Doleiro do Petrolão, Alberto Youssef, denuncia: "Petrolão é obra de Lula e Dilma para garantir o projeto de poder do PT".

O doleiro Alberto Youssef, pivô da Operação Lava Jato, já escolheu seu alvo principal em sua peça de defesa: o Partido dos Trabalhadores. "É um projeto de poder para sustentação do PT. Não há dúvida disso. Vou citar isso na peça, claro. Não tem dúvida. PT e a base aliada como PMDB, PP", disse, nesta sexta, o advogado Antonio Figueiredo Basto. Ele avisou:

- É a corrupção sustentando um esquema de poder. Não há para mim a menor dúvida que esse esquema é um grande sistema de manutenção de grupos políticos. Vamos sustentar isso na nossa defesa. Meu cliente foi mera engrenagem. Não era a peça fundamental do esquema. Não tinha esse poder para fazer com que o esquema funcionasse ou deixasse de funcionar. O esquema só existiu porque havia vontade política para fazer com que ele existisse.

Alberto Youssef não é Marcos Valério e os empreiteiros presos não são os "soldados" do Partido, o PT, que não denunciaram Lula. 

Eis os novos e proibitivos preços da gasolina

Preços passam a valer em 1º de fevereiro: gasolina custará de R$ 2,905 a R$ 3,496.

Deputado socialista quer que Formolo, PT, devolva as medalhas que deu para 20 parentes

O editor foi atrás do deputado estadual Vanderlan Vasconselos (PSB), porque soube que ele protocolou pedido de devolução das medalhas concedidas pela petista Marisa Formolo a familiares na quarta-feira. O que ele disse:

-  A petição foi entregue à Mesa Diretora da Assembleia, que analisará o documento. A deputada desrespeitou o artigo 37 da Constituição, que trata dos princípios morais e éticos do exercício da função pública.Foi uma atitude que não corresponde aos princípios da impessoalidade e da moralidade. Pedi à Mesa Diretora uma nova avaliação do caso.

A próxima reunião da Mesa ocorre na primeira semana de fevereiro, quando Vanderlan não será mais deputado. 

A foto acima foi retirada do twitter da deputada. Festa familiar.

Casa Militar do Piratini foi parar nas páginas dos jornais de hoje

O governador José Ivo Sartori não disse até o momento o que quer fazer com a situação da chefia da Casa Militar do Piratini.

. Em sua edição de hoje, o jornal Zero Hora amplificou denúncias contra o novo chefe, que sequer assumiu o cargo até o momento.

Problema com Sêneca interditou Hercílio Luz e não o Salgado Filho

Por alguns momentos, esta tarde, circulou o boato de que um avião de carreira não tinha conseguido aterrissar corretamente no Salgado Filho, enterrando seu trem de pouso na pista, danificando-a e com isto levando á interdição do aeroporto.

. O editor buscou informações em Porto Alegre e Florianópolis.


. A informação era verdadeira, mas o problema ocorreu no Hercílio Luz, Florianópolis. Um Sêneca causou o problema. O aeroporto foi interditado entre 14h29min e 15h, sendo liberado em seguida. 

Este é o PT que devora os seus presidentes

No editorial "Dilma sob fogo amigo", publicado no Estadão de ontem, o jornal diz que reportagem dos seus repórteres  revela que, em defesa apresentada ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre sua participação no episódio da compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli procura se eximir, e à Diretoria Executiva que comandava, de qualquer responsabilidade pelos azares da transação e argumenta que o Conselho de Administração da estatal, então presidido pela ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, que autorizou a aquisição em 2006, deve ser responsabilizado pelos prejuízos decorrentes do contrato
Gabrielli sugere ainda que todos os integrantes do Conselho em 2006 sejam ouvidos no processo e, a exemplo do que já ocorre com os membros da Diretoria Executiva, tenham seus patrimônios congelados. Leia tudo:
Trocando em miúdos, o ex-presidente da Petrobrás entende que Dilma Rousseff, na posição que então ocupava, foi a principal responsável pela compra sobrefaturada e pelo prejuízo de quase R$ 1 bilhão sofrido pela estatal apenas nessa ocasião.

