TCU investigará esta semana a BSBios, RS

O deputado Luiz Carlos Heinze, PP do RS, confirmou esta noite para o editor que o TCU deve abrir ainda nesta semana uma auditoria para investigar suspeitas de superfaturamento em dois negócios envolvendo a Petrobras Biocombustíveis e a BSBios, do Rio Grande do Sul. Heinze já tinha denunciado que a empresa gaúcha teria comprado uma usina de biodiesel em Marialva (PR) por R$ 37 milhões em 2009 e, seis meses depois, a Petrobras Biocombustíveis desembolsou R$ 55 milhões para adquirir metade do negócio. Em 2011, a estatal gastou R$ 200 milhões para ficar com a metade das instalações da BSBios. A Petrobrás Biocombustíveis era presidida até uma semana atrás pelo ministro gaúcho Miguel Rosseto. 

Agência rebaixa classificação de risco do Brasil, alegando: 1) Gastos excessivos do governo. 2) Crescimento econômico pífio.

 - Senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi o primeiro presidenciável a comentar o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência S&P. Segundo ele, a decisão era previsível.  "O histórico de manipulações contábeis, o descuido com a boa aplicação dos recursos públicos, a leniência com a inflação, a ineficácia na realização dos investimentos necessários para destravar o país, em contrapartida aos exorbitantes gastos correntes, explicam, com sobras, a indesejada decisão", diz ele

A Standard & Poor’s (S&P) rebaixou nesta segunda-feira o rating do Brasil de “BBB” para “BBB-“, último nível considerado pela agência como grau de investimento. A perspectiva foi alterada de negativa para estável. Entre os motivos que levaram a S&P a tomar a decisão, foram citados os sinais mistos enviados pelo governo e suas implicações para as contas fiscais e credibilidade da política econômica, “juntamente com a perspectiva de um crescimento menor nos próximos dois anos e a falta de habilidade para ajustar a política antes das eleições presidenciais de outubro”. 

. Segundo a S&P, a estimativa de crescimento mais baixo para o país é consequência de fatores cíclicos e estruturais. 

. “A deterioração fiscal da economia brasileira nos últimos anos inclui o aumento do déficit. Além disso, a credibilidade em relação à conduta da política fiscal do país se enfraqueceu porque o governo descumpriu co vários itens da meta fiscal”.  Apesar dos esforços do governo de reprogramar e cortar alguns gastos, na visão da S&P será difícil para o país alcançar a meta formal de superávit primário de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Além disso, a agência avalia que as medidas anunciadas recentemente para administrar as perdas no setor elétrico, podem ser desafiantes em um ano eleitoral. 

. A expectativa da S&P é que o PIB real do Brasil cresça 1,8% em 2014 e 2% em 2015. Entre outros fatores, o avanço será puxado pela modesta melhora nas exportações. 

. De maneira geral, os investimentos do setor privando devem continuar fracos em meio à persistência do pessimismo das empresas e ao clima de espera associado às eleições. “Achamos também que o déficit do governo suba para 3,9% do PIB este ano, após ficar em 3,2% do PIB em 2013. Além disso, é importante destacar que a vulnerabilidade externa do país vai de alguma forma crescer nos próximos anos”, informou o comunicado.


Só a CPMI salvará a Petrobrás

A cada hora que passa o escândalo da compra da refinaria Pasadena pela Petrobrás ganha contornos mais escabrosos, o que obrigará Senado e Câmara a acatar a proposta do senador Aécio Neves, que é a de instalar imediatamente uma Comissão Parlamentar Mista de Investigações, CPMI, para tratar de investigar e esclarecer tudo.

. Será um desastre político para os governos do PT.

. A Petrobrás foi privatizada por gente do PT e seus aliados, por sindicalistas vorazes e por empreiteiras e fornecedores insaciáveis.

