Brasil comprou mais de US$ 20 bilhões de petróleo no ano passado

Ainda ecoam no governo as bravatas do ex-presidente Lula, mãos sujas de óleo, anunciando a sonhada conquista da auto-suficiência do petróleo. O factoide foi novamente desmascarado e de maneira contundente esta semana, quando resultaram abertas as contas da balança comercial de 2013, a de pior resultado desde 1993, quando elas começaram a ser tabuladas.

. No ano passado, o Brasil fechou com superávit raquítico de US$ 2,56 bilhões, ainda assim porque "exportações" de mentirinha de plataformas de petróleo somaram US$ 7,7 bilhões.

. A pior conta foi a de petróleo e derivados:

- O déficit registrado na balança comercial entre a compra e venda de petróleo e derivados chegou a US$ 20,2 bilhões - quase quatro vezes maior do que o déficit de 2012.

. Ou seja, o Brasil gastou mais do que US$ 20 bilhões com a importação de petróleo.

. A prometida auto-suficiência foi jogada para as calendas gregas, para o dia em que o petróleo estiver jorrando a pleno no Pré-Sal.

CLIQUE AQUI para ler a notícia com o anúncio da auto-suficiência para 2005.

COMPRE E LEVE PARA CASA. DESFRUTE.
HOJE, SEXTA-FEIRA, DIA 3 DE JANEIRO: aberto até as 20h
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Tuma Júnior revela as entranhas do aparato policial do Estado sob o governo do PT

Ao instrumentalizar a Polícia Federal, o governo Lula e seus ministros da Justiça - Márcio Thomaz Bastos, Tarso Genro e Barreto - agregaram nela o "poder de informação, área de inteligência deslocada da Abin, após a constatação de que ela não conseguiria resultados, simplesmente por falta do poder de polícia.
. Sob Lula, a Polícia Federal passou a fazer os informes sob o título de "relatório de inteligência" ou de "relatórios circunstanciados de inteligência", que são depois juntados a inquéritos e a processos, portanto peças de polícia judiciária, um substrato material para indiciamento, acusações e condenações.

. Tudo isto é o que conta o delegado Romeu Tuma Júnior no seu livro "Assassinato de Reputações", página 73.

. Nem a ditadura tinha pensado em algo semelhante.

. A Polícia Federal foi aparelhada para propósitos partidários. Primeiro era estipulado o alvo e depois eram usados grampos e dossiês. Leia o que explica Tuminha na página 74:
- Aí, antes de qualquer coisa, você vaza tudo na imprensa e condena o acusado no Supremo Tribunal do Google.  A PF é o braço armado e indispensável do projeto de poder. Ela opera com fachada de legalidade.

. No livro, Tuma Júnior denuncia que a PF altera números de inquéritos para disfarçar prescrições, mandados de busca são usados para fazer provas e não para buscar provas, transcrições de grampos são feitas sem método científico cronológico dedutivo, não ocorrem diligências durante as interceptações, descontextualizam-se diálogos de grampos, criando enredos e mandando gente para a prisão por achismo e dedução.

. Pior: números de linhas telefônicas são listados para o juiz sem que a polícia prove que efetivamente ela é de uso ou titularidade do investigado. Não basta dizer que é. É preciso provar. Isto não é feito e os juizes admitem o deslize. 

. Superintendentes da PF nos Estados foram estimulados a assumir secretarias estaduais de Segurança Pública. Os governadores sabiam ou deviam saber que eles deviam mais lealdade à PF do que ao governo estadual.

. No RS, a governadora Yeda Crusius caiu na armadilha. Quando reclamou por não ter sido informada sobre a Operação Rodin, o seu secretário da Segurança, ex-superintendente da PF, avisou com franqueza:
- Devo lealdade à senhora, mas devo mais lealdade à Polícia Federal.

- Quando se trata de grampo, o alvo é o aparelho e não o interlocutor, escolhendo muitas vezes "alvos laranjas" para pegar pessoas com resguardo de foro. Quando se trata de adversparuii e este for inocente, o inquérito fica aberto, tramitando ad eternum para se dizer: "Ele está sendo investigado". 

