Nova doppel bock da Eisenbahn será lançada na terça no Bier Markt, Porto Alegre

Foi agendada para este sábado a festa típica alemã no bar da fábrica da Eisenbahn, Blumenau. Durante 12 horas, ninguém pagará nada pelas cervejas e chopes artesanais.
 
. A Schin, que comprou a Eisenbahn em  2008, lançou nesta quarta, em Itu, a série 10 anos da mais nova cerveja da fábrica de Blumenau, uma doppel bock inédita, mais clara, 7.2 de álcool, que inova com a presença de chips de carvalho francês nos barris e na fabricação a adição de lúpulo pré-fermentado.

. Esta cerveja especial, que só será fabricada este ano, será lançada para o mercado gaúcho na  terça-feira a noite no Bier Markt Vom Fass, em Porto Alegre.

CLIQUE AQUI para conhecer melhor o Bier Markt Vom Fass.

Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). 

Adesão do Sindilojas de Caxias encorpa Boa Vista Serviços no RS

Empresas da Serra gaúcha comemoram nesta quinta à noite, em Caxias, a assinatura de contrato entre o Sindilojas de Caxias do Sul e a CDL Porto Alegre/Boa Vista Serviços. A parceria possibilita o mercado da região a utilizar a segurança dos serviços de análise e concessão de crédito da CDL da Capital. Com Caxias do Sul, a CDL Porto Alegre expande a abrangência da base de dados.

. Com esta adesão, a Boa Vista Serviços completa 90% de cobertura estadual de dados sobre clientes que usam o varejo.

Paulo Melancia não fala, não ouve e não vê

O deputado Paulo Melancia, PDT do RS, não fala, não ouve e não vê coisa alguma sobre as denúncias de que seu gabinete faz repartição de salários e abriga servidores fantasmas.

. A prática que só envolve CCs, é historicamente comum na Assembléia do RS.

Tucanos que apoiam Wambert se reunirão nesta sexta

 A primeira revoada dos tucanos que apoiam Wambert De Lorenzo para a prefeitura de Porto Alegre aninhará nesta sexta, na Esquina Democrática, Porto Alegre, 12h.

. Será uma experiência e tanto para o candidato, advogado e professor, que debuta nestas eleições.

Manuela manda carta desculpando-se e solidarizando-se com os judeus de todo o mundo

Somente agora, quinta-feira, dia 19 de julho, depois de insistentes cobranças feitas pelo editor, a deputada comunista Manuela D’Ávila respondeu a carta que lhe enviou o presidente da Conib, Claudio Lottenberg, que buscou saber a posição da comunista diante do artigo publicado no jornal do PCdoB pelo seu secretário de Comunicação, José Reinaldo Carvalho. O secretário atacou duramente os judeus, defendendo o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. Ele escreveu no jornal do Partido.

. Na resposta, Manuela D’Ávila “repudia” os termos do artigo do secretário de Comunicação e lembra episódios em que os comunistas estiveram ao lado dos judeus, ressaltando dois episódios da história:

1) O fato de que Karl Marx, o ideólogo do comunismo, era judeu e filho de rabino (Marx repeliu sua formação religiosa judaica e formulou o conceito do materialismo histórico e dialético).

2) A aliança com os judeus na antiga URSS, na luta contra os nazistas (Stalin sempre perseguiu os judeus e só fez a guerra depois que Hitler desrespeitou o Pacto Molotov-Ribentropp, que selou a aliança entre os dois bandidos).

. A candidata do PCdoB prometeu introduzir o ensino do Holocausto nas escolas de Porto Alegre, ignorando que isto já existe (o projeto, aprovado pela Câmara, é do vereador Valter Nagelstein).

CLIQUE AQUI para ler o artigo ofensivo do PCdoB
CLIQUE AQUI para ler a carta da Conib.
Clique na imagem acima para ler a carta de Manuela.