CLIQUE na imagem a seguir para examinar o comentário do editor, intitulado: Só a CPMI salvará a Petrobrás


Reunião da CPI da CEEE: governo ordena retirada de deputados do PT e do PDT

PT e PDT retiraram seus deputados da reunião da CPI da CEEE nesta segunda-feira a tarde. A orientação foi do governo Tarso Genro, inconformado com a eleição de presidente e relator da oposição.

. Sem quorum, a CPI não pode reunir.

Gustavo Schiffino reeleito presidente da CDL de Porto Alegre

A CDL Porto Alegre apresenta para associados, imprensa e parceiros a nova diretoria para o biênio 2014/2015. Em atividades desde o início do ano, o grupo se consolida à frente da entidade, que representa milhares de estabelecimentos varejistas de Porto Alegre.

. Reeleito para mais dois anos na liderança da CDL POA está Gustavo Schifino, diretor da rede de Lojas Trópico e também vice-presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Odone quer trancar projeto que prevê inclusão de pais no IPE Saúde. Ele diz que o plano registra fraudes e descontroles, segundo relatório do TCE.

O deputado estadual Paulo Odone (PPS) informou esta manhã para a repórter Adriana Irion, Zero Hora, que vai propor, aos líderes da Assembleia Legislativa, a suspensão do andamento do projeto que previa a inclusão de pais de servidores públicos no Ipe-Saúde. Leia a nota publicada no site www.zerohora.com.br:

O resultado de uma inspeção extraordinária do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) embasou a decisão de suspender o projeto, que estava apto a ser votado. A inspeção apontou descontrole no uso do plano e fraudes, como o atendimento de pessoas mortas e o caso de um médico que fez 193 consultas entre às 20h e 6h.

O trabalho também mostrou descontrole em relação aos RGs de segurados — 39 mil aparecem com número de RG 0000000, por exemplo.

— Não podemos avançar, nem decidir nada sem ter ao menos um cálculo atuarial. Por isso, vou propor a suspensão do projeto por enquanto — disse Odone.


Fortunati bota corda no pescoço dos deputados: "Sem isenção, não tem Copa em Porto Alegre". Isto não é verdade.

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), disse, nesta segunda-feira que, se o projeto que prevê isenção fiscal para empresas interessadas em bancar estruturas temporárias do Beira-Rio não for aprovado pela Assembleia Legislativa, a Capital não sediará a Copa do Mundo. 

. O governador Tarso Genro terceirizou para Fortunati a pressão pública sobre os deputados estaduais, porque afinal de conta os  incentivos fiscais de que ele fala são referentes ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que somam R$ 25 milhões. A votação deve ocorrer nesta terça-feira.

Estão programados protestos para esta terça-feira contra a vontade manifestada pela maioria da Assembléia de referendar a nova renúncia fiscal para beneficiar o Internacional. 

. Este é um assunto que nem depende da prefeitura.

. A pressão é totalmente descabida, porque se o governo estadual não entregar dinheiro dos contribuintes, o Internacional terá que buscá-los onde for possível. É 100% certo que os jogos não deixarão de sair a Porto Alegre se o governo não entregar mais dinheiro dos contribuintes gaúchos para a Fifa.

. Os deputados da oposição temem ofender a Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disto, o governo estadual já produziu renúncias fiscais que superam a casa dos R$ 100 bilhões até agora. Todas as pesquisas de opinião pública demonstram que a população não quer que os governos coloquem mais dinheiro público nos negócios da Copa. 

. As ameaças de Fortunati enfiam uma corda no pescoço dos deputados:
- Se não for votado, daí já está definido, não teremos Copa em Porto Alegre. Não teremos como buscar recursos. Não tem plano B, não tem plano C, não tem plano E, não tem plano Z. O plano é esse. A única alternativa é essa. Não se viabilizando, fizemos uma opção e deixaremos de ter a Copa do Mundo. Temos de jogar de uma forma muito clara.

. O pedetista falou em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha. "Este é o ponto que representa o gargalo, hoje, em termos de realização da Copa em Porto Alegre", acrescentou.

CLIQUE AQUI para ler artigo sobre renúncias fiscais. O povo nunca ganha com renúncias fiscais.

