Dilma não poderá mais usar dinheiro público para fazer sua campanha eleitoral. Último palanque da série foi esta manhã na Restinga.

Dilma e seu comício de hoje. No palanque, líders e candidatos petistas por todos os lados. O prefeito Fortunati, pai da criança, nem aparece na foto. 

A coisa é tão escandalosa que nesta quinta a presidente inaugurou 5460 casas em 7 Estados, sem comparecer a nenhum deles, fazendo todo o evento por telões. O total de gastos com os eventos foi de R$ 2 milhões. 


Dilma não poderá mais usar dinheiro público para fazer campanha eleitoral, como a que fez hoje em Porto Alegre, ao inaugurar o Hospital Restinga e fazer um desbragado discurso de candidata, sem respeitar ninguém e nada.

Desde segunda-feira, a presidente participou de nove atos diferentes. A partir deste domingo, a lei eleitoral proíbe que ela participe de eventos do tipo

A legislação eleitoral brasileira proíbe todos os candidatos ocupantes de cargos públicos de participar de cerimônias de entrega de obras ou equipamentos públicos a partir do início da campanha - o que ocorre no próximo domingo, dia 6. É comum, portanto, que políticos em busca de um novo mandato corram contra o relógio para entregar ainda no primeiro semestre o máximo de obras possível. E a última semana antes do início da campanha costuma ser de agenda - positiva - cheia. A lei, contudo, é clara: tais eventos não podem ser transformados em palanque, para que a máquina pública não sirva a candidatos.

Nesta sexta-feira, ao encerrar sua maratona de inaugurações pré-campanha, a presidente Dilma Rousseff transformou em evento eleitoral a inauguração do Hospital da Restinga, na Zona Sul de Porto Alegre. Não faltou sequer o discurso de candidata:

- Quem fez continuará fazendo.

. Ela foiaplaudida pelas 200 pessoas que estavam na plateia. A frase resume justamente o tom da campanha que será adotada pela presidente.

. O Hospital foi construído e será mantido com dinheiro dos contribuintes brasileiros, gaúchos e portoalegrenses, mas a glória da inauguração ficou com a candidata. 

Globo dará espaço nobre para pastor Everaldo. Decisão preocupa PT.

A TV Globo pretende dar tempo igual em seus telejornais aos quatro candidatos a presidente mais bem colocados nas pesquisas. Isso significa que o nanico Pastor Everaldo (PSC), com 4% no Datafolha, teria hoje o mesmo espaço que Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). A exposição diária do evangélico preocupa a campanha petista. Se ele conquistar mais eleitores, Dilma pode chegar ao segundo turno precisando angariar mais votos do que previa.

. A revelação foi feita hoje pela jornalista Vera Magalhães na coluna Painel, Folha.

Vá esta noite comemorar a vitória 
do Brasil. Os melhores do gênero em Porto Alegre
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Adeus ao Orkut

A nota a seguir é do próprio Orkut

Após dez anos de conversas e conexões sociais on-line, nós decidimos que é hora de começar a nos despedir do Orkut. Ao longo da última década, YouTube, Blogger e Google+ decolaram, com comunidades surgindo em todos os cantos do mundo. O crescimento dessas comunidades ultrapassou o do Orkut e, por isso, decidimos concentrar nossas energias e recursos para tornar essas outras plataformas sociais ainda mais incríveis para todos os usuários.
O Orkut não estará mais disponível após o dia 30 de Setembro de 2014. Até lá vamos manter o Orkut no ar, sem grandes mudanças, para que você possa lidar com a transição. Você pode exportar as informações do seu perfil, mensagens de comunidades e fotos usando o Google Takeout (disponível até setembro de 2016). Um arquivo com todas as comunidades públicas ficará disponível online a partir de 30 de Setembro de 2014. Se você não quiser que seu nome ou posts sejam incluídos no arquivo de comunidades, você pode remover o Orkut permanentemente da sua conta Google. Para mais detalhes, por favor, visite a Central de Ajuda.

Foram 10 anos inesquecíveis. Pedimos desculpas para aqueles de vocês que ainda utilizam o Orkut regularmente. Esperamos que vocês encontrem outras comunidades online para alimentar novas conversas e construir ainda mais conexões, na próxima década e muito além.

Chuva castiga muito o RS. Veja os números dos problemas.