Esse novo episódio do escândalo da Petrobrás é apenas mais um da intensa troca de fogo amigo dentro do lulopetismo, desde que se tornou inevitável que, a exemplo do que ocorreu com o mensalão, as investigações sobre a corrupção na maior estatal brasileira levem à barra dos tribunais, e certamente às grades, novo e seleto time de figurões do partido de Lula. Começou, portanto, a fase do salve-se quem puder.

CLIQUE AQUI para ler mais. 
CLIQUE AQUI para ler, também, "Cadáver adiado que procria", de José Serra. 

BTG prevê taxa básica de juros em 13% até o final do ano

No relatório que enviou para seus clientes sobre estratégias de investimento para este ano, o banco BTG Pactual prevê que o aumento da taxa de juros básicos não será o último do ano.

O editor acaba de examinar um exemplar.

O banco prevê mais 0,50% em março.

Até o final do ano, a taxa deverá ir a 13%.


Aos seus clientes, o BTG recomenda como estratégia de investimentos uma opção conservadora por renda fixa.

Morreu o jornalista João Carlos Terlera, ex-editor de Política de ZH. Velório ocorre na Assembléia.

O jornalista João Carlos Terlera, ex-editor de Política de Zero Hora e durante 20 anos seu principal colunista da área, como também servidor da Assembléia do RS,  morreu nesta madrugada, por falência múltipla de órgãos. Ele tinha 73 anos e estava internado desde o dia 19 de setembro no Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre. O velório começou as 12h, no Salão Júlio de Castilhos do Palácio Farroupilha, sede da Asswembléia, e o sepultamento será às 18h, no Cemitério João XXIII. 

Dilma demonstra que Dilma foi mentirosa ao acusar Aécio no caso de apagões no Brasil

O editor resolveu repercutir estas declarações de Eduardo Braga (PMDB), novo ministro da Minas e Energia, porque elas desmentem o que afirmou Dilma na campanha, conforme material ao lado que o editor pesquisou e disponibiliza.  O ministro está muito longe de ser um bobalhão. Também não tem o perfil de um Joaquim Levy, um técnico cuja expertise é apreciada por políticos, mas sem traquejo. Levy até pode pensar alto sem autorização — chamando recessão de recessão, por exemplo, para se desdizer depois. Mas Braga não. 
 Ele calcula os passos. Ele sabe que uma palavra fora do lugar pode pôr os políticos numa situação muito difícil. Fala o que pode e o que a presidente Dilma Rousseff diz que ele pode. E ele disse com todas as letras: existe, sim, a possibilidade do racionamento de energia. Para um governo que não admitia nem mesmo um descompasso entre oferta e demanda, trata-se de um avanço. Sim, Braga admitiu a possibilidade do racionamento.
Leiam o que afirmou: 
“Dez por cento é o limite prudencial. Nenhum reservatório de hidrelétrica pode funcionar com menos de 10% de água. Ele tem problemas técnicos que impedem que as turbinas funcionem. Não é no Sudeste. É em qualquer lugar”. E deixou claro que, caso se chegue a esse patamar, haverá, sim, racionamento. Melhor assim: melhor admitir que a realidade existe.

Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) - Eles mostram que os reservatórios estavam, nesta quarta, com 17,43% na região Sudeste/Centro-Oeste e em 17,18% na região Nordeste. Nas regiões Sul (67,17%) e Norte (35,2%), a situação é melhor. Só para comparar: quando houve o apagão, em 2001, os reservatórios do Sudeste tinham quase o dobro de água: 31,41%. É que, então, não havia termelétricas em número suficiente. Agora haveria… Será? A economia brasileira cresce perto de zero. Só por isso não houve apagão ainda. Mas os problemas são evidentes. Nesta quarta, o Brasil importou energia da Argentina pelo segundo dia consecutivo: 90 megawatts médios — na terça, foram 165 MW. E importou por quê? Porque se trata de um “insumo” em falta. 

Quadrilha assalta pela segunda vez o Zaffari Higienópolis

Pelo menos quatro homens armados assaltaram na manhã desta sexta-feira o departamento de Recursos Humanos do supermercado Zaffari no bairro Higienópolis, zona Norte de Porto Alegre.

Segundo a Brigada Militar (BM), os quatro criminosos invadiram o departamento que fica no prédio em frente ao supermercado, que fica na avenida Plínio Brasil Milano. Os criminosos não esconderam o rosto e, em apenas três minutos, roubaram uma quantia em dinheiro e fugiram em direção à avenida Assis Brasil.

