TSE tira do ar outra propaganda ilegal do PT

A decisão da ministra Laurita Vaz, TSE, determina que o Partido dos Trabalhadores suspenda veiculação de filme que foi ao ar no último dia 13, porque o vídeo faz alusão aos "fantasmas do passado", numa crítica à oposição. 

. A ministra do Tribunal Superior Eleitoral entendeu que houve propaganda negativa contra os opositores do PT, em período que não é de propaganda eleitoral de campanha.

. Há uma semana, o PSDB do pré-candidato Aécio Neves conseguiu suspender outro comercial do PT, que exibia fala da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula 198

Sossela fará nesta quinta balanço dos seus 100 dias na presidência da Assembléia do RS

O presidente da Assembléia do RS, Gilmar Sossela, fará nesta quinta de manhã um balanço dos seus 100 dias de trabalho. Será as 9h30min, num brunch para jornalistas. 

Lutron Electronics escolhe a Smartbuild como parceira oficial.

Com 50 anos de operação e experiência a nível mundial e mais de 20 anos atendendo a exigente clientela latino-americana, a Lutron é líder em projetos e fabricação de soluções para o controle de iluminação natural e artificial em instalações comerciais e residenciais, possibilitando assim poupar energia com elegância. Os produtos da Lutron são os preferidos por arquitetos, engenheiros, projetistas que atuam na área de iluminação e pelas construtoras mais importantes do mundo. Na América Latina, a empresa possui uma solida rede de distribuição e serviços formada por empresas distribuidoras locais, com presença em 15 países. 

. A Lutron também oferece uma ampla gama de soluções de controle de iluminação natural e artificial eficientes e inovadoras, que se caracterizam por sua alta qualidade e design excepcional. A Lutron não só é líder de mercado devido à altíssima qualidade e o excepcional design de suas soluções, mas também porque as inovações tecnológicas e as suas vantagens contribuem positivamente para as vidas de seus usuários em termos de produtividade, bem-estar e economia de custos. A Lutron vem contribuindo há anos para o desenvolvimento de estratégias e tecnologias voltadas à economia de energia através do controle da iluminação natural e elétrica. Assim, todas as soluções que a Lutron apresenta a seus clientes contribuem para a preservação do meio ambiente e podem gerar economia de custos.

No Rio Grande do Sul a Smartbuild foi escolhida para desenvolver projetos e comercializar os dispositivos da marca. A experiência, profissionalismo e postura dos profissionais da empresa foi fundamental para esta escolha. www.smartbuild.com.br

Delegados Federais acusam Janot e Dias Toffoli por acobertar políticos graúdos do Mato Grosso

Dias Toffoli decretou sigilo total nas investigações. Ao lado, deputados e secretários presos, levados para Brasília. 

O Bom Dia Brasil, da Rede Globo, repercutiu os desdobramentos da Operação Ararath, da Polícia Federal, em Cuiabá. O telejornal mostrou as imagens de Eder Moraes e José Riva desembarcando em Brasília, onde foram detidos para não prejudicar a continuidade das investigações. A pedido do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, o ministro Dias Toffoli, STF, proibiu a prisão e buscas e apreensões na casa do senador Blairo Maggi, PR. Buscas e apreensões foram feitas no gabinete do prefeito, PSB, e do governador, PMDB.  A reportagem afirma que o senador Blairo Maggi (PR) é suspeito de ter usado uma instituição financeira clandestina para conseguir empréstimos para conseguir empréstimos, quando era governador, que na ocasião foi preso por porte ilegal de arma. "Ele teria recebido R$ 4 milhões, em 2009, e repassado a um conselheiro do Tribunal de Contas do Estado", diz. O jornal cita que o gabinete do prefeito Mauro Mendes (PSB) e casa de Silval Barbosa (PMDB) foram alvos de busca e apreensão."Os policiais buscavam caderno que teria anotações sobre parte do dinheiro dos empréstimos fraudulentos. Segundo o inquérito, o esquema injetou pelo menos R$ 8 milhões nas campanhas eleitorais de Mendes e Silval".

