Dilma será mandada para casa dentro de 28 dias

Dilma será mandada para casa dentro de 28 dias, no dia 11 de maio, caso o calendário projetado pelo senador Renan Proença esteja correto.

Hoje começa a contagem regressiva.

Presidente do PDT ordena que militância pró-Dilma vá armada no domingo: “Atirar para matar”

José Silvio dos Santos, empresário e presidente regional do PDT do Distrito Federal postou em seu Facebook uma convocação de guerra

A postagem tem o título ‘QUERO TODO MUNDO ARMADO’ e convoca os militantes pró Dilma a ocuparem a Esplanada dos Ministérios no domingo, armados e “atirando para matar”.


José Silvio também pede cordas para enforcar deputados e senadores golpistas.

O blog O Antagonista entrevistou o pedetista, ele confirmou a convocatória, mas disse que a mensagem era apenas para alguns amigos - e desconversou, alegando que tinha que ir à missa.

Salim Schahin confirma a Moro que empréstimo de R$ 12 milhões que o PT não pagou teve aval de Dirceu e Lula.

A área de imprensa da Justiça Federal do Paraná informou esta noite que o relator da Operação Lava Jato, o empresário Salim Schahin, proprietário do Grupo Schahin, afirmou, em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro que o empréstimo de R$ 12 milhões feitos ao pecuarista José Carlos Bumlai teve como destinatário final o PT e que por conta do não pagamento por parte do partido, aceitou quitar o empréstimo se conseguisse contrato de operação de navio sonda com a Petrobras, através de um contrato simulado de compra de embriões de gado.

Schahin disse que seu banco jamais emprestaria R$ 12 milhões a uma pessoa física, mas que, quando, Bumlai o informou que o empréstimo era para o PT, decidiu aprovar a operação, realizada em 2004, para tentar uma aproximação com o partido do governo federal. “Tínhamos negócios em diversas áreas, algumas com relação direta com a administração pública. Então, era interessante buscar essa aproximação com o partido do governo”, disse. Para provar que o empréstimo era para o partido, Bumlai levou, para reuniões com Schahin, o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares. “E, para não deixar dúvidas, Delúbio me falou que eu receberia uma ligação da Casa Civil para confirmar o interesse. Alguns dias depois, o então ministro José Dirceu me ligou, não tocou no assunto, só falou amenidades, mas eu entendi o recado, já que foi a única vez na vida ue recebi uma ligação dele”, disse o depoente.

O dono do Banco Shahin relatou quem após dois anos sem receber uma única parcela do empréstimo, relatou ao novo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que tinha interesse em operar navios sonda da Petrobras. “Então, ele voltou ao nosso escritório dizendo que comunicou nosso interesse ao governo que disse que teríamos tal oportunidade, se liquidássemos o empréstimo de Bumlai. E eu concordei”, relatou. 

Nesta oportunidade, Vaccari mencionou que o negócio tinha aval do presidente Lula”, acrescentou Salim Schain.

Assim, conta o empresário, Schahin foi procurado pelo então diretor internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, que credenciou o grupo a operar o navio sonda Vitória 10.000. “Assim que assinamos o contrato de operação, honrei com minha parte do acordo e fizemos a operação sugerida pelo Bumlai, o contrato de compra de embriões, numa operação simulada, pois nunca recebemos nenhum embrião”, relatou.

Venezuela enfrenta forte recessão e telefonicas suspendem serviços de DDI

Devido a grande crise econômica que vem assolando a Venezuela, as duas maiores empresas de telefonia do país sul-americano - Movistar (do grupo espanhol Telefónica) e Digitel - anunciaram que os serviços de conexão internacional no país estão suspensos por tempo indeterminado.

A decisão afeta prioritariamente o serviço de roaming internacional e chamadas interurbanas (DDI).


Agora, nenhum país mais tem acordo de interconexão com operadoras da Venezuela. Todo esse transtorno está sendo justificado pela falta de moeda estrangeira, principalmente do dólar (principal moeda para faturação de serviços de telecomunicações internacionais) dentro da Venezuela. Diversas negociações comerciais no exterior estão sendo prejudicadas.

