Nova edição de "Cabo de Guerra" contará bastidores das ações de Tarso no Ministério da Justiça

A segunda edição de “Cabo de Guerra”, que está a caminho, trará novidades sobre os bastidores do ministério da Justiça e da Polícia Federal ao tempo em que esteve em Brasília o governador Tarso Genro. Tarso foi o ministro responsável pelas operações federais desencadeadas contra o governo Yeda Cruius no RS (2007-2010).

A quem interessa manter em segredo o livro de Tuma Júnior ?

Novo formato de cálculo do IBGE revela que taxa de desemprego do segundo trimestre de 2013 foi de 7,4%

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou na manhã desta sexta-feira, pela primeira vez, os resultados da nova medição da taxa de desemprego no país – com dados nacionais, mais abrangentes, e com previsão de periodicidade trimestral. A taxa de desemprego do país no segundo trimestre de 2013 foi de 7,4%, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) – a pesquisa agora é chamada de PNAD “contínua” pelos pesquisadores. De acordo com a pesquisa, existiam 7,3 milhões de desempregados em todo o país no fim de junho do ano passado. Quando comparados os trimestres, a taxa de desocupação apresentou estabilidade em relação ao segundo trimestre de 2012, quando foi de 7,5%. A taxa de desemprego também foi menor se comparada ao resultado de 8,0% no primeiro trimestre de 2013, quando havia 7,8 milhões de desocupados no país.

. A divulgação desta sexta-feira é o início do novo formato de acompanhamento do nível de emprego. A Pnad Contínua vai substituir, aos poucos, a PNAD e a Pesquisa Mensal do Emprego (PME), que coletava o desemprego mensal nas principais regiões do país. A taxa de desemprego das seis principais regiões metropolitanas - formato adotado até então - deixará de ser divulgada mensalmente a partir do fim deste ano.

Revista Be Private, da Private Investimentos Imobiliários, já circula em Porto Alegre e Miami

A revista Be Private, publicação da Stampa Design para o cliente Private Investimentos Imobiliários, chega às mãos dos leitores com  projeto editorial e gráfico. A Private é investidor de imóveis de alto padrão no Brasil e Miami

. O conteúdo da revista atende padrões de um público selecionado que gosta de adquirir o que é exclusivo, novo e sofisticado. Com o conceito Be (ser ou estar em inglês), as seções da revista são todas direcionadas ao seleto: Be Unique (único), Be Free (livre), Be Chef (chefe), Be Up-to-Date (atual), Be Cult (culto), Be Wise (sábio), Be Successful (bem-sucedido) e Be Powerful (poderoso). E, para complementar, a última seção da revista é a Be Private – apresenta o catálogo dos imóveis selecionados para investimentos.

. Nesta edição, a capa da Be Private estampa o dono da empresa considerada líder na construção de imóveis de alto padrão do Rio Grande do Sul, Milton Melnick. As outras 66 páginas da revista apresentam assuntos voltados à qualidade de vida, gastronomia, arquitetura, design e viagens e reúnem empresários da construção civil para avaliar o futuro do mercado imobiliário.

. A revista Be Private tem periodicidade trimestral, projeto, design e redação da Stampa Design, empresa especializada em revistas customizadas.

CLIQUE AQUI para conhecer melhor a revista.

Tuma Júnior faz BO contra pirataria do seu livro "Assassinato de Reputações"

Versões escaneadas e até digitadas em word circulam pelas redes sociais, o que seguramente prejudicam as vendas do livro, mas isto ocorre em função do sumiço da obra, que não é encontrada em livraria alguma do país, embora seja vendida em sites de e-books, como o da Amazon. A nota a seguir é da coluna Radar, Veja, assinada por Lauro Jardim:

Tuminha vai a Polícia

Rmeu Tuma Jr., delegado e ex-secretário nacional de Justiça durante o governo Lula, registrou sua revolta em formato de boletim de ocorrência à Polícia Federal.

Seu livro, Assassinato de reputações, – Um Crime de estado, em que Tuma Jr. acusa a administração petista de usar a máquina pública para fabricar dossiês e dinamitar adversários políticos, está sendo pirateado e distribuído na internet.

Pelo menos um e-mail foi identificado como fonte de vazamento do livro, ou do similar da obra. O conteúdo disponível na rede também foi alterado. Faltam páginas, e há a suspeita de que, em alguns casos, até trechos tenham sido modificados.