É duríssima a nota entregue ainda há pouco ao editor pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, que protesta contra a intervenção do Procurador Geral da República e do ministro do STF, Dias Toffoli, que decidiram “calar a `PF no caso da Operação Ararath, desfechada ontem em Cuiabá, Mato Grosso.

. Eis o que denuncia a nota:

- Esta foi a mais contundente violência sofrida pela instituição desde a redemocratização do Brasil. A sociedade brasileira merece saber o que tornou tão singular a execução da quinta fase dessa operação, com relação a tantas outras em tramitação no Supremo Tribunal Federal.

. A entidade chama Rodrigo Janot de “Censor Geral da República!.

. Os policiais federais não poupam o ministro Dias Toffoli:

- Precisa ficar mais claro os reais motivos que levam um ministro da mais alta corte brasileira a impedir que a impresnsa seja devidamente informada sobre os acontecimentos.

. A entidade diz que a decisão de Dias Toffoli é uma “Lei da Mordaça”.

CLIQUE AQUI para examinar reportagem do Bom Dia Brasil de hoje.

Nesta quarta-feira a noite, leve
amigos e conhecidos
para curtir as melhores e mais variadas
cervejas e chopes artesanais do RS.

Beto Albuquerque destitui deputado socialista que ofendeu Xuxa na Câmara dos Deputados

Líder do PSB na Câmara, o deputado gaúcho Beto Albuquerque destituiu da Comissão e Constituição e Justiça da Câmara o deputado pastor
Eunício.

. Para o lugar dele irá o deputado Júlio Delgado.

. Beto Albuquerque não gostou da manifestação do seu colega durante discussão do projeto que prevê endurecimento das penas contra agressores de crianças. No momento em que o deputado Pastor Eunício referiu-se à necessidade de aprovar o projeto, ele percebeu a presença da apresentadora Xuxa Meneghel, e disparou:

- Xuxa fez enorme mal para as crianças brasileiras, ao protagonizar como atriz o filme “Amor Estranho Amor”, onde contracenou na sua cama, nua.

. A apresentadora não reagiu, fez um coração com os dedos, mas os colegas do deputado pastor revoltaram-se. O presidente da sessão mandou retirar tudo dos anais.

CLIQUE AQUI para ver cenas do filme postadas no You Tube.

Professor da Mackenzie diz ao editor que IPCA-15 menor não impedirá estouro da meta de 6,5%

A desaceleração da inflação em maio já era esperada, de acordo com o que mandou dizer esta tarde ao editor o professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Sãop Paulo, Pedro Raffy Vartanian. 

. Pedro Vartanian acha que os choques nos preços dos alimentos tendem a se dissipar no meio do ano. É possível verificar que a queda no IPCA-15, de 0,78% para 0,58% refletiu basicamente a queda no grupo alimentação e bebidas de abril para maio.

 . Apesar da queda, o cenário prospectivo para a inflação continua preocupante. O economista da Mackenzie  considera 50% de possibilidade de um estouro do teto da meta em 2014, com uma inflação superior a 6,5% em 2014:

- A sinalização do Banco Central do Brasil é que o ciclo de alta da Selic vai ser interrompido na próxima reunião do COPOM, mas alguns fatores, como o represamento de preços administrados, o imposto sobre bebidas que foi postergado e as expectativas inflacionárias dos agentes da economia ampliam as incertezas sobre a relativa estabilidade dos preços nos próximos meses e exigirão cautela na condução da política monetária por parte do Banco Central do Brasil.

Olívio poderá substiruir Emília como candidato ao senado pela coligação PT-PCdoB-PTB

Olívio Dutra só não será candidato ao Senado no caso do PCdoB recrudescer com o nome de Emília Fernandes. Está tudo afivelado para que o petista seja o nome escolhido na coligação liderada por Tarso.

Nesta quarta-feira a noite, leve
amigos e conhecidos
para curtir as melhores e mais variadas
cervejas e chopes artesanais do RS.

Kelly Morais, PTB, será a vice de Tarso Genro

O PTB baterá o martelo na segunda-feira e indicará a ex-prefeita de Santa Cruz do Sul, Kelly Morais, para a posição de vice na chapa de Tarso Genro, PT.

