Dólar valorizou 15,26% no ano. Foi o melhor investimento de 2013.

O dólar interrompeu uma série de quatro quedas seguidas e fechou em alta ante nesta segunda-feira, valorizando 15,26% ao longo do ano. Trata-se da melhor aplicação de 2013.

Ana Paulo (Greenpeace) conversa com Tarso. Ela já começa a criticar o pré-sal.

O governador Tarso Genro recebeu hoje a ativista do Greenpeace, Ana Paula, que ficou presa por mais de dois meses na Rússia. Elaagradeceu o empenho do governo gaúcho, ressaltando que sem o apoio do Brasil, o processo de libertação poderia ser mais demorado.

. O PT, Partido de Tarso, e a esquerda em geral, começaram a questionar Ana Paula, porque ela passou a fustigar as ações brasileiras de exploração de petróleo nas áreas do pré-sal. Ela avisou que batalhará contra esta política do governo brasileiro, porque a exploração prejudica a fauna e a flora marinhas.

FHC reafirma o que disse no Manhattan Conection: "Não acredito que Lula tenha sido alcaguete da ditadura

Pelo Twitter, Tuma Jr (veja ao lado) comentou a negação do tucano: "Como ex-presidente precisa manter as aparências. Fez seu papel. Ainda não leu o livro e se admitir, assumirá que foi traído" 33". É evidente que se trata disto. FHC nem tem motivos para defender Lula, porque por ordem de Erenice, chefe da Casa Civil do "Barba", foi levantado dossiê contra a mulher do ex-presidente, dona Ruth, para desmoralizá-la. FHC acovarfda-se quando precisa dizer a verdade sobre o dirigente da organização criminosa do PT.
CLIQUE AQUI para ler extrato do capítulo "Tarso em pessoa comandou a feitura do dossiê para desmoralizar Ruth Cardoso.

O ex-presidente declarou em entrevista que concedeu no domingo a noite que não possui "nenhum elemento" que lhe permita confirmar essa acusação, feita pelo delegado Romeu Tuma Júnior em seu livro 'Assassinato de reputações':

- Eu não tinha esse sentimento do Lula, ele era uma pessoa autêntica. Eu acho que é muito fácil dizer 'você foi isso, foi aquilo'. Eu não entro nessa onda não.

. Fernando Henrique Cardoso participou do programa Manhattan Connection, da Globonews. Ele foi confrontado duas vezes com a denúncia formal feita no livro, que inclusive relata o nome de Lula como dedo duro dos militares e do Dops: "Barba". Tuma Júnior conta que Lula foi recrutado pelo pai, que na década de 70 foi o todo poderoso diretor do Dops de São Paulo. Tuma Júnior conta vários episódios de traição de Lula ao movimento sindical e à oposição. "Era o nosso ganoso, o nosso alcaguete", conta Tuma Júnior, que na época era investigador do Dops. 

CLIQUE AQUI para ler excertos do livro, intitulado "Lula, alcaguete da ditadura militar".

Bolsa fecha pior dezembro deste século. No ano, perdas foram de 15,49%.

A Bolsa de Sp encerrou o último pregão do ano em alta de 0,47%, atingindo 51.507 pontos. A alta do dia, no entanto, não foi suficiente para deixar dezembro no azul, e o mês encerra com queda de 1,85%. É a pior performance em um mês de dezembro no século. 

. Segundo analistas, meses de dezembro embutem o tradicional rali de final de ano, no qual investidores ajustam e “embelezam” suas carteiras. Mas dezembro de 2013 fecha com queda. Desde 2000, todos os meses de dezembro encerraram em alta, com exceção de 2011, quando houve queda marginal de 0,21%. 

. No ano, o índice recua ainda mais: a baixa foi de 15,49%.

Shuch, PSB, avisa que votou com a oposição no caso da tunga sobre os cofres da CEEE

O deputado Heitor Schuch, PSB, mandou dizer esta tarde ao editor que votou com a oposição e com a sua bancada, contrariamente ao projeto enviado pelo governo para tungar R$ 1,3 bilhão dos cofres da CEEE, dinheiro que estava reservado para investimentos e que Tarso Genro usará para tapar rombos do caixa único e pagar salários, conforme relatou ao jornal Zero Hora na edição de domingo.

. Os três deputados do PSB - Schuch, Paladini e Miki Breier - saíram da base do governo por decisão nacional do Partido, que busca um palanque local para o governador Eduardo Campos. 

