Saiba o que já mudou na campanha de Aécio. Nesta fala, ele vai direto ao fígado de Marina Silva.

Foi visível a mudança de tom e a própria roupagem do programa eleitoral do senador Aécio Neves, que resolveu ir direto ao fígado de Marina Silva, mas sem abrir mão de corrosiva análise dos fracassos do governo Dilma.
. É um discurso racional, sem o messianismo de Marina e sem as mentiras de Dilma.
. Vale a pena v er.
. O que disse Aécio no seu programa, dirigindo-se diretamente ao eleitor, olho no olho:

Que tipo de mudanças você quer e quem pode fazer.
Mudar como, mudar o quê, mudar com quem ?
Hoje, você que quer mudanças, tem dois caminhos: a Marina e eu.
Equipe sólida, equipe já testada e força política para mudar de verdade. Sem isto, o sistema engole e tudo que tem que mudar, não muda.
Eu já enfrentei situações como esta muitas vezes na Câmara e no govderno de Minas.
Sem força políica, a mudança que você quer não acontece.
Quem está mais preparado para fazer o que a Dilma não fez ? Você compara as propostas e o histórico dos candidatos – o que cada candidato já fez para mudar a vida das pessoas.
Eu não prometo sonhos, mas transformar sonhos em realidade.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir. 


"Tentar influenciar o governo é obrigação", diz Marcelo Odebrecht

Nesta reportagem da Folha de São Paulo deste domingo, o jornalista David Friedlander cnta que um dos homens de negócios mais poderosos do país, Marcelo Odebrecht diz que é obrigação dos empresários tentar influenciar as decisões do governo –posição que seus pares não gostam de discutir abertamente.

. Leia a reportagem e a entrevista:

"Sendo legítimo e transparente, não vejo nada de mais em defender pontos que muitas vezes a gente conhece melhor do que qualquer um."

. Odebrecht acredita que o próximo governo deve melhorar a comunicação com o setor privado e corrigir de uma vez as distorções da economia para destravar os investimentos. Ele também defende que as reformas estruturais da economia sejam feitas já no primeiro ano.

. Sócio e presidente do grupo Odebrecht, que tem vários negócios com o setor público, o empresário é contra o fim das doações para políticos por empresas.

CLIQUE AQUI para ler. 

Ana Amélia interrompe campanha para dois dias de esforço concentrado do Senado

A senadora Ana Amélia paralisará suas andanças eleitorais pelo RS nestas terça e quarta-feiras. Ela irá ao Senadlo para dois dias de esforço concentrado. 

Fortunati irá segunda a Brasília para encontro com candidatos a presidente

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, também presidente da Frente Nacional de Prefeitos, irá nesta segunda a Brasília para entregar cartas de reivindicações aos candidatos a presidente.
. O ponto central do documento são as demandas por mobilidade urbana.

Chefe do MPF diz que jatinho doado sem recibo é crime

Escreve hoje o jornalista Fernando Brito, usando seu blog Tijolaço, que o PSB e Marina usam argumentos falsos sobre o uso do jatinho sujo na campanha da candidata.

Leia:

Refiro-me às desculpas que vem sendo usadas pelo PSB para explicar o avião que empresários teriam "doado" para que ela e Eduardo Campos fizessem campanha.

Embora a fundamentação do Procurador Geral da República esteja calcada nos termos da lei com os quais este blog explicou as ilegalidades da operação, há algo que me passou e que o procurador levanta logo ao início das conclusões de seu parecer, e é de fundamental importância.

É o artigo 10 da Resolução 23.406, do Tribunal Superior Eleitoral:

Art. 10. Deverá ser emitido recibo eleitoral de toda e qualquer arrecadação de recursos para a campanha eleitoral, financeiros ou estimáveis em dinheiro, inclusive quando se tratar de recursos próprios.

Parágrafo único. Os recibos eleitorais deverão ser emitidos concomitantemente ao recebimento da doação, ainda que estimável em dinheiro.

