GVT promove novo colapso dos seus serviços de telefonia fixa, celular e internet em Porto Alegre

O colapso nas linhas de telefone fixo, celular e internet da GVT, atualmente sob controle da Vivo, é recorrente em Porto Alegre.

O furacão de sexta-feira apenas amplificou o péssimo serviço da companhia.

Que só piorou depois que foi para o comando da Vivo.

A população sofre e os seus governantes repousam idilicamente

Em plena crise fiscal de proporções oceânicas, o governador Ivo Sartori resolveu fazer um cruzeiro romântico pelo Caribe. O governador já voltou.

Em plena crise provocada por um furacão feroz, o prefeito José Fortunati preferiu permanecer no seu idílico repouso praiano. O prefeito ainda não voltou.

E la nave va.

MetSul diz que temporal de sexta-feira em Porto Alegre foi um furacão

Porto Alegre foi atingida por um fenômeno comparável a um furacão de categoria 1, revelou neste domingo ao jornal Correio do Povo o meteorologista da MetSul, Luiz Fernando Nachtigall.

O que ele disse:

- O vento foi muito forte. Nós tivemos um vento de 120 Km/h registrados no Jardim Botânico. Ao redor dos 87 km/h no Aeroporto Salgado Filho. E no cais do porto, para efeitos de meteorologia, nós tivemos 98 km/h, efetivamente registrados. Essa velocidade de vento é extremamente forte.


Luiz Fernando Nachtigall lembra que a meteorologia reconhece o furacão, de Classe ou Categoria 1, quando há registro de ventos com velocidade acima dos 117 km/h.

Dmae avisa que água voltará para todos até a madrugada desta segunda-feira

O serviço de abastecimento de água ainda aflige boa parte da população e até mesmo em bairros como Petrópolis nada sai das torneiras, passadas quase 48 horas do furacão de sexta-feira, mas tudo deve começar a ser normalizado após o temporal que causou destruição em Porto Alegre. 

O vice-prefeito, Sebastião Melo, anunciou neste domingo que todas as estações de bombeamento de água voltaram a funcionar na Capital. O que ele disse, baseado em informações do Dmae:

- Teremos uma certa normalidade da água pela madrugada e manhã de segunda-feira.

LEITOR JÁ RECEBE ÁGUA
21h26min, domingo
A hidráulica do São João (perto do Pastor Dohms) já está despachando água o mesmo acontecendo com a do Moinhos (24 de Outubro com Dr. Vale).
Aqui onde agora resido (entre a Cel. Feijó e a Portugal, Higienópolis) acaba de chegar água. Meio suja por causa da tubulação parada... mas tem.
Roverto Martinho

Artigo, Raul Jungmann, deputado do PPS - Se a política não resolver a crise, a crise resolverá a política

Na crise do impeachment de Collor, a política -- os parlamentares, os partidos, o Congresso, juntamente com a sociedade -- construiu um saída para uma delicada e grave crise, com o afastamento do primeiro presidente eleito diretamente após a ditadura. Tanto isso é verdade, que até hoje ninguém atira pedras na solução que foi dada. E, mais importante, não houve nenhum retrocesso institucional ou democrático no primeiro e maior teste do pacto que resultou no fim do regime militar.

Hoje, novamente estamos diante de uma grave crise política, econômica e moral.

Temos um governo que não tem saída para si mesmo e a crise, pois já quase não governa; e uma oposição que, até aqui, não construiu uma solução. Logo, a crise em que estamos imersos só piora e não há uma mudança à vista.

Se nos próximos meses essa crise continuar e, ao que tudo indica, se agravar, então é provável que a crise resolva a política. E como se dará isso? Infelizmente, com perda de governabilidade, tumulto, desordem e vítimas, e com a entrada de atores que não são políticos, provavelmente com perdas e retrocessos para cultura democrática do pais.

Se a política não resolver a crise, a crise resolverá a política. Navegar é preciso. E urgente

Sartori vai ao encontro de Dilma com governadores. Convescote sairá nesta segunda-feira em Brasília.

