FHC chama Dilma de ingrata e denuncia: "Ela cospe no prato em que comeu".

* Clipping Folha

Em evento ao lado do senador Aécio Neves (MG), virtual candidato do PSDB à Presidência em 2014, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chamou de "ingrata" sua sucessora petista, Dilma Rousseff.

. Questionado sobre o discurso de Dilma na festa dos 10 anos do PT, em São Paulo, em que a presidente afirmou não ter herdado "nada" da gestão tucana, FHC afirmou: "O que é que a gente pode fazer quando a pessoa é ingrata? Nada. Cospe no prato que comeu. Meu Deus".

. O ex-presidente falou com a imprensa na noite desta segunda-feira (25), antes de iniciar o seminário 'Minas Pensa o Brasil" promovido pela ala mineira do PSDB.

. Este foi o comentário mais duro já feito por Fernando Henrique à Dilma Rousseff. Os dois chegaram a trocar elogios no início do mandato da petista.


COMECE BEM A SEMANA EM PORTO ALEGRE. VÁ NO MELHOR, SEGUNDO VEJA.
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Dica do leitor - Veja a íntegra de Yoani no Canal Livre

 DICA DO LEITOR

Vídeo de uma hora, com Yoani Shánchez no Canal Livre.
Sim, existem mulheres diferentes, valentes, inteligentes, íntegras:
CLIQUE AQUI para ver.

Luiz Fonseca, Porto Alegre.

Bolsa brasileira tem a 2ª maior queda do mundo em 2013

A Bolsa de Valores de São Paulo acumula uma queda de 7% em 2013, o segundo pior desempenho em um ranking dos principais índices de ações de 80 países, elaborado pelo blog Achados Econômicos, com base em dados da Bloomberg.

. Apenas o mercado da Jamaica teve uma queda maior, de 7,68%. O primeiro do ranking é a Venezuela, que acumula uma alta de 31,27% em 2013. e considerarmos o acumulado em 12 meses, a Venezuela continua na liderança, com alta de 354%, enquanto o Brasil tem o quarto pior desempenho, com queda de 14,25%. Com resultado pior estão Marrocos (-23,44%), Ucrânia (-31,09%) e Chipre (-60,29%). (Gráfico: site Uol economia)

Lucro do BNDES cai 9,6% em 2012

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) obteve lucro líquido de R$ 8,2 bilhões no ano de 2012, uma queda de 9,6% em comparação com o obtido em 2011.

. Em 2012, os desembolsos do BNDES atingiram R$ 156 bilhões, distribuídos entre 990 mil operações, para 261 mil pessoas físicas e jurídicas. A inadimplência do banco de fomento ficou em 0,06% em 2012, inferior aos 0,14% registrados em dezembro de 2011.

. Segundo o BNDES, o resultado foi explicado pela instabilidade dos mercados financeiros e pelo fraco desempenho das bolsas no ano passado.

Fenac apresenta lucro líquido 27,83% maior

A Fenac S/A obteve um lucro líquido 27.83% maior no ano passado, em comparação com 2011. O resultado foi anunciado na última quinta-feira, durante reunião do Conselho de Administração.

. O valor chegou a R$ 1.365.559,10 em 2012, quase R$ 300.000,00 a mais do que no ano anterior.

. O próximo evento organizado pela Fenac é a Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes), que acontece de 12 a 15 de março reunindo cerca de 1.200 marcas de 15 países.

Reunião na casa de Carlos Araújo decide o futuro de Brizola Neto

O ministro no Trabalho, Brizola Neto, desembarcou no início da tarde desta segunda-feira, no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, para uma reunião logo mais à noite na casa do ex-deputado Carlos Araújo, onde também irá se encontrar com sua irmã, a deputada estadual Juliana Brizola, para pressionar o governo Dilma a mante-lo no ministério.

. Também nesta reunião será desenhada a chapa que concorrerá no próximo dia 03 de março para disputar a presidência do PDT com o ex-ministro Carlos Lupi.

- Carlos Araújo (foto), ex-marido da presidente Dilma, mora há varios anos no bairro Assunção, zona Sul de Porto Alegre, na beira do rio Guaiba.

Santa Maria: Defensoria anuncia ação contra governos no RS

A foto é da visita de Tarso a Santa Maria.