Dilma, toda embonecada, vai ao Fórum Mundial de Davos

Depois de recusar todos os convites anteriores, presidente aceita participar do Fórum Econômico Mundial – a maior concentração de capitalistas ricos por metro quadrado do planeta, em Davos, Suíça, segundo texto e montagem das fotos ao lado, do site www.brasil247.com.br desta sexta-feira a tarde. Leia tudo:

A palestra para executivos globais, na próxima sexta-feira, tem inscrições esgotadas. Dilma apontará os resultados de concessões em infraestrutura para o setor privado, ações que credenciam Dilma Rousseff junto a empresários e banqueiros.

. A comitiva da presidente inclui ministro da Fazenda e presidentes do BC e do BNDES. Em grande estilo, Brasil ainda vai faturar autocrítica dos EUA sobre espionagem.

- A revista The Economist afirma que ano de 2014 não começou bem para Dilma, mas presidente do Fórum de Davos vai na contramão de mais esse pessimismo: "Brasil tem todos os ingredientes para a superar a crise de meia-idade que afeta os emergentes", disse Klaus Schwarb.

Petrobrás anuncia PDV para demitir pessoal que não quer mais na estatal

Quando usou o PIDV para melhorar a gestão dos recursos humanos no governo gaúcho, o ex-governador Antonio Britto foi demonizado pelos principais líderes do PT no RS, Olívio Dutra à frente. Uma das bandeiras de Olívio ao se eleger contra Britto, foi a bandeira da garantia de todos os empregos no setor estatal, independente das necessidades do governo ou da eficiência dos servidores. O programa não tem diferença do que anunciou hoje a Petrobrás, que é estatal controlada por petistas. 

A Petrobrás informou esta tarde ao editor que sua Diretoria Executiva aprovou ontem (16/1) um Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário - PIDV. Leia o comunicado recebido:

Este Plano é fruto da implantação do Programa de Otimização de Produtividade - POP, que tem por objetivo influenciar positivamente na produtividade da Petrobras visando contribuir para o alcance das metas de desempenho do Plano de Negócios e Gestão (PNG). A proposta do PIDV foi desenvolvida de forma a planejar e sistematizar os desligamentos dos empregados que se inscreverem no programa atendendo aos seguintes objetivos: adequar os efetivos da companhia ao PNG; atender aos interesses da companhia compatibilizando com as expectativas dos empregados e preservar os conhecimentos existentes na companhia.

. Em seu desenvolvimento o PIDV considerou que as inscrições serão voluntárias e abrangentes a todos os empregados desligáveis com idade igual ou superior a 55 anos.

Artigo, Valter Nagelstein - Sobre os "rolezinhos"

O vereador e presidente do PMDB de Porto Alegre, Valter Nagelstein, bota o dedo na ferida ao escrever sobre os rolezinhos no Jornal do Comércio de hoje, demonstrando claramente que a repressão aos arrastões não significam discriminação ao consumidor pobre ou negro, porque se trata de conter crime grave e proteger o conjunto da sociedade, atacada pelos bandidos organizados em bandos. Leia tudo:

Marxistas transformam tudo em luta de classe. A tese mais recente envolve os chamados “rolezinhos”. Tal tese, fruto de um raciocínio intelectualmente desonesto, diz que há criminalização de uma manifestação que é somente social. A tese é falsa por duas causas. Primeiro porque pobre, por sê-lo, não está proibido de ir a qualquer lugar, a qualquer shopping inclusive. Segundo porque os tais movimentos (as aglomerações) descambaram, invariavelmente, para a desordem, colocando em risco bens, fruto do trabalho de pessoas, e, mais importante, a segurança de pessoas que estão nesses espaços que são de domínio comum, os shoppings.

. Eu que costumo afirmar que existem práticas comerciais que devem ser coibidas e abusos punidos (como os 20 minutos de tolerância nos estacionamentos), lembro que os shoppings centers não representam o mal do capitalismo na sua forma mais perversa, encarnado no consumismo, no luxo, na ostentação, como sustentam uns. O shopping é comércio, atividade tão antiga quanto o homem e a própria vida em sociedade.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Acompanhe esta radiografia da pecuária e da indústria gaúcha da carne em 2013.

O programa Cenários, apresentado pelo editor e que contou com a participação do analista financeiro Stormer, ouviu o presidente do Sindicato da Indústria de Carnes do RS, Ronei Lauxen, que está preocupado com a estagnação da pecuária do RS:

- Os frigoríficos trabalham com ociosidade de 30%. . Isto não é recente, mas recorrente. . E tudo por que falta matéria-prima.

