Justiça Eleitoral flagra abusos em comerciais de Tarso. Ataques a Ana Amélia são reprimidos.

Em razão de irregularidades em comerciais da campanha de Tarso Genro, a Justiça Eleitoral determinou a retirada de inserções do segundo colocado nas pesquisas. Um dos problemas foi a invasão com propaganda do governo no tempo de TV dos concorrentes a deputados federais e estaduais. A determinação é de que três comerciais deixem de ser apresentados. Em caso de repetição, mais inserções devem ser proibidas.

. A segunda derrota na Justiça foi no comercial de Tarso Genro que ataca Ana Amélia em relação ao trabalho como assessora do Senado e como jornalista em 1986. O Tribunal Regional Eleitoral julgou haver irregularidade no comercial, exigindo que o candidato petista não veicule a inserção novamente.

- Em editorial na sua edição desta segunda-feira, intitulado "A tática da desconstrução", o jornal zero Hora denuncia: "Algo está muito errado numa democracia quando a tática da desqualificação do adversário se transforma, pela insistência, no aspecto mais percebido das campanhas políticas. O cenário brasileiro indica que a troca de acusações parece ter ultrapassado, a duas semanas do pleito, os limites da crítica a possíveis defeitos e deficiências dos oponentes e de seus planos de governo". A crítica vale para Dilma Roussef, como vale para Tarso Genro no RS. 
CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Danilo Gentili ridiculariza Luciana Genro, que vira memes e gifs como Globeleza do PSOL


Luciana Genro e o PSOL passaram a semana tentando passar a idéia de que a filha do governador Tarso Genro estraçalhou Aécio Neves no debate da CNBB, ao responder de modo malcriado à denúncia do tucano de que ela tinha voltado à condição de linha auxiliar do PT. Disse a candidata:

- Linha auxiliar, uma ova, senador.

. Foi seu melhor argumento da noite.

. Incensada nas redes sociais pela sua turmas, Luciana Genro atreveu-se ainda mais e na noite desta segunda-feira ela  disse, em entrevista ao The Noite, no SBT, que Danilo Gentili precisava "estudar mais" para poder conversar sobre socialismo. Parece que ele não gostou. Em seu perfil do Facebook, o apresentador compartilhou uma montagem que compara a candidata com o ditador nazista Adolf Hitler. Os desenhos viraram meme na mesma hora. 
 . 
. Logo depois da postagem do humorista, que aconteceu na tarde de terça-feira, Luciana usou sua página da mesma rede social para se pronunciar. Lembrando sua origem judia, disse não tolerar piadas com tragédias tão grandes como o holocausto. Luciana Genro não disse que apóia a luta do Hamas contra o povo que está na sua origem. 

.  Entre uma enxurrada de memes e gifs animados, o que mais fez sucesso foi o que leva o título : "Luciana "sambando", no maior estilo globeleza. 

Coligaçao acha que pode vencer as eleições no primeiro turno. Tudo dependerá dos votos úteis.

A coligação PP-PSDB-SDD começou a trabalhar com a a meta de vencer as eleições gaúchas no primeiro turno.

. É que já se percebe cheiro de voto útil no ar.

. No dia 25, a senadora Ana Amélia acompanhará Aécio a Santa Maria e Caxias, no que imagina ser os últimos atos públicos da sua campanha para o governo.

Nos governos Lula e Dilma, os ricos ficaram mais ricos e a renda concentrou no Brasil

Super-ricos 
Renda média de mais de R$ 198 mil por mês - 140 mil pessoas, 0,1% com mais de 18 anos.
11% da renda total da população do País

Ricos
R$ 198 mil de renda média mensal
1% da população com mais de 18 anos
25% da renda da população brasileira

Vinicius Torres Freire, em análise que faz neste domingo na Folha de S. Paulo, intitulada "Os super-ricos do Brasil", escreve que existe um grupo muito pequeno de brasileiros que tem renda média de R$ 198 mil por mês, cerca de 116 vezes a renda média do país. Trata-se de umas 140 mil pessoas, 0,1% dos maiores de 18 anos. Esse milésimo da população ficou com cerca de 11% da renda entre os anos de 2006 e 2012. O grupo do 1% mais rico, ficou com 25%. Os 5% do topo, com 44%.

