Até a CUT vaia ministros, prefeito e candidatos do PT em São Paulo. É o cerco vivo ao PT.

Nem a CUT parece mais aguentar as mentiras e aleivosias, a corrupção e os engodos do governo Dilma, do PT e de Lula, porque na manifestação de hoje em SP o público vaiou o ministro Clóvis Carvalho, quando defendia a presidente, mas além de vaiar, impediu que o ministro Alexandre Padilha e o prefeito Haddad sequer pudessem falar. Lula nem compareceu. A nota a seguir pé toda do site www.brasil247.com.br, que constata:

- O PT está sendo cercado.

. Não era para menos. 

O Partido dos Trabalhadores enfrenta hoje um ambiente de caça às bruxas. No mesmo dia em que José Genoino foi preso novamente em decorrência da Ação Penal 470, representantes estelares do partido foram impedidos de discursar no Primeiro de Maio da Central Única dos Trabalhadores, a CUT. Ou seja: mesmo jogando "em casa", petistas foram hostilizados.
A festa do Dia do Trabalho, realizada no Vale do Anhangabaú, chegou ao fim sem que o pré-candidato Alexandre Padilha, o prefeito Fernando Haddad e o ministro Ricardo Berzoini pudessem falar. Ao serem anunciados, foram hostilizados com vaias, pedras e latas atiradas ao palco por manifestantes – desde cedo, dirigentes da CUT trabalhavam com a informação de que grupos organizados se infiltrariam no evento com o propósito de hostilizar petistas, para, assim, produzir cenas fortes para emissoras de televisão.
Haddad tentou falar, pediu calma várias vezes e disse que era importante realizar o "ato político". No entanto, diante do clima de hostilidade, deixou o palco demonstrando indignação. O mesmo aconteceu com Ricardo Berzoini. Quando chegou a vez de Padilha, ele pôde falar apenas "bom dia, boa tarde, boa noite". Saiu também sem fazer o seu discurso.

O PT está sendo cercado.

Genoíno, condenado por conspirar e trair o povo brasileiro, volta para sua cela na Papuda

O ex-deputado José Genoino se apresentou nesta tarde, depois da decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que o enviou novamente à Papuda, seu verdadeiro lugar como bandido condenado por conspirar e trair o povo brasileiro. 

. Ex-deputado e ex-presidente nacional do PT, ele foi peça-chave na organização criminosa montada para roubar dinheiro público e achacar empresários, tudo com o objetivo de corromper eleitores e parlamentares, visando perpetuar Lula e seu Partido no Poder. 

. Depois do espetáculo degradantre protagonizado pelo covarde ex-presidente do PT, mensaleiro condenado como ladrão do dinheiro público, Genoíno volta para sua cela. Ele foi examinado por cinco juntas médicas diferentes ao longo dos últimos meses, coisa que nenhum preso brasileiro jamais conseguiria, tudo por conta de fingimentos do mensaleiro, dramas infinitos armados por seus familiasres e protestos canalhas promovidos por seus companheiros e simpatizantes do PT.

. Nas cercanias do presídio, militantes do PT ainda se atreveram a  prestar solidariedade, aos gritos de "Genoino, guerreiro do povo brasileiro", sem pudor algum, insistindo em caracterizar uma prisão comum em uma prisão política, como se o Brasil estivesse sob o domínio de uma ditadura e não sob o governo democraticamente eleito, aliás do próprio PT.

- Eis como Lauro Jardim, Veja, registrou a volta de Genoíno, em meio a vaias de parentes de presos comuns;
José Genoino acabou de se apresentar à Papuda. A militância preferiu curtir o feriado à dar uma força. Na porta da penitenciária, apenas meia-dúzia de gatos-pingados, carregando bandeirolas do PT e do MST, aguardavam a chegada de Genoino. Não foram perdoados.Pelo menos dois grandes grupos de parentes que foram visitar outros presos, ao verem o pequeno circo, vaiaram os petistas postados para saudar Genoino.