. Por falta de diálogo e de habilidade política, o governador Tarso Genro transformou sua sólida maioria numa miragem, já que perdeu o apoio dos tres socialistas e de sete deputados do PDT. Os dois Partidos desembarcaram do barco petista, que afunda a olhos vistos no RS. O governo conta, agora, com o apoio apenas do PT, 14 deputados; PCdoB e PRB, um cada um; e PTB, que perdeu dois deputados da oposição e agora conta com apenas três representantes. 

Tarso Genro abre as baterias contra Beto Albuquerque

Beto Albuquerque.



Em entrevista sem eixo, o governador Tarso Genro assestou suas baterias contra seu ex-secretário de Infrfaestrutura, o deputrado Beto Albuquerque, PSB, que ao sair do governo levou junto o Partido e seus 3 deputados estaduais, reduzindo a ficção a plácida maioria que o Pirfatini tinha na Assembléia.

. O que disse Tarso Genro, confessando sua própria culpa no caso:

- Todo governo comete erros. Acho que deveríamos ter revisado os contratos do Daer. E isto não foi feito. Naquele momento, tínhamos um secretário que entendia que os contratos deveriam ser mantidos. Estou convencido de que se tivéssemos feito naquela época o que fizemos agora, estaríamos muito mais avançados. Acho que poderíamos ter feito diferente. O erro foi não ter realizado imediatamente as revisões contratuais que o Daer necessitava. Acho que o programa RS Mais Igual, que já tirou 62 mil famílias da miséria absoluta, pode ser considerado um acerto, uma grande estratégia do nosso governo.

Aécio reage ao discurso natalino de Dilma: "Ela vive na ilha da fantasia"

O senador e pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, declarou nesta segunda-feira 30 que a presidente Dilma Rousseff voltou a "fazer autoelogio e campanha eleitoral" na mensagem de fim de ano que foi ao ar na noite deste domingo em rede nacional de rádio e televisão.

. O texto acima e o que vai abaixo é do site www.brasil247.com.br de hoje:

. O presidente do PSDB lembra que, na mensagem, Dilma não dá "nenhuma palavra sobre as famílias vítimas das chuvas e as obras prometidas e não realizadas". O tucano cita ainda a "inflação acima do centro da meta" e um "pífio crescimento da economia", além de "crise da segurança" e "epidemia do crack que estraçalha vidas". Segundo ele, a presidente vive em uma "ilha da fantasia", onde "a qualidade do ensino tem melhorado e a criação de creches é comemorada". Na vida real, no entanto, diz ele, "os resultados dos testes internacionais demonstram o contrário". De acordo com Aécio, a "abusiva" mensagem demonstra "falta de limites de um governo que acredita que a propaganda e o ilusionismo podem demonstrar força".

. Leia a íntegra da nota:

Declaração do senador Aécio Neves sobre pronunciamento da presidente da República em cadeia de rádio e TV
"Sob o pretexto das festas de fim de ano, a presidente volta à TV para fazer autoelogio e campanha eleitoral.

Lamentavelmente, a oposição não pode pedir direito de resposta.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

DEM vai cobrar explicações de Paulo Borges por omissão na votação do caso CEEE

Causou inconformidade e estupefação entre setores da oposição e do próprio Democrata, a atitude do deputado Paulo Borges de se ausentar do plenário e colaborar com a aprovação do Projeto de Lei do governador Tarso Genro, que retira da já combalida CEEE,  R$ 1,3 bilhão,  para tapar os rombos no caixa único do Estado, causados pela gestão irresponsável do governo petista.

A indignação dentro do Democratas com a postura de seu único deputado na assembleia é tanta, que se prevê uma situação delicada para Paulo Borges na primeira reunião da Comissão Executiva Regional, logo depois do recesso.

Um dirigente do DEM manifestou-se ao editor de forma contundente em relação à atitude de Borges:

- Não é a primeira vez que Paulo Borges colabora por omissão com interesses do governo Tarso. O que ele precisa entender de uma vez por todas é que foi eleito por um partido de oposição, o mandato não lhe pertence e o DEM do RS não pode, não deve e não vai respaldar atos de um governo petista que claramente age contra o interesse público, como é o caso desta tunga bilionária na CEEE, que enfrenta a maior crise estrutural de sua história e ainda está sendo obrigada a dar suporte financeiro ao caixa do Estado, dilapidado pela má gestão de Tarso Genro. Ao agir em benefício do PT, Paulo Borges não representa o DEM.