. Leia mais: 

Sim, quase metade, proporção muito maior que registram os dados da Pnad do mesmo período, essa mesma Pnad que saiu na semana passada. Na média das Pnads, o 1% mais rico ficou com algo em torno de 15% da renda nacional. Os 5% mais ricos, com 35%.

Trata-se das primeiras contas sobre a concentração de rendimentos entre os mais ricos do país calculadas com base nas declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física, um trabalho de Marcelo Medeiros, Pedro Ferreira de Souza e Fábio Avila de Castro, todos da Universidade de Brasília.


A Pnad mente? Não, claro que não.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Desindustrialização no Brasil é precoce, avalia economista

A ilustração é da Folha. 


Nesta reportagem da Folha de São Paulo, Eleonora de Lucena  conta que o Brasil vive um caso extremo de desindustrialização precoce. O encolhimento da manufatura aqui é mais agudo do que o que ocorre na América Latina, na África, na Oceania ou mesmo nos países ricos. A conclusão é de Marcelo Arend, professor de economia e relações internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina.

. Leia tudo:

Para ele, o baixo dinamismo industrial no Brasil "não é problema apenas contemporâneo, mas, sobretudo, estrutural, de longo prazo". No imediato pós-Guerra, em 1947, a indústria representava 19,9% do PIB; hoje tem em torno de 13%.

. A participação do setor foi de 28% no final do governo Juscelino Kubitschek (em 1961) para 33% no "milagre", em 1973, e atingiu o auge em 1985, no governo José Sarney, quando o desempenho industrial do país foi exatamente idêntico ao produto manufatureiro mundial.


. A partir daí, começou a queda, acentuada nos anos 1990. Em duas décadas, a indústria de transformação perdeu aproximadamente 60% de participação relativa no PIB. Após Sarney, todos os governos foram marcados por uma desindustrialização relativa em relação ao mundo.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Tarso força campanha suja contra Ana Amélia para reduzir perdas. Entenda a natureza dos novos ataques.

Em queda livre, 10 pontos atrás de Ana Amélia, Tarso apela novamente para o jogo sujo, usando linhas auxiliares. Ele não gosta de mostrar as unhas quando as manobras políticas e midiáticas fuçam no lamaçal. O PT horroriza-se com a idéia de ficar a menos de dois dígitos, como aconteceu há dois anos com Villa em Porto Alegre. 


A candidatura da senadora Ana Amélia ao governo do Rio Grande do Sul está sendo alvo de mais uma investida do governador Tarso Genro, que tenta repetir no Estado a campanha de assassinatos de reputação que conduz o PT na campanha de Dilma Roussef.

. Tarso tenta estancar a sangria registrada pelas pesquisas de intenções de votos, que o colocam até 14 pontos atrás de Ana Amélia nas simulações de segundo turno. 

. É uma velha tática que o PT usou no RS. 

. Desta vez, usando fonte de um blog  registrado há 30 dias, intitulado Sociedade Politica, o site petista Sul21 ataca novamente a senadora gaúcha. A “denúncia” diz respeito a bens que não teriam sido declarados pela atual senadora à Justiça Eleitoral, referentes ao espólio de seu falecido marido Octávio Omar Cardoso.

 .  A propriedade rural, no município de Formosa (GO), sempre foi pública e sempre esteve nas declarações do marido, Octávio Omar Cardoso. Como eram casados pelo regime de comunhão de bens, o patrimônio comum pode ser declarado integralmente por apenas um dos cônjuges.