Antes da Copa, novo ILS2 reduzirá pela metade as interrupções de vôo no Salgado Filho

A Infraero confirmou hoje que até a Copa terá instalado o equipamento ILS2, prometido há 17 anos, que permitirá pousos e decolagens no Aeroporto Salgado Filho mesmo em dias de forte neblina.

. Nesta época do ano e durante todo o inverno, o aeroporto deixa de operar por várias horas em decorrência do nevoeiro. As interrupções serão reduzidas pela metade. As condições mínimas para pousos e decolagens cairão pela metade.

Rossi Fiateci faz queima de estoque com descontos de até 35%

A Rossi Fiateci resolveu fazer uma queima total de estoque. Sairão descontos de até 35%. As corretoras de Porto Alegre estão alvoroçadas. 

CLIQUE AQUI para conhecer o empreendimento.

Nesta quarta-feira a noite, leve
amigos e conhecidos
para curtir as melhores e mais variadas
cervejas e chopes artesanais do RS.

Heitor Muller presidirá a Fiergs em novo mandato

Heitor Muller responderá por um novo mandato na presidência da Fiergs. Ele não poderá mais ser candidato, porque a entidade veta mais de uma reeleição.

Entrevista, Onyx Lorenzoni - Desarmamento branco promovido pelo governo só faz aumentar armamento clandestino no Brasil

ENTREVISTA
Onyx Lorenzoni, deputado Federal do DEM do RS

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, da Câmara dos Deputados, aprovou, no dia 14 de maio, convite para ouvir José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça. Qual o objetivo da audiência ?
Na ocasião, o questionaremos sobre os certificados de registros vencidos, fato que tem aumentado o número de armas fora do controle do Estado, em face de sua não regularização.

Qual é o tamanho do problema ?
Em 2010 existiam quase nove milhões de armas de fogo com registro ativo no Sistema Nacional de Armas - SINARM, da Polícia Federal. Já em 2014, o número foi reduzido para pouco mais de 600 mil.
Tudo isto ? Onde foi parar a enorme diferença ?
Acuados por uma legislação antiquada e uma burocracia acachapante, os donos, assim como as armas, foram empurrados para a ilegalidade.

Qual é a solução ?
A própria Polícia Federal, órgão que operacionaliza o registro, divulgou documento formal, onde sugere a prorrogação de três para 10 anos do prazo para a renovação periódica de todos os registros, para evitar o acúmulo de renovações e dar mais celeridade ao processo.

E ?
O problema é que existe uma batalha travada pelo Governo, que insiste na falida tese do desarmamento. Para tal, utiliza de todos os meios para desarmar a sociedade, baseado unicamente em um viés ideológico, pois desde a expedição do Estatuto do Desarmamento, não se registrou queda nos índices de violência.

Ou seja, não há solução.

Queremos que a sociedade conheça se de fato o Governo deseja continuar imputando ao cidadão de bem o caráter de criminoso, ou deseja tomar alguma providência efetiva e responsável em relação ao descontrole dos registros das armas.

Está livre o homem que mais assustava o governo, tudo por obra e graça do ministro Teori Zavascki.

Nas redes sociais, a decisão de Teori são menos civilizadas. 



Nesta análise corajosa, o jornalista Reinaldo Azevedo confronta o ministro Teori Zavascki, demonstrando a perplexidade que causou sua aparente trapalhada no caso dos réus da Operação Lava Jato. Ele mandou livrar da prisão os 12 réus recolhidos no Paraná, recuou diante da monstruosidade que fez e manteve um só em liberdade. Quem ? Paulinho Costa, ex-diretor da Petrobrás, um homem bomba que poderia implodir com o governo Dilma e com o PT. Leia mais, porque há outra circunstância muito estranha no caso:
- Quem ajuizou a ação decidida por Teori não foram os advogados dos deputados que reclamam foro privilegiado, atendido pelo ministro e justificado por ele como razão para livrar todo mundo - mas foi o advogado de Paulinho. Com que interesse ? Ora, leiam:

O ministro Teori Zavascki protagonizou uma das cenas mais patéticas da história do Judiciário brasileiro em muitos anos. Ninguém entendeu nada. Ou todo mundo entendeu tudo. Num caso ou noutro, a reação é de perplexidade. Conversei ontem com alguns operadores do direito: juízes, advogados, promotores, pessoas de tendências diversas.