. O RS possui um rebanho de 13 milhões de cabeças, 7% do rebanho brasileiro de 200 milhões de cabeças, mas nos pampas gaúchos as 440 mil pessoas que trabalham diretamente no campo, na pecuária, criam animais de fina linhagem europeia, produzindo animais de 450 quilos que são abatidos em apenas 2,5 anos, produzindo uma carne sem igual no restante do País.

. O tamanho do rebanho e o desfrute estagnaram, mas isto tudo poderia mudar enormemente caso o modelo para a atividade pecuária pudesse replicar o que já ocorre há muito tempo nos complexos que lidam com suínos e frangos.

. "O problema também é cultural, porque o pecuarista gaúcho acostumou-se historicamente a fazer tudo sozinho e a não depender de ninguém, tornando-se arredio a gestões de corte empresarial", disse ao editor o presidente do Sicadergs.

. Esta resistência representa uma grande oportunidade, porque se for vencida, o RS poderá dar um salto extraordinário no complexo da atividade econômica da pecuária.

CLIQUE na imagem a seguir para o Balanço da pecuária em 2013 – Entrevista com o presidente do Sindicato da Indústria da Carne do RS, Ronei Lauxen - Lauxen falou durante uma hora com o editor e com o analista financeiro Stormer nos estúdios da Leandro & Stormer, Porto Alegre, no programa semanal Cenários.

Ajuris diz que governo estadual não sabe o que acontece dentro do Presídio Central

O presidente da Ajuris (ao lado), a Associação dos Juízes do RS, saiu esta tarde em defesa do juiz da Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre, Sidinei Brzuska, que foi publicamente acusado de "irresponsável" e "ativista social" pelo sub da secretaria estadual da Segurança, o ex-vereador Juarez Pinheiro, cujas credenciais para o cargo nunca foram examinadas pelo editor.

. Disse o presidente da Ajuris, Pio Giovani Dresch:

- O Estado (o governo estadual) não sabe o que efetivamente ocorre nas prisões.

. Ele estava referindo-se às declarações do juiz Sidinei Brzuska, que nesta quinta-feira reafirmou para o jornal Zero Hora uma informação já passada aqui pelo editor:

- O governo do Estado foi negligente na morte de pelo menos 61 presos desde 2010, nas cadeias do RS. Desta forma, os crimes teriam sido acobertados pelo sistema prisional.

. O governo reconhece apenas uma morte.

. De onde vem a diferença tão enorme ? Leiam o que diz o presidente da Ajuris:

- O que preocupa é ocorrerem sucessivas mortes por mal súbito, sempre de madrugada, com traços de cocaína no sangue do morto, e não se perceber uma preocupação estatal com a apuração das causas e circunstâncias dass mortes (....) Hoje, dados oficiais admitem a ocorrência de números significativos de homicídios no regime semiaberto".

. O juiz Sidinei Brzuska, na entrevista no linkg a seguir, já publicada aqui, conta que no Presídio Central cabeças não são cortadas, como no Maranhão, mas as facções criminosas que dominam a prisão gaúcha, dopam os inimigos com cocaína e crack, e depois sufocados. "Quando estão à morte, os presos batem nas barras de ferro da prisão e chamam os guardas para levar o "enfermo" para o hospital, onde morrem", explicou o juiz. Outras formas menos sofisticadas também ocorrem, mas muitos "inimigos" são abatidos depois de soltos ou acabam executados no semiaberto.

CLIQUE AQUI para conhecer detalhes da explosiva entrevista de Sidinei Brzuska.

9 deputados da oposição ajudaram o governo a escalpelar a CEEE. Conheça a lista.

Segue a lista dos deputados que colaboraram com o governador Tarso Genro na aprovação do projeto 350/2013, que no apagar das luzes do ano legislativo de 2013 permitiu ao governo tungar R$ 1,3 bilhão da CEEE, dinheiro que estava reservado para melhorar e expandir serviços, mas que agora é usado para tapar rombos no caixa estadual:

Votaram com o governo
Todas as bancadas do PT, PDT, PTB, PCdoB e PRB
- Os deputados Marcelo Moraes, PTB, Gilmar Sossela e Juliana Brizola, PDT, votaram contra o governo.