Competence cria empresa de pesquisa de precisão, a Go Deeper

Maior agência de publicidade do RS, a Competence acaba de criar a empresa de pesquisa Go Deeper, cujo objetivo final é oferecer diagnósticos de alta precisão . Com isto, o Grupo Competence passa a ser composto por dois blocos: comunicação liderado pela agência offline e digital Competence e a divisão de serviços de marketing composta pela Sunbrand integrada com a Go Deeper.

. Viviane Guerchfeld é a  diretora.

Gaúcha FCC lança revolucionário insumo para produção de solados de calçados

Durante a realização da Fimec, realizada na semana passada em Novo Hamburgo, o grupo gaúcho FCC apresentou outro revolucionário insumo para facilitar a produção de solados das empresas brasileiras. O grupo possui fábricas no exterior e no Brasil. Ele é tradicional fornecedor da indústria nacional. Sua sede fica em Campo Bom. 

. O novo produto é o Fortiprene TPU Fácilm, um termoplástico de poliuretano desenvolvido com o objetivo de ser processado em diferentes máquinas e não apenas em injetoras específicas.

. Outro diferencial do novo produto é a durabilidade dez vezes maior e dispensa da etapa de secagem de grãos em algumas aplicações. Este tipo de processo pode levar até quatro horas, a 100 graus, em produtos concorrentes. O preço dos insumos é o mesmo.  

- A FCC é indústria de destaque na cadeia calçadista. Os cinquenta maiores produtos nacionais de calçados são seus clientes. Além da linha de termoplásticos, a empresa também é a principal fornecedora de adesivos para as empresas de calçados.

www.fcc.com.br


Chocolate caseiro de Gramado está 23,9% mais caro nesta Páscoa

Quem esteve em Gramado neste final de semana (hotéis e ruas superlotados) percebeu que as promoções de venda de chocolates caseiros, o forte da cidade gaúcha, subiram 23,8% na média nestes dias que antecedem a Páscoa.

. O aumento é quatro vezes maior do que a inflação do período concluído  em março, Páscoa do ano passado, que foi de 5,68% (IPC A). 

Engenheiro diz que novos pardais nas estradas gaúchas visam apenas arrecadar mais

Novas previsões do Daer informam que a partir de junho serão instalados 45 pardais e 20 câmaras de monitoramento em rodovias estaduais do RS. Há três anos o governo estadual tenta fazer isto e não consegue.

. O engenheiro Walter Kauffmann Neto, especialista em acidentes de trânsito e consultor da ONG Alerta, disse para a repórter Heloísa Sturm, de Zero Hora, que a instalação de 45 novos controladores de velocidade e 20 câmeras de monitoramento, prevista para a metade do ano, nas rodovias do Rio Grande do Sul, deverá ter função meramente arrecadatória. Leia a nota:

Kauffmann afirma que se a função dos equipamentos fosse o controle de velocidade, os pardais estariam nos pontos onde ocorrem acidentes mais graves, e não em locais considerados por ele estratégicos para multar, onde o limite de velocidade muda entre um trecho e outro.

– Os radares serão um excelente sistema para melhorar a arrecadação de multas no Estado, mas o impacto no número de ocorrências de trânsito não vai ser tão significativo como se fossem adotadas medidas mais fortes.

Apesar da alta no preço dos imóveis, BC nega bolha imobiliária

As Cassandras,sempre procurando encontrar chifre em cabeça de cavalo, falam numa bolha imobiliária que não existe no Brasil. 



BC avalia que a maior parte dos brasileiros compra imóveis para moradia própria e que o crédito imobiliário ainda é pequeno no País

Victor Martins, Eduardo Rodrigues e Aline Bronzati, repórteres da Agência Estado, informaram hoje que o diretor de Fiscalização do Banco Central, Anthero Meirelles, descartou a possibilidade de o Brasil caminhar para uma crise de subprime, semelhante à ocorrida nos Estados Unidos entre 2008 e 2009. "Não há bolha imobiliária no Brasil. Não temos elementos que caracterizem bolha", disse.