Está todo mundo de queixo meio caído, muitos achando que o país começa a flertar com uma forma muito particular de insegurança jurídica que, na superfície, parece ser apenas idiossincrática; na essência, talvez seja coisa muito pior. Comecemos a história pelo fim: dadas todas as pessoas que estavam presas pela Operação Lava-Jato — e que o ministro Zavascki mandou soltar, para depois recuar —, só uma ficou mesmo fora da cadeia: Paulo Roberto Costa. Trata-se do ex-diretor da Petrobras que representa o elo entre três frentes de um escândalo: a Petrobras, o doleiro Alberto Youssef e partidos políticos. Se era para soltar alguém, ninguém pior do que ele: foi preso no momento em que destruía provas.

Agora pensemos um pouco nas circunstâncias. O natural seria que o advogado de um dos três parlamentares com foro especial por prerrogativa de função recorresse ao Supremo alegando que seu cliente tinha o direito de ser investigado pelo tribunal superior. E quem são os três? Os deputados André Vargas (ex-PT-PR), Luiz Argôlo (SDD-BA) e Cândido Vaccarezza (PT-SP). Em vez disso, quem tomou a iniciativa de indicar a eventual impropriedade foi o defensor de… Paulo Roberto da Costa. Já há aí, vamos convir, material suficiente para estranhamento.

Zavascki, então, condescende com a argumentação.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Ao meio dia, almoço expresso a R$ 27,50. Cantina localizada
nos túneis repaginados da antiga Brahma, shopping
TOTAL. À noite, à la carte. 

CPI Mista sobre Petrobrás já tem número para funcionar. PT não indicou ninguém para boicotar. RS emplacou um titular e três suplentes na CPI.

O editor acompanhou até o final da noite a movimentação no Congresso. A Câmara dos Deputados divulgou quase ao final da noite desta terça-feira a lista com os parlamentares da Casa que vão compor a CPI mista (deputados e senadores) da Petrobrás. O PT, que tinha direito a duas vagas entre os dezesseis deputados que vão integrar a comissão, foi o único partido que não apresentou nomes. O prazo para os partidos apresentarem as indicações terminava nesta terça-feira.

.  O clima no Congresso nesta terça foi marcado por bate-boca entre oposicionistas e governistas. 

; O Pros cedeu à pressão e indicou os deputados Márcio Junqueira (RR) e Hugo Leal (RJ) como titular e suplente, respectivamente. Com isso, a comissão tem catorze dos dezesseis deputados titulares indicados, restando as vagas não indicadas pelo PT. Os nomes restantes, incluindo os de senadores, devem ser agora indicados pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros

Indicados – A CPI mista da Petrobras será composta por um total de 32 parlamentares, sendo dezesseis deputados e dezesseis senadores. Os deputados já indicados são: Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Lucio Vieira Lima (PMDB-BA), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Bernardo Santana de Vasconcellos (PR-MG), Júlio Delgado (PSB-MG), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Fernando Francischini (SD-PR), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Rubens Bueno (PPS-PR), Enio Bacci (PDT-RS), Eduardo Sciarra (PSD-PR), Guilherme Campos (PSD-SP) e Márcio Junqueira (Pros-RR). Entre os suplentes estão: João Magalhães (PMDB-GO), Sandro Mabel (PMDB-GO), Izalci (PSDB-DF), José Otávio Germano (PP-RS), Aelton Freitas (PR-MG), Alexandre Roso (PSB-RS), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Simplício Araújo (SD-MA), Antonio Brito (PTB-BA), Eurico Júnior (PV-RJ), Marcos Rogério (PDT-RO), Marcos Montes (PSD-MG), Moreira Mendes (PSD-RO) e Hugo Leal (Pros-RJ).

