Ranking de julho - dólar, mais 2,27%; Bolsa, mais 1,64%

O dólar comercial fechou estável nesta quarta-feira, depois de ter operado acima do nível de R$ 2,30. A moeda encerrou a sessão com leve alta de 0,08%, a R$ 2,282 na venda. É o maior valor desde 31 de março de 2009, quando o dólar valia R$ 2,319. Em julho, o dólar acumulou valorização de 2,27% sobre o real. É o terceiro mês seguido de alta do dólar.

. Já a  Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira, mas garantiu, em julho, seu primeiro mês no azul em 2013. O Ibovespa (principal índice da Bolsa) teve queda de 0,67% no dia, aos 48.234,49 pontos. Os negócios movimentaram R$ 7,07 bilhões. Em julho, a Bolsa acumulou ganhos de 1,64%. É o primeiro mês deste ano em que a Bovespa não tem prejuízo.

Tarso aceita acordo com João Luiz, mas quer retratação. Os dois homens estarão frente a frente no dia 15.

O governador Tarso Genro já se manifestou nos autos da ação criminal que move contra o ex-deputado João Luiz Vargas numa das varas especiais criminais de Porto Alegre, o 2° Juizado Especial Criminal, avisando que aceita um acordo com o réu, mas impõe como condição para isto que ele se retrate das acusações feitas publicamente.

. João Luiz escreveu o livro Conspiração Rodin, no qual acusa Tarso pela orquestração feita pelo Eixo do Mal no rumoroso caso de acusações de desvios de dinheiro público no Detran. O ex-presidente da Assembléia foi envolvido no processo e desde aquela ocasião tem desfechado pesadas acusações contra o governador, que na época era ministro da Justiça.

. Tarso Genro é comparado ao general Astray, franquista que tinha como consigna de vida a expressão "Viva a Morte".

. Nada indica que João Luiz aceite os termos do acordo proposto, porque sentiu-se caluniado, injuriado e difamado, num processo que ele chama de assassinato de reputação.

. A audiência de conciliação foi agendada para o dia 15 de agosto.

. Ao contrário de Tarso Genro, o procurador junto ao TCE, Geraldo da Camino, ainda nada disse sobre a denúncia de João Luiz, segundo a qual ele forjou documentos da Procuradoria para estabelecer valores de R$ 44 milhões que pretensamente teriam sido desviados no Detran. No livro, o ex-deputado publica fac símiles de cálculos que não levam assinatura alguma e sequer são datados. Na Justiça Federal, o juiz do caso até hoje não aceitou a exigência dos advogados para que os documentos de Da Camino sejam auditados, o que é um evidente cerceamento da defesa e coloca sob suspeição todo o processo.

. O processo principal decorrente da Operação Rodin corre na Justiça Federal de Santa Maria.

CLIQUE na imagem a seguir para ouvir a análise do editor sobre o processo. 

Dólar volta a subir. Preços já são os mais altos desde abril de 2009.

Dólar, 11h
R$ 2,303, a maior cotação desde abril de 2009
Ruim para importados e viagens, mas bom para os exportadores


Os analistas avaliam que o bom resultado da economia americana estimulou a alta do dólar no Brasil e nos mercados emergentes na manhã desta quarta-feira. Para evitar uma disparada mais forte, o Banco Central voltou a interferir no mercado de câmbio, através da venda de títulos vinculados à moeda americana. A operação chamada de swap cambial, no entanto, não teve o efeito desejado e a moeda se manteve no mesmo patamar. Por volta das 11h30, a moeda americana tinha valorização de 0,54%, a R$ 2,296 na venda. A alta deve-se às notícias de que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 1,7% no segundo trimestre reforçando cenário de recuperação econômica. Outro sinal de melhora da atividade do país foi a geração de empregos do setor privado acima do esperado em julho. Isto  tem reforçado a ideia de que uma recuperação econômica mais forte no país pode levar ao fim da da política de estímulos adotada pela instituição que injeta por mês US$ 85 bilhões na economia.