A base legal da propreidade - Com o falecimento de Octávio Cardoso, em 2011, o patrimônio (a fazenda) passou a integrar o Espólio, que era composto pela senadora Ana Amélia Lemos e mais três herdeiras. A propriedade rural passou a ser declarada, então, pelo Espólio de Octávio Cardoso, de qual faz parte a Senadora Ana Amélia Lemos e mais três filhas do ex-senador. Na declaração do Espólio, prestada em 2014, esse bem continuou registrado. O Espólio era o proprietário do bem, até que foi realizada a partilha. Com o fim do inventário e a respectiva partilha de bens entre as quatro herdeiras, já em 2014, a parte pertencente à senadora e finalmente de sua propriedade, constará na declaração de bens ano-base 2014, exercício 2015, dentro do que manda a legislação brasileira. No caso do Requerimento de Registro de Candidatura (RRC), no sistema do TSE, é obrigatória a juntada da declaração de renda do ano anterior, 2013, na qual não constou a propriedade rural porque estava na declaração do Espólio de Octávio Cardoso e nem estava de posse da senadora.

- Somente com a partilha dos bens entre as quatro herdeiras e a venda da propriedade rural, ocorrida em 2014, esse patrimônio será incorporado na declaração da senadora em 2015, ano-base 2014, conforme a legislação em vigor.

O procedimento é  legal .  A revistas Veja já tinha falado sobre o assunto:
CLIQUE AQUI para ler. 

. Ana Amélia sempre deu publicidade à fazenda, como se pode ver da entrevista concedida ao Coletiva.net:
CLIQUE AQUI para ler. 

. Alguns jornais e sites do RS e de SP procuraram esclarecimentos com o setor jurídico da coligação Esperança que Une o Rio Grande e preferiram não repercutir a "denúncia".

Tarso bota até comandante da Brigada para fazer campanha pelo PT no Brique da Redenção

A foto ao lado é flagrante da movimentação do comandante da Brigada Militar, coronel Fábio Duarte Fernandes,em pleno Brique da Redenção, esta manhã, 10h, tocando a campanha eleitoral do seu superior, o governador Tarso Genro, e do candidato ao Senado, Olívio Dutra, ambos do PT. 

. Ele está de jaqueta pretas, adesivos de campanha no peito direito,ao lado da moça loira com bandeira.

. Junto com o coronel estava seu outro superior hierárquico, o secretário da Segurança, Airton Michels.

. Nunca se viu, antes, a participação do comandante em atos públicos de rua por mais segurança no RS. As pessoas continuam encurraladas nas suas casas, sem poder sair às ruas. 

. É até possível entender a presença do secretário, mas o ativismo do coronel Fábio Duarte é algo jamais visto antes na história deste Estado, porque o comandante da Brigada Militar é oficial da ativa da Brigada, e responde pelos cargo e função 24h por dia, sete dias por semana.

. Não se sabe o que dirá sobre isto o governador em exercício, o desembargador José Aquino Flores, um decidido legalista.

. O coronel, que atuou como subchefe de operações da Casa Militar,é conhecido militante do PT, com serviços prestados à bancada petista por cerca de cinco anos na Assembleia. Ele foi atuante na campanha de Tarso Genro.]

. O atrevimento de Fábio Duarte ocorre no âmbito de ampla mobilização nacional do PT para sábado e domingo.

. Para Porto Alegre, foram previstos estes atos:

Domingo 21:
Encontro Lúdico no Brique às 10h próximo ao Monumento do Expedicionário

Abraço ao Guaiba, ponto de encontro na usina do gasometro às 16:30h

Olívio, PT e mídia tradicional calam-se sobre revelações a respeito dos filhos uruguaios que Olívio fez no RS

Os traços missioneiros são identidade espraiada no rosto de Ana.



Mesmo após as primeiras revelações feitas pelo jornalista Vitor Vieira, Olívio Dutra e o PT nada falam sobre a mãe e os dois filhos uruguaios do ex-governador. A mulher, Inês Buzo, cumpria tarefas dos Tupamaros no Brasil. A mídia tradicional também está calada, como se apenas CC de 40 anos atrás da senadora Ana Amélia ou um choque elétrico de 30 anos atrás do jornalista Lasier Martins  fossem relevantes na atual campanha eleitoral do RS. Por menos do que isto, quando teve revelada a identidade de uma filha que não quis com a amante, Lula foi reduzido a pó nas eleições que disputou com Collor.