Senado – Já a lista do Senado teve apenas seis dos dezesseis nomes apresentados. O bloco da minoria indicou Álvaro Dias (PSDB-PR), Mario Couto (PSDB-PA) e Jayme Campos (DEM-MT) como titulares. Já como suplentes aparecem os nomes de Ruben Figueiró (PSDB-MS), Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e José Agripino (DEM-RN). O Bloco União e Força, comandado pelo PTB, indicou os senadores Antônio Carlos Rodrigues (PR-SP) e Gim Argello (PTB-DF). Como suplentes foram indicados Eduardo Amorim (PSC-SE) e Cidinho Santos (PR-MT). O senador Ataídes de Oliveira (TO) aparece na lista do Pros. Os dois maiores blocos do Senado, o da maioria e o do governo (comandados por PT e PMDB), não indicaram nomes, alinhados à estratégia do Planalto de esvaziar a CPI mista da Petrobras.

Internet e de Telefonia mais baratas e eficientes para as prefeituras do RS ?
 Para responder esta pergunta, a Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs) realiza dia 26 de maio o seminário Redes de Internet e Telefonia nos Municípios Gaúchos – Problemas e Soluções. Diagnóstico das redes de internet e de telefonia nos municípios gaúchos, identificação dos gargalos e demonstraçãode  soluções viáveis aos gestores municipais.
Inscrições gratuitas no site da Escola de Gestão Pública (http://www.egp.famurs.com.br/).
Auditório Famurs, 14h. Apoio, Soth Tech Telecom.

Opinião - Só a preguiça pública explica a degradação irrecuperável da zona central de Porto Alegre.

O editor costuma ter enorme dificuldade para concordar com as opiniões da editora de Política do jornal Zero Hora, mas deta vez a jornalista Rosane Oliveira está coberta de razão ao fustigar de modo devastador a situação de degradação da zona mais central de Porto Alegre. Não é possível imaginar como é que o prefeito José Fortunati convive com lixo acumulado até na quadra da esquina democrática, calçadas esburadas e desalinhadas, piso irregular e imundo da rua da Praia, sujeira por todos os poros, lixeiras desbotadas e imundas, falta de iluminação, pontos de ônibus desleixados, praças mal cuidadas e região despoliciada. Afinal de contas, o prefeito mora na Praça da Matriz. O caso não pode ser apenas de preguiça, mas parece mais de incompetência atávica. Leia a nota de Rosane:

Com lixo pelas ruas, obras inacabadas, calçadas deterioradas, paredes e muros repletos de pichações e mendigos dormindo nas praças. É assim, sem maquiagem, que os turistas que vierem assistir aos jogos da Copa encontrarão Porto Alegre. Não há tempo nem dinheiro para deixar a cidade com a cara de quem está pronta para receber visitas. E não se consegue mudar do dia para a noite os hábitos de uma população acostumada a jogar lixo no chão ou nos arroios, apesar de estar em vigor a lei que pune os infratores com multa.

O vice-prefeito Sebastião Melo foi muito sincero, ontem, numa entrevista ao Gaúcha Atualidade. Disse o que a prefeitura está fazendo, mas não tentou tapar o sol com a peneira ao falar dos problemas. Reconheceu que Porto Alegre tem mais de mil adultos vivendo nas ruas e que não há como obrigar essas pessoas a irem para os abrigos.

– Não vamos esconder os mendigos durante a Copa – garantiu Melo.

Uma das áreas mais movimentadas da Capital, a Rua da Praia, será vista pelos visitantes do jeito que está, com o calçadão cheio de remendos. A Associação de Bancos doou para a prefeitura um projeto de revitalização, como compensação pelos estragos provocados pelo peso dos carros-fortes que circulam pelo Centro, mas o governo não tem os R$ 5 milhões necessários para executar a obra. 

Não é apenas o reparo do calçadão que precisa ser feito, mas também a substituição de cabos e redes subterrâneas.

Apesar dos problemas estruturais e dos circunstanciais, Melo acredita que os turistas não irão se decepcionar. O vice-prefeito diz que a cidade está preparada para receber os visitantes e destaca a hospitalidade dos porto-alegrenses como um dos pontos positivos da Capital.

CLIQUE AQUI para ler outra queixa de Rosane, intitulada "Senti vergonha da minha cidade", no mesmo tom.

CLIQUE na imagem a seguir para ver e ouvir o comentário do editor, intitulado Há 30 anos fala-se em revitalizar o centro de Porto Alegre.

