Schneider, candidato de Sanchotene Felice, vence fácil em Uruguaiana

Com índice de aprovação de 85% para sua administração, o prefeito Sanchotene Felice, de Uruguaiana, não encontra dificuldade para eleger seu vice-prefeito, segundo pesquisa feita pelo Instituto Methodus e que este site divulga em primeira mão:

Schneider, PSDB - 53%
Mauro Brum, PP - 22%
Kiko Barbará, PMDB - 10,5%
Dr. Lourival, PDT - 6,5%
Maria de Lourdes, PT - %
Brancos e nulos - 0,8%
Não sabe - 2,3%

. Uruguaiana é o mais importante município de toda a Fronteira Oeste do RS.

Oposição superlota centro de Caracas no encerramento da campanha de Capriles

Há 15 minutos, a avenida Bolivar, Caracas, Venezuela, superlotada de eleitores de Capriles, o candidato de oposição ao tiranete Hugo Chavez. Hoje encerrou a campanha presidencial na Venezuela.

CLIQUE AQUI para ver as fotos de Andy Garcia no Facebook do editor.

Pogramas eleitorais de TV e rádio terminam nesta quinta-feira

* Clipping Correio do Povo, Taline Oppitz

A despedida no rádio e na TV
A veiculação dos programas eleitorais de rádio e TV se encerra na próxima quinta-feira, mas a despedida dos candidatos majoritários se dará na véspera, quarta-feira. A tendência é que os estrategistas políticos e de marketing das coligações optem por colocar em prática uma alteração nos programas finais. Nos últimos dias, as coligações de Adão Villaverde e Manuela D''Ávila, principais adversários do prefeito José Fortunati, que busca a reeleição, têm mesclado suas propostas para a cidade com críticas à atual administração, numa tentativa de atingir a vantagem que o trabalhista tem apresentado nas pesquisas de intenção de voto. Na despedida, porém, os ataques, se ocorrerem, devem ficar em segundo plano, perdendo lugar para a tradicional fórmula de apelar para o lado emocional do eleitorado, numa tentativa derradeira de confirmar e conquistar preferências.

Saiba como comprar, agora mesmo, Cabo de Guerra

Em apenas uma semana, 400 exemplares foram vendidos exclusivamente pela Internet e no dia do lançamento, Sheraton, segunda-feira, 19h30m. A próxima sessão de autógrafos será em Santa Maria. O livro somente está à venda, também, na Livraria Londres, bairro Bom Fim, Porto Alegre. Se você quiser adquirir exemplares, clique em polibio.braga@uol.com.br A resposta é imediata. Você fará o DOC e no outro dia o livro será despachado para sua casa ou escritório, em qualquer lugar do Brasil, sem custo de entrega.

STF autoriza novas investigações do Mensalão. Ministro de Dilma será investigado. Caso pode chegar em Lula.

CLIQUE AQUI para examinar produção anônima que circula na Internet, badalando o ministro Joaquim Barbosa.

- Esta reportagem de Paulo Ferreira, Folha de S. Paulo de domingo, poderá apanhar Lula na rede do Mensalão. Ele escapou dos inquéritos principais que estão em julgamento no STF, mas agora o ministro Joaquim Barbosa autorizou a Procuradoria Geral da República e a Polícia federal a buscarem evidências do envolvimento de outros líderes do PT,numa conexão estritamente com origem em Minas. Serão investigados o ministro Fernando Pimentel, o deputado Vicentinho (ex-presidente da CUT) e Benedida da Silva, mas desta vez o caso irá até o BMG, que está fora do atual julgamento no STF. Ao chegar ao BMG, a PGR e a PF desembarcarão inevitavelmente em Lula. Ele finalmente sentará no banco dos réus.

O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de um inquérito para investigar repasses feitos pelo esquema para pessoas ligadas ao ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, e a outros políticos petistas. O ministro Fernando Pimentel já apareceu em outras denúncias escabrosas e muito recentes. No passado, quando jovem, o ministro atuou clandestinamente em Porto Alegre, onde participou da tentativa de sequestro do cônsul americano Charles Cutter. Pimentel tinha 17 anos. O cônsul foi baleado por terroristas do grupo dele.