. Segundo avaliação de integrantes do Democratas, mesmo que o voto de Paulo Borges não fosse decidir a questão, ele tinha a obrigação de estar em plenário, votar contra e externar a posição do partido e de seus eleitores.

Economistas projetam PIB menor e inflação maior para 2014

Economistas de instituições financeiras elevaram ligeiramente a perspectiva para a inflação neste ano e no próximo, mantendo ao mesmo tempo a projeção para a SELIC em 2014 em 10,5%, mostrou a pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira. Os economistas pioraram a projeção para o IPCA neste ano e em 2014 em 0,01 ponto porcentual, a 5,73% e 5,98%, respectivamente. A perspectiva para a inflação nos próximos doze meses, por sua vez, foi reduzida a 6,03%, ante 6,05% na pesquisa anterior.
Neste final de ano, a inflação tem surpreendido ao não mostrar sinais de arrefecimento, o que pode pressionar ainda mais a atual política monetária. Em dezembro, por exemplo, o IPCA-15, prévia da inflação oficial do país, surpreendeu ao acelerar a alta mensal a 0,75%, fechando o ano em 5,85%.

. Em relação ao crescimento da economia, não houve alterações nas projeções para desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), com expansão projetada de 2,30% em 2013 e 2% em 2014.

Artigo, Paulo Brossard - O Julinho e o ensino

A charge é de Muller.



O ex-ministro Paulo Brossar resolveu entrar na discussão sobre a degradação do ensino gaúcho sob o governo do PT, com ênfase par ao caso do Julinho, o outrora exemplar Colégio Júlio de Castilhos. Leia tudo:


Um fato chocante e de inegável importância social foi divulgado por ZH dias antes do Natal ao retratar a alarmante deterioração de um dos mais conceituados colégios de Porto Alegre, o “Julinho”, como era familiarmente denominado o “Julio de Castilhos”. Ao tempo em que surgiam colégios de inspiração religiosa, logo consagrados pela excelência do ensino ministrados por notáveis educadores, o governo rio-grandense, de forte tintura comtiana, cuidou de formar seu colégio padrão, que viria a levar o nome do chefe republicano; cansei de ouvir referências respeitosas ao colégio laico destinado a cotejar com os católicos e evangélicos; o maior louvor suponho viesse daqueles que lhe houvessem frequentado. O trabalho da jornalista Letícia Duarte estendeu-se pelo ano escolar, 27 de fevereiro a 22 de novembro de 2013; registrando o colapso do que fora um colégio modelar; é impossível resumi-lo, o espaço seria insuficiente para um resumo do resumo, limito-me a dizer que, a todos os títulos, o quadro é deplorável.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Beluzzo, ex-professor e amigo de Dilma, diz que governo precisa reindustrializar para crescer

CLIQUE AQUI para ler, também, "Ano de oportunidades", de Henrique Meirelles, homem ligadíssimo ao governo, mas que faz uma análise precisa sobre as oportunidades globais que Dilma não sabe aproveitar. A revista Veja desta semana (Lauro Jardim) diz que Lula ofereceu Meirelles para substituir Mantega, mas a presidente repeliu a investida. É que Meirelles exigiu carta branca. 

LEIA também, reportagem do Estadão de domingo: "Em dois anos, setor industrial fecha mais de 200 mil postos de trabalho. CLIQUE AQUI. 

Em entrevista que concedeu para a repórter Eleonora de Lucena, da Folha, Luiz Gonzaga Beluzzo, professor e amigo de Dilma, avisa que o câmbio está muito fora do lugar e é preciso acelerar as concessões e refortalecer a indústria. Beluzo se esforça para ser condescendente, mas seu lado profissional o impede de fazer loas a um governo que fracassa visivelmente. Leia tudo:

O Brasil precisa mexer na política cambial. A valorização do real por vários anos fez com que empresários virassem importadores e a indústria encolhesse. Por isso, o crescimento patina. Se o enrosco não for resolvido, poderá haver recuo.