Professores de Porto Alegre ganham desconto em cinema e eventos na área de Cultura

Foi aprovado na tarde desta quarta-feira, na Câmara Municipal de Porto Alegre, o Projeto de Lei  de autoria do vereador Waldir Canal (PRB), que assegura aos professores de estabelecimentos de ensino público ou privado do município de Porto Alegre, a concessão de desconto de 50% sobre o valor efetivamente cobrado pelos ingressos de casas de diversão, espetáculos teatrais, musicais, exibições cinematográficas, circenses, parques e similares das áreas de cultura e lazer.


Também foi aprovada a Emenda a qual determina que nas exibições cinematográficas que ocorrerem após às 18 horas das sextas-feiras, sábados, domingos e feriados, será concedido, ao professor, desconto de 10%, sobre o valor efetivamente cobrado.

PSD vai dar 30 dos 38 votos ao impeachment de Dilma

Por 30 votos contra 8, o PSD decidiu apoiar o impeachment.

The game is over.

Shopping Centers poderão fechar neste domingo para apoiar o impeachment

A Abrasce, entidade nacional que representa os shopping centers, passou esta tarde um indicativo para que todos fechem as portas neste domingo, engrossando as manifestações pró-impeachment.

A nota:

Diante da grave crise política e econômica do país que tem promovido o aumento do desemprego, diversos pedidos de recuperação judicial, o fechamento de empresas, com consequentes efeitos colaterais no setor de serviços e industrial, a ABRASCE sugere que o funcionamento das lojas de shoppings seja facultativo no próximo domingo, dia 17 de abril.

Tal iniciativa tem o objetivo de autorizar os lojistas que, a seu critério, desejarem liberar seus funcionários para participar desse momento histórico da democracia brasileira.

Esta ação atende a diversos pedidos e conta com o apoio da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) e da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Cordialmente,

ABRASCE

Dilma avisa: "Se ganhar, proponho pacto. Se perder, sou carta fora do baralho".

Ambos serão carta fora do baralho a partir depois do impeachment ?


Em entrevista a veículos de imprensa no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff disse que a primeira coisa que fará caso o impeachment seja derrotado será propor um pacto, incluindo a oposição:

- Digo qual é o meu primeiro ato pós votação na Câmara. A proposta de um pacto, de uma nova repactuação entre todas as forças políticas, sem vencidos e sem vencedores. Seja pós-Câmara, mas também pós-Senado, sobretudo. No pós senado é que isso será mais efetivo.

Questionada se participaria de um pacto no caso de derrota, Dilma respondeu: "

- Se eu perder sou carta fora do baralho.

Bovespa salta 2,3%; dólar passa a cair e opera abaixo de R$ 3,50

O dólar comercial passava a cair e a Bovespa operava em alta nesta quarta-feira (13). Por volta das 16h05, a moeda norte-americana recuava 0,39%, a R$ 3,481 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, saltava 2,32%, a 53.210,38 pontos. Investidores continuavam atentos aos próximos passos do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. As atuações do Banco Central no mercado de câmbio também influenciavam o dólar.

Simone Leite impõe derrota aplastante a Paulo Afonso na Federasul

Simone derrotou Paulo Afonso por 27 x 19.


O Conselho Superior da Federasul, formado por 55 conselheiros, escolheu a empresária, Simone Leite, como a nova presidente da entidade, na primeira disputa eleitoral da história de 88 anos da Federasul. O nome da administradora recebeu 27 votos enquanto Paulo Afonso Pereira, 19. Nove conselheiros não votaram.

O editor apostou em Paulo Afonso e errou.

Simone Leite foi candidata ao Senado pelo PP e não se elegeu, mas fez boa votação.

Nesta campanha para a presidência da Federasul, ela recebeu o apoio do atual presidente Ricardo Russowsky.

Em 88 anos de entidade, esta foi a primeira disputa.

Simone Leite é a primeira mulher a ocupar o cargo. É jovem, focada e representa um ar de rejuvenescimento invulgar no comando da entidade. 

Neste momento, impeachment: 347 a favor, 127 contra e 27 indecisos

Número contabilizado neste momento pelo deputado Jerônimo Goergen sobre o impeachment, conforme WhatsApp enviado ao editor:

A favor, 349
Contra, 127
Indecisos, 27

O número já é suficiente para a vitória do impeachment neste donmingo.