- Desde o primeiro dia o editor tem sublinhado a enorme responsabilidade do governo estadual (Corpo deBombeiros) e da prefeitura. O governador Tarso Genro foge sempre da parte que lhe cabe, tentando transferir politicamente o problema para o prefeito Cezar Schirmer, mas como se vê pela notícia a seguir do jornal O Globo de hoje, ele terá que responder pelo que fez a sua área de segurança.

SANTA MARIA (RS) - A Defensoria Pública do Rio Grande do Sul anunciou que vai ingressar com ação coletiva por danos morais e materiais contra a prefeitura de Santa Maria e o próprio governo do estado pela morte de 239 pessoas no incêndio da boate Kiss, ocorrido na madrugada de 27 de janeiro.

Segundo o dirigente do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública estadual, João Carmona Paz, há “fortes indícios” da responsabilidade de agentes públicos na tragédia, devido à falta de fiscalização das condições de segurança do estabelecimento.
— Os fatos ainda não estão plenamente esclarecidos. Mas acreditamos que houve participação de agentes públicos e que é necessária uma ação coletiva envolvendo os proprietários da boate e os entes públicos que tinham relação com o funcionamento da casa. Não se trata de uma responsabilização individual, mas institucional — afirmou o defensor.

Uma reunião na tarde desta segunda-feira vai definir a estratégia da Defensoria Pública. Paz explicou que a ação coletiva vai buscar a condenação dos responsáveis, no plano cível, com o consequente pagamento de indenização às famílias das vítimas e aos sobreviventes. Obtida a condenação, caberá a cada família buscar a liquidação da sentença junto à Justiça. Só aí são calculados os valores a serem pagos. A ação, segundo Paz, deve ser encaminhada em curto prazo, “em até duas semanas”.

Além da ação referente a vítimas e sobreviventes, a Defensoria também já decidiu que moverá um processo por dano coletivo à sociedade.

— Todos nós, independentemente de termos parentes ou conhecidos entre os mortos, sofremos com os efeitos da tragédia. Isso precisa ser indenizado — disse Paz.

A ação já deverá conter um valor indenizatório arbitrado pela Defensoria, que será aceito ou não pela Justiça. Segundo Paz, esse montante precisa ser significativo devido à extensão da tragédia — embora a jurisprudência brasileira, segundo ele, não acolha valores bilionários como na legislação norte-americana.
Os recursos dessa indenização iriam para um fundo destinado a ações que envolvam diretamente o objeto do processo. O valor pode ser usado para a construção de um memorial às vítimas da tragédia ou para eventos técnicos de prevenção a incêndios em locais públicos.No sábado, cerca de 190 familiares de vítimas do incêndio da boate Kiss e outros 20 sobreviventes da tragédia formalizaram a criação de uma associação que irá representá-los em futuros processos criminais e de indenização. Dois sócios da boate e dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira já estão presos, desde o dia 28 de janeiro.

BNDES dá baixa em R$ 657,5 milhões por mico da LBR, inclusive a gaúcha Bom Gosto

* Clipping Valor

A BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), reportou na última sexta-feira uma baixa contábil de R$ 657,5 milhões relativa à operação da LBR-Lácteos Brasil, conforme o Valor antecipou. Na semana retrasada, a empresa de lácteos entrou com pedido de recuperação judicial devido a sérias dificuldades de gerar caixa.

Apesar de reconhecer a perda, o banco estatal não cita nominalmente a empresa, ao contrário do que vinha fazendo nos últimos balanços trimestrais - no documento referente ao terceiro trimestre do ano passado, a BNDESPar provisionava uma perda de R$ 14,7 milhões com a LBR.

No relatório publicado hoje, a instituição afirma apenas que a "a principal perda por redução ao valor recuperável reconhecida no exercício corrente para um ativo individual foi constituída no montante de R$ 657,594 milhões". Trata-se da LBR.

O BNDES patrocinou a criação da LBR no início de 2011, com um aporte de R$ 700 milhões. O banco estatal detém uma fatia de 30,28% no capital da empresa por meio de seu braço de participações.