Governo gaúcho do PT anuncia renúncias fiscais para manter competitividade da indústria do RS

O governo gaúcho anunciou nesta quinta-feira  um pacote de medidas de redução tributária e incentivos a investimentos para beneficiar a agricultura e a indústria, com a meta irrealizável de reverter os prejuízos ocasionados com a estiagem e a crise global.

. Segundo o secretário da Fazenda, Odir Tonollier, mais prudente e focado do que o anúncio grandiloqüente do Piratini, o objetivo é outro: "As medidas buscam proteger a economia gaúcha e garantir igualdade de competição com outros Estados". Isto vale para os ramos industriais beneficiados.

. Estas foram as medidas anunciadas: 

- Redução de alíquotas para estruturas metálicas: reduz de 17% para 12% a alíquota de estruturas pré-fabricadas, de ferro ou aço, quando realizadas pelo próprio fabricante. Vigência: até 31 de dezembro de 2012.

- Redução de alíquotas de equipamentos para hidreléticas: isenta o ICMS na compra de equipamentos em outros Estados para instalação de centrais geradoras hidrelétricas ou pequenas centrais hidrelétricas. Vigência: período indeterminado 

- Redução de ICMS das bebidas de soja: reduz a carga do tributo de 25% para 17%. Vigência: de 1º de setembro até 30 de junho de 2013 

- Crédito presumido a mercadorias para uso naval: concede crédito presumido de 9% para estabelecimentos fabricantes de mercadorias para uso naval. Vigência: 31 de março de 2013 

- Isenção para cinzas de arroz: isenta as saídas de cinzas de arroz para incentivar o aproveitamento do resíduo na fabricação de produtos de alta tecnologia. Vigência: a partir de 1º de setembro 

- Diferimento de ICMS para milho, soja e farelo: difere o ICMS na importação de milho, soja e farelo de soja, com vistar a suprir o mercado e biodiesel e de rações para suinocultura e avicultura. Vigência: até a próxima soja 

- Isenção de ICMS nas vendas de carnes de suíno e suínos vivos: isenção da alíquota nas vendas interestaduais e vendas internas de carne in natura. Vigência: período indeterminado 

- Máquinas e equipamentos: reduz para 36 meses o período de apropriação dos créditos dos bens do ativo permanente, quando estes forem produzidos no Estado. Vigência: período indeterminado.

Governo transforma dívida de R$ 17 bilhões em 522 mil bolsas em universidades privadas

A presidenta Dilma Rousseff sancionou nesta quinta-feira (19) a lei 12.688, oriunda da Medida Provisória 559/12. Editada originalmente com o objetivo de autorizar a Eletrobras a assumir o controle acionário da Companhia Energética de Goiás (Celg), a legislação também permitiu a criação do Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies).

E aí, deputado Jerônimo Goergen, PP do RS?
Ajudei a articular a nova legislação. Ela promove uma verdadeira revolução no ensino superior do Brasil ao criar 522 mil vagas para estudantes de baixa renda, trocando uma dívida de R$ 17 bilhões das instituições de ensino por bolsas de estudo, quase todas comunitárias, mas todas privadas. De uma só vez conseguimos criar mais de 50% do que o ProUni gerou em toda a sua história.

Isto não é um mau exemplo para devedores relapsos?
A MP também prevê a necessidade de uma gestão cada vez mais austera por parte das instituições contempladas É preciso admitir que muitas universidades tiveram péssimas gestões ao longo dos anos, algumas delas fraudulentas. Agora, as administrações deverão ser transparentes, na medida em que a adesão ao Proies será precedida de apresentação de um plano de recuperação econômica e tributária, que deverá ser cumprido à risca.

. O plano de recuperação das universidades beneficiadas prevê a oferta de bolsas ao longo de 15 anos e atingirá 90% da dívida de cada instituição. Os 10% restantes deverão ser pagos em espécie.