A uruguaia Inés Graciela Abelenda Buzo (foto ao lado), citada hoje pelo jornalista Vitor Vieira como mãe de dois filhos que teve na clandestinidade de Porto Alegre com o ex-governador Olívio Dutra, algo que ninguém sabia no RS,  chegou a Porto Alegre com nome falso a Porto Alegre em 1981, vinda de São Paulo, sua primeira cidade no Brasil.

. Ines Graciela chegou a São Paulo em 1976, diretamente de Buenos Aires, onde também vivia clandestinamente, desde que fugira de Montevideu, em 1975 .

. Ela  era militante do  Partido de La Vitória Del Pueblo (Tupamaros) e foi enviada pela facção guerrilheira uruguaia para substituir  Lilian Celiberti na condução de uma célula de militância do PVP.

, Lilian foi sequestrada pelo DOPS gaúcho em 1979.

Viva la revolución continental
Inés tinha a tarefa de facilitar a entrada de foragidos políticos uruguaios no Brasil e dar instrução revolucionária a sindicalistas gaúchos.

. Para viver, Inés Graciela também dava aulas particulares de inglês.

Romance com Olívio foi revolucionariamente tórrido,  clandestino e profícuo
Devido a suas atividades, conheceu e aproximou-se de Olívio Dutra, então presidente do Sindicato dos Bancários/RS.  Os dois iniciaram um relacionamento ardoroso e secreto, pois Olívio era casado e tinha dois filhos.

. Inés Graciela ficou grávida e, em 5 de abril de 1983, nasceu a primeira filha dos amantes, registrada somente pela mãe, com o nome de Ana Inés Abelenda Buzo.

. Logo depois de registrar a filha, a guerrilheira apresentou-se à Policia Federal com sua identidade uruguaia verdadeira e solicitou que fosse regularizada sua situação do Brasil , já que tinha uma filha brasileira. 

. Meses depois, Inés Graciela engravidou novamente de Olívio Dutra, que continuava casado com dona Judite, como acontece até hoje. Em 9 de outubro de 1984, nasceu Rodrigo Alberto Abelenda Buzo, mais uma vez registrado apenas pela mãe, porque o pai não assumiu a paternidade.

. Logo em seguida, a uruguaia decidiu retornar ao seu pais, que foi redemocratizado, levando seus dois filhos. Para isso, as crianças deveriam obter a nacionalidade uruguaia.

Olívio não assumiu as paternidades. Crianças registraram impressões digitais.
Inés foi ao Consulado daquele país acompanhada por amigos que a apresentaram aos funcionários consulares e trataram de resolver o assunto. Nunca Olívio Dutra aparecia.

. As duas crianças, a mais nova de poucos meses, chegaram a marcar suas impressões digitais nas cédulas de identidades uruguais.

. Logo depois, retornaram para Montevidéu, com a ajuda do pai de Inés Graciela, que veio a Porto Alegre buscar a  filha e os netos.

Historiador Villa conta que o PT é uma máquina de destruir reputações

No video que vai no link a seguir, o historiador Marco Antonio Villa conta de que modo o PT transformou-se numa máquina de destruir reputações.

. No seu livro "Assassinato de Reputações", Romeu Tuma Júnior conta episódios pontuais que comprovam o que diz Villa.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

LEIa também
Demétrio Magnoli: Os perdedores
• O PT investe na indignidade e na difamação. Por isso, perdendo ou ganhando, já perdeu
- Folha de S. Paulo
A semente transgênica e o Código Florestal; a hidrelétrica e a licença ambiental; os evangélicos e os jovens libertários; o Estado e as ONGs; os serviços públicos e os tributos; a "nova política" e o Congresso; a política e os partidos; o PSB e a Rede. Na candidatura de Marina Silva, não é difícil traçar círculos de giz em torno de ângulos agudos, superfícies de tensão, contradições represadas. O PT preferiu investir na indignidade, na mentira, na difamação. Por isso, perdendo ou ganhando, já perdeu.
* Vá na Folha e leia tudo. 