. Segundo o índice FipeZap, o preço anunciado do metro quadrado subiu 13,1% em 12 meses encerrados em fevereiro. A pesquisa leva em consideração as ofertas de imóveis em 16 cidades do País. Nesta manhã, a Caixa, maior financiadora de imóveis do Brasil, anunciou a projeção de fornecer R$ 154 bi em crédito imobiliário neste ano, um aumento de 14,2% em relação a 2013. Nos últimos anos, o banco multiplicou por 28 o volume destinado anualmente para este segmento.

. Durante divulgação do Relatório de Estabilidade Financeira (REF), Meirelles afirmou que no Brasil não existe segunda hipoteca e destacou que mais de 90% dos imóveis é para moradia própria. Ele também afirmou que o crédito imobiliário no País, comparado a outras economias, ainda é pequeno.

. Em uma simulação, o BC observou que se houvesse uma queda de 33% nos preços dos imóveis entre um dia e outro, o sistema não passaria por insolvência. 

CLIQUE AQUI para saber mais. 


Banco Central projeta rombo de US$ 80 bilhões nas contas externas deste ano

O Banco Central aumentou de 78 bilhões para 80 bilhões de dólares a previsão de déficit nas transações correntes para 2014. O dado se refere ao resultado de todas as transações do Brasil com o exterior, como importações e exportações de bens e serviços e as transações unilaterais do país com outras nações. A informação é do site www.veja.com.br desta tarde. Leia tudo:

 A mudança de deveu principalmente à redução na projeção de superávit comercial, que caiu de 10 bilhões para 8 bilhões de dólares neste ano. Em fevereiro, o déficit nas transações correntes ficou em 7,445 bilhões de dólares. No acumulado de doze meses encerrados no mês passado, o déficit em conta corrente do país ficou em 3,69% do Produto Interno Bruto (PIB).  Entre os impactos negativos para o resultado de fevereiro estão os saldos da conta de serviços e da balança comercial, que somaram 3,480 bilhões de dólares e 2,125 bilhões de dólares, respectivamente, no mês passado. Os valores superam os 3,132 bilhões de dólares em serviços e o 1,279 bilhão de dólares na balança registrados em fevereiro de 2013. Em serviços, destacaram-se os gastos líquidos de brasileiros no exterior que atingiram 1,324 bilhão de dólares no mês passado. Também pesaram negativamente as remessas de lucros e dividendos, que alcançaram 1,286 bilhão de dólares em fevereiro, superior aos 2,174 bilhões de dólares do mesmo período do ano passado.  O BC piorou sua projeção para o ano todo, passando-a de saldo negativo de 78 bilhões de dólares para 80 bilhões. A mudança de deveu principalmente à redução na projeção de superávit comercial, que caiu de 10 bilhões de dólares para 8 bilhões de dólares este ano. Já a estimativa para o saldo negativo na conta de serviços foi reduzida de 51,7 bilhões de dólares para 51,2 bilhões de dólares.
Enquanto isso, os investimentos estrangeiros diretos (IED) somaram 4,132 bilhões de dólares, acima das projeções do mercado, de 3,8 bilhões de dólares. A projeção do BC para os IED  do ano todo de 2014 manteve-se em 63 bilhões de dólares.

. Na semana passada durante audiência no Senado Federal, o presidente do BC, Alexandre Tombini, buscou minimizar rombo nas contas externas ao dizer que parcela significativa do déficit vem sendo financiada pelo investimento externo produtivo. Ele também disse que a economia mundial atravessa um período de transição e que o Brasil não deve ser avaliado como uma economia vulnerável.

Tarso sofre nova derrota e CPI da CEEE sairá com a direção eleita na semana passada

O presidente da Assembléia, deputado Gilmar Sossela, rejeitou recursos dos deputados Ciro Simoni, PDT, e Nelsinho Metalúrgico, PT, que queriam impedir a reunião desta tarde da CPI da CEEE.