. Apenas um caso, o da Urcamp, de Bagé, que atende toda a região da campanha e  que deve R$ 147 milhões ao fisco e à previdência, serão geradas 147 mil bolsas.

. A lei também traz outras determinações como a inclusão das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que pretende reduzir a burocracia dos processos licitatórios.

Entrevista: Ana Amélia equivoca-se, porque o PP tem candidato em Porto Alegre.

João Carlos Nedel, vereador do PP, Porto Alegre

A senadora Ana Amélia Lemos, PP, disse que apóia a comunista Manuela D’Ávila porque o Partido não tem candidato a prefeito e vice em Porto Alegre.
Não é nada disto. Ela participou da convenção e sabe que por 73 a 44 o PP decidiu apoiar o prefeito José Fortunati. Ele é o nosso candidato. A foto dele já está no meu santinho.

Ela alega que se licenciou do diretório metropolitano para fazer a campanha do PCdoB.
E não será senadora do PP enquanto isto? Será uma senadora sem Partido?


Como é que o PP reagirá a tudo isso?
Com mais trabalho:vamos eleger nosso candidato no primeiro turno.

Qual é a meta do PP para sua bancada de vereadores?
Somos quatro vereadores, o que inclui o líder do Governo. Manteremos e ampliaremos o número. Nossa coligação na proporcional é com PDT e PRB. Muita gente votará no 12 e com isto a legenda nos beneficiará.

Como é que o senhor convive com a dissidência da senadora?
Estou triste. Os Partidos Comunistas são a coisa mais atrasada do mundo. Não deram certo em lugar nenhum. 

Bier Markt Vom Fass
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também no Bier Markt da Castro Alves 452, três vezes seguidas "A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012). 

O editor localizou o dr. Rubinho no quarto 230 da Santa Casa de Bagé

Ao contrário do que informa a boataria que cerca a CPI do Natal Luz de Gramado, RS, o administrador judicial da 27ª edição, concluída este ano, não fugiu.

. É que Rubens Francisco de Oliveira, o dr. Rubinho, está mesmo internado na cidade de Bagé, sua terra Natal. O editor localizou-o no quarto 230 da Santa Casa de Misericórdia, onde ele foi internado há 30 dias com grave infecção pulmonar, decorrente de um fungo mal tratado.

. Ele não pode falar por ordem médica, mas é considerado fora de perigo.

Maior usina térmica a carvão do país parou de produzir. Greve ameaça provocar apagão no País.

Desde domingo estão paralisadas três das cinco turbinas da maior usina termelétrica a carvão do Brasil, a Usina Presidente Médici, de Bagé, RS, programada para gerar 796 megawatts, potência que nunca alcançou, o que obriga a CGTEE, sua proprietária, a gastar R$ 10 milhões mensais na compra de energia, apenas para atender contratos que assinou. 

. Os trabalhadores decretaram greve e pararam de produzir.

. A usina divide-se em dois empreendimentos, Candiota II e III. A fase III entrou em operação este ano, depois de consumir investimentos de R$ 1,6 bilhão. Até hoje não foi inaugurada oficialmente.

- Caso a greve prossiga, há risco de apagão, segundo o presidente do Sindicato dos Eletrecitários de Bagé., Genésio Avancini.

Roberto Jefferson, reeleito presidente do PTB: "Chinaglia, líder do governo Dilma na Cãmara, fez proposta indecente para que eu calasse sobre o Mensalão"

* Clipping O Estadão. Reportagem de Débora Bergamasco

Às vésperas do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, diz que Arlindo Chinaglia (SP), então líder do governo, ofereceu uma "saída pela porta dos fundos" para que não seguisse com a denúncia que abalou o governo petista em 2005.
Pela proposta, Jefferson entregaria a presidência do PTB ao então ministro Walfrido dos Mares Guia (hoje no PSB). Depois, seria escalado um "delegado ferrabrás" para tocar o processo e um relatório pelo não indiciamento do petebista.

