Serra sai do hospital depois de cirurgia no coração, mas Genoíno, infartado, sai da UTI

Ex-governador José Serra permaneceu internado para um cateterismo cardíaco desde quarta-feira; segundo o boletim médico, uma avaliação pré-operatória feita por Serra para uma futura cirurgia (prostatectomia, retirada cirúrgica de parte ou de toda a próstata) detectou um problema cardíaco; com isso, os médicos indicaram a colocação de um stent.

. Ele saiu hoje do hospital, mas terá que voltar para a retirada da próstata.

. Internado quase na mesma ocasião, mas atacado por um infarto, o deputado José Genoíno, PT, sai da uti.

Vadias mostram seios fartos para provocar, insultar e injuriar o Papa e a Igreja Católica

A vadia da foto afrontou, provocou e insultou os religiosos, pegando carona num tipo de manifestação que ela e as demais vadias jamais tiveram competência para mobilizar, nem mesmo com seus fartos seios nus à mostra.


Algumas centenas de manifestantes participaram na tarde deste sábado da Marcha das Vadias, na orla de Copacabana, na zona sul do Rio, onde também ocorre a vigília dos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

. Entre as mensagens da marcha das vadias, organizada para afrontar, insultar e desafiar os religiosos e católicos, estão o fim da condenação ao homossexualismo e o da violência contra as mulheres, além da legalização do aborto. Homossexualismo e aborto são severamente condenados pela Igreja Católica. Vários manifestantes aproveitaram também para criticar a Igreja Católica, pegando carona na organização dos religiosos, já que eles mesmos nunca tiveram competência e audiência para produzir mobilização igual. Representantes da organização não governamental (ONG) Católicas pelo Direito de Decidir distribuíram uma carta aberta ao papa Francisco pedindo mudanças na Igreja, como o fim da condenação ao aborto e a bênção à união de casais do mesmo sexo.

. A marcha começou no Posto 5, em Copacabana, e seguiu em direção a Ipanema, para evitar confronto com os peregrinos, que estão concentrados no lado oposto da orla, próximo ao Leme.

Governo de Fortunati denuncia presidente da Câmara, do mesmo Partido, PDT, por prática ilegal de medicina

Secretário de Fortunati e vereador de Fortunati entram em rota de franca colisão.



O Conselho Municipal de Saúde e a Secretaria da Saúde de Porto Alegre encaminharam denúncia ao Ministério Público (MP), à Polícia Federal (PF) e ao Conselho Regional de Medicina (Cremers) contra o médico e presidente da Câmara de Vereadores da capital, Thiago Duarte. Ele estaria atendendo pacientes em consultórios irregulares no Bairro Lami usando receituários exclusivos da prefeitura.Documentos com o timbre da Secretaria da Saúde de Porto Alegre, como receituários, requisições de exames e solicitação de medicamentos, foram encontrados em uma residência no Bairro Lami, na Zona Sul da capital. A denúncia foi encaminhada ao Conselho Municipal de Saúde por uma moradora.

. O local funcionaria como um posto de saúde alternativo da região e seria usado pelo médico e presidente da Câmara de Vereadores, Thiago Duarte. Também foram entregues gravações, com áudios de marcações de consultas.Outro local usado para atendimento seria uma creche que fica em frente a Unidade Básica de Saúde UBS) do Lami. O vereador nega ter atendido pacientes na residência e diz não usar requisições da prefeitura fora dos postos.

. "Não utilizo o receituário público fora do posto de saúde, mas como médico eu tenho toda a liberdade de atender onde eu bem quiser. Eu tenho consultório? Tenho. Tenho consultório em Belém Novo, na Restinga, atendo em associações comunitárias. Atendo, sim. Atendo em diversas associações comunitárias. Mas não utilizo receituário público", declarou.

. O médico confirmou que chegou a atender pacientes na creche, mas diz que fez isso devido às más condições do posto de saúde do Lami."Em função dessa poeira medonha, eu tive que atender aqui. Usei uma creche conveniada ao município de Porto Alegre, não é uma creche particular, é uma creche conveniada à Secretaria de Educação, para prestar o atendimento à população. Se não pudesse fazer na creche, ia fazer no meio da rua. Aliás, eu acho que é isso que o secretário quer. O secretário quer que a população não tenha o atendimento", disse o vereador.

