Coronel Leivas Job também decide processar a Comissão da Verdade

O coronel João Oswaldo Leivas Job foi relacionado, pela “Comissão da Verdade”, aos acontecimentos, no ano de 1978,  referente à prisão e ao sequestro dos uruguaios Universindo Diaz e Lilian Celiberti, em Porto Alegre  Todavia, esse fato se  deu no primeiro governo de Synval Guazzelli (1975-78). Isto significa que o coronel Job foi secretário de Segurança de governo posterior – o de Amaral de Souza. 

. Leivas Job vai processar a CNV e seus informantes locai. 

Petrobras pagou US$ 25 milhões extras à SBM para Lula antecipar P-57 e ajudar a eleger Dilma

Lula na inauguração da P-57. Ao ordenar que a SBM antecipasse a entrega para ajudar a campanha eleitoral de Dilma, houve custo adicional de US$ 25 milhões, valor que não teria sido pago se o prazo tivesse corrido como estava previsto em contrato. 



Numa reportagem escrita a oito mãos - José Casado,Ramona Ordoñez, Bruno Rosa e Karla Mendes - o jornal O Globo deste domingo faz uma denúncia devastadora contra Lula, algo que poderá custar muito caro ao ex-presidente e o compromete em crime de lesa-pátria.

. A reportagem começa narrando dados das investigações do Ministério Público da Holanda sobre a corrupção produzida pela SBM na Petrobrás, mas depois envereda para o caso da P-57. Leia:

A primavera transforma Amsterdã num festivo e multicolorido jardim de tulipas, mas naquela noite Peter van Leusden estava mais atento ao tráfego na sua caixa postal eletrônica do que às celebrações na cidade. Às 21h33m, o investigador do serviço de informações da Receita holandesa recebeu o e-mail que aguardava, enviado por Jonathan Taylor, um ex-executivo da SBM, fornecedora da Petrobras. Três semanas antes, a SBM confessara à Receita e ao Ministério Público da Holanda ter repassado US$ 102,2 milhões ao seu representante no Rio, Julio Faerman, em pagamentos de propinas a dirigentes da empresa estatal sobre contratos de navios e plataformas marítimas.

O e-mail de Taylor era incisivo: "Caro Peter, funcionários da Petrobras que estão claramente conectados a Julio Faerman, predominantemente como aparentes fornecedores de informações que não deveriam estar fornecendo a ele, e /ou indivíduos de influência dentro da Petrobras (...)" Seguiu listando 13 nomes. Um dos citados foi Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da estatal, que chegou a ser preso no mês passado sob acusações de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de influência com políticos do Partido dos Trabalhadores.

A lista ao lado lista uma dezena de nomes de funcionários da Petrobrás. Eles somam-se ao de Renato Duque, o diretor. O e-mail é de Jonathan Tayler, ex-SBM, ao investigador do MP da Holanda.

O e-mail é mais uma prova de que a Petrobrás está toda comprometida com a roubalheira. 

.Agora, o caso da P-57. Lula torra US$ 25 milhões
da Petrobrás para ajudar a eleger Dilma em 2010.

Na época (2010) o governo preparava a candidatura de Dilma Roussef, então na chefia da Casa Civil, para disputar sucessão presidencial de 2010. Desfrutando de popularidade recorde, numa conjuntura de inflação baixa (4,3%) e crescimento acelerado (7,5%), Lula planejava capitalizar o impulso da Petrobras na exploração do pré-sal. Acionado, José Sérgio Gabrielli, presidente da estatal que frequentava a propaganda televisiva do PT com estrela vermelha na lapela do paletó, formatou um calendário de eventos para o ano seguinte. Escolheu o período entre o primeiro e o segundo turnos eleitorais para o “batismo” do navio-plataforma P-57. Tudo legitimável como parte da comemoração dos 57 anos da Petrobras. Só havia um problema: faltava combinar com a SBM a entrega antecipada da plataforma.

. Naquele outubro de 2009, enquanto Gabrielli e a bancada do PT se ocupavam no desmonte de uma CPI no Congresso, Duque e Barusco formalizaram o pedido a Faerman. A Petrobras queria a P-57 no outubro seguinte, “de forma a possibilitar o início da produção em 2010" — justificou-se. Faerman não demorou com a resposta da SBM: possível era, mas a custos extras. Começou o balé da negociação com os funcionários Mario Nigri Klein, Ricardo Amador Serro, Antonio Francisco Fernandes Filho e Carlos José do Nascimento Travassos. Terminou em abril de 2010, seis meses antes do prazo de entrega, quando o diretor Renato Duque aprovou o gasto extraordinário, sob recomendação de José Antônio de Figueiredo e Barusco.