Opinião do leitor - Petrobrás e a obrigação de saber

OPINIÃO DO LEITOR
Petrobrás e a obrigação de saber

Gosto muito de seus comentários e admiro muito seu discernimento e coragem patriótica (coisa rara neste manicômio no qual se transformou o Brasil). Gostaria muito que o senhor comentasse uma coisa que me assusta neste imbróglio todo da PTbras: como é possível que não haja qualquer protocolo registrando a data da entrega dos relatórios e de suas cópias? Como assim não se sabe em que data foi entregue o relatório e nem o seu conteúdo? Como pode-se sacar 10 milhoes de dólares sem registro? Só isso, já seria motivo de demissão de TODA a cúpula da empresa, em qualquer país um pouquinho mais sério! Qualquer paróquia do interior tem processos mais bem desenhados e mais transparentes do que a maior e mais importante empresa do país!!! Vivo aqui na Polônia, Varsóvia, tgenho muito medo do caminho que o Brasil está seguindo. Ví diversos documentários sobre a queda do bloco soviético (que, aliás, está em processo de remontagem), a abertura da antiga Alemanha Oriental e dos registros da STASI (um entre cada seis habitantes era um informante), que mostram muito bem do que esses esquerdopatas são capazes... O rastro de destruicao que deixaram para trás... Essa gente é do mal!

Que Deus lhe conceda muita saúde e força! Nosso país nunca precisou tanto de pessoas como o senhor.
Militão Woluyngawitz, Varsóvia, Polônia\. 

Entrevista, Douglas Stone, Harvard - O problema não é quem avalia, mas quem é avaliado em seu desempenho

Lucas Rossi, da revista Exame, entrevistou o  professor de direito da Universidade Harvard, Douglas Stone que é um dos autores do recém-lançado Thanks for the Feedback: the Science and Art of Receiving Feedback Well (Obrigado pelo Feedback: a Ciência e a Arte de Receber Bem um Feedback), com publicação prevista no Brasil para este ano pela Portfolio-Penguin. Leia:

Especialista em negociação, já ajudou empresas como a montadora Honda e gigantes de tecnologia, como HP e IBM, a gerenciar situações de conflito. Stone vem a São Paulo no início de maio para um evento da HSM.

1) EXAME - Por que as conversas sobre avaliação de desempenho costumam ser fonte de frustração?
Douglas Stone - O problema não está em quem faz as avaliações. A grande questão é a falta de preparo de quem recebe o feedback. Todos sabemos que precisamos aprender e melhorar. Ao mesmo tempo, temos a necessidade de nos sentir amados. O feedback é uma ótima ferramenta para crescer, mas também mostra a forma como somos vistos pelos outros.

2) EXAME - Qual é o erro mais comum das empresas?
Douglas Stone - Hoje há muito investimento em sistemas de avaliação e muito esforço para ensinar os líderes a conversar com suas­ equipes. Mas a maioria se esquece de quem vai receber a mensagem. É importante desmistificar esse processo. Todos devem aprender a ouvir. Por isso, as empresas deveriam ensinar também os líderes a receber feedback. 

3) EXAME - Por que é tão importante que o líder saiba ouvir?
Douglas Stone - As transformações na liderança são a arma mais poderosa em qualquer processo de mudança nas empresas. Os líderes determinam o caminho a ser seguido. O que importa é o que eles fazem, não o que o pessoal de recursos humanos diz. 

4) EXAME - Um ajuste na maneira como se dá o feedback pode mesmo mudar toda uma empresa?
Douglas Stone - Sim. Os funcionários costumam prestar muita atenção em seus chefes. Se eles passarem a ouvir mais nas sessões de feedback, a tendência será que todos sigam o exemplo. Isso sem contar que, ao ajustar sua atuação, os líderes se transformam em profissionais melhores.