Novas pesquisas Ibope e Datafolha para governador do RS sairão na quarta-feira

Ibope R$ 65;500,00) e Datafolha (R$ 93.300,00)  registraram novos serviços de pesquisa de intenções de votos no RS. Os registros falam em eleições para governador e senador. A divulgação está agendada para o dia 24, portanto quarta-feira.

. A RBS pagará as duas pesquisas, mas no caso do Datafolha dividirá as despesas com a Folha de S. Paulo. 

Nesta manhã de domingo, este site acumulou 12 milhões de visitas únicas. É a marca de 5 anos de operações no Google.

O editor alcançou há pouco, neste domingo, 12 milhões de acessos únicos no seu site, o que é resultado dos 5 anos de operações do seu site no provedor Google, porque antes disto o material vinha sendo disponibilizado entre provedores estatais e privados gaúchos, mas seguidamente era detonado por hackers. O primeiro provedor contratado pelo editor, a Procergs, rescindiu unilateralmente o acordo legal por ordem do então governo Olívio Dutra, do PT. Acionada em juízo, a Procergs acabou tendo ganho de causa.

. A respeito da notícia de hoje, o editor recebeu a carta a seguir de Marcos Cavalcante, Brasília, que percebeu antes de todos a numeração registrada no pé desta página, à direita. Vá lá e confira. Leia Marcos Cavalcante:

Com imensa satisfação, gostaria de parabeniza-lo pelos 12 milhões de acessos.
Como sempre, um notório jornalista, demonstrando muita coragem ao publicar e denunciar as falcatruas e as roubalheiras dos petralhas do Mensalão e do Petrolão, que contam com a máquina pública a seu favor, bem como em muitas vezes, principalmente mais recentemente, também contam com o Judiciário.
Confesso que diariamente testemunho o difícil e brilhante trabalho que vem fazendo no seu blog, ao noticiar os desmandos desses inescrupulosos políticos do partido da estrela vermelha. Eu, mais do que ninguém, sei muito bem do que são capazes.
Cordial abraço do seu seguidor e admirador. 

Marcos Cavalcante

PF começa a caçar empreiteiras corruptoras do caso Petrolão. Camargo Corrêa foi devassada esta semana.

 Policiais foram à sede da Camargo Corrêa, na terça-feira, dia 16, em busca de documentos relativos à refinaria Abreu e Lima., numa perícia previamente agendada. Cumpriam uma ordem judicial feita a partir de um pedido da defesa do doleiro Alberto Youssef.

. A propósito, os fornecedores da Petrobras estão em polvorosa. Na semana passada, correram rumores de que uma grande empreiteira topara a delação premiada.


Não é fato. Mas a turma entrou em pânico.

- A informação é de hoje. O autor é o jornalista Lauro Jardim, coluna Radar, Veja. 

Aécio acha que revelação do nome de Renato Duque aproxima Petrolão de Lula e Dilma

O homem do PT na Petrobrás. Ele liga o Petrolão dirtamente ao PT, Lula e Dilma. 



As sucessivas falas de ontem do senador Aécio Neves sobre o “nervosismo” da presidente Dilma Roussef e do ex-presidente Lula, ao se referir ao vazamento do nome do ex-diretor da Petrobrás, Renato Duque, homem de ligações carnais com o PT, parecem ter tudo a ver com o desdobramento que terá o caso esta semana.

. As publicações de sábado, sobretudo Veja e Istoé, contam que o delator do Petrolão, Paulo Costa, declarou ao MPF e à Polícia Federal que a estatal foi transformada pelo PT numa organização criminosa colocada a serviço do Partido e de Partidos da base aliada, com ênfase para PMDB e PP. Ele citou dois nomes como o de diretores que também promoveram negócios heterodoxos, receberam e concederam grossas propinas:

- Renato Duque, filiado ao PT, da diretoria de Serviço, mandado nomear por Lula em 2003 e mantido por Dilma, assim como Paulo Costa.
- Nestor Cerveró.

. Ambos foram usados paras arrecadar dinheiro para políticos e Partidos.


. Pior mesmo é a revelação feita por Paulo Costa, segundo a qual a administração do dinheiro sujo sempre coube ao tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, que mais uma vez envolvido no escândalo, enga tudo.