. Como previsto, Lula comandou o “batismo” da P-57 em Angra dos Reis na quinta-feira 7 de outubro de 2010. Talvez não soubesse, mas esse evento no calendário eleitoral custou à Petrobras US$ 25 milhões extras no orçamento.

. Nessa época, a Petrobras estava sob pressão do Tribunal de Contas da União que insistia em fiscalizar os gastos com plataformas marítimas. O TCU via urgência em casos como o da P-57, cuja aquisição acontecera sem que a estatal tivesse “ao menos, uma ideia ou conceito acerca do objeto (do contrato) ou seu valor". Para o tribunal, a direção da estatal comprou uma plataforma marítima no valor de US$ 1,2 bilhão sem ter sequer “um projeto básico ou orçamento detalhado”.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem,inclusive documentos. 

Delúbio avisa que "algo grave" atingirá o PT na semana que começa amanhã

O ex-tesoureiro nacional do PT, Delúbio Soares, agora em prisão domiciliar,  advertiu seus companheiros sindicalistas que “está para acontecer algo muito grande com o PT no plano nacional”, tudo previsto para a semana que começa amanhã, e apela aos sindicalistas para que não “pulem do barco”.

. Delúbio afirma aos sindicalistas que Dilma “vai precisar de todo tipo de apoio possível”, referindo-se aos desdobramentos da Lava Jato.


. O ex-tesoureiro do mensalão também deixa claro, nas conversas com os sindicalistas, que o PT está à beira de um ataque de nervos.

Lobista Fernando baiano e ex-diretor Cerveró serão os denunciados da semana no Petrolão

Negociatas na Diretoria Internacional da Petrobras, comandada à época por Nestor Cerveró, será o próximo alvo dos investigadores da Lava Jato

O material a seguir é do repórter Daniel Haidar, Veja de hoje (site www.veja.com.br) de Curitiba:

O lobista Fernando Soares, o Fernando Baiano, e o ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró devem ser os próximos suspeitos denunciados pelo Ministério Público Federal por participação no Petrolão, o bilionário esquema de corrupção montado por empreiteiras, políticos e funcionários públicos da Petrobras. Eles liderarão nova lista de denunciados. A peça de acusação contra Fernando Baiano e Cerveró é aguardada para a próxima semana. Baiano foi o único que não denunciado dos doze presos na sétima etapa da Operação Lava Jato. O lobista é considerado o principal operador do PMDB na estatal, responsável por garantir facilidades e vantagens em contratos feitos pela Diretoria Internacional, comandada por Cerveró.

. A influência de Fernando Baiano na estatal ficou evidenciada em depoimentos do empresário Augusto Mendonça Neto e do lobista Júlio Camargo. Os dois delatores, ligados ao grupo Toyo Setal, confessaram pagamentos de suborno, fecharam acordos de delação premiada e passaram a colaborar com as investigações em troca de punições mais brandas. Só eles relataram mais de 40 milhões de dólares em pagamentos ao lobista como recompensa por contratos com a estatal. Foram mencionadas até as contas utilizadas por Baiano para receber dinheiro no exterior.Não foram as únicas provas. Durante as investigações, foram apreendidos documentos em que pagamentos ao lobista foram igualmente detalhados. Também está em investigação o repasse de uma sala comercial, no centro do Rio de Janeiro, por Fernando Baiano ao ex-diretor de Serviços da estatal Renato Duque. A transação pode ter sido uma operação de lavagem de dinheiro, sem efetivo desembolso de recursos, feita para recompensar Duque, de acordo com uma das hipóteses investigadas.

. A denúncia contra os dois fecha uma das pontas do `Petrolão. Os investigadores sabem que nas diretorias de Abastecimento, Serviços e Internacional as empreiteiras conseguiam benefícios e fraudavam licitações em troca de propina para políticos, operadores e funcionários públicos. Renato Duque, ex-diretor de Serviços, também foi preso, mas obteve o direito de responder em liberdade e deve ser denunciado somente no ano que vem.

. As três diretorias foram, pelo menos de 2004 a 2012, território livre para as negociatas de operadores, funcionários e empresários corruptos. 

CLIQUE AQUI para saber mais. 

Amadeu Weinmann vai acionar a Comissão Nacional da Verdade para defender o general Floriano Aguilar

O criminalista gaúcho Amadeu de Almeida Weinmann vai  representar judicialmente os familiares do general Floriano Aguilar, citado no relatório da ‘Comissão Nacional da Verdade’.