PPS alia-se a Sartori, mas PSD continua uma incógnita na chapa do PMDB

A notícia sobre a adesão do PPS ao projeto eleitoral e político do candidato do PMDB ao governo, José Ivo Sartori ocorreu ontem.

. Ela confirma o que o editor postou no dia anterior.

. O PMDB espera para as próximas horas o reforço do PSD, quando a chapa majoritária terá a seguinte configuração:

Sartori, PMDB, governador
José Cairolli, PSD, vice
Beto Albuquerque, PSB, senador

. A definição de Cairolli pode ocorrer na semana que vem, mas ele e seu PSD sofrem duríssima pressão da direção nacional, do governo e do PT, o que torna complicado apostar 100% na notícia sobre a coligação puxada por Sartori.

O PT começou a perder seus dedos nos bilionários fundos de pensão federais. O primeiro foi o Funcef, Caixa Federal.

As reclamações sobre ingerência e aparelhamento provocaram a primeira derrota significativa para o governo em um fundo de pensão desde que o PT chegou à Presidência da República, informou hoje o jornal Valor. A reportagem a seguir desenha um cenário consistente sobre as disputas pelo controle de fundos bilionários por parte do PT. Leia (o material foi copidescado pelo editor para faciolitar a leitura, mas o texto completo segue em link):

. Uma chapa formada por auditores da Caixa Econômica Federal, sem vinculação partidária ou com o movimento sindical, ganhou a disputa para representantes eleitos do Fundo de Pensão da Caixa (Funcef). A eleição foi realizada no início do mês e seu resultado, que saiu no dia 9, está sendo explorado em outra disputa de peso: a escolha dos representantes no fundo de pensão do Banco do Brasil, a Previ, maior do país.

 Na Funcef, o terceiro maior, a oposição conquistou três vagas para diretores executivos, duas para o conselho deliberativo e uma para o conselho fiscal. Na Previ, são duas vagas de diretores, três conselheiros deliberativos e três conselheiros fiscais. Nos dois casos, a participação dá acesso a informações sobre as estratégias dos fundos e participação na tomada de decisão. "A Funcef está deficitária em alguns planos e isso gerou insatisfação", diz o secretário-geral da entidade, Geraldo Aparecido da Silva. Segundo ele, o discurso da chapa vencedora também foi muito calcado em críticas ao aparelhamento político. "A realidade da vida vai se encarregar de mostrar que é uma avaliação equivocada".

. Na Previ, um e-mail que circula entre participantes comemora o sucesso da estratégia dos auditores da Caixa e diz ser possível repetir o feito no fundo de pensão do Banco do Brasil. O texto defende o apoio a grupos "sem vínculo direto com partidos políticos e sem os vícios permeados nas [nossas] entidades classistas, sindicatos e outras entidades similares, historicamente 'donas' da situação". "Tenta atrair o movimento dos sem partido, que também tem representantes entre os participantes", resume um sindicalista.

Na Previ, a disputa conta com quatro chapas.  

. As forças mais tradicionais no fundo estão divididas em outras três chapas. A Unidade e Segurança é vinculada ao bloco Contraf/CUT/Construindo Novo Brasil (CNB, antiga Articulação do PT), atual ocupante das vagas. A chapa Previ Livre, Forte e de Todos é formada por um grupo ligado ao aposentado Walmir Camilo, ex-presidente da Anabb, uma das maiores associações de aposentados do BB. Lideranças mais à esquerda no movimento dos bancários, ligadas ao PSTU e a outras correntes sindicais, formam a União e Participação.

."A Previ encerrou 2013 com R$ 5 bilhões de superávit. A chapa com apoio dos sindicatos tem força para defender os interesses dos participantes contra a patrocinadora", diz José Ricardo Sasseron, ex-diretor de seguridade, que concorre ao conselho deliberativo pela chapa da situação.

CLIQUE AQUI para ler tudo, sem cortes.


Vanguarda do atraso trunca nova lei das antenas de celulares em Porto Alegre

O jornal Metro culpa a Câmara de Vereadores pelas falhas que poderão ocorrer durante a Copa, caso a nova lei não seja aprovada. 



