TCU decide investigar fraudes nas contas públicas do governo Dilma. É o impeachment chegando.

O parecer favorável do ministro José Múcio Monteiro, do TCU, sobre a abertura de investigação da fraude das contas públicas do governo de Dilma Rousseff, as chamadas "pedaladas fiscais", será acatado na íntegra pelos ministros do tribunal.


É caminho aberto para o impeachment.

PT afastou Vacarri Neto da sua tesouraria

Finalmente o PT resolveu afastar João Vaccari Neto da tesouraria nacional do Partido. Pode ter sido muito tarde.

O presidente do PT, Rui Falcão, foi ter com Lula para discutir a crise.

Ambos também já estariam na lsita do juiz Sérgio Moro.

Palocci seria o próximo prisioneiro de Moro

Blogueiros que se alinham com a oposição, insistem esta tarde com a informação de que o próximo dirigente do PT na lista de prisões da PF é o ex-ministro Antonio Palocci.

PPS, ex-PCB, defende extinção do PT e impeachment de Dilma

O  líder do PPS na Câmara diz que, se comprovado o repasse de recursos de empresas estrangeiras pelo PT, conforme dito pelo ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco em delação premiada, o partido pode ser extinto, uma vez que o financiamento externo é vedado pela Lei Orgânica dos Partidos Políticos.

O deputado também acha o impeachment contra Dilma é inevitável após a prisão de João Vacari Neto:

- As condições estão sendo criadas para o impeachment.


Com prisão de Vaccari, Moro devolve ao brete o governo Dilma e ao PT.

"A prisão do tesoureiro João Vaccari altera gravemente a conjuntura e fornece combustível aos adversários na luta de vida ou morte que tem como pano de fundo a Operação Lava Jato, e como lançador de mísseis o juiz Sergio Moro", diz Tereza Cruvinel, colunista do site www.brasil247.com.br, publicação alinhada com o governo e o PT.

A própria Tereza foi funcionária do governo Lula.

Segundo ela, a decisão judicial dá combustível ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), em sua tentativa de provocar um impeachment, e ao senador Ronaldo Caiado (DEM/GO) para tentar cassar o registro do PT.

Diz Tereza Cruvinel que está é  uma má notícia para o governo da presidente Dilma Rousseff, que vinha contornando a crise com tentativas de reação, como a acomodação da base política, com Michel Temer.

A prisão de Vaccari causa enorme turbulência ao ambiente político e embreta ainda mais o PT e Dilma, envolvidos por denúncias de corrupção sem precedentes.


Aécio diz que prisão de Vaccari abre caminho para impeachment de Dilma

O presidente do PSDB, critica que o PT não tenha afastado ainda o tesoureiro do partido, preso hoje na Operação Lava Jato:

-  A grande pergunta que fica é por que ele continua no cargo e o Brasil passa a ser protagonista de uma cena, para mim, absolutamente inédita na nossa história. Acho que este é o mais triste retrato de um partido político que abdicou de um projeto de país para se manter a qualquer custo no poder, cometeu crimes sucessivos como esses que levam o seu tesoureiro responsável pelas suas finanças, a estar preso.

, Questionado se a prisão reforça um pedido de impeachment, respondeu que o partido ainda avalia a hipótese, mas fez uma defesa indireta do impedimento de Dilma:

- Não é um golpe. É algo previsto na nossa Constituição, em caso de se comprovar crime de responsabilidade. 


REMOVIDO

REMOVIDO

REMOVIDO

REMOVIDO


Entrevista, Pedro lagomarcino, advogado do RS - Os fundamentos para o impeachment são mais do que visíveis

ENTREVISTA
Pedro Lagomarcino, advogado do RS, autor de pedido de impeachment protocolado na Câmara.