Entrevista, Luiz Pierry - 10.700 organizações do RS já aderiram ao PGQP

Luiz Pierry, secretário Executivo do PGQP (Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade

O foco todo do PGQP continua sendo qualidade e produtividade?
Agregue inovação a este conjunto. O PGQP trabalha desde 1992 no RS. Hoje, existem programas similares em 21 Estados.

Organizações de qualquer porte podem aderir ao PGQP?
Sim. Existem formatos diferentes e bem customizados para atender os interesses de todos os que precisam inovar, melhorando sua qualidade e produtividade.

No RS, qual é a meta?
Inicialmente, prevíamos a adesão de 200 das principais empresas industriais. Hoje, 21 anos depois, a gente tem uma média de 400 a 500 novas empresas por ano. No total, 10.700 organizações aderiram ao PGQP, sendo que apenas 2.100 são indústrias. 75% de todo esse universo de 2.100 indústrias são de médias e pequenas empresas.

E órgãos públicos?
Atendemos 700 no Estado.

O que mais chama necessidade?
Produtividade, que sem qualidade e inovação não existe. Uma coisa atrai a outra. Quem quer sucesso no seu empreendimento, precisa do PGQP. 

- No vídeo abaixo, entrevista completa com Luiz Pierry no programa semanal Cenários, cujo âncora é o editor e conta também com a participação dos analistas financeiros Leandro Rushel e Stormer.


Aeroportos brasileiros funcionam precariamente por causa da greve geral

O impacto da greve dos aeroportuários nos voos desta manhã é nulo, divulgou a assessoria de imprensa da Infraero. Segundo balanço da estatal, apenas 10,5% dos voos estavam atrasados até às 10h, o que é inferior a média de 15%.

. Aeroportuários de seis cidades aderiram ao movimento, inclusive Porto Alegre, que nesta época do ano já enfrenta problemas de expressão por causa da neblina matutina. Porto Alegre ainda opera como campo de aviação, sem equipamentos apropriados. Manifestações de aeronautas já provocaram incidentes com passageiros no Aeroporto Salgado Filho. 

Sine gaúcho apressa o passo para qualificar 6 mil trabalhadores gaúchos para as obras de expansão da Celulose Riograndense

É muito grande o esforço que faz o governo estadual gaúcho para qualificar mão-de-obra básica para que 6 mil trabalhadores sejam contratados no bilionário programa de expansão da Celulose Riograndense em Guaíba. A empresa, as construtoras e o governo estadual, querem evitar que se repita o que aconteceu nos canteiros de obras das Arenas do Grêmio e do Inter, que resultaram ocupados por centenas de trabalhadores de outras regiões do País.

. Nesta segunda-feira, a secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social  levará para Viamão o seu Sine Móvel, bairro Santa Izabel, para recrutar trabalhadores que queiram buscar qualificação e se empregar em Guaíba. Os operários receberão R$ 1.200,00 por mês, mais condução e alimentação no canteiro de obras, mas o governo quer mais benefícios para os trabalhadores, como plano de saúde. 

. O programa de recrutamento e qualificação abrange 10 cidades da região metropolitana e mais Porto Alegre.

. O secretário Luís Lara, PTB, disse nesta quarta-feira de manhã ao editor que já contabilizou 1.700 inscritos e tem apenas mais um mês para completar a quota de 6 mil.

. A prioridade para a inscrição no curso de qualificação de 120 a 180 horas é para homens e mulheres inscritos nos programas sociais do governo, com ênfase para o Bolsa Família.

. A secretaria do Trabalho tem apostado forte na qualificação de trabalhadores, toda ela executada pelo Senac e Senai. No ano passado foram atendidos 40 mil trabalhadores, 10 mil a mais do que os 30mil inscritos nos dez anos anteriores. O secretário Luís Lara espera atingir mais 114 mil homens e mulheres este ano. São 200 tipos diferentes de cursos, todos profissionalizantes, para formação de mão-de-obra básica. 