Chove muito e há trovoada forte neste momento 16h01min) em Porto Alegre, que prossegue com áreas da cidade alagadas.

. Há duas semanas chove com força no RS.

. A Defesa Civil divulgou este levantamento ao meio dia:

15 pontos de estradas bloqueadas por causa da chuva.
67 municípios em situação de emergência 
115 municípios atingidos pela chuva
15.670 o total de moradores desabrigados e desalojados.
2 mortes 

Nas estradas a seguir, existem problemas pontuais:

Federais 
Ponte do rio Ibicuí, na BR-472, km 513.
Na BR-153, em Marcelino, também há bloqueio total sem previsão de liberação.
Já na BR-158, km 317, em Santa Maria, há bloqueio parcial.
Estradas estaduais
ERS-480,
RSC-153
ERS-431
da ERS-355
ERS-110
ERS-470
ERS-344
RSC-472,
ERS-126
ERS-491
VRS-804 
ERS-020

Estudo diz que Vieira é a maior ameaça a Tarso Genro

Ana Amélia, numa sessão de fotos com Claudio Diaz, candidato a Federal pelo PP, poderá ser eleita no primeiro turno. 

Numa análise intitulada “Vieira é maior ameaça a Tarso”, que o editor publica logo abaixo desta nota em link, o estrategista político Paulo Di Vincenzi explica que usou pesquisas qualitativas para chegar a esta constatação:

- Vieira da Cunha, PDT, pode se converter no principal depositário de votos dos eleitores descontentes ou frustrados com a gestão do governador Tarso Genro, PT. Ivo Sartori, PMDB, tem mais possibilidades de tirar votos da candidata Ana Amélia, PP.

. Paulo Di Vicenzi é diretorda Associação Brasileira de consultores Políticos.

. A análise deixa claro que neste momento dois sentimentos dominam a percepção dos eleitores:

1) Ana Amélia pode ser eleita já no primeiro turno.
2) Caso isto não ocorra, o adversário pode nãos er Tarso.

. É aí que entrariam Vieira ou Sartori, mas segundo o consultor político, os dois terão que se tornar mais conhecidos do grande público.

CLIQUE AQUI para ler todo o estudo.

Vá esta noite comemorar a vitória 
do Brasil. Os melhores do gênero em Porto Alegre segundo Veja.
www.biermarkt.com.br




Dilma quer gastar R$ 290 milhões para se reeleger

Os partidos têm até sábado para entregar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro das candidaturas dos postulantes ao Planalto. Quando formalizar a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, o PT apresentará à Justiça Eleitoral uma previsão de gastos com a campanha de 290 milhões de reais, segundo reportagem desta sexta-feira do jornal O Estado de S. Paulo.

. Ainda segundo a reportagem, há quatro anos, quando Dilma disputou a Presidência pela primeira vez, os gastos estimados de sua campanha eleitoral foram de 157 milhões de reais, valor revisado para 191 milhões de reais no segundo turno. Corrigidos pela inflação, os valores são de 195 milhões de reais e 237 milhões de reais, respectivamente.


. O PSDB ainda não informou sua previsão de gastos com a campanha de Aécio Neves ao Planalto. Já o candidato do PSB, Eduardo Campos, e sua vice, Marina Silva, apresentaram nesta quinta-feira o registro de candidatura, com uma estimativa de gastos de 150 milhões de reais.

Fazenda fecha ICMS gaúcho com crescimento real de apenas 0,9% em junho

O editor pesquisou novamente a contabilidade da secretaria estadual da Fazenda nesta sexta-feira de manhã e constatou que no fechamento dos números da arrecadação do ICMS de junho, ficou confirmada a informação que foi publicada na quarta-feira neste espaço, na qual ficaram registrados estes números em milhões de reais:

Junho – R$ 2,1
Semestre – 12,5

Isto significa que a receita do ICMS cresceu nominalmente 7,4% sobre o mesmo mês do ano passado, mas apenas 0,9% quando ajustada pelo IPCA (menos 1%, pelo IGP-DI).

. O governo tinha previsto que o semestre fecharia com aumento de 10,9% nominal e 5,1% real, mas o que se constatou foi um crescimento de 8,5% real e 2,3% real, portanto bem abaixo das expectativas.