5) EXAME - Quanto as empresas perdem por não saber dar feedback a seus funcionários?
Douglas Stone - As empresas sofrem com baixa produtividade e aumento da rotatividade da mão de obra. É preferível ter uma relação com o chefe baseada na sinceridade ou ter um superior que não escuta? Uma pesquisa recente nos Estados Unidos mostrou que 63% dos trabalhadores acham que a última conversa que tiveram sobre desempenho foi imprecisa ou injusta.

6) EXAME - Mas isso não é próprio da natureza humana? Não buscamos sempre mais reconhecimento?
Douglas Stone - Sim. Mas, à medida que a indústria perde espaço e as economias ficam mais dependentes do conhecimento, torna-se mais crucial aprender a dar retorno. Algumas companhias começam a valorizar o que está sendo chamado de “humildade intelectual”, ou seja, a capacidade de aprender com os próprios erros e de dar espaço aos colegas. 

7) EXAME - Quais empresas estão à frente nessa área?
Douglas Stone - O Google é um bom exemplo. A empresa sabe o tamanho do desafio, debate isso internamente, faz um grande esforço para contratar as pessoas certas e depois para treiná-las. Nas companhias que dependem de inovação para crescer, essa mudança é uma questão de sobrevivência. Seus times realmente precisam aprender com os sucessos e os fracassos.



Diretora do Bird cria, nestga sexta, Obserrvatório de Participação e Governança em Rede, Porto Alegre

Deborah Wetzel, diretora do Banco Mundial para o Brasil, estará em Porto Alegre nesta sexta-feira (2). Ela participa do ato de assinatura que cria o Observatório de Participação e Governança em Rede (OPGov.net), com o governador Tarso Genro e o diretor da Diretoria de Análise de Políticas Estratégicas da FGV, Marco Aurelio Ruediger.  Ao término do evento, haverá espaço para perguntas e entrevistas.

Hora: 10h
Local: Salão dos Espelhos do Palácio Piratini


Paulinho, Força Sindical, no 1o de Maio: "Dilma também deveria estar na Papuda"

Os discursos mais contundentes contra o governo neste 1o de Maio aconteceram na manifestação feita pela Força Sindical em SP, protagonizados por Paulinho da Força e Aécio Neves.

. O deputado Paulo Pereira da Silva (SDD-SP), presidente do partido Solidariedade e anfitrião da festa de Primeiro de Maio da Força Sindical, atacou duramente a presidente Dilma Roussef:

- Ela (a presidente) deveria  estar na Papuda, onde já está preso José Dirceu e para onde segue, nesta quinta, José Genoino. O governo que deveria dar o exemplo está atolado na corrupção. Se fizer o que a presidente Dilma falou ontem, quem vai parar na Papuda é ela. Eu me fefiro ao anúncio foi ontem pela presidente Dilma pelo Dia do Trabalho, em que prometeu aumento de 10% no Bolsa Família, correção de 4,5% na tabela do Imposto de Renda na fonte no ano que vem e também manter a política de valorização do salário mínimo.

. O discurso duro de Paulinho foi criticado pelo ministro do Trabalho, Manoel Dias, que, até recentemente, era correligionário do sindicalista no PDT.  "Ele não precisava ter ofendido a presidente", disse.

 . Aécio também  atacou Dilma, mas de modo muito mais político:

- A presidente da República protagonizou ontem um momento patético da vida pública brasileira. Porque ela utilizou um instrumento de Estado, a cadeia de rádio e televisão, para fazer proselitismo político, para atacar adversários", disse ele. As medidas que ela anuncia vêm exatamente na direção daquilo que temos proposto já há muito tempo. O PSDB e o Solidariedade protocolaram, no início desta semana, uma proposta que garante o reajuste real do salário mínimo. 

ABERTO ESTA NOITE, 1o DE MAIO


Melhor festa do RS, hoje, é o Festival de Baloinismo de Torres

A melhor festa do RS neste 1’o de maio ocorre em Torres. Trata-se do 26º Festival Internacional de Balonismo.