As manifestações de domingo ajudam a encorpar seu pedido de impeachmentm ?
Pra  o "impeachment" ocorrer, é fundamental que seja assinada, formalmente, uma petição fundamentada e consistente, que obedeça às normas regimentais da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

No seu caso, como foi ?
Minha petição foi entregue com mais de 16.900 assinaturas no gabinete do Deputado Eduardo Cunha, atual Presidente da Câmara, e que está disponível on-line (pro bono):
http://www.citizengo.org/pt-pt/signit/13481/view

Eduardo Cunha e a enorme maioria dos deputados rejeita o impeachment de Dilma.
Desejar o "impeachment" é o mesmo que lotar um estádio para torcer para um time de futebol, pois torcer pode embalar o time, mas só quem entra em campo pode marcar o gol e fazer a diferença.

Acrescento que a própria OAB é contra o impeachment.
A posição do Presidente da OAB Nacional, manifestada no programa Fantástico, em contrariedade ao "impeachment", foi lamentável, por uma razão muito óbvia: a continuidade do governo de Dilma Rousseff, com as ações de corrupção, de lavagem de dinheiro, de improbidade e de violação a lei de licitações, engorda o receita de muitos escritórios de advocacia com os acusados ou suspeitos de participação nestes crimes.

É uma acusação séria.
Por que o Presidente da OAB e a própria OAB apoiariam o "impeachment"? Seria retirar o mesmo que retirar "o filé" de faturamento de muitos escritórios.

O presidente da OAB acha que nãoc abe o impeachment.
Uma coisa é a manifestação de um leigo ao dizer que não cabe o "impeachment". Outra, completamente diferente é um jurista dizer que o "impeachment" é incabível. Este tem o dever, ao se manifestar, de dominar tecnicamente o assunto e saber o que enseja o "impeachment".Foi  achismo.
Os fatos relatados deste o mensalão e que vieram à tona com o Petrolão, revelam ora a prática de crimes continuados, ora da prática de crimes permanentes.

Fiergs pede apoio aos deputados gaúchos que votaram a fvor da terceirização

A Fiergs tenta hoje fazer um contraponto ao anúncio pago pela CUT em jornais brasileiros, listando os nomes dos deputados gaúchos que votaram a favor da terceirização, pedindo que os eleitores marquem todos eles na paleta.

Os deputados que votaram a favor do texto-base da terceirização foram os das bancadas do PDT, PMDB (exceto Osmar Terra), PP, PRB, PSDB e PTB (menos Ronaldo Nogueira).

Os votos da vanguarda do atraso foram os dos deputados do PT, PCdoB, PSB e PSD.

A Fiergs não listou os que aprovaram o texto base do projeto, que ainda está em discussão na Câmara e depois irá para o Senado.

Filha solteira bem casada, filho nascido depois da morte do pai: vale tudo para receber pensão do Estado

O jornal O Estado de S. Paulo informa em reportagem especial que empenhado num ajuste fiscal para “salvar” as contas públicas, o governo federal pagou nos últimos quatro anos pensões indevidas a “filhas solteiras” de servidores que eram, na prática, casadas ou até do sexo masculino, bancou também benefícios para “filhos” de funcionários públicos nascidos mais de um ano após a morte dos pais e permitiu até quem recebesse auxílio-creche sem ter, nos registros oficiais, nenhuma criança em casa.

Leia tudo:

Os exemplos constam de uma extensa lista de irregularidades detectadas pela Controladoria-Geral da União (CGU) na folha de pagamentos da administração direta, de autarquias e fundações. Por ano, ela consome R$ 129 bilhões para remunerar 1,2 milhão de trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas.
Na relação também estão servidores que conseguiram reajustes superiores a 200% num período de três anos; além de outros que extrapolam o teto do funcionalismo público. Há ainda inúmeros outros casos que desafiam o tempo e a lógica. Por exemplo, “filho” ganhando pensão de pai mais jovem.
As conclusões foram obtidas após o cruzamento de informações da folha de pagamentos de 259 órgãos com dados de outros sistemas oficiais. O trabalho foi feito em períodos de 2011, 2012, 2013 e 2014.
Na maioria dos casos, a CGU mandou corrigir o que chama de “inconsistências”, causadoras de prejuízo, logo que descobertas. Com os cortes, houve economia de R$ 1,2 bilhão até dezembro do ano passado, conforme relatório do órgão.
Para o governo, a economia é considerada simbólica diante da necessidade de cortes de gastos. Recentemente, o Ministério do Planejamento anunciou que vai cessar até a impressão de contracheques do funcionalismo. Tudo para não gastar R$ 40 milhões anuais com tinta e papel.
O que foi pago de forma irregular até o pente-fino da CGU não foi calculado, tampouco será recuperado. É que, salvo exceções, parte-se do princípio de que os servidores receberam por erro dos departamentos de recursos humanos, e não de má fé. Segundo a CGU, os tribunais já firmaram jurisprudência a respeito, entendendo que não cabe devolução nesses casos.
‘Correção’
“De maneira geral, o relatório não trata de fraudes. O trabalho detectou oportunidades de correção”, afirma o secretário federal de Controle Interno, Francisco Eduardo de Holanda Bessa, explicando que, só em casos de golpe, abre-se um processo administrativo para punir o servidor envolvido e buscar o ressarcimento devido.
Os auditores descobriram, por exemplo, 153 casos em que funcionários mudaram as próprias informações nos sistemas de recursos humanos, dando margem a aumento de salário. Trata-se, no entanto, de uma situação rara entre as 330 mil falhas detectadas.
Algumas são mais frequentes, como quando o empregador faz descontos menores que os devidos no contracheque. Servidores e pensionistas que tiveram parcelas de devolução ao erário interrompidas ou mesmo alteradas representaram, nos períodos investigados, um prejuízo de R$ 253 milhões aos cofres públicos. Eram 12 mil exemplos.
Chama a atenção também o fato de a auditoria citar ao menos 260 casos em que “filhas solteiras” de servidores mortos, maiores de idade, recebiam pensões, mas tinham estado civil distinto. Dessas, 62 eram casadas. Outras 41 pensionistas, com direito ao mesmo benefício, eram homens e seis estavam registradas com “sexo inexistente”.
Os nomes dos envolvidos não são divulgados pelo órgão.
“As informações foram enviadas aos gestores. Contudo, a CGU deve preservá-las, já que indicam problemas que já foram resolvidos e outros que ainda estão sob monitoramento”, informam os responsáveis pela auditoria.
Ao menos 67 “filhos” de servidores recebiam pensão, mas nasceram mais de um ano após a morte do instituidor do benefício (pai ou mãe). Em mais 232 casos, os “filhos” eram mais velhos que o pai ou a mãe.
Teto

Um grupo de 19 pessoas ganhava acima do teto do funcionalismo público, hoje em R$ 33,7 mil. E mais 3.390 tiveram reajustes generosos, que alcançaram mais de 200% entre 2008 e 2011. A CGU diz que o trabalho continuará sendo feito de tempos em tempos, para cortar mais gastos.

CUT e braços sindicais do PT promovem ida ao Palácio Farroupilha

CUT e os demais aparelhos sindicais do PT fizeram convocatória esta manhã para ocupar a Assembléia Legislativa, Porto Alegre.

A idéia das lideranças é abrir espaço para pronunciamento no plenário.

"O novo mito dos movimentos", por Elio Gaspari, Correio do Povo, Porto Alegre

Os únicos aparelhos por trás das manifestações chamam-se Samsung e iPhone, mas os gritos saem da alma

O PT cultiva o mito dos "movimento sociais". Em torno das multidões que vão para a rua pedir que ele se vá do governo gravita o novo mito, o dos "movimentos da rua". Em tese, eles representam as manifestações. Há o "Vem pra rua", o "Movimento Brasil Livre", o "União contra a Corrupção", o "Revoltados Online" e o "Pesadelo dos Políticos". 