O diagnóstico é do economista Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, 71, para quem o país se meteu numa camisa de 11 varas (dificuldade extrema, da qual é difícil ou impossível sair, diz o "Aurélio").
Professor da Unicamp, foi mestre de Dilma Rousseff. Nesta entrevista, ele avalia a ex-aluna: "Está seguindo os cânones dominantes. Deu uma recuada diante da correlação de forças. Com o câmbio muito fora do lugar e essa situação internacional, haverá dificuldades de reativar a economia".

Folha - Como vai o governo Dilma?
Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo - Dilma se deu conta de que os efeitos da crise sobre o Brasil foram maiores do que se podia pensar e duraram mais tempo. Nos metemos numa camisa de 11 varas, num enrosco. O investimento industrial foi afetado pela manutenção da taxa de câmbio valorizada. O que a maioria dos industriais fez? Eles se tornaram importadores. A indústria brasileira ficou nanica. O Brasil vai ter que corrigir a política cambial.

É por isso que o governo está fracassando na economia?

Não acho que esteja fracassando. O crescimento é ruim, comparável ao de FHC, que foi péssimo. Há esse enrosco de câmbio, crescimento e juros. O núcleo do enrosco é o desalinhamento do câmbio.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Parceria com 3DGARAGE garante e-book de Cabo de Guerra no novo site de compras Albuka

Sessão de autógrafos no lançamento, em Porto Alegre. Yeda ajudou a autografar os livros, que conta a saga do seu governo contra o Eixo do Mal.



O site de compras Albuka, que já disponibilizou para venda a versão e-book do livro "Cabo de Guerra", do editor, acaba de ser criado para ser um site de venda on line de livros, cursos, aúdios e produtos digitais.

. Ele é resultado da união do jornalista Polibio Braga com a agência de webdesigner 3DGARAGE, do jornalista Sérgio Albuquerque.

. O  Albuka.com.br contemplará seus clientes com material vasto de produção diversa.

CLIQUE em www.albuka.com.br para comprar.

A GM volta a demitir em SP. Centenas de trabalhadores receberam telegramas na véspera do Natal.

Centenas de trabalhadores da fábrica de São José dos Campos da GM foram demitidos na véspera do Natal, mas o número de demissões não foi divulgado. A empresa já havia informado que tinha um excedente de 450 pessoas na linha de produção do modelo Classic, que deve ser paralisada.

. Os funcionário receberam aviso de demissão por meio de um telegrama. Esta foi a segunda demissão em massa na planta de São José neste ano. porque em março, a GM já havia demitido 598 trabalhadores

- Muitas grandes empresas demitiram na véspera do Natal, o que também fez o prefeito José Fortunati, em Porto Alegre, que deu bilhete azul para 69 ocupantes de cargos em comissão que fizeram a sua campanha. 

COMPRE E LEVE PARA CASA. DESFRUTE NESTA SEGUNDA
HOJE, SEGUNDA-FEIRA: aberto até as 20h
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Anatomia de uma chantagem contra o presidente da República

CLIQUE AQUI para comprar o e-book do livro, bem mais barato e com download imediato.

No comentário a seguir, o editor conta o que encontrou no corrosivo último capítulo do livro “Assassinato de Reputações”, no qual o delegado Tuma Júnior narra aquilo que ele intitula “A chantagem contra o presidente da República”.

. No livro, é narrado todo o escabroso episódio que envolveu o então chefão da Polícia Federal, o gaúcho Luiz Fernando Corrêa, homem de Tarso Genro, seu companheiro da República de Santa Maria, que teria se mantido no cargo porque tinha em seu poder fotos comprometedoras envolvendo Lula. Quem lhe contou tudo foi o ministro Luiz Paulo Barreto, o sucessor de Tarso no ministério da Justiça. EscreveTuma Júnior, página 506:

- Estas fotos do Lula o Luiz Fernando obteve quando era secretário nacional de Segurança Pública.

. Ele se pergunta:

-Quanto desse tipo de chantagem não terá contaminado o governo Dilma ?

. Mais adiante, sempre sem contar o que continham as fotos, todas obtidas durante visita de Lula à Amazônia, Tuma Júnior fornece uma pista instigante:

- Contei ao meu pai, Tumão, o que ouvi. Ele era senador e presidente da CPI da Pedofilia.

. Tumão fez silêncio por alguns segundos, perguntou se era sério o que o filho dizia, ele silenciou novamente por mais alguns segundos, e se despediu com uma frase de desalento:

- Vamos descansar filho.