Deputados do PT caçam assessor que filmou as mordomias de Zé Dirceu na prisão da Papuda

CLIQUE AQUI para ver o video que flagra as mordomias de Zé Dirceu na Papuda. As cenas foram obtidas sem autorização judicial, durante a visita de deputados ao ex-deputado corrupto do PT.

A deputada Luiza Erundina, PSB de SP, depois de ver que Zé Dirceu possuía uma TV comum na sua cela, reclamou penalizada:

- Tem preso comum com TV de plasma.

. O "pobrezinho" Zé Dirceu não tem TV de plasma.

. As verdadeiras condições da cela do bandido petista condenado no Mensalão possui TV, chuveiro quente, forno de microondas, beliche especial e amplo espaço.

. Está tudo no video.

. O video, aliás, deu nos nervos dos deputados do PT, PSB e PSOL que visitaram a Papuda. Eles não queriam que nada vazasse.

. E agora cassam o autor do filme, sem se preocupar com o conteúdo, que mostra os privilégios do corrupto ex-ministro de Lula e ex-presidente do PT.

. Alguns minutos após o término da visita da comitiva formada por integrantes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) ao presídio da Papuda para que a Folha de S. Paulo publicasse em seu site um vídeo com imagens de José Dirceu. O grupo não tinha, no entanto, a autorização judicial para fazer as imagens.

. "A juíza da Vara de Execuções Penais, Débora Valle de Britto, não permitiu que fossem feitos vídeos. Por conta disso, todos os assessores ficaram aguardando do lado de fora, não tiveram acesso à cela em que Dirceu estava. Exceto um, que não ficou e acompanhou, no caso  William Pereira Dos Passos, assistente técnico da liderança do PPS.

. Dedo duro, petista alinhado de modo carnal a Zé Dirceu, o deputado Nilmário Miranda denuncia:
- Era a única pessoa que estava lá – não deveria estar – e que não aparece no vídeo. Todos os demais aparecem.

. Na saída, contudo, Gabrilli deu entrevista aos meios de comunicação que esperavam na porta. "A cela dele é iluminada, ampla, o tipo de material do beliche é diferente, tem televisão, tem micro-ondas", relatou a deputada, sobre a cela de José Dirceu.

. No final da tarde desta quarta-feira (30), a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara oficiou a juíza Débora Valle de Brito. "Repudiamos a gravação clandestina, feita à revelia da orientação da CDHM, ardil que, além de violar a ordem dessa VEP [Vara de Execuções Penais], violou a intimidade do um preso", diz o documento.

ABERTO ESTA NOITE, 1o DE MAIO

Em ranking da educação com 36 países, Brasil fica em penúltimo

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) mantém um ranking da educação em 36 países, no qual o Brasil atualmente amarga a penúltima posição, à frente somente do México. Como critérios avaliados pela organização estão o desempenho dos alunos no PISA, a média de anos que os alunos passam na escola e a porcentagem da população que está cursando ensino superior.

. Como destaques no ranking aparecem Finlândia, Japão e Suécia. E você? Acha que a educação no Brasil vai alcançar esse nível algum dia?


- Fonte: OECD Better Life Index

"Voilta Lula" entra em discussão interna no PT

Dilma e Lula terão conversa amanhã, sexta, em SP. Os jornalões de SP, Rio e Brasília dizem que será uma conversa dura. Dilma exigiria apoio incondicional de Lula.

. Na Câmara dos Deputados, além do PR, outros Partidos da base, como PTB e PDT, já falam em "Volta Lula". O jornalista Lauro Jardim, no site de Veja, garante que a cúpula do PT na Câmara já defende abertamente a tese.


. Em Porto Alegre, ontem, o governador Tarso Genro, que falou ao programa Esfera Pública, Rádio Guaíba, assegurou que todo o PT e Lula estão fechadíssimos com Dilma. No caso de Tarso, ele sempre foi mais dilmista do que lulista, embora na verdade seja apenas tarsista. 

Oposição vai ao TSE contra fala de TV de Dilma. Discurso foi campanha eleitoral escrachada.