Ausentaram-se, ajudando com isto o governo
Maria Helena Sartori e Alexandre Postal, PMDB; Mano Changes e Adolfo Brito, PP; Paulo Oddone, PPS; Cassía Carpes, Solidariedade; Paulo Borges, DEM.

Votaram contra o governo

Todas as bancadas do PMDB, PP, PSDB e PSB, mais os deputados Gilmar Sossela e Juliana Brizola, PDT, e Marcelo Moraes, PTB. As únicas bancadas que compareceram em massa e votaram unidas foram as do PSDB (6 deputados)e  PSB (3 deputados).

Sindicato dos Eletricitários diz que Tarso mentiu ao se apropriar de dinheiro da CEEE

Num inesperado tijolaço que não veio a público sobre a discussão do projeto pela Assembléia do RS, o Sindicato dos Eletricitários divulgou nesta sexta-feira um duro ataque ao governador Tarso Genro, acusando-o de mentir ao se apropriar de dinheiro (R$ 1,3 bilhão) que pertence à CEEE.

. O dinheiro foi tomado do caixa de uma estatal esgualepada, reservado para investimentos na melhoria e expansão dos sofríveis serviços de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica no RS.

. O Estado é submetido a sucessivos apagões porque as linhas de transmissão e distribuição, subestações e transformadores estão sucateados.

. Os R$ 1,3 bilhão foram parar direto no caixa único do governo estadual para cobrir rombos de uma gestão pública incompetente, voluntarista e temerária.

. Na nota, ao Senergisul  diz um pouco tarde demais que o governo estadual usou os ex-autárquicos como moeda de troca, mas amanhã será o patrimônio da CEEE, que será usado para abater dívidas junto ao governo federal, e este, que "não privatiza, mas faz parcerias", entregará tudo de mão beijada para grupos privados.

- O projeto 350/2013 foi aprovado no apagar das luzes de dezembro. Ele implicou em transferir r$ 1,3 bi do caixa da CEEE para o caixa único, em troca da absorção pelo Tesouro do Estado, dos empregados ex-autárquicos (empregados que vieram emprestados para a CEEE, quando ela foi criada por Brizola)

Artigo, Marcos Cintra - O PT e a volta da CPMF

O economista Marcos Cintra, doutor por Harvard e vice da FGV, escreve hoje que Ccrca de vinte deputados do PT querem recriar a CPMF para financiar a área da saúde. O novo tributo, agora chamado de CSS (Contribuição Social para a Saúde), teria uma alíquota de 0,15% sobre o débito das movimentações financeiras, o que garantiria uma receita de cerca de R$ 30 bilhões por ano. Ele explica por que razão a sociedade até poderia tolerar a recriação da CPMF:substituindo outra taxação. Leia:

O governo tentou trazer a CPMF de volta em 2011 e não conseguiu. Agora a iniciativa parte de um grupo de parlamentares petistas, cuja estratégia é sedimentar a ideia em 2014 para que o debate ganhe força no Congresso a partir de 2015.

(...)

Cabe lembrar que a CPMF foi repudiada como um tributo a mais a elevar a carga tributária brasileira. Porém, ela seria aceita pela sociedade se fosse instituída como substituta de outros tributos. Levantamento realizado em 2007 pela empresa Cepac-Pesquisa & Comunicação revela que 64% das pessoas a aceitariam se ela substituísse a contribuição ao INSS incidente sobre a folha de pagamento das empresas.


Mesmo sendo um tributo operacionalmente justo e eficiente, a criação da CSS aumenta a carga tributária e permite a continuidade do esfolamento do contribuinte brasileiro. Pesando os argumentos a favor e contra, os parlamentares petistas deveriam abortar a proposta de implantação do novo tributo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.


Padilha recua. Ele, agora, acha que dissidentes do PMDB devem ser respeitados.

O deputado Eliseu Padilha, presidente da Fundação Ulysses Guimarães, recuou da posição inicial de sugerir que os dissidentes gaúchos que não quiserem Dilma Roussef devem sair do Partido.

. Ele, agora, acha, apenas, que as suas posições devem ser respeitadas.

Dica de Evento - Casa & Cia. Praia 2014, Xangri-Lá, a partir deste sábado

DICA DE EVENTO

Casa & Cia. Praia 2014, promoção da RBS, a partir de amanhã,  Xangrui-Lá, RS, no Condomínio Páteo Marbella, da Báril, com aapresentação dos trabalhos de 40 profissionais. O ingresso é pago. Fone (51) 9113.6060.