. O advogado assumiu a causa porque acha que os ataques ao general foram injustos. 

Fernando Gabeira, neste momento, na Globonews, contando o golpe da Iesa em Charqueadas

Neste momento, 18h43min, reportagem de Fernando Gabeira em Charqueadas, revelando todos os golpes de Iesa, o sofrimento de mil trabalhadores caloteados e o fracasso do Pólo Naval do governo Tarso.

. Na Globonews, canal 40 da Sky.

Os jornais de domingo mostram que a lama não salva nada e ninguém que habita os governos do PT

Os jornais de hoje - os que importam -  São Paulo, Rio e Brasília, mais as revistas semanais, inundaram os leitores neste domingo com uma enxurrada sem precedentes de más notícias sobre roubalheiras nos governos do PT, Lula e Dilma.

. Os jornais do RS não estão preocupados com a roubalheira nacional e continuam mirando apenas no próprio umbigo ou nos terroristas da Al Qaeda, que nas mãos dos seus jornalistas transformaram-se em heróis românticos uruguaios, prestes a atravessar a fronteira e buscar abrigo junto aos Cezare Battisti da vida. Apenas esperam que Dilma confirme Tarso Genro no ministério da Justiça.

. Não dá para entender como é que este governo ainda sobrevive.

. Um dos jornais de domingo, a Folha de S. Paulo, que sempre pareceu mais governista do que deveria, abre manchete de capa com duas informações vitais, que demonstram as complicações da Petrobrás nos EUA e revelam que Graça Foster já pediu as contas duas vezes para Dilma, que repeliu as tentativa, no afã desesperado de impedir que a crise da estatal arrombe sua porta.Na página seguinte, até Carlos Heitor Cony abre a guarda para oferecer a sentença de morte contra a presidente:

- O governo Dilma pode ser classificado como um governo corrupto.

. Não é só.

. Na mesma página, Bernardo Mello Franco avisa que Graça Foster e seu diretor de Abastecimento, o gaúcho Carlos Cosenza, mentiram ao Congresso e devem ir embora.

. O tom das notas das páginas seguintes não são diferentes, o que inclui a análise da Ombudsman do jornal e um artigo devastador assinado por Elio Gaspari, sob o título "A chantagem da roubalheira".

. É crise política de verdade. Falta apenas que alguém lancete o tumor maligno. Este governo está podre de verdade e suas vísceras estão expostas de modo selvagem aos olhos da opinião pública nacional e internacional. A lama não salva nada e nem ninguém que o habita.

CLIQUE AQUI para ler "A chantagem da petroroubalheira". É um enfoque completamente novo sobre as trapalhadas da Sete Brasil no caso da construção das plataformas de petróleo. A Sete Brasil pertence à Petrobrás, BTG, Bradesco, Santander e Fundos de estatais. Até há pouco, um dos seus principais dirigentes era o ex-gerente Petrobrás, Paulo Barusco, o mesmo que quer devolver US$ 97 milhões roubados da estatal.

Antônio Britto: "O RS é a Europa no fim da II Guerra Mundial"

A foto é de Ricado Keuchgerian.


Está bem colocado que o ex-jornalista e atual presidente da Interfarma foi realmente muito melhor governador do que todos os outros e não tem por que deixar de dizer isto - ele não tem mais nenhum interesse político. Foi o melhor governador do Rio Grande do Sul depois de Leonel Brizola em 58.  Governou o governo, privatizou a área de telecomunicações de modo pioneiro no País e tentou  introduzir uma nova matriz na economia gaúcha, industrializada por Brizola 1958, mas de lá para cá dependente dos insumos do campo (indústria tradicional)e portanto precisando livrar-se disto para ganhar autonomia  (indústria dinâmica) e marchar forte para a era da civilização pós-industrial. Tudo o que ele tentou foi abandonado pelos governos atrasados que vieram a seguir, começando por Olívio, que mandou embora Ford, TVR, International, Dell, Laminadora de Aço, Good Year, só não fazendo isto com a GM porque ela já estava pronta. Isto também sinalizou o tipo de prioridade que os governos estaduais teriam dali para a frente - o da vanguarda do atraso. Até agora o Estado depende das chuvas para obter safras boas e garantir PIB em crescimento, o que explica as oscilações que sofre.

