Feldmann reclama por solidariedade incondicional a Sartori

O vice-prefeito de Caxias, o jornalista Antonio Feldmann, não gostou de ver o governador José Ivo Sartori defendendo-se sozinho na sua decisão de promulgar a lei que permite aumento dos salários do governador, vice e deputados estaduais do RS. Eis o que ele disse neste domingo ao editor:

- Compreendo e defendo o direito de protesto dos que se sentem prejudicados com a sanção do governador Sartori ao projeto de aumento salarial.
Da mesma forma, questiono o silêncio dos que foram beneficiados pela medida (estão nessa categoria todos os partidos). Apenas questiono,  para que fique na consciência de cada um.
Mas não aceito e me decepciono com as críticas de aliados,  que atacam a postura do governador apenas para marcar posição perante a opinião pública.
Aliado é parceiro nos momentos bons e nos momentos ruins.  Caso contrário,  é somente oportunismo.

Posso ser totalmente contra ao que dizes, mas vou sempre defender o seu direito de dizer.

Heinz não disputa liderança do PP na Câmara. Seu candidato é o deputado Amin.

O deputado Luiz Carlos Heinze negou esta tarde ao editor que seja candidato a líder do PP na Câmara. Seu candidato é o deputado Espiridião Amin, Santa Catarina. 

Governo indonésio pede que respeitem as leis do seu País

Após receber críticas pela execução de seis réus, incluindo um brasileiro, na madrugada deste domingo, 18 (tarde de sábado, 17, no Brasil), o governo da Indonésia pediu respeito às leis do país.
Entre os presos executados estão o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, uma indonésia, um holandês, dois nigerianos e um vietnamita — todos condenados por tráfico de drogas.

. “Podemos entender a reação do mundo e dos países que têm cidadãos que foram executados. No entanto, cada país deve respeitar as leis que se aplicam em nosso país”, ressaltou o procurador-geral da Indonésia, Muhammad Prasetyo.

. O governo indonésio argumenta que a pena de morte é utilizada como medida dissuasória na luta contra o tráfico de drogas e delitos relacionados com o narcotráfico no país.


. A presidente Dilma Rousseff manifestou sua “consternação” e “indignação” após confirmada a execução de Marco Archer. O governo brasileiro chegou a pedir clemência ao governo indonésio, mas não conseguiu reverter a decisão.

Corpo do ex-prefeito de São Leopoldo, Henrique Prietto, será cremado hoje

Morreu ontem o ex-prefeito e atual secretário do Meio Ambiente de São Leopoldo, Henrique Prietto. Ele tinha 76 anos. O corpo de Prietto será cremado hoje.

Procissão dos Navegantes será as 17h em Porto Alegre

A tradicional procissão de Nossa Senhora dos Navegantes ocorrerá as 17h em Porto Alegre. 

Rosane e os governadores que falam

A melhor frase da semana foi da editora de Política do jornal Zero Hora, Rosane Oliveira:

- O RS tem um governador que não fala e um ex-governador que fala demais.

Eis os 10 municípios mais ricos do RS

Eis os 10 municípios mais ricos do RS pelo critério do PIB, segundo a FEE, em bilhões de reais:

Porto Alegre, 48
Caxias, 16,6
Canoas, 14,8
Rio Grande, 8,9
Gravataí, 6,9
Passo Fundo, 6,5
Triunfo, 6
Novo Hamburgo, 5,8
Pelotas, 5,5
Santa Cruz do Sul, 5,1

Fortunati paga o dobro do piso salarial nacional para os professores

O prefeito José Fortunati não está preocupado com o novo piso salarial nacional do magistério, fixado agora em R$ 1.917,78 para 40h. O prefeito informou que o piso dos professores é de R$ 3.850,00 em Porto Alegre.

. O governo do RS não consegue pagar o piso e descumpre a lei há muitos anos.