Fortunati pega novas férias a partir de hoje

Depois de dez doas de férias em Nova Iorque, onde passou as festas de final de ano, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, ingressa hoje num novo período de férias, desta vez de 14 dias. Ele voltará dia 1o de fevereiro.

. Desde que reassumiu a prefeitura, há um ano, o prefeito já esteve fora de Porto Alegre pelo período de 103 dias, pouco mais de três meses, mas nem sempre para descansar da árdua tarefa de fazer a gestão de uma cidade de 1,3 milhão de habitantes. 

Governo está amuado com a Famurs

O governador Tarso Genro está amuado com a Famurs.

Rosane Oliveira faz comparações absurdas e racistas para desqualificar o justiceiro do Mensalão

As diárias "escandalosas" de R$ 14,1 mil que foram pagas ao presidente do STF, Joaquim Barbosa, receberam tratamento de primeira na página que a editora de Política da RBS, Rosane Oliveira, mantém no jornal Zero Hora, o mais importante do RS. Rosane Oliveira e o time de jornalistas e políticos alinhados com o PT que criticam Barbosa no caso das diárias, procuram chifre em cabeça de cavalo, simplesmente porque querem desqualificá-lo e com isto reduzir a importância do papel que ele exerce no julgamento dos bandidos petistas da organização criminosa do Mensalão. É uma velha e suja tática da esquerda jurássica que ainda existe no Brasil, agora também envolvida com a roubalheira dos larápios Zé Dirceu, Zé Genoíno e Delúbio Soares.

. A jornalista jamais usou o mesmo espaço para cobrar os valores gastos com diárias e com cartões corporativos por parte da presidente Dilma Roussef ou do governador Tarso Genro, mantidos sob sigilo absoluto, como segredos de Estado.

. Fazendo coro a um time de jornalistas e políticos alinhados com o PT, Rosane Oliveira tentou plugar a notícia das diárias com as informações sobre os rolezinhos, numa comparação absurda e racista. O que escreveu a editora de Política da RBS:

- Barbosa interrompeu as férias para viajar à Europa e desencadeou uma polêmica para competir a a dos rolezinhos nas redes sociais.

. "E se as diárias fossem para Renan Calheiros ?", perguntou a jornalista, fazendo baixa intriga, porque poderia ter feito a seguinte constatação:

- Quando viajou para a Argentina, Portugal e Espanha, onde participou de convescotes para fazer palestras para grupos de esquerda, o governador Tarso Genro fez juz a diárias e passagens pagas pelos cofres públicos, da mesma forma que fez o ministro Joaquim Barbosa.

. Não há diferença.

. Ambos estavam a trabalho - e não de férias.

PMDB nacional dá como favas contadas coligação PT-PMDB no RS

A direção nacional do PMDB não inclui o RS como um dos oito Estados onde o Partido e o PT estarão em palanques diferentes. Os Estados que integram a relação do PMDB nacional são:

- Minas Gerais
- Goiás
- Paraíba
- Bahia
- Piauí
- Mato Grosso do Sul
- São Paulo

Márcio Aguillar é o novo presidente do Sindicato das Emrpesas de Factoring do RS

O empresário Marcio Henrique Vincenti Aguilar é o novo presidente do Sindicato das Sociedades de Fomento Comercial - Factoring do Estado do Rio Grande do Sul  (Sinfac/RS).

Pizolato, o líder do PT que fugiu para a Itália, movimenta dinheiro sujo do Mensalão na Suiça

A fuga do líder do PT, Henrique Pizzolato, bandido condenado no julgamento do Mensalão, e agora a revelação de movimentação de dinheiro sujo da sua conta na Suiça, é mais uma clara evidência material sobre as roubalheiras produzidas pela organização montada pelo Partido dos Trabalhadores.

Na edição desta sexta-feira do jornal "O Estado de S. Paulo", os repórteres Andreza Matais, Felipe Recondo e Jamil Chade revelam que autoridades brasileiras e da Suíça investigam uma conta secreta operada por Henrique Pizzolato, o ex-diretor do Banco do Brasil que fugiu do País após ter a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal pela condenação no julgamento do mensalão. Suspeita-se que a conta aberta num banco suíço teria saldo de quase 2 milhões. Ela foi movimentada após a fuga de Pizzolato, há cerca de dois meses, segundo investigadores brasileiros e suíços. O saldo, contudo, não está zerado.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem, que é mais esclarecedora.