Concomitantemente, isto é, no mesmo momento.


É um golpe fatal nas explicações do PSB de que pretendia fazer o recibo "ao final da campanha".

Merval propõe voto em Aécio para impedir messianismo de Marina

O jornalsita Merv al Pereira diz hoje na sua coluna de O Globo que o voto útil em Marina, para garanti-la no segundo turno ou forçar uma derrota do PT já no primeiro, pode ser um tiro no pé nos eleitores que temem Marina presidente mas não querem Dilma reeleita. Nesse caso, escreve ele,  fortalecer a votação do terceiro colocado é impor uma negociação política que demarcará um provável governo Marina.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Recessão "técnica" ? O que há no Brasil é recessão de verdade. Saiba por que.

Menor PIB significa menor produção, geração de riqueza e renda. Ao lado, infográfico mostra queda da renda. 



Já existem economistas falando em PIB zero para este ano. 
CLIQUE AQUI para ler material sobre isto.

De maneira um tanto simplista, costuma-se considerar que uma economia entra em recessão após dois trimestres consecutivos de queda no PIB.

. É o que acontece neste momento no Brasil.

. Algns jornais, revistas, rádios, TVs e mídias de Web, preferiram usar a expressão "recessão técnica", minimizando o impacto do que acontece na vida real do País, tentando assim demonstrar que o caso atual é apenas "passageiro", já que é uma recessão técnica.

. O economista André Azevedo, com quem o editor conversou neste final de semana, disse ao editor que em muitos Países, como EUA, a recessão precisa vir caracterizada por recuos em inúmeros indicadores, inclusive emprego, o que não aconteceu ainda no Brasil.

. O conceito usado aqui, no entanto, é a expressão mais simples de dois recuos trimestrais seguidos do PIB.

CLIQUE AQUI para examinar um pequeno debate sobre o conceito de recessão.


Estadão avisa que recessão decorre da incompetência do governo Dilma

Entre os Países do Brics, Brasil 
é o único em recessão.

Neste editorial da edição de sábado, o jornal "O Estado de S. Paulo" escreve que está confirmado oficialmente: a presidente Dilma Rousseff conseguiu levar o Brasil a uma recessão, com dois trimestres consecutivos de produção em queda. Depois de encolher 0,2% no primeiro trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB) diminuiu mais 0,6% no período de abril a junho. 

. Leia tudo:

Mas o governo, além de trapalhão, foi criativo na incompetência. Enfiou a economia brasileira no atoleiro enquanto os países desenvolvidos, com Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido à frente, começavam a vencer a crise.Mas quem, na cúpula federal, se dispõe a reconhecer o desastre e sua causa, o rosário de erros agravados a partir de 2011? A presidente Dilma Rousseff e seus ministros continuam culpando o mundo pelo desempenho brasileiro abaixo de pífio. Esse mundo malvado só existe como desculpa chinfrim para um fiasco indisfarçável. O comércio internacional voltou a crescer, a China continua comprando um volume enorme de matérias-primas e até os países mais afetados pela crise global, como Espanha, Portugal e Grécia, saíram da UTI e estão em movimento. Mesmo em desaceleração, outros emergentes estão mais saudáveis que o Brasil.

No segundo trimestre, o PIB dos Estados Unidos cresceu em ritmo equivalente a 4,2% ao ano. A rápida melhora da maior e mais desenvolvida economia é boa notícia para todo o mundo, mas desmente a lengalenga da presidente Rousseff e de sua equipe. O crescimento americano foi puxado, principalmente, pelo investimento produtivo, base para novos avanços.


No Brasil ocorreu o contrário.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Bolsa liderou ranking dos melhores investimentos de agosto, subindo 9,78%

O cenário eleitoral levou a Bolsa a frequentar o topo da lista pelo terceiro mês consecutivo, com valorização de 22,55% em 12 meses.

