Dilma e Tarso sobrevoam áreas atingidas por chuvas no RS

Dilma e Tarso sobrevoam o rio Uruguai. A foto é do governo federal.



Uruguaiana, Agência Brasil -  A presidente Dilma e o governador do Estado, Tarso Genro, sobrevoaram durante cerca de dez minutos os 12 bairros atingidos pelas chuvas que castigam o Rio Grande do Sul desde o final de junho, em Uruguaiana.  Os dois, depois disso, reuniram-se com prefeitos da região para discutir as condições da população prejudicade. Dilma deve anunciar medidas de emergência e auxílio aos municípios.

Senado: Lasier Martins, 31%; Olívio, 28%

Pesquisa Ibope, Zero Hora, domingo

Lasier Martins, PDT, 31%
Olívio Dutra, PT, 28%
Beto Albuquerque, PSB,10%
Simone Leite, PP, 3%
Os demais candidatos fizeram menos de 1% cada um.

Na espontânea, 59% dos eleitores não escolheram candidato algum ao governo do RS

Ana Amélia, PP, 37%
Tarso Genro, PT, 31%
José Ivo Sartori, PMDB, 4%
Vieira da Cunha, 2%
João Carlos Rodrigues, PMN, 1%
Robaiana, PSOL, 1%
Os demais candidatos não pontuam


Quando o Ibope não apresentou nomes, os eleitores cravaram espontâneamente os nomes de Tarso, 15% e Ana Amélia, 14%, mas 60% dos entrevistados não indicaram nome algum.

Ibope aponta vitória folgada de Ana Amélia no primeiro turno: 37% contra 31% de Tarso.

A pesquisa Ibope que o jornal Zero Hora deste domingo disponibiliza para os eleitores gaúchos, revela que a senadora Ana Amélia venceria a eleição facilmente no primeiro turno, mas haveria segundo turno:

Ana Amélia, PP, 37%
Tarso Genro, PT, 31%

. Curiosamente, o jornal não publicou o resultado para o segundo turno.

. O Ibope fala numa margem de erro de até 3%, mas não de 3%, mas o cálculo é arbitrário, como também é arbitrário considerar que Ana Amélia poderia perder 3% e Tarso ganhar 3%, o que caracterizaria empate técnico.

. O editor conversou com a especialista em pesquisas eleitorais, a consultora Margrit Sauer sobre o assunto:

É normal trabalhar com margem de erro de até 3% para cima e para baixo ?
Normal para qualquer instituto é trabalhar com estes 3%, mas considerando-se 1,5% para cima ou para baixo. Um número total, portanto.
E por que o Ibope fez isto ?
Os institutos gostam de se proteger.

Se as eleições fossem hoje, o Ibope dificilmente erraria no resultado, porque segundo sua pesquisa, Ana Amélia poderia ter 37% como poderia ter 40% ou 34%. Tarso, poderia ter 345% ou 28%.

. Trata-se de uma diferença mais do que elástica.


Drumm e líderes do PSDB das Hortênsias abrem apoio a Yeda Crusius em ato público realizado nesta sexta em Gramado

A ex-governadora Yeda Crusius lançou nesta sexta-feira, 18h, em Gramado, a sua autobiografia, em sessão de autógrafos realizada na Livraria Sucellus, do vice-prefeito Luia Barbacovi.

. Depois do evento, 85 lideranças do PSDB de Gramado, Canela, São Francisco de Paula e Nova Petrópolis jantara com a ex-governadora na Sociedade Aliança Gramadense.

. O principal líder tucano das Hortênsias, o ex-secretário estadual Jorge Drumm, 24 mil votos para deputado estadual, abriu apoio para Yeda, que garantiu ampla adesão dos tucanos da região para a disputa à Câmara dos Deputados.

Governo petista do DF melhora até comida para beneficiar companheiros do Mensalão

O jornal Folha de S. Paulo revela na sua edição de hoje que o governo petista do DF melhorou a comida do Presídio da Papuda para beneficiasr seus companheiros presos por ordem do STF. Isto aconteceu após a passagem dos condenados do mensalão pelo Complexo Penitenciário da Papuda, o governo do Distrito Federal implantou melhorias na alimentação dos detentos, incluindo até uma refeição extra no cardápio.
As mudanças foram feitas no mês passado, quando ainda estavam na Papuda o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT José Genoino. O governo do DF é comandado pelo petista Agnelo Queiroz.