. Fica tudo como está.

. A oposição manterá a presidência (Lucas Redecker, PSDB) e a relatoria (Catarina Paladini, PSB).

. Foi uma nova derrota do governador Tarso Genro, que instrumentalizou as ações de Simoni e Metalúrgico.

Lara será mesmo o nome do PTB para vice de Tarso

 O PTB vai mesmo apresentar o nome do deputado estadual Luís Lara como seu nome para a chapa majoritária liderada pelo governador Tarso Genro. 

PTB reúne-se com PRB e quer fechar com PCdoB para Câmara e Assembléia

Depois de abrir entendimentos com o PCdoB  para acertar coligação nas eleições proporcionais de outubro, o presidente do PTB do RS, deputado Luiz Carlos Busatto, reuniu-se esta manhã com o PRB.

. A coligação para a Câmara dos Deputados está bem encaminhada, mas o caso da Assembléia depende de novos entendimentos.

. PTB, PCdoB e PRB já estão acertados no apoio ao governador Tarso Genro, PT, que é candidato à reeleição.

. O PTB quer repetir suas bancadas atuais na Câmara (dois deputados) e na Assembléia (seis deputados).


Cerveró diz para Veja: "Dilma sabia de tudo !"

- Líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy continua sua saga para "esclarecer o que vem acontecendo de errado" com a Petrobras sob governo do PT e seu próximo passo será convocar o ex-diretor da área internacional da estatal Nelson Cerveró para "esclarecimentos" sobre compra da refinaria de Pasadena

Nestor Cerveró, o diretor Financeiro da BR Distribuidora, demitido na semana passada por ordem de Dilma Rousseff, que tenta transformá-lo em bode expiatório do mau negócio da refinaria Pasadena, oito anos depois, promete não assumir a condição quando for chamado na CPI do Congresso:
- A presidente errou, mas como vou falar isso. Se for chamado a dar explicações, terei de desmentir a presidente, porque ela teve acesso a todos os documentos do processo.

. Na época da venda, Nestor Cerveró era diretor da área internacional da Petrobrás e instruiu o Conselho sobre a votação.

- O material acima está na Veja desta semana, página 48. 

Entrevista, Lucas Redecker - A reunião desta tarde da CPI da CEEE vai sair

Lucas Redecker, presidente da CPI da CEEE

Vai sair ou não a reunião desta tarde da CPI, porque os deputados Ciro Simoni, PDT, e Nelsinho Metalúrgico, PT, tentam mudar o nome do relator e suspender a reunião.
Vai sair as 14h. O caso do deputado Simoni já está resolvido pela própria Casa, porque minha decisão pelo voto de Minerva baseou-se em entendimento do próprio Jurídico da Assembléia. Nós, deputados, contamos com apoio direto dos Advogados da Casa quando trabalhamos em Comissões Permanentes ou CPIs.

E a suspensão?
O presidente da Assembléia não me disse nada até agora. Duvido que dirá. Isto não tem sentido, já que a questão anterior considero resolvida.

A que se deve esta manobra do governador Tarso Genro?
Sinceramente, não quero acreditar que o governo deseja boicotar e até impedir que a CPI investigue o setor de energia elétrica do RS, visando identificar equívocos e corrigi-los. As investigações serão feitas sobre todo o setor, o que quer dizer que também as empresas privadas terão que falar. 

Fifa censura sua própria página com 10 Dicas sobre os brasileiros e o Brasil

A Fifa tirou do ar a página que listava 10 dicas sobre o Brasil e os brasileiros, tudo visando os turistas internacionais que virão para a Copa. O jornalista Vitor Vieira, no seu blog VideVersus, conseguiu copiar tudo antes da censura.

CLIQUE AQUI para examinar. É divertido e instrutivo.


