Foi sepultado nesta segunda o ex-prefeito de Cachoeirinha, "Valdecir da Farmácia"

Morreu na noite de domingo o ex-prefeito de Cachoeirinha, RS, Valdecir Mucillo, 64 anos, no Hospital Santa Rita, em Porto Alegre. Ele estava internado havia cerca de um mês, para tratamento de câncer de fígado. Mucillo foi prefeito pelo PDT, entre 1997 e 2000 e, atualmente, era filiado ao DEM.
.
 O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira, 17h.

. O site WWW.zerohora.com.br informou que o ex-prefeito era natural de Canoas, mudou-se para Porto Alegre, onde se formou farmacêutico e se casou com a enfermeira Marilene dos Santos Mucillo, de quem era viúvo. Depois, mudaram-se para Cachoeirinha e lá implantaram a primeira farmácia do município, a Santa Catarina, na cidade recém emancipada de Gravataí. Mucillo passou a ser conhecido como "Valdecir da farmácia", apelido do qual tinha muito orgulho.

Marina lançará neste sábado seu próprio Partido, a Rede


 A ex-ministra Marina Silva lançará neste sábado sua nova legenda, que a permitirá concorrer à presidência em 2014. Um dos fundadores do PV, o deputado federal Alfredo Sirkis anunciou adesão ao projeto em artigo publicado nesta segunda-feira. Com receio de ser preterido pelo PT em 2014, o senador Eduardo Suplicy deu sinais de que poderá aderir à "rede", e dirigentes do PSol já falam na legenda sem a ex-senadora Heloísa Helena. 

Com outra morte, sobe para 239 o número de vítimas fatais na Kiss


Chega a 239 mortos a tragédia de #SantaMaria, com a morte de um segurança da boate, Rodrigo Taugen,  29 anos, que estava internado em Porto Alegre.

Raul Pont, ingênuo e assustado, reclama: "Beto não pode deixar o PT. O PSB prometeu estar conosco em 2014".


O deputado Raul Pont, presidente do PT no RS, demonstra perplexidade diante da leveza com que se movimenta o deputado gaúcho Beto Albuquerque, PSB, escolhido pelos petistas para companheiro de chapa na tentativa de reeleição de Tarso, porque o socialista já deixou claro que poderá buscar outras opções. É que Beto, líder do PSB na Câmara, banca a candidatura do governador Eduardo Campos, PSB, adversário presuntivo de Dilma ou Lula em 2014.

. Raul Pont, fingindo uma ingenuidade que não tem e demonstrando uma surpresa que não existe, reclamou:

- Mas o Caleb (secretário de Tarso) me disse que o PSB  ficará conosco.

. Raul Pont e o PT perderam o eixo no RS, desde que sofreram a mais humilhante derrota da história do Partido em Porto Alegre, quando seu candidato a prefeito, Adão Villaverde, não emplacou sequer dois dígitos na disputa.

Desordem em SC - Bandidos desafiam o fraco governador Colomnbo e atacam o coração do governo em Florianópolis

Desta vez ois bandidos atacaram a própria sede do governo de Santa Catarina, porque um carro foi incendiado no estacionamento do Centro Administrativo do Estado, sede do governo catarinense, na rodovia SC 401, em Florianópolis, nesta segunda às 6h, segundo a Polícia Militar.

. O governador Raimundo Colombo, que não consegue restabelecer a ordem no seu Estado, enfraquecido politicamente, incapaz de tomar atitudes fortes, vacilante, não estava no local. Ele foi desafiado diretamente. 

. O ataque eleva para 90 o número de incidentes da onda de violência iniciada em 30 de janeiro. Ninguém foi preso e não houve feridos. O incêndio de um ônibus escolar em São Miguel do Oeste, eleva para 28 o número de cidades atingidas.

. Nos demais incidentes entre a noite de domingo (10) até o começo da manhã desta segunda (11), o mais violento foi em Criciúma. Criminosos atacaram a tiros de escopeta calibre 12 um carro policial de escolta de um ônibus, no domingo. Os policiais revidaram ao tiroteio, mas ninguém foi ferido ou preso no incidente.