Dona de marcas Parmalat, Bom Gosto e Poços de Caldas, a LBR é uma das três maiores produtoras de leite do país, ao lado de DPA (joint venture entre Nestlé e Fonterra) e BRF.No ano passado, e empresa captou 1,3 bilhão de litros de leite e registrou um faturamento de R$ 2,4 bilhões no período, montante aquém dos R$ 4,5 bilhões projetados pela empresa quando foi criada. A LBR tem uma dívida de cerca de R$ 1 bilhão. O BNDES é o principal credor da empresa.A baixa contábil da LBR é a maior entre as outras feitas pela BNDESPar e que tiveram um forte impacto nos resultados da empresa em 2012, divulgados no início da noite de sexta-feira.

Somente no quarto trimestre, o prejuízo líquido foi de R$ 1,24 bilhão, comparado a um lucro de R$ 944 milhões em igual período do ano anterior.

Governo mascara de novo suas contas. Desta vez a farsa localiza-se nas contas externas.

O Brasil teve o pior déficit da história nas contas externas, US$ 11,4 bilhões, no primeiro mês do ano, janeiro. Foi o pior resultado em 66 anos.

. Houve maquiagem nas contas de 2012 para mascarar déficit no ano.

. Desta vez, o investimento direto do exterior não cobriu o rombo. Uma das principais explicações está no desempenho da balança comercial. Em janeiro, as exportações somaram US$ 15,967 bilhões, contra US$ 20,003 bilhões das importações. O saldo negativo está em US$ 4,036 bilhões.

. O resultado deve-se a outra esperteza do governo Dilma e tem a ver com importações de combustível feitas pela Petrobras no ano passado, e que só foram contabilizadas este ano. Apenas a compra de diesel e gasolina no exterior respondeu por 37% do déficit na balança no mês passado.

Marcus Coester saiu magoado do governo


O governo estadual ainda não explicou de modo convincente as razões que o levaram a substituir Marcus Coester por Ivan de Pellegrin na presidência da AGDI. Pellegrin assumirá o cargo esta semana.

. As declarações públicas de Coester, embora cautelosas e elegantes, revelam muita mágoa.


COMECE BEM A SEMANA EM PORTO ALEGRE. VÁ NO MELHOR, SEGUNDO VEJA.
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).


Terror em Santa Catarina já deu prejuízos de R$ 222 milhões

Apesar dos 350 homens da Força de Segurança Nacional que chegaram há meio mês a Florianópolis e embora duas dezenas de líderes de facções criminosas tenham sido transferidos para presídios federais de segurança máxima em outros Estados, o terror prosseguiu sem trégua neste domingo, atingindo quatro municípios de Santa Catarina. Foram desfechados cinco ataques. Todos foram incêndios em ônibus, carros e instalações públicas.

. A mídia impressa nacional ignora o que acontece no Estado (TVs cobrem bem o caso).

. A Abav admitiu que durante o mês de fevereiro, o melhor do veraneio, o número de hospedagens em hotéis de Santa Catarina caiu 3%, mas extraoficialmente sabe-se que a entidade minimizou o índice. A Abrasel, por exemplo, calcula as perdas em R$ 200 milhões, já que o movimento nos bares, restaurantes e lojas foi 15% menor este ano.

. No total, esta segunda onda de ataques (a anterior foi em novembro) já produziu prejuízos estimados em R$ 222 milhões pelo jornal Diário Catarinense. Somente as empresas de ônibus perderam R$ 22 milhões com 60 ônibus incendiados.

. Santa Catarina é o Estado de menor índice de criminalidade do Brasil, com índice de 11 por 100 mil. O RS é o quinto, com 19,3. Alagoas é que registra o pior número: 66,8.

. O índice de criminalidade é estimado com base na taxa de homicídios.

. O terror continuado afeta a marca Santa e Bela Catarina.

. Apesar de tudo, milhares de gaúchos, argentinos, paranaenses e paulistas lotaram as praias do Estado neste verão. Nem mesmo o carnaval antecipado esvaziou as praias neste mês de fevereiro. O governador Raimundo Colombo, que se elegeu pelo DEM e trocou tudo pelo PSD, tenta vender a idéia de que o Estado é muito seguro, como Israel: o terror existe, sim, mas ele é bem identificado nas zonas de exclusão e não atinge o grosso do Estado. O governador catarinense vai passando a imagem de administrador ineficaz na sua área de segurança pública, além de passar a idéia de que é um político vacilante e acovardado. Ele é poupado pela mídia tradicional local, que noticia os fatos.