Paraná Pesquisas diz que 63,5% da população brasileira apóia o impeachment

Na pesquisa que o Instituto Paraná Pesquisas acaba de liberar para o editor, 63,5% da população brasileira apóia firmemente o impeachment contra Dilma Roussef, contra 26,1% dos que estão do lado dela. O bolo completa-se com 8,1% que não se importam e 2,3% que não sabem ou não quiseram responder.

O instituto fez outras duas perguntas:

Você votaria em candidato de Partido que apoiou Dilma contra o impeachment ?
Não, 63,2%
Sim, 31,1%
Não sabe, 5,7%

Caso Dilma permaneça, como ficará sua vida ?
Melhor, 6,5%
Pior, 37,2%
Igual, 52,4%
Não sbe ou não opina, 3,9%

Áudios vazados

O PMDB gostou do áudio vazado de Michel Temer, mas o PT detestou o áudio vazado de Lula com Dilma.

Dênis Rosenfield, o filósofo gaúcho da Ufrgs, assessora Temer em Brasília.

Michel Temer gosta de se cercar de gente que usa o cérebro e não apenas parte dele. 

O filósofo e professor da Ufrgs, Dênis Rosenfield, que em Porto Alegre mantém o Instituto de Pesquisas Rosenfield (CLIQUE AQUI para conhecer) acompanha o vice-presidente Michel Temer nesta reta final do impeachment da presidente Dilma Roussef.

Ele tem sido visto com o vice em público e também em particular.

Michel Temer mantém um time de intelectuais da maior envergadura e ele não se resume a Rosenfield.

Neste último caso do discurso vazado, seu principal interlocutor foi o escritor e jornalista Gaudêncio Torquato, normalmente apresentado como seu ghost writter preferido.

A foto ao lado é da capa da Folha de ontem. Nela, cabelo branco, Dênis Rosenfield.

Artigo, Murillo de Aragão - Nova maioria para uma nova agenda

CLIQUE AQUI para ler, também, "E o direito do Brasil à ampla defesa ?", Fernão Lara Mesquita.

Este artigo investiga o day after. Vale a pena sublinhar outro desafio que o novo governo encontrará pela frente, que é a dinâmica própria das investigações e dos julgamentos ligados às Operações Lava Jato e Zelotes. Ainda tem muita coisa para acontecer. Os novos donatários não estarão imunes a nada.

Leia tudo:

Provavelmente em 90 dias, no máximo, saberemos se o processo de impeachment resultará no afastamento ou não de Dilma Rousseff da Presidência da República. Independentemente de quem seja o presidente após o processo, o Brasil precisa de uma nova agenda e de uma nova maioria. Afinal, estamos na pior situação econômica possível em décadas: déficit fiscal, inflação, recessão e instabilidade política. Claramente, a atual configuração política do governo não tem a menor condição de enfrentar nossos desafios. É um governo tomado por um discurso bolivariano, que mais fragiliza do que o fortalece na luta contra o impeachment.

Quais os cenários políticos possíveis?

Vamos a eles. Seja quem for o presidente, deverá haver recomposição do Ministério, visando a dar consistência a um presidencialismo de coalizão que nunca se realizou. Obrigatoriamente, o novo presidente terá de abrir espaço no governo para compor nova maioria, que terá de apoiar uma agenda dura de ajustes. E terá de se relacionar com políticos, pessoalmente, de forma regular e consistente. No caso de Dilma, ser a líder que nunca foi. Os desafios serão fazer a maioria ser operacional e mantê-la unida ante o debate de temas muito duros.

Outro fator determinante do day after do impeachment na Câmara seria o tamanho do apoio que Dilma Rousseff receberia para barrá-lo

Vamos aceitar que Dilma continue morando no Alvorada enquanto é processada ?

Trabalhadores fazem proposta para acabar a greve na Manlec.

O Sindicato dos Comerciários de Porto Alegre e Alvorada informaram ao editor que propuseram o pagamento de R$ 1.500 e que os comerciários continuem vendendo as mercadorias ainda existentes nas lojas.

Os empregados estão em greve. São 120 trabalhadores no RS.