São todos filhotes das redes sociais que já levaram perto de três milhões de pessoas para as ruas sem que tenham distribuído uma só quentinha. Pelo contrário, geraram um mercado de ambulantes e em São Paulo uma espiga de milho cozida custava R$ 5.

Salvo os gritos contra a corrupção e o "Fora Dilma", esses movimentos pouco têm a ver um com o outro. A maioria deles esclarece que não propõe iniciativas fora da Constituição. Mesmo assim, produzem-se excentricidades. Na avenida Paulista havia um carro de som com cartazes em inglês e um orador que discursava também em inglês, ajudado por um tradutor. 

Denunciava a tentativa de bolchevização da América Latina. Mais adiante, noutro caminhão, havia personagens vestindo roupas de camuflagem militar. Um deles, no sol, com capacete de combate.

Quem foi para a rua seguiu um impulso para manifestar-se contra o governo e o PT. Fora daí, por enquanto, o aparelho que os conduziu pode ter sido um Samsung ou talvez um iPhone. O meio foi irrelevante, a essência esteve na mensagem: "Fora, Dilma".

Tudo bem, resta saber como. Admitindo-se que até agora três milhões de pessoas tenham ido às ruas para pedir que a doutora seja dispensada, faltam 500 mil para cobrir apenas a diferença entre sua votação e a de Aécio Neves (54,5 milhões x 51 milhões). 

Ficando-se nos números do Datafolha, 63% dos entrevistados querem que se abra um processo de impedimento. Nesse grupo, um terço não sabe quem irá para o lugar e mais da metade não sabe quem é Michel Temer. Só 13% dos entrevistados juntaram lé com cré.

Quem votou em Dilma e está arrependido poderá cobrar uma parte da conta na eleição municipal do ano que vem. O PT tem 22 prefeitos nas 85 cidades com mais de 200 mil eleitores. É petista o prefeito da cidade onde fica a avenida Paulista. A fatura final só poderá ser cobrada em 2018. Fica o argumento de que Fernando Collor foi posto para fora no meio do mandato. 

Levado às últimas consequências, esse paralelo joga uma urucubaca sobre o sistema democrático brasileiro, pois, nesse caso, de cada quatro presidentes, dois não conseguem concluir seus mandatos. 

Sabendo-se que Lindbergh Farias, o líder dos caras-pintadas do movimento de 1992, é hoje um senador (PT-RJ) e compartilha com o colega Fernando Collor a lista do procurador Rodrigo Janot, pode-se concluir que a política brasileira foi mal, mas os produtos dos movimentos estão no mesmo barco.


A doutora Dima ainda não sabe o que fazer com a rua. Enquanto busca uma resposta, pode botar seu governo para funcionar. No início do mês ela determinou que seus 38 ministros não usassem os jatinhos da FAB para viajar aos seus estados nos fins de semana. Três deles já driblaram a proibição. Um, com 12 convidados para um evento que durou três horas. O pessoal que paga a conta e vai pra rua voa na rede comercial.

Vaccari Neto produz calafrios de terror no PT e no governo Dilma Roussef

A prisão de João Vaccari Neto, tesoureiro nacional do PT, causa calafrios de terror no PT e no governo Dilma Roussef.

O DEM quer a cassação do registro da organização criminosa.

O PSDB quer o impeachment de Dilma Roussef.

O País quer o fim da imunidade e da impunidade.