Leia tudo:

No início deste mês, Dirceu foi transferido para o CPP (Centro de Progressão Penitenciária), porque começou a trabalhar fora da prisão. Genoino continua na Papuda.
No fim do ano passado, parentes dos presos entregaram um abaixo-assinado ao Ministério Público e à seccional da OAB no DF pedindo melhorias na alimentação –queixa frequente dos detentos– e em outras questões.
Entre as mudanças implantadas, a principal foi a inclusão de um lanche noturno (pão e achocolatado), o que elevou o total de refeições a quatro por dia.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, os presidiários também passarão a receber suco e café com leite ou achocolatado em embalagens Tetra Pak.
Parentes de presos afirmam que a qualidade da comida melhorou e que o cardápio está mais variado."Às vezes, tem até uma calabresa ou uma farofa. Tem um preso há mais de 18 anos que falou nunca ter visto uma mudança dessas na comida", disse Rosane Alves, 38, mulher de um detento.
Segundo ela, antes as refeições só eram acompanhadas de água. "Essas mudanças só saíram porque nós fizemos pressão."

A Secretaria de Segurança Pública do DF afirmou que a inclusão da nova refeição estava prevista desde 2012 e surgiu por demanda dos próprios presos e de recomendação do Ministério Público

Veja revela a culpa de Putin no crime de guerra da Ucrânia

A reportagem de capa desta semana adverte para o risco à paz mundial decorrente dos atos de guerras na Ucrânia, ao explicar que na semana passada, enquanto o mundo assistia atônito ao aparecimento das provas de que os russos tinham envolvimento direto na operação que derrubou um avião da Malaysia Airlines e matou quase 300 passageiros inocentes, a taxa de aprovação do presidente Vladimir Putin batia seu recorde: 83%. Adoração interna e desaprovação externa é uma receita desastrosa. VEJA desta semana explica por que Putin se tornou um perigo para seu povo – e para o mundo.

. A revista já está nas bancas.

. Logo depois de conhecida a tragédia, a presidente Dilma apressou-se a defender Putin, fazendo declarações desastrosas na TV. Putin esteve no Brasil esta semana, participando da reunião dos Brics. Neste momento, flagrado em delito claro, ele dá mostras de que está encurralado no Kremlin, de onde só sairá com recuo claro na Ucrânia, porque não tem sustentação para patrocinar um enfrentamento com os EUA e Europa.

Almoço e jantar no local mais romântico de Porto Alegre, os túneis repaginados da antiga Cervejaria Continental,
shopping Total.
www.famigliafacin.com.br

Tarso mantém no cargo secretário Caron, proibido esta semana de ocupar funções públiclos

Apesar de demitido na faxina de Dilma, Hideraldo Caron é secretário de Estado nomeado por Tarso Genro, que o escolheu para dirigir a representação em Brasília. O governador não falou nada sobre a punição desta semana, ocorrida na terça-feira. Não se sabe se Caron será ou não mantido no cargo.

A nomenklatura do PT reunida no Salão Negrinho do Pastoreio, Palácio Piratini. Caron discursa ao lado de Tarso.



O ex-diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, o gaúcho Hideraldo Caron foi finalmente condenado em processo disciplinar da Controladoria-Geral da União. A decisão foi publicada pelo ministro Jorge Hage numa das edições do DOU desta semana, três anos após a demissão do petista na chamada faxina inconclusa da presidenta Dilma.

. Envolvido no escândalo bilionário da duplicação da BR-101 no sul do País,

. O ex-diretor Hideraldo Caron foi condenado com seu auxiliar, Luiz Munhoz. Eles sofreram pena de destituição do cargo, o que os tornará impedidos de ocupar funções públicas.

. Único petista na cúpula dos Transportes, Hideraldo Caron permaneceu no DNIT por sete anos, até ser pressionado a pedir demissão em 2011.

. Apesar das denúncias, Hideraldo assumiu, a convite do governador Tarso Genro (PT), a Secretaria Extraordinária representação do RS em Brasília.

- |Noutro caso conhecido, durante muitos meses, mesmo no cargo do governo estadual, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e a Justiça demoraram a localizar Caron para quitar um débito com os cofres públicos estaduais. A conta é de R$ 1 milhão. O montante advém de uma condenação com trânsito em julgado no Tribunal de Contas do Estado (TCE) sofrida por Caron em 2005, por irregularidades na gestão do Daer em 2000.


Almoço e jantar no local mais romântico de Porto Alegre, os túneis repaginados da antiga Cervejaria Continental,
shopping Total.
www.famigliafacin.com.br

Conheça os números que mostram que Dilma empurra a economia para o precipício

A média anual de crescimento do PIB de Dilma pode ser inferior a 2% durante seu mandato. Mas o resultado da petista é inferior à média dos oito anos de Lula (4,0%), dos oito anos de Fernando Henrique Cardoso (2,3%) e dos dois anos de Itamar Franco (5,0%).