- Raimundo Colombo também já começou a ser fustigado pela sua adversária do PT, a ministra Ideli Salvatti, que o acusa de lentidão - o que é verdade.

CFL vai atrás da Habitasul em SC. Saiba como os gaúchos migram em massa para Floripa.

Engana-se quem imagina que somente a RBS marca a presença ostensiva de empreendedores gaúchos em Florianópolis.

. Mais até do que a RBS, o empreendedor Péricles Druck, dono da Habitasul, dá as cartas no verão com o seu Jurerê. Atrás dele vieram seus clientes, fornecedores e depois empresas que seguiram o líder, como a CFL, que constrói um opulento complexo de oito torres de para o mar. São 79 apartamentos, todos de frente exatamente para o mar, na praia mais disputada pelos endinheirados, monitorada por 70 câmaras nas ruas,tratamento próprio de esgoto, água abundantge,  hotel internacional, restaurantes, bares, boates e comércio lojista que é forte no verão. Os problemas são de infraestrutura rodoviária, já que a ligação da área com a cidade é muito precária, povoada por motoristas totalmente tresloucados. 

. A CFL também iniciou a construção de um mega-complexo de edifícios corporativos na estrada que leva a Canasvieiras. O lançamento ocorreu há um mês. a CFL disse ao editor que já vendeu 60% do estoque.

. Alguns dos apartamentos do Quay chegam a valer R$ 4,5 milhões. O preço médio do m2 do complexo é de R$ 10 mil, portanto 3 vezes mais do que o preço médio do m2 da construção em Porto Alegre, que em dezembro foi calculado em R$ 2.937,47.

Receita libera programa para fazer declaração do IR 2013

A Secretaria da Receita Federal liberou, nesta segunda-feira, o programa do Imposto de Renda 2013, necessário para realizar a declaração pelos contribuintes. O envio da declaração, no entanto, pode ser feito apenas a partir de 1º de março, às 8h.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O PROGRAMA DO IR.

Venezuela entra em clima de campanha com piora de Chávez


As recentes informações que sugerem uma piora no estado de saúde do presidente venezuelano, Hugo Chávez, acabaram precipitando a campanha para sua sucessão, informa o enviado especial Roberto Lameirinhas.

. Líderes da oposição intensificaram a pressão sobre a aliança Mesa da Unidade Democrática (MUD) para que defina rapidamente um candidato. No mesmo sentido, o vice-presidente, Nicolás Maduro, designado por Chávez como seu sucessor, passa a ocupar cada vez mais os espaços da mídia em inaugurações e solenidades oficiais.

Raúl fica até 2018 e indica provável sucessor


O ditador de Cuba, Raúl Castro, 81, foi ratificado no poder por mais cinco anos ontem e anunciou que esse será seu último mandato em sessão da Assembleia Nacional que escolheu um novo número 2 para o governo, Miguel Díaz-Canel.

. Foi a primeira vez que se estipulou uma data -o novo mandato que acaba em 2018- para o fim da era Castro na ilha governada pela família desde a vitória da guerrilha em 1959. Foi também o discurso mais explícito até agora sobre a transição política em preparação.

Teles usam Firefox contra Apple e Samsung


A Mozilla se uniu a algumas das maiores empresas de telecomunicações do mundo e acirrou a guerra contra os dois atores que dominam o mercado mundial de smartphones: Google e Apple. Ela apresentou ontem o Firefox OS, sistema operacional para celulares inteligentes que estreará no meio do ano.

. O Brasil está entre os primeiros países a recebê-lo.

. O Firefox irá competir num mercado concentrado em dois outros sistemas: o Android, do Google, que domina 75% dos aparelhos, e o iOS (Apple), que fica com 15%.

Oi lidera crescimento de market share de pós-pago em janeiro

A Oi foi a operadora que mais ampliou seu market share em telefonia celular pós-paga em janeiro, no Brasil. De acordo com dados divulgados esta semana pela Anatel, na comparação com dezembro de 2012, a ampliação foi de 0,15 ponto percentual, passando a deter 15,9% desse segmento.