. A secretaria da Fazenda e o próprio Palácio vinham trabalhando com números irreais para o crescimento do PIB do Estado, mas o editor vinha informando há bastante tempo que as informações tinham mero caráter eleitoreiro, o que se comprova agora. 



Vá esta noite comemorar a vitória 
do Brasil. Os melhores do gênero em Porto Alegre
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Governo usa alienação da Copa para enfiar pacientes do São Pedro em locais infectos de Porto Alegre

O governo estadual gaúcho aproveita os jogos da Copa e a alienação política e midiática que eles produzem desde o início, para mascarar a transferência de 30 pacientes residentes do Hospital Psiquiátrico São Pedro na segunda-feira.

. Os pacientes vivem ali há mais de 20 anos. O governo quer usar o espaço para escritório.

. A curadora das pacientes da Unidade Madre Matilde denunciou a medida ao Ministério Público. No documento, ela afirma que 40% do grupo são idosas com idade superior a 62 anos e que possuem vínculo afetivo com o local e a equipe. A mudança, já anunciada a elas, tem gerado ansiedade, agitação, choro, agressividade verbal e material. 

. Das 30 pacientes, 16 vão para a Unidade Celestino Prumes, onde vivem 32 moradoras, que ficará lotada, principalmente em dias de chuva. O local possui apenas três banheiros e três vasos sanitários. A curadora denunciou ainda que existe um surto de bactérias (stafiphylococcus Aureus), contaminando pacientes e funcionários das unidades de moradia, sem rastreamento e determinação da fonte contaminadora. “

Desmonte do São Pedro
Em fevereiro, entidades médicas e de usuários do SUS entregaram dossiê - elaborado pelo Sindicato Médico do RS (SIMERS) -  sobre a atual situação de desmonte do São Pedro ao Ministério Público Estadual (MP).


Prefeitos gaúchos criticam aumento escalonado de 1% nos repasses do FPM

O presidente da Famurs, Seger Menegaz, criticou esta manhã o anúncio do governo federal de aumentar em 1% o valor do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).  De acordo com estudo da Famurs, o reajuste de 1% sugerido pela União representa um acréscimo de R$ 125 milhões para as prefeituras gaúchas em 2015. E, a partir de 2016, R$ 250 milhões a mais serão depositados anualmente no caixa dos municípios do RS. A proposta ainda depende de aprovação Congresso Nacional para entrar em vigor.
Eis o que ele mandou dizer ao editor:

- O reajuste é uma conquista junto à União, mas  as prefeituras estão em situação de crise financeira e precisam de uma arrecadação extra imediata. 

Conforme a proposta apresentada pelo ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, nesta quinta-feira (3/7), o governo federal admite ampliar em 1% o FPM, dividido em duas parcelas: a primeira em 2015 e a segunda em 2016. 

- Principal item de reivindicação da pauta municipalista na 17ª Marcha a Brasília, a PEC dos Municípios prevê o aumento de 2% do FPM. De autoria da senadora Ana Amélia Lemos, a Proposta de Emenda Constitucional 39/2013 representaria um incremento anual de R$ 500 milhões aos cofres das prefeituras gaúchas. “Os prefeitos reivindicam uma parcela do FPM em 2014. Dessa forma, a União está repassando a conta para o próximo presidente”, justifica Menegaz.


Simon será o entrevistado do Roda Viva de segunda-feira a noite na TV Cultura

O Roda Viva da TV Cultura da segunda-feira a noite será com o senador Pedro Simon. 



Vá esta noite comemorar a vitória 
do Brasil. Os melhores do gênero em Porto Alegre
segundo Veja.
www.biermarkt.com.br

Tarso cutuca Beto, lamenta a ausência de Rigotto na disputa pelo Senado, mas leva um "cala boca" do PMDB

Ao cutucar Beto, Tarso esquece que seu candidato é Olívio e não Rigotto. 



Na nota a seguir do jornalista Márcio Serafini, jornal O Pioneiro, RBS, fica claro o sentido eleitoral da ida do governador Tarso Genro nesta quinta-feira a Caxias do Sul, ao assinar proposta que encaminhará à Assembléia para doar a antiga sede da Metalúrgica Abramo Eberle para a prefeitura de Caxias do Sul. 