Petrobrás promoveu altas de até 35% nos preços de insumos asfálticos sem razão. Sicepot ameaça parar obras de rodovias no RS.

No ano passado, governos federal e estadual investiram R$ 2 bilhões em estradas do RS, garantindo 20 mil empregos. São números do Sicepot. E são até surpreendentes. 130 empreiteiras atuam no setor.

Em nota paga que publicou nos jornais neste domingo, o Sindicato da Indústria da Construção de Estradas no RS denuncia que a Petrobrás aumentou repentinamente os preços de alguns dos insumos que o setor mais utiliza, apesar da queda bruta das cotações internacionais do petróleo. "É um fato do príncipe", alegam os empreiteiros, referindo-se à falta total de razão da Petrobrás para promover os aumentos.

. É o caso dos litigantes betuminosos, sobretudo asfalto diluído,que no final de dezembro, no dia do Natal,completou aumento de 30% a 35%.

. O Sicepot disse que vão parar as obras no RS, caso governos e prefeituras não recomponham os preços.

. O Sicepot alega com razão que em determinas obras, como restauração e manutenção de rodovias, os materiais asfálticos chegam a representar 40% dos custos. Um dos exemplos citados é o da BR-116, mas o Sicepot também refere-se ao programa CREMA.


. As empreiteiras gaúchas querem imediata repactuação, visando restaurar o equilíbrio econômico-financeiro dos empreendimentos. 

CLIQUE AQUI para saber o que o "Fato do Príncipe" na administração pública. 

Clubes dão novo calote fiscal. Desta vez, são R$ 4 bilhões. CBF quer novo perdão.

Mais uma vez a CBF vem a público para informar que os clubes possuem dívidas tributárias impagáveis com o governo federal.

. Desta vez, o calote chega a R$ 4 bilhões.

. E quer novo perdão.

Procuradores, hoje, na Suiça, apuram existência de dinheiro da propina da Odebrecht para Paulo Costa

Dona da Braskem, que controla o Pólo Petroquímico de Triunfo, RS, a Odebrecht tem escapado das garras do juiz Sérgio Moro. Marcelo Odebrecht, ao lado, parece blindado por forças invisíveis ou muito visíveis. 

Procuradores brasileiros desembarcam neste domingo na Suíça para buscar novos documentos relacionados ao esquema de corrupção que envolve a Petrobras; expectativa é dar um passo fundamental a fim de traçar a forma pela qual teria ocorrido a participação da empresa Odebrecht, de Marcelo Odebrecht, no esquema. A suspeita dos procuradores é de que o ex-diretor Paulo Roberto Costa tenha recebido suborno da Odebrecht no valor de 23 milhões de dólares em contas na Suíça. O Ministério Público do país europeu deve apresentar indícios que ligam o dinheiro das contas de Costa à empreiteira. 

General Villas Boas, que é gaúcho de Cruz Alta, assumirá dia 12 o ministério do Exército

Será dia 12 de fevereiro a posse do general Eduardo Dias da Costa Villas Boas no ministério do Exército. Ele é de Cruz Alta. O general tem muitos amigos no RS, sobretudo da sua infância e juventude.

Bisch Neto nega sondagem ou indicação para a Metroplan

O engenheiro Pedro Bisch Neto disse neste sábado ao editor que não foi convidado e nem sondado para ocupar a presidência da Metroplan, desmentindo informação de ontem desta página. Pedro foi presidente da CEEE e atualmente responde pela secretaria de Urbanismo de Gravataí.


. Ele é um quadro técnico do PMDB.

. O editor vem acompanhando de perto as indicações para os diversos cargos do governo estadual. A apuração das informações é complicada, já que o governador não fala e se irrita quando alguma notícia vaza, chegando ao ponto de complicar as tratativas já iniciadas. O seu entorno também não fala. Isto limita as fontes aos deputados da base e da oposição, como também aos líderes partidários e até aos candidatos preteridos.