Este foi o segundo assalto em menos de 60 dias que o RH do Zaffari sofreu, o último foi no final do mês de novembro.

Brasil fecha 2014 com rombo recorde nas contas externas

O Brasil fechou 2014 com déficit recorde em transações correntes, a US$ 90,94 bilhões, abatido sobretudo pelo mau desempenho da balança comercial e no segundo ano consecutivo sem que o rombo fosse coberto pelos investimentos produtivos vindos de fora.

Só em dezembro, o déficit em conta corrente somou US$ 10,317 bilhões, informou o Banco Central nesta sexta-feira, pior do que o esperado por economistas consultados pela Reuters, com previsão de saldo negativo de 9,7 bilhões de dólares no mês passado.

O resultado negativo do ano passado foi equivalente a 4,17% do Produto Interno Bruto (PIB), o maior desde 2001 (4,19%), segundo a série histórica do BC iniciada em 1947.

Polícia Federal investiga Nizan Guanaes, dono das agências Morya e Escala, que foram contratadas por Tarso para atender o governo do Estado.

Uma investigação paralela do chamado "mensalão" pode respingar no publicitário Nizan Guanaes, dono das agências Morya e Escala, que foram contratadas por Tarso para atender o seu governo, faturando nele mais de R$ 100 milhões. África e DM9 também são de Nizan, que é um dos mais conhecidos publicitários do País. A apuração é fruto de uma denúncia feita pelo empresário Marcos Valério de Souza, condenado na Ação Penal 470 a 40 anos de prisão. Segundo ele, a Portugal Telecom pagou 2,6 milhões de euros a fornecedores do PT, que atuaram nas campanhas de 2002. Um desses fornecedores seria Nizan Guanaes (foto ao lado, ao alto, à direita).

De acordo com reportagem do jornal O Globo (leia aqui), que por razões provavelmente comerciais omite o nome de Nizan, o processo avançou. No último dia 9 de janeiro, foi interrogado, em Lisboa, por meio de carta rogatória, o executivo Miguel Horta e Costa, ex-presidente da Portugal Telecom. Em 2005, ele teria sido visitado pelo empresário Marcos Valério e por Emerson Palmieri, à época tesoureiro do PTB, em Lisboa. Naquele encontro, teria sido acertado o pagamento aos fornecedores do PT por meio de uma subsidiária da Portugal Telecom em Macau. Os portugueses pagaram, segundo Valério, porque tinham interesse em adquirir a Telemig Celular.

Um dos credores do PT, beneficiado na transação, segundo Valério, seria o publicitário Nizan Guanaes, que, em 2002, fez a campanha ao governo do Rio do então candidato Jorge Bittar. Além dele, os recursos também teriam sido usados para pagar showmícios da dupla Zezé di Camargo & Luciano (leia aqui reportagem do Estado de S. Paulo a respeito).

Embora Nizan seja um dos principais beneficiários da transação apontada por Valério, o foco do jornal O Globo, em sua reportagem de hoje, é outro: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com dois parlamentares da oposição, o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) e o senador Agripino Maia (DEM-RN), o pagamento teria sido determinado por Lula. E os dois não escondem aonde querem chegar. "Nós vamos agir em duas frentes para saber se há previsão de ouvir o ex-presidente Lula aqui. Primeiro vou solicitar ao procurador Rodrigo Janot o envio de informações sobre o depoimento do ex-executivo da Portugal Telecom. Se ele não teve acesso ao processo que corre em Portugal, então nós vamos propor a criação de uma comissão externa do Senado para ir lá acompanhar o processo. Se o ministro Janot já estiver de posse dessas informações e der conhecimento ao Senado, não há necessidade de irmos lá", disse Caiado.

Maia foi mais longe. "A providência de requerer o depoimento do senhor Miguel Horta é o primeiro e fundamental passo. Se o processo não anda aqui, pode andar lá. Portugal e Espanha estão dando especialíssima atenção a investigações de crimes do colarinho branco envolvendo políticos. Se há conexão com o PT e Lula, aqui, vai ter desdobramentos. Lula pode acabar sendo apanhado por uma circunstância secundária ao mensalão", afirmou.