Lula montou seu Estado Policial com base na experiência dos tempos em que foi alcaguete da ditadura militar e do Dops

Os acontecimentos registrados durante o governo Yeda Crusius no RS, todos sob o comando do então ministro da Justiça, Tarso Genro, foram denunciados pelo editor como típicos de um Estado Policial, no qual a Polícia Federal operou como um aparato do tipo Tcheca ou Stasi, esta a detestável polícia política dos comunistas da Alemanha Oriental. É o que o editor denuncia no seu livro "Cabo de Guerra".

. Pois tudo isto é confirmado agora pelo ex-secretário nacional de Justiça do governo Lula, o delegado Tuma Júnior. É só ler com atenção o capítulo 5 do livro “Assassinato de Reputação”. Tuma Júnior trabalhou três anos sob as ordens de Tarso.  O que ele conta na página 71:

- É totalmente inaceitável chamar de polícia republicana uma instituição de repressão estatal que procede a suas investigações na contramão técnica elementar da ciência investigativa, qual seja, a que parte de um crime para chegar ao criminoso. Até as crianças sabem que o gato corre atrás do rato. Polícia que nomina, posiciona e escolhe “alvos” é instrumento de governo.

. Foi o que fizeram as Operações Rodin, Mercari, Solidária e todas as outras que o delegado Ildo Gasparetto moveu sob ordem de Tarso Genro durante o governo Yeda Crusius.

. O que narra Tuma Júnior não se baseia em deduções ou percepções. Eis o que ele explica:

- Eu sou protagonista desta história. Eu vi. Não me contaram. Eu participei.

. Onde é que Lula aprendeu a usar a Polícia Política de modo tão acintoso e eficiente ?

. Lula foi alcaguete da ditadura, ganso do pai de Tuminha, o temido delegado Geral do Dops em São Paulo, Romeu Tuma. É o que conta o autor do livro:

-Lula aprendeu com meu pai, Romeu Tuma, o que era o poder de informação, o de polícia, e o do policial. E, por tabela, conheceu os mecanismos de controle desses poderes. A Polícia Federal não é uma polícia de Estado, mas um instrumento pessoal de pressão e intimidação, uma polícia de partido, uma versão tupiniquim da Stasi alemão ou da Tcheca.

. O editor já tinha demonstrado aqui que as operações da PF aumentaram quinze vezes durante o governo Lula. O número de funcionários da PF saltou de 9.2131 para 14.575

. Foram 48 operações realizadas durante o governo FHC, mas 1.244 durante o governo Lula. 80% delas nasceram de grampos. Conclui Tuminha:


- Lula aprendeu tudo isso com meu pai, e viveu (ele, Lula) infiltradonos aparelhos policiais e de repressão e nos movimentos sindicais como um agente duplo, um dos melhores informantes do Dops. Ele aplicou tal aprendizado, depois, na Polícia Federal. 

Ministro Mantega anuncia superavit fiscal de R$ 75 bilhões em 2013, acima da meta de R$ 73 bilhões

O ministro Guido Mantega disse hoje que o anúncio foi antecipado para tentar resgatar a credibilidade do mercado. Ele informou  que o governo conseguiu  superávit primário de  R$ 75 bilhões no ano passado. Disse o ministro:
- Queria começar o ano dando boas notícias do ponto d vista central. O governo central cumpriu o compromisso fiscal acima de R$ 73 bilhões.

. A meta de superávit primário do governo central para 2013 era de R$ 108,09 bilhões, mas o governo se comprometeu em obter apenas R$ 73 bilhões, o equivalente a 1,53% do Produto Interno Bruto (PIB).
O governo federal conseguiu entregar os R$ 75 bilhões de economia, em 2013, com ajuda de R$ 35 bilhões vindos dos três programas especiais de parcelamento de dívidas e do bônus pela exploração de petróleo no campo de Libra. 

. Não se trata de dinheiro da sua receita corrente líquida, mas de recursos extras tópicos.

- O resultado fiscal do governo central em dezembro foi “excelente”. “Fizemos um resultado de R$ 14 bilhões de superávit primário (em dezembro). Esse número será aperfeiçoado nos próximos dias. Vamos chegar próximo dos R$ 75 bilhões de economia em 2013”, destacou Mantega. Segundo o ministro, a arrecadação de dezembro “teve pouco Refis” e atingiu R$ 116 bilhões. Com isso, conforme o ministro, o compromisso de superávit fiscal do governo central foi cumprido e ficou um pouco acima de 1,5% do PIB. “Agora falta esperar para saber quanto será Estados e municípios para saber o resultado do governo consolidado como um todo”, destacou.