. É que Tarso aproveitou o discurso para se queixar da ausência do ex-governador Germano Rigotto na disputa pelo Senado. O governador não gostou de ver preterido seu amigo, já que o PMDB decidiu entregar a vaga para o deputado Beto Albuquerque, PSB. 

. O vice-prefeito Antonio Feldmann, que é coordenador regional do  PMDB, mandou Tarso cuidar da campanha do seu próprio c candidato, Olívio Dutra. O que ele disse:

– Foi uma manifestação infeliz e descabida. Primeiro, uma intromissão indevida na vida interna de outro partido. Segundo, deprecia o candidato do partido dele a senador, o ex-governador Olívio Dutra.

. Leia a nota

A referência foi feita logo após Tarso contar ter sido procurado pelo ex-governador solicitando a doação do complexo de 40 mil metros quadrados, pela sua importância histórica para Caxias do Sul. O pedido teve peso decisivo, aliado à mobilização da comunidade e do prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT).
A relação respeitosa entre Tarso e Rigotto não é novidade, e a referência surpreendente até pode ter sido espontânea.
Porém, fica evidente, nas entrelinhas, a provocação a Beto Albuquerque (PSB), ex-secretário de Infraestrutura e Logística que deixou o governo brigado com o PT e concorre ao Senado apoiado pelo PMDB (na vaga que, com a desistência de Pedro Simon, seria de Rigotto se não fosse a coligação).
Ao mesmo tempo, o afago de Tarso se soma aos esforços do PT para que Rigotto apoie a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Câmara demora reunião para derrubar decreto de Dilma que mascara a implantação da ditadura bolivariana no Brasil

As mandingas de Dilma não dão certo. 

Sob o texto a seguir, o editor comenta os terríveis efeitos da Política Nacional de Participação Popular, uma espécie de sovietes que o governo do PT deseja implantar no Brasil, estabelecendo uma ditadura bolivariana. 

O plenário não votou nesta quarta-feira o regime de urgência para a proposta, apresentada pelo líder do DEM, feita através do  Projeto de Decreto Legislativo 1491/14, que susta os efeitos do decreto presidencial (8.243/14) que cria a Política Nacional de Participação Social. O decreto institui conselhos populares para assessorar a formulação de políticas públicas pelo governo.

. Não foi marcada nova data.

. Ao impor a órgãos e entidades da administração pública direta e indireta o dever de considerar a opinião dos conselhos populares na formulação de políticas públicas, o decreto presidencial invade prerrogativas do Congresso Nacional.

“O decreto está em desarmonia com o princípio de separação dos poderes. Cabe ao Congresso a formulação de políticas públicas por meio de lei e após o amplo debate entre todas as forças políticas da situação e da oposição, sob as mais diversas demandas de qualquer grupo da sociedade, alinhado ou não ao governo”, disse o presidente da Câmara.

. Autor do requerimento de urgência e do Projeto de Decreto Legislativo 1491/14, que anula os efeitos do decreto presidencial, o deputado Mendonça Filho (DEM-PE) parabenizou Alves pela iniciativa de zelar pelas prerrogativas do Parlamento. “Numa democracia representativa, é evidente que cabe ao Legislativo debater projetos de lei e propostas diversas, inclusive as que tratam de formas de ouvir a sociedade por meio de conselhos, comissões e outras iniciativas”, disse.

CLIQUE AQUI para ler o decreto de Dilma.

O comentário a seguir do editor tem como título O decreto de Dilma sobre participação popular visa implantar uma ditadura bolivariana no Brasil.

Prefeitura diz que o novo Hospital da Restinga é um novo tempo na saúde de Porto Alegre

O secretário municipal da Saúde, Porto Alegre, Carlos Casartelli, escreve no seu artigo de hoje no jornal Zero Hora que a inauguração do Hospital Restinga e Extremo Sul é mais uma prova de que há grandes avanços na sempre criticada área da saúde pública. Leia tudo, porque o hospital, inaugurado esta manhã, atenderá exclusivamente pelo SUS e será operado pelo melhor hospital privado da Capital, o Hospital Moinhos de Vento. Sua capacidade é para atendimento de 13 mil pacientes por mês. Ele possui 170 leitos. Há 40 anos a cidade não ganhava nada igual. O investimento total foi de R$ 110 milhões. O hospital está sendo inaguruado neste momento (10h37min) pelo prefeito José Fortunati, a presidente Dilma e o governador Tarso Genro. Os três entes públicos cobriram o investimento e pagarão as contas.  