Esqueceram de mim (na Papuda), com João Paulo Cunha

Na sua coluna de hoje no jornal O Sul, Porto Alegre, o jornalista Leandro Mazzini revela que as frustradas tentativas de deixar a prisão valem ao ex-presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha um papel num filme tragicômico parodiando ‘Esqueceram de mim’. Leia tudo - 

O PT o ‘esqueceu’ no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília. Saíram das celas felizes os mensaleiros petistas José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoino. Ficou João Paulo, triste, desolado e petista solitário.
A exemplo do trio petista, os ex-deputados Valdemar Costa Neto (PR), Bispo Rodrigues (PR) e Pedro Henry (PP) também já cumprem em regime aberto suas penas. Outros dois, além de João Paulo, pediram progressão de pena ao STF, ainda sem sucesso. Os ex-deputados Romeu Queiroz (PTB) e Pedro Corrêa (PP).

Mas João Paulo é o caso mais emblemático. Sem solidariedade dos colegas e do partido, ‘mofa’ na cela. Está deprimido desde antes da prisão, contam amigos.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Centro de Porto Alegre esta virando uma grande favela

Quem caminhou na manhã desta sexta-feira pela Avenida Borges de Medeiros, como o editor (fotos do editor no seu iPhone), em pleno ponto central da capital gaúcha, se assustou com a degradação que assola o local, com vários mendigos espalhados desde a esquina da Rua Fernando Machado até o Mercado Público. São dezenas de indigentes com idades que variam de 30 e 60 anos, na maioria homens, afrodescendentes e indígenas.

Nunca antes na historia de Porto Alegre o seu centro esteve tão parecido com uma lixeira a céu aberto. A prefeitura municipal poderia trabalhar para não deixar o centro virar uma grande favela como está acontecendo. Também poderia pelo menos limpar e remover o cheiro podre que se alastra na atmosfera. As calçadas, dezenas delas, esburacadas, mal cuidadas; as lixeiras quase todas depredadas.

O governo federal, do PT, vangloria-se dizendo que a “pobreza no Brasil foi praticamente erradicada”. Dilma, que tem residência em Porto Alegre, bem que poderia dar um “passeio” no centro da capital gaúcha para comprovar mais uma mentira de seu governo de propaganda subliminar, propaganda enganosa, um governo que naufraga na corrupção e na mentira. E dar uma puxada de orelha no seu aliado incondicional, que neste momento goza de novas férias no exterior. 

Mendonça de Barros diz que existe uma leitura equivocada sobre a economia da China

Em artigo que publica no Jornal do Comércio, Porto Alegre, hoje, o ex-ministro Luiz Carlos Mendonça de Barros explica que ocorre ma leitura equivocada sobre o que acontece hoje na China. LCMB esteve ontem em Porto Alegre. Ele toca a instalação de uma fábrica de caminhões chinesa, a Foton, em Guaíba, RS. Leia:
A divulgação dos principais dados da economia chinesa em 2014 permite ao analista mais cuidadoso uma leitura diferente da encontrada na imprensa internacional. Aliás, foi muito interessante verificar que os principais órgãos da mídia mundial - desde o prestigioso Financial Times aos mais importantes jornais brasileiros - trouxeram a mesma chamada em sua primeira página: “A China tem o menor crescimento econômico dos últimos 24 anos”.
Contei no Google pelo menos 35 jornais com manchetes similares. Ofuscados por essa leitura padrão, de abrangência mundial, informações relevantes sobre a segunda maior economia do mundo nos dias de hoje ficaram sem a devida consideração. Gostaria de trazer ao leitor o que me parece significativo para entender seu desenvolvimento recente e projetar os próximos anos, deixando de lado a leitura com tintas de catástrofe da mídia.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 



Governo gaúcho pede ajuda a Luiz Carlos Mendonça de Barros para ampliar mercado chinês para produtos do RS

Saiu ontem o primeiro encontro entre o presidente do Conselho de Administração da Foton, Luiz Carlos Mendonça de Barros, e o governador José Sartori. Não houve ruídos. LCMB fez campanha aberta por Tarso contra Sartori.


. O secretário do Desenvolvimento, Fábio Branco, participou da reunião, tomou conhecimento das obras de construção da fábrica chinesa de caminhões em Guaíba e pediu ajuda de LCMB para ampliar os negócios de exportação do RS para a China. 

. O secretário Fábio Branco está hoje em Rio Grande e na semana irá a São Paulo para reuniões com investidores. 