Aécio quer vice de São Paulo

Aécio busca um vice de São Paulo. Já tentou FHC e o senador Aloysio Nunes Ferreira, mas ainda não se definiu sobre nada. Dilma terá Temer, São Paulo, enquanto que Campos preferiu Marina, que é do Norte, mas cuja penetração em SP é fortíssima. Presidentes e vices e suas regiões políticas, desde a democratização em 1964, eleitos pelo voto direto, conforme levantamento do ex-prefeito Cesar Maia, hoje:

Dutra – Mato Grosso (ou Rio como militar) e Nereu Ramos –Santa Catarina / Getulio Vargas – Rio Grande do Sul e Café Filho –Rio Grande do Norte / Juscelino –Minas Gerais e Jango – Rio Grande do Sul / Jânio Quadros –S. Paulo (foi eleito com Jango, pois a eleição de vice era direta) / Collor – Alagoas e Itamar –Minas Gerais / FHC – São Paulo e Marco Maciel – Pernambuco / Lula – São Paulo e José de Alencar –Minas Gerais / Dilma – Rio Grande do Sul e Michel Temer –São Paulo.

Saiba como a gaúcha Plin Digital pode ajudá-lo com seus problemas de Big Data

O Big Data é o assunto do momento na informática. O editor foi buscar informações para informar aos leitores o que realmente é isto.

Computadores foram criados para fazer cálculos e manipular informações. Desde a sua criação até os dias atuais, estas informações precisavam estar armazenadas em formatos rígidos, nos assim chamados Banco de Dados. Em termos técnicos se diz que a informação precisava estar “estruturada” com cada coisa em seu lugar.

. Acontece que na vida real, a maior parte da informação é desestruturada. Quando escutamos uma música, falamos ao telefone, assistimos televisão, estamos acessando informação não estruturada.
No caso de uma empresa por exemplo, uma montanha de informação está contida em emails e em páginas da Web. Mas como fazer o computador “ler” estas informações e mixa-las com aquelas estruturadas que estão armazenadas nos Bancos de Dados?

. É esta situação que as técnicas de Big Data permitem resolver, segundo constatou o editor, que conversou demoradamente com seus empreendedores. A empresa é nova no mercado gaúcho, mas  poucos profissionais no mundo conhecem a fundo esta metodologia quanto Marko Petek, que trabalhou durante quase 5 anos no CERN e vivenciou todo o desenvolvimento desta tecnologia. Nos últimos anos, experimentos científicos como o Large Hadron Colider (LHC) construído no Centro Europeu de Física (CERN) na Suiça começaram a gerar volumes gigantescos de informação.  E ficou muito difícil de encontrar aquilo que se procurava, uma situação muito pior do que achar uma “agulha num palheiro”. Para resolver este problema, os cientistas do CERN desenvolveram algoritmos e métodos matemáticos que otimizaram o manuseio e processamento desta massa de dados.

A tudo isto se deu o nome de Big Data (Grandes Dados).O que Marko Petek explicou ao editor:
- Através da chamada “computação semântica” que “compreende” o conteúdo de um email, consegue-se interpretar o que um vídeo postado na web quer dizer e assim por diante. Este verdadeiro Iceberg de informações pode enriquecer aquela armazenada de maneira tradicional, revelando novas perspectivas até então escondidas.

. Até poucos anos atrás os sistemas de computação não tinham capacidade nem de entender e muito menos de processar esta imensa massa de dados.  Mas o avanço da ciência de ponta teve um papel fundamental no processo de integração e análise destas informações.

E-mail para contatos: petek@adhoccomunicacao.com
Site da Plin Digital:

Saiba como na Operação Satiagraha, Tarso queria ver o "circo pegar fogo" para minar Lula e Dilma

Protógenes sabia que a Operação Satiagraha contou com o ok de Lula, que voltou atrás depois que os acontecimentos chegaram muito perto do governo. O banqueiro Daniel Dantas tinha todo mundo nas mãos e vazou o número da conta do Mensalão em Nassau.