Chefe visível do Mensalão, Zé Dirceu tem até celular no Presídio da Papuda

Sob o título "Amigo diz que falou com Dirceu na prisão por celular", o repóter Bernardo Mello Franco escreve na coluna Painel desta sexta-feira que o bandido do PT tem regalias dignas de um chefão de facção. Leia tudo:

Alô, Papuda Um secretário do governo da Bahia afirma ter conversado por celular com José Dirceu na semana passada. O ex-ministro está preso há dois meses na Papuda. O autor da ligação foi James Correia, titular da Indústria, Comércio e Mineração na gestão Jaques Wagner (PT). Ele é empresário na área de gás e petróleo, na qual Dirceu atuava como consultor. Correia diz que o amigo está bem disposto e animado por trabalhar na biblioteca do presídio. "Ele está fazendo o que gosta", contou. Amizades A conversa ocorreu no dia 6. Correia diz ter falado com Dirceu pelo celular de um amigo em comum que visitava o ex-ministro na Papuda, onde a entrada de celulares não é permitida. Ele não quer identificar o dono do telefone.
Versões O secretário confirmou à coluna que conversou com Dirceu. Em um segundo contato, disse que o petista não falou diretamente com ele, mas respondeu às suas perguntas por meio do amigo misterioso que entrou na cadeia com o celular.

. Regalias - Para Correia, não houve privilégio ao petista. "Ele é uma das pessoas mais vigiadas na questão de não ter regalias. Não houve nenhuma irregularidade", diz. "Em breve, ele poderá falar o dia inteiro ao telefone, porque estará trabalhando."


"Mais Médicos" não resolve caos na saúde pública do Brasil

Bem à esquerda, na foto, os galões de água sanitária pendurados no pé do doente. No link, você verá tudo em melhor resolução, no filme. 

Este é o Brasil do programa "Mais Médicos", mas o governo não pensa em importar gestores, macas, remédios, ventiladores, cirurgiões, faxineiras. Acompanhe esta reportagem do Jornal da Band de quarta-feira a noite. O material vai em link, integral, a seguir:

Caos na saúde do Rio de Janeiro. No maior hospital carioca, faltam ventiladores, a água é racionada, doentes em maca sustentam pendurados nas pernas duas águas de água sanitária para evitar gangrena. Pacientes só podem beber dois copos por dia.

. O Hospital Souza Aguiar realiza 180 cirurgias médicas por mês.

. Filas para tratamento duram até dois meses.

. As imagens revelam a precariedade do hospital. Tudo é sujo.

. No maior hospital público da cidade, por falta de materiais os médicos têm de improvisar até mesmo para tratar lesões graves nos pacientes. Com o calor do verão carioca, a situação só piora porque faltam ventiladores e a água é racionada. Veja todos os vídeos do Jornal da Band.

CLIQUE AQUI para ver as imagens e o áudio da reportagem. 

Gaúcha Captiva investirá R$ 30 milhões numa nova lavanderia industrial em Viamão

A empresa gaúcha Captiva Lavanderia Industrial investirá R$ 30 milhões na construção de um complexo em Viamão. Com a expansão, a empresa, que atende hospitais e hotéis, terá capacidade de processamento de até 50 toneladas por dia. A construção da infraestrutura, em um terreno de seis hectares doado pela prefeitura local, consumirá os R$ 7 milhões restantes. A conclusão das obras está prevista para o fim do ano.

O projeto nasceu a partir de uma demanda do mercado, de acordo com Ney Chrysostomo, sócio da lavanderia e responsável por 47,5% do aporte."Esse setor está descoberto. É uma oportunidade em cima de uma necessidade", afirma Chrysostomo.

. O empreendimento também tem como parceiros Elton Matos, que aplicou 47,5% do montante, e Giovanni Cataldi (5%).

. A maior parte do investimento --aproximadamente R$ 23 milhões-- será direcionada para a compra do maquinário, que será importado da Espanha.

Calçadistas gaúchos venderasm R$ 15 milhões na Couromoda

A Couromoda 2014 chegou ao fim com total de R$ 15 milhões em negócios fechados pelas 52 empresas gaúchas que foram ao Anhembi.

. A partir de 2015, a Couromoda - Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda não será mais realizada no Anhembi, mas no Expo Center Norte, também em São Paulo