CLIQUE na imagem a seguir para ouvir tudo.

Governo gaúcho comemorará fim dos pedágios privados nas estradas estaduais, hoje, 14h, em Carazinho

Será esta tarde, 14h, o ato pelo qual o governador Tarso Genro marcará o fim dos pedágios privados no RS. Será em Carazinho, com direito a foguetório. Uma das concessionárias, a Metrovias, abriu as cancelas neste domingo, esvaziando os protestos encomendados para hoje pelo governo, CUT e MST.

. Os pedágios continuarão sendo cobrados nas estradas estaduais que estavam sob concessão, mas a cobrança será estatal. Em rodovias federais como freeway, as privatizações prosseguirão. 

. O governo gaúcho vai na contramão do governo Dilma, que faz privatizações sucessivas na área, já que o setor público não tem dinheiro para novos investimentos e expansões. No RS, o Piratini criou uma estatal, a EGR, um elefante branco que não conseguiu sobreviver com o que cobra de pedágios e já cortou serviços de ambulâncias e socorros mecânicos.

- Depois da festa de hoje, o governador passará 10 dias no Uruguai, depois irá até a Venezuela, no dia 15, e no final do mês viajará a Cuba com a presidente Dilma Roussef.

OPINIÃO DO LEITOR
O governo Tarso engana os usuários das estradas, até então pedagiadas, ao dizer que teremos economia. Isso é meia-verdade:
-  PRIMEIRO QUE NÃO TEREMOS MAIS APOIO DE AMBULÂNCA E DE GUINCHO.
- SEGUNDO,  a economia poderia ser muito maior se fizesse como o governo Dilma, que entregou tudo para a inicativa privada, cujos valores dos pedágios serão muito inferiores ao estabelecido pelo PT gaúcho.

. Nas rodovias que passarão à administração da EGR, a economia para quem trafega de automóvel em dias úteis da semana (sendo um trecho de ida e outro de volta), passa de R$ 3,5 mil em um ano. Considerando a tarifa mais baixa paga atualmente (R$ 7,00 por trecho), a redução será de R$ 308 mensais e de R$ 3.696 a cada ano.

Veículos de passeio e utilitários com 2 eixos
Valor atual: R$ 7,00
Valor EGR: R$ 5,20

Veículos comerciais (2 eixos)
Valor atual: R$ 8,80

Valor EGR: R$ 6,10

Saiba como na Operação Satiagraha, Tarso queria ver o "circo pegar fogo" para minar Lula e Dilma

Protógenes sabia que a Operação Satiagraha contou com o ok de Lula, que voltou atrás depois que os acontecimentos chegaram muito perto do governo. O banqueiro Daniel Dantas tinha todo mundo nas mãos e vazou o número da conta do Mensalão em Nassau.


Estranhamente fora do mercado, passados 30 dias do lançamento, o livro Assassinato de Reputações, prossegue surpreendendo pelas revelações que faz o delegado Romeu Tuma Júnior, que durante três anos privou da intimidade do governo Lula, no comando da secretaria nacional de Justiça, trabalhando sob a liderança do então ministro da Justiça, Tarso Genro. Tuma Júnior era filho de Tumão, o mitológico chefão do Dops de São Paulo na época dura da ditadura, onde recrutou o então líder sindical Lula da Silva para ser seu alcaguete – o dedo duro que informava aos policiais e aos militares tudo o que acontecia na CUT e no PT.

. Num dos capítulos mais pormenorizados, ao contar os bastidores da Operação Satiagraha e o embate mortal entre os delegados Paulo Lacerda e Protógenes Queiroz com a troika Lula, Dirceu e Gilberto Carvalho, uns atacando e outros defendendo os interesses do banqueiro Daniel Dantas, ele explica de que modo se colocam as contradições entre as lideranças do PT:

- Tarso não gostava de Lula e Dirceu, e queria ver o circo pegar fogo. Ele era de uma facção contrária à majoritária no PT, e quando falo em facção contrária refiro-me a grupos antagônicos mais adversários do que a própria oposição. Sabia que Dantas tinha boas relações com expoentes do PT. A desgraça do banqueiro e de parte de seus Partidos, naquele momento, poderia render a Tarso novo protagonismo, como ocorrera quando do escândalo do Mensalão.