É um momento histórico para Porto Alegre: há 40 anos não se construía um hospital público na capital. Este sonho da comunidade da região sul da cidade que agora se realiza mostra como é possível concretizar grandes ações de interesse social quando poder público e iniciativa privada trabalham juntos, com foco e empenho. A parceria entre o Hospital Moinhos de Vento, as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde e a União fez nascer um hospital completo, com padrão de  atendimento e equipamentos dentro dos conceitos mais modernos, incluindo critérios de sustentabilidade e formação de mão de obra na própria comunidade. Tudo numa estrutura inteiramente voltada para população que depende do SUS. Esta grande notícia se soma a outras que ilustram claramente que a saúde na gestão do prefeito José Fortunati saiu da estagnação das últimas décadas. O quadro das unidades de Saúde da Família está completo pela primeira vez, com 234 equipes em 119 unidades. O Hospital de Pronto Socorro, referência na região sul do país, passa pela primeira grande reforma em 70 anos de existência. Ganhou nova e sofisticada emergência e bloco cirúrgico, e está ampliando toda a estrutura de internação e áreas de apoio. O Samu tem uma nova e ampla sede.

. A zona sul ganhou a moderna USF Saúde Cohab-Cavalhada. Até o final do ano outras 25 unidades de saúde terão sido completamente reformadas, incluindo a informatização dos agendamentos. Também neste campo houve melhorias históricas: em mais de 70% da lista de especialidades médicas, o tempo de espera para marcação de consultas, que em alguns casos levava mais de um ano, hoje é de menos de um mês. Ainda há áreas críticas como a ortopedia, onde a demora é problema grave, mas a espera está diminuindo.

. Ainda há muito a fazer no campo da saúde pública, todos sabemos. Mas estamos no caminho. E Porto Alegre está mostrando ao país o quanto avançou.

Entenda as mensagens do muro das lamentações petistas

O PT e seus áulicos só topam fazer terapia na charge de Angeli.



Vale a pena examinar os textos postados pela mídia amiga dos governos Dilma Roussef e Tarso Genro no trato do primeiro dia de Zé Dirceu na sua meia-liberdade, concedida por um STF emasculado desde que dele resolveu ir embora o ministro Joaquim Barbosa.

. Leia esta mensagem do muro das lamentações petistas, postada esta manhã por Paulo Nogueira, do site Diário do Centro do Mundo:

- Enquanto se vê um Joaquim Barbosa reluzente, com ares de estrela de Hollywood, se despedindo do STF com selfies, José Dirceu é fotografado claramente abatido a caminho do seu emprego.

. A comparação é imprópria e desleal, porque Joaquim Barbosa é o juiz que mandou confirnar Zé Dirceu na cadeia da Papuda, depois de um julgamento no qual a maioria dos ministros do STF, seus juizes mais qualificados, decidiram condená-lo porque operou como bandido, desviando dinheiro público e privado, organizando uma quadrilha de petistas e aliados dispostos a usar de mensalões para corromper parlamentares e eleitores, tudo para perpetuar o PT  no Poder.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
A cantina fica nos antigos túneis da Brahma, shopping
TOTAL, Porto Alegre.
www.famigliafacin.com.br

Com medo da prisão, Arno Augustin libera o dinheiro que pertence ao governo tucano do Paraná

Com medo de ser preso, o secretário nacional do Tesouro, Arno Augustin, ex-secretário da Fazenda de Olívio, mandou pagar ontem mesmo o dinheiro que o governo federal deve ao governo do Paraná, mas que vinha retendo por razões políticas e eleitorais, visando prejudicar o governador Beto Richa, PSDB.

. Uma petição do procurador-geral adjunto do estado, Sérgio Botto de Lacerda, pedia a prisão do secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, e do subsecretário Eduardo Guerra, por suposto crime de desobediência, por bloquearem cinco empréstimos para o estado do Paraná.

. "Depois de uma longa batalha os recursos do Proinveste finalmente estão na conta corrente do Governo do Paraná. Estes recursos só vieram para o nosso Estado graças a ação eficaz e enérgica do Supremo Tribunal Federal", escreveu o governador, referindo-se a decisão do ministro do STF, Marco Aurélio Mello.

