Esta cantora de Porto Alegre tomou conta da apresentação de André Rieu na Europa

Carla Maffioletti é de Porto Alegre. Ela faz sucesso na Europa. É mais um honroso “produto” de exportação do RS.

Neste vídeo, ela canta com a orquestra de André Rieu. CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

Piso do magistério - saiba por que Tarso Genro mistifica quando pede ajuda do governo federal para pagar a lei que ele mesmo ajudou a criar

*Artigo de Mariza Abreu, ex-secretária da Educação

Toda vez que algum integrante do governo, dest
a vez o próprio governador Tarso Genro, manifesta-se sobre o piso do magistério, mais evidentes tornam-se as contradições do PT.

Nas edições de deste sábado (14 de janeiro) dos jornais Correio do Povo e Zero Hora repercute a entrevista do governador Tarso Genro que ontem afirmou não ser contra o piso para o magistério, mas que o governo federal deve auxiliar os Estados com recursos do Orçamento da União. Afirmou também que espera a votação pelo Congresso Nacional da alteração do critério de reajuste do valor do piso, do atual percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano para o INPC. Para o governador, ao fixar esse critério de reajuste a lei modifica o conceito de piso que, segundo ele, é de um patamar mínimo atualizado pela inflação.

Complementação da União para pagamento do piso

Pela Lei 11.738/08 em vigência, que criou o piso nacional dos professores, somente os governos estaduais e municipais dos Estados que já recebem complementação da União ao Fundeb podem pleitear tais recursos federais para o pagamento do piso do magistério, que, em 2011 e 2012, foram apenas nove: AL, AM, BA, CE, MA, PA, PB, PE e PI.

Isto porque os recursos federais destinados a ajudar governos que não podem pagar o piso nacional correspondem a 10% da complementação da União ao Fundeb, a qual foi de R$ 7.925.200,6 em 2011 e estimada em R$ 9.440.373,9 para 2012, conforme portarias interministeriais disponíveis no site do FNDE. Portanto, respectivamente R$ 795 milhões e R$ 944 milhões para a integralização do piso em todo o país.

Sempre muito menos do que precisa só o RS para pagar o piso no atual plano de carreira do magistério gaúcho. Segundo o próprio governo Tarso, R$ 1,7 bilhão em 2011 e, em 2012, de R$ 2,07 bilhões se o valor do piso fosse reajustado pelo INPC, como propôs o ex-presidente Lula no Projeto de Lei 3776, de 23/07/08, ou de R$ 2,96 bilhões, segundo o critério da lei vigente.

Portando, para que o RS possa obter apoio da União, é preciso mudar a lei do piso, o que pode ultrapassar o governo Tarso Genro.
CLIQUE AQUI para ler a íntegra da análise.

Autor do livro de cabeceira do PT também escreveu a letra de ‘Marli Meu Travesti’

- O jornalista Augusto Nunes reproduziu a reportagem a seguir, publicada no portal Implicante. O material revela uma face oculta do mais novo autor de cabeceira do PT. Amaury Ribeiro Júnior não é tão sofisticado quanto poetas de ocasião como Tarso Genro e Guido Mantega, mas segue a mesma escola de preferência por temas sexuais inusuais para suas tropelias culturais. Leia:

Autor do livro de cabeceira do PT também escreveu a letra de ‘Marli Meu Travesti’
PUBLICADO NO PORTAL IMPLICANTE

Exclusivo: trazemos a todos vocês a obra de Amaury Ribeiro Jr. que foi censurada pela grande, pequena e até pela média mídia.

Não é nenhum documento secreto escondido no armário, mas sim uma bela canção que consta do álbum “Precoce” (e “precoce” nesse sentido mesmo que você pensou…) de Amaury Ribeiro Jr. Infelizmente, a mídia não deu o destaque necessário a esse talento. Vale dizer que todas as músicas são muito bem escritas e executadas; então escolhemos a esmo a bela cantiga “MARLI, MINHA TRAVESTI”.

Ouçam clicando em “play” (conseguimos localizar a música na web, em mais uma prova de que a arte e a cultura devem ser compartilhadas), a letra está abaixo (foto do encarte, pois obviamente compramos disco tão belo). Depois disso tudo, nossa análise desse clássico.