EPTC não consegue fiscalizar desordem nos equipamentos das áreas azuis de Porto Alegre

A EPTC não fiscaliza e nem deixa fiscalizarem os parquímetros, área azul, instalados em Porto Alegre. O resultado é que 30% dos equipamentos estão quebrados. Apesar da inoperância, a EPTC pensa ampliar o número de áreas azuis.

Caio Blinder diz que Christina Kirchner poderá levar os argentinos ao suicídio coletivo

O jornalista Caio Blinder, Manhattan Connection, escreve hoje que Cristina Kirchner é uma figura tão desoladora, tão atabalhoada e tão frenética, que é capaz de levar os argentinos à loucura, quem sabe ao suicídio induzido. Agora, a presidente diz estar convencida de que o promotor Alberto Nisman não cometeu suicídio no domingo, um dia antes de falar no Congresso sobre suas denúncias de que o governo acobertou o suposto papel do Irã no atentado de 1994 no centro comunitário judaico, AMIA, em Buenos Aires, que deixou 85 mortes, em troca de benefícios comerciais. Leia tudo: Cristina, a frenética, fora ágil para desenrolar a versão do suicídio horas depois da morte de Nisman. A nova versão oficialesca não altera o empenho para assassinar a reputação do promotor. Agora, o essencial é uma investigação transparente e isenta, o que é uma perspectiva turva no Rio da Prata.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Conheça a história do Sérgio Machado, Transpetro, o único diretor do grupo Petrobrás que Dilma não consegue demitir

CLIQUE AQUI para ler, também, artigo de Flávio Gomes, "Corrupção, camarotização das elites e pipocação do povo" - A situação de Sergio Machado, numa licença do cargo de presidente da Transpetro que já parece interminável, é um sinal da força política que ainda impera no comando da Petrobrás e demonstra a força do PMDB, mas sobretudo do senador Renan Calheiros, padrinho de Machado. 

A newsletter Petronotícias de hoje conta que quando a presidente Graça Foster assumiu o posto, em 2012, trocou todos os executivos em cargos de comando na estatal,  mas Sergio Machado foi o único que ela não conseguiu destituir. Leia tudo: a indicação dele, feita pelo PMDB, sob a alçada da ala dominada pelo Senador Renan Calheiros, tinha muita força para que Machado caísse. Ficou por ali então. O tempo passou, a Petrobrás entrou num processo de denúncias subsequentes, culminando com a Operação Lava Jato e as delações premiadas que estão trazendo à tona para todo o País práticas escusas que eram comuns há anos na companhia. Num desses depoimentos, mais precisamente em um dos prestados pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, o nome do presidente da Transpetro apareceu. Costa disse que entregou R$ 500 mil nas mãos de Machado em função de um contrato relativo à subsidiária da Petrobrás. Machado negou veementemente a acusação, mas foi o suficiente para criar uma crise interna na Petrobrás, que se estende até hoje.

CLIQUE AQUI para ler mais e saber tudo sobre mais esta escasbrosa história do governo Dilma, PT.

Orçamento da TVE caiu pela metade em janeiro

Com cortes de 53% nos repasses previstos para este mês, a TVE do RS vai reduzir as atividades e já decidiu que este ano não fará transmissões externas, como fazia nos eventos do Carnaval.

. TVE e Rádio Cultura registram traços no Ibope.

. O governo só não acaba com os dois elefantes brancosd por falta de coragem política.

Acabou a greve dos aeroviários e aeronautas

A greve dos aeronautas e aeroviários só durou ontem. Esta tarde eles sentarão com patrões  no TST para encaminhar acordo salarial.

Maior contingente do governo Tarso consegue abrigo em polpudos CCs da Assembléia do RS

O PT do RS e o ex-governador Tarso Genro conseguiram distribuir entre governos federal e municipais do Partido, bancadas do PT na Câmara e Assembléia, a maior parte dos auxiliares do governo anterior.

O maior contigente foi para a Assembléia, ocupando CCs:

Mari Perusso: coordenadora-geral da bancada, foi chefe da Assessoria do Governador
João Motta: coordenador técnico, atuou como secretário do Planejamento
Arnaldo Dutra: auxiliar da bancada, é ex-presidente da Corsan
Marcos Daneluz: coordenador administrativo, é ex-deputado

Eliane Silveira: coordenadora de comunicação, atuou na Secretaria Geral do PT

Costa, delator do Petrolão, avisa que propinas pela compra de Pasadena chegaram a US$ 30 milhões

Em depoimento de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) em setembro do ano passado, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa (foto ao lado de Pasadena) disse que recebeu US$ 1,5 milhão do empresário Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, "para não causar problemas" na reunião da estatal em foi aprovada a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O acesso aos termos do depoimento foi liberado pela Justiça Federal em Curitiba. 