No primeiro encontro, os governadores ouviram muito, não falaram nada e sorriram satisfeitos com a encenação.


O governador Ivo Sartori confirmou esta noite que irá amanhã a Brasília para o encontro dos governadores com a presidente Dilma Roussef.

Ele avisou que sua principal agenda é a questão da renegociação da dívida.

Dilma impõe a desistência de demandas judiciais ajuizadas pelos governos estaduais, para que estes repactuem a dívida, condição que não é aceita por Sartori.

Desde que perdeu as condições de governar, Dilma vem tentando envolver os governadores na sua linha de defesa, promovendo convescotes que nada resolvem, mas passam a impressão de que ela está politicamente forte.

CPI das Próteses pode pedir indiciamento de até dez pessoas

Na próxima quarta-feira, será apresentado e votado o relatório final da CPI das Próteses da Assembleia Legislativa, elaborado pelo deputado Enio Bacci (PDT). O documento já possui mais de 200 páginas e pode pedir o indiciamento de até dez pessoas.

Durante os 180 dias de trabalho, foram ouvidos seis representantes de empresas fornecedoras de próteses, outros seis, de hospitais, 20 vítimas, 13 especialistas na área da saúde, 12 médicos e um advogado envolvido no esquema criminoso.

O relatório deve apontar casos de superfaturamento de procedimentos para o pagamento de propina, cirurgias desnecessárias, erros médicos, além de crimes como estelionato, fraude contra o judiciário e falsificação de documentos.

CEEE diz que voltou a atender reclamações por torpedo, via 27307

A força dos ventos rompeu ainda cabos de fibra ótica do provedor de dados da Companhia, comprometendo o serviço de informação de falta de luz por torpedo até as 17h de sábado. O serviço já está disponível, e os clientes que quiserem comunicar a falta de energia podem enviar torpedo para 27307, com a palavra LUZ e o número da instalação.

Mais de 1,5 mil funcionários da CEEE, com o apoio de bombeiros, trabalham na restauração do fornecimento de energia na sua área de concessão, mas até as 20h deste domingo, 105 mil clientes da região metropolitana, 102 mil dos quais de Porto Alegre, continuam sem luz e energia.

Em alguns bairros, como Petrópolis, bolsões de casas e apartamentos voltaram a contar com energia elétrica fornecida em apenas uma fase.
.
Segundo o Sistema Ceic-Metroclima da prefeitura de Porto Alegre, os ventos alcançaram 120 km/h e duraram em torno de 1 hora na sexta-feira. No mínimo 300 árvores de grande porte foram derrubadas em Porto Alegre, danificando a rede de energia e obstruindo ruas. Objetos metálicos, placas e telhas também foram arremessados contra os cabos e equipamentos da CEEE. 

CLIQUE AQUI para ver cenas do temporal de sexta-feira. O video é de leitor de Petrópolis. 

Produção de energia eólica está na mira do Grupo Gerdau

A Gerdau anunciou a intenção de formar uma joint venture com as empresas japonesas Sumitomo Corporation e The Japan Steel Works para atender a expansão da indústria eólica no Brasil.

O empreendimento, que envolverá investimentos da ordem de R$ 280 milhões, deverá ser instalado dentro da usina da Gerdau em Pindamonhangaba (SP) e fornecerá peças para torres de geração de energia eólica a partir de 2017.

Ajuris terá novo comando a partir de quarta-feira

O juiz Gilberto Schäfer assumirá a presidência da Ajuris, para o biênio 2016/2017, na próxima quarta-feira. Ele é o atual vice-presidente da entidade, na gestão de Eugênio Couto Terra.

Prefeito Fortunati acha que estrago foi pouco e não suspende férias no litoral.

Ao lado,foto capturada pelo iPhone do editor numa das ruas do bairro Petrópolis, 15h30min, domingo. A cena é comum a centenas de ruas de Porto Alegre. 