. Se não fossem considerados os abatimentos como investimentos e desonerações, a meta cheia do setor público consolidado seria de R$ 155,9 bilhões, ou o equivalente a 3,2% do PIB, projetado em R$ 4,768 trilhões. No caso dos Estados e municípios, a economia que deveria ter sido feita era de R$ 47,8 bilhões, equivalente a 1% do PIB.

Artigo, Rubem de Freitas Novaes - O sapo na panela ou a argentinização da economia brasileiras

Em seu artigo em O Globo de hoje, Rubem Novaes avisa que a hipótese de argentinização da economia brasileira é mais provável do que qualquer outra opção mais radical. Leia tudo:

. Nossa história é fértil em exemplos de barbeiragens na condução da política econômica, todas elas causadoras de expressivos custos para a população. Para ficar apenas no passado mais recente, podemos aqui relembrar do congelamento de preços do Plano Cruzado, do sequestro de ativos financeiros do Plano Collor, da banda diagonal endógena de Chico Lopes e da destruição patrimonial da Petrobras, iniciada no governo Lula e ainda em curso.

. Medidas desastradas como essas.

CLIQUE AQUI para ler mais. 

Beto propõe demissão de Ideli e extinção do seu ministério, por falta do que fazer

O deputado Beto Albuquerque acaba de pedir a demissão da ministra Ideli Salvatti e a extinção do seu ministério, Relações Institucionais. É que o socialista não vê razão da existência dos dois, já que a aprovação do chamado orçamento impositivo para efeito do cumprimento das emendas parlamentares, ninguém mais precisará ajoelhar diante da ministra para pedir favores.

. Há muito mais tempo, o pagamento dos valores dos Fundos de Participação de Estados e Municípios ou os 25% do ICM S devidos aos municípios, já não dependem de favores dos governantes. 

. O mesmo não acontecia com as emendas parlamentares, como não acontece ainda no caso das propostas aprovadas pelo povo gaúcho nas chamadas Consultas Populares, uma espécie de OP do governo estadual.  

Jornal diz que Telefônica, Claro e Oi podem assumir em conjunto o controle da TIM

A Telefónica está trabalhando em uma oferta conjunta com a Amercia Movil (que controla a Claro) e a Oi para assumir a TIM Participações, a unidade local da Telecom Itália, também conhecida como TIM Brasil, disse o jornal italiano  Il Sole 24 Ore nesta sexta-feira".

. O Cade advertiu a Telefônica, para que venda sua participação na TIM Brasil ou busque um novo parceiro para o seu negócio de telefonia móvel Vivo.

Kevin volta para a Câmara de Porto Alegre. Sai Luiza Neves, PDT.

O PP voltou a contar com quatro vereadores na Câmara de Porto Alegre, o que resultou da saída de Kevin Krieger da Fasc (foto ao lado), que possui status de secretaria. Ele foi substituído por Marcelo Soares, também do PP.

. Com a ida de Kevin para a Câmara, rodou Luiza Neves, do PDT, que no entanto já está acertada para substituir Pompeo de Matos na secretaria municipal do Trabalho.

. O vereador Kevin Krieger é o único dos quatro vereadores do PP que disputará uma cadeira no Legislativo. Ele será candidato a deputado estadual. Guilherme Villela, Mônica Leal e João Carlos Nedel, não disputarão as eleições deste ano. Mônica é a nova líder do Partido na Câmara.

PDT protocola carta para pedir a demissão do secretário da Saúde de Porto Alegre

É inédita a decisão do PDT de protocolar carta na prefeitura de Porto Alegre para pedir a demissão do secretário municipal da Saúde, Carlos Casartelli, que é do PTB.

. O prefeito José Fortunati é do PDT.

. Afinal de contas, acertos de contas costumam ocorrer frente a frente, quando os dirigentes e governantes são do mesmo Partido.

. A pressa do Partido foi tão grande que o presidente Vieira da Cunha não quis nem esperar o regresso do prefeito, que está em Nova Iorque descansando.