. O secretário de Saúde de Porto Alegre, Carlos Henrique Casartelli, diz que a utilização de documentos com timbre da prefeitura fora dos postos pode estar burlando o sistema de marcação do SUS, prejudicando outros pacientes."Tu tem regras pra seguir. No momento que tu não segue essas regras, tu está passando por cima do sistema e fazendo uma ponte para fazer um atendimento e tirando a necessidade de outras pessoas que precisam também do Sistema Único de Saúde", disse o secretário.

- O médico e vereador Thiago Duarte é funcionário da prefeitura de Porto Alegre e está lotado no Hospital Presidente Vargas. Segundo a Secretaria de Saúde, ele não poderia atender no Posto do Lami, já que não é funcionário daquela unidade e não assinou um termo de voluntariado.

* Clipping www.zerrohora.com.br

Tensão marca eleição da disputa entre situação e oposição no Conselho Regional de Odontologia do RS, segunda, em Porto Alegre

A eleição para a nova diretoria do Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande do Sul (CRO/RS), fundado em 1964, está polêmica. O pleito, que acontece nesta segunda-feira, dia 29 de julho, das 9h às 16h, no Parque da Harmonia, será para uma mandato "tampão", até julho de 2014.

. A complicada situação começou no ano passado, quando houve as eleições do CRO/RS, no que seria seu período normal. A chapa 1 foi a da situação, constituída do mesmo grupo de associados há várias décadas.

. A chapa 2 se colocou como oposição, com a bandeira da renovação, propondo mais transparência nos atos e nas contas do CRO/RS. Utilizando apenas a força das redes sociais, a chapa 2 venceu o primeiro turno.

. Entretanto, o estatuto da entidade determina que são necessários 50% dos votos mais um para validar a vitória - como o índice não foi atingido, o pleito seguiu para o segundo turno. A chapa 1 lançou mão de todo o seu poder de influência e mobilização, e venceu o segundo turno. Porém, também não atingiu a maioria necessária para assumir a gestão.

. Desobedecendo ao estatuto do Conselho Federal de Odontologia (CFO), foi nomeado um grupo que deveria ser provisório, por até seis meses. No entanto, conforme o próprio CFO, “coincidentemente”, todo o grupo de odontologistas selecionado pertencia à chapa 1, sendo caracterizada a nomeação como vencedores, o que é vedado, pois, em verdade, deveriam ser designados como diretoria provisória no intuito de convocar novas eleições.

. Os representantes da chapa 2 - de oposição - tomaram a decisão de ir até o Rio de Janeiro (sede do CFO), onde impetraram um Mandado de Segurança, com base no parecer do Ministério Público, exigindo realizar novas eleições e impedindo que a chapa interina ou interventora (a chapa 1) participasse desse pleito (efeito natural da diretoria provisória, que deve, após sua gestão, inclusive, prestar contas ao CFO). A sentença do processo, de nº 0124345-15.2013.4.02.5101, foi assinado pela juíza da 7ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Aline Alves de Melo Miranda.

Rosane Oliveira inventa fórmula aritmética para ajudar a salvar a cara de Tarso Genro

O esforço da editora de Política da RBS, Rosane Oliveira, para salvar a cara do governador Tarso Genro, chega a ser patética e beira à desonestidade intelectual, porque ela resolveu montar uma equação aritmética primária e arbitrária, para encontrar uma colocação melhor para ele no ranking dos 11 governadores avaliados pelo Ibope.

. A editora montou uma regra  simples de subtração.

. A jornalista calculou ótimo e bom de um lado e ruim e péssimo de outro lado, para examinar o resultado e com base nele classificar cada governo.

. Neste caso, Tarso Genro deixou de ser o antepenúltimo pior governador brasileiro, para se colocar como o 6º na lista de 11.

. O correto é estabelecer o ranking dos ótimos e bons, como manda o figurino, o que foi feito por todos os jornais e analistas.

. O Ibope também ajudou na confusão, porque ao conceder ao eleitor a opção de escolher a condição “regular”, não permitiu que o pesquisado cravasse em “regular para melhor” ou “regular para pior”.