As cúpulas do governo do Estado e da prefeitura de Porto Alegre estão reunidas desde o início da tarde no Centro Integrado de Comando (Ceic) para analisar os estragos do tornado de sexta-feira.

A Capital está sendo comandada pelo vice-prefeito Sebastião Melo, já que o prefeito José Fortunati, em férias no litoral, não viu necessidade de retornar.

Os eventos de sexta-feira foram  os piores que a cidade enfrentou nos últimos 50 anos.

Zika vírus avança e já chegou a 22 países

Entre 3 e 4 milhões de pessoas devem contrair o zika vírus em 2016 no continente americano, sendo que 1,5 milhão desses casos devem ser registrados no Brasil. A estimativa foi divulgada na quinta-feira (28) pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas Américas.

O cálculo considera o número de infectados por dengue, doença transmitida pelo mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti, em 2015, e a falta de imunidade da população ao vírus.

Pelo menos 22 países e territórios já confirmaram a circulação autóctone do zika vírus, desde maio de 2015, segundo a Opas. A maioria está localizado no continente americano. São eles: Brasil, Barbados, Colômbia, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Guiana Francesa (França), Haiti, Honduras, Martinica (França), México, Panamá, Paraguai, Porto Rico (EUA), Ilha de São Martinho (França/Holanda), Suriname, Venezuela, Ilhas Virgens (EUA), Samoa e Cabo Verde.

Exército assume mutirão com a prefeitura para desobstruir as ruas da cidade

Quarenta soldados do Exército se uniram aos 300 garis da prefeitura para auxiliar nos trabalhos de remoção de entulhos das ruas de Porto Alegre. O Exército também cedeu viaturas e geradores de energia.

Os soldados estão concentrados principalmente no bairro Menino Deus, um dos mais atingidos pelo tornado de sexta-feira. A expectativa é de que os trabalhos estejam concluídos até segunda.

Por toda a cidade, o Departamento Municipal de Limpeza Urbana já retirou 340 toneladas de árvores inteiras ou galhos tombados com a força do vento, que chegou a 120 km/h.

PF não tem dinheiro para manter custódia de jatinho de Bumlai

O sequestro do avião Cessna Citation XLS de José Carlos Bumlai, ordenado pelo juiz Sérgio Moro, se dará apenas por bloqueio junto à Anac, para venda e transferência de titularidade da aeronave, sem apreensão física.

Isto porque a Polícia Federal não tem condições financeiras para manter a custódia do jatinho que o amigo de Lula, preso na Operação Lava Jato, planejava vender por R$ 8 milhões.

Congresso Nacional começa o ano com 11 CPIs

A Câmara dos Deputados e o Senado Federal devem começar 2016 com, pelo menos, 11 Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs). No Senado, quatro já estão em funcionamento e duas aguardam instalação. A partir de fevereiro, as CPIs das Próteses, do HSBC, do Futebol e do Assassinato de Jovens retomarão os seus trabalhos, enquanto a dos Fundos de Pensão e a das Barragens poderão iniciar as atividades. 

Há ainda, pronto para ser lido no plenário da Casa, o requerimento para a criação da CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que já existe na Câmara e investiga supostas irregularidades em empréstimos do banco, concedidos a empresas investigadas na Operação Lava Jato.

Ao contrário do Senado, onde não há limite para a instalação de CPIs, o regimento interno da Câmara dos Deputados só permite cinco comissões funcionando simultaneamente na Casa. Por isso, além da CPI do BNDES, devem continuar os trabalhos as CPIs do Crimes Cibernéticos, a de Maus-Tratos de Animais, Fundos de Pensão e também a da Funai e Incra. 


Outros três novos pedidos para criação de CPIs já estão prontos aguardando leitura em plenário para avançar a medida que outras forem encerradas: a do Conselho Administrativos de Recursos Fiscais (Carf), a da Fifa/Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a da Concessão de Seguro Dpvat.