Eis três das principais denúncias contra o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto

Fausto Macedo, do Estadão, citou as principais denúncias contra o tesoureiro do PT:

1 - A quebra do sigilo bancário e fiscal dele, de sua mulher, de sua filha e de sua cunhada revelaram um "acréscimo patrimonial a descoberto"
2 - Nos autos da Lava Jato há prova documental do pagamento de pelo menos 1,5 milhão de reais por empresas controladas pelo executivo Augusto Ribeiro, um dos delatores, à Editora Gráfica Atitude. O repasse, segundo a Lava Jato, teria sido feito por solicitação de Vaccari “em espécie de doação não-contabilizada” para o PT

3 - Sua filha, Nayara de Lima Vaccari, “apresentou significativo acréscimo patrimonial entre 2009 a 2014". O relatório fiscal informa que “entre os anos 2008 e 2013 ela não declarou nenhum rendimento tributável próprio de trabalho, porém seu patrimônio pessoal neste período sem atividade laboral própria independente e capacidade financeira cresceu de R$ 240 mil (decorrente de bens anteriormente declarados na DIRPF dos pais) para mais de R$ 1 milhão"

Polícia Federal cerca Praça Maurício Cardoso, Porto Alegre

A Polícia Federal cercou a Praça Maurício Cardoso, no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. No prédio ocupado pelos delegados e agentes federais, localizam-se vários escritórios de adovacia, inclusive o escritório da Stelo Advogados Associados (www.steloadvogados.com.,br) do qual  um dos donos é o irmão do ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp.

Há duas semanas, Dipp produziu parecer de repercussão nacional que favorece a Engevix. CLIQUE AQUI para examinar a notícia. 


Toda a família de Vaccari Neto roubava para o PT, dizem procuradores e delegados no Paraná

5 delatores denunciaram Vaccari Neto como operador do PT na roubalheira da Petrobrás. E todos eles apresentaram provas materiais dos crimes. 

Terminou há pouco em Curitiba a entrevista coletiva concedida pelo procurador do MPF, Carlos Santos Lima, e do chefe da Polícia Federal, Romário de Paula, que explicaram as razões da prisão preventiva do tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, esta manhã, 6h, quando fazia sua caminhada diária.

A PF está também atrás da cunhada do tesoureiro do PT, que é fugitiva.

A mulher de VaccariNeto foi conduzida coercitivamente para depor.

A filha está sendo investigada, mas ainda não foi presa e nem prestou depoimento.

O procurador Carlos Santos Lima disse que a família toda está envolvida nos crimes patrocinados pelo PT, para quem ela trabalhava e irrigava os cofres de dinheiro sujo.

Um dos casos narrados pelo procurador foi a venda de um apartamento para a filha de Vaccari Neto. A OAS fez a venda por R$ 200 mil e ela fez distrato 30 dias depois, recebendo R$ 400 mil.

O MPF conseguiu a ordem de prisão ao comprovar para o juiz Sérgio Moro que o tesoureiro do PT comete crimes continuados desde 2004, na época da Bancoop, sempre buscando dinheiro sujo para o Partido, mas também para a família. Em 2010, ele passou a réu de ação penal por causa dos banditismos na Bancoop. Foi da Bancoop, de Vaccari Neto, que Lula comprou um duplex em Santos. O caso está sob investigação.

Globonews, ao vivo, fala de delegados e procuradores sobre os crimes de Vaccari Neto e do PT.

Procuradores e Delegados da PF do Paraná concedem coletiva neste momento. Eles descrevem de modo circunstanciado a prisão preventiva do tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto.

São declarações e revelações devastadoras.

Vaccari Neto foi preso porque 5 delatores referiram-se aos seus crimes em favor do PT e mostraram provas materiais.

Vá na Globonews, canal 40 da Oi TV e Sky, e veja ao vivo, neste momento (10h28min).

CLIQUE AQUI PARA VER AO VIVO.