. O detalhamento da pesquisa do Ibope, neste sábado, demonstra que Tarso Genro vai mal nos três quesitos principais sobre a administração:

Como considera o governo Tarso
Ótimo e bom, 25% - Regular, 52% - Ruim e péssimo, 20%

Aprovação da maneira de governar
Aprova, 46% - Não aprova, 44% - Não sabe, 10%

Confiança no governador

Confia, 46% - Não confia, 47% -  Não sabe – 7%

Multinacionais reclamam de economia fraca e manifestações no Brasil

O aumento do consumo dos brasileiros perdeu a vez nos resultados das multinacionais que atuam no país e deu lugar a queixas sobre baixo crescimento econômico, inflação, depreciação cambial e os impactos dos protestos nas vendas de junho. As reclamações sobre o Brasil marcam o tom dos balanços do segundo trimestre e das entrevistas a analistas de gigantes como Coca-Cola, Electrolux, Whirlpool, Unilever e Lexmark. Muito diferente dos anos anteriores, quando o gasto crescente dos brasileiros era comemorado.

. A Coca-Cola, cuja taxa de aumento de vendas na América Latina caiu pela metade entre o primeiro e o segundo trimestre (de 4% para 2%), citou "desafios macroeconômicos" nos principais mercados -lê-se Brasil e México-, como nível de endividamento, inflação e protestos no país.

. "A taxa de crescimento da indústria de bebidas está de 1,5 a 2 pontos percentuais abaixo da média dos últimos quatro anos na América Latina", disse Muhtar Kent, presidente da Coca, durante teleconferência com analistas.

. A Whirlpool, dona da Brastemp, reduziu a sua estimativa de crescimento para o setor. "Vimos uma desaceleração da indústria, principalmente em junho devido aos protestos no Brasil. Então decidimos reduzir nossa expectativa para a demanda na região", disse Jeff Fettig, presidente da empresa. Por outro lado, as multinacionais comemoram a recuperação dos Estados Unidos.

Tarso e o PT enganam-se a si mesmos quando tentam manipular maus números do Iboper

A charge é de Ique e está disponibilizada no Google.



Qualquer pessoa que conheça pesquisa  e estatística, sabe que uma tendência amostral se  multiplica por toda a amostra. Ou seja, quando há uma evidência amostral que repercuta, e seja saliente  nos dados, isto gera uma tendência que inevitavelmente se reproduzirá no conjunto.Para dar um exemplo: a baixa aprovação do governador Tarso Genro (apenas 25% o consideram ótimo e bom, enquanto 20% o consideram ruim e péssimo), tende a se reproduzir nos que o consideram "regular". Não há, de forma alguma, um quesito "regular". Quem o considera "regular", o considera para mais ou para menos nesta regularidade. A tendência, expressa nesta pesquisa, é considerá-lo negativamente regular. 

. Impressionado com a desaprovação e com esta tendência de desaprovação, Tarso foi correndo ao Ibope, pedir qual o índice dos que o haviam considerado "regular". 53%.  Está espalhando que tem o melhor índice de regularidade entre os governadores do Brasil.

. Isto é uma manipulação vulgar de dados. Tarso Genro apenas engana-se a si próprio e melhora a percepção junto aos seus seguidores, mas não muda a opinião dos que acham quer seu governo é medíocre, o que se corporifica em manifestações políticas e votos. 

. O que se pode claramente dizer estatisticamente desta pesquisa, é que ele é campeão de regularidade negativa  no Brasil - a tendência de amostra é que, além dos 20% que o consideram ruim e péssimo, quase a metade dos outros 53% o considerem de regularidade negativa.Isto dá perto exatamente dos 47% que dizem não confiar nele, que também está indicado na pesquisa.

. Começar uma campanha com 47% de adversários , que não confiam nele, é um indicador poderoso de rejeição...mostra o descalabro a que chegou Tarso Genro

Esta é a notícia quer mais encanta o Piratini:
Tarso Genro tem maior percentual de regular entre governadores pesquisados por CNI-Ibope
Da Redação
Dados complementares da pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgados nesta sexta-feira (26), mostram que 53% dos entrevistados veem o governo de Tarso Genro (PT) como “regular” – maior percentual no quesito dentre todos os governadores avaliados. Outros 12% qualificam o governo Tarso como ruim, 8% como péssimo e 2% não opinou.
Os dados complementam informação da quinta-feira (25), que mostrava Tarso Genro com 25% de aprovação. Agora, esse percentual está discriminado: 1% considera o governo estadual como ótimo, enquanto 24% o qualifica como bom. A primeira divulgação feita pelo CNI-Ibope não trazia esses dados e não discriminava percentuais de ótimo e bom.
Ainda de acordo com o levantamento, 46% da população aprova a maneira de Tarso governar, enquanto 44% dos entrevistados manifestou desaprovação. 
Por outro lado, 47% dos entrevistados garantiu não confiar em Tarso, contra 46% que manifestaram confiança no governador
A pesquisa Ibope ouviu 602 pessoas no RS entre os dias 9 e 12 de julho, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

. Análise de Roberto Rosen, Brasília. 