PT conforma-se com debandada do PSB e já aceita até as sobras da mesa

Conformado com a evidência de que o PSB do RS não apoiará a reeleição do governador Tarso Genro, embora integre seu governo, o presidente do PT, deputado Raul Pont, mais pragmático do que nunca foi em toda a vida, em vez de bater os pés e rosnar como costuma fazer quando é contrariado, preferiu adotar o tom pragmático lulo-petista e avisou:

- Tivemos uma reunião com Beto (Albuquerque) e outras lideranças. A questão do PSB é exatamente o palanque para Eduardo (Campos), e consideramos legítima. Claro que preferíamos contar com eles ainda no primeiro turno, mas se tiverem candidato próprio, propomos um compromisso de coexistência pacífica e boas relações. A intenção é construir um apoio no segundo turno, em torno da candidatura que estiver com a melhor colocação.

. O PT do RS perdeu a pose porque sabe que perdeu os votos e alimenta um governo medíocre. É por isto que já aceita as sobras.

. O PT do RS começa a ficar sem parceiros, porque além do PSB, também outro importante Partido da base aliada, o PDT, faz de conta que tem candidato próprio, enquanto ganha tempo para se cacifar e numa posição de força escolher o que melhor lhe convier, o que inclui uma aliança com o ex-prefeito José Sartori, PMDB. 

A partir de hoje o editor assina espaço próprio no Portal Invest

Desde esta quarta-feira o editor assina espaço próprio no site Portal Invest, cujo foco central é baseado em notícias e análises sobre o desempenho do mercado financeiro no Brasil.  O site divulga em tempo real o comportamento dos mercados, com ênfase para Bolsa e moedas, sobretudo o dólar.

. O editor é o gaúcho Nicolás Galvão.

. O espaço de hoje pode ser encontrado aqui.

Números do Ibope demonstram que está no fundo do poço o governo Tarso Genro

Os raquíticos 25% de ótimo/bom conseguidos no Ibope pelo governador Tarso Genro, são números parecidos com os índices que o PT costuma contar como eleitorado cativo no RS. Isto significa que o governo petista gaúcho está no fundo do poço, porque só conta com o apoio dos seus fanáticos seguidores. 

Padilha poderá virar ministro na reforma que fará Dilma neste segundo semestre

Neste segundo semestre a presidente Dilma Roussef será forçada a recompor seu ministério, antecipando-se às mudanças que previa para março. Se isto acontecer, o presidente nacional da Fundação Ulysses Guimarães, o gaúcho Eliseu Padilha, virará ministro.

. Eliseu Padilha, homem de confiança do vice Michel Temer, é hábil articulador e tem sido chave nas negociações dos assuntos de interesse do governo nas bancadas do PMDB.

Caiu o índice de desemprego nas regiões metropolitanas, que agora é de 10,9%. Em Porto Alegre, desempego é o mais baixo, com 6,6%.

Índice passou de 11,2%, em maio, para 10,9%, em junho, da População Economicamente Ativa (PEA) no conjunto das sete regiões metropolitanas pesquisadas pelo Sedae e Dieese. A indústria de transformação foi o setor que mais contratou no período.

. Na passagem de maio para junho, o desemprego diminuiu em Belo Horizonte (de 7,4% para 6,7%), no Recife (de 12,9% para 12,5%) e em Salvador (de 19,7% para 19,1%) e manteve-se relativamente estável no Distrito Federal (de 12,2% para 12,1%), em Fortaleza (de 8,6% para 8,5%), em São Paulo (de 11,4% para 11,3%) e em Porto Alegre (de 6,5% para 6,6%)

Brasil virou 'democracia da meia-entrada', diz ex-assessor da Fazenda em artigo

A jornalista Érica Fraga escreve na Folha desta quarta-feira um instigante texto no qual analisa im artigo escrito por um dos principais formuladores da política econômica da primeira metade do governo Lula tem provocado debate no meio acadêmico ao defender a tese de que o Brasil se transformou numa espécie de democracia da meia entrada. Leia tudo, inclusive trechos selecionados do artigo de Lisboa:

Escrito em inglês, "Democracy and Growth in Brazil" ("Democracia e Crescimento no Brasil"), dos economistas Marcos Lisboa e Zeina Latif, afirma que a concessão indiscriminada de privilégios a diversos grupos sociais e empresariais freia o crescimento sustentado da economia. Atualmente vice-presidente do Insper, Lisboa foi secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda de 2003 a 2005, na gestão do ex-ministro Antonio Palocci. Zeina Latif é sócia da consultoria econômica Gibraltar. No artigo, eles usam o termo "rent seeking" ("busca por renda") para descrever essa prática que, segundo eles, se consolidou ao longo da história brasileira e acabou ganhando força nas últimas décadas, após o fim da ditadura militar (1964-1985) e a redemocratização do país."Foi criado um grande mecanismo de transferência de renda de grupo social para grupo social", afirma Lisboa. O problema do que Lisboa e Zeina definem como "democratização de privilégios" é que essas políticas envolvem custos elevados, e eles tendem a passar despercebidos por falta de transparência e discussão com a sociedade. Isso ocorre em parte por causa da natureza difusa da prática de concessões a grupos de interesse específicos, um problema apontado na década de 60 pelo economista e cientista social americano Mancur Olson (1932-1998). Mas essa prática é agravada no caso brasileiro porque a extensão dos benefícios é maior e a transparência é menor do que em outros países, dizem Lisboa e Zeina. Essa combinação contribuiria para a criação de diversas distorções no ambiente econômico que limitam a capacidade de crescimento do Brasil.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Advogados gaúchos terão apoio da Frente Parlamentar da Advocacia

Será instalada no dia 13 de agosto a Frente Parlamentar da Advocacia no RS.  A ideia da OAB é  mobilizar os deputados pela aprovação dos projetos de lei de interesse da classe, entre eles, o que autoriza a inclusão dos profissionais da advocacia no plano de saúde do IPE. 

Entenda por que as vendas do Dia dos País no varejo poderão ser até 4,5% maiores este ano

As vendas do comércio varejista do Rio Grande do Sul para o Dia dos Pais devem alcançar um crescimento de 4,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. A projeção feita pela Fecomércio-RS
leva em consideração alguns cenários econômicos que evidenciam um desempenho favorável para o setor:

1) A atual conjuntura do mercado de trabalho: a) a taxa de desemprego atingiu 3,9% na Região Metropolitana de Porto Alegre no mês de junho. b) os rendimentos médios aumentando, a massa salarial registra uma expansão real de 8,6% em relação ao ano passado.
2) O o otimismo dos consumidores gaúchos medido pelo Índice de Intenção de Consumo das Famílias do Estado (ICF-RS), produzido pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) 
3) As taxas de juros a pessoas físicas, que atualmente se encontram em patamar reduzido para seu padrão histórico.
4) As  baixas temperaturas nesta época do ano – em níveis que ainda não tinham sido observados na estação. Assim, se espera que o clima influencie nas vendas do setor de vestuário, um dos mais demandados em datas comemorativas.

. Inflação em alta e PIB desacelerado impactam negativamente o mercado consumidor.

CLIQUE AQUI para examinar em detalhes a análise da Fecomércio.

Oi patrocina pelo 4º ano consecutivo o Festival de Cinema de Gramado

A Oi está investindo R$ 287 milhões no Rio Grande do Sul em 2013. Com esse valor, a companhia terá destinado R$ 838 milhões ao estado, em três anos, para expandir e modernizar sua rede de telefonia. É o maior montante entre todas as operadoras de telecomunicações.

. Na parte cultural, a Oi também é a empresa que mais investe no estado. Desde que chegou ao Rio Grande do Sul em 2009, a Oi, ao lado do Oi Futuro, vem atuando fortemente na geração de ofertas especiais, no apoio a projetos inovadores e no patrocínio de eventos como a Bienal do Mercosul, o Festival de Teatro de Rua de Porto Alegre, na revitalização do Araújo Vianna, além da equipe de judô da Oi/Sogipa e o projeto Salva Vidas Mirim da BM. 