. Só supera, por enquanto, o resultado de Collor, cuja média de seus dois anos ficou em recessão de 1,3% no período, mas se o ano fechar em 0,8%, como prevê a Fiergs (leia abaixo) ea poderá ser a campeã. O resultado também é menor que a média da história republicana no Brasil: 4,4% ao ano, em média, desde Deodoro da Fonseca, em 1889.

.  Dilma é a 28º na lista dos 30 mandatos presidenciais do país.. Ela só superaria o resultado de Collor e Floriano Peixoto (que governou de 1891 a 1894 e registrou, em média queda do PIB de 7,5% por ano de seu mandato).

CLIQUE AQUI para ler reportagem de O Globo que explica melhor o assunto. 

Fiergs aposta nestes PIBs: Brasil, 0,8%; RS, 2,1%.

Embora o presidente reeleito da Fiergs, José Heitor Muller, tenha evitado qualquer crítica explícita ou a enunciação de qualquer dado negativo no discurso feito diante de Dilma (leia nota a seguir), seus assessores não se negaram a falar sobre os dados desastrosos que a entidade possui sobre a realidade econômica brasileira e gaúcha.
. O coordenador da unidade de assuntos econômicos, André Nunes de Nunes, pressionado pelos jornalistas, alinhou os números sobre o desempenho do PIB que a Fiergs projeta para este ano:

Brasil, 0,8%
RS, 2,1%

. O governo Dilma marcará no seu governo PIB médio anual inaceitável. Eles serão os piores da história republicana, somente superiores aos dos governos Floriano e Collor. 

São números desastrosos.

A economia brasileira entrará em recessão ainda este ano, porque é este o estado da economia quando o PIB registra números negativos em dois trimestres seguidos. 

Beija-mãos, rapapés e discursos fora da casinha na posse festiva de ontem na Fiergs

Muller beijou de novo a mão que destrói a indústria brasileira, revelando o grau de submissão que já dura 9 anos na Fiergs. 



A presidente Dilma Rousseff afirmou ontem as noite na Fiergs que a inflação "sempre esteve sob controle, e assim vai continuar". Ela voltou a criticar o pessimismo e disse que o país está melhor agora do que 12 anos atrás. Ela dividiu o palco com os dois principais candidatos ao Piratini, o governador Tarso Genro e a senadora Ana Amélia Lemos. Nenhum  ministro importante foi à posse, mas ali esteve Miguel Rosseto, do Desenvolvimento Agrário, que nada tem a ver com a indústria. Ministros como os da Fazenda, Desenvolvimento e Planejamento, não compareceram, apesar de convidados. 

. As declarações de Dilma, todas equivocadas e sem base na realidade dos números (o PIB no seu governo só não é pior do que os números dos governos Floriano e Collor; a inflação ultrapassou a meta) foram recebidas com aplausos, sobretudo por parte do presidente reeleito da Fiergs, Heitor Muller, aliado incondicional dos governos do PT.

.No seu discurso, Muller não se referiu ao desmantelamento do parque industrial brasileiro e gaúcho,cuja produção declina a olhos vistos, causando perda de faturamento, eliminação de postos de trabalho e até redução de tamanho. ASté pelo contrário, em seu discurso, Müller elogiou iniciativas do governo federal, como o Pronatec. Ele preferiu usr metáforas para fazer algum tipo de proposição:

. Eu elogio a organização da Copa, mas o principal desafio da atualidade é a "Copa do Mundo do desenvolvimento"

. A presidente, que desembarcou na Capital na noite desta sexta-feira, tem compromissos em Uruguaiana no sábado. Ela irá se reunir com prefeitos de cidades gaúchas prejudicadas pelas cheias e sobrevoar áreas atingidas pelas águas.

Ministério Público quer cobrar a roubalheira feita pelos réus petistas no Mensalão

De acordo com a sentença divulgada ao final do julgamento do Mensalão, os ministros do STF estimaram que pelo menos R$ 173 milhões passaram pelas mãos dos réus,  mas o operador do esquema, Marcos Valério, disse que o caixa usado pelo PT e seus aliados para subornos chegaria a pelo menos R$ 350 milhões.

.  “O Ministério Público está trabalhando, mas temos primeiro que saber o tamanho do estrago”, disse o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele também quer cobrar as multas impostas pela Corte; embora José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares tenham quitado as pendências,. Valério e seus ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach não pagaram os valores devidos