. A Oi também foi a companhia que mais cresceu em participação no mercado pós-pago ao longo do ano passado, período em que avançou 2,8 pontos percentuais. A ampliação da participação da companhia reflete seu plano estratégico, que tem como foco o investimento em clientes de alto consumo. Em janeiro, a companhia adicionou 162 mil linhas ao seu total de clientes, o equivalente a 2% de sua base – a maior expansão proporcional entre todas as operadoras, com a segunda colocada ampliando seu total de clientes em 1,2%.

. No Rio Grande do Sul a Oi tem 2,35 milhões de clientes na telefonia móvel (484 mil - pós pago).


COMECE BEM A SEMANA EM PORTO ALEGRE. VÁ NO MELHOR, SEGUNDO VEJA.
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Apesar do Avaaz, manifestantes foram às ruas para pedir prisão de Lula em SP

Motoristas enfrentaram problemas no trânsito na avenida Paulista, na tarde deste domingo (24), devido a uma manifestação de cerca de 200 pessoas que ocupavam parte das pistas por volta das 17h30.
Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), no mesmo horário, o grupo estava próximo à alameda Ministro Rocha Azevedo, sentido Paraíso. Policiais militares e agentes de trânsito acompanhavam a manifestação.

. O grupo protestou contra o ex-presidente Lula e contra o governo da presidente Dilma Rousseff. As autoridades afirmaram que a manifestação acontecia pacificamente. (R7)

Sumiu o inquérito da “Operação Rodin” de Olívio, do PT

Um pouco antes do Natal, no dia 21 de dezembro, o Ministério Público Estadual do RS reclamou ao juiz da 4ª. Vara da Fazenda Pública, Porto Alegre, exigindo a localização ou recomposição dos sete volumes do Inquérito Civil no 253.04, que sumiram do processo 001.1.07.0307674-8, que já tem 1762 páginas. A petição foi assinada pelo promotor André Felipe de Camargo Alves.

. O processo foi aberto no dia 26 de dezembro de 2007 contra o presidente do Detran no governo Olívio Dutra, do PT, Mauri Cruz, que nos últimos anos tem se dedicado a representar os interesses do Fórum Social Mundial. Ele é o réu principal, mas não é o único. As acusações do Ministério Público na ação civil pública revelam uma espécie de Operação Rodin no governo Olívio Dutra, mas a imprensa não tem acompanhado o caso, que segundo os promotores é “bem escabroso”.

- Mauri está com seus bens bloqueados, inclusive seu Meriva vermelho, 2007, placas INX7095, para garantir possíveis indenizações ao Detran.

Saiba como foi a “Operação Rodin” do governo Olívio, do PT

- Na foto ao lado, na época, Mauri, bem à esquerda, com os prefeitos de São Jerônimo, Urbano Knorst, e de Tapejara, Gilmar Sossela. 

No dia 8 de janeiro, o juiz Fernando Carlos Tomasi Diniz, titular da 4ª. Vara da Fazenda Pública, Porto Alegre, fulminou todas as alegações de nulidades levantadas pelos advogados dos réus da “Operação Rodin” do governo Olívio Dutra, inclusive do então presidente do Detran, Mauri Cruz e do diretor Administrativo e Financeiro, Flávio Maia.

. O processo 001.1.07.0307674-8 já dura cinco anos e caminha a passos de tartaruga.

. Até os autos do inquérito civil feito pelo MPE sumiram da ação e terão que ser refeitos.

. A “Operação Rodin” do governo Olívio Dutra pode ser assim recapitulada, segundo históric o refeito pelo promotor André Felipe de Camargo Alves no dia 21 de dezembro do ano passado, conforme suas próprias palavras:

- Os réus são Mauri Cruz, Flávio Maia, Nazareno Neto, Stanislau Afonso, Liane Born, Eduardo Araújo Junqueira Reis, João Silva Dias, Instituto de Mobilidade Sustentável – Ruaviva e Cidade Viva. Todos são acusados de improbidade administrativa. Na época, os réus contrataram sem licitação o Ruaviva, dirigido por petistas, que terceirizavam tudo para empresas das quais os dirigentes do instituto eram sócios, apresentando notas frias para atestar serviços não prestados e pagos até antecipadamente.Havia favorecimento doloso. Eram todos do mesmo Partido, o PT.
- Sob a fachada do Instituto Ruaviva, o que aconteceu foi a contratação indireta pelo Detran, dos demandados Eduardo Araújo Junqueira Reis, Ciduade Viva e seus sóicios Liana Boirn, João Dias e Nazareno Afonso, todos do PT, como os dirigentes do Detran.