. Na próxima semana, entre os dias 9 e 17 de agosto, a Oi estará na cidade de Gramado, na Serra gaúcha, patrocinando pelo quarto ano consecutivo o maior evento cinematográfico da América Latina: o Festival de Cinema de Gramado. A programação completa pode ser conferida no site http://www.festivaldegramado.net/programacao  (Foto: Casa Oi Gramado na rua Coberta, centro da cidade).

Os clubes, suas dívidas impagáveis, a Caixa e a Copa do Mundo

Na análise a seguir, André Rocha, do jornal Valor, faz um apanhado completo dos problemas financeiros dos principais clubes de futebol brasileiros, inclusive Inter e Grêmio. Estão todos endividados e com perspectivas baixas de solução. Leia tudo a seguir:

É tentador analisar os clubes como se estes fossem empresas abertas. Adotando-se a metodologia do fluxo de caixa descontado, qual seria o valor de mercado dos principais clubes brasileiros? O endividamento dos clubes é sustentável? O patrocínio da Caixa Econômica Federal a alguns clubes livrou o futebol brasileiro de um vexame às portas da Copa do Mundo no país.

O fluxo de caixa descontado é a métrica mais utilizada pela análise fundamentalista para se avaliar uma empresa. Os fluxos de caixa futuros da empresa são trazidos a valor presente a uma determinada taxa de desconto. Do valor presente do fluxo de caixa daí obtido abate-se a dívida líquida atual da empresa (dívida bruta menos caixa), chegando-se ao valor de mercado das empresas.

Tomando por base o balanço de 2011, os 12 clubes de maior torcida apresentaram dívidas elevadas e apenas quatro apresentaram superávit no ano: Santos, Corinthians, São Paulo e Vasco. O superávit ou déficit nas demonstrações financeiras dos clubes correspondem ao lucro ou prejuízo líquido das empresas de capital aberto. Embora o superávit ou déficit não representem a geração de caixa, com estes resultados, a maior parte dos clubes provavelmente apresentou fluxo de caixa operacional negativo ou, na melhor das hipóteses, ligeiramente positivo em 2011.

CLIQUE AQUI para ler.

Começa hoje a 16ª Construsul e a 8ª Expomáquinas na Fenac

Começa hoje a 16ª Construsul – Feira Internacional da Construção e 8ª Expomáquinas – Feira de Máquinas e Equipamentos para a Construção. A segunda maior feira de construção civil do Brasil e uma das maiores do setor na América Latina irá reunir 563 expositores e a previsão é de 600 milhões em vendas.

. Na projeção da Sul Eventos, organizadora da feira, 76 mil visitantes devem passar pela Construsul até sábado e deverá aquecer os setores de gastronomia e hotelaria da região.

Caixa do Tesouro para enfrentar emergências cai a nível crítico

O caixa que o Tesouro Nacional mantém para enfrentar emergências no mercado de títulos está no chão. Com o elevado volume de dívidas que venceu no primeiro semestre do ano e a fuga de investidores dos papéis públicos entre abril e junho, uma parte considerável dessa reserva de segurança, quase R$ 130 bilhões, foi queimada.

. A instituição não revela os números, mas fontes garantem que teriam sobrado menos de R$ 95 bilhões no caixa, nível considerado crítico, por corresponder a pouco mais de dois meses de vencimento de papéis — o ideal é que esse colchão de liquidez seja de seis meses.

. Integrantes da equipe econômica alertam que esse valor não garante tranquilidade ao governo para administrar a dívida, sobretudo se o Federal Reserve (Fed, o banco Central dos Estados Unidos) cumprir a promessa de dar fim ao programa de estímulos monetários naquele país, o que pode reduzir drasticamente o apetite dos investidores por títulos brasileiros.

Governo Dilma dá a aliados R$ 6 bi. Ela quer recompor a base aliada e garantir apoio no Congresso.