PT perplexo com a prisão do seu novo "herói do povo brasileiro", o tesoureiro Vaccari Neto

Apesar da prisão de Vaccari Neto, hoje, o presidente do PT decidiu manter as reuniões da Comissão Executiva e do Diretório Nacional, agendadas para quinta e sexta em SP. O tema mais espinhoso é a proposta da fração Mensagem ao Partido, que quer o afastamento do tesoureiro nacional. Se for a voto, a proposta será rejeitada.
O Partido poderá adiar as reuniões e transferir a decisão sobre o futuro do seu tesoureiro, agora preso em Curitiba, onde terá que falar sobre as acusações de que recebeu propinas bilionárias dos empreiteiros da Petrobrás, tudo para financiar o PT e as campanhas dos seus candidatos, inclusive Dilma.
O PT está acuado e não sabe bem por onde sairá.
O próprio presidente, Rui Falcão, poderá ser investigado, já que Vaccari Neto nunca agiu sozinho.
O caso é semelhante aos de Delúbio e Zé Genoíno no caso do Mensalão.
No RS, o PT fechou-se em copas, o mesmo acontecendo com seus deputados, que ainda não saíram em defesa do seu dirigente preso.

O PT não prevê arrecadação de fundos para defender Vaccari Neto e nem atos públicos de desagravos, já que ele não é considerado um “herói do povo brasileiro”. 

Datafolha: 87% dos brasileiros querem redução da maioridade

Pesquisa Datafolha divulgada pela Folha de São Paulo desta quarta-feira mostra que 87% dos brasileiros são a favor da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Desde que fez a primeira pesquisa sobre o tema em 2003, o Datafolha registrou o maior percentual. As pessoas que são contrárias à redução representam 11%. As pessoas que são indiferentes representam 1% e 1% não sabem responder.

A maior aprovação está nas regiões Centro-Oeste, com 93%, e Norte, com 91%. Na região Sul são 87% a favor. A maior rejeição está entre as pessoas com maior escolaridade (23%), que têm ensino superior, e entre os mais ricos (25%). Essas pessoas tem renda familiar mensal superior a dez salários mínimos.

A porcentagem de pessoas que são favoráveis à redução para todos os tipos de crime também é a maior já registrada pela pesquisa, registrando 74%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

CLIQUE na imagem acima para analisar os gráficos da pesquisa.

Zelotes: empresas que recorreram a conselheiros cometeram crime, diz PF

No RS, segundo a Polícia Federal, estão sob investigação empresas como Gerdau, Marcopolo, RBS, Avipal e Mundial-Eberle. Ao lado, Jorge Gerdau, dono do grupo Gerdau. Até há pouco ele foi conselheiro da Petrobrás e homem forte do Comitê de Gestão do governo Dilma - 

No relatório encaminhado à Justiça sobre a operação Zelotes, o delegado Marlon Cajado afirma que as empresas que recorreram aos membros do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) do Ministério da Fazenda para reduzir débitos com a Receita, ‘também são partícipes de conduta ilícita’, de “advocacia administrativa fazendária”.

“Cabe frisar que as empresas-clientes também são partícipes dessa conduta ilícita, haja vista que não se valem apenas das contratações de renomados patronos de grandes escritórios de advocacia, como também apelam para a atuação de conselheiro para obter facilidades dentro do Carf sob o disfarce de serviços de consultoria”, ressalta o delegado, segundo reportagem do ‘Globo’.


Em outro trecho do relatório, ele diz ainda que as companhias colaboraram para transformar o órgão em um “balcão de negócios” e lembra que, qualquer um que concorre para qualquer crime, está sujeito à pena.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem original de O Globo. 

Petrobras vai colocar à venda ativos do pré-sal. Bank of America foi contratado para o negócio.

Além da BR Distribuidora, a estatal pretende arrecadar até US$ 14 bilhões com a venda de ativos do pré-sal. O processo está sob coordenação do Bank of America e deve se restringir às áreas de concessão e à fatia de 10% em Libra, do regime de partilha

. Sendo assim, estariam fora da lista áreas de cessão onerosa, como Búzios

Marcha dos Prefeitos sobre Brasília está confirmada para o dia 25

Foi confirmado para os dias 25 e 28 a Marcha de Prefeitos, Brasília. O presidente da Famurs, Serge Menegaz, que ontem participou da reunião da CMN, quer que os governadores participem de painel para discussão do pacto federativo. O do RS, José Ivo Sartori, confirmou presença.