O caso do bloco de Carlinhos Brown: racismo contra branco é racismo fulminado como crime no Brasil

A reportagem a seguir é do site gaúcho Sul21, ligado ao PT. O material, apesar disto, é instigante e corrosivo, porque revela uma manifestação racista de proporções oceânicas, mas contra os brancos brasileiros. É fácil imaginar de que forma histérica reagiriam as ONGs anti-apartheids, a ministra Maria do Rosário, o MPF e a PF, mais todos os que defendem o sistema de quotas raciais para ingresso na Universidade ou serviço público. O Brasil inteiro reagiria com pedidos de “prisão imediata” a qualquer carnavalesco que se atrevesse a formar um bloco só de brancos. Leia:

O músico Carlinhos Brown lançou um projeto que está gerando polêmica em Salvador. O “Afródromo” estreiou neste carnaval, mesmo sem o apoio da prefeitura, na intenção de reunir as principais entidades afros do Carnaval de Salvador, com exceção do Olodum, em um circuito oficial exclusivo. O prefeito ACM Neto (DEM) disse que não teria como custear a logística do novo circuito e Carlinhos Brown colocou o bloco na rua este ano com apoio de cervejarias.A estreia ocorreu neste domingo (10) reunindo 6 mil integrantes. Os blocos afros são formados em sua maioria por negros, que tocam percussão, usam carro alegórico e vestem fantasia em vez do abadá dos trios de axé. Para Brown a emancipação seria o melhor caminho, em busca de melhores horários e mais visibilidade na TV, já o Olodum e entidades afros menores -não convidadas para o “Afródromo”- dizem que “fugir para um gueto” só aumentará o “apartheid carnavalesco”.Antes de o cortejo começar, às 13 horas (de Brasília), Brown disse que não ficou nenhuma rusga “com a prefeitura nem ninguém”. Na atual edição da festa, porém, ele não puxará o seu bloco, o Camarote Andante, nem promoverá o chamado “Arrastão” na Quarta-Feira de Cinzas. O criador da Timbalada ainda disse que o Carnaval baiano não tem desigualdade social e que “não é o Mantega [Guido, ministro da Fazenda] quem precisa distribuir renda. Somos nós mesmos. Na manteiga”.


Maro Antoinio Villa desconstrói Dilma: "Ela é uma nulidade".


* Clipping O Estado de S. Paulo, segunda, dia 11
Título original - Vou-me embora para Bruzundanga

 O Brasil é um país fantástico.Nulidades são transformadas em gênios da noite para o dia. Uma eficaz máquina de propaganda faz milagres. Temos ao longo da nossa História diversos exemplos.O mais recente é Dilma Rousseff.

Surgiu no mundo político brasileiro há uma década. Durante o regime militar militou em grupos de luta armada, mas não se destacou entre as lideranças.Fez política no Rio Grande do Sul exercendo funções pouco expressivas. Tentou fazer pós graduação em Economia na Unicamp, mas acabou fracassando,não conseguiu sequer fazer um simples exame de qualificação de mestrado. Mesmo assim,durante anos foi apresentada como "doutora" em Economia.Quis-se aventurar no mundo de negócios, mas também malogrou. Abriu em Porto Alegre uma lojinha de mercadorias populares, conhecidas como "de 1,99". Não deu certo. Teve logo de fechar as portas.

Caminharia para a obscuridade se vivesse num país politicamente sério. Porém, para sorte dela, nasceu no Brasil. E depois de tantos fracassos acabou premiada:virou ministra de Minas e Energia.Lula disse que ficou impressionado porque numa reunião ela compareceu munida de um laptop.Ainda mais: apresentou um enorme volume de dados que, apesar de incompreensíveis, impressionaram favoravelmente o presidente eleito.