A reportagem é da Agência Brasil. Leia tudo:

Costa relatou aos investigadores que foi procurado por Fernando Baiano e aceitou receber o valor, que foi pago no exterior. Ele disse acreditar que a quantia tenha sido disponibilizada pela Astra Petróleo, proprietária da refinaria. Segundo ele, havia boatos dentro da Petrobras de que “o grupo de [Nestor] Cerveró [ex-diretor da Área Internacional], incluindo o PMDB e Baiano, tenha dividido algo entre US$ 20 milhões e US$ 30 milhões, recebidos provavelmente da Astra”.
  
Paulo Roberto Costa confirmou que a “necessidade de repasses para grupos políticos, especificamente PP e PT”, também ocorria na Diretoria Internacional, comandada na época por Cerveró. Nesse caso, segundo Costa, Fernando Baiano atuava como o operador que “cuidava de viabilizar a entrega de parte devida ao PMDB".

O delator também afirmou que, a partir de 2008 ou 2009, a cobrança de propina da Construtora Andrade Gutierrez passou a ser feita por Fernando Baiano, e não mais pelo doleiro Alberto Youssef.

Todos os partidos citados negam que tenham se beneficiado da cobrança de propina na Petrobras.

Em julho, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa com a compra da Refinaria de Pasadena.


O maior montante, de US$ 580,4 milhões, deverá ser devolvido por membros da Diretoria Executiva da Petrobras, que aprovaram a ata de compra da refinaria, entre eles o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli, além de Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa.

Chefe de Segurança do secretário de Segurança de Tarso era também chefe de segurança do chefe do tráfico, Xandi

Embora nem o novo secretário de Segurança ou o chefe de Polícia tenham se atrevido a tanto, a verdade é que o ex-secretário de Segurança do governador Tarso Genro, Airton Michels, acabou revelando aquilo que era uma desconfiança geral, ou seja, a evidência de que o comissário Nilson Aneli era mesmo segurança privado do traficante Xandi e estava na casa do bandido em Tramandaí quando ele foi executado com um tiro de fuzil, no início deste mês.

O comissário era homem de confiança de Michels, foi seu chefe de segurança. O petista chegou ao ponto de colocá-lo à disposição do Ministério Público Estadual, órgão a que pertence o próprio ex-secretário. Michels, na foto ao lado, não sabia de nada, como Lula.

Em entrevista ao jornal Zero Hora de hoje, o homem da segurança pública no governo Tarso desabafou:

Ele me contou tudo. Ele me traiu, foi desleal comigo.

Nilson Aneli não admitiu o trabalho sujo para a polícia e para a imprensa e até inventou histórias inverossímeis para explicar sua presença na cena do crime, alegando que tinha ido ali para saber o que tinha acontecido com um sobrinho que teria sido baleado durante a troca de tiros. 

Airton Michels nega que seu ex-chefe de segurança tivesse usado o cargo para ter acesso a informações sigilosos, como deslocamentos de policiais para o combate ao tráfico, dados que poderia ter vendido para o tráfico. O ex-secretário não tem como comprovar o que disse ao jornal. 


. A nova polícia ainda não informou o que fará, mas a partir de hoje o comissário terá que responder pelo que fez. 

Newton Braga Rosa é o mais cotado para presidir a Procergs

Nas últimas horas cresceu muito o nome do professor Newton Braga Rosa para a presidência da Procergs.


.Ele foi o primeiro secretário municipal de Inovação, é professor do Instituto de Informática da Ufrgs e criou há 20 anos a Nutec Net, embrião do que é atualmente o portal Terra. Também seguiu carreira política no PP, tendo ocupado uma das cadeiras na Câmara de Vereadores de Porto Alegre.

Bragagnolo e Schenkel dirigirão a Sulgás

O novo presidente da Sulgás será Claudemir Bragagnolo, PSB, tendo por diretor Administrativo o tucano Luiz Irineu Schenkel.

. Inicialmente, as posições estavam invertidas,mas o PSB recrudesceu e levou.