponte JK, por volta das 14h de um domningo ensolarado,  e ninguém ter visto nada?

. É por isso e por muitas outras coisas que nossa família e todos os amigos do Marcelo Cavalcante temos 100% de certeza de que ele foi vítima de uma orquestrada, premeditada e covarde emboscada.

. Desafio o Ministério Público e a Polícia a mostrar as imagens da ponte JK. Eles escamoteiam as imagens. Ou será que elas sumiram? Ou será que elas não existem? Estranho um dos promotores ter mostrado um vidceo em que meu irmão aparece caminhando na ponte, mas depois congelando as imagens a seguir, sob a alegação de que  a sequência poderia ser pesada e que a família nunca aceita a constatação de  suicídio? As imagens sonegadas,  simplesmente confirmariam que não existe nenhum por cento de chance de o Marcelo Cavalcante ter se atirado da ponte ou de até mesmo ter sofrido um acidente.

. Queremos, eu e a família, mas também a opinião pública brasileira, que o MPF pronuncie-se a respeito das imagens colhidas sobre a ponte JK,  para acabar com a dúvida das pessoas que ainda têm. É simples assim. As imagens da ponte sumiram do inquérito.

OPINIÃO
Sumiram com o video". isso só pode ocorrer com investigações que não tem controle judicial, como, via de regra, são as investigações feitas pelo MP, que ao contrário das investigações feitas pela Policia Judiciária tem total controle judicial, pois devem obedecer a prazos e exames periodicos dos autos, conforme determina o CPP. Já o órgão de acusação, como parte que é da ação penal, pode, a seu critério oferecer elementos de prova ou subtraí-los, a medida que não tenham sido carreados para os autos da investigação que tenha o controle judicial. Isto é o risco de a investigação ser conduzida pelo MP, ou do MP ter colhido provas e não as repassar para os autos da investigação policial. O MP é parte na lide processual, ao contrário da Policia Judiciaria que é, ou ao menos deve ser imparcial.
*Opinião de leitor.

Dilma deve ouvir "mestre" Lula para definir Comissão da Verdade

A Presidente Dilma deve consultar o ex-Presidente Lula antes de escolher quem serão os integrantes da Comissão da Verdade. Grupo governamental que fará a narrativa das violações aos direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, a comissão terá a missão de identificar os responsáveis pelas mortes, torturas e desaparecimentos no período, ainda que não possa puni-los.

. Lula, que, assim como a Presidente, foi preso durante a ditadura militar, maior foco das apurações, será um dos poucos interlocutores cuja opinião terá peso na escolha dos sete conselheiros, segundo membros do governo envolvidos nas tratativas da instalação da comissão. (Foto: Google imagens)