"Acharam que eu ia me acovardar. Me confundiram com o Valdemar Costa Neto. De joelho eu não vivo, eu caio de pé", disse Jefferson ao Estado antes da Convenção Nacional do PTB, nessa quarta-feira, 18, em Brasília.

. Durante mais de três horas, discursos enalteceram a "coragem" do ex-deputado por denunciar o maior escândalo do governo Lula. A reunião do PTB foi feita para mostrar ao Supremo que Jefferson não é um "qualquer" e que goza de prestígio em seu partido. Ideia do advogado do réu petebista, Luiz Francisco Corrêa Barbosa, que sugeriu antecipar o evento, previsto para novembro, e transformá-lo em "convenção-homenagem".

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa.
CLIQUE na foto acima para ver melhor. A foto é da reportagem do Estadão. Ela é flagrante da posse de Jefferson. 

Bagé atrai fábrica de ônibus uruguaia. Investimento será de R$ 10 milhões.

Sairá em Bagé, RS, o primeiro investimento do grupo uruguaio Patriarca Ônibus e Carrocerias, que colocará R$ 10 milhões na cidade para produzir 540 ônibus por ano, visando os mercados interno e externo. Serão gerados 100 empregos diretos.

. A secretaria de Desenvolvimento, Magda Flores, que viajou nesta terça-feira para Canelones, informou que indústrias sistemistas serão atraídas para o mesmo site da Patriarca.

- O maior complexo industrial fabricante de ônibus do planeta está localizado em Caxias. Trata-se da Marcopolo. 

“Voto” está nas bancas com entrevista de Erundina (Erundina celebra a coerência política)

A revista gaúcha de política “Voto” deste mês está nas bancas. A reportagem de capa tem como foco central uma entrevista exclusiva com Luiza Erundina, apresentada pela revista como “peça rara na política brasileira”.

. A “peça rara”, no caso, é a coerência que ela sustenta na sua ação política.

Saiba por que ao apoiar Manuela, Ana Amélia trai as origens do PP

O texto a seguir é do jornalista Reinaldo Azevedo, Veja, e ataca a decisão da senadora Ana Amélia Lemos de acompanhar a candidatura da comunista Manuela D’Ávila:
Publiquei na manhã desta quarta um texto sobre a barafunda partidária brasileira. Onde muita gente vê qualidades nativas, vejo defeitos. Para lembrar frase antiga, se a coisa só dá no Brasil, ou é jabuticaba ou é besteira. Muito bem. Embora a configuração atual dos partidos seja pouco fiel às origens de cada um, preservam-se, vá lá, alguns traços do DNA. O PP é o herdeiro direto do antigo PDS, que foi o partido derivado da Arena, que deu sustentação ao regime militar. Em tese ao menos, deveria ser a nossa legenda mais conservadora. Pois é… Em São Paulo, o partido vai apoiar a candidatura do petista Fernando Haddad. No Rio Grande do Sul, vai se juntar ao PDT, que saiu da costela de Leonel Brizola, o principal adversário dos militares.

. Mas não será um apoio uníssono. A senadora Ana Amélia preferiu outro caminho, mais, digamos assim, à esquerda. Integrará a campanha da deputada Manuela D’Avila, do PC do B, herdeiro da Guerrilha do Araguaia. É bem verdade que o comunismo da legenda, hoje, é mais falsificado do que uísque das festanças do Divino - o bairro pop da novela das 21h -, mas conserva, ao menos, aquela pose.

. Já me contaram que Manuela canta de cabo a rabo a Internacional Socialista e “Hasta siempre, comandante Che Guevara”, uma espécie de hino guevarista, criado em homenagem ao Porco Fedorento quando ele deixou o governo cubano para matar pessoas na África. O troço é de uma cafonice que chega a ser comovente.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir a canção que está no coração e na mente de Manuela D’Ávila.