. O editor recomenda a entrevista concedida a Rosane Oliveira, Zero Hora. Rosane e RBS, em fim de governo do PT, livra-se oportunisticamente do fardo que se tornou o governo que apoiou, o do PT de Tarso, abrindo novamente espaço para o ex-governador eleito pelo PMDB. Leia tudo:

Longe do Rio Grande do Sul há nove anos, sem filiação partidária há 12, o ex-governador Antônio Britto é personagem em todas as campanhas eleitorais e assunto nos debates sobre a situação das finanças. Para os admiradores, foi o governador que teve coragem de fazer mudanças profundas, com a venda de estatais e o corte de privilégios de servidores públicos. Para os adversários, o homem que instituiu os pedágios, aprovou aumentos salariais que não foram cumpridos e comprometeu o futuro do Estado ao renegociar a dívida com a União em condições desfavoráveis. Presidente executivo da Interfarma, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, Britto faz um trabalho político, mas se diz aposentado da vida partidária. Nos últimos anos, o ex-governador se impôs um voto de silêncio, quebrado apenas numa entrevista para um livro produzido pela revista Voto. A cada pedido para tratar dos problemas do Rio Grande do Sul, respondia que estava afastado da vida pública e que não lhe cabia opinar nem responder às críticas dos antigos adversários a seu governo. Com a eleição de José Ivo Sartori e a discussão sobre as dificuldades que vêm pela frente, concordou em falar. “Depois de muito tempo, acho que a situação chegou a um ponto que não devo me omitir”, respondeu Britto, por e-mail, a um pedido de entrevista.

. Dois dias depois, recebeu ZH em sua residência, num condomínio fechado no Morumbi, um dos bairros mais nobres de São Paulo. É lá que ele vive com a mulher, a advogada Luciana Maydana, e os trigêmeos Pedro, Bernardo e Caetano, de 12 anos, todos gremistas como o pai, mas torcedores de times diferentes em São Paulo. 


. Durante duas horas, falou sobre a situação do Estado e deu um conselho a Sartori: que escancare os números para que a população tenha clareza das dificuldades.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Manifestação fracassa em SP no ato de defesa do governo Dilma

Factóide produzido por Maria do Rosário
cai no ridículo. CLIQUE AQUI para ver a fala de Danilo Gentili. 

Em meio a maior crise do primeiro governo, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) recebeu na tarde deste sábado o apoio de militantes petistas na Avenida Paulista, no Centro de São Paulo. O jornal O Globo informou que uma multidão de 70 pessoas se reuniram no vão livre do Masp e por 20 minutos discursaram a favor da presidente. O grupo também levou faixa em apoio a deputado federal Maria do Rosário (PT-RS) que na semana foi atacada verbalmente pelo também parlamentar Jair Bolsonoro (PP-RJ). Leia tudo:

Os primeiros manifestantes chegaram por volta das 14, mas só às 15h30 ocorreram os discursos. Eles reafirmaram as bandeiras petistas a favor de uma constituinte exclusiva para a reforma política e repudiaram declarações recentes de Bolsonaro. Em discurso na Câmara, o deputado afirmou que não estupraria a parlamentar e ex-ministra Maria do Rosário porque ela "não merece". O ato contou com a participação de membros do diretório paulista do PT, que tentam organizar uma grande caravana para ir a posse da presidente Dilma, em janeiro. De acordo com a Polícia Militar, o grupo não chegou a fechar uma das pistas da avenida Paulista. 

Novo Partido, o Nova Ordem Social, começa a organização em Porto Alegre

Foi ontem de manhã, Porto Alegre, a reunião de inicio das atividades do partido Nos.( Nova Ordem Social). Estavam presentes os já nomeados coordenadores municipais : Christian Nunes ( Porto Alegre) e Viviane Graeter (Canoas ), além do coordenador nacional. 

. O Partido pedirá o seu registro definitivo até outubro de 2015 para estar apto a participar de eleicões municipais, inclusive no RS. O desejo é o lançamento de candidatura própria a prefeitos e vereadores. 

O Nos intitula-se de centro e apóia a propriedade privada. 


Artigo, Josias de Souza - A presidente sumiu

O jornalista Josias de Souza escreve hoje na Folha que a presidente sumiu. Ele diz que o nome da crise atual é "Dilma Roussef". Dilma está em Porto Alegre, onde comemora seus 67 anos. Leia tudo:

A dezoito dias do recomeço, o governo enfrenta um enorme problema. A encrenca tem nome e sobrenome. Muitos chamam de Graça Foster. Se estivessem corretos, a solução exigiria um simples movimento de mão. E custaria a tinta da esferográfica e a folha do ato de exoneração. Mas estão enganados. Chama-se Dilma Rousseff o problema do governo.