Estranhamente fora do mercado, passados 30 dias do lançamento, o livro Assassinato de Reputações, prossegue surpreendendo pelas revelações que faz o delegado Romeu Tuma Júnior, que durante três anos privou da intimidade do governo Lula, no comando da secretaria nacional de Justiça, trabalhando sob a liderança do então ministro da Justiça, Tarso Genro. Tuma Júnior era filho de Tumão, o mitológico chefão do Dops de São Paulo na época dura da ditadura, onde recrutou o então líder sindical Lula da Silva para ser seu alcaguete – o dedo duro que informava aos policiais e aos militares tudo o que acontecia na CUT e no PT.

. Num dos capítulos mais pormenorizados, ao contar os bastidores da Operação Satiagraha e o embate mortal entre os delegados Paulo Lacerda e Protógenes Queiroz com a troika Lula, Dirceu e Gilberto Carvalho, uns atacando e outros defendendo os interesses do banqueiro Daniel Dantas, ele explica de que modo se colocam as contradições entre as lideranças do PT:
- Tarso não gostava de Lula e Dirceu, e queria ver o circo pegar fogo. Ele era de uma facção contrária à majoritária no PT, e quando falo em facção contrária refiro-me a grupos antagônicos mais adversários do que a própria oposição. Sabia que Dantas tinha boas relações com expoentes do PT. A desgraça do banqueiro e de parte de seus Partidos, naquele momento, poderia render a Tarso novo protagonismo, como ocorrera quando do escândalo do Mensalão.

. Qual o interesse que tinha Tarso Genro em ver “o circo pegar fogo” ? Leia o que escreve Tuma Júnior na página 403 do seu livro:

- Isto lhe beneficiaria na disputa presidencial (ele postulava a candidatura a presidente e não acreditava em Dilma), ou no mínimo ao governo gaúcho. Afinal, Tarso sabia, como já dissera Protógenes, que a Operação Satiagraha era uma “missão presidencial”, que depois foi suspensa pelo envolvimento de gente do próprio Palácio do Planalto.


Anatomia de uma chantagem contra o presidente da República

CLIQUE AQUI para comprar o e-book do livro, bem mais barato e com download imediato.
No comentário a seguir, o editor conta o que encontrou no corrosivo último capítulo do livro “Assassinato de Reputações”, no qual o delegado Tuma Júnior narra aquilo que ele intitula “A chantagem contra o presidente da República”.

. No livro, é narrado todo o escabroso episódio que envolveu o então chefão da Polícia Federal, o gaúcho Luiz Fernando Corrêa (foto ao lado), homem de Tarso Genro, seu companheiro da República de Santa Maria, que teria se mantido no cargo porque tinha em seu poder fotos comprometedoras envolvendo Lula. Quem lhe contou tudo foi o ministro Luiz Paulo Barreto, o sucessor de Tarso no ministério da Justiça. Escreve Tuma Júnior, página 506:
- Estas fotos do Lula o Luiz Fernando obteve quando era secretário nacional de Segurança Pública.

. Ele se pergunta:
-Quanto desse tipo de chantagem não terá contaminado o governo Dilma?

. Mais adiante, sempre sem contar o que continham as fotos, todas obtidas durante visita de Lula à Amazônia, Tuma Júnior fornece uma pista instigante:
- Contei ao meu pai, Tumão, o que ouvi. Ele era senador e presidente da CPI da Pedofilia.

. Tumão fez silêncio por alguns segundos, perguntou se era sério o que o filho dizia e se despediu com uma frase de desalento:

- Vamos descansar filho.

Petrobrás assume dívida da Venezuela na refinaria Abreu Lima

O negócio de pai para filho, tudo com a "fartura" do caixa da Petrobrás, foi feito entre Lula e Chavez. A refinaria já consumiu alguns bilhões e não sai do chão. A Venezuela, esgualepada, nunca botou dinheiro no negócio. 
CLIQUE AQUI para ler, também, "Denúncias fazem Petrobrás viver inferno astral". 