Ação no STF questiona aval de Dilma a nova Polícia Ferroviária Nacional

Uma ação direta de inconstitucionalidade que tramita no Supremo Tribunal Federal - a ADI 4708, do Ministério Público Federal - questiona se a presidente Dilma desrespeitou ou não a Constituição ao sancionar, numa lei de 70 artigos, um parágrafo que regulamentou a Polícia Ferroviária Federal (PFF). O parágrafo em questão está na lei 12.462, de 4 de agosto de 2011 - a chamada Lei da Copa -, que definiu o regime diferenciado de contratações públicas para a realização da Olimpíada/Paraolimpíada deste ano e da Copa de 2014. O relator, desde novembro de 2011, é o ministro Luiz Fux.

Criada pela Constituição de 1988, a PFF nunca entrou nos trilhos. Os autocandidatos a integrá-la, desde o governo Sarney, são os agentes de segurança da extinta Rede Ferroviária Federal (Rede), da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) e da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb).

Nas três, o regime trabalhista é o da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Os agentes de segurança - cerca de 1.100 - são representados por uma Comissão Nacional. Seu objetivo é guindá-los a policiais ferroviários federais - funcionários públicos, portanto - sem fazer concurso público.

Falta de água e luz após temporal gera protesto em Porto Alegre. Desastre é maior do que parece.

Estado em que ficou este prédio em construção na elegante Avenida Carlos Gomes, Porto Algre. Cena obtida via iPhone do editor, domingo, 16h.


Manifestantes sem água e sem luz fazem protesto bloqueando um trecho da avenida Oscar Pereira, próximo à rua Antônio Borges, no bairro Belém Velho, na zona Sul da Capital. Além desse, 17 pontos seguem bloqueados em função de queda de árvores e 13 devido a alagamento.

As áreas mais afetadas incluem Cidade Baixa, Bom Fim, Azenha, Petrópolis e Menino Deus.

Já acabou o estoque de velas, pilhas e lanternas em alguns supermercados de Porto Alegre.

Se já não bastasse a violência que assola a cidade há vários meses, agora a escuridão e falta de água agravam a situação e colocam em risco milhares de porto-alegrenses que estão entregues à própria sorte, sem o devido suporte dos governos, totalmente despreparados para este tipo de catástrofe.

Documentos indicam que Lula sabia que tríplex seria destinado a ele

A oposição e aliados de Lula subiram o tom diante de novas suspeitas levantadas sobre o nebuloso negócio envolvendo o ex-presidente e a construtora OAS em torno do tríplex 164-A do condomínio Solaris, no Guarujá (SP). Termos de adesão para a compra de apartamentos no empreendimento divulgados ontem mostram que os compradores sabiam já no ato de assinatura do documento qual unidade estavam adquirindo, o que contrasta com a defesa apresentada pelo ex-presidente. 

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que Lula era “o retrato do PT, partido envolvido em corrupção”. O ex-presidente respondeu em seguida, sugerindo que o tucano “explicasse os desvios nas obras do metrô e na merenda escolar”. Lula e a mulher foram intimados a depor para explicar as denúncias em 17 de fevereiro.


Reportagem publicada ontem pelo jornal O Globo informa que dois termos de adesão ao Solaris mostram que o número de cada apartamento estava disposto nos registros iniciais da venda, ou seja, quem comprava um espaço no condomínio sabia as características da unidade que iria comprar e o número do apartamento.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Milhares de porto-alegrenses irão passar feriado de Navegantes sem luz e água

Voltou a subir, para cerca de 144 mil, o número de clientes sem energia em Porto Alegre em razão do temporal de sexta-feira. A CEEE informa que cerca de 85 mil estão desabastecidos desde o impacto inicial, há mais de 36 horas, e 59 mil foram afetados devido a ocorrências posteriores, como quedas de árvores sobre a rede, por exemplo.

Em alguns bairros como em Petrópolis milhares de moradores estão desde a madrugada de sexta (28/1) para sábado (29) sem luz e água. A previsão de retorno segundo as companhias será somente na próxima quarta-feira (3/2).