Foi nesse cenário, digno de O Homem que Sabia Javanês, que Dilma passou pouco mais de dois anos no Ministério de Minas e Energia.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Artigo, Augusto Nunes -Nocauteada pelo Plano Real, a inflação avisou de novo que está querendo acordar

Milhões de brasileiros sensatos estão compreensivelmente inquietos com o monstro adormecido há mais de 18 anos (Imagem: Gunilla Riddare)

Nocauteado pelo Plano Real em 1995, o dragão que atormentou o Brasil por quase meio século voltou a entreabrir os olhos neste janeiro: o índice de 0,86% é o maior dos últimos dez anos ─ e elevou para 6,15% a taxa anual. Os números seriam ainda mais perturbadores se os prefeitos Fernando Haddad e Eduardo Paes não tivessem adiado, a pedido de Dilma Rousseff, o aumento das tarifas do transporte coletivo em São Paulo e no Rio. Mas os governantes do Brasil Maravilha seguem contemplando o horizonte com a expressão beatífica de um Gilberto Carvalho quando vê Lula a menos de cinco metros de diostância. A coisa vai bem demais, recitam as flores da inépcia. Se melhorar, estraga.

Na quinta-feira, Dilma Rousseff mandou a inflação passear para encontrar-se a sós com o senador amazonense Alfredo Nascimento. Demitido do Ministério dos Transportes depois de pilhado pela imprensa em cenas de corrupção explícita, Nascimento apareceu no Planalto caprichando na pose de presidente do PR. Na sexta-feira foi a vez de Carlos Lupi, apeado do Ministério do Trabalho também por ter aterrissado ruidosamente no noticiário político-policial. No papel de comandante do PDT, Lupi enfim reviu a chefe que lhe inspirou espalhafatosas declarações de amor.“A presidenta quis trocar ideias com nossos aliados”, fantasiou Gilberto Carvalho. Quem passou a vida trocando favores não tem ideias para trocar. Nas duas audiências, só se tratou do contrato de aluguel que deverá garantir o apoio do PR e do PDT à candidatura de Dilma a um segundo mandato. A trinca não perdeu tempo com assuntos desagradáveis ─ as razões do despejo da dupla, por exemplo. Ninguém infiltrou na pauta temas incômodos ─ a inflação de janeiro, por exemplo. Dilma, Nascimento e Lupi examinaram exclusivamente questões ligadas à eleição de 2014. O passado e o presente ficaram fora da pauta que só tratou do futuro.

No lugar da presidente ocupada com dois casos de polícia, irrompeu no picadeiro o inevitável Guido Mantega. O que tinha a dizer sobre o índice divulgado pelo IBGE? “A projeção é de que janeiro foi o pico”, reincidiu a usina de vigarices. Depois de atravessar 2012 enxergando um pibão até ser atropelado pelo pibinho, depois de recorrer a trapaças de envergonhar qualquer 171 para esconder crateras nas contas públicas, Mantega recomeçou a sequência de previsões cretinas. A tapeação não pode parar.“Eu não tenho projeção até dezembro, mas nos próximos meses a inflação vai para baixo”, mentiu outra vez. Até o aprendiz de ilusionista disfarçado de ministro da Fazenda sabe que a taxa de janeiro seria mais alarmante se o o preço da gasolina subisse no começo do ano, como queria Graça Foster, presidente da Petrobras. O próximo índice já refletirá os efeitos desse aumento.

Ainda no primeiro semestre, queiram ou não os prefeitos companheiros, paulistanos e cariocas estarão pagando mais caro para embarcar em ônibus, trens urbanos e metrôs. O crescimento da demanda (estimulado pelo governo) e a redução da oferta (decorrente da retração da atividade industrial) ameaçam reprisar a parceria historicamente perversa. E a curva ascendente dos preços dos alimentos começa a causar estragos sobretudo nos bolsos da classe média (velha ou nova).Como registra o comentário de 1 minuto para o site de VEJA, milhões de brasileiros sensatos estão compreensivelmente inquietos com os sinais emitidos pelo monstro adormecido há mais de 18 anos. Os encarregados de impedir que desperte não perdem o sono por tão pouco. Dilma e Mantega estão brincando com o perigo. Podem acabar engolidos pelo bicho que acordaram.