Melodia muito parecida com “São Paulo, São Paulo”, do Premê. Com uma letra tão genial dessas, sejamos justos, não é lícito cobrar uma melodia 100% original. Vejam só que epopéia:
Alguns trechos PRECISAM ser comentados, pois são simplesmente excepcionais e mostram o talento inequívoco do compositor além da interpretação simplesmente perfeita e crível:
E a meio outros pares
Marli, meu travesti
Cruzamos as pernas
Grudamos as pintas
Cresceu a sua mão
Cresceu a mão! Essa metáfora já mostra que o autor pertence às mais sofisticadas escolas da poesia moderna. O que poderia crescer? Ora, muita coisa! Ou apenas uma, enfim… 

CLIQUE AQUI para ler tudo. A música você poderá ouvir no link. 

Resolução regulamentando presença de haitianos é aprovada

O Conselho Nacional de Imigração (CNIg), vinculado ao Ministério do Trabalho, acaba de aprovar resolução que regulamenta a entrada e permanência dos haitianos no Brasil. Depois de duas horas e meia de debate, o conselho acatou o texto do Executivo e manteve as decisões anunciadas no início da semana pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A resolução vale por dois anos.

. Está mantida a concessão de 100 vistos mensais pela embaixada brasileira em Porto Príncipe, capital do Haiti. Também não haverá exigência para que esses haitianos tenham um contrato prévio de trabalho no Brasil ou qualquer qualificação profissional. Outro ponto mantido é o período de cinco anos para que o haitiano que estiver no Brasil se regularize definitivamente com emprego e residência.

Salários ameaçam contas de municípios

Um em cada cinco municípios brasileiros poderá ter dificuldades para fechar suas contas este ano devido aos impactos, sobre as folhas de pagamento do funcionalismo, do reajuste de 14,13% no salário mínimo e do piso nacional dos professores, possivelmente em torno de 22%. O Presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, estima que os dois aumentos combinados deverão pendurar uma conta extra de quase R$ 8 bilhões em ano de eleições municipais, com possível influência no pleito.

. Os maiores problemas, calculou Ziulkoski, deverão ocorrer no Nordeste, Norte, Centro-Oeste e parte de Minas Gerais, em Prefeituras de cidades pequenas, onde a maioria dos servidores ganha o mínimo.

. “O aumento real do salário, desde o início do governo Lula (2003), já impactou as contas dos municípios em R$ 13,651 bilhões”, disse ele. “Só no ano passado, foi R$ 1,3 bilhão mais, e em 2010, 1,7 bilhão.” A CNM está finalizando os cálculos para determinar com mais precisão o tamanho do rombo.

Dilma vai endurecer regras para rádio e TV

A Presidente Dilma deverá assinar na segunda-feira o decreto que deixará mais rígidas as regras para concessões de rádio e televisão no país. Na tarde de ontem, a Presidente chamou o Ministro Paulo Bernardo (Comunicações), que está em férias, para fazer “ajustes” no decreto, em discussão no governo desde o ano passado.

. Pelas novas regras, os interessados em adquirir novas licenças terão de comprovar capacidade financeira para bancar a montagem das emissoras de rádio ou TV. Para isso, a principal mudança prevista é o aumento do valor da caução.

. Hoje, os interessados em disputar uma outorga são obrigados a fazer um depósito de 1% do valor da licença para participar da disputa.

Aliados pressionam Serra a disputar Prefeitura de SP

Cresce a pressão sobre o ex-Governador José Serra para que ele dispute a Prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro. Antes contrários ao lançamento de sua candidatura, amigos de Serra insistem agora para que entre na corrida municipal. Um deles é o também tucano Alberto Goldman. Vice de Serra no governo do Estado até 2010, Goldman admite ter mudado de opinião.

. “No começo do ano passado, achava que ele deveria assumir a bandeira da oposição. Não foi possível. Mudei de opinião e acho que Serra deve se candidatar à Prefeitura”, afirmou. Goldman expôs seu ponto de vista a Serra na semana passada. Serra, de acordo com Goldman, reafirma que não é candidato.