Acaba de ser reconduzida à poltrona de presidente da República como solução dos 54 milhões de brasileiros que a elegeram. Porém, quando se imaginava que fosse dirigir os rumos do país nesta ou naquela direção, a Dilma resoluta da campanha, 100% feita de João Santana, sumiu. Por pressão, não por opção, Graça logo passará. O problema, não.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Juiz Moro já sabe que Duque, o diretor do PT na Petrobrás, roubou R$ 970 milhões na Petrobrás

Segundo a força tarefa da Operação Lava Jato, ligada ao juiz Sergio Moro, é de R$ 970 milhões o valor das propinas recolhidas por Renato Duque, ex-diretor da área de Serviços da Petrobras, nomeado para o cargo por interferência do mensaleiro Zé Dirceum, tudo com o objetido de roubar para o PT.

. O valor foi estimado a partir da delação premiada de Augusto Mendonça, executivo da Toyo Setal, sem contar lsitagens feitas por dois ex-gerentes do dirigente petista.  De acordo com os cálculos de Moro, o total de propinas seria de R$ 970 milhões, 

.  Duque nega ter recebido qualquer vantagem indevida, mas as provas contra ele são abundantes.

Secretaria do Turismo não será extinta

Nos grupos temáticos que fizeram apresentações para o governador José Ivo Sartori, a área de turismo ficou a cargo de Caio Tomazelli, que foi candidato a prefeito de Gramado pelo PMDB.

. Nos últimos dias, o trade turístico gaúcho movimentou-se muito para impedir a extinção da secretaria do Turismo.

Sartori já tem nomes para decidir titularidades das secretarias de Turismo e Desenvolvimento

O governador José Ivo Sartori poderá usar o final de semana para bater o martelo em torno dos nomes dos novos secretários do Turismo e Desenvolvimento Econômico.

. O PSD tem nomes para os dois cargos, mas deverá ficar com apenas uma posição.

. No caso da secretaria do Turismo, despontam o comunicador Bibo Nunes, que com 18.666 votos ficou na primeira suplência federal do PSD, e o santanense Eduardo Oliveira, que é o terceiro suplente na bancada estadual.

. O problema é que o PSD poderá optar pela secretaria de Desenvolvimento e neste caso ficará sem Turismo, que ficaria com o PMDB da Serra.

. Acontece que cresceram muito as pressões para que o vice-governador José Cairolli vá para a secretaria do Desenvolvimento. Cairolli foi quatro anos presidente do BRDE e passou pela presidência da Federasul antes de presidir a Confederação das Associações Comerciais do Brasil. Vice na posição de secretário não é incomum no RS e no Brasil. João Gilberto foi secretário de Ciência e tecnologia e José Alencar foi ministro da Defesa de Lula. Em Porto Alegre, o vice do prefeito José Fogaça, Eliseu Santos, foi seu secretário da Saúde. A secretaria de Desenvolvimento é peça chave para qualquer governo que queira intervir na sustentação e melhoria do atual modelo econômico estadual ou na alterasção da sua matriz, que ainda é atrasada. Somente Brizola e Brito implementaram transformações radicais, mas apenas Brizola obteve êxito.

Cortes de investimentos da Petrobrás só atingirão Pólo Naval de Rio Grande em 2016

A decisão do Conselho de Administração da Petrobrás, sexta-feira, de suspender a publicação do balanço do terceiro trimestre pela enésima vez, não foi a mais importante das resoluções do dia. É que também foi aprovado um programa duro de corte de custos e redução de investimentos.

. O editor conversou com empresários da área do óleo e gás no RS e recolheu a convicção de que os cortes não atingirão os investimentos da Petrobrás em andamento, o que significa que reflexos dificilmente ocorrerão em 2015 ou no segundo semestre do ano.

. O Pólo Naval de Rio Grande já está com as barbas de molho.

. Isto significa que empresários e governo terão um ano pela frente para se programar para o pior.

Deputado Beto Albuquerque é atacado a tiros em Porto Alegre

O deputado Beto Albuquerque, PSB, foi atacado a tiros ontem a tarde em Porto Alegre. Três assaltantes tentaram roubar o carro do deputado na tarde deste sábado, nas proximidades da Avenida Cavalhada, na zona sul de Porto Alegre. 

. Segundo Beto Albuquerque, um trio de criminosos tentou abordá-lo a pé. Ele conduzia o veículo sozinho e, diante da abordagem, acelerou o carro. Com a reação, os criminosos dispararam várias vezes. Os disparos atingiram o veículo, mas o deputado não sofreu nenhum ferimento.