Brasil cai em ranking da democracia

O Brasil caiu da 5.ª para a 8.ª posição na América Latina entre 2014 e 2015 no ranking que mede o nível de democracia nos países. Na região, a liderança é do Uruguai. O Democracy Index, feito pela Economist Intelligence Unit, classifica as nações como “democracias plenas”, “democracias com falhas”, “regimes híbridos” e “autoritárias”, de acordo com a pontuação em cinco critérios: processo eleitoral e pluralismo, funcionamento do governo, participação política, cultura política e liberdades civis.

A nota média do Brasil foi 7, sendo que o país foi pior no quesito cultura política (3,8 numa escala até 10) e melhor no critério processo eleitoral e pluralismo (9,6). A participação política, segundo a avaliação, está pior (5,6) que o funcionamento do governo (6,8).


Assim como o Brasil, também pioraram no ranking o Equador (18.º) e o México (14.º). Melhoraram a avaliação Panamá (5.º lugar), Trinidad e Tobago (6.º), Argentina (7.º), República Dominicana (10.º), El Salvador (11.º) e Guatemala (17.º).

Bancoop (PT) também é investigada pela venda de outros imóveis

Além do condomínio Solaris, no Guarujá, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já teve um apartamento, a força-tarefa da Operação Lava Jato investiga outros empreendimentos que eram da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) e foram assumidos pela OAS. Os investigadores apuram crimes de sonegação e ocultação patrimonial, além de indícios de que parte dos imóveis tenha sido usada para repasse de propina. Um dos apartamentos investigados é o do presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, dono de imóvel registrado em nome da empreiteira OAS em bloco do Residencial Altos do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo.

O apartamento tem área total de 100,6 metros quadrados e está situado no segundo andar do bloco B do residencial, no bairro Butantã. Por meio de sua assessoria, Freitas negou qualquer crime e disse ter comprovantes de quitação do imóvel. Ele disse que, apesar de ter pagado pelo apartamento “há três ou quatro anos”, ainda não tomou providências para alterar o registro em cartório. Diante da divulgação do caso, disse que pretende fazer a transferência de registro nesta segunda-feira (1.º).

Em despacho da Operação Lava Jato na última quarta-feira, chamada de “Triplo X”, o juiz Sergio Moro atendeu o pedido do Ministério Público Federal (MPF) de determinar a apreensão, nas sedes da OAS e da Bancoop, de documentos referentes a quatro empreendimentos, entre eles o Altos do Butantã, onde Vagner tem seu apartamento, e o Mar Cantábrico, atual condomínio Solaris, no Guarujá, onde a família do ex-presidente Lula era dono de apartamento que atualmente está em nome da OAS e foi o único a passar por uma reforma bancada pela construtora.

Segundo os procuradores da Lava Jato, o objetivo é “verificar se houve ou não algum tratamento desigual em relação aos ex-cooperados” vinculados aos imóveis. O alvo inicial da força-tarefa era imóveis relacionados ao ex-presidente da Bancoop e ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que está preso desde abril de 2015 e foi condenado a 15 anos de prisão na Lava Jato. A investigação deve ser ampliada com base no material colhido nesta semana.

CEEE continua com 115 mil clientes sem luz em Porto Alegre

Passadas 25 horas do forte temporal que atingiu Porto Alegre, a CEEE informou que 115 mil consumidores ainda permanecem sem energia elétrica na sua área de concessão – o número chegou a 450 mil logo após a tormenta.

Apesar da chuva que cai na capital gaúcha desde o fim da noite deste sábado, equipes irão continuar trabalhando ao longo da madrugada, conforme a empresa. A AES Sul ofereceu auxílio à CEEE no trabalho.