Juliana Brizola reage ao próximo expurgo do irmão ministro: "Fora Lupi. Quem está com Lupi (PDT do RS), está ali por dinheiro"

A presidente Dilma Roussef recebeu Carlos Lupi, presidente do PDT, nesta sexta-feira,  no contexto de reuniões com presidentes de Partido. Alfredo Nascimento (do PR) também foi recebido. Mas o assunto foi, em ambos os casos a minirreforma prevista para março. Lupi recebeu o convite para o encontro quando estava em Portugal, em companhia do deputado Vieira da Cunha. Ambos participavam de reunião do Conselho da Internacional Socialista.

. Durante a sexta-feira, já sabedores de que Brizola Neto tinha recebido o bilhete azul, a família Brizola acusou o golpe. O vereador carioca Leonel Brizola Neto (o “real” Brizola Neto) e a deputada gaúcha, Juliana Brizola, desferiram ataques violentos contra Lupi e a todos que integram ou apoiam a direção nacional do PDT, como Vieira da Cunha e Cristovam Buarque.

. O conteúdo das manifestações dos herdeiros biológicos de Leonel Brizola, retirados do Twitter, são de fazer o engenheiro dar voltas no túmulo, além de deixar claro que a rota de colisão deles com o Partido é irreversível.
                                           
@leonelbrizola12: Um presidente PDT sem vergonha sempre coloca seu
interesse acima do interesse públicos dos direitos dos filiados n
respeitam a ética ......
@leonelbrizola12: Esse é o verdadeiro PDT que se reúne na praça não
desses bandidos Lupi e Manoel que tomaram de assalto o PDT
http://t.co/B5VxEmXh
@JulianaBrizola: Quem se diz neutro na disputa interna, na verdade está com Lupi. Só que tem vergonha de assumir. Pronto, falei!!
(esse recado é direto para o presidente estadual do PDT, Romildo Bolzan, que tem sido muito discreto nas manifestações sobre a disputa envolvendo os herdeiros de Brizola e o chamado “grupo autêntico” do PDT).
 @JulianaBrizola: @RedePDT12 convenhamos...nós sabemos que quem está
com Lupi, está por dependência financeira.
 @JulianaBrizola: Fora Lupi!!!!!! Fora fora fora! Pega teu bone e vai
pra Macaé!!!!

. A tentativa desesperada de Dilma em frear a caminhada do PDT rumo à oposição (com candidatura própria ou apoiando Eduardo Campos em 2014) pode realmente passar por um convite à Vieira da Cunha para assumir o MTE, mas é pouco provável que seja aceito. Dilma   percebeu tarde demais que perdeu a queda de braço com o PDT, que agora não tem mais interesse em continuar no governo.

. Brizola Neto também igualmente tenta desesperadamente compor chapa para apoia-lo nas eleições para presidente do PDT em março, mas tem fracassado de forma ridícula. Apenas um deputado dos 26 que compõe a bancada federal do PDT está disposto a embarcar na canoa dos Brizola: o Dilmista de plantão, Giovani Cherini. Se a permanência dos Brizola no PDT é cada vez mais incerta, a certeza é de que, para onde forem, serão acompanhados pelo fiel escudeiro Cherini

Papa Bento XVI anuncia renúncia sem precedentes

As agências noticiosas internacionais anunciaram na manhã desta segunda-feira que  Papa Bento XVI a renunciará em 28 de fevereiro. O pronunciamento foi feito em um discurso proferido em latim durante um consistório do Vaticano, informou o porta-voz da Santa Sé.

— O papa anunciou que renunciará a seu ministério às 20h (16h no horário de Brasília) de 28 de fevereiro. Começará assim um período de 'sede vacante' — afirmou o padre Federico Lombardi, em um anúncio praticamente sem precedentes na Igreja Católica.