Pressionada por aliados e temendo derrotas do governo em votações no Congresso a partir da próxima semana, quando deputados e senadores voltam das férias, a presidente Dilma determinou a liberação de recursos para três lotes de emendas parlamentares, num total de R$ 6 bilhões. Dilma tenta recompor a base aliada, retomar a iniciativa política e assegurar a manutenção dos vetos que o Congresso ameaça derrubar, na volta do recesso. 

. Os R$ 6 bilhões devem ser liberados em três parcelas, em agosto, setembro e novembro.

. Com isso haverá redução no orçamento da Defesa que levou a Marinha a anunciar corte de um dia de trabalho de seu pessoal, mas depois recuou. Em reunião, Dilma cobra de ministros pressa na liberação de emendas de parlamentares.

Conheça os planos do PTB para ampliar suas bancadas no RS

O ex-deputado Luís Lara, atual secretário estadual do Trabalho, está convencido de que o PTB poderá ampliar ainda mais suas bancadas estadual e federal nas eleições do ano que vem.

. Em 2010, quando presidia o Partido, os trabalhistas conseguiram elevar de 4 para 6 o número de estaduais, elegendo também 3 deputados federais, portanto um a mais.

. O atual presidente estadual do PTB é o deputado Federal Luís Carlos Busato, que também é secretário estadual (Obras).

. Luís Lara, que fará graduação em Direito no final do ano, sairá em março do governo para disputar novo mandato na Assembléia. Ele tem sido lembrado para vice de Tarso, caso o PT busque coligação com o Partido. 

Tropa de Choque reprime novo protesto em SP e prende 20 vândalos

Pela segunda vez em cinco dias, manifestantes ocuparam vias de São Paulo, destruíram lixeiras, atearam fogo em sacos plásticos, quebraram vidros de lojas e enfrentaram a polícia durante protesto contra a gestão Geraldo Alckmin (PSDB) e pela desmilitarização da Polícia Militar.

. Ao menos 20 pessoas foram presas. Mas a ação, que no início da noite de ontem prometia paralisar São Paulo, foi abafada pela PM, que deslocou mais de 200 homens para conter os cerca de 150 manifestantes. O ato começou às 18 horas no Largo da Batata, em Pinheiros, e seguiu para a Avenida Paulista. A Tropa de Choque acompanhou o protesto e chegou a usar bombas de gás para conter episódios de vandalismo.

Artigo, Arnaldo Jabor - Acabou a 'pax lulista'

No Estadão desta quarta-feira, o jornalista Arnaldo Jabor escreve que a herança maldita do PT explodiu e abriram-se estradas divergentes, significando que acabou a "pax lulista". Leia o artigo completo:

De repente, do momento imóvel fez-se o drama. Assim, com um verso de Vinicius, podemos descrever o que temos pela frente. Não mais a paralisia do País, tão do agrado da "aliança para o atraso" que rege o Brasil há dez anos. Parecia que tinham conseguido o milagre da exclusão da sociedade. De repente, não mais que de repente, a herança maldita do PT explodiu e abriram-se estradas divergentes. O que parecia um fracasso assimilado, deu lugar a manifestações entusiasmadas de desejos. A torpe "pax lulista" acabou. Que acontecerá com o País?

. A história de minha vida política sempre oscilou entre dois sentimentos: esperança e desilusão. Cresci ouvindo duas teses: ou o Brasil era o país do futuro ou era uma zorra sem nome, um urubu caindo no abismo. Nessa encruzilhada, eu cresci. Além disso, dentro dessa dúvida, havia outra: UDN ou PTB?
Votei em Jânio, confesso. Eu tinha 18 anos e não me interessei por Lott, aquele general com cara de burro, pescoço duro. Jânio me fascinava com sua figura dramática, era uma caricatura vesga cheia de caspa e dava a impressão de que ele, sim, era de "esquerda", doidão, "off".

. Meses depois, estou no estribo de um bonde quando ouço: "Jânio tomou um porre e renunciou!". Foi minha primeira desilusão. Eleito esmagadoramente, largou o governo como se sai de um botequim.

CLIQUE AQUI para ler tudo.