Os repórteres Lisandra Paraguassu, Andreza Matais e Fábio Fabrini, informam no jornal O Estado de S. Paulo de hoje que possuem  documentos inéditos da Petrobrás aos quais o Estado teve acesso, mostrando que a empresa brasileira abriu mão de penalidades que exigiriam da Venezuela o pagamento de uma dívida feita pelo Brasil para o projeto e o começo das obras na refinaria Abreu Lima, em Pernambuco. O acordo "de camaradas", segundo fontes da estatal, feito entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez deixou o Brasil com a missão de garantir, sozinho, investimentos de quase US$ 20 bilhões. Leia tudo:

. O acordo previa que a Petrobrás teria 60% da Abreu e Lima e a Petróleos de Venezuela SA (PDVSA), 40%. Os aportes de recursos seriam feitos aos poucos e, caso a Venezuela não pagasse a sua parte, a Petrobrás poderia fazer o investimento e cobrar a dívida com juros, ou receber em ações da empresa venezuelana, a preços de mercado. Essas penalidades, no entanto, só valeriam depois de assinado o contrato definitivo, de acionistas. Elas não chegaram a entrar em vigor, já que o contrato não foi assinado.

. Os documentos obtidos pelo Estado mostram que a sociedade entre a Petrobrás e PDVSA para construção da refinaria nunca foi assinada. Existe hoje apenas um "contrato de associação", um documento provisório, que apenas prevê, no caso de formalização futura da sociedade, sanções pelo "calote" venezuelano.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

FHC compara a situação de Dilma à de João Goulart

CLIQUE AQUI par ler editorial do Estadão: 
"A CPI não pode esperar".
CLIQUE AQUI para ler "Sem açucar nem afeto", Dora Kramer de domingo.

Em entrevista à Folha de S. Paulo de hoje, o ex-presidente FHC avalia os problemas de Dilma com o Congresso são reflexos de uma crise política parecida com a que derrubou Jango:

-  Nossa democracia está se enraizando, mas ainda estamos em busca de um modo mais eficaz. Ninguém quer dar golpe hoje no Brasil, mas ninguém sabe muito bem como atender demandas que aparecem de repente, com esses mecanismos lentos, muitas vezes desconectados, que são o palácio e o Congresso.

. Em 1964, FHC diz que o governo estava perdendo o controle da situação. “Jango assustava os proprietários e a classe média mais tradicional quando prometia reforma agrária e reforma urbana. Nós estávamos na Guerra Fria, e a tendência era radicalizar”.

. Ele cita a relação com o Congresso como decisiva para o equilíbrio do poder: “Isso vinha desde Jânio Quadros. Ele tinha tudo na mão, eleito pelo povo, e um Congresso com o qual podia negociar, mas quis impor a autoridade presidencial sobre o Congresso e não conseguiu”.

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista.


Jornais dizem que Luciano Coutinho perdeu prestígio no Bndes

Os jornais do final de semana informam que o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, está com os dias contados no governo. Caso Dilme vença, ele não voltará ao cargo.

. Luciano Coutinho vendeu para os governos do PT o projeto dos “campeões nacionais”, empresas de cada setor industrial e comercial que seriam lançados como grandes grupos globais.

. Este projeto acabou.

Gigantes do agronegócio decidiram investir em ferrovias para melhorar sua logística

Bunge, Cargill, Maggi e Dreyfus, quatro gigantes do agronegócio, mais a estruturadora de negócios Estação da Luz/Participações, negociam associação para criar uma empresa de logística e participar dos leilões de concessão de ferrovias.
.Juntas, elas respondem por 40% das exportações de grãos.

. O foco seria ferrovias em Mato Grosso, interligando com os portos do Norte, desafogando Santos. O investimento total chegaria a R$ 10 bilhões.

. O Programa de Investimentos em Logística foi lançado em agosto de 2012 e até agora não andou. Os leilões feitos até agora foram vazios.

Cairolli confirma candidatura pelo PSD do RS

O ex-presidente da Federasul, José Cairolli, informou ontem a noite ao editor que confirmará sua candidatura ao governo estadual pelo PSD.