-  Durante o governo Lula, o mesmo Augustin, ajudado por Dilma, então chefe da Casa Civil, segurou o quanto pode a autorização para aval de um empréstimo de US$ 1,2 bilhão do Banco Mundial ao governo Yeda Crusius. A dupla somente rendeu-se depois que o senador Pedro Simon fez greve de tribuna durante 18 horas seguidas, chamando a atenção da mídia nacional e estrangeira. 

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
A cantina fica nos antigos túneis da Brahma, shopping
TOTAL, Porto Alegre.
www.famigliafacin.com.br

Base eleitoral de Márcio Biolchi reage ao apoio do deputado do PMDB à candidata do PT

A dissidência aberta pelo deputado Márcio Biolchi em favor da candidatura de Dilma Roussef já começou a causar desconforto para seus eleitores no interior, sobretudo na região de Cruz Alta, sua principal base eleitoral.

. Biolchi é o único deputado estadual que divergiu da decisão do PMDB gaúcho de apoiar o governador Eduardo Campos.

. Muitos dos eleitores do deputado estadual começaram a migrar para seu colega, também deputado estadual, Giovani Feltes, mais afinado com a decisão partidária local. 

. Nas últimas eleições, o único deputado que divergiu da posição local de ficar com José Serra foi Mendes Filho. Isto custou-lhe milhares de votos. Mendes Filho pretendia liderar a lista dos eleitos do PMDB, amealhando 200 mil votos, mas terminou a campanha em terceiro lugar. 

Chuva forte envolve Porto Alegre e boa parte do RS em situação de calamidade pública

Avenida Ceará, esta manhã, Porto Alegre.


Continua chovendo em Porto Alegre neste meio da manhã, embora volta e meia apareça o sol, aprofundando o verdadeiro caos que ocorre na cidade desde ontem a noite, quando fortes trovoadas foram percebidas. 25 pontos da Capital estão alagados, com ênfase para a zona Norte. O trecho entre as estações Farrapos e Navegantes do
Trensurb apresenta sérios problemas de tráfego. 

. Até as 9h30min, o acumulado de chuvas acusou 200 mm, segundo Somar Meteorologia.

. Chove há 15 dias sem parar no RS. Somar diz que continuará o mau tempo.

. Não faz frio.

. A presidente Dilma Roussef, que as 9h30m visitou a zona Sul de Porto Alegre para inaugurar o hospital público da Restinga, poderá receber dezenas de prefeitos de 67 cidades do interior atingidas por enchentes e em situação de emergência. Famurs e governo estadual mobilizam-se para mandar delegados à Brasília em busca de dinheiro e apoio.

. O governo estadual decidiu decretar estado coletivo de calamidade pública. 

Câmara marca sessão para votar projeto que permite expansão de ERBs de celulares em Porto Alegre

A Câmara de Porto Alegre resolveu dar um basta ao jogo de ridicularias proporcionado por alguns vereadores da oposição, já que os líderes de bancada acertaram para quarta-feira a votação da lei que regula a ampliação do número de Estações Rádio Base, ERBs, capaz de garantir o pleno funcionamento das versões mais atuais de operações de aparelhos celulares.

. O vereador Mauro Pinheiro, PT, queria trancar tudo, esperando a realização de complicados exames radiológicos na cabeça de cada habitante de Porto Alegre.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50.
A cantina fica nos antigos túneis da Brahma, shopping
TOTAL, Porto Alegre.
www.famigliafacin.com.br

Histórico recente demonstra que é inútil ser suplente de Senador no RS

A disputa pelas vagas de suplentes dos candidatos ao Senado pelo RS chegou a surpreender os jornalsitas da área política, porque raramente o titular eleito abre vaga.

. Durante seus 24 anos de mandato, Pedro Simon jamais abriu oportunidade para seus suplentes. Neste seu último período de oito anos, o secretário municipal Eloy Guimarães, PTB, não assumiu a vaga por um só dia sequer.

. Com os senadores Paulo Paim, PT, e Ana Amélia, PP, não foi diferente.

. Isto tudo significa que a vida não será mansa para políticos como Antonio Hohfeld ou Christopher Goulart, respectivamente suplentes de Beto Albuquerque e Lasier Martins.