Ação MPE na “Operação Rodin” de Olívio mostra exorbitância de Tarso na Operação Rodin de Yeda

A atuação do Ministério Público Estadual no caso da “Operação Rodin” do governo Olívio Dutra, demonstra a exorbitância da ação da Polícia Federal no caso da Operação Rodin do governo Yeda Crusius.

Governo Tarso ajuda Da Camino a emparadar Fortunati no caso das passagens em Porto Alegre

- A nota a seguir da jornalista Denise Nunes ajuda a botar lenha na fogueira armada pelo procurador junto ao TCE do RS, Geraldo Da Camino, que não quer aumento significativo do preço das passagens de ônibus de Porto Alegre, porque a planilha de cálculos usada pela EPTC estaria mal montada. Uma nova aliança Da Camino-Tarso parece ter se consolidado para emparedar o prefeito José Fortunati. Leia a nota da jornalista de O Sul de hoje:

Passagem supera inflação em mais de 100%
Cálculo é do Dieese-RS
A propósito da polêmica sobre o reajuste das passagens de ônibus, cálculo do Dieese-RS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do RS) mostra que a tarifa de ônibus praticada em Porto Alegre poderia ficar como está, pois leva vantagem se comparada à evolução da inflação ou dos preços dos principais itens que compõem seu custo. No caso da inflação, entre 1994 e 2012, as passagens de ônibus de Porto Alegre aumentaram 670,24%, enquanto a inflação medida pelo INPC/IBGE foi de 281,31%. Ou seja, o preço pago pelos porto-alegrenses para andar de ônibus superou a inflação em 102,01%. Tem mais. De acordo com os dados da EPTC (Empresa Pública de Transporte de Circulação), os itens mais representativos no custo da tarifa são os gastos com pessoal, responsáveis por 47,97%, a frota, com 25,1% e combustíveis e lubrificantes, cuja fatia no cálculo é de 16,08%

TARIFA X SALÁRIO

Em relação aos gastos com pessoal, o Dieese-RS revela que o reajuste recente dos rodoviários de Porto Alegre, que foi de 7,5%, teria um impacto de 3,6% na tarifa. O que significa R$ 0,10. Sim, dez centavos. E também aqui, a análise de longo prazo mostra que nem os dez centavos seriam necessários, já que há um ganho acumulado pelas empresas, pois os salários têm crescido menos que a tarifa. Em 1994, o salário de um rodoviário equivalia a 1.184 passagens de ônibus. No ano passado, o salário era suficiente para pagar apenas 610 passagens. No caso dos combustíveis, o preço médio do óleo diesel em Porto Alegre entre janeiro de 2012 e janeiro deste ano foi de R$ 5,80 por litro, conforme o Iepe/Ufrgs. O que, segundo o Dieese-RS representou míseros R$ 0,03 (três centavos) na tarifa

INCENTIVO PÚBLICO

Outro fator ressaltado pelo Dieese-RS é a desoneração da folha de pagamentos, que desde janeiro contempla as empresas de transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, as de transporte municipal, intermunicipal em região metropolitana, intermunicipal, interestadual e algumas com rotas internacionais. Pelas novas regras, estas empresas, que recolhiam 20% sobre a folha de pagamentos como contribuição previdenciária patronal, passaram a contribuir com uma alíquota fixa de 2% sobre o faturamento bruto, com eventuais perdas compensadas pelo Tesouro Nacional. A análise das desonerações (não só dos transportes) ressalta que uma das justificativas para essa política de desoneração da folha de pagamentos, implementada pelo governo federal, foi o aumento da competitividade das empresas e, por isso, é importante cuidar para que os benefícios da proposta não sejam apropriados somente pelos empresários, mas por toda sociedade. Ou seja, que a competitividade ganha não se restrinja ao lucro, mas chegue ao preço dos produtos e serviços, caso do transporte público de passageiros