. A iniciativa do PDT abre a guarda para que o PTB dê o troco, usando o mesmo expediente.

Porto Alegre é a mais cara capital do Brasil. Inflação de 2013 foi de 7,27%, contra média nacional de 5,63%.

A pior posição entre as capitais foi de Porto Alegre, que  registrou alta de 7,27% no Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) acumulado de 2013. É onde estão os mais altos preços do Brasil. A taxa é também bastante superior aos 5,63% da média brasileira.

. Na última semana do ano, o índice calculado na capital é o segundo maior entre as sete capitais pesquisadas no Brasil, com alta de 0,84% nos preços. O índice mais alto foi o de Salvador, com 0,86%.

Em Porto Alegre, os setores que aceleraram a inflação semanal no índice medido até 31 de dezembro foram a alimentação, com alta de 1,22% na semana e 10,03% no ano, e os transportes, com inflação de 1,2% na semana e 4,44% no acumulado de 2013. Os itens específicos com mais variação foram os shows musicais (6,29%), os alimentos preparados e congelados de ave (6,29%) e a gasolina (4,74%).

OEA dá prazo de 15 dias para governo Tarso anunciar mudanças no Presídio Central

- O presidente nacional da OAB disse ao editor que facções criminosas dominam o Presídio Central de Porto Alegrem, que já não é mais controlado pelo governo estadual. Tarso Genro prometeu melhorias no estado indigno da prisão e acabar com a superlotação durante a campanha, mas ela ficou maior ainda. 

É a primeira vez que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), ligada à Organização dos Estados Americanos (OEA),interpela diretamente um governo do RS sobre a situação desumana do Presídio Central de Porto Alegre. A OEA recebeu denúncia do Fórum da Questão Penitenciária, grupo de entidades lideradas pela Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris) sobre as condições indignas da casa prisional entraram na mira da corte internacional, exigiu explicações dos governos do Brasil e do RS, ambos prometeram mudanças urgentes e nada implementaram de importante. Nova inspeção feita há duas semanas no Presídio Central, constataram a inação do governo Tarso Genro.

. O governador do RS não soube, ainda, da decisão, porque entrou de férias na virada do ano e foi para o Uruguai. 

. Na medida cautelar adotada agora pela CIDH, o Brasil tem o prazo de 15 dias para adotar as normas aprovadas na segunda-feira, 30 de dezembro.

O secretário-geral da OAB/RS, Ricardo Breier, que integra o Fórum da Questão Penitenciária, explicou hoje ao jornal Zero Hora  que o descumprimento das medidas pode afetar os laços políticos do Brasil internacionalmente. A tentativa de uma cadeira permanente na Organização das Nações Unidas (ONU) é um dos pontos que pode ser atingido.

— O não cumprimento revela que o Brasil não respeita a questão dos Direitos Humanos — afirma Breier, que visitou o Central no final de dezembro e diz que há situação caótica continua igual a da época da denúncia.

. Para o juiz de Execuções Criminais Sidinei Brzuska, o cumprimento exige, praticamente, o fechamento do Central. 

As exigências da OEA ao governo Tarso Genro
- Adote medidas necessárias para salvaguardar a vida e integridade pessoal dos internos
 - Assegure condições de higiene e proporcione tratamentos médicos adequados
 - Implemente medidas para recuperar o controle de segurança em todas as áreas do Central (...) garantindo que os agentes do Estado sejam os encarregados das funções de segurança interna e assegurem que não sejam conferidas funções disciplinares, de controle ou de segurança aos internos
 - Implemente um plano de contingência e disponibilize extintores de incêndio e outras ferramentas necessárias
 - Tome ações imediatas para reduzir a lotação

Rissul inaugura seu supermercado premium no Shopping Gravataí

Abriu o mais novo supermercado da rede Rissul, desta vez no recém inaugurado Shopping Gravataí, RS. A loja Premium passou a operar no final de dezembro. Ela é uma das âncoras principais no empreendimento do M.Grupo.

. A loja número 58 da rede conta com mais de 1.500 m² de área de vendas, com nova e moderna comunicação visual, ambiente climatizado, restaurante e cafeterias próprios, estacionamento ao lado do shopping, adega com vinhos especiais, grill, padaria, açougue, além de produtos exclusivos e variados para atender ao público do local.  