Veja - Com apoio de Temer, Mercadante armou plano para derrubar Mantega

A meteórica queda de popularidade dos governantes não foi a única consequência imediata dos protestos que tomaram as ruas do país há pouco mais de um mês. Eles também desestabilizaram governos e alianças políticas que se mantinham unidos diante da perspectiva - cada vez mais incerta - de vitória nas eleições de 2014. Na semana passada, um graduado auxiliar da presidente Dilma fez o seguinte diagnóstico: “O clima no governo nunca esteve tão ruim. É um clima de barata voa, muito fogo amigo, ministro atacando ministro, uma situação caótica. Está todo mundo brigando com todo mundo, falando mal de todo mundo”.

O melhor exemplo dessa atmosfera de desentendimento ocorreu na quinta-feira 18, numa reunião entre o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante (PT). Era para ser uma agenda de rotina, mas a conversa trilhou o caminho de uma insólita conspiração que teve como alvo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, já devidamente acossado por políticos, empresários e sindicatos devido ao desempenho pífio da economia brasileira. (Foto: Agencia Brasil)


CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa da revista Veja desta semana.

Bancos públicos superam privados em concessão de crédito

Impulsionados pelo segmento imobiliário e pelos investimentos, os bancos públicos responderam, em junho, por 50,3% do crédito do País. É a primeira vez que ás instituições estatais dominam o mercado desde 1999.

. Em junho, os créditos providos pelos bancos públicos alcançou R$ 1,3 bilhão. Ao mesmo tempo, houve um encolhimento da participação dos bancos nacionais e estrangeiros nesse mercado. A fatia das instituições privadas domésticas recuou de 34,9% para 34,2%, e a dos bancos estrangeiros passou de 15,7% para 15,5%.

Rio: "Manifestantes" tentam invadir palco de evento aberto pelo papa

Logo após o encerramento do evento da Jornada Mundial da Juventude, ontem em Copacabana (zona sul do Rio), um grupo de manifestantes tentou invadir a área que dá acesso ao palco onde esteve o papa Francisco. No momento em que isso ocorreu, o pontífice e a sua comitiva já tinham deixado o local, mas permaneciam outros religiosos e jornalistas.

. Cerca de 50 agentes da Força Nacional fizeram um bloqueio na altura da avenida Princesa Isabel para conter 500 manifestantes, segundo a PM. Enquanto isso, policiais militares e a equipe de segurança do evento levavam mais grades de metal para isolar a área e impedir a invasão.

. Cercados, os manifestantes atravessaram a pista e conseguiram chegar na areia, diante do palco. Peregrinos que assistiam ao show de encerramento da noite se assustaram e saíram às pressas. Na confusão, algumas pessoas tiveram pertences furtados.

Com medo, PT interrompe comemorações pelos dez anos no governo

A onda de protestos pelo país e a queda de popularidade do governo da presidente Dilma, apontada pela última pesquisa CNI/Ibope, cancelaram eventos do PT. Dos dez encontros programados, com a presença de Dilma e do ex-presidente Lula, para comemorar dez anos do partido na Presidência, apenas seis foram realizados e não há mais nenhum previsto.

. Além disso, as caravanas do senador Lindbergh Farias, pré-candidato ao governo do Rio em 2014, sofreram um recuo estratégico e só deverão voltar ao ritmo normal em outubro, após análise dos efeitos causados pelas manifestações. Principal entusiasta de um terceiro mandato do ex-presidente Lula, cuja proposta chegou a defender publicamente, o deputado federal Devanir Ribeiro (PT-SP) criticou a postura do partido: "O PT não deve apenas se preocupar com a conjuntura internacional, com o PIB. Tem que se preocupar com a base eleitoral", afirmou Devanir, amigo de Lula há pelo menos 40 anos.