Vem aí a operação número 13 da Lava Jato. O editor sugere um nome: "Operação Sapo Barbudo"

A prisão de hoje da Famíglia Vaccari, PT, pode ser encarada como a 12ª fase da "Operação Lava Jato". A 13ª fase poderá intitular-se "Operação Sapo Barbudo".

Greve geral da CUT (aparelho sindical do PT e do governo) fracassa em todo o País

As imagens transmitidas pela Globonews, canal 40 da Sky, demonstram que é um fracasso as manifestações de rua e a greve geral decretada pelos aparelhos sindicais do PT e do governo Dilma.

Os pelegos não conseguem mais mascarar seus reais objetivos de blindar seus tutores.

Não existem exemplos de greves gerais bem sucedidas a favor do governo.

A de hoje, apóia o governo e o PT contra o Congresso. O caso é o da aprovação da nova lei de terceirizações.

OAB do RS ajuiza ação contra aposentadoria dos deputados estaduais do RS

A OAB do RS confirmou esta manhã que ajuizou ação própria junto ao STF para suspender os efeitos da Lei 14.643, que instituiu o regime de aposentadoria especial para os deputados do RS.

O projeto que criou o regime foi aprovado em poucos dias no apagar das luzes do ano passado.

Brasil "lidera" queda do PIB em revisão do FMI

O Brasil teve o maior corte de projeção de crescimento da economia para 2015 e 2016 entre as principais economias avançadas. O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu em 1,3 ponto percentual a estimativa de crescimento do Brasil para 2015 e 0,5 ponto a de 2016 em relação às previsões feitas em janeiro, quando divulgou seu último relatório de previsões.

De acordo com o Fundo, a recessão brasileira em 2015 também deixará a América do Sul no vermelho e a América Latina próxima da estagnação, revelam os números da edição de abril do relatório "Panorama da Economia Mundial", divulgado ontem em Washington, nos Estados Unidos.

Segundo o mesmo levantamento, o Brasil registrará uma retração de 1% neste ano. Esta será a principal contribuição negativa à expansão latino-americana (- 0,9%), contra 1,3% na projeção anterior. Por isso, no cenário internacional, a América Latina só não será menos dinâmica do que o bloco que reúne as ex-repúblicas socialistas soviéticas, que, puxado pela acentuada recessão russa (-3,8%), vai encolher 2,6% neste ano.


Entre os principais motores globais (os chamados países ricos, Brics e emergentes asiáticos), Rússia e Brasil terão os piores desempenhos anuais, segundo as previsões do Fundo.

Veja e ouça o discurso de Fachin, o jurista bolivariano indicado por Dilma para o STF

CLIQUE AQUI para ver e ouvir. - 

O editor recebeu ontem a noite por Whats App vários videos em que Luiz Edson Fachin, o indicado de ontem para o STF, faz um discurso de apoio a Dilma Rousseff, na campanha de 2010, em nome de juristas que "têm lado".

A indicação de Dilma irá para o Senado, a quem cabe a aprovação.

Resta saber se o Senado dará ao STF mais corda para ser enforcado mais adiante, tudo em troca da nomeação de Henrique Alves para o Senado e da promessa de que a Corte Suprema livrará a cara dos congressistas investigados atualmente pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato. 

Vaccari Neto, tesoureiro nacional do PT, a mulher e a cunhada, foram presos esta manhã em São Paulo

O tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, a mulher dele e, ainda, a da cunhada do petista, foram presos pela Polícia Federal em sua casa, em São Paulo. Eles serão levados para o beija-mão em  Curitiba.