Miola novamente no TCE foi resultado de acordo politico dentro do Tribunal de Contas

É até surpreendente a reeleição de Cesar Miola para a presidência do Tribunal de Contas do Estado, porque o instituto não existia mais no RS. Acontece que a vez seria do conselheiro Algir Lorenzon, ex-deputado do PMDB, mas ele considerou que em ano de eleições não seria aconselhável ocupar a função, oque revelou prudência.

. Isto significa que Lorenzon será presidente do TCE, quando ele terá 68 anos, dois antes da expulsória de 70 anos. Será, também, quando se abrirá a próxima vaga de conselheiro, a menos que ele resolva antecipar a aposentadoria.

COMPRE E LEVE PARA CASA. DESFRUTE.
HOJE, QUINTA-FEIRA, DIA 2 DE JANEIRO: aberto até as 20h
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Aécio apresenta projeto que transforma o Bolsa família em programa de Estado

O senador Aécio Neves apresentou nesta quarta-feira um projeto de lei que transforma o Bolsa Família em um programa de Estado.

. Caso seja aprovado o projeto, o Bolsa Família não poderá mais ser manipulado por qualquer governo ou Partido.

Tarso volta a emparedar Dilma e o PT, mas suas exigências só ajudam a justificar fuga de candidatura à reeleição

Antes de viajar para novo período de férias, desta vez de 11 dias no Uruguai, o governador Tarso Genro voltou a emparedar Dilma Roussef e o PT, ao relacionar sua candidatura à reeleição a duas situações que estão fora do seu controle:

- A mudança dos termos da dívida do governo com a União.
- O apoio exclusivo de Dilma à sua candidatura no RS.

. O governador prossegue arrogando-se a exclusividade no caso do encaminhamento do projeto de lei complementarque muda os termos da dívida com a União, quando se sabe que a batalha foi de todos os Estados e prefeitos em dívida, sobretudo SP. Dilma e o PT apenas renderam-se porque querem beneficiar o prefeito Fernando Haddad.

. O caso do palanque único é mais grave, já que PDT e PMDB querem apoiar Dilma Roussef, mas Tarso Genro considera-os infiltrados que rejeita.

. A entrevista foi concedida ao site Sul21 de hoje:

– E a tua candidatura à reeleição ainda não está totalmente definida. O quanto essa decisão passa pelas questões nacionais e pela definição do palanque de Dilma no Rio Grande do Sul?

Tarso Genro – Passa integralmente. Primeiro, nós já temos a certeza da aprovação do PLC (Projeto de Lei Complementar) que reestrutura a dívida, que foi um trabalho hercúleo que nós fizemos, do nosso governo, dos deputados do Rio Grande do Sul, durante estes três anos de governo. E este PLC abre um novo caminho para o estado. Uma abertura para o futuro. Provavelmente seja, em termos orçamentários e financeiros, o que de mais importante nós fizemos aqui no Rio Grande do Sul nos últimos vinte anos. E segundo, depende sim do palanque. Mas não por birra ou por descontentamento. Eu privilegio a questão nacional. E o nosso governo criou a identidade total com o governo da presidenta Dilma.
Se eventualmente a direção nacional decidir que aqui ela vai ter dois palanques, eu vou argumentar ao meu partido que eu não sou o candidato adequado. E vamos procurar outro candidato para reforçar a estrutura da presidenta. Porque toda a construção que nós fizemos no nosso governo foi uma construção de identidade total com ela. É claro que o partido poderá me convencer de que eu não tenho razão. Não é uma questão de princípio, mas eu estou convencido sim que para que eu seja candidato e seja um candidato coerente, a presidenta terá que ter aqui um palanque exclusivo.


CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Joaquim Barbosa nega domicílio em SP e compara Genoíno ao traficante Beira Mar

O advogado do mensaleiro José Genoíno, ex-presidente nacional do PT, condenado e cumprindo pena como bandido comum, tenta novamente confundir a opinião pública com a idéia de que seu cliente é um preso político e não um político preso. Em nova investida, ele demonstra verdadeiro escândalo com a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que impediu José Genoino de cumprir prisão domiciliar em seu domicílio, que é São Paulo. É que Joaquim Barbosa reportou-se a uma decisão anterior sobre Fernandinho Beira-Mar, um dos traficantes mais perigosos do País. Ou seja, na prática, o chefe do STF comparou o ex-presidente do PT "ao maior bandido do País".