. O sexto e último evento comemorativo dos dez anos do PT no governo ocorreu na última quinta-feira, num hotel em Salvador. A previsão da legenda era que fossem realizados mais quatro encontros este ano. Nos discursos, Dilma e Lula insistiram na necessidade de promover mudanças o mais rápido possível.

Vândalos oportunistas forçam a barra e depredam tudo em São Paulo

Covardes, encapuzados, eles se organizaram em matilhas, ontem, em São Paulo, para vandalizar e intimidar a maioria de brasileiros que já se manifestaram por consignas mais modernas do que as deles. 
CLIQUE AQUI para saber o que aconteceu.



Mara Montezuma Assaf, SP, analisa para o editor:

Um protesto de militantes vândalos oportunistas , que depreda 13 bancos na Av. Paulista e emporcalha nosso cartão postal , se posicionando com faixas contra o governador Geraldo Alckmin, é fato mais do que suficiente para nos convencer de que o caminho certo é nos posicionarmos do lado oposto deste grupo e daqueles que estão por detrás de tal movimento . Estar com o governador Alckmin, significa estar contra tudo e todos que este grupelho de vândalos representa.

Leia, também, esta análise de Lucas Bermudez, também de SP e também para o editor, neste sábado:

A ordem que a polícia militar tinha em São Paulo era não intervir de nenhuma maneira, mesmo que fosse provocada e todas as agências quebradas. A que ponto chegou a vontade de agradar ao PT e aos policiais perversos dos direitos humanos, que só falam em direitos humanos para os depredadores esquerdistas!
Policiais defensores do direito da cidadania, quase apanharam, e ficou tudo por isto mesmo: agencias bancarias todas depredadas por apenas 12 pessoas anarquistas. Este é o futuro do Brasil, se não houver borrachada forte, imediata, em cima de depredadores pagos pela esquerda; e prisão logo no ato, para pessoas que já se sabe quem são em todo o Brasil. O título do Estadão de hoje é sintomático:


Após invasão de Black Blocs, passeata termina com 13 bancos depredados.

O estado miserável da saúde pública: governo Dilma aplica 4,4% na saúde, quando o orçamento manda aplicar 10%

O jornal Zero Hora deste sábado concluiu uma série de excelentes reportagens sobre o estado da saúde pública no RS, com ênfase para a situação de miserabilidade que seus repórteres encontraram no sistema estadual, tudo devido aos baixíssimos investimentos do governo do sr. Tarso Genro, mas sobretudo do governo Dilma Roussef, amnbos do PT. Leia o que disse sobre isto o presidente do Simers, numa denúncia corajosa:

. Duas causas marcam o naufrágio da saúde, considera o presidente do Sindicato Médico do Estado (Simers), Paulo de Argollo Mendes. Um é a falta de investimento - 4,4% do orçamento da União vai para a saúde, quando deveriam ser 10%. O outro é a inexistência de uma carreira estatal de médico para suprir de profissionais os rincões do país, assim como funcionam os concursos para juízes e promotores, que começam a trabalhar no Interior para depois chegar às capitais. Argollo critica a terceirização do serviço por meio de fundações e instituições:

— Se contratar os médicos por concurso, ninguém vai repassar dinheiro para partido.

O secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, enumera realizações da gestão, como o aumento dos investimentos de R$ 1 bilhão (2010) para mais de R$ 2 bilhões (2013), o incremento de 84 (2010) para 165 (2013) no número de unidades do Samu e de mais vagas nos hospitais. Mas concorda que isso não é suficiente:

— Temos um débito muito grande.


CLIQUE AQUI para lere tudo.

Heinze capota com o carro, quebra o punho, é internado em Cruz Alta, mas passa bem

O deputado federal Luiz Carlos Heinze, PP-RS, quebrou o punho e teve escoriações após sofrer um acidente por volta das 20h30min desta sexta-feira em uma estrada vicinal de Fortaleza dos Valos, no noroeste do Estado. O deputado foi internado para cirurgia no Hospital São Vicente de Paulo, Cruz Alta, mas passa bem. O motorista da caminhonete em que o parlamentar viajava teve lesões leves. Seu carro foi destruído. Ele capotou numa das péssimas estradas de chão batido do RS.