A direção da Manlec ainda não disse se aceita a proposta. Segundo ela, sobre o valor das vendas, retirados os encargos e tributos, será destinado 50% para a empresa, que deve investir na compra de novas mercadorias e 50% para os empregados, sendo creditados diariamente para cada trabalhador. O sindicato ficará responsável pela fiscalização e pelo pagamento dos valores. Além disso, será elaborado um documento estabelecendo que 30% do valor da parcela da venda de uma fazenda será destinada para pagamento dos salários em atraso e dos créditos trabalhistas. A venda de um outro terreno, já autorizado pela Juíza da Vara de Falência e Recuperação Judicial, irá a leilão no dia 17 de maio.Com o valor arrecadado será realizado o pagamento de todos os créditos trabalhistas dos empregados, inclusive dos pós-recuperação.

Time de Lula fechou hoje patrocínio de R$ 30 milhões com a Caixa.

Ao apagar das luzes do governo Dilma e do PT, o Corinthians, time de Lula, renovou hoje o patrocínio com a Caixa Econômica Federal por R$ 30 milhões em 12 meses.

O novo contrato ainda libera a diretoria corintiana a buscar novos patrocinadores tanto para a parte posterior como para a barra da camiseta, o que era vetado anteriormente.

As negociações entre Corinthians e Caixa se estenderam por longo período, pois o clube não concordava em receber o valor pago na última temporada.

Lula já admite que seu fim e do PT estão próximos.

Após participar de manifestação ontem que reuniu míseros três mil petistas no Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula teve uma conversa dramática com amigos e artistas que o acompanhavam. Entre um copo e outro, chegou a avaliar que “o governo Dilma chegou ao fim”.

Segundo o jornalista Claudio Humberto, Lula fez a avaliação sobre “o fim” do governo Dilma sob o impacto da votação da comissão do impeachment, duas horas antes.

Quando percebeu que fracassariam entendimentos com partidos como PP e PRB, já hostis a Dilma, Lula entregou os pontos.

Se votar contra Dilma, Cherini poderá desempregar o novo diretor Administrativo da CGTEE

Cherini diz que está em dúvida, Pompeo diz que está e não está com Dilma e Afonso Mota diz que é Dilma de carteirinha. 

O deputado Giovani Cherini, coordenador pela segunda vez seguida das bancadas federais gaúchas (todos os Partidos), saiu contrariado da reunião de hoje do PDT, porque não queria que o Partido fechasse questão no caso do impeachment de Dilma. É que Cherini tem posição favorável ao impeachment, embora publicamente diga que ainda não decidiu nada.

Este é o único caso de voto contrário na bancada trabalhista gaúcha, porque os deputados Pompeo de Matos e Afonso Mota ficarão com Dilma.

Se votar contra Dilma no domingo, Giovani Cherini correrá o risco de ver seu afilhado, José Parisotto, fora a diretoria Administrativa da CGTEE, posição para a qual foi nomeado há um mês. Parisotto é ex-prefeito de Espumoso, o segundo colégio eleitoral mais importante do deputado. Parisotto foi nomeado para o cargo, justamente para garantir o voto do deputado.

Aprosoja quer imediata remoção do governo Dilma Roussef

A Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja) acaba de publicar um nota pedindo a substituição imediata do Governo Federal, sob Dilma Rousseff (PT). No texto, a entidade pedem ainda a restauranção do Estado de Direito no país. Em sinal de protesto, a entidade divulgou logo preto.

O documento faz um apelo para que todos os representantes do setor produtivo participem de reunião de mobilização na sede do Senar-MT na próxima segunda (21), às 16h, onde serão discutidas formas de manifestação e participação.

CLIQUE AQUI para ler a nota. 

Artista petista Tico Santa Cruz quis privilégio no voo, foi xingado e acabou expulso por agentes federais.

O cantor petista quis privilégio no vôo, foi xingado pelos passageiros e acabou expulso por agentes federais. 

O cantor Tico Santa Cruz, da banda Detonautas, foi expulso de um vôo da Gol nesta quarta-feira, no aeroporto de Congonhas, por três agentes da Polícia Federal. O músico estava a caminho de Maringá, onde fará uma palestra a favor da presidente Dilma Rousseff (PT), às 17h, na Associação dos Funcionários da UEM (AFUEM).

Em vídeo postado no Facebook, feito por um passageiro, Tico Santa Cruz tentou sentar na poltrona número 1, do tipo "assento conforto", mas foi impedido por funcionários da Gol, porque teria que ter pago a diferença e não fez isto.