A oposição reagiu ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff feito nesta quarta-feira em cadeia nacional de rádio e televisão. O grupo assegurou que questionará a fala no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por considerar que se trata de campanha eleitoral antecipada. As informações foram divulgadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

. O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), defendeu a medida. “Vou propor à Executiva do partido que entremos com uma representação na Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) porque o que ela fez foi um palanque eleitoral com recurso público. O PT privatizou a fala presidencial. O horário gratuito é para ser utilizado para pronunciamento de chefe de Estado e agora está privatizado a favor de um partido. Vamos reestatizar isso. É uma aberração. Estão apelando porque ela está despencando na popularidade e agora promete tudo a 60 dias do começo da campanha.”

Gerdau sobre a má compra de Pasadena: "Na época, parecia um bom negócio".

O empresário gaúcho Jorge Gerdau comentou na manhã desta quinta-feira a compra da polêmica refinaria de Pasadena, no Texas, pela Petrobras em 2006. Ele fazia parte do conselho de administração da companhia na época, função que deixou agora no começo de abril.

— Na época, parecia uma boa decisão. Nos negócios nunca se pode prever.

. As declarações de Jorge Gerdau foram prestadas para o jornal Zero Hora no lobby do terminal de autoridades do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, enquanto aguardava o embarque para Comandatuba, na Bahia, onde participa do 13º Fórum de Comandatuba organizado pelo Lide - Grupo de líderes empresarias. Quem faloucom ele foi a jornalista Julia Pitthan, que também viajou para Comandatuba a convite do Lide, organizador do eventro. 

. Gerdau não quis dar mais detalhes sobre o impacto do negócio nas contas da estatal.

— Não posso mais falar porque já saí da empresa. E esse assunto ficou muito politizado.

. Jorge Gerdau será convocado pela CPI da Petrobrás, da mesma forma que os demais conselheiros. Ele ficou ao lado de Dilma, que se queixou de relatório técnico falho e omisso (cláusulas vitais não foram relatadas para o Conselho) por ocasião da aprovação da compra de Pasadena. O Conselho de Administreação da Petrobrás aprovou a compra numa só sessão, num só dia, mesmo sem ter recebido informações preliminares e mesmo com relatório técnico "falho e omisso".


Livro de Elmar Bones conta a história da fracassada candidatura de Ruy Cirne Lima ao Piratini

Ao lado, o jornalista Elmar Bones. 



Foi agendada para o Memorial da Assembléia do RS o lançamento e sessão de autógrafos do livro “1966: a conciliação impossível – A candidatura de Ruy Cirne Lima ao governo do Rio Grande do Sul”, do jornalista Elmar Bones.

. Será dia 27 de maio, 19h.

. O jornalista gaúcho retoma um dos episódios mais traumáticos da política contemporânea gaúcha durante o período da ditadura militar, quando homens ligados ao golpe uniram-se à oposição brizolista para impor a candidatura do jurista Ruy Cirne Lima ao Piratini, no âmbito das eleições indiretas que vigoravam na época. A vitória do jurista poderia romper a cadeia política e militar de apoio à ditaduras. Uma coligação na Assembleia Legislativa, com 31 votos, foi atacada pelo poder militar, com a cassação de sete deputados (Álvaro Petracco da Cunha, Darcy von Hoonholtz, Hélio Fontoura, Cândido Norberto, Osmar Lautenschleiger, Seno Ludwig e Wilmar Taborda), sem a chamada dos respectivos suplentes, levando a minoria arenista à maioria, elegendo o coronel Walter Peracchi Barcelos com 23 votos, numa Assembleia de 55 cadeiras.Alguns apoiadores de Ruy, do lado governista, como Nelson Marchezan, foram poupados. 

. Anos mais tarde, o filho de Ruy, Luiz Fernando, colaborou com o regime militar, ocupando o ministério da Agricultura. O mesmo fez Nelson Marchezan, que foi líder do governo do general Figueiredo.