. A comparação é até benigna para Zé Genoíno, porque ao implementar com outros bandidos do PT a açao do  Mensalão, ele ousou mais, já que a sua organização criminosa meteu a mão em dinheiro público, articulou-se em quadrilha com empresários privados para tomar-lhes dinheiro, fez advocacia administrativa, praticou lavagem de dinheiro e tudo para corromper eleitores e parlamentares com o objetivo de perpetuasr o Partido no Poder. Isto jamais aconteceu antes no Brasil. 

Leia, abaixo, informações publicadas no Painel, da Folha de S. Paulo, com a acusação de Pacheco a Joaquim Barbosa:

Me dê... Advogado de José Genoino, Luiz Fernando Pacheco diz que Joaquim Barbosa comparou o petista ao "maior bandido do Brasil" ao negar, em decisão no fim do ano, sua transferência de Brasília, onde cumpre prisão domiciliar pelo mensalão, para São Paulo.
... motivo Segundo a defesa do petista, o presidente do Supremo Tribunal Federal cita como uma das razões para negar a transferência de Genoino um habeas corpus, também indeferido pela corte, em que a defesa de Fernandinho Beira-Mar pedia que o traficante fosse levado para o Rio de Janeiro.

CEP Pacheco diz que a Lei de Execução Penal determina que o preso deve cumprir pena próximo de seu domicílio, salvo em casos excepcionais.

Entrevista, Osmar Terra - Drogados que matam, voltam a matar

Quando completou 18 anos, Jacson Nauta de Quadros saiu da prisão. O assassino confesso de 12 pessoas, com requintes de crueldade, chocou a sociedade gaúcha em 2008. À época, ele tinha 16  Em 2011, o juiz cumpriu a lei e mandou-o embora. Foi acompanhado durante seis meses na chamada “liberdade assistida” e, aparentemente, ficou em paz. Agora, a imprensa noticia que o jovem, agora com 21, voltou a matar uma pessoa. Num artigo publicado na imprensa gaúcha, o  deputado federal  Osmar Terra (PMDB-RS) havia advertido, em abril de 2011, que Jacson seguira seu destino de homicida:

. Leia aqui a entrevista do deputado  Osmar Terra sobre o assunto:

Pergunta: O senhor previu que o adolescente preso em 2009, aos 16 anos, responsável por vários homicídios na região metropolitana, quando solto, voltaria a matar. Baseado em que fez essa previsão?
Deputado Osmar Terra: Em abril de 2011publiquei um artigo intitulado "Voltará a matar". Era sobre o então adolescente, Jacson Nauta de Quadros, o "Jundiá", hoje com 21anos. O início do texto era assim: “Foi libertado, ao completar 18 anos, o adolescente de Novo Hamburgo que matou, com requintes de crueldade, 12 pessoas. O Juiz que o libertou cumpriu a lei. O jovem terá por seis meses, um acompanhamento, a “liberdade assistida”, e depois voltará a matar, " E ele voltou a matar. Recentemente, executou outro jovem dentro de um ônibus e feriu gravemente uma mulher idosa. Agora está foragido. Fiz aquela afirmação não por dom profético, mas por experiência como gestor público e como médico, estudioso do comportamento humano e seus transtornos. A minha tese de Mestrado é uma revisão sistemática sobre comportamento violento. Acredito que é possível analisar comportamentos antissociais e prevenir muitos crimes, baseando-se mais em evidências científicas e menos em discursos filosóficos.

Pergunta: Como acontecem esses transtornos mentais. São só reflexos da situação social dos indivíduos?
Deputado Osmar Terra: Não só.

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista.

CLIQUE também, a  seguir, ouça a entrevista concedida sobre a questão das drogas ao programa Cenários. Osmar Terra foi entrevistado pelo editor e pelo analista financeiro Stormer.

http://www.youtube.com/watch?v=4SkmJWCF1co&list=PLJlwo2Q4Qb0wYTTqnT7demm5f8IgK2JwQ