Dentro do avião, o músico afirma que os demais passageiros iniciaram "um tumulto coletivo". "Começaram a gritar, xingar, reclamar!, queixou-se o cantor.

Segundo Tico Santa Cruz, o debate de hoje à noite na UEM, organizado pela Frente Brasil Popular, formada por entidades que apoiam a presidente Dilma Rousseff, está confirmado. Ele deveria pegar outro vôo para Maringá.

Abaixo os vídeos gravados por passageiro. Separado em Parte 1 e Parte 2:



Esta manhã PDT fechou questão por Dilma, mas PSD poderá cair fora do governo no final da tarde

A bancada do PDT na Câmara decidiu que votará contra o impeachment de Dilma. A reunião foi esta manhã. O Partido poderá punir quem não acompanhar a decisão, mas isto só será resolvido na reunião de maio do diretório nacional.

O PDT tem apenas 20 deputados federais.

Também a bancada do PSD está reunida com o mesmo objetivo. O anúncio da decisão será feito as 19h. O viés é de apoio ao impeachment.

O PSD tem 38 deputados federais. 31 dos 38 votarão contra Dilma.

CNT declara apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. "É um governo incapaz", diz CNT.

O editor recebeu pouco depois do meio dia e repassa imediatamente:

NOTA À IMPRENSA

A Confederação Nacional do Transporte (CNT), após ouvir as lideranças e sua base e por decisão da maioria, declara o apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff pelas seguintes razões:

- A incapacidade da presidente e do seu governo em solucionar a grave crise econômica que assola o país, com reflexos danosos ao setor transportador brasileiro e empregos.

- A incapacidade da presidente e do seu governo em promover melhorias na infraestrutura, notadamente na área rodoviária.

- A incapacidade da presidente e do seu governo na articulação política com o Congresso Nacional e, com isso, sem base de apoio, perdendo a autoridade para liderar o processo de reformas necessárias ao desenvolvimento do país.

- A incapacidade da presidente e do seu governo em transmitir confiança e atrair investimentos nacionais e estrangeiros, essenciais para a retomada do crescimento do país, gerando insegurança jurídica.

Brasília, 13 de abril de 2016.

CNT - Confederação Nacional do Transporte

Saída do PSD da base do governo tornará irreversível o fim do governo Dilma.

A eventual saída do PSD, hoje,  representará um quadro de irreversibilidade do impeachment.

Temer: "Golpe é romper com o que está na Constituição"

O vice-presidente Michel Temer classifica de "golpe" qualquer medida que rompa com o previsto na Constituição e afirma que a Carta não prevê eleições gerais. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o peemedebista rejeita as acusações do Planalto de que tenha "conspirado" pela queda da presidente Dilma Rousseff e diz que, "por força do diálogo, coletivamente, tiraremos o País da crise".

O sr. está preparado para ser presidente da República se o plenário da Câmara e depois e Senado decidirem pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff ?

Primeiro quero reiterar a preliminar da sua pergunta. Evidentemente que, cautelosamente, tenho que aguardar aquilo que a Câmara decidir e o Senado vier a decidir depois. Agora, evidentemente que, sem ser pretensioso, mas muito modestamente, devo dizer que eu tenho uma vida pública já com muita experiência. Se o destino me levar para essa função, e mais uma vez eu digo que eu devo aguardar os acontecimentos, é claro que estarei preparado porque o que pauta a minha atividade é exatamente o diálogo. Eu sei que por força do diálogo e, portanto, coletivamente, com todos os partidos, os vários setores da sociedade, 

Senado já tem maioria para afastar Dilma imediatamente.

Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo publicado nesta quarta-feira revela que a maioria dos senadores é favorável à abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na Casa. 

Se isto acontecer, Dilma será afastada de imediato e ficará fora do governo até o fim do julgamento.

Governistas e oposicionistas já discutem se Dilma poderá continuar morando no Alvorada enquanto estiver provisoriamente afastada. 

Segundo o levantamento, 42 dos 81 senadores declararam concordar com a admissibilidade do processo de deposição, e 17 se manifestaram contrários. Dez estão indecisos. 

Para que o processo seja admitido e aberto na Casa, o que faria a presidente Dilma ser afastada do cargo por 180 dias, são necessários 41 votos.