. Acompanhe o desempenho do mês de agosto:

Bolsa, 9,78%
Fundos de ações livres, 3,53%
Fundo de renda fixa, 0,72%
Fundo DI, 0,62%
Poupança, 0,56%
Fundo cambial, menos 0,10%
Ouro, menos 0,54%

Dólar, 1,41%

Ex-motorista do presidente do BB: "Ele descia com malas de dinheiro"

O jornal Folha de S. Paulo de hoje ouviu o  ex-motorista do Banco do Brasil Sebastião Ferreira da Silva, 69, que disse em depoimento ao Ministério Público Federal que fez diversos pagamentos em dinheiro vivo a mando do presidente da instituição, Aldemir Bendine. A reportagem foi muito além da conversa com o ex-motorista.

. Leia tudo:

Ferreirinha, como é conhecido, disse que em certa ocasião Bendine, após subir de mãos vazias num prédio na região dos Jardins, em São Paulo, saiu com uma sacola repleta de maços de notas de R$ 100. Segundo ele, a sacola foi entregue depois ao empresário Marcos Fernandes Garms, amigo de Bendine.
A Folha telefonou para a casa do empresário e deixou recado na sexta-feira (29), mas ele não ligou de volta.

O depoimento do motorista, ao qual a Folha teve acesso, gerou a abertura de um procedimento de investigação contra Bendine, em junho, por suspeita de lavagem de dinheiro. É uma etapa preliminar do trabalho do Ministério Público, quando os procuradores buscam provas para embasar um eventual processo.

CLIQUE AQUI para ler a ampla reportagem da Folha de S. Paulo deste domingo. 

Saiba como um ministro do TCU se pôs a serviço de Dilma para emplacar a mulher em um cargo

Mensagens da Casa Civil da Presidência da República revelam como funciona a troca de favores entre autoridades e seus padrinhos políticos. Ministro do TCU conseguiu indicar a esposa para o Superior Tribunal de Justiça e o irmão para o Tribunal Superior do Trabalho com a ajuda de Dilma Roussef.

. A revelação está em reportagem de hoje, domingo, da revista Veja.

CLIQUE AQUI para ler. 

Dilma desvenda "incoerência crônica' de Marina Silva

Neste sábado a noite os candidatos Dilma Roussef e Aécio Neves centraram críticas em Marina Silva, que apresentou seu melhor programa até o momento. Aécio fez um discurso racionalíssimo, demonstrando que é melhor ficar com a receita original do que com o remédio genérico. CLIQUE AQUI para ler o que ele disse no interior de SP neste sábado. A presidente Dilma Roussef preferiu ir no fígado. O artigo abaixo, postado na página candidata do PT, é expressão do que ela está dizendo agora:

INCOERÊNCIA CRÔNICA
A candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, é um grande ponto de interrogação na política.
Ontem (29), Marina Silva divulgou seu plano de governo. Não demorou muito para que as controvérsias das propostas da candidata viessem à tona.
Tanto que, hoje (30), voltou atrás e substituiu o trecho sobre os direitos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais) que integrava o documento.
O texto, que antes dizia que Marina iria defender a que o casamento gay virasse lei, agora cita apenas a garantia dos "direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo".
Evangélica fervorosa, Marina já teve várias opiniões sobre o tema. Em 2010, era contrária e, em 2013, chegou a defender as ações de Marco Feliciano (PSC-SP), famoso pelas críticas homofóbicas.
Outro assunto que a candidata sempre evita comentar é a questão do aborto. Antes condenava com veemência a legalização. Hoje, segundo ela, a decisão deve ser tomada após um plebiscito.
Além disso, Marina se utiliza do discurso de fazer uma "nova política" para justificar as velhas práticas usadas por ela e seu partido PSB.

O uso do avião que vitimou Eduardo Campos e a desculpa de que "não teve interesse em questionar a procedência do avião", adquirido por meio de empresas fantasmas, deixa claro o vazio deste discurso.