O novo inquérito, a ser instaurado na Justiça Federal em Belo Horizonte, também vai investigar repasses que beneficiaram pessoas ligadas aos deputados Benedita da Silva (PT-RJ) e Vicentinho (PT-SP), além de dezenas de outras pessoas e empresas que receberam dinheiro do mensalão.
Essas pessoas não são parte do processo que está em julgamento no Supremo desde o início de agosto, porque os repasses só foram descobertos pela Polícia Federal quando a ação principal já estava em andamento no STF.

. A nova fase do caso foi inaugurada há pouco mais de um mês, após pedido da Procuradoria-Geral da República para que fossem aprofundadas as investigações sobre o destino do dinheiro distribuído pelo PT com a colaboração do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza.
O requerimento cita nominalmente Pimentel, Benedita e Vicentinho, dizendo que, como eles têm foro privilegiado, a investigação deverá voltar ao Supremo "caso surjam indícios concretos de que os valores arrecadados" destinavam-se aos três.
A PF só conseguiu concluir o trabalho de rastreamento de dinheiro distribuído por Marcos Valério em 2011, cinco anos após a Procuradoria apresentar a denúncia que deu origem ao processo que está em julgamento no STF.

. Seguindo o caminho do dinheiro distribuído pelo empresário, a polícia chegou a Rodrigo Barroso Fernandes, em Belo Horizonte

CLIQUE AQUI para ler tudo.

CLIQUE acima para examinar a charge de Sponholz.

Denúncia de IstoÉ: "Mulher de Delúbio Soares dirige organização sindical milionária"

Mônica Valente comanda o escritório brasileiro de associação que recebe R$ 7 mi por ano para representar sindicatos

Exonerado do cargo de professor da rede pública de Goiás e vivendo oficialmente da renda de uma imobiliária virtual, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares costuma dizer que depende da mulher para honrar suas despesas. Mas não deve ser com os rendimentos do ofício de psicóloga que Mônica Valente tem conseguido ajudar o marido. Desde a militância à frente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na década de 90, Mônica aprofundou sua atuação profissional no mundo dos sindicatos de servidores. Membro do diretório nacional do PT, a mulher de Delúbio comanda o escritório brasileiro da Internacional do Serviço Público (ISP), entidade que desempenha o papel de intermediário entre os sindicatos de funcionários públicos e organismos globais, como a Organização Internacional do Trabalho (OIT). A adesão das confederações à ISP custa um euro por filiado. Em conjunto, as 26 confederações filiadas à associação comandada por Mônica Valente repassam para ela R$ 7 milhões por ano das receitas obtidas com o imposto sindical. As informações foram confirmadas à ISTOÉ por dirigentes de entidades ligadas a esse braço brasileiro da organização internacional.

O destino desse dinheiro todo, porém, é um mistério até mesmo para as entidades que pagam pela filiação. A ISP recebe recursos das confederações que representam os servidores públicos e não presta contas.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa da revista IstoÉ deste domingo.

Chegou a vez dos líderes do PT, chefes da organização criminosa do Mensalão. Falta apenas Lula.

- O ministro Joaquim Barbosa começará o julgamento nesta segunda-feira a tarde. O País vai parar para ver  o STF botar na cadeia os ex-presidentes do PT, Zé Dirceu e José Genoíno, mais o PC do Partido e de Lula, Delúbio Soares. O clipping a seguir é do Globo deste domingo. 

BRASÍLIA - Sete anos depois das primeiras denúncias, chegou a hora de o ex-ministro José Dirceu, o ex-deputado José Genoino e o ex-tesoureiro Delúbio Soares, três peças-chaves da eleição do ex-presidente Lula em 2002, prestarem contas à Justiça. O relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, começará a ler nesta semana o voto sobre os três e os demais réus acusados de corrupção ativa — a parte mais eletrizante do julgamento, na definição do ministro Marco Aurélio Mello.
Dirceu e Genoino não escondem o receio de uma eventual condenação ou até mesmo da prisão, embora aleguem inocência. Delúbio, segundo interlocutores, seria o menos aflito entre os três.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Leia também:

Lulismo, um conceito equívoco - Aldo Fornazieri, Estadão, sábado, página A2. CLIQUE AQUI
Relator prepara penas duras para Dirceu e Delúbio - Estadão, sábado, página A4. CLIQUE AQUI.
Réus confessos - Marcelo Coelho, Folha, sábado, página A8. CLIQUE AQUI para ler.
Lula está definhando? - Editorial O Estadão, domingo. CLIQUE AQUI para ler.