O site do movimento VemPraRua, que acompanha tudo on line, fala em 31 senadores neste momento.

IBGE constata que setor de serviços registrou queda de 4% em fevereiro.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feria, 13, que o volume do setor de serviços registrou uma queda de 4% em fevereiro, comparado com o mesmo período do ano passado.

Trata-se a maior queda para o mês desde 2012, início da série histórica do indicador.  No ano, o setor acumula queda de 4,5% e, em 12 meses, de 3,7%.

Vendas do varejo brasileiro cresceram 1,2% reais em fevereiro

As vendas do comércio varejista restrito (que exclui os segmentos de veículos e motos, partes e peças e de material de construção), cresceu, em termos reais, 1,2% na passagem de janeiro para fevereiro, excetuada a sazonalidade, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada ontem pelo IBGE. Apesar do desempenho positivo no período, o resultado foi insuficiente para reverter o recuo de 1,9% observado em janeiro

Em relação ao mesmo período do ano passado, a atividade varejista sofreu retração de 4,2%, acumulando, assim, contração de 5,3% nos últimos doze meses. 

A expansão foi impulsionada pela alta de cinco dos oitos segmentos pesquisados, com destaque para Móveis e Eletrodomésticos, cujo crescimento foi de 5,0%, após declínio de 5,4% verificado no primeiro mês deste ano. Em contrapartida, a categoria de Tecidos, Vestuário e Calçados acelerou sua trajetória baixista, ao cair 2,8% na margem. Em linha com a elevação do volume de vendas, a receita nominal avançou 1,3% ante janeiro, também descontados os efeitos sazonais, sucedendo discreta elevação de 0,1%. Ainda assim, segue em patamar inferior ao apresentado em novembro do ano passado. Já o volume de vendas do comércio varejista ampliado, que contempla todos os setores, subiu 1,8% na margem em fevereiro. O crescimento acima do registrado pelo comércio restrito foi decorrente das variações positivas de 3,3% e 3,8% dos setores de Material de Construção e Veículos, Motos, Partes e Peças, nessa ordem. Vale destacar que o desempenho desses segmentos foi bastante superior ao sugerido pelos indicadores coincidentes referentes ao mesmo período. De qualquer forma, apesar da alta na margem das vendas do varejo, o Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco fez previsão, esta manhã, de recuo de 0,4% do IBC-Br de fevereiro (proxy mensal do PIB calculada pelo Banco Central) no período, refletindo, majoritariamente, o recuo de 2,5% da atividade industrial. Cabe ressaltar que os dados do setor de serviços, a serem divulgados hoje na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), podem alterar os números previstos pelo banco.

Editorial, Zero Hora - A democracia não está ameaçada.

Este editorial do jornal Zero Hora vem em hora oportuníssima, porque representa a opinião do maior grupo de comunicação social do Sul do País, a RBS, que através dele toma posição corajosa e justa em relação à crise política.

A única restrição que o editor faz é quanto à opção pelo indicativo na conjugação do verbo tentar, porque ele permite supor que os dois lados da disputa possam erguer a clava forte da ameaça à democracia, quando isto só é feito pela organização lulopetista e pela própria presidente da República. 

Dilma é a maior ameaça à democracia e por isto será removida.

Leia:

Tentam confundir a opinião pública os defensores do governo quando dizem que a democracia está ameaçada pelo processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ora, até pode não haver razão concreta para a interrupção do mandato presidencial — e isso é o que o Congresso Nacional está decidindo, de acordo com a legislação vigente, com a vigilância atenta do Supremo Tribunal Federal. Se os parlamentares entenderem que não houve crime de responsabilidade, a presidente cumprirá o restante do seu mandato. Se entenderem que houve, com a maioria constitucional das duas casas legislativa, ela será substituída pelo vice-presidente. Assim determina a Constituição do nosso país, assim funciona a democracia.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Marco Aurélio Melo é o ministro do STFmais detestado pelos leitores

O ministro Marco Aurélio Melo é o mais detestado dos ministros do STF, segundo opinião de 38% dos leitores desta página.