. Qual o interesse que tinha Tarso Genro em ver “o circo pegar fogo” ? Leia o que escreve Tuma Júnior na página 403 do seu livro:


- Isto lhe beneficiaria na disputa presidencial (ele postulava a candidatura a presidente e não acreditava em Dilma), ou no mínimo ao governo gaúcho. Afinal, Tarso sabia, como já dissera Protógenes, que a Operação Satiagraha era uma “missão presidencial”, que depois foi suspensa pelo envolvimento de gente do próprio Palácio do Planalto.

Entrevista de Carlos Sperotto para "Cenários" - Com regras estáveis, podemos até triplicar a produção de trigo.

Entrevista de Carlos Sperotto para "Cenários" - Com regras estáveis, podemos até triplicar a produção de trigo.

A produção de trigo, safra de inverno, foi recorde em 2013?
Sim. No RS, contrariando todas as projeções, chegamos a 3 milhões de toneladas, um número recorde. Este ano ultrapassamos o Paraná, que colheu pouco mais de 2 milhões de toneladas. Ainda assim, o Brasil produz metade do que consome. Até menos do que isto, porque o consumo é de 12 milhões de toneladas por ano.

A produção brasileira e gaúcha vai aos trancos e barrancos no caso do trigo?
Sim. Agora mesmo, quando registramos excelente safra, bem na hora que os produtores poderiam ter faturado bem, o governo afrouxou as importações, jogando os preços para baixo. Assim não dá para produzir.

O que vocês querem?
Regras estáveis, estímulos estáveis, garantias estáveis. Queremos que o governo diga se quer ou não quer ser autossuficiente na produção de trigo, grão que tem o RS como primeiro no ranking brasileiro. Podemos triplicar a produção de inverno de uma safra para outra.

CLIQUE no vídeo a seguir para ver e ouvir toda a entrevista. Ela é dividida em 5 blocos de 12 minutos cada. Participaram da mesa o editor e mais os analistas financeiros Leandro Rushel e Stormer.

http://www.youtube.com/watch?v=_Eq0jMDIJyg&list=PLJlwo2Q4Qb0x5RMKWmb2A0flymDOpBj3C

Entrevista, Osmar Terra - É descontrolado o tráfico de cocaína vindo da Bolívia e da Colômbia.

O editor ouviu nesta segunda-feira o deputado e ex-secretário da Saúde, Osmar Terra, que falou para o programa semanal “Cenários”, abordando durante uma hora os riscos que corre o Brasil diante da intensificação do tráfico de cocaína e crack produzidos na Bolívia e na Colômbia, mas sobretudo as ameaças que decorrerão a liberação da maconha no Uruguai.

. O deputado do PMDB é o autor da nova Lei Anti-Drogas, já aprovada na Câmara e em exame no Senado. A nova legislação endurece o combate às drogas, aumentando as penas de prisão para os traficantes e endurecendo as restrições ao usuário, inclusive o estabelecimento das chamadas internações involuntárias.

O que significa internação involuntária?

Hoje, o usuário só pode ser internado se ele mesmo manifestar o desejo. Com a nova lei, um familiar ou o médico podem mandar internar administrativamente, sem necessidade de apelar ao judiciário.

A repressão ficará maior?

Sem dúvida. E precisamos estar alertas, porque as coisas ficarão piores no Brasil.

A que o senhor se refere?

Há uma epidemia de drogas no País, assolado por contrabandos descontrolados de cocaína que é produzida na Bolívia e na Colômbia. A partir de abril, o Uruguai será uma plataforma de envio ilegal de maconha.

E o controle das fronteiras?

Nada é eficaz. A Polícia Federal possui apenas 900 homens para 12 mil quilômetros de fronteira.

Clique no vídeo a seguir para examinar o inteiro teor da entrevista que o deputado Osmar Terra concedeu nesta segunda-feira ao meio dia sobre o estado atual das drogas em todo o mundo, com ênfase para o caso do RS. É entrevista do programa Cenários.


http://www.youtube.com/watch?v=4SkmJWCF1co&list=PLJlwo2Q4Qb0wYTTqnT7demm5f8IgK2JwQ 

Na TV, Dilma volta a adotar discurso de candidata. É a oitava fala do ano na TV.

Dilma Rousseff: oitavo pronunciamento no rádio e na TV neste ano. Cada aparição custa R$ 90 mil aos cofres públicos. O senador Aécio Neves denunciou o uso eleitoral das redes de TV.