O projeto que atualiza a legislação de 2002, sobre a instalação de estações radio-base, emperrou por conta de um pedido de audiência pública feito pelo vereador Mauro Pinheiro (PT) a pedido da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan). A Câmara dispensou a audiência pública por entender que o tema havia sido debatido exaustivamente na CPI da Telefonia e chamou as entidades para uma reunião que teve participação inexpressiva. Se esse argumento não for aceito, a audiência será realizada e a votação acabará retardada em, no mínimo, mais 30 dias.

. O texto acima e o seguinte é da jornalista Rosane Oliveira, editora de Política de Zero Hora.

. O projeto que tramita na Câmara não libera as empresas de telefonia para instalarem antenas sem regra alguma. Existem regras e cada pedido de licença será examinado por uma comissão integrada por técnicos da prefeitura.

. A tecnologia mudou nos últimos anos, mas a legislação da Capital é a mesma de 2002, quando as antenas eram estruturas enormes e antiestéticas. Hoje, para o sinal de 4G, são necessárias antenas menores, que podem ser instaladas nos postes de iluminação pública. Aliás, o projeto em discussão na Câmara estimula o compartilhamento dos postes, justamente para reduzir a interferência no visual da cidade.

. O projeto contém uma inovação destinada a proteger a saúde dos porto-alegrenses: em vez de simplesmente estabelecer a distância que as antenas devem estar de creches, escolas, hospitais e clínicas, limita o índice permitido de radiação, como ocorre nos países desenvolvidos.

Polícia Federal prortege Carlos Araújo, ex-marido de Dilma. Ele foi ameaçado de sequestro por facção criminosa de São Paulo.

O jornal O Globo de hoje  conta na sua edição de hoje que na sexta-feira 2 de maio, o advogado Carlos Araújo, ex-marido da presidente Dilma Rousseff, comprava flores a quatro quarteirões de sua casa, no bairro Assunção, em Porto Alegre, quando foi surpreendido por um telefonema da ex-mulher. Nervosa, a presidente perguntou onde ele estava e pediu que voltasse imediatamente para casa e de lá não saísse. No caminho de pouco mais de cinco minutos, Araújo, que é pai da filha de Dilma, Paula, recebeu ainda no carro os telefonemas do ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) e do diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. Os dois determinavam o mesmo que a presidente, com um complemento: ele só deveria abrir a porta para um grupo da Polícia Federal que já estava a caminho. Leia toda a reportagem:

Quando chegou à casa, o grupo de agentes, entre eles o superintendente da PF no Rio Grande do Sul, Sandro Caron, informou a Araújo que ele passaria a ser monitorado 24 horas por dia porque corria risco de ser sequestrado por uma facção criminosa de São Paulo. O esquema de segurança manteve ao menos cinco policiais federais dentro da casa do advogado ao longo de uma semana. Parte deles, vestia-se à paisana, com calça jeans, camisa polo preta e óculos escuros, e outros usavam uniformes da corporação. O grupo mantinha-se sempre fortemente armado.

. Neste período, Araújo não se privou de sair de casa, mas alterou um pouco a rotina. Dia e noite os policiais o acompanharam em trajetos de carro, além de vigiarem as áreas interna e externa da casa. Araújo continuou indo a seu escritório de advocacia para atender aos clientes e à Santa Casa de Misericórdia, onde faz regularmente fisioterapia por conta de um enfisema pulmonar. No entanto, um amigo de Araújo relata que em uma dessas idas ao hospital ele decidiu suspender o tratamento, temendo que algo acontecesse aos outros pacientes. O advogado também reduziu as visitas de amigos, almoços, jantares e reuniões políticas em sua casa, até que a segurança fosse relaxada pela PF. Um amigo do advogado conta que ele não se abalou muito com o assunto e que comentava o tempo todo que nada aconteceria. Respeitava, no entanto, o pedido da ex-mulher, que havia determinado que ele aceitasse a segurança e obedecesse às orientações dos federais.


A casa, localizada na Avenida Copacabana, foi considerada bastante vulnerável pela polícia.

CLIQUE AQUI para saber mais detalhes. 

Polícia Federal protestará por Política Nacional de Segurança

Policiais federais, civis e rodoviários federais farão um protesto na tarde desta quarta (21) em frente ao Ministério da Justiça, em Brasília.