A lista do ódio inclui também:

Barroso, 23%
Teori, 21%
Lewandowski, 13%
Outro, 3%

A nova enquete disponibilizada nesta página pergunta o que os gaúchos acham do envio de brigadianos para dar proteção aos cariocas durante a Olimpíada. Vá lá e vote.

Hoje tem eleição na Federasul. Paulo Afonso é o favorito.

Hoje tem confronto na Federasul, já que pela primeira vez na história da entidade dois candidatos disputam a presidência, no caso Paulo Afonso Pereira e Simone Leite.

Paulo Afonso parece favorito.

Ontem, ele se elegeu presidente da Associação Comercial de Porto Alegre.

Foi candidato único.

Mídia e população ignoram Fórum da Liberdade

Da mesma forma que o Fórum Social Mundial, a edição deste ano do Fórum da Liberdade foi ignorada pela mídia e pela população.

Os dois lados continuam sustentando discursos rançosos e ultrapassados.

Mas também não conseguem mais fazer marketing.

Em 60 dias, três ministros de Dilma foram mandados para casa por decisões judiciais

Em menos de 60 dias, três ministros de Dilma foram nomeados ilegalmente para os cargos - Wellington, Lula e Aragão - o que determinou que fossem fulminados por decisões judiciais.

Não é preciso mais para entender a natureza da desordem que ocorre no governo do PT.

Secretário Vieira da Cunha não está no mesmo caso de Aragão, Wellington e Faccioli

O caso do procurador Murilo Aragão, que repete o que sucedeu com Wellington Lima e Silva, seu antecessor, ambos impugnados para o exercício de cargo de ministro da Justiça, obedecendo uma vedação constitucional, não atinge o secretário gaúcho da Educação, Vieira da Cunha.

É que a vedação de ocupação de ministério ou secretaria por parte de membro do Ministério Público só vale para quem ingressou na carreira depois da Constituição de 1988.

Não é o caso de Vieira da Cunha.

Mas foi o caso do colega de Vieira da Cunha, Cesar Luís Faccioli, que na semana passada deixou a secretaria da Justiça do RS.

Votação mais justa no caso do impeachment é a que obedece a ordem alfabética

A decisão do deputado Eduardo Cunha de começar a votação do impeachment pelas bancadas do Sul é perfunctória.

É um bode na sala.

O deputado Ibsen Pinheiro, que no impeachment de Collor presidiu a Câmara, passou pelo mesmo dilema.Ele conta:

- Se eu começasse pelo Sul, os colloridos protestariam, já que se sabe que no Sul estava a principal oposição ao presidente, como agora, mas o mesmo aconteceria no caso de iniciar tudo pelo Norte, região que mais apóia Dilma. 

A solução foi chamar os deputados pela ordem alfabética.

É a decisão mais justa, mais equânime e menos polêmica.

Proteste contra a decisão das teles de cobrar o que bem entenderem quando for ultrapassado o limite da franquia na internet fixa

A Anatel emitiu comunicado avisando que as teles poderão cobrar o que bem entenderem pelo tráfego de dados nas suas linhas, cobrando mais quando o limite da franquia for ultrapassado.

É o que farão.

No abaixo assinado a seguir, você poderá protestar e exigir que o governo Dilma volte atrás da sua decisão.

CLIQUE AQUI para assinar. 400 mil já assinaram.
CLIQUE AQUI para entender melhor o assunto. É reportagem de Zero Hora.

Artigo, Estadão - Juros simples, consequências severas

A tese aceita para os casos do RS e de SC implicará na perda patrimonial de todos os detentores de ativos financeiros no País, dos CDBs e fundos de investimento, da poupança e fundos de previdência. 


Neste estudo de Marcos Mendes, Marcos Lisboa, Mansueto Almeida e Bernardo Appy, é examinada a tese de que dívidas podem ser recalculadas pelo sistema de juros simples. Os autores consideram que a adoção deste tipo de posição em qualquer situação, sobretudo nas dívidas dos Estados e municípios com a União, implicaria,entre outras coisas, na ruptura de contratos vigentes.

O texto completo vai ao final, no link.

O estudo foi publicado ontem pelo jornal O Estado de S. Paulo, tudo em função da liminar que o STF concedeu aos governos de SC e do RS, proibindo o governo federal de aplicar sanções aos Estados e obriga o recálculo da sua dívida junmto à União pelo método de juros simples, e não pela prática corriqueira de juros compostos.