Em seu último pronunciamento oficial – o oitavo em 2013 – neste ano, em cadeia nacional de rádio e televisão, a presidente Dilma Rousseff evidenciou neste domingo como usa o espaço institucional na TV para fazer campanha antecipada. É o que informa Veja desta segunda-feira em seu site na web.  Leia mais:

O pretexto oficial era desejar um bom 2014 aos brasileiros. Mas, como já havia feito outras sete vezes, Dilma adotou discurso de candidata, abusou da primeira pessoa do singular e fez autoelogios nos doze minutos de discurso.

.Com a fala de hoje, Dilma soma dezoito pronunciamentos na TV em três anos de governo – média de seis por ano –, superando, na média anual, seus antecessores: Lula fez onze no primeiro mandato, e dez no segundo – média de 2,6 por ano; Fernando Henrique Cardoso fez seis em sua primeira gestão, e dezesseis na segunda – média de 2,75 por ano.

. A fala da presidente foi gravada. Ela passa férias na Bahia com a filha, Paula, e o neto, Gabriel.

COMPRE E LEVE PARA CASA. DESFRUTE NESTA SEGUNDA
HOJE, SEGUNDA-FEIRA: aberto até as 20h
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Rosane ataca a Corsan pela falta d'água, mas avisa que a culpa é de Yeda e até de Britto

A editora de Política da RBS, escreve hoje no jornal Zero Hora que os moradores de Gravataí, Viamão e de outras dezenas de cidades (Guaíba, por exemplo) que estão enfrentando falta dágua neste final de ano tórrido andam fartos das promessas da Corsan, mas em vez de responsabilizar diretamente o governo Tarso Genro, do PT, que já cumpriu 2/3 do seu mandato, ela prefere descarregar a culpa nos governos anteriores, inclusive Yeda e Britto. Ao focar o caso de Gravataí, Rosane livra a cara de Tarso e do presidente da Corsan, Tarcisio Zimmermann, para acusar o prefeito Marco Alba e o seu secretário, Zavalon, que não têm nada a ver com a história - mas porque foram secretário estadual e presidente da Corsan. Não há mais nem pudor na editoria de Política da RBS quando se trata de blindar os governos do PT e atacar adversários que há muitos e muitos anos nem integram a administração estadual. Pior ainda: a lista dos municípios mais prejudicados, inclusive regiões de Porto Alegre, abastecidas não pela Corsan, mas pelo Dmae, ou Pelotas, também suprida por serviço municipal, revela que por trás de tudo está também o dedo da CEEE, a estatal que acaba de ser esgualepada em R$ 1,3 bi por Tarso, que usará o dinheiro para pagar pessoal, segundo a própria Zero Hora de domingo. Sobre isto, Rosane Oliveira nem fala nada. O pior dos dias para Corsan e CEEE ocorreu justamente no sábado, quando a Corsan pagou páginas coloridas inteiras nos jornais para dizer que a estatal é um exemplo mundial em matéria de saneamento. Leia:

Há anos, os partidos que se revezam no poder prometem solucionar os problemas de falta dágua, mas é só o verão começar para surgirem as desculpas de sempre, quando não a acusação de que a culpa é da população, que gasta demais nos dias de calor. A atual direção da Corsan se orgulha de estar fazendo o maior investimento da história da empresa, com verbas do PAC, mas não consegue resolver problemas como o desperdício de água tratada, que hoje é de 42%. Desse total, 20% é perda física e 22% por ligações clandestinas.

O presidente da Corsan, Tarcísio Zimmermann, garante que este é o último verão de falta d’água em Gravataí:

Estamos concluindo obras que vão aumentar em 90% a capacidade de produção. Gravataí opera no limite. Se há queda de energia ou se aumenta o consumo, temos falta d’água.

Diante dos sucessivos casos de desabastecimento, o prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), decretou estado de calamidade pública e ameaça romper o contrato;

CLIQUE AQUI para saber mais.

BMW e Toyota fazer acordo para carro esportivo

As montadoras BMW e Toyota acertaram desenvolver uma plataforma conjunta para carros esportivos, disse o chefe de desenvolvimento da BMW, Herbert Diess, a um jornal alemão.

. As empresas alemã e japonesa também disseram na época que iriam estudar o potencial de uma plataforma conjunta para um veículo esportivo de porte médio em um estudo de viabilidade a ser concluído até o final de 2013.