Obra em tríplex atendia ao gosto de Lula, diz engenheiro da OAS

O engenheiro e funcionário da OAS Igor Pontes, que acompanhou as reformas no tríplex cuja opção de compra pertencia à família de Luiz Inácio Lula da Silva, disse ser possível deduzir que a obra estava sendo feita seguindo o gosto do ex-presidente, segundo pessoas que tiveram acesso ao depoimento dele.
Pontes foi ouvido na semana passada por procuradores da Lava Jato que vieram a São Paulo apurar informações sobre os apartamentos do Condomínio Solaris, no Guarujá (SP), alvo de nova fase da operação iniciada na última quarta-feira.
O imóvel era originalmente da cooperativa Bancoop, que depois o repassou à OAS. O Ministério Público suspeita que a empreiteira tenha pago reforma do apartamento para o ex-presidente.

Caixa é obrigada a trocar agência de publicidade

A Caixa Econômica Federal foi obrigada pela Justiça a colocar a agência de publicidade Propeg no lugar da Borghi-Lowe, descartada pelo envolvimento nas investigações da Operação Lava Jato. Dono de uma das três maiores contas de publicidade do País, o banco estatal gasta R$ 500 milhões por ano em publicidade. A verba é dividida entre quatro agências.

A licitação dessa conta de publicidade foi feita em 2012. Pelo edital, a Caixa selecionaria quatro empresas que manteriam a concorrência interna entre elas pelo período do contrato, com vigência de um ano e possibilidade de renovação por até cinco anos (até 2018). As quatro vencedoras da licitação apresentam propostas ao banco durante esse período e são remuneradas por cada trabalho.

No ano passado, a Caixa renovou com três agências: Heads Propaganda, Nova S/B Comunicação e Artplan Comunicação, deixando de fora a Borghi-Lowe, primeira colocada no processo de seleção.

Em carta, lobista preso cita ‘ligação’ com Lula como facilitadora de negócio


Uma carta apreendida pela Polícia Federal na Operação Zelotes indica que o lobista Mauro Marcondes Machado, preso em Brasília, usava de sua suposta proximidade com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para vender seus serviços a potenciais clientes.

Em texto enviado ao ex-presidente da Scania para a América Latina Sven Harald Antonsson, Marcondes se colocou à disposição da companhia para ajudá-la em função de sua "ligação com o presidente da República, vários ministros de Estado e instituições ligadas à indústria". A mensagem não é datada, mas, segundo a investigação, coincide com a vinda do executivo ao Brasil, o que ocorreu em 2008, no segundo mandato de Lula.

Marcondes está preso desde outubro do ano passado e responde a ação penal por participação em esquema de lobby e corrupção para viabilizar a edição, pelo governo, e a aprovação, pelo Congresso, de medidas provisórias de interesse do setor automotivo. Ele atuava como lobista de montadoras em diversas frentes, fazendo chegar pedidos a Lula e ministérios.


Segundo o jornal "Estadão", a Zelotes apura se pagamentos de R$ 2,5 milhões feitos pelo lobista a um dos filhos do ex-presidente, o empresário Luís Cláudio Lula da Silva, têm relação não só com a edição de medidas provisórias, mas com a aquisição dos jatos suecos, da Saab, para a Defesa brasileira.

Exclusividade da Petrobras em explorar pré-sal causa polêmica no Congresso

A turbulência no mercado internacional de petróleo e os anúncios de reduções nos investimentos da Petrobras serão combustível para uma disputa que vai ocorrer no Congresso este ano. No centro do debate – que terá requintes ideológicos envolvendo partidos de direita e de esquerda –, está o projeto, apresentado no ano passado pelo senador José Serra (PSDB-SP), que acaba com a obrigatoriedade de a Petrobras participar na exploração do pré-sal. 

O texto está com a Mesa Diretora do Senado e tem pedido de urgência para ser votado no plenário. Parlamentares de base governista e movimentos sindicais ligados ao setor afirmam que o texto “ameaça a soberania energética do país” ao abrir o mercado para multinacionais. 

Dentro do próprio Palácio do Planalto, cresce a ideia de que, em algumas situações, a abertura de campos do pré-sal para petroleiras de fora pode gerar investimentos importantes para a economia.