O julgamento definitivo da matéria ainda está pendente, mas já vale.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Saiba como vota seu deputado e faça pressão

O mapa do VemPraRua, que registra on line, em tempo real, o número de deputados e senadores favoráveis ao impeachment, aponta neste momento, 8h28min, 304 deputados fechados com a proposta de remoção de Dilma Roussef.

CLIQUE AQUI para acompanhar e faça visitas durante o dia.

O mapa também permite identificar endereços de cada parlamentar, suas votações, cidades onde possui mais eleitores e contribuintes de campanha. Se ele for da sua cidade, utilize as informações para buscar apoio.

- Aproveite e CLIQUE AQUI para ver, também, a entrevista de Roberto Jefferson no Roda Viva, segunda à noite. Tem tudo a ver com o caso.

Tempo prosseguirá instável no RS

A MetSul prevê para hoje a ocorrência de áreas de instabilidade no Oeste desde cedo, favorecendo a ocorrência de pancadas de chuva e temporais localizados. Já no Norte e Leste haverá a nebulosidade,  contudo não se descarta algumas aberturas de sol no turno da manhã.


O vento passa a predominar do quadrante Norte e favorece maior elevação da temperatura na maior parte das áreas. 

Ao longo da tarde a chuva se espalha e, ao encontrar esse ar mais quente, pode deflagrar temporais isolados. A máxima na Capital será de 28°C, em um dia chuvoso.

Neste momento, 8h22min, há sol em Porto Alegre.

OAB diz que redução da dívida com a União poderia ter vindo antes, em 2012, mas Tarso não ajudou

Esta ação que o governador Ivo Sartori ajuizou agora no STF e que resultou em liminar favorável já em vigor, é da mesma natureza da ação que a OAB protocolou em 2012. Na ocasião, o governador era Tarso Genro, PT, que por solidariedade a sua companheira de Partido, Dilma Roussef, negou-se a acompanhar tudo como litisconsorte e também nada intentou por conta própria. Foi preciso que Tarso saísse do governo para que o novo governador, Ivo Sartori, tomasse a iniciativa de confrontar o governo Dilma. 

O presidente da OAB, Ricardo Breier, lembrou isto em nota ao editor, mas se queixou da falta de apoio de Yeda e Tarso, sem lembrar que em 2012 o governador era Tarso, PT, já em seu segundo ano de mandato. Yeda não tem nada a ver com a história. Aliás, ela foi o único governador que repactuou parte da dívida. O que disse Breier:

- Em 2012, quando ajuizamos a mesma ação – Ação Civil Originária (ACO 2059) – pela revisão da dívida do Estado no STF, alertávamos justamente para o que estamos vivenciando hoje: a situação caótica das finanças

O Estado garantiu vitória sobre o pagamento da dívida com a União em decisão liminar junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). Com a medida, o RS deixará de pagar uma parcela de R$ 280 milhões mensais para os cofres federais e a prestação será recalculada. Pela decisão do ministro Edson Fachin, o Estado não poderá sofrer sanções da União pelo não pagamento da parcela mensal enquanto o mérito da ação não for julgado.

 . Apresentamos a alternativa jurídica aos dois governadores desse período e o Executivo não teve interesse em somar. Nada foi dito!”, afirmou.

Sartori consegue mais dinheiro e antecipa quitação total da Folha de março

O governo do Estado anunciou ontem que conseguiu antecipar a quitação total  do salário referente ao mês de março dos servidores públicos ligados ao Poder Executivo. A totalização do pagamento ocorreu oito dias antes da previsão inicial, que era dia 20.

Sartori disse ontem que  a complementação dos vencimentos foi possível graças ai “ingresso mais expressivo do ICMS nesta semana e do novo calendário do IPVA”. Com essas fontes, foi possível arrecadar os R$ 345,4 milhões necessários para complementar a folha. Outro fator que contribuiu para o pagamento da folha foi a liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nessa segunda-feira. “Assim como a decisão judicial impedirá futuras sanções pelo atraso na parcela mensal da dívida com a União, a liminar conseguiu 'blindar' cerca de R$ 41 milhões que deveriam ser repassados ao governo federal ao longo do dia”.

Os créditos estarão disponíveis nas contas dos funcionários já no final desta tarde.