. O objetivo é reivindicar a apresentação de uma política nacional de segurança.

. De acordo com a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, 14 sindicatos realizarão hoje uma "mobilização" de 24 horas com o mesmo mote.

. Políciais civis e militares também pararão, mas em menos Estados, 7.

. No RS não haverá paralisação. 

Resistência e desistência de Lara criam constrangimentos invencíveis para Tarso

Ninguém imaginou no PTB que o deputado Luís Lara teria coragem política para confrontar o desejo imperial do governador Tarso Genro e do próprio presidente de honra do seu Partido, o ex-senador Sérgio Zambiasi, que o queriam vice na chapa majoritária do PT. 

. A resistência e desistência - a rejeição - de Lara cria um constrangimento inédito para Tarso e para o PT, enfraquecendo suas condições íntimas de disputa eleitoral. 

. O deputado do PTB é muito jovem, um campeão de votos, e demonstrou que tem vida própria.

. Já se viu casos de candidato a governador rejeitar seu vice, mas jamais o contrário.

CLIQUE AQUI para ler as revelações do delegado Romeu Tuma Júnior sobre a "usina de dossiês" montada por Tarso Genro no governo Lula. É do livro "Assassinato de Reputações'. 

A rejeição patrocinada pelo PTB é só o episódio final do abandono do barco petista de Tarso Genro

O que mais chamou a atenção na primeira eleição direta para prefeito de Porto Alegre depois da ditadura militar, 1985, foi a feroz disputa interna dentro do PDT pela indicação de vice na chapa de Alceu Collares. É que todos sabiam que se tratava de uma verdadeira nomeação. Pois o contrário acontece nesta eleição de 2014 para governador em relação ao PT, porque ninguém quer ser vice do governador Tarso Genro, conforme nota abaixo, postada ontem a noite pelo editor. Ele já foi rejeitado por Beto Albuquerque, Sérgio Zambiasi e Luís Lara. A nota a seguir da colunista de política do Correio do Povo, Taline Oppitz, diz que o PTB não quer abrir mão dos votos de Lara para a Assembléia, mas a verdade é que durante seus quatro anos de governo, Tarso não cativou o aliado. Repetindo o uso da usina de dossiês e da Polícia Federal do seu tempo de ministro da Justiça, tentou fazer o mesmo no governo, visando repelir, encurralar ou apenas domesticar aliados e adversários, mas acabou isolado e agora é rejeitado pelos próprios aliados, que um a um preferem ficar longe dos seus perigosos punhos. Do seu saco de maldades foram atacados diretamente os próprios presidentes do PDT, do PSB e do PTB. O troco já foi dado ostensiva e publicamente pelo PDT e pelo PSB, mas agora sai também, mais manhoso, por parte do PTB. O PTB até indicará outro nome, tirado da sua cartola de suplências, mas irá sem amor para a campanha de outubro. Leia a nota de Taline.

. A poucos dias do início do período das convenções, uma decisão do PTB deve alterar a composição da chapa majoritária, já dada como certa, do governador Tarso Genro na disputa à reeleição. A avaliação que tem ganhado cada vez mais força no PTB é que o partido não pode abrir mão dos votos de Luís Augusto Lara na disputa à Assembleia. Lara fez mais de 60 mil votos na última eleição e a estimativa é que chegue a 70 mil em outubro. Com este cenário, o partido pode acabar indicando a ex-prefeita de Santa Cruz do Sul Kelly Moraes, ao invés de Lara, como candidata a vice. 

. A confirmação deve ser feita até o dia 30. Segundo o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, coordenador executivo da campanha, o nome de Kelly não enfrenta resistências entre correntes petistas, pois a relação dela com o governo é boa, apesar da postura de oposição praticada por Marcelo Moraes na Assembleia. Ontem também circulava nos bastidores a possibilidade de reviravolta na indicação do candidato ao Senado, já que alas do PT mantêm esperança de ter Olívio Dutra como representante. Isso somente seria viabilizado, no entanto, segundo Pestana, se o PC do B fizesse manifestação pública abrindo mão da vaga, o que não ocorrerá.