A prisão do tesoureiro nacional contamina de modo irremediável o PT, que mantém Vaccari Neto no caso, mesmo depois do início das investigações formais sobre sua atuação como o PC Farias do PT e das campanhas eleitorais de Dilma. 

A ordem de prisão foi assinada pelo juiz Sérgio Moro, que conduz o caso do Petrolão e já prendeu empreiteiros, empresários, dirigentes da Petrobrás e políticos envolvidos na organização criminosa que roubou a Pegtrobrás.

As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Em fevereiro, busca em casa de tesoureiro indicava mira da Lava-Jato no PT. Vaccari se recusou a abrir porta para busca da PF, em fevereiro, e policiais pularam muro.

Desta vez os policiais não tiveram que pular o muro. 

Greve abre o dia com paralisação parcial do setor público. País real já trabalha normalmente.

Os grevistas liderados por centrais sindicais como CUT e UGT tentam asfixiar o trânsito de Porto Alegre neste momento, 8h09min, porque além de bloqueio violento sobre a ponte do Guaíba, no início da manhã,  também são fortes as tentativas de paralisar completamente os serviços de ônibus e dos trens.

CUT e UGT são aparelhos sindicais do PT e apóiam o governo.

O Dia Nacional de Paralisação quer promover greve geral no País. Tudo contra a aprovação da lei da terceirização, cujo texto básico foi aprovado pela Câmara (leia nota abaixo).

A greve parece ter mais sucesso apenas no setor público, já que os empregados da área possuem garantia de emprego, não costumam sofrer desconto de salário e são tratados com benignidade por seus chefes, também funcionários ou agentes políticos públicos.

O setor privado, produtivo, que trabalha e que pagará a conta da greve, é afetado indiretamente, mas não vai parar.

Os brasileiros, portoalegrenses em particulasr, devem estar atentos com paralisações em áreas vitais como transporte público, escolas, bancos, universidades, hospitais, previdência e postos de saúde. Em Porto Alegre, os hospitais públicos anunciaram que não pararão. É o caso do Grupo Hospitalar Conceição, estatal federal, o maior do Estado. 

Conheça a ação protocolada pela OAB do RS para resolver os termos da dívida do Estado com a União

CLIQUE AQUI para ler as 26 páginas do texto integral da ação, assinada por Claudio Lamachia, Hamilton Dipp, José Figueras e Gilmar Stelo.

Está com o STF desde novembro de 2012 a ação cível originária protocolada pela OAB do RS, que pede a revisão a forma de pagamento do contrato da dívida pública estadual com a União, sem que até agora a ministra Rosa Weber saia de cima.

São réus os governos federal e estadual.

A ação está conclusa para decisão da relatora desde 21 de maio de 2013.

Rosa Weber ignorou o pedido de tutela antecipada.

O deslinde da ação teria permitido que o governo gaúcho estivesse em melhor situação financeira e não dependesse dos humores atuais do Congresso e da presidente Dilma, que embora tenham aprovado o ítem relacionado com o índice de reajuste dos valores, até agora não regulamentaram a lei. Dilma faz isto de propósito, porque não quer prejudicar o ajuste que faz sobre as contas que ela mesma colocou em desordem para se reeleger, enquanto que o Congresso, depois de ter avançado com a aprovação do projeto na Câmara, vacila no Senado, pressionado por Dilma.

A questão principal levantada pela OAB é o formato do serviço da dívida, inaceitável desde que a economia resultou estabilizada pelo Plano Real.

Os termos da proposta feita pela OAB do RS são muito mais abrangentes, recolocam a questão do serviço em condições civilizadas e permitem ao pagador quitar o que deve.

Um dos casos mais selvagens da cobrança do serviço é a a imposição de juros sobre juros. Neste caso, a OAB pede o fim da anomalia e também a exclusão da capitalização ocorrida durante toda a vigência do contrato. Com isto, todo o cálculo da dívida terá que ser refeito para a apuração do valor efetivamente devido. A OAB não fez este cálculo.