Fortunati oferece palanque para Dilma, Tarso e Olívio na inauguração da obra inacabada da Pinheiro Borda

Em todas as fotos, o prefeito, dono da festa, administrador e pagador exclusivo da obra, está a um passo atrás de Tarso, Dilma e Olívio, os três candidatos do PT. No RS, Tarso e Olívio demonstram mais uma vez que perderam a modéstia - e até o descofiômetro.


O mais surpreendente nos atos de inauguração do viaduto Pinheiro Borda, na manhã deste sábado, na zona sul de Porto Alegre, nem foi a presença da presidente Dilma noutro complexo de obras inacabadas, mas foi sobretudo o verdadeiro palanque armado pelo prefeito José Fortunati para ela e para os candidatos Tarso Genro, governador, e Olívio Dutra, senador, todos do PT.

. Foi uma festa exclusiva de petistas e ex-petistas sorridentes. 

Na foto ao lado de Roberto Stuckart Filho, homem da presidência, os candidatos estão todos a postos, faturando votos em obras totalmente pagas pelos contribuintes de Porto Alegre, sem dinheiro estadual ou federal.

. O prefeito tem candidato a governador, Vieira da Cunha, e a senador, Lasier Martins, do PDT, mas eles nem aparecem na foto. Ele apóia Dilma. 

. Dilma, que não quis inaugurar o Hospital da Restinga por não estar concluído, não se negou a ir aos atos da Pinheiro Borda. 

. A construção do viaduto, de responsabilidade da prefeitura, sofreu diversos atrasos e chegou a ser dúvida para o Mundial. Mesmo concluída, inicialmente só a parte superior do viaduto, no sentido zona sul-centro, vai funcionar. Pra os jornalistas, o secretário municipal de Gestão, Urbano Schmidt, disse que falta apenas instalar a sinalização para liberar a parte inferior, no sentido centro-zona sul. "O entulho já foi tirado, agora colocaremos os semáforos", afirmou. A expectativa, segundo ele, é que tudo esteja funcionando no decorrer desta semana.

. Há controvérsia.

. O viaduto faz parte de um projeto de mobilidade urbana que incluiu duplicações nas avenidas Padre Cacique e Edvaldo Pereira Paiva. Segundo a prefeitura, mais de 45 mil veículos circulam por dia na região. Dilma chegou ao local por volta das 10 horas, visitou as instalações e conversou com operários que trabalharam na obra.

Saiba o que a HT Micron,inaugurada esta manhã em São Leopoldo, RS

A sala limpa da HT Micron foi aberta há bem mais tempo. 


A HT Micron abriu esta manhã em São Leopoldo, RS,  a maior fábrica de encapsulamento e testes de semicondutores da América Latina,  com 10 mil m² de área construída e 7,5 mil m² de sala limpa,uma estrutura sem similar no país.. A construção da fábrica é resultado de uma bem sucedida parceria entre a HT Micron e a Unisinos.A universidade criou o ITT´Chip, Instituto Tecnológico de Semicondutores e mantém intercâmbio com universidades sul-coreanas. Em contrapartida a HT Micron investirá parte da receita  em pesquisa e desenvolvimento junto a Unisinos.

. Até 2019 deverão ser investidos em torno de R$ 200 milhões no projeto

. Com tecnologia e equipamentos de última geração, terá capacidade para produzir até 360 milhões de chips por ano no auge da produção,quando poderá gerar cerca de 800 empregos diretos . Atualmente a empresa já está trabalhando em três turnos, com 340 funcionários. Até o início do ano a empresa operava num Base Camp cedido pela Unisinos. Foi um projeto piloto muito bem sucedido, iniciado em 2009.

. A nova fábrica marca a consolidação da HT Micron no mercado brasileiro.m A HT Micron já faz parte da cadeia de valor das principais empresas de produtos eletrônicos do país, tendo como fornecedores fabricantes mundiais de semicondutores, tais como SK Hynix, Micron, Toshiba, entre outras.

 A Joint venture entre 
a gaúcha PARIT e a sul-coreana Hana Micron

Duas empresas se uniram em uma joint venture para criar a HT Micron: o Grupo gaúcho PARIT -Participações em Inovação e Tecnologia SA - com histórico de sucesso e estrutura para implementar uma nova indústria no Brasil, e a sul- coreano Hana Micron já estabelecida globalmente como encapsuladora de semicondutores. Detentora de 50% da HT Micron,  a Parit é uma  holding de investimentos  controladora da Altus e Teikon, que quer se tornar um dos maiores investidores brasileiros em inovação, nas áreas de tecnologia de informação, microeletrônica, desenvolvimento e produção de bens, serviços e software.  Tem como sócios Ricardo Felizzola e Luiz Gerbase.

. A HT Micron foi fundada em dezembro de 2009 incentivada pela criação do PADIS, Programa de Apoio e Desenvolvimento da Indústria de Semicondutores. A empresa desenvolve e produz componentes semicondutores a partir do encapsulamento e teste de chips recebidos na forma de “wafers” de semicondutores, integrando diferentes tecnologias, desde o corte dos wafers, seu encapsulamento e o completo processo de teste. O objetivo é atender a grande demanda do mercado de montagem eletrônica no Brasil e se tornar a maior produtora latino-americana de componentes semicondutores para computadores, smartphones, tablets, ultrabooks e pen drives. Com cerca de 1200 empregados na Coréia do Sul, a Hana Micron é uma empresa de capital aberto, fundada em 2001 e opera no mercado de semicondutores, provendo serviços de encapsulamento e também desenvolvendo seus próprios produtos. A Hana Micron atende às principais empresas globais do setor, como Samsung e SK-Hynix. Sr. Chang Ho Choi, presidente do conselho de administração da HanaMicron, é também presidente do Conselho de Administração e co-fundador da HT Micron.

Nos últimos 5 anos, a melhor
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Marina rompe publicamente com PSB de SP por apoio a Alckmin

Ex-senadora Marina Silva divulgou nota na qual condena a aliança entre o PSB, de Eduardo Campos, e o PSDB, de Geraldo Alckmin, em São Paulo:

-  Juntamente com todos os integrantes da Rede Sustentabilidade, discordo da indicação aprovada ontem na reunião do diretório estadual do PSB de São Paulo de apoiar o projeto político do PSDB.  Desde já, deixamos clara nossa posição de que, caso essa indicação não seja revertida, seguiremos caminho próprio e independente em São Paulo. 

- O site www.brasil247.com.br, de quem é a informação acima, observa com razão que até agora, Marina não transferiu votos a Campos e só criou problemas

Dilma inaugura esta manhã a fábrica de semicondutores HT Micron

Com a presença de Dilma Rousseff, será inaugurada esta manhã a nova fábrica de semicondutores da HT Micron, localizada no Tecnosinos em São Leopoldo. Diferenciada no Brasil, a nova fábrica tem 10.000 m², sendo 70% da planta constituída por salas limpas, que são os espaços dedicados ao encapsulamento e teste de semicondutores.

. O local possibilita que a empresa amplie sua produção de componentes, até então fabricados em infra-estrutura prévia de sala-limpa, o Basecamp. Todo esse processo foi iniciado em julho de 2011.

. A HT Micron conta com uma equipe experiente e qualificada, além do suporte tecnológico da sua sócia sul coreana, a Hana Micron. Com processos definidos, realiza todas as etapas de testes de modo a garantir a qualidade dos seus produtos. O resultado é o fornecimento de componentes eletrônicos com alta capacidade de processamento e integração.


. De acordo com o presidente da companhia, Ricardo Felizzola, a inauguração marca a consolidação da HT Micron no mercado brasileiro.

Fernando Rodrigues, Folha, revisa análise e diz que Dilma pode estar se esfarelando

No dia 5 de junho do ano passado, há um ano, o jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo, respeitadíssimo por suas pesquisas e análises na área política, disse que a presidente Dilma Rousseff era favorita à reeleição e que a oposição seria apenas "uma miragem".

. Ele mudou de opinião.

. Leia sua análise atual:

BRASÍLIA - Durante meses em 1989 ouvi de marqueteiros de Ulysses Guimarães que sua candidatura a presidente decolaria após o horário eleitoral. Ele era honesto. Havia comandado a elaboração da nova Constituição. Seu apelido, "senhor Diretas". Tudo verdade. Sem contar o principal: Ulysses teria o maior tempo de TV disponível.

. O resto é história. Ulysses amargou o sexto lugar na eleição presidencial de 1989. Teve meros 4,7% dos votos válidos. Não empolgou os brasileiros. O PMDB o abandonou. Havia um desejo de mudança no ar. Dois novatos foram ao segundo turno --Fernando Collor e Lula.

. Dilma Rousseff não é Ulysses Guimarães. O Brasil de 2014 não é o de 1989. O PT não é o PMDB. Mas o fato é que as coisas começam a andar mal para a petista. As análises ouvidas são as de sempre: ela é honesta, o país melhorou e após o horário eleitoral vai deslanchar.

Nos últimos 5 anos, a melhor
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br


Serra bate Suplicy na disputa pelo Senado

Nos Estados, apenas uma cadeira do Senado estará em jogo (cada Estado tem direito a três senadores, mas este ano só uma delas estará em jogo).

. Em SP, o atual senador é Eduardo Suplicy, PT, que disputará nova reeleição.

. Ele possui 32% das intenções de votos.

. Em SP, José Serra lideras, com 41%, mas ele ainda não disse se disputará a vaga.

. Márcio França, PSB, tem 4%.

. Os socialistas, em SP, coligaram com Alckmin para o governo estadual.

Nos últimos 5 anos, a melhor
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Datafolha: Alckmin seria reeleito no 1º turno em SP

O gráfico ao lado demonstra que o petista Padilha não decola.


Segundo o mais provável cenário eleitoral, o governador tucano Geraldo Alckmin seria eleito no primeiro turno. O candidato do PT, imposto por Lula, Alexandre Padilha, mal cnsegue 3%.

. Nas eleições para o Senado, José Serra é o favorito.

Geraldo Alckmin, PSDB - 44%
Paulo Skaf, PMDB - 21%

Alexandre Padilha, PT - 3%

Fernandão, ídolo do Inter, morreu em queda de helicóptero nesta madrugada

Ex-jogador e ídolo do Internacional, Porto Alegre,  Fernandão (Fernando Lúcio da Costa) morreu na madrugada deste sábado na queda de um helicóptero Esquilo na cidade de Aruanã, interior de Goiás. O acidente ocorreu por volta de 1h30min. 

. Fernandão tinha 36 anos de idade.

Fortunati entregará neste sábado o novo viaduto da Pinheiro Borda

A Prefeitura de Porto Alegre entregará neste sábado, 7, o viaduto da Pinheiro Borda, que recebeu o nome Abdias do Nascimento, um defensor da igualdade. Estarão presentes no evento o prefeito José Fortunati e a presidente Dilma Roussef. O viaduto custou R$ 28,7 milhões, dinheiro totalmente alcançado pela prefeitura. 

. O viaduto faz parte de um grande projeto de mobilidade urbana, que inclui as duplicações da Padre Cacique e da Edvaldo Pereira Paiva e a implantação de mais três novas ruas no entorno do estádio Beira-Rio. 

O novo viaduto interliga duas importantes avenidas, a Pinheiro Borda e a Edvaldo Pereira Paiva. O sentido de circulação será bairro-Centro, facilitando o acesso dos condutores da zona Sul que se deslocam ao Centro Histórico. Segundo dados da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), atualmente, trafegam mais de 46,5 mil veículos por dia na região. 

. Este é o único de 14 conjuntos de obras de mobilidade urbana incluídos originalmente na chamada Matriz da Copa. Fortunati desistiu de entregar as demais, quase todas paralisadas por falta de dinheiro